AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

“O Mistério do Sinal Subtil de Interesse Feminino”

“O Mistério do Sinal Subtil de Interesse Feminino”


Pergunta de leitor do Cool Vibes:

“Saudações, Pedro! Por favor, tem uma rapariga que dá SSIF – sinal subtil de interesse feminino, mas uma vez mandei uma mensagem fazendo um convite para sair e ela não disse sim e nem não, será que ela está insegura? Achas que pode ser porque não sou claro no que quero e qual é minha intenção?

Pois sou tímido e inseguro, não crio conforto, segurança e diálogo o suficiente, mesmo assim devo dizer o que quero e digo exactamente assim, sinto-me atraído por ti e quero sair para um cinema contigo. Será que irá assustá-la?

Uma última pergunta, não achei no blog sobre isso, como devemos nos portar quando homens inoportunos fazem comentários desagradáveis ou mexem com uma gaja por quem estamos afim ou com quem namoramos? Devemos impor respeito de forma firme contra essa idiota ou há uma maneira mais subtil de fazer isso... Muito Obrigado!!”


Resposta, comentários:

Olá! Já não ouvia falar do SSIF (sinal subtil de interesse feminino) há muito tempo, haha! Lembro-me de ser um dos termos que usava no curso da Arte Social, sobre como conhecer mulheres de uma forma autêntica. SSIF… mais parece nome de detergente :D também havia o ZIF (zona de interesse feminino), haha! São termos que têm a sua utilidade mas que já não uso. São uma grande ajuda em certa fase inicial do caminho, pois clarificam várias coisas para quem não tem experiência, e dão alguma confiança psicológica a quem ainda é tímido, mas depois são largados quando tudo começa a acontecer naturalmente, de uma forma espontânea e menos esforçada e mental.

Seja como for, é um facto que as mulheres demonstram o seu interesse de forma subtil. Seja o interesse em falar com o homem, em sair com o homem ou em fazer sexo com o homem. É mesmo muito raro a mulher ser directa, clara e óbvia em relação ao seu interesse por um homem. Quanto a ti eu não sei, mas eu pessoalmente não tenho paciência para andar a fazer trabalho de detective, a tentar decifrar o que a mulher quer dizer com determinado gesto, olhar ou sequência de palavras. É-me indiferente, e por experiência sei que é irrelevante.

Porquê? Repara, é o ego que vive obcecado por sinais de interesse da mulher. E isto acontece pois o ego masculino é viciado no orgulho que sente quando uma mulher demonstra interesse nele. E tudo bem, só que o ego ao mesmo tempo tem medo de ser rejeitado, logo secretamente quer saber desses sinais de interesse, e arma-se em detective, para apenas ir falar, ou avançar, com mulheres que demonstram estar interessadas nele, para assim poder evitar ser rejeitado. Portanto o ego masculino é basicamente um cobarde arrogante que só se mete nos jogos que sabe que vai ganhar, haha!

Para mim isto é fraco, e insuficiente. Eu não quero saber se a mulher está interessada ou não. Eu quero saber se eu estou interessado. Ou seja, se eu estou interessado, eu avanço. E porque sou autêntico e sincero, a mulher sabe o que se passa e sabe o que eu quero, e se não estiver interessada vai deixar isso claro. Se estiver interessada vai deixar as coisas avançarem e acontecerem entre nós. A minha sugestão é não perder tempo com interpretações de gestos em busca de sinais de interesse, numa de ter medo de ser rejeitado, mas sim ir em frente com coragem. Quando se vai em frente com coragem descobre-se a verdade. Ficar à distância a avaliar se ela está interessada ou não, é apenas uma perda de tempo e energia, que coloca o homem em estado de paranóia preso dentro da cabeça (o que não é atraente, não é confiante, não é interessante, nem deixa nada de bom acontecer). E é uma atitude cuja origem está no medo de ser rejeitado – pois se a mulher demonstrar à distância estar interessada, isso garante ao homem que se lá for falar com ela não será rejeitado e assim não terá colocado o seu precioso orgulho em risco. Isto é como um “guerreiro” que só se junta aos seus companheiros no campo de batalha quando tem garantias de que vão ganhar e de que ele sairá ileso do confronto. Grande herói! Haha

Sem coragem não há amor. Nem amor, nem felicidade, nem integridade, nem uma vida melhor, nem mulheres a adorar-nos, nada. Não vamos inspirar ninguém, não vamos ter uma vida tranquila, não nos vamos sentir bem com nós próprios, nada.

