AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

“Como Espiritualizar a Sexualidade e as Relações e Amar”

“Como Espiritualizar a Sexualidade e as Relações e Amar”


Pergunta de leitor:

“Olá Pedro! Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos pelo EXCELENTE post. Foi incrível mesmo.

Gostaria de dizer também que o Relacionamento Aberto não foi algo inventado. Ele sempre existiu. A maioria das pessoas que defendem o Relacionamento Aberto dizem que o Relacionamento Monogâmico e Estável (este sim que foi inventado pela Sociedade Conservadora/Hipócrita e pela Igreja para segurar a riqueza das famílias) é absolutamente incompatível com a biologia do ser humano, incompatível com a sexualidade do homem e também da mulher. As pessoas sempre se sentirão atraídas por outras, mesmo estando em um relacionamento estável. Faz parte da química do cérebro e do corpo. Não tem como mudar. Se a natureza fez o homem um ser procriador, feito para fecundar várias fêmeas porquê ir de encontro ao que é natural? Porque a natureza nos fez assim então??

Ao evoluirmos, evoluímos o espírito, mas o corpo continua na mesma. Mesmo evoluindo espiritualmente, meu corpo continua a produzir bilhões de espermatozóides e ele estará a todo tempo querendo espalhá-los. Porque a natureza nos fez assim? Qual é então o objectivo de se ter milhões de espermatozóides se não posso espalhá-los? Será este o maior desafio do ser humano?

É essa a grande questão. O grande paradoxo, o conflito que tanto me incomoda. Como transcender algo que está dentro do meu corpo e cérebro? Somente se eu arrancar o cérebro, \o/ que é o responsável por produzir os hormônios e que me faz ter estes desejos primitivos. O ego é a prova da existência do instinto. Porque o corpo não evolui junto com o espírito? É o meu corpo que me faz ser caçador! Não gosto disso!!

E se somos Amor e o Amor é infinito, podemos amar o mundo todo!! Não achas que o egoísmo está justamente em amar uma única mulher?? O Relacionamento Estável e Monogâmico está acabando. O Relacionamento Aberto já tem meio milhão de adeptos nos EUA.

Depois de 1950 com a pílula anticoncepcional, a Revolução Sexual e o Feminismo, a Igreja e a Sociedade Conservadora perderam muito do seu poder e influência e a sociedade ficou mais livre e deixou de ser menos hipócrita. Passamos a reconhecer mais os nossos desejos Naturais que sempre existiram. Porque achas que a pílula anticoncepcional é para a mulher e não para o homem? Porque é quase impossível controlar a natureza de um homem.

Se para evoluir tenho de matar a minha biologia, de que serve o meu instinto? Aliás, para AMAR é preciso transcender o instinto? (algo que considero quase impossível). E se sexo é instinto e o AMOR é ausência de instinto/ego, qual a função do Sexo no Amor então??

Nota: As citações abaixo são de um post anterior do Cool Vibes.

“Bora inventar um tipo de relação em que nos podemos satisfazer à vontade com quem quisermos, quando quisermos, sem nos termos de dedicar a ninguém!”

E quem disse que não vamos nos dedicar?

"Essa sensação de estar completo permite que a pessoa não procure satisfazer-se, mas sim satisfazer, ou servir."

E porque não podemos servir a várias?? Porque o servir tem de ser somente com uma? O ego não existe? Como, se o ego é a prova que o meu instinto existe e o instinto é o meu corpo?

“Nível de satisfação animal”

Do ponto de vista sexual, somos como todos os outros animais. Não?

“Se quiser continuar connosco mais uns tempos, continuamos a amar. Se de um dia para o outro nos quiser deixar... continuamos a amar lol é simples.”

Não podemos terminar uma relação também? Temos sempre que esperar que o outro nos deixe?

Um abraço!”


Resposta, comentários:

É o ego que procura quantidade, não o espírito. O espírito apenas está interessado, digamos assim, em qualidade. O ego procura essa quantidade para se satisfazer (obter), não para se dedicar (servir).

Podemos servir todas as pessoas do mundo. Estás a confundir serviço com namoro e sexo. Eu posso ter uma namorada e servi-la, assim como ao mesmo tempo, durante essa mesma relação com essa mesma mulher e com apenas ela, posso servir o meu vizinho velhote, a minha colega de trabalho ou qualquer outra pessoa sem ter de haver algo sexual ou de namoro. Não é preciso haver algo sexual, ou namorar, para podermos servir uma pessoa, haha!

