segunda-feira, 1 de maio de 2017

"Encontros Com Mulheres: Como Ter Poder De Escolha"

Encontros Com Mulheres:
Como Ter Poder De Escolha


Sendo solteiro, está certo ou errado sair com várias mulheres tendo a intenção de encontrar a melhor namorada possível, enquanto se tem uma vida o mais estimulante possível? E como conseguir isso? E como gerir isso?



Subscreve o novo canal de Youtube do Cool Vibes em:




Perguntas de leitores do Cool Vibes:

“Boas Pedro! Tudo em paz? :) Primeiro quero agradecer-te pela resposta à minha última pergunta, que me tem feito sentir melhor no dia-a-dia. Neste comentário tenho duas perguntas.

Pergunta/comentário 1:
Recentemente falei com uma rapariga no Badoo, descobri que ela adora cantar, e ficámos de nos encontrar para nos conhecermos e ela cantar para mim (até falámos um pouco no whatsapp). Mas vim a descobrir que ela tem namorado, por isso não a contactei mais. Mas hoje ela enviou-me uns clips de áudio dela a cantar umas músicas, e disse que gostava de combinar algo comigo. Se ela tem namorado, não percebo porque ela quer encontrar-se comigo lool (só se a relação dela está uma merda xDD). O que consideras mais íntegro fazer: seguir com a minha vida sem lhe dar qualquer satisfação, ou simplesmente dizer-lhe que eu não saio com raparigas com namorado?

Pergunta/comentário 2:
Esta semana falei com uma rapariga no Twoo, e já trocámos nºs de telefone e temos andado a falar no whatsapp. Ainda não nos conhecemos pessoalmente, e ela já me está a dar qualidades de anjo. Já me chamou "querido", "lindo", "fofo" e até "príncipe" :D Se ainda não nos conhecemos, como pode ela dizer que sou isso tudo?? LOL Ela até é bonita e gostava muito de me encontrar com ela e conhecê-la, já andamos a agendar uma data para isto e tudo. Mas eu sei que muita simpatia junta não é bom sinal, pois normalmente isso traz água no bico. Estou entusiasmado por conversar com ela (claro que sim!!), mas por outro lado também um pouco assustado. Já encontrei mulheres que ao início eram muito boazinhas (em aparência), mas depois vim a descobrir que não era bem assim, e que ao início davam-me qualidades de anjo e no outro dia falavam de mim como se eu fosse o terror dos 7 mares =) Já por duas vezes uma mulher me deu qualidades assim, e aproximei-me dela cegamente, para depois sair magoado da história. Não quero voltar a cair na mesma asneira. Qual é a tua opinião sobre isto? Obrigado, e um grande abraço!”

-

“Olá Pedro! Espero que te encontres bem! Tenho uma questão para ti... Á pouco tempo, meti conversa com uma rapariga que achei bonita pelo facebook. Falamos durante uns dias, até que eventualmente começamos a sair... Tudo muito à base de conversa, não houve nada físico, ou seja, não tínhamos nada. Eram apenas saídas casuais para conversarmos e conhecermos-nos melhor. Até aí tudo bem.

Posto isto de parte, ouvi em alguns áudios teus ou até mesmo posts, em que dizias que um homem solteiro tem o direito de andar a conhecer e a sair com mais que uma rapariga ao mesmo tempo, certo? É algo normal, certo? Até porque quantas mais opções existirem, mais temos por onde escolher! LOL Até que chegou um dia em que me cruzei com uma rapariga num comboio, e começamos a trocar olhares e enquanto os trocávamos sorriamos um para o outro. E eu como um bom e fiel seguidor do Cool Vibes (xD), fiz o mais óbvio! Fui ter com ela para lhe pedir o número ou o facebook, e a parte engraçada foi que ela me disse que era amiga da rapariga com quem estava a sair na altura. Podes-me chamar parvo, mas no momento não achei mal nenhum que elas fossem amigas. Simplesmente não me incomodou e continuei a pedir o contacto... No final da conversa, acabei por não conseguir nem o número nem o facebook.