Agora, dizes que ela deu sinal subtil de interesse feminino. Ok, e pode ter dado, mas será que deu mesmo? Porque o que acontece mais a homens tímidos sem experiência é baralharem tudo, e acharem que estão a receber sinais de interesse da parte da mulher quando ela está tudo menos interessada. Muitas mulheres são simpáticas e dão o número não por estarem interessadas, mas para se verem livres do homem de uma forma rápida e suave, sem ele se passar da cabeça por ter o seu precioso orgulho ferido. E lá porque uma mulher responde às nossas mensagens, isso não quer dizer que goste de nós como potencial namorado ou parceiro sexual, mas apenas como amigo.

Ela pode não te ter dado sinais de interesse e teres interpretado mal, e pode não ter respondido por muitas razões. Se calhar até tem namorado, ou faleceu-lhe o pai recentemente. Nós nunca sabemos. O mais provável é ela não te ter respondido pois não está interessada. Mas uma coisa é certa, quando uma mulher está interessada ela faz alguma coisa! Sempre! Ela procura o homem, ela convida para sair, ou simplesmente aceita o convite para sair. Há um entusiasmo mútuo que é expresso tanto pelo homem como pela mulher, mas para isso a mulher tem de estar interessada, tem que se sentir atraída, e tem de haver uma ligação emocional entre ambos. Muitas vezes a mulher não responde a um convite porque não há ligação emocional. Se não há ligação emocional, para que há-de ela responder? Para que há-de ela aceitar o convite e ir sair com o homem? Se o que ela mais procura não existe, como pode ela estar interessada? Mesmo que a mulher só ande numa de ter sexo, isso só acontece com um homem com quem sinta o mínimo de ligação emocional. É por isso que na realidade o “só sexo” não existe, há sempre mais alguma coisa. O erro de muitos homens inexperientes é o de achar que a simpatia da mulher é um sinal de interesse (ser-se educado para um estranho não quer dizer que se goste desse estranho), e convidar para sair antes de haver uma breve ou longa conversa na qual exista uma ligação emocional estimulante o suficiente para a mulher poder querer voltar a vê-lo e sair com ele. Tens de olhar para a tua situação e tentar perceber o que realmente se passou. Só tu sabes os detalhes, falaste o suficiente com ela? Que estavas a sentir quando vocês falaram? Como se conheceram? Que sinais de interesse foram esses?

“Pois sou tímido e inseguro, não crio conforto, segurança e diálogo o suficiente, mesmo assim devo dizer o que quero e digo exactamente assim, sinto-me atraído por ti e quero sair para um cinema contigo. Será que irá assustá-la?”

Enquanto fores tímido estás tramado, tal como eu estava tramado. Se queres deixar de ser tímido, tens de dar menos importância ao que pensas sobre ti próprio, e dar mais importância ao que gostarias que acontecesse entre ti e a mulher. Tens então de desafiar essa timidez e insegurança, tens de funcionar através da tua vergonha e contrariá-la. Portanto se te deixa desconfortável revelar a tua intenção à mulher, então é precisamente isso que tens de fazer. Quando uma mulher está interessada ela não se assusta, ela fica contente que tenhas elogiado a sua aparência e lhe tenhas demonstrado que gostas dela e que queres ir ao cinema com ela. Só que para além disso tens de ter uma conversa normal com ela. Tens de descobrir mais sobre ela como pessoa, falar sobre o que ela gosta, fazer-lhe perguntas sobre o que gosta, os seus sonhos, como é o seu dia-a-dia, como ela gostaria que fosse a sua vida, onde gostaria de ir, histórias cómicas da sua vida, brincadeiras de criança, aventuras e maluqueiras de adolescência, prato favorito, signo, música e filmes de que gosta, etc, etc. É durante essa conversa que virá a ligação, se ambos forem compatíveis. Mas sem a conversa, mesmo que sejam compatíveis, nada vai acontecer. Pode haver atracção, mas sem ligação emocional esquece. A mulher é um ser humano, não é um objecto sexual de validação :p fala com elas! Interessa-te pela pessoa.

