AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

"Entusiasmo, Aceitação e Transcendência"

Entusiasmo, Aceitação e Transcendência

Subscreve o novo canal de Youtube do Cool Vibes em:




Perguntas de leitores do Cool Vibes:

“Boa tarde Pedro, você uma vez falou em super-aceitação. Isso significa deixar as coisas acontecerem não fazendo nada, vivendo descansado e relaxado sem ter a intenção e preocupação de controlar a vida e o que fazemos? Ou fazermos o que queremos fazer e em seguida deixar a vida ter o seu controle natural das situações dando-nos assim também as consequências más ou boas?”

-

“Pedro, o que achas do trabalho de Donald Trump? Inicialmente, pelo que a informação chegava, pensei que ele era radical. Entretanto, vendo mais profundamente, ele parece ser mesmo é não preocupado com a aprovação dos outros, enquanto muitos criticam e o odeiam. Além disso, fui atrás de ver algumas de suas propostas e elas parecem até com as de Reagan, no que tange á liberdade individual e o Estado menos participante na vida das pessoas. Além disso, ele aparece na lista de "101 ways to success- David R. Hawkins", no item "Enthusiasm (Donald Trump)". Poderias falar, se houver tempo, sobre o homem e sobre o item "Enthusiasm", o que podemos aprender com ele, e se te lembra um pouco McGregor (não estar preocupado em ser "politicamente correto")?”

-

“Boa noite Pedro, você disse num dos audio, para a pessoa largar as "dedicaçoezinhas " que se tem em casa ao ver computador, TV como por exemplo filmes de ficção , de fantasia , de terror , jogos , etc . Mas isso são coisas extremamente viciantes e desde que a pessoa ligue o computador a pessoa está suscetível a ver essas coisas !!! O que fazer para largar esse tipo de vício ?!! Porque sempre que abro o computador tenho a tendência a ver animes, filmes de ficção , basicamente gosto de ver coisas inimagináveis !!!!“

-

“Obrigado pelos exercícios! De momento, quando leio e rescrevo tudo sinto um entusiasmo enorme mas passado algum tempo sinto-me triste, penso que seja normal, visto que tenho sido mais seletivo e tenho deixado tudo para trás, desde amigos de longa data, facebook, Instagram, até mesmo familiares não lido da mesma forma, resumindo, tudo o que achei que era uma pedra no caminho, desviei-me. Na verdade não tem sido fácil optar por ficar apenas comigo mesmo. Vejo os outros sorrindo uns para os outros, tudo junto mesmo que seja treta não é ahah mas toca-me, e mudar de rotina brutalmente, não é fácil mas penso que seja o início, porque daqui para a frente os resultados aparecerão, abraço e tudo de bom!”

Obrigado pelas perguntas! Segue o que Amas,
Pedro C.

17 comentários:

David Nunes disse...

Muito obrigado por dedicar teu tempo às perguntas!
Achas que existe alguma chance de Gregor ser Mc em um universo paralelo? Lol (McGregor)

Fábio disse...

Olá Pedro! :)

Há um tempo atrás descobri uma discoteca BRUTAL no Porto. Chama-se discoteca Clube 80's ou discoteca anos 80 que passa música pop e house dos anos 80, 90 e 2000. Já fui lá várias vezes sozinho e é um paraíso noturno! Ambiente 5 estrelas e música 6 estrelas. :)

Abraços

Pedro C. disse...

David Nunes:

De nada, foi uma honra!

Não faço ideia, mas o nome MC Gregor é espectacular! haha Entusiasmado como ele é não me admirava nada que um dia ele decidisse experimentar cantar um pouco ou fazer de DJ em alguma festa :D

Pedro C. disse...

Fábio:

Olá!

Óptimo! Desfruta, não há muitos sítios assim :)

Abraço

Danilo Macedo disse...

Olá, Pedro! Eu gostaria de entender mais a dinâmica do Tinder(ou outro app desse tipo). Faz uns 4 anos que saio regularmente com mulheres que conheço na web. Às vezes, me parece que tenho certa habilidade para isso, mas ainda me vejo com dúvidas para entender as mulheres nesses aplicativos. Acredito que sei abrir uma conversa, que sei puxar um assunto legal de algo que eu observei, sei sair do básico que é "Oi. Tudo bem?" "Onde você mora?". Eu percebo que existe dois tipos de interação: 1º. Aquela onde a conversa se desenrola naturalmente e de forma interessante, onde sempre se tem assunto e parece até que falta tempo pra tanto assunto. (geralmente, nesse tipo de interação, marcamos de nos encontrar pessoalmente até mesmo no mesmo dia ou logo numa próxima oportunidade) 2º. Aquela em que parece que só você está se esforçando para puxar assunto. E o que está me incomodando é que essa segunda interação é a maioria, e isso me deixa intrigado: Será que estou fazendo algo de errado? Ou o natural é assim mesmo? Hoje, depois de abrir uma conversa, se a mulher responde uma pergunta minha e não me devolve pelo menos um 'E você?' para a conversa continuar, mostrando que há interesse dela também, eu simplesmente esqueço e vou para outra. Muitas vezes, ultimamente, a minha conversa não dura 5 linhas, eu abandono logo. Será que estou sendo radical demais, Pedro? Eu não vejo problemas se a mulher não tem interesse em mim, eu só não quero perder tempo batendo cabeça. Será que a maioria das mulheres que estao no aplicativo estão meeeeesmo com vontade de se relacionar? Ou estão +- (mais para menos que para mais)? Ou será que elas nem mesmo sabem o que querem? Às vezes, penso que a maioria está lá por 'n' fatores, mas que apenas poucas estão realmente interessadas em sair para conhecer pessoas. Pedro, o que se passa? Será que você pode esclarecer algo? Muito obrigado.

Miguel disse...

Olá Pedro e pessoal do coolvibes tudo fixe?

antes de mais quero agradecer pela tua resposta na minha anterior pergunta e aproveitar para fazer uma nova pergunta :P

Não tenho muita experiência com mulheres então estou na duvida se tento me envolver com o máximo de mulheres possíveis de modo a obter experiência e experiências ou se tento encontrar uma mulher compatível comigo de modo a ter um relacionamento duradouro, o que é mais benéfico para a minha evolução? Obrigado :)

P.S Aproveito a oportunidade para desejar um feliz natal a todos, considerem-se convidados para vir tomar um whisky a minha casa:) Abraço

tuno disse...

Pedro, é certo que podemos falar com mulheres por quem nós sentimos atraídos em qualquer altura do ano, mas, a mim me parece que durante o período da quadra festiva as mulheres são muito mais receptivas do que em outras ocasiões. Pelo menos, é a minha percepção. Agora, não sei se isso tem a ver com o espírito natalício em que as pessoas, de uma maneira geral, estão muito mais simpáticas umas com as outras ou se, talvez elas queiram aproveitar a ocasião para verem se vão conseguir ganhar algumas prendas ou algo do género. De facto, existem mulheres que não estão para brincadeiras.

tuno disse...

Pedro, existem mulheres que digo, muito sinceramente, não levam o relacionamento lá muito a sério. Ou seja, elas não querem nem saber se gostam ou não do homem e, muito menos, se o homem gosta delas ou não. O que, na verdade, elas querem saber é daquilo que o homem tem para lhes oferecer, materialmente, falando. E, depois, elas ficam se queixando, dizendo que o homem é isto, aquilo e aqueloutro. Mas, na verdade, são elas quem fazem do relacionamento uma espécie de autêntico negócio. E, não é por acaso que, actualmente, muitas são as pessoas que ficam se questionando se, afinal, o amor existe ou não. E acho que essas pessoas têm toda razão, uma vez que aquilo que, de facto, se tem visto, é tudo menos amor.

tuno disse...

Pedro, estou num grande dilema. Ou seja, tenho uma colega de trabalho que me disse que no dia X, na discoteca Y haveria um concurso de kizomba. Entretanto, por me ter acontecido um imprevisto, não me foi possível participar no evento. Da mesma forma, ela, também, me disse que não conseguiu marcar presença por ter adormecido. Agora, o que acontece é que disse-me que se voltar a surgir eventos do tipo, ela irá me avisar. Ora, devo dizer que já, uma vez, dançamos na discoteca. Também, costumamos tomar café juntos na cantina do nosso local de trabalho. Pois, a minha dúvida é se se trata de, apenas, uma simples amizade de uma colega de trabalho ou se existe algo para além dessa amizade/simpatia para comigo. Pedro, o que achas que devo fazer neste caso? Será que devo ser ousado, tentando convidá-la para uma saída, tipo irmos para um jantar num restaurante? O quê que achas que deve ser a atitude mais apropriada a tomar neste caso, em concreto? Ou será que estou a confundir uma coisa com outra?

João F. disse...

Oi Fábio.

O M80 é fantástico. Quando morei no Porto era dos meus sítios favoritos para sair (sozinho lol). Era bem decorado, tinha classe e às vezes até tinha noites de erasmus. A malta que ia lá era simpática e socialmente mais descontraída que nos outras discotecas da cidade.

Muito fixe :) Saudades!
Qualquer dia volto lá!

Ricardo Gonçalves disse...

Olá Pedro,

Como é que estás? Espero que estejas bem.

O meu nome é Ricardo, tenho 23 anos e neste momento estudo na Holanda. Já sigo o Cool Vibes há muitos anos e acredito que se sou quem sou hoje, é graças ao Cool Vibes, no fundo a ti. Graças a Deus e a minha família, já morei em diferentes países e acompanho frequentemente aquilo que dizes. Muitas vezes, quando estou sozinho, a minha companhia são os teus vídeos. Às vezes, dou por mim a falar com o portátil ou a rir às gargalhadas haha Assim, acredito que tiveste um impacto muito grande na minha vida, seja na minha forma de estar ou na minha forma de actuar. Neste sentido, decidi hoje que não vou adiar mais porque não sei o que vai acontecer ou que resultado irei obter, e ir atrás de uma das coisas que realmente quero. E uma delas, para mim é mesmo um sonho, é conhecer os meus mentores/mestres. Já tive a oportunidade de conhecer um em Inglaterra e gostava de conhecer os outros. Um deles, sem dúvida, que és tu! Sei, como já disseste várias vezes, que deixaste de conhecer pessoas e de te encontrar com elas mas se eu não tentar e lutar por aquilo que quero, nunca saberei se é possível ou não. E não quero viver a minha vida assim, nos "ses". Vou voltar a Lisboa neste Natal e adorava ter a oportunidade de te conhecer pessoalmente. Para mim, é sem dúvida, uma das coisas mais importantes que poderia fazer. Sei que não me conheces mas de qualquer das formas, vou-te deixar o meu contacto no facebook para teres mais confiança naquilo que te digo e em quem sou.

https://www.facebook.com/profile.php?id=1465701932

Obrigado por tudo o que fizeste por mim!

Um abraço.

Ricardo

Fábio disse...

Oi João :)

Sim, concordo plenamente contigo, e a música também de certa forma deve ajudar as pessoas que estão lá a ficarem num estado mais positivo no geral :)

Um abraço

Pedro C. disse...

Tuno:

Sim, na altura do Natal a energia no geral é mais positiva. Logo há mais mulheres em estados e positivos o que leva a que reajam melhor a todo o tipo de situações na vida, incluindo o momento de serem abordadas por um homem. Aproveita! haha

Pedro C. disse...

Tuno:

Quase ninguém sabe o que é o amor lol atracção não é amor, carência não é amor, afecto não é amor, etc. Amor é confundido com emoções e actos, e não é nada disso. É um nível de consciência (ou estado), em que a pessoa se sente completa, logo não precisa de nada dos outros, logo consegue tranquilamente apreciar sem precisar de "agarrar" ou obter. É uma maneira de estar do mundo, e não tem a ver apenas com relações amorosas e o sexo oposto. Simplificando é um estado de apreciação e tranquilidade, de muita energia e coragem. Um bom exemplo desse estado é a personagem Forrest Gump, do filme com o mesmo nível. Faz tudo com coração, tem sucesso, e ao mesmo tempo é um ser humano simples e discreto. Não tem nada a ver com a mente :p

Quanto ao resto, temos de ser selectivos e atentos, e evitar e rejeitar o mais rápido possível os oportunistas, interesseiros, materialistas e lobos em pele de ovelha cujas intenções em relação a nós são narcisistas e negativas. Não lhes podemos dar a oportunidade de poderem perturbar a nossa tranquilidade, nem qualidade de vida, nem felicidade, nem destruir algo que amamos. Pois garanto-te que é só isso que eles querem haha!

Pedro C. disse...

Tuno:

Só tens que perceber o que tu queres. Sentes-te atraído por ela? Então se queres ter algo com ela tens de a convidar para sair e beijá-la (isto se ter algo com colegas de trabalho é tranquilo para ti. Se achares que é má ideia, não faças nada, mesmo que sintas atracção).