E estava eu todo feliz da vida, quando abro o facebook e vejo uma mensagem da tal rapariga com quem andava a sair a dizer que estava em chamada com essa amiga (A rapariga do comboio)
e que ouviu a conversa toda e ouviu-me a pedir o número e o facebook! XD Já deves estar a imaginar a minha cara quando leio essa mensagem... Ahaha E agora? Totalmente BUSTED! E foi aí que percebi a razão da qual a tal rapariga não ter dado o contacto dela... LOL

Agora... Outra pergunta! Quando estamos a sair com uma rapariga, devemos-nos focar apenas nela e não falar com mais nenhuma... ou devemos tentar criar mais opções e andar por aí a meter conversa com outras raparigas? E se acontecer isto que me aconteceu? Hahaha É que agora dou por mim sozinho e sem opções neste momento. Ou seja, nem uma, nem outra! >=[ Pode ter sido burrice minha... Mas na altura não me apercebi que ela estava em chamada, porque estava com fones, e eu pensei que estivesse a ouvir música.

Esta minha dúvida vem também de uma recente conversa que tive com uma amiga, em que lhe expliquei a situação, e ela disse-me que se lhe tivesse acontecido o mesmo ela nunca mais me falava e dava-me umas chapadas! A parte que eu tentei explicar foi que apesar de estar a sair com ela na altura, nós não tínhamos nada! Zero, bola! Nem beijo houve sequer... Em relação a essa tal rapariga com quem estava a sair... eu mandei-lhe uma mensagem depois de falarmos sobre isto. "Queria pedir desculpa se te fiz sentir mal em qualquer altura, não era essa a minha intenção." Ela apenas deu vista e nunca mais me dirigiu a palavra até hoje... =/


Agora... O GRANDE DILEMA! Quando estamos a sair com uma rapariga, devemos dizer que estamos a sair e a falar com outras ao mesmo tempo? Ou devemos esconder isso dela? Se escondermos não será estar a ser falso/manipulador? Pedro... Ajuda-me a esclarecer isto! Muito Obrigado por existires! Acompanharei o Cool Vibes até deixar este corpo! Apesar de não comentar todos os áudios ou posts que faças, beneficio sempre algo com cada um deles! És o MAIOR! É grande parte graças a ti que tive a minha primeira namorada e que já não sou virgem! =P E olha que fixe... Foi com uma grega a primeira vez! Eheheh Um bem-haja a todos que seguem este blog. Grande Abraço!”

Obrigado pelas perguntas.

Segue o que Amas,
- Pedro C.

34 comentários:

Pedro Ribeiro disse...

Olá Pedro, desde já agradeço a tua resposta/clarificação.
Realmente por vezes tenho destas burrices e totózices haha xP

Essa rapariga do comboio viu-nos juntos durante uma das nossas saídas e na altura a rapariga do Facebook disse-me o nome da amiga que nos viu.
No comboio eu cheguei-me ao pé dela e disse: "Olá, sou o Pedro, como te chamas?". Ao qual ela respondeu: "Sou a X, a amiga da "rapariga do Facebook"" e a partir dessa resposta eu percebi que era a tal amiga da rapariga do Facebook que nos viu juntos.
Ainda não sou um homem muito confiante, estou na fase de me desafiar ao ir meter-me com raparigas que não conheço, e encarei essa situação do comboio como um bom desafio para isso.
Eu vivo numa cidade e sim, isto aconteceu mesmo, nada foi inventado, foi mesmo uma coincidência à filme haha
Agora referente à rapariga do Facebook, ela era virgem e nunca tinha tido nada com nenhum rapaz, daí eu ter aceitado ir com mais calma nesta situação, mesmo contra a minha vontade xD
Saímos 4 vezes e na última saída eu tentei aproximar-me do beijo dando abraços e beijinhos na cara, mas ela ainda não sentia confiança suficiente comigo para isso e recusava.
Pensando bem neste momento, ainda bem que as coisas aconteceram desta maneira pois ela não fazia muito o meu estilo de rapariga. Mas penso que valeu a pena pela experiência.

Peço desculpa pela falta de informação e por ter explicado as coisas de forma incompleta. Daqui para a frente vou -me esforçar para ser mais explícito nos meus comentários e perguntas.
Mais uma vez muito obrigado pelo aúdio e tudo de bom para ti.

Grande Abraço meu! Hehe :)

tuno disse...