A fase inicial do caminho para os tímidos é dolorosa, pouco ou nada acontece, mas não há desculpas: mexe-te ou esquece! Sê corajoso e enfrenta os teus desconfortos. Outros já o fizeram e saíram dessa vida emocionalmente miserável. Deixa-te de tretas, tal como eu deixei, e não desperdices mais a tua vida. Atira-te de cabeça! E quando uma mulher te rejeita, ou não te responde, ou não aceita um convite teu, esquece-a imediatamente, não penses mais nela nem no que aconteceu, e passa para outra! Não percas tempo com filosofias, sentimentalismos ou interpretações. Volta ao mundo real e entra em acção. Sê um guerreiro social, desafia-te! Contraria as emoções negativas do ego. Vai sair sozinho, aprende a vestir-te melhor, descobre a alegria de falar com estranhos, acredita que há mulheres que vão gostar de ti, e que é apenas uma questão de tempo até começares a fazer sexo regularmente e a teres namorada. Pensa positivo e entra em acção!

Quanto à última pergunta, tudo se resume a karma. Isso nunca me aconteceu. Eles só fazem isso quando sentem que podem fazê-lo sem sofrer consequências, devido à essência fraca de espírito de quem está com a mulher. Mais uma vez, é o sistema de cobardia do ego. Já me aconteceu foi o oposto! Haha a mulher estava sozinha e fui falar com ela como normalmente faço, e só depois é que o interessado, amigo (ou até namorado haha) aparece. Quando isso acontece afasto-me e passo para outra. Nunca é minha intenção ir falar com uma mulher que está acompanhada, só que por vezes acontece. Se tens namorada nunca vás para um contexto onde há homens a meterem-se com mulheres haha! Se não te queres molhar não andes à chuva. Se não queres que outros homens se metam com a tua namorada, não vás à discoteca com ela. É um ambiente anti-intimidade, é inútil para um relação desse tipo ir-se a uma discoteca. Se a relação for mais desligada, casual ou superficial, e estás na discoteca com ela, bom esse é o karma de ter esse tipo de relação e ir à discoteca com ela, haha! Eu não gosto de andar a perder tempo a emendar situações, eu prefiro cortar o mal pela raiz. Se tenho namorada não vou com ela a discotecas, e se for é muito raro e é apenas a discotecas onde sei que esse tipo de sosses não vão. E quando vou é mais no início, quando nos estamos a conhecer, e mesmo assim é raro, e nunca me aconteceu nada disso. Se não te queres molhar não andes à chuva ;)

“…uma gaja por quem estamos afim…”

Aqui não há gajas, há mulheres. Gaja é um termo que objectifica a mulher. E se estás interessado na mulher, cortas o mal pela raiz indo embora com ela o mais rápido possível do local onde a conheceste. E se a mulher com quem falaste um pouco for abordada à tua frente por outro homem, e ela se sentir mais interessada nesse homem… temos pena! :p isso não é um problema, não significa que sejas fraco, cobarde ou inferior. Significa que eles nasceram um para o outro e fazem um casal mesmo querido, hahaha! Se ela te vira as costas para falar com outro, isso não diz nada sobre ti, mas sim sobre ela. É na verdade má educação. Mas por outro lado, ela é livre. Se ela gosta mais do outro ela tem o direito de te deixar e de ir com o outro onde quiser, fazer o que quiser. Ela não é tua :p ninguém é nosso, nunca! Nós não somos atraentes para todas as mulheres que existem, essa é a verdade. Portanto se ela prefere outro, apesar de teres ido lá primeiro falar com ela, isso só significa que ele é mais atraente para ela que tu. E depois? Não somos atraentes para todas as mulheres, nem compatíveis com todas as mulheres. Deixas o casalinho em paz e passas para outra =) pois mesmo que mais nenhum homem tivesse ido falar com ela, o interesse dela por ti seria o mesmo. Ou seja, nada iria acontecer haha!

Portanto se há atracção mútua entre eles, óptimo! Deixa-os em paz, deixa-os divertir-se, pois é garantido que haverá atracção mútua entre ti e outra mulher… não podes é perder tempo em orgulhos e competições. Até porque ele não te roubou a mulher, pois nunca ninguém é nosso. Yap, a solução não é arranjarmos alguém que nos valide para sempre… a solução é tornarmos-nos independentes de tudo e todos, flutuando assim alegremente pelo mundo fora, incompreendidos mas felizes, vistos como loucos mas conscientes, livres e descansados sem os problemas e sofrimentos dos outros, pois no fim a vida e as mulheres têm o seu lado bonito e divertido, mas nada bate o nosso Eu Verdadeiro.