Tu não és o teu corpo, nem és o ego. Tens um corpo, tens um ego, mas o que tu és é o espírito, e essa é a verdade. Assim como também tens emoções e tens pensamentos, mas não és as emoções nem os pensamentos, és o espírito.

Do ponto de vista sexual podemos ser como os outros animais se a nossa sexualidade for egocêntrica (vinda do ego). Mas também podemos ter uma sexualidade que vem do espírito. Que é espiritualizada e tem o bem maior em conta, em vez de apenas ter como objectivo a satisfação do eu individual (ego). Sexo é na verdade uma forma de expressar amor incondicional. Não é um acto apenas físico, pois durante o acto sexual está não só presente o corpo, como também as emoções, a mente e o espírito. Podemos é não estar conscientes disso. O tipo de sexualidade que temos não é apenas animal, depende da nossa intenção, essência e nível de consciência.

Podemos também terminar uma relação, mas eu estava a falar de outra coisa chamada Amar e dar Liberdade ao parceiro de nos deixar quando quiser. Na vida tudo é temporário, e faz parte do nosso caminho de evolução aceitarmos essa realidade. Estar a forçar a continuação de uma relação com alguém que já não quer ter esse tipo de ligação é desrespeitar a liberdade dessa pessoa. Por outro lado é torturá-la emocionalmente pois se ela já não quer ter esse tipo de ligação connosco é porque de alguma forma se sente mal perante nós. Portanto forçar a nossa presença na sua vida vai apenas gerar emoções negativas nessa pessoa, não a vai fazer sentir-se bem.

É normal o ego resistir à verdade, pois a verdade desmascara-o e isso significa o seu fim. O ego não quer deixar de ser soberano e de nos controlar, por isso usa todo o tipo de lógicas e defesas justificadas e fundamentadas para nos continuar a convencer de que existe. Ou pelo menos para nos baralhar e impedir de seguir o espírito, haha! Mas isso é problema do ego, não é problema nosso :D

O espírito não evolui, ele já é perfeito. Nós é que aumentamos a nossa consciência, deixando para trás tudo o que é falso, e assim vamo-nos tornando cada vez mais no espírito, identificando-nos com ele, que é o que somos, sempre fomos e sempre seremos.

Confundes Amar com namorar e fazer sexo. Podemos namorar e fazer sexo com Amor, mas Amar não é exclusivo de uma relação ou sexo com alguém do sexo oposto, haha! Podes Amar todas as pessoas do mundo, e ao mesmo tempo namorar e fazer amor com apenas uma. Porque uma coisa é desejo e outra é Amor. E quando se confunde os dois pensa-se que Amor apenas existe quando namoramos ou fazemos sexo com alguém do sexo oposto por quem nos sentimos atraídos :D

Nós não somos nem o corpo nem o ego. Nós somos aquilo que observa o corpo e o ego, e que serenamente está consciente dos seus impulsos e desejos. Transcender o corpo e a mente é deixar de os seguir, estando consciente deles, aceitando-os como são, mas escolhendo o caminho do espírito. É deixar de seguir as sugestões (ilusões) do ego, e passar a seguir apenas o que é real. A nossa natureza animal não tem mal nenhum, apenas é o que é. Mas porque não é o que somos, podemos escolher entre ela e o espírito.

Lamento desiludir, mas a vida é apenas um sonho convincente :D

E o espírito sabe disso. Yaaay! :D

O corpo pode ser inconscientemente controlado pelo ego e viver num mundo de impulsos irracionais e ilusões auto-destrutivas... ou pode ser conscientemente usado pelo espírito como uma ferramenta de Amor, Paz e Alegria, podendo assim inspirar e ajudar os outros a acordar também (se estiverem interessados, mas quase ninguém está, haha!). O eu individual pode viver uma vida normal, tendo um trabalho para ganhar a vida, tendo vida social e amigos, e tendo namorada para experienciar intimidade e fazer amor. Mas ele faz isso tudo através de Amor, Paz e Alegria, de Integridade, e não através dos impulsos/emoções/ilusões/programações do ego.

Assim como ele também pode não ter nada disso a certa altura e não sofrer... porque todo o sofrimento está no ego :D

Faz algum sentido real defender aquilo que é a fonte de todo o sofrimento? Também não faz sentido nenhum odiá-lo... pois ele nem sequer existe, e só o amando é que o podemos transcender. É o ego que odeia o ego, não o espírito. O espírito ama o ego e desfaz e silencia o ego com o seu amor incondicional. É apenas uma ideia na nossa cabeça, um conjunto de programações animais para funcionar e garantir a sobrevivência e reprodução do corpo e a falsa auto-imagem de perfeição (orgulho) do eu individual.

Odiar isso? Dá é vontade de rir, é cómico e engraçado! :D tal como nos rimos das trapalhices inocentes do nosso animal de estimação =)

O espírito não é controlado nem convencido por isso, nem o odeia. Simplesmente segue o seu caminho puro, expressão directa do que é, e como espírito tudo o que fazemos na vida é com uma intenção pura e livre. Não há necessidades pois o espírito é completo. O espírito é tudo, logo não precisa de nada. Apenas expressa o que é (autenticidade) e aprecia o que o rodeia (contemplação). Só quando estamos identificados com o corpo ou ego é que acreditamos que temos necessidades e desejos, e eles nunca páram, são como que infinitos. É uma grande chatice que nos deixa... malucos! :D

E depois? :D

A escolha é simples: ego ou espírito? Sofrimento ou felicidade? E depois de fazermos essa escolha tudo na nossa vida se transforma de acordo, e muitas vezes inesperadamente, sem explicação lógica. Pois uma coisa é o mundo linear da forma, e outra a realidade espiritual não linear. É tudo uma questão de escolha de alinhamento.

Obrigado pela tua pergunta.

Segue o que Amas,

Pedro C.

5 comentários:

Outlets e companhia disse...

Ótima pergunta, sempre tive essa dúvida. E a resposta - Uau! Só pode vir do espírito algo tão sublime, perfeito e que faz sentido. Faz sentido, tem ressonância aqui dentro do meu coração, mas dizer que eu compreendo exatamente o que dissestes Pedro, ou que consigo seguir - ainda não, embora eu consiga sentir lá no fundo, algo me diz que é exatamente isso mesmo. E o ego se faz totalmente aparente através das tuas palavras. Bicho ardiloso! risos.

Maravilhosos! Obrigada!



Raoni Dantas disse...

Eu acho que essa pergunta foi minha kkkk E tava guardada aí ?

Ou não?

Pedro C. disse...

Sim, a pergunta é tua. Estava perdida num comentário a um post antigo. Eu estou a recuperar algumas dessas perguntas a que respondi por comentário e a fazer posts com elas, melhorando e completando as respostas.

Raoni Dantas disse...

Haha I knew it! :)

Obrigado pela resposta Pedro!

Sabes da nova ? Estou agora aprendendo inglês! E está sendo: WOOoOOWW!!

Sempre gostei muito do inglês, e realmente esse ano fiquei torcendo para aprender.

E sabes o que aconteceu ? Um belo dia meu irmão foi sorteado com um desconto de 50% do valor do curso e podia passar esse desconto para qualquer pessoa, e ele me deu de presente!!! \o/ A escola de inglês em que estou é uma das melhores do Brasil, bem perto da minha casa (vou a pé) e está sendo muito fixe mesmo! Já li meu primeiro livro em inglês ( uma história em banda desenhada que se passa em Londres) e estou gostando muito!!! O curso tem duração de 1 ano e é bem intenso!! Espero ao final do ano poder comprar um livro do David Hawkins para ler! :)

Quando realmente queremos algo, o Universo conspira a nosso favor!

Mais uma vez obrigado! E parabéns mesmo por estar atualizando os posts quase todos os dias...fica até difícil acompanhar... se passo 2 ou 3 dias sem acessar, já tem uns 4 ou 5 posts para ler e ainda mais os comentários \o/ \o/ Mas vale sempre a pena!

Chegastes em um nível de qualidade e suficiente quantidade simultaneamente!

Forte abraço Pedro!

Pedro C. disse...

Obrigado, é uma honra.

Felicidades para a tua aprendizagem de inglês!