Pedro, achas ser uma boa ideia revelarmos à nossa atual namorada os motivos que estiveram na origem do fim da relação com a nossa ex. Ou seja, é que, geralmente, as mulheres querem saber, detalhadamente, sobre o porquê da nossa relação anterior não ter dado certo. E, por vezes, costumo ficar, bastante, embaraçado e sem saber o que dizer quando elas me confrontam com questões do tipo. Agora, será que devemos responder sem entrarmos em pormenores? Ou se fizermos isso, estaremos a ser falsos e a tentar esconder algo?

tuno disse...

Pedro, o quê que tu achas daquelas mulheres que, apesar de disporem dos nossos contactos nunca nos telefonam, mas, sempre, que encontramos com elas na rua, nos dizem que estavam com muitas saudades nossas? Pedro, não achas que isso é um cinismo de todo o tamanho?

nelson goncalves disse...

Boa noite Pedro

Será que a reencarnação existe?
Ninguém tem a certeza se realmente existe apesar de maior parte das pessoas acreditar , culturas que há outra vida após a nossa morte.
E se tivermos apenas esta vida , este corpo e não outras vidas que supostamente cada ser humano vai ter conforme o seu nível de evolução.
Se cada ser humano só tem uma única vida e não mais nenhuma , nem a passada , nem a próxima.
Se assim for andamos iludidos.

Unknown disse...

Pedro, a seguir o teu blog desde inicio de Fevereiro, quero agradecer pela informação que tu transmites com o teu projeto. Tenho refletido no que tu vais dizendo como crescimento pessoal. Tenho vontade de aprofundar-me mais sobre este crescimento. Estou a pensar comprar um livro do David Hawkins para perceber ainda mais sobre este crescimento. Tenho curiosidade nesta filosofia de vida e claro procuro também relações mais integras. Que livro sugeres para começar a ler, tenho uma sensação que devo começar pelo "Letting Go" de capa amarela, devo seguir o meu instinto? Isto porque estou numa fase de aprender a ter mais paciência e esperar que coisas boas aconteçam sem ter que forçar, tal como conheçer uma mulher interessante. (Fiquei com curiosidade em saber como é que a mulher do comboio sabia que o rapaz que se meteu com ela no comboio andava a falar com amiga dela, parece mesmo história de novela hehe). Obrigado, Daniel Paiva

Luis Rodrigues disse...

Boa noite Pedro Constantino. Eu já escutei um audio que fizeste em que falavas em transcender o desejo . Basicamente transcender o desejo significa pensar quase como uma criança inocente na qual não se sabe o que é o desejo, não é isso ? Provavelmente fazendo assim e pensando quase como uma criança que não sabe o que é o desejo, talvez facilite mais as coisas e talvez facilite as conversas e além disso provavelmente tira -se mais o medo de falar com uma mulher . É basicamente ficar alheio e não desejar a mulher , é apenas falar por falar só pela conversa .

Angelo disse...

Olá Pedro, tudo bem? Quero agradecer-te pela tua resposta no audio "Ela nunca toma a iniciativa". Já lá vai tanto tempo e eu nunca cheguei a agradecer a tua disponibilidade, mas pronto, mais vale tarde que nunca!! Ontem fui ao cinema ver o filme "A cidade perdida de Z" e fiquei impressionado pelo personagem principal. Para ele mim representa aquilo que considero de masculino integro. Uma verdadeira inspiraçao! Tu viste o filme? Um abraço!

Pedro C. disse...

Pedro Ribeiro:

Ok está esclarecido! Óptimo :)

Sim, foi um bom desafio mas como já sabes teria sido boa ideia parares assim que ela te revelou ser amiga da outra rapariga do Facebook... :D

As virgens pode complicar tudo. Há excepções, não quero generalizar. Mas há muitas virgens (não todas), que têm uma percepção errada e sentimental da sexualidade, logo não permitem as coisas acontecerem naturalmente, como é suposto. Portanto, se gostares mesmo muito de uma rapariga virgem, se ela for estimulante para ti, sê paciente e procura fazer as coisas de forma a tranquilizá-la e deixá-la contente. Mas se ela for virgem e não gostares dela o suficiente... esquece pois ela só te vai complicar a vida com as pancas da virgindade. Como há excepções devemos analisar caso a caso o que fazer, e não ver todas as mulheres virgens da mesma forma. Cada um é que sabe o que quer e aquilo que está disposto a tolerar. Mas uma coisa é inegável: quando há opções o mundo muda para nós.

Pedro C. disse...