E o mistério do sinal subtil de interesse feminino é que este não passa de validação, pois amor não é algo que se obtém de uma mulher, o que uma mulher nos pode dar é validação, afecto, carinho e sexo. Amor é algo que nos temos de tornar, e só o guerreiro sabe o que amor é. Por isso vai em frente e desafia-te! O melhor da vida está à tua espera, e a sua Beleza está para além da tua imaginação.

Obrigado pela tua pergunta, segue o que Amas.

Pedro C.

"Como Abordar e Conhecer Mulheres No Halloween"



Como Abordar e Conhecer Mulheres No Halloween

Subscreve o novo canal de Youtube do Cool Vibes em:



segunda-feira, 24 de outubro de 2016

“Promessas: O Que Dizer Às Mulheres Em Quem Se Perdeu o Interesse”

“Promessas: O Que Dizer Às Mulheres Em Quem Se Perdeu o Interesse”


Pergunta de leitor do Cool Vibes:

“Olá Pedro como vai isso, tudo fixe? Há uns dias atrás surgiu-me uma dúvida e se me puderes iluminar o caminho da consciência suprema eu agradecia ahaha :)

Normalmente tenho por hábito conhecer/falar com várias mulheres ao mesmo tempo, mulheres que eu vejo como potenciais parceiras amorosas, só que chega numa fase em que dessas, vamos supor 3/4 mulheres, uma destaca-se e as coisas avançam para algo mais íntimo.

A minha dúvida é, o que faço com as outras mulheres, o que lhes digo depois de eu lhes ter "prometido a Lua"? Não posso chegar ao pé delas e dizer "Olha sinto-me atraído por ti, gosto de ti como pessoa, mas prefiro outra" ahahah ou posso xD?

P.S.: Estive a fazer uns cálculos e concluí que na minha zona há 7 mil mulheres solteiras para conhecer, Join Us!!! ahahahahah Abraço e How many roads must a man walk down
before you call him a man? The answer, my friend, is blowin' in the wind... VIVA BOB DYLAN!!! Ahahah


Resposta, comentários:

Hey! Yap, tudo a correr bem por aqui, e por aí? =)

Começando pelo teu alucinado e psicadélico P.S…

“How many roads must a man walk down before you call him a man? The answer, my friend, is blowin' in the wind... VIVA BOB DYLAN!!! Ahahah

Mas estavas bêbado ou quê? Haha seu maluco! :D essa música faz parte da banda sonora do Forrest Gump (um dos meus filmes inspiradores favoritos), e houve uma altura em que a ouvia bastante. Mas depois fartei-me. Sem dúvida que a música é bonita, mas pessoalmente prefiro o filme à música.

“Estive a fazer uns cálculos e concluí que na minha zona há 7 mil mulheres solteiras para conhecer, Join Us!!! Ahahahahah”

Hahaha tens aí muito trabalho pela frente! Acho que vais ter de deixar de trabalhar, dormir e comer para as conheceres todas lol Matematicamente isso quer dizer que tens umas 1750 mulheres na tua zona com quem podes ter algo físico pois haverá atracção mútua, e umas 350 mulheres com quem podes ter relações de médio e longo prazo, pois para além da atracção mútua existe compatibilidade suficiente a nível pessoal (tipo de personalidade, nível de consciência, etc). Claro que isto é uma abstracção e generalização, são apenas números, não representam a verdade da situação, apenas uma aproximação, uma mentalização matemática das possibilidades. Mas hey, abundância é uma realidade e só há motivos para sorrir, viver entusiasmado e motivado!

“se me puderes iluminar o caminho da consciência suprema eu agradecia ahaha :)

Da consciência suprema ainda não posso, só da consciência Constantínica hahaha! O que já é um bom coice no ego :D

“Não posso chegar ao pé delas e dizer "Olha sinto-me atraído por ti, gosto de ti como pessoa, mas prefiro outra" ahahah ou posso xD?

Poder podes, mas isso iria magoá-las e trazer-te karma negativo. Repara, dizeres uma coisa dessas a uma mulher é imaturo pois é insensível (é à urso lol), pois não tem em consideração como ela se sente. Maturidade é o equilíbrio entre a coragem de se dizer a verdade e a compaixão de dizer apenas o que a outra pessoa está pronta para ouvir, ou consegue ouvir, ou dizê-lo da forma menos dolorosa possível para ela. Neste caso, nesse contexto específico, é desnecessário dizeres seja o que for. E explico já a seguir porquê.

“O que faço com as outras mulheres, o que lhes digo depois de eu lhes ter "prometido a Lua"?”

