AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

domingo, 6 de março de 2016

“Como Ser Masculino Ao Iniciar Conversas Com Mulheres e Potenciar Atracção Mútua”

“Como Ser Masculino Ao Iniciar Conversas Com Mulheres e Potenciar Atracção Mútua”


Pergunta de leitor:

“Boas Pedro, tudo bem? Estou com uma dúvida acerca deste áudio. Disseste que no que toca a ir meter conversa com uma mulher "(...) no primeiro momento tens de ser mais silencioso e masculino e depois conforme ela for aceitando e fores vendo que ela está interessada podes começar a ser um pouco mais brincalhão, começar a tocar-lhe e fazer perguntas mais pessoais sem falar muito mas falando o essencial (...)". Ou seja, no início temos de ser sérios sem sequer rir ou sorrir? Além disto, o que lhe devemos dizer ou perguntar? Depois disto, caso ela dê algum sinal de interesse, aí é que devemos ser mais brincalhões? Ainda não compreendo muito bem todas estas dinâmicas e o tipo de comportamentos que devemos ter durante este tipo de interacção.


Resposta, comentários:

Iniciar conversas com mulheres, e a realidade da primeira conversa que se tem com uma mulher, é regra geral um mistério assustador para a maior parte dos homens. As boas notícias é que esse mistério resolve-se facilmente adquirindo experiência, ou seja, bastam umas 1000 rejeições para o homem aprender a lição :D

Estou a brincar, não são necessárias tantas rejeições, haha! Seja como for, não há como fugir a adquirir experiência, e isso exige que o homem enfrente o seu medo de ser rejeitado vezes sem conta, digamos assim. É um caminho de coragem e autenticidade, e é mesmo como a minha nova frase favorita deixa claro: mexe-te ou esquece.

“no início temos de ser sérios sem sequer rir ou sorrir?”

No início temos de estar num estado positivo, e confiança é um estado positivo. Confiança é também o estado base do masculino, e é masculinidade que potencia atracção mútua, devido à polaridade masculino/feminino. Portanto logo ao início o teu impacto, ou presença, deve ser masculina e mais silenciosa. Não é o mesmo que ser sério, pois não estás sério nem tenso, estás positivo, confiante, entusiasmado, calmo. Simplesmente estás a expressar isso de forma masculina logo ao início para potenciares logo de início a polaridade masculino/feminino. Então com contacto visual e toda a calma do mundo, dizes à mulher um simples olá, e ficas a olhá-la nos olhos à espera de resposta ou reacção.

“o que lhe devemos dizer ou perguntar?”

Qualquer coisa serve para dizer ou perguntar. O mais importante é o estado em que estás quando abordas a mulher. É a tua intenção e energia por detrás das palavras. Um olá chega, mas para te facilitar a vida em termos de medo, podes perguntar algo à mulher que seja socialmente confortável. Podes perguntar-lhe algo que tenha a ver com o contexto em que ambos se encontram. Até lhe podes perguntar algo tão simples como as horas. Repara como funciona:

1 – Vês a mulher;
2 – Decides se queres ir falar com ela ou não;
3 – Se sim, aproximas-te dela e quando estiveres perto o suficiente e de frente dizes olá, mantendo contacto visual sem dizer mais nada durante uns 2, 3 ou 4 segundos;
4 – Perguntas-lhe que horas são. Seja qual for a resposta dela, a seguir dizes-lhe algo semelhante a: “Na verdade eu não queria saber as horas, estava-me só a meter contigo”. E isto serve para qualquer pergunta que faças. Tens é que o dizer em tom de brincadeira, tipo malandreco, haha! Em tom de brincadeira, mas calmo e confiante, mantendo o contacto visual.

“caso ela dê algum sinal de interesse, aí é que devemos ser mais brincalhões?

Caso ela se demonstre receptiva ao rir-se, ou com contacto visual prolongado, demonstrando alguma emoção positiva, ou fazendo perguntas, começas a fazer mais perguntas de nível pessoal para a conhecer melhor e a aproveitar boas oportunidades para dizer piadas. Se sentires que ela se sente bem contigo e que há atracção mútua, convida-a para um café, senão pede o contacto e despede-te dela. O propósito da conversa é para te dares a conhecer e descobrires se há atracção mútua, e se houver encaminhas a conversa numa direcção mais pessoal com perguntas e boa disposição, sem forçar nada, mas demonstrando o teu interesse, fazendo um convite ou pedindo o contacto.