Tuno:

Tudo depende da forma como revelamos as coisas. Há que nunca dar uma má ideia da nossa ex-namorada e mandar-lhe as culpas para cima irracionalmente. Há que mostrar a gratidão pelo que se teve com essa pessoa e pena por ter acabado. E ser sincero, claro, sem precisar de entrar em detalhes. É não dares muita importância à explicação e falares de forma positiva. O que a mulher com quem estás quer saber é se há algo de errado contigo com que ela tenha de ter cuidado.

Pedro C. disse...

Tuno:

A mulher é passiva, pois o feminino é receptível. Elas não te telefonam pois na dinâmica masculino/feminino é suposto ser o homem a procurar a mulher e a ligar-lhe. Mas porque gostam de ti, quando te vêem na rua expressam isso.

Pedro C. disse...

Nélson Gonçalves:

Isso é algo cuja verdade saberás a seu tempo. Ninguém tem como te provar isso, tens de experienciar por ti próprio um estado de consciência acima do humano para perceberes o que realmente és e como isso é completamente independente de corpo e emoções.

Pedro C. disse...

Daniel Paiva:

Obrigado eu, é uma honra poder ajudar.

Sim, o teu instinto está correcto :) o "Letting Go" é perfeito para começar. Apesar de o começo verdadeiro ser o "Power vs. Force", pois introduz a espiritualidade, integridade e níveis de consciência, o valor do "Letting Go" está em que não é preciso ter bases espirituais pois ele explica como lidar com todas as percepções e emoções do zero à mestria :)

Pedro Ribeiro disse...

Olá Pedro mais uma vez! Espero que estejas porreiro.

Ontem saí para o Place em Lisboa. E como já tenho me esforçado para estar em constante contemplação durante o dia, decidi tentar contemplar dentro da discoteca também como tu dizes que fazes nos aúdios, e deparei-me com algumas situações.

Primeira, respirar fundo ajuda-me a contemplar e entrar num estado mais presente no momento e eu reparo que passado um tempo de estar lá dentro torna-se mais difícil respirar fundo, como que se desse um apertozinho no peito quando o faço, não sei se é devido aos fumo do tabaco do recinto ou de outra coisa qualquer, também passas por isto?

Segunda, quando consigo entrar num estado de contemplação, reparo que depois de começar a falar com alguém ou até mesmo a começar a dançar, começo gradualmente a sair desse estado de contemplação passado uns poucos minutos. Parece-me que só consigo entrar no estado de contemplação estando em pé parado sem falar com ninguém ou sentado sem falar com ninguém. É normal ser assim?

Terceiro, consegui meter conversa com uma rapariga da discoteca e até ficámos algum tempo sentados um ao lado do outro bem encostadinhos. Mas depois dei por mim a ser dominado pelo desejo de querer obter o beijo e acabei por dizer umas parvoíces que a fizeram afastar.(Eu tentei forçar o beijo e ela própria disse que estava a forçar as coisas, e eu feito parvo disse: "É que já estou farto de esperar" ao qual ela disse: "Estás sentado é da maneira que não te cansas" E depois levantou-se e foi dançar com o grupo dela, lembro-me até depois de ouvir ela dizer isso comecei-me a rir porque de facto foi uma boa resposta haha Ela depois foi embora e nunca mais falámos, mas pronto, penso que mereci que as coisas acabassem assim).
Tudo isto sem estar num estado de contemplação, porque como te disse quando estou a falar com alguém começo gradualmente a sair do estado...

Com esta experiência com a rapariga, reparei que afinal, como dizes, não percebo lá grande coisa disto e não sou o campeão que achava ser lol Sou um perfeito amador neste aspecto de interação com raparigas na discoteca.

De qualquer das maneiras hoje vou sair outra vez, e vou-me esforçar para que as coisas corram melhor!

Tenho contemplado constantemente ao longo destes últimos dias e tenho conseguido estar mais calmo e confiante que o normal quando vou a andar na rua. Também tenho reparado que quando estamos nesse estado parece que tudo se torna mais fácil. A mente fica mais calma, os poucos pensamentos que exitem são positivos, consigo mais facilmente ir falar com as raparigas e fico com um sentido de humor muito melhor! haha Quero mesmo continuar com isto e agradeço por me mostrares o caminho.

Em relação àquelas situações, podes-me ajudar em algo?

Grande Abraço!

tuno disse...

Pedro, já reparei que, normalmente, a mulher quando não gosta ou não estiver interessada num homem, ela irá fazer de tudo para, também, afastar as amigas delas desse homem, talvez por razões de orgulho e de inveja. Ou seja, ela como não quer ficar com o seu orgulho ferido, não irá suportar a felicidade que resultará duma possível relação de namoro entre esse homem e uma das amigas dela. Daí que ela vai tentar fazer os possíveis e os impossíveis para impedir qualquer tentativa de aproximação desse homem das suas amigas. Pedro, não achas idiota uma mulher com este tipo de comportamento?

Danilo Macedo disse...

Pedro, boa tarde! (no horário d Brasil). Tenho uma pergunta. Das técnicas/exercícios de desenvolvimento pessoal/espiritual que voce já colocou em prática, e tem autoridade pra falar se funciona ou não, qual delas é a mais eficaz para o nosso crescimento espiritual? Eu sei que cada é cada um, cada um provavelmente se adpta melhor a algumas do que outras. Mas qual a que funcionou melhor com você? Obrigado.

tuno disse...

Pedro, como é óbvio, o homem ao ver uma mulher, ele não consegue adivinhar se ela está ou não comprometida, pelo que a única maneira dele poder saber disso, é falando com ela. Pois é, dias atrás, tinha ido a uma das discotecas e minutos depois de eu ter entrado, convidei uma das raparigas que ali se encontravam para dançar comigo, tendo ela aceite, prontamente. Entretanto, mal começamos a dançar, apareceu um sujeito a puxá-la pelos braços, dizendo-me que ela era a namorada dele. Pronto, fiquei estupefacto perante o comportamento desse individúo, uma vez que, na minha opinião, eu não tinha feito nada de outro mundo. Ou seja, eu fiz, apenas, aquilo que me competia como homem, no momento, que era convidar uma mulher para dançar comigo e nada mais.

tuno disse...

Pedro, quando estamos numa interação com uma mulher por quem estamos interessados e o nível de consciência dela for menor do que o nosso, isso não atrapalha o processo? É que tenho notado que, quase sempre, quando abordo, sobretudo, as raparigas mais novas, acontecem das duas uma: Ou não respondem, ou quando respondem, partem logo para o ataque, numa espécie de retaliação, sobretudo, se estiverem em grupo. Ou seja, a título de exemplo, já me aconteceu de uma rapariga me ter dito de que eu era mais velho do que a mãe dela. Também, quando estão em grupo, costumam dar gargalhadas, em tom de gozo. Contudo, eu acho que isso tem a ver, um pouco, com o baixo nível de consciência e não com a falta de educação delas. Qual é a tua opinião a este respeito?

tuno disse...

Pedro, existem mulheres que pedem ao homem que lhes dê isto, aquilo e aqueloutro, mas quando o homem resolve pedir-lhes em namoro, já dizem que, ainda, é cedo, uma vez que acabaram de terminar um namoro há bem pouco tempo e que nem, sequer, se conhecem direito. Pedro, eu acho que isto é uma atitude, extremamente, narcisista e hipócrita da parte delas. Ou seja, o que elas querem é continuar a tirar dividendos, a torto e a direito, tratando o homem de idiota.
Outra coisa, que se ouve, é que algumas mulheres têm se queixado que os homens são todos iguais e farinha do mesmo saco, como se costuma dizer. Até aí, tudo bem. Agora, o que não se compreende é como é que elas têm estado, sempre, a manter relação com os mesmos tipos de homens, se existem opções? É só ver que a maioria delas estão, completamente, desiludidas, tendo em conta o tipo de relação que já tiveram no passado. Pena é que, ainda assim, irão continuar neste ciclo vicioso que, quase, funciona como uma espécie de praga para elas. P.S.: Pedro, normalmente, essas mulheres só irão aceitar a realidade, quando já estiverem em idade avançada e com muitos filhos para criar. Pois é, nessa altura, os homens deixarão de ser iguais, rsrs.

tuno disse...

