terça-feira, 8 de março de 2016

“A Dança do Escravo da Sedução”

“A Dança do Escravo da Sedução”


Pergunta de leitor:

“Pedro, eu vivo em Cabo Verde e, aqui, nas discotecas, encontramos muitas mulheres que estão dispostas a dançar, mas outras nem tanto. E, mesmo de entre aquelas que querem dançar, algumas pedem que a gente lhes pague uma bebida mesmo antes de nós iniciarmos a dança. Ou seja, essas mulheres vão para a discoteca, apenas, para beberem à custa dos bolsos de cada um. E, o curioso é que, depois de o homem ter pago uma bebida e de terem dançado, apenas, uma peça, já não querem dançar mais com esse mesmo homem. A não ser que o homem estivesse na disponibilidade de voltar a pagar-lhes mais uma bebida. O que tens a dizer sobre isto?”


Resposta, comentários:

O que a mulher deseja de um homem depende da essência desse homem. Há homens que simplesmente não atraem as mulheres e a única coisa de jeito que têm para oferecer é dinheiro, e pagar-lhes bebidas.

O que elas querem ou não querem depende da essência do homem. Eu tenho todo o gosto em oferecer bebidas às mulheres e não é essa a minha experiência. Acontece-me todo o tipo de coisas com elas, desde dançar, a conversar, a rir, trocar contacto, beijar, curtir, e outros eventos mais selvagens que ninguém acreditaria se eu contasse ;)

Se há mulheres que só querem beber à custa dos homens e dançar uma música com eles, é porque a experiência que eles proporcionam não é estimulante o suficiente para essas mulheres. Elas simplesmente não se sentem atraídas, e o seu único interesse é aproveita-se de homens fracos com dinheiro para beberem à borla. Muito provavelmente se fosse comigo eu oferecia-lhes a bebida, dançava uma música, e quem ficaria farto era eu!! haha! :D

E não é preciso dançar, basta chegar ao pé delas e dizer-lhes algo, estando alegre e tendo uma interacção inocentemente estimulante. A partir daí tudo é possível. Depender de dançar para se aproximar de uma mulher pode ser (e pelos vistos está a ser) uma limitação. Há que ser o tipo de homem que simplesmente se aproxima e faz uma pergunta inocente, mas que devido à sua essência, estado elevado e intenção pura, deixa acontecer as coisas mais maravilhosas com as mulheres.

Obrigado pela tua pergunta.

Segue o que Amas,

Pedro C.

Sem comentários: