quarta-feira, 13 de abril de 2016

"Como Escapar do Labirinto do Ego"

"Como Escapar do Labirinto do Ego"

Subscreve o novo canal de Youtube do Cool Vibes em:




Pergunta de leitora do Cool Vibes:

“Oi Pedro! Espero que esteja tudo bem com você. Gostaria de saber mais a respeito de narcisismo, como trabalhar para superar o narcisismo, etc. Encontrei aqui no Cool Vibes vários posts onde você nos recomenda combatê-lo, mas não encontrei nada mais específico a respeito, nem em áudio. Você recomendaria algum em especial? Os livros do David Hawkins eu não comprei nenhum pois não encontro nem no Brasil e nem em português. Acho que não tem. Meu inglês não é lá muito bom mas me arriscaria a comprar um (importá-lo). Há algum em especial que trate sobre o narcisismo e que você recomendaria? Obrigada!”


Pergunta de leitor do Cool Vibes:

“Boa noite Pedro. Alguns anos atrás descobri o teu blog por acaso (se calhar não é). Já vi os teus vídeos, li os livros, na verdade não apliquei os exercícios propostos pelos mesmos, não é que acredite o teu trabalho que desenvolves continuamente que é excelente. É o medo que tenho é grande, sinto, que aconteça-me qualquer coisa e ninguém poder-me ajudar. Este medo já vem de trás, na escola básica sempre tive dificuldades em criar amizades, não me destacava, falar com raparigas e conversar com elas não o fazia, ficava alivado quando era para ir embora da escola. Conclui a secundária.

Não tenho amigos, fui sempre sozinho. Se houver locais vazios ainda consigo lá ir, agora se souber que estão lá muitas pessoas nem vou para lá, se for acompanhado ainda vou, sozinho é querer fugir dali. Café vou comprar pão apenas, cinema, bares, discotecas, jardins, festas, se houver locais com muitas pessoas não vou. Quando estou com pessoas sinto que elas são superiores a mim e eu inferior, tem experiência de vida (e têm) que eu, são melhores que eu, que sabem mais que eu, nas conversas no trabalho a hora do almoço somos a volta de oito pessoas estou sempre calado ou quando digo qualquer coisa é poucas palavras. 

É frustrante, triste, estar rodeado de pessoas e elas a interagirem umas com outras e a rirem-se e eu estar ali a observar e não saber o que falar, olho para as pessoas, vejo o que elas tem vestido, olho para a volta o contexto da situação e nada. Por onde começar? Obrigado pela resposta.”


Obrigado pelas perguntas.
Pedro C.

5 comentários:

Outlets e companhia disse...

Oh Pedro, obrigada por ter respondido a minha pergunta!!!! E de fato a pergunta do amigo, pelas respostas que destes, estão relacionadas - tudo foi muito esclarecedor. Se ler David Hawkins em inglês significa que estou dando um passo a mais na minha consciência, e as palavras "têm magia", então vamos lá. Tinha medo de interpretar errado alguma frase, mas percebo que se a minha interpretação será aquela a que estou apta a ter. E tudo acontecerá como tem que ser ao meu nível. Nesta semana cometi o ato falho de assistir a um filme não íntegro por curiosidade, a partir de comentários de amigos. Daí foi como tirar uma pedrinha de um monte e gerar um deslizamento: uma desgraça atrás da outra! Não estou pronta ainda para que o ambiente não me afete, foi o que percebi. O dia iniciou-se com esse filme e concluiu-se comigo discutindo feio com alguém da minha família que está sempre a provocar a todos, a ver negatividade em tudo, a só falar mal. A bem da verdade, a desgraça, a pedrinha, foi ter ido passar alguns dias com essa pessoa sabendo que se trata de alguém muito, mas muito negativa. Não estou pronta para não me deixar afetar, mas pude perceber claramente quando perdi o controle, embora o tenha perdido - já foi! Achei que o narcisismo fosse um aspecto do ego, mas então pelo que entendi é a mesma coisa (espero que tenha entendido, vou ouvir novamente).
Sobre o facebook, que comentastes, também parei com ele já faz alguns meses. Que alívio! Quantas horas do meu dia ganhei, e horas de qualidade. Talvez voltaria um dia para me testar, pois é algo que provoca em mim muitas emoções negativas. Preciso então aprender a contemplá-las. Ainda não entendi completamente isso, realmente minha sensação é que ao fazer isso vou me dissolver. Como vou trabalhar? Me parece que estaria anestesiada, mas isso é a minha identificação com o ego. Ainda há muito o que experienciar. Agora é a fase do Dr. Hawkins, vamos lá!!!!
Ah sim, a história do braço e da contagem. Assisti num vídeo e me deixou completamente confusa, não entendi nada. Espero entender melhor agora.
Se puderes imaginar a mim, me curvando e agradecendo, é assim que estaria agora. Muito grata por tudo!
Ana

Miguel Braga disse...

Muito bom áudio. Já tinha saudades de um Áudio novo assim.
Abraço

Pedro C. disse...

Obrigado eu, é uma honra.

Luciana Moreira disse...

Colocaria aqui o link do video sobre coragem por amor do pato? Obrigada.

Pedro C. disse...

Luciana M.:

Está à direita no separador David Hawkins. É fácil de encontrar.