Não te sentes atraído por ela? Então sê apenas bom colega e amigo, se para ti for bom estar com ela. Não a tens de convidar para nada, nem aceitar nenhum convite dela... só se quiseres! És tu que mandas lol tu também tens de te sentir atraído pela mulher, não chega a mulher gostar de ti, tu também tens de gostar dela. Não sintas que deves algo a uma mulher só porque ela gosta de ti. A tua vida é feita das tuas escolhas, só avanças se gostares da mulher, e se não gostares não avanças, mesmo que ela goste de ti.

O que não pode acontecer é o homem viver tipo desesperado por ser aceite por uma mulher, ser validado por ela, e andar sempre à "caça" de oportunidades para obter isso. O homem não pode depender da validação das mulheres. O homem tem de seguir a atracção que sente pela mulher, e não a necessidade de validação que precisa das mulheres. Tem de se focar em como a mulher é, e não em "será que vou obter validação aqui ou não?", com medo de perder uma oportunidade de validação se não fizer nada, mesmo não se sentindo (lá muito) atraído pela mulher. Não podemos ser carentes, nem dependentes nem ter mentalidade de escassez. A primeira pergunta que fazemos a nós próprios tem de ser, "sinto-me atraído por ela ou não?", e é a resposta a essa pergunta que vai definir o que vamos fazer a seguir.

Pedro C. disse...

Ricardo Gonçalves:

Olá! Fico contente que o que partilho no Cool Vibes te tenha inspirado e ajudado na vida, tal como me ajuda a mim. Compreendo a tua vontade de conheceres aqueles que consideras serem os teus mentores/mestres, mas de momento não é possível, devido a vários factores. O principal é a intenção com que me dedico hoje em dia ao Cool Vibes, que é a de expressar a minha dedicação e gratidão pelos princípios que têm feito a diferença na minha felicidade. No passado tinha também a intenção de conhecer pessoas interessadas nestes temas, mas essa foi uma fase de novidade e entusiasmo de principiante para mim. Hoje em dia valorizo mais outras experiências, pois gostar-se destes temas não garante que se tem certas qualidades que para mim são requisitos mínimos para um bom convívio, ligação social ou mesmo relação de amizade. Felizmente há excepções mas são tão poucas que eu prefiro investir o meu tempo, energia e dinheiro noutras dedicações :) Seja como for, não tenho Facebook lol e nessa altura estava ocupado. Quem sabe no futuro volte a realizar palestras, ou simples saídas/jantares com pessoal desconhecido do Cool Vibes... mas para já não tenho motivação para isso, nem gosto de idolatrações, pois para mim não sou nenhum mestre nem mentor, sou apenas um idiota a tentar ser feliz, e que se dedica a certos princípios que partilha e expressa aqui :) espero que tenhas um ano espectacular no qual alcances um novo nível de felicidade, com todo o tipo de boas experiências que queres ter! Abraço

Ricardo Gonçalves disse...

Boa tarde Pedro!

Obrigado pela tua resposta.

Sem dúvida, penso que me tornei num profissional e Homem melhor por causa do Cool Vibes. Honestamente, não fico radiante por saber isso mas aceito a tua decisão e compreendo-a. Como já disseste várias vezes nos teus vídeos, há muitas pessoas que andam no caminho do desenvolvimento pessoal para parecer mais fixe ou evoluído perante os outros. Portanto, penso que por uns, todos pagam. É justo até porque tu não sabes que tipo de pessoa vais conhecer. Nesse sentido, resta-me ter fé, manter-me no meu caminho e se a oportunidade surgir, vou manter a minha decisão de querer conhecer-te e quem eu considero um mentor para mim. Sei que não te vês dessa maneira por seres muito humilde, mas eu acredito que és mais importante para as pessoas do que imaginas. Pelo menos isso é o que eu sinto. Aquilo que partilhas tem muito valor! Sei que tudo tem valor assim como dizes mas, neste caso, refiro-me a valor de qualidade. Continua a ser quem és e obrigado por tudo o que fazes por mim e por todas as pessoas. O mundo precisa de mais pessoas como tu!

Tem um excelente ano de 2017 e parabéns pelos 10 anos de Cool Vibes!

Um forte abraço