quinta-feira, 5 de maio de 2016

"Introdução ao Karma"

Introdução ao Karma

Subscreve o novo canal de Youtube do Cool Vibes em:



Pergunta de leitor:

“Olá Pedro, tudo bem? Em alguns áudios tens dito que há pessoas que conseguem algo por mérito karmico, que outras não o conseguem por não merecerem karmicamente (como por exemplo não conseguirem evoluir) e que outras têm mau karma. O que queres dizer com isto? Acho que ainda não percebo muito bem o conceito de karma. Já agora, achas que músicas do tipo house e trance são músicas integras? Já li que a música trance proporciona um estado de libertação espiritual a quem a ouve. Gosto bastante destes dois géneros de música mas não sei se serão uma boa escolha. Obrigado.“

Obrigado pela tua pergunta.

Segue o que Amas,
Pedro C.



18 comentários:

Outlets e companhia disse...

Caramba, Pedro, é mesmo! Felicidade é mais energia, é se sentir bem, não? Me perdoe a ignorância, mas eu não havia feito essa relação e agora fez todo o sentido para mim.
Maravilhoso áudio como sempre! Uma honra termos essa proximidade com você, um mestre nesta vida de todos nós. Vai ver estivemos juntos em alguma vida passada, em uma aventura cheia de desafios - todos os seguidores do Coolvibes e você nos comandando também! E agora estamos aqui novamente, em outro estágio, aprendendo sobre como sermos mais espiritualizados (ou talvez um passo atrás, como sermos mais humanos) e novamente com você. Eu com certeza praticava artes marciais, saia batendo em todo mundo e me achava o máximo! kkkkkkkkk

Abraços Pedro!
Obrigada!

Romário Belarmino disse...

Pedro, falando em karma positivo, pode-se dizer que as pessoas que conseguem ganhar 180 milhões de euros no jogo de euromilhões, são criaturas com um karma positivo muito elevado? Ou nem por isso? Acreditas nesta coisa de sorte e de azar? É que às vezes, essas coisas me fazem uma confusão tremenda. Ou seja, devo dizer que sou um apostador assíduo nesses jogos de azar, mas, infelizmente, nunca ganhei nada assim tão significativo. Será que tenho um karma negativo, nessse aspecto? Ou será que, ainda, não chegou a minha vez de ser "milionário"?

Romário Belarmino disse...

Pedro, e agora, falando em mulheres, devo dizer-lhe que existem épocas em que parace que elas não querem nada comigo, mas, por outro lado, há períodos em que parece que, de uma só assentada, muitas me procuram para convívios, divertimentos, carinhos, sexos, etc, etc. Será que isso tem a ver com o meu karma específico ou essas coisas acontecem com todos os homens, de uma maneira geral?

Angelo disse...

Olá Pedro! Gostei muito do audio. Tive um pequeno "clic" quando mencionaste que o tempo presente é grátis. É verdade! Acho que isto me ajudou a estar mais consciente e a ver melhor o meu ego. Ele tá em praticamente tudo o que faço mas agora sinto que tenho uma escolha e posso tomar decisões mais integras. Obrigado pelo teu trabalho!

Pedro Reale disse...

Olá Pedro! Tenho acompanhado seu blog há cerca de 1 ano e meio e tem me ajudado de forma incrível! Sou muito grato a você pelos ensinamentos e visão de vida compartilhada.
Pedro, certa vez tu disseste que deveríamos entrar em contato de 2 a 3 vezes por semana, no máximo, via telemóvel, com a mulher que estivermos conhecendo. Pode explicar melhor a razão disso? Já observei que quando entramos em contato todo dia com a mulher esta tende a se afastar de nós, mesmo que aparentemente ela tenha se sentido atraída ao início. Seria porque manter contato frequente é uma demonstração de carência e, ao mesmo tempo, de fraqueza e ausência de masculinidade?
Saudações brasileiras!

Pedro C. disse...

Romário B.: "as pessoas que conseguem ganhar 180 milhões de euros no jogo de euromilhões, são criaturas com um karma positivo muito elevado?"