Não sei exactamente o que queres dizer com lhes teres “prometido a Lua”, mas para esclarecer o obstáculo a todos vou falar naquilo que é importante independentemente da tua situação específica.

O erro começa em fazer-se promessas às mulheres. Nunca prometas nada a uma mulher com quem andas a sair. Melhor, nunca prometas nada a ninguém em nenhum contexto lol porquê? Porque não sabes o futuro e não o controlas. Exemplo: prometes a alguém fazer-lhe algo como oferecer uma jarra no próximo mês. Como sabes que no próximo mês serás capaz de cumprir a tua promessa? Como sabes que terás dinheiro para a jarra? Se já tens a jarra, como sabes que entretanto ela não se vai partir? Como sabes que no mês que vem ainda te vai apetecer oferecer a jarra aquela pessoa? Como sabes que no mês que vem ainda vais gostar daquela pessoa? Como sabes onde vais estar a viver no mês que vem? Como sabes se vais voltar a ver aquela pessoa? Sim, há coisas simples na vida cuja probabilidade de se manterem é grande, mas a questão não é essa. A questão é que não é íntegro fazer promessas. Porquê? Porque são baseadas na ilusão do hipotético de um potencial futuro com as condições necessárias para se fazer o que se diz que se vai fazer nesse futuro. Como já disse, há coisas que são simples, e a curto prazo a probabilidade dessas condições se manterem é de 99%. Mas nós não sabemos o futuro nem o controlamos. A vida não é linear, e tudo é possível a qualquer momento. Há coisas que controlamos na vida, mas outras não. Portanto o melhor é não fazer promessas, pois não sabemos se as vamos puder cumprir. E se não cumprires devido ao lado incontrolável da vida, irás passar por mentiroso e pessoa sem palavra, sem honra, o que tem o seu karma negativo associado, à porta a esfregar as mãos, ansioso à espera por entrar na tua existência e estragar-te mais umas couves do destino :D

Portanto evita fazer promessas, ou deixa de todo fazer promessas, seja a quem for, pois não controlas o futuro, não sabes o que te vai acontecer amanhã, daqui a 1 hora, para a semana, para o mês que vem ou no próximo ano. Até porque fazer promessas é uma forma subtil de manipulação. Repara, quando se está a fazer uma promessa está-se a tentar agradar à pessoa na imaginação. "Por favor gosta de mim pois um dia vou fazer esta coisa fixe por ti!!" lol. Pois no momento em que a promessa é feita, o único lugar em que a sua realização “existe” é na imaginação da pessoa a quem fizemos a promessa. É uma forma de manipular a pessoa a gostar de nós e a manter-se por perto de nós, a manter-se na nossa vida.

“Eu prometo que para a semana te ofereço uma prenda especial!”

Erro.

Se queres oferecer uma prenda especial a uma pessoa de quem gostas, simplesmente não lhe digas nada e oferece. Arranja a prenda e surge perante a pessoa com a prenda na próxima fez que se encontrarem, sem lhe dizer antes que prometes que lhe dás a prenda. Surpresas batem sempre promessas 15 a zero! Pois surpresas são reais, é algo que acontece de facto no momento, promessas apenas têm “poder” na imaginação da outra pessoa e podem nunca vir a acontecer.

Em tudo na vida funciona com a realidade e não com a imaginação. Não prometas nada a ninguém, surpreende-os. É íntegro, estimulante e muito melhor! Não faças o jogo das promessas, não tentes agradar a ninguém com promessas, nem tentes prender ninguém a ti com promessas, pois nem sabes se as vais conseguir cumprir, ou sequer se te vai continuar apetecer cumprir. Simplesmente faz o que queres sem dizer nada e surpreende a outra pessoa. Assim nunca vais desiludir ninguém, terás o karma limpo nesse aspecto, e não te perdes no labirinto não íntegro de sentimentalismo que te cega para o que está realmente a acontecer à tua volta no momento presente.

Largar a ilusão das promessas é mais, ou menos, uma peça no puzzle da evolução de consciência. Evolução no fundo é apenas largar ilusões, neste caso não é um puzzle que se constrói, mas um puzzle que se destrói, que se desfaz, e a cada peça a menos que se tira, mais e melhor se vê a verdade que está por detrás do puzzle. O puzzle é a distracção, é a ilusão, não é a realidade.

Quando andas a sair com várias mulheres, ou só com uma, não interessa para o caso, nunca lhes prometas nada. Nem prendas, nem futuras saídas, nem actividades a dois, nem passeios, nem namoro, nem amor, nem filhos, nem mensagens, nem telefonemas, nem nada! Pois a qualquer momento podes vir a perceber que ela não é a mulher que andas à procura. Até porque as saídas não garantem nada, não são o início de uma relação com futuro, são oportunidades para se conhecer melhor a outra pessoa e se divertirem os dois. E pode só haver uma saída, ou só duas saídas, ninguém sabe! Tu não sabes se vais continuar a gostar da mulher para a semana, não sabes se amanhã ou para a semana vais descobrir algo nela que é intolerável para ti, ou se vais descobrir uma mulher que te faz sentir melhor e te traz algo mais entusiasmante à vida com a sua presença, sentido de humor, beleza, etc. Portanto não prometes absolutamente nada às mulheres com quem andas a sair. Se lhes queres demonstrar que gostas delas, não o faças pela imaginação das promessas, mas sim pela realidade da sua essência. Elogia no momento as qualidades invisíveis de que te apercebes que a mulher tem. Por exemplo, ela diz algo que achas mesmo inteligente, então nesse momento revelas-lhe que gostas da sua inteligência. Se ela te fizer rir imenso com uma piada, dizes-lhe logo a seguir que adoras o seu sentido de humor. É simples, segue a realidade do momento, e não os jogos de “fumo” das promessas de um futuro hipotético que só “existe” na imaginação. Se gostaste de estar com a mulher, podes no fim do encontro comentar que gostaste de estar com ela e que têm de combinar outra saída brevemente. Não prometes que o vais fazer, mas deixas claro o teu interesse em voltar a vê-la.

Uma vez que não faças promessas nas saídas, não tens de dizer nada às mulheres por quem perdeste o interesse. Se tu não prometeste nada, não lhes deves nada, logo não as podes desiludir pois nunca as iludiste com nada. Se elas se meterem a imaginar um futuro romântico em que vocês estão juntos e tu as tratas de determinada forma, isso é problema delas. Foram elas que decidiram livremente formar essa ilusão na sua cabeça, tu não disseste nem fizeste nada que prometesse ou insinuasse isso. Por isso estás livre, não fizeste nada de errado. Essas mulheres é que precisam de mais experiência e maturidade para funcionarem na vida amorosa, e com os homens, através da realidade do que acontece momento a momento, em vez de se perderem em sonhos que nada têm a ver com a intenção do homem, ou com o que ele disse ou fez. No fundo somos nós próprios que nos desiludimos pois não vimos a verdade no momento.

Avançando, imagina que andavas a sair regularmente com 4 mulheres, e uma delas fascina-te mais que as outras 3 e beijas essa mulher. E automaticamente perdes a motivação para sair com as outras 3, pois o que queres é estar mais vezes só com a que beijaste. Está tudo certo, passas a sair só com essa, e deixas de sair com as outras 3. Como lidas com as outras 3? O que lhes dizes? Nada. Lol Não tens de dizer nada. É assim que funciona, quando o homem deixa de contactar a mulher, a mulher sabe que é porque ele não está mais interessado nela. Estamos a falar de saídas, não de uma namorada haha acabares com uma namorada simplesmente deixando de lhe falar é que é à urso :D isto é diferente, são apenas saídas, é um processo de busca, nada mais. Basta deixares de contactar, elas percebem e não as estás a desrespeitar. Estarias sim a desrespeitar se dissesses algo semelhante ao que sugeriste acima lol pois estarias a magoá-las. E o ego odeia ser rejeitado, mesmo que seja por razões perfeitamente válidas, e explicado da forma mais angelical possível. Por isso seria sempre uma perda de tempo e uma burrice estar a contactar todas as mulheres em quem vais perdendo o interesse e a explicar o desnecessário. Qualquer mulher com o mínimo de maturidade e experiência percebe que se o homem deixa de contactar é porque não tem interesse nela. Ela sente o que quiser e segue com a sua vida.

Nota: em relação à selecção consciente de pessoas que descobres que não te respeitam, que são demasiado narcisistas, negativas, orgulhosas, etc, ou seja, que não merecem fazer parte da tua vida, também não tens de dizer nada para te veres livre delas. Porquê? Porque elas não compreenderiam a razão. O seu ego entraria em defesas e resistências, e se elas compreendessem a razão não seriam da forma que te levou a decidir afastar-te delas para sempre. Nem todos merecem as nossas explicações.

