terça-feira, 12 de janeiro de 2016

“Porque é o Conor McGregor Uma Inspiração Apesar de Não o Parecer”


“Porque é o Conor McGregor Uma Inspiração Apesar de Não o Parecer”




Pergunta de leitor:


“Fui pesquisar este senhor, vi muita porrada, e senti-me mal, e pensei porque é que o descobri no "Cