segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Top 36 Conor McGregor Quotes For Inspiration, Motivation and Success!



Top 36 Conor McGregor Quotes For Inspiration, Motivation and Success!






"The thing about the truth is, not a lot of people can handle it."

"Make no mistake, I’m cocky in prediction, I’m confident in preparation, but I am always humble in victory or defeat."

"I take inspiration from everyone and everything. I'm inspired by current champions, former champions, true competitors, people dedicated to their dream, hard workers, dreamers, believers, achievers."

"When you're about to quit, remember why you started."

"When I do something, I do it full steam ahead."

"Life is all about ups and downs and I'd say there had been a lot of downs, but I got through it, I won and after the fight, I was standing in the shower and I was crying, just letting it all go."

"From nothing, to something, to everything."

"How could I hate this life? I love it so much. I'm grateful every single day."

"Defeat is the secret ingredient to success."

"Nothing good ever comes from worrying or sitting there feeling sorry for yourself... Keep positive and keep pushing on and things will turn good."

"Real champions fight through adversity."

"Doubt is only removed by action. If you're not working then that's where doubt comes in."

"Success is never final; I'll just keep on going. The same way as failure never being fatal. Just keep going. I'm going to the stars and then past them."

"I feel to be at the pinacle of any game, of any, whatever you do, you got to be a little bit gone to it. You're not all there, you got to be almost insane to your craft."

"Nobody can break you except you."

"The opponent is simply an illusion, the opponent is yourself, the person across from you doesn't exist, it's you versus you, inside the octagon and in life in general."

"An injury it's not just a process of recovery, it's a process of discovery."

"I am comfortable in the uncomfortable."

"If you have a clear picture in your head of something that's going to happen... then nothing can stop it."

"I always visualized what given would feel like giving to people who had given to me."

"I always visualized good things. I always visualized victory, success, abundance, I've visualized it all and it is all happening."

"I always had visions of better, I always visualized better, and in times of struggle."

"I dreamt this so much, so clearly, so precisely, and so frequently, that it has manifested itself into reality."

"If you can see it here, and you have the courage enough to speak it, it will happen."

"I don't care about anything I don't need to care about."

"Life is about growing and improving and getting better."

"You must improvise, adapt, and overcome."

"I have been true to myself at different stages of the process. I reacted the way I naturally reacted in that given time."

"Excellence is not a skill, excellence is an attitude."

"I stay ready so I don't have to get ready".

"Winners focus on winning, losers focus on winners."

"Yeah certainly I will land there and be free, and allow the situation to unfold, and allow myself to act naturally. That's what this is, I enter and it's a freedom of expression."

"I think everything is an illusion you know, the mind is what creates these things."

"Appreciate your surroundings and be grateful for it and that's when good things happen."

"You can't regret speaking the truth, you can't apologize for that."


"Dana! 60 Gs baby!!"



6 comentários:

Telmo Monteiro disse...

Fui pesquisar este senhor, vi muita porrada, e senti-me mal, e pensei porque é que o descobri no "Cool Vibes".
Por que raio saem algumas coisas tão bonitas da boca de alguém que se envolve em coisas tão feias? Estou confuso.

André Filipe disse...

Olá Pedro. Gosto bastante do teu blog, não sabia como contactar contigo por isso resolvi deixar este comentário, e quem sabe possas fazer um post no Cool Vibes.

Tenho 25 anos e sou virgem. Pouca gente sabe porque eu escondo se possível ou então minto, porque como sabes, as pessoas conseguem ser cruéis. O meu interesse por mulheres desenvolveu-se muito tarde, cerca dos 20 anos (na universidade), e foi ai que me despertou a atenção em procurar alguém, e apaixonei-me e andei 3 anos atrás de alguém que não sentia o mesmo, acontece, continuo a gostar dela, mas tive de a excluir da minha vida. O ano passado finalmente consegui ultrapassar alguma timidez, e envolvi-me com 3 mulheres, mas foram todos casos de uma noite.. curtes. Alguns copos à mistura... e fora esses ambientes de copos, não tenho tido a sorte de conhecer ninguém interessante e solteira. Não procuro um namoro, nem nada em especifico, quero experimentar pois já "perdi" muito tempo, e quando calhar encontrar alguém que goste, melhor.

Tenho uma amiga do tempo de universidade, foi a primeira rapariga que beijei. Na altura foram alguns beijos... eu mais uma vez mostrei insegurança, e disse-lhe que gostava dela, sabia lá eu o que era gostar de alguém... ela apenas queria divertir-se e eu tornei aquilo logo em algo sério, e ela se afastou. Passaram-se alguns anos, ela esteve no estrangeiro e voltou agora... voltamos a falar e eu mandei a dica que qualquer dia deviamos ir jantar. Passado uma semana, recebo uma sms dela a cobrar esse jantar. Lá fomos, e correu bem, ela notou desde logo que eu tinha mudado bastante e disse-me, estava mais solto, mais aberto a experiencias... quando eu lhe perguntei se "exista alguém" ela disse que não, falamos das experiencias que tivemos... e eu menti, falei que tinha tido experiencias sexuais com 2 das 3 raparigas que referi que me tinha envolvido o ano passado. Porque? Para parecer confiante, experiente... porque senti que era isso que ela queria ver.

Ela mandou assim para o ar a dica que gostava de experimentar, não tinha muita experiencia (so esteve com 2 pessoas sexualmente) e que gostava de se divertir e experimentar mas nada sério, até porque ela quer voltar para o estrageiro. Eu percebi a dica... principalmente quando ela disse que os pais este fds estavam fora (que por sinal é raro). E eu disse-lhe "nós deviamos ter sexo!" ela riu-se e disse que sim a brincar, e eu disse que estava a falar a sério... e ela percebeu, e disse que sim, porque não? Mas como não fazia conta que eu fosse tão directo, não estava preparada, não tinha depilação feita nem essas coisas... eu percebi que isso a tornava desconfortavel e não insesti, mas ela perguntou-me se no outro dia não queria passar lá em casa, eu disse que sim. Ela saia tarde do emprego... 1 da manha, mas que podia ir lá ter.

André Filipe disse...

No dia a seguir eu queria mandar-lhe sms... mas resisti, porque eu queria manter o papel de um gajo seguro e não desesperado. Ela mandou sms a noite, mandou sms a perguntar se eu sempre queria beber um copo ou assim. Ao que eu respondi que preferia ficar por casa dela, levava bebidas e ficávamos por la, directo mais uma vez. Ela concordou logo e assim foi.

Cheguei, bebemos um copo, falamos tipo uma hora... numa brincadeira ela beijou-me e pronto, começamos logo a curtir. Passado 5 minutos ela perguntou-me se queria ir para o quarto, fomos. Estava a correr tudo muito bem.. mas eu estava muito nervoso embora disfarça-se e julgo que derivado a isto, não consegui ter uma erecção a 100% e partir para o acto sexual. Estavamos nus, ela pronta e pronto, foi frustrante para os dois... mas ela foi simpática e disse que acontece e pronto. Perguntou se eu queria lá dormir, eu disse que sim, e dormi-mos. No outro dia de manhã... eu voltei a tentar, voltamos a curtir, e a mesma coisa se passou. Óbvio que ela perdeu o desejo e não queria tentar mais, e sinceramente pareceu-me que e ela não me queria ver mais naquela sentido.

Ela é super atraente... eu sentia-me com vontade, mas por estar tão nervoso não estava a disfrutar a 100% do momento e sentia isso.. não estava a deixar-me levar, ela sim e enquanto curtiamos eu percebi q ela "desligou" estava super excitada, mas eu não e talvez por isso as coisas não tenham resultado. Acabei por nessa noite mandar sms e contar a verdade... que era virgem e que por estar muito nervoso, achava que era por isso que não tinha corrido bem. Ela foi simpática e respondeu a dizer que estava tudo bem, que se tinha divertido à mesma, e que éramos amigos e que percebia porque tinha mentido... "it's all good :)". Claro, somos amigos... ela compreendeu e pronto.

Mas será que quer voltar a ter algo comigo? Sinceramente, eu acho que não. Mas vou tentar a mesma convida-la para sair outravez... não sei bem quando, mas secalhar também não convém deixar passar muito tempo. Caso ela aceite.. que achas que posso fazer para esta situação não voltar a acontecer? Ela não deve propriamente querer andar a sair comigo para curtir-mos... e para partimos outravez para uma noite como esta, provavelmente acontece o mesmo outravez. Eu gostava que a minha primeira vez fosse com ela sinceramente... mas não lhe quero criar pressão, nem dizer-lhe isso... ela pode logo achar que o que começou por ser uma brincadeira, afinal possa ser algo mais sério para mim e então ai dar-me mesmo para trás, porque não quer ficar numa situação que eu goste mesmo dela. Mas isso não vai acontecer... eu ainda gosto de outra pessoa, e sei o que sinto, mas sinto-me atraido por ela e tenho carinho por ela, só isso.

Não sei... podes dar-me umas dicas sobre isto tudo? :p Já agora, isto passou-se tudo a dois dias atrás.

Pedro C. disse...

André Filipe: "Caso ela aceite... que achas que posso fazer para esta situação não voltar a acontecer?"