“Ainda não compreendo muito bem todas estas dinâmicas e o tipo de comportamentos que devemos ter durante este tipo de interacção”

Precisas de experiência. Só a experiência subjectiva de ir falar com muitas mulheres é que te vai trazer a sabedoria que não tens. A mente não tem como te ajudar, é a ferramenta errada para isso, não tem poder suficiente, não tem qualquer acesso ao ser não linear que a mulher na realidade é. Tens de enfrentar os teus medos e ir em frente. Mexe-te ou esquece! :D

Obrigado pela tua pergunta.

Segue o que Amas,

Pedro C.

5 comentários:

nelson goncalves disse...

Boa tarde Pedro.
No trabalho almoço com colegas da seccao , na mesma mesa vem colegas de outra seccao almoçar connosco, uma dessas é atraente ela maquilha-se , veste-se bem tem postura. Vai aquecer o almoço oberservo-a de seguida senta-se na nossa mesa , já se sentou a minha frente e o lugar ao lado está vazio, nesse instante olho para ela , de lado e por vezes para baixo o que é um grande erro da minha parte , o que se passa é que não condigo olhar para ela da mesma maneira quando vai aquecer o comer , sinto por dentro a respiraçao a trancar , bloquear para evitar esta situaçao constrangedora devo meditar? Amanha vamos ter um almoço ela vai , ha bolo que ela gosta eu tambem , pensei em embrulhar o bolo (comprava-o) como se fosse um presente ela abria e claro era a dividir para todos. Achas ser um lamechas?

Romário Belarmino disse...

Pedro, às vezes, lá porque a mulher fez alguns contactos visuais, não significa que ela está interessada no homem ou que, pelos menos, está aberta ao diálogo. Já me aconteceu na discoteca aproximar-se de uma rapariga que me tinha feito alguns contactos visuais, convidando-a para dançar e ela, simplesmente, recusou. Depois, tentei meter conversa com ela, mas a emenda foi pior que o soneto, como se costuma dizer. Agora, se uma mulher não estiver interessada num homem, então porquê fazer vários contactos visuais? Ou será que a mulher, neste caso, era uma cientista e/ou uma detective que, simplesmente, estaria a fazer uma observação e/ou espionagem com o objectivo de ver se não se trata de nenhum extraterrestre?

Pedro C. disse...

Romário B.: "Ou será que a mulher, neste caso, era uma cientista e/ou uma detective que, simplesmente, estaria a fazer uma observação e/ou espionagem com o objectivo de ver se não se trata de nenhum extraterrestre?"

Tu é que te estás a fazer de cientista e detective com essas filosofias :D o contacto visual da mulher não interessa para nada. Se sentes atracção vai falar com ela se quiseres e logo descobres se ela está interessada ou não. Menos pensamentos e mais acção, mexe-te ou esquece.

Pedro C. disse...

Nélson G.:

Meditar... não, tu para falares com uma mulher tens de ter um treino intenso de jedi durante 100 anos! haha!

Deixa-te disso, diz-lhe olá e pergunta-lhe como está a correr o dia de trabalho. Podes comentar que também gostas do bolo e começar por aí a fazer perguntas mais pessoais e piadas.

Outlets e companhia disse...

Bom dia Pedro! Como estás?
Uma das coisas que mais gosto de ler são os comentários - mentira, gosto muito de tudo, kkkk
Mas fico feliz e enternecida quando leio comentários meigos como o do Nelson (me perdoe a ousadia de falar a seu respeito sem tua licença). Mas é que para nós mulheres que somos criadas para temer aos homens por vários motivos, reais ou irreais, poder perceber o lado doce, meigo e sincero de vocês homens é tão maravilhoso. Sim, eles podem ser meigos e gentis, e humanos! Ainda reluto com o que carrego no inconsciente sobre homens, e por isso para mim é uma terapia intensiva. E sim, comprar um bolo, sorrir com sinceridade, uma simples conversa franca pode ser o maior dos atrativos para uma mulher. Assim como o momento certo de mostrar a que veio, o que não pode demorar muito mesmo, senão a gente se decepciona e se sente rejeitada - kkkkk
É tudo assim mesmo, eu nem percebia muito, até ler aqui no coolvibes.
Assisti neste final de semana 9 1/2 semanas e a simplicidade da sedução é impressionante. Tempos atrás eu apenas me atentaria para as cenas mais quentes, que são o foco do filme. Desta vez procurei observar o que seduz e atrai ambas as partes. Chega a assustar imensamente o meu pobre ego. Hahahaha
Espero que tenha dado tudo certo com o bolo, e se não deu, parte pra próxima, feliz por que tentou. Abraços!