Pedro, existem mulheres que pedem ao homem que lhes dê isto, aquilo e aqueloutro, mas quando o homem resolve pedir-lhes em namoro, já dizem que, ainda, é cedo, uma vez que acabaram de terminar um namoro há bem pouco tempo e que nem, sequer, se conhecem direito. Pedro, eu acho que isto é uma atitude, extremamente, narcisista e hipócrita da parte delas. Ou seja, o que elas querem é continuar a tirar dividendos, a torto e a direito, tratando o homem de idiota.
Outra coisa, que se ouve, é que algumas mulheres têm se queixado que os homens são todos iguais e farinha do mesmo saco, como se costuma dizer. Até aí, tudo bem. Agora, o que não se compreende é como é que elas têm estado, sempre, a manter relação com os mesmos tipos de homens, se existem opções? É só ver que a maioria delas estão, completamente, desiludidas, tendo em conta o tipo de relação que já tiveram no passado. Pena é que, ainda assim, irão continuar neste ciclo vicioso que, quase, funciona como uma espécie de praga para elas. P.S.: Pedro, normalmente, essas mulheres só irão aceitar a realidade, quando já estiverem em idade avançada, com muitos filhos para criar e a beleza a deixar de ser o que era antes. Pois é, nessa altura, os homens deixarão de ser iguais, rsrs.

tuno disse...

Pedro, o quê que achas daquelas raparigas que não têm onde cair morto, (uma vez que muitas delas continuam a viver em casa dos pais) que tentam rebaixar o homem, pelo simples facto, de não estarem interessadas nele? É que eu acho caricato uma mulher, (que vive à custódia dos pais), pensar que tem moral de pretender diminuir o homem, apenas e só, porque ela não se sente interessada no mesmo. Será que devemos responder na mesma moeda ou devemos procurar ignorar aquilo que nos foi dito pela mulher? Pedro, qual é que achas que seria a melhor atitude que se deve ter perante comportamentos do tipo? Pronto, acho que com esta pergunta estou, se calhar, a entrar em contradição com o que tinha dito, anteriormente, num outro comentário. Mas, de todo o modo, tinha que dizer isto, em jeito de desabafo.

nelson goncalves disse...

Pedro os videos e posts que tens feito no coolvibes a maior parte deles são feitos através de questões colocadas pelos leitores ou por ti?

Luis Rodrigues disse...

Olá Pedro Constantino gostei do conselho que deste num dos audios . Disseste que uma coisa boa que um homem que não tem namorada poderá fazer é ter um estilo de vida de excelência ou seja é fazer o que quer e o que gosta fazendo assim com que a vida fique mais preenchida e fazendo assim com que o homem não necessite da mulher , pois ele vai ficar satisfeito , A dúvida que eu tenho é se não será isso uma maneira passiva de estar e de pensar ?!! ou não será também uma maneira do homem se distrair e de cortar mais aquele desejo de ter uma mulher?! Eu também estou numa situação das mulheres não quererem nada comigo , já estou assim a anos !!!

tuno disse...

Pedro, tenho constatado que a maioria das prostitutas, materialistas, narcisistas e trapaceiras são, normalmente, mulheres, muito, lindas. Por outro lado, também, a mim me parece que, apesar de tudo, elas possuem uma auto-estima, bastante, elevada. Agora, com isto não quero dizer que todas as outras são feias e que não possuem auto-estima. Longe disso.

Pedro C. disse...

Luís Rodrigues:

Transcender o desejo é não estar identificado com o desejo. É senti-lo sem se precisar de o seguir. É não ser controlado por ele, nem cego por ele, mas enquanto se sente o desejo está-se consciente da realidade/contexto e consegue-se fazer escolhas opostas às que o desejo sugere. É não lhe dar importância como se a nossa existência dependesse da sua realização. Não é reprimir o desejo, é estar consciente dele. Podemos segui-lo, mas sabemos exactamente o que ele é, estamos conscientes dele no momento, não é aquilo que somos.

Pedro C. disse...

Ângelo:

De nada.

Não vi esse filme, não me interessou o suficiente para ir ver ao cinema, mas talvez o venha a ver em DVD.

Pedro C. disse...

Pedro Ribeiro:

1) Muita gente num espaço fechado e muito fumo dificulta a respiração, principalmente respirar fundo;

2) É normal. Segundo o Hawkins e outros mestres só um Iluminado é que está sempre nesse estado;

3) Ela não estava interessada o suficiente em ti. A tua resposta poderia ser um simples "não há pressa, temos 2 anos para nos beijarmos".

É suposto a contemplação ser um esforço constante, em que praticas, sais do estado, voltas a praticar, sais do estado... é assim que transcendes aos poucos a "gravidade" do ego e dos seus pensamentos, e progressivamente ficas cada vez mais atento à realidade que te rodeia, num estado poderoso e estimulante de silêncio interior, mas também de inspiração.