Aliás, as mulheres fazem o mesmo ;) e tudo bem. Já alguma vez andaste a trocar mensagens com uma mulher, ou a sair com ela, e ela de repente sem razão aparente deixa de te responder, deixa de aceitar os convites e simplesmente desaparece da tua vida (ou do site lol)? É porque descobriu alguém por quem se sente atraída e com quem aconteceu algo físico e emocional. Ela encontrou alguém de quem gosta e agora está a andar com essa pessoa. Ela não vai fazer uma lista e contactar os outros homens com quem andava a sair, simplesmente vai dizer-lhes que perdeu o interesse de uma forma indirecta: deixa de os contactar, deixa de lhes responder. E está tudo certo, pois qualquer homem com maturidade e experiência suficientes percebe a mensagem e segue com a sua vida deixando a mulher em paz.

E se uma das mulheres com quem andavas a sair mas que deixaste de contactar, te contactar ou convidar para sair, é simples. Respondes que encontraste alguém especial e que agora não sais com outras pessoas. Mas deixo o aviso, nem todas as mulheres vêem isto como uma atitude digna de cavalheiro haha se for com elas, se elas forem a namorada, claro, adoram. Mas se forem a rejeitada que se sente atraída e está interessada, vão reagir como se fosses o maior cabrão :D não interessa, o que interessa é fazermos o que está certo. Há sempre alguém que não gosta, temos pena :P e quem sabe, se alguma for fixe o suficiente, um dia mais tarde quando a tua relação acabar (pois pode ser uma relação de curta ou média duração), voltas a contactá-la quando estiveres solteiro, pois está tudo bem entre ambos. Até durante a tua relação pode ser uma pessoa que convidas para saídas e jantares de grupo, quem sabe. Depende muito de como a mulher é e de como fazes tudo, mas é possível. Até pode vir a ser uma grande amiga da tua namorada, quem sabe!

Ménage…? ;D

Hahaha!

Caso encerrado. Obrigado pela tua pergunta. Segue o que Amas! E Ama logo, não prometas que vais amar no ano 2061 :P a vida é só agora, não é daqui a bocado ou amanhã. Ou *gulp!* para o ano! lol


Pedro C.

domingo, 23 de outubro de 2016

"Como Ser Selectivo e Ter Relações"

"Como Ser Selectivo e Ter Relações"

Subscreve o novo canal de Youtube do Cool Vibes em:




Perguntas de leitores do Cool Vibes:


Pergunta 1:

Olá Pedro, como estás? Eu, aprendendo muito... acaba de chegar um dos livros do Hawkins que comprei, primeiro que poderei folhear, já que o anterior é digital. Em breve terei férias e espero me dedicar com mais tempo a esses ensinamentos.

Hoje, pensando, concluí que a ignorância nos permite não questionar e nem emitir opiniões sobre coisas da vida. E daí sofremos as consequências porque ignorar é aceitar uma ilusão. Por outro lado, ter mais consciência nos permite escolher melhor o que nos acontece sem deixar decisões nas mãos de outros ou para o "destino", mas da mesma forma não é bom emitir opiniões a respeito. Se você as emite, você sofre a repressão dos demais que possuem visão diferente da sua. Ao ter a minha opinião própria, por não ter aquela visão estreita que tinha antes, passo a selecionar mais tudo na minha vida: experiências que já sei que me trarão consequências indesejáveis; pessoas e relacionamentos. Porém, eu tenho me sentido muito só. Não que isso seja de todo mal, pois adoro ficar só. Tenho procurado aproveitar mais momentos com as pessoas, tornando-os mais intensos. Por exemplo, cozinhando para parentes - me parece que se faço belos e gostosos doces, consigo tirar o foco do negativo, falamos de doces por exemplo, receitas, e isso me motiva. Também sobre outros assuntos, com outras pessoas, me calo. Hoje peguei um táxi e quando o motorista fez um comentário que me pareceu ignorante, fiquei em silêncio.

Mas penso que não gostaria de permanecer assim, sozinha. E me pergunto aonde estão pessoas com quem eu possa trocar experiências, positivas. Mesmo negativas, que sejam de um grau que importe de verdade. Não me interessa falar sobre novelas! Ou sobre o seriado e me preocupar se a mocinha ficará com o vilão ou se o reino será de determinado clã.