Depende da pessoa. É um jogo forjado pelo ego humano. Há pessoas que ganham todo esse dinheiro para aprenderem a lição de que não o merecem, e essa quantidade de dinheiro destrói-lhes a vida com os luxos e vícios em que o gastam. Foi feito um estudo em que se descobriu que a maior parte das pessoas que ganham a lotaria estão piores 4 anos depois de a ganharem, do que estavam antes de a ganharem. A vida humana não precisa de tanto dinheiro, apenas precisamos de dinheiro para o essencial. E na verdade apenas merecemos aquilo que ganhamos com o nosso esforço, trabalho, talento e qualidades. Ou seja, com a nossa essência. Se ganhamos 500 euros por mês, então é isso que merecemos. Se ganhamos 5000, então é isso que merecemos. Se ganhamos 50000, então é isso que merecemos. Pois ganhamos esse dinheiro como consequência natural das nossas capacidades, esforço, talentos, qualidades, confiança, sabedoria, etc. Seja em que área for. Claro que no desporto e cinema pode-se ganhar muito dinheiro, pois são áreas cujos talentos são muito valorizados e entretêm e são procurados por muitas pessoas, logo movem muito dinheiro. O orgulho faz a pessoa pensar que é melhor do que realmente é e que merece mais, mas se merecesse, estaria a ganhar mais :D ou se é e se vive essa vida, ou não se é e apenas se "vive" isso na imaginação. Não chega quantidade de trabalho, mas sim qualidade de trabalho, talentos acima da média, a vontade de fazer algo em específico e ir em frente com coragem.

Para mim o filme Peaceful Warrior tem um óptimo exemplo em relação a profissão, dinheiro e sabedoria. Quando Socrates é acusado de ser tipo um falhado que não sabe nada por apenas trabalhar numa bomba de gasolina, este responde:

"There's no greater purpose than service to others."

Portanto não é que profissão temos, nem a quantidade de dinheiro que fazemos. É sim a intenção com que vamos trabalhar, que não é diferente da intenção com que vivemos.

Pedro C. disse...

Romário B.: "falando em mulheres, devo dizer-lhe que existem épocas em que parece que elas não querem nada comigo, mas, por outro lado, há períodos em que parece que, de uma só assentada, muitas me procuram para convívios, divertimentos, carinhos, sexos"

Isso é normal como uns dias estar sol e outros chover :D a vida não é linear, e nós como ser humano temos altos e baixos em termos de energia, e aquilo em que nos interessamos e focamos muda. A vida é mudança, são ciclos e fases, tudo começa e tudo acaba.

Pedro C. disse...

Ãngelo: "Tive um pequeno "clic" quando mencionaste que o tempo presente é grátis"

Sim, eu sou um génio, descobri que o tempo presente é grátis, haha! :D

Esses clicks são experiências espectaculares! Obrigado, é uma honra.

Miguel Braga disse...

Óptimo áudio.
Abraço

Outlets e companhia disse...

Encontrei esse filme Peaceful Warrior no youtube, acabei de assisti-lo. Emocionante, tocante!
Obrigada, Pedro!

Romário Belarmino disse...

Pedro, porquê é que quando estamos num relacionamento, as mulheres, de uma forma geral, são mais simpáticas connosco do que quando estamos solteiros? Ou seja, até parece que todas elas estão interessadas em namorar connosco. Esta pergunta vem na mesma linha da pergunta anterior. Se calhar e como bem disses, isto terá a ver com os altos e baixos da vida?

Pedro C. disse...

Obrigado Miguel! É uma honra.

nelson goncalves disse...

Pedro uma colega tem a volta de 1,60m quer um homem mais alto 1,80m e nao da mesma altura (bolas pá) , qual a razao por detras disto?Se altura é a mesma dela , mesmo assim posso conhecer mulheres mais altas e ter relação? Será que se sente mais protegida? Faz parte da natureza humana.

Raoni Dantas disse...

Outlets e companhia você é brasileira ?

Pedro C. disse...

Nélson G.: "uma colega tem a volta de 1,60m quer um homem mais alto 1,80m e nao da mesma altura"

Que se lixe! haha mulheres diferentes têm preferências diferentes. Geralmente essas idealizações só têm poder quando a mulher não se sente atraída pelo homem. Porque quando o homem é masculino e naturalmente atraente, ela sente atracção e quer que ele avance e que aconteça algo, mesmo que ele fisicamente não seja como ela prefere na sua imaginação. Nenhuma mulher tem como preferência na sua imaginação um homem com o tipo de corpo que eu tenho, mas... ;D

Outlets e companhia disse...

Raoni, sou nascida no Brasil sim. No mais, sou do mundo! :D

Outlets e companhia disse...

Pedro, é verdade, isso é coisa de mulher que nunca foi bem tratada de verdade por um homem, porque quem já foi sabe que não tem nada a ver essas limitações. Já namorei gigantes e baixinhos, todos maravilhosos. Não é o tamanho da mão, mas o toque. Não são os lábios, mas o beijo. Não é a cor dos olhos mas como ele olha para ti. Isso, talvez, essa miúda não tenha se apercebido ainda.

nelson goncalves disse...

Ela não é miúda. É mulher.