Ser sincero. Se queres voltar a tentar fazer sexo com ela, és livre para o tentar. E se isso acontecer ou não acontecer, depende do que ela sente por ti. Não há nada que possas fazer, apenas tentar e esperar pela reacção dela. Provavelmente pode ser uma boa ideia esquecê-la e começares a procurar outras mulheres. E seja quem for a próxima mulher, tens de admitir que és virgem e sentir-te confortável com isso. Sentiste-te nervoso e não foste capaz de fazer sexo pois mentiste e fizeste-te passar por alguém já com experiência. O medo sabotou-te, pois alinhaste-te com ele através de falsidade. Quando aceitamos e admitimos a verdade sobre nós, sentimos-nos à vontade, e a nossa sinceridade irá agradar às pessoas certas para nós. Não é o quanto és espectacular e a experiência que tens que faz a diferença, mas sim o quanto queres realmente saber da mulher e gostas dela. Se és virgem a mulher irá ajudar-te e procurará proporcionar-te a melhor experiência possível. Se mentires, apenas serás inundado de energia negativa devido à tua falsidade e nunca te acontecerá o melhor que te poderia acontecer. Foi bom seres directo e sincero em relação ao que querias, agora tens de passar a ser também directo e sincero em relação ao que és e sentes.

Outlets e companhia disse...

O meu último namorado era virgem, tinha 30 anos, e para mim foi uma imensa surpresa, mas que me maravilhou por ele ter tido a coragem de admitir. E por ter sido corajoso a ponto de estar ali, comigo naquele momento, desejando talvez apenas perder a virgindade com uma garota com que não tinha nada (na época) mas com quem havia saído e resolveram dormir na mesma cama - não íamos transar nem nada, estávamos ali como amigos. O admirei imensamente por isso, e a coisa toda foi tão bonita que resolvemos até sair juntos para comprar camisinha, pois como nada fora planejado, não tínhamos nada a mão. E assim foi que ficamos juntos depois disso por mais de 2 anos. Nada planejado, depois disso ainda passamos por muitos desafios, sem grandes compromissos a não ser de estarmos juntos por prazer. Lembro-me de ele admitir que estava apaixonando-se por mim de fato após alguns meses de namoro (entendi que até então e de início ele se sentiu atraído sexualmente, e não por amor propriamente) ,e para mim aquilo tudo foi muito bonito, o que ele me disse foi muito especial, porque foi verdadeiro e natural. Tudo aconteceu sem pressão alguma. Claro que ele havia tentado antes, com outras mulheres, mas me disse que umas foram muito afoitas, outras ele sentiu que não eram a pessoa certa.
A minha primeira vez também o foi assim, com 25 anos, e algum tempo (acho que um ano) após eu despertar para o desejo de querer experienciar o sexo. Ocorreu sem cobranças relacionadas a estar presa a alguém (o que chamam de estar num relacionamento nos moldes tradicionais). Foi uma entrega maravilhosa, que me trouxe apenas o que pode ser considerado positivo. Sem cobranças e sem grandes expectativas a não ser viver aquilo, ter aquele momento que para mim passou a se natural que existisse em minha vida. E comigo, também quando percebi que havia uma oportunidade de perder a virgindade, fui sincera com esse meu primeiro parceiro sexual, a quem até então tinha mais como amigo, embora já estivéssemos aos olhos dele em um relacionamento mais sério. Ele a princípio achou aquilo inusitado, uma mulher da minha idade ainda virgem, porque hoje em dia isso não é comum, a não ser por escolha para o caso de casar virgem, etc. Notei que ele se preocupou, e mais tarde vim a entender seus motivos pois era um homem muito honrado, digamos assim. E preparou então para a minha primeira vez para que fosse o mais especial possível dentro das suas possibilidades na época.
De fato a sinceridade, o compromisso consigo mesmo e a sua própria verdade tornam tudo muito diferente e mágico. A verdade nos liberta, de nossas amarras, e geram até um fascínio nos demais, já que o raro hoje em dia é ser verdadeiro consigo mesmo. No mais, acredito que a vida nos traz a partir daí as boas experiências, pois abrimos espaço para isso.
São confissões, coincidem com a história acima do André, e confirmam a tese do Pedro. E trazem apenas a felicidade como resultado. Grata por passar por essas experiências e poder dividi-las.
Ana

Pedro C. disse...

Não há nada como o que é autêntico, verdadeiro, natural, espontâneo e inocente. Ele tinha 30 anos e era virgem, e não fez qualquer diferença para ti. Nunca mais esqueceste a experiência bonita que vocês tiveram, e quando há coração na atitude é assim que as coisas acontecem. Muitos homens acham que ser virgem é um problema, então virgem aos 30 julgam ser um pesadelo, mas estão errados. Não é ser virgem o problema, mas sim a nossa percepção da nossa virgindade e como lidamos com ela. Obrigado pela tua partilha.