sábado, 19 de março de 2016

“Porque Estar Desempregado e Sem Carro Não é Atraente Para As Mulheres”

Porque Estar Desempregado e Sem Carro Não é Atraente Para As Mulheres”


Pergunta de leitor:

Olá Pedro :) Quando um homem está a conhecer uma mulher e ele diz que não tem trabalho, não tem carro nem carta de condução, ou não tem casa própria e a mulher afasta-se dele e deixa de interagir com ele, isso quer dizer que a mulher é uma interesseira ou apenas que tem preferências na vida?” É que já me aconteceu estar a conhecer uma mulher e estar tudo muito bem, até ao momento de eu dizer que estou desempregado e sem carro. Então e que tal gostar da pessoa pelo que ela é e não pelo que tem? Abraços.”


Resposta, comentários:

Isso é apenas metade da verdade. Sim, o que a pessoa tem não é tudo, mas é um sinal de como a pessoa é. Quer dizer que a mulher quer para ela o melhor homem possível de ter. Ela pode ter a preferência de o homem ter carta de condução e carro, e ela está no seu direito.

Estar desempregado e não ter trabalho não é apenas algo que se tem, é um sinal de como se é, é uma expressão da nossa essência. Como já expliquei, é essencial primeiro nos aperfeiçoarmos como ser humano, e isso inclui aprendermos a ganhar a vida e garantir a nossa sobrevivência. Não ter a capacidade de conseguir trabalho, ou emprego, não é um sinal de qualidade por parte do homem. Ele tem de resolver essa parte da sua vida, e todas as mulheres têm o direito a preferir um homem que é financeiramente independente e que consegue arranjar trabalho ou emprego.

"gostar da pessoa pelo que ela é e não pelo que tem", pode ser então usado pelo ego como uma desculpa para se ignorar uma limitação e não se ter de dar ao trabalho de fazer o esforço para aprender, desenvolver determinada qualidade e viver com excelência.


Estar desempregado e sem carro não é apenas algo que tens, é uma expressão da tua essência, de como és. É diferente não se ter carta e carro porque não se quer, de ter-se carta e não se ter carro porque não se tem dinheiro suficiente, porque não se consegue arranjar trabalho. Há que aceitar essa realidade com humildade e trabalhar corajosamente com essa verdade.

Há uma quantidade de dinheiro que é importante ter, porque é essencial. Ser-se pobre não é uma virtude, e a típica ideia que se tem do mestre espiritual pobre está correcta, mas essa pobreza surge naturalmente devido ao seu elevado nível de consciência e transcendência do mundo e humanidade. O que não se sabe é que no passado ele aprendeu a fazer dinheiro e a ganhar a vida, quando estava num nível humano normal. Tenha sido nessa mesma vida ou numa anterior.

Há mulheres que são interesseiras, e é fácil topá-las. E há mulheres que querem o melhor homem possível, e para elas este tem que ter um certo conforto e poder económico, o que pode até não ser nada de especial, e ter carro ou não ter ser irrelevante, mas é a sua preferência e elas têm esse direito. Também haverão mulheres na mesma situação económica que tu, e para elas será irrelevante se estás desempregado ou não. Há de tudo. O que tem de ser feito é viver a realidade, aceitar as limitações e trabalhar com a verdade, desenvolvendo as qualidades essenciais para se ser o melhor homem possível. Não há como fugir a nos aperfeiçoarmos como ser humano.

Obrigado pela tua pergunta.

Segue o que Amas,

Pedro C.

2 comentários:

Romário Belarmino disse...

Olá Pedro, disseste que "há mulheres que são interesseiras, e é fácil topá-las". Tudo bem. Mas só que, normalmente, essas ditas cujas são muito matreiras em suas "emboscadas", levando o pobre homem a acreditar nas suas cantilenas, fazendo-lhe perder tempo e dinheiro. Na minha modesta opinião, acho que nem sempre é fácil de se descobrir as verdadeiras intenções dessas mulheres manhosas e sem escrúpulos que agem sem dó nem piedade. E, para a nossa infelicidade, elas estão por todos os lados, desde discotecas, festivais, praias e até mesmo nas igrejas. Pedro, essas mulheres não são pera doce e nem estão para brincadeiras. Por conseguinte, com elas todo o cuidado é pouco.

Pedro C. disse...

Só um idiota é enganado pela mesma mulher duas vezes :D