Pedro C. disse...

Tuno:

O ego e os seus sentimentalismos é sempre idiota xD

Nada do que pensa e faz tem sentido, é pura insanidade.

Nesse caso parece-me ser por ciúmes/inveja. Mas é normal as mulheres falarem umas com as outras sobre os homens que conhecem, e se a mulher não gosta de um homem, irá fazer publicidade negativa dele. Claro que perante essa publicidade as amigas irão ficar com uma má ideia dele e não terão interesse nele. Nem sempre é por esquema de sabotagem que o fazem, nem sempre é para proteger as amigas de um potencial cabrão, muitas vezes falam apenas por falar pois o feminino adora falar. Se dá emoção dá conversa ;)

Pedro C. disse...

Danilo Macedo:

Da minha experiência desde 2004, optimismo e contemplação são muito poderosas mesmo. E não é preciso muito tempo de dedicação para se ver resultados concretos em como nos sentimos. E porque nos sentimos melhor, mais confiantes, mais acordados, fazemos escolhas melhores e claro, a nossa vida melhora nas áreas em que nos focarmos.

Pedro C. disse...

Tuno:

A reacção dele foi normal. Afinal de contas estava um estranho (tu) a dançar com a namorada dele :p se sabias ou não que ela tinha namorado, isso é irrelevante. Da perspectiva dele, perante a situação, a reacção é normal.

Pedro C. disse...

Tuno:

Sem são novas têm falta de maturidade. Vai dar prioridade a gozar com os homens (orgulho) e não a respeitá-los e a fazer uma selecção consciente dos que as abordam. Claro que se sentirem atraídas pelo homem comportam-se de outra forma, mas quase ninguém quer saber de ninguém, ainda por cima nesses contextos. Quando assim for apenas interpreta que ela não está interessada e esquece imediatamente a situação.

Pedro C. disse...

Tuno:

Há mulheres que são espertas e que se tentam aproveitar de homens mais fracos e carentes para sacarem umas prendas e jantares à borla, por exemplo. Temos de ser independentes, não precisar de namoros, avaliar a pessoa e como nos trata (e a ligação que temos com ela), e assim rejeitamos antes delas terem oportunidade de nos usar. Mas quando se é forte elas sentem e sabem que não nos dão a volta :p

Nós atraímos pessoas como nós, é assim que funciona. Portanto uma mulher pessimista vai sempre atrair homens pessimistas, uma mulher narcisista vai sempre atrair homens narcisistas e uma mulher manipuladora vai sempre atrair homens manipuladores. Essas características negativas podem ter expressões diferentes no homem (mais óbvio) e na mulher (mais subtil), mas em essência são a mesma coisa.

Pedro C. disse...

Tuno:

Há uma doença mental subtil em que quem a tem julga ser sempre superior aos outros. A vida é difícil, e essas mulheres por razões diferentes ainda não conseguiram fazer dinheiro suficiente para serem financeiramente independentes, mas essa atitude vem de arrogância. Repara, uma vez que não se sentem bem com elas próprias pela vida que têm, rebaixando um homem no qual não têm interesse obtêm um "shot" temporário de orgulho, tipo "eu sou desejada logo tenho valor!". Muitas das insanidades que as pessoas dizem e fazem é para se sentirem bem com elas próprias, pois o seu estado normal é negativo. Quem está identificado com o ego nunca está bem.

Pedro C. disse...

Nélson Gonçalves:

É praticamente tudo questões colocadas por quem acompanha o Cool Vibes.

Pedro C. disse...

Luís Rodrigues:

O homem tem de se tornar emocionalmente independente das mulheres, e tem de viver uma vida que o satisfaça, e isso exige dedicação e esforço diário.

Mas isto não quer dizer que simplesmente vira as costas às mulheres! haha as mulheres passam a ser uma parte da sua vida, em vez de serem a coisa mais importante da sua vida. A dedicação à vida amorosa/sexual não pára, torna-se secundária. Há fases em que farta e faz-se uns intervalos, mas não se trata de fugir ao desafio e desistir, é apenas um intervalo. A vida não se resume às mulheres xD não precisar não significa ficar passivo e não fazer nada. É entrar em acção com independência.