Também gostaria de ter uma família, embora não tenha certeza se ainda quero eu ter os filhos ou por um acaso adotá-los. Mas gosto de crianças, adoro observá-las, brincar com elas, e sinto falta de ter o que existia na minha infância com meus irmãos e pais - chegar em casa, ter pessoas com quem divido experiências do dia a dia, histórias, risos e choros. Não exatamente como a minha família, hahaha, porque era difícil em muitos momentos viver entre eles. Mas sobrevivemos e hoje considero que evoluímos muito em respeito, admiração, amor verdadeiro uns pelos outros.

Não sei se estou seletiva demais, mas será que esse caminho é solitário dessa forma? Penso que seja karma, que não é para ser mesmo. De fora tudo é lindo e maravilhoso, mas vamos lá: vejo casais aonde me parece que há sim uma grande apreciação e troca verdadeiras, pessoas lúcidas, gentis, interessadas em construir. E daí que se não tenho uma experiência como essa, é porque meu karma não me permitiu ainda, mas possível é. O que você acha disso?”


Pergunta 2:

Olá Pedro, gostaria de te perguntar uma coisa, achas que o facto de uma mulher engravidar de um homem com a intenção de o tentar "Prender" para sempre a ela, dá resultado?

Conheço várias mulheres com os seus 20/30 anos que fizeram isso, e deu resultado, pelo menos por enquanto.

Por exemplo, conheço uma amiga minha que namorou um rapaz durante 1 ano e terminaram o relacionamento por uma coisa sem importância e ficaram alguns meses a sair juntos mas não tinham sexo porque ela não queria, disse-me que era porque assim se ia apegar mais a ele e nao se queria magoar pois ele disse-lhe na altura que nao tinha a certeza se queria voltar a namorar com ela ou nao... passado um tempo ele chegou-lhe a dizer a minha amiga que podiam tentar ter um filho e assim ficavam juntos para sempre, o que a deixou mais feliz na altura ..mas passado pouco mais de um mês ele começou a fazer sexo com outra..porque por essa altura ele ainda não tinha retomado a fazer sexo com a minha amiga (ex-namorada) e como ele não aguentava muito tempo sem fazer sexo acabou por conhecer outra rapariga que lhe deu isso mais facilmente, o que e certo é que passado umas semanas essa nova rapariga engravidou dele.. ele só soube da gravidez quando eles já não estavam juntos... a rapariga passou os meses de gestação sem estar com ele pois não havia sentimentos e eles não eram namorados nem nunca foram mas a minha amiga ficou de rastos, está a passar uma fase muito complicada e está muito revoltada com a situação... pois depois de ela saber ele e a minha amiga voltaram a namorar e ele disse lhe que preferia mil vezes te la engravidado a ela do que à outra mas depois de terem namorado ..ele pouco tempo depois trocou-a pela que estava gravida...pois a gravida também não largava..o filho já nasceu e já vivem juntos e tudo.. á quase 3 meses.

Diz-me ..neste caso foi a gravidez da outra que o prendeu?..pois um filho, quer queiramos quer não, aproxima duas pessoas..penso eu...será que dará resultado para toda a vida?

Até eu estou triste, não sei o que eu de fazer para a minha amiga se sentir melhor, ela está muito deprimida.”


Pergunta 3:

Helow Peter, tudo bem contigo? Nos últimos tempos tenho andado a fazer um esforço para melhorar pequenas coisas em mim tal como não interromper as pessoas quando falam, ouvi-las de verdade, perguntar como foi o seu dia e acima de tudo comecei a ser mais honesto com as pessoas em geral (é muito mais fácil dizer meias verdades do que ser honesto). Hoje por surpresa notei que são qualidades que pouca gente pratica (igual que eu antigamente lol). O que acontece é que cada vez gosto menos que me façam o que eu deixei de fazer. Algumas pessoas são do meu circulo intimo. Isso deixa-me um pouco preocupado porque eu não conheço muita gente. Ainda me falta refinar o meu lado social.

Por um lado entendo as pessoas e tento não cair na armadilha da raiva e do julgamento por outro lado já não me apetece muito estar com algumas pessoas. Por sorte tenho uma paixão na vida e cada vez que me sinto assim, sozinho, dedico-me mais a ela, isso é algo gratificante, uff! Estou um pouco confuso Pedro com esta "surpresa" e não quero estar sozinho. Podes ajudar-me por favor? Podias mandar-me um quilo de confiança e dois de Consciência, acho que isso me ia ajudar bastante, eu pago o transporte e pago-te um copo depois (com bebida boa, claro) ☺ ! Abraço.”


Obrigado pelas perguntas.

Segue o que Amas,
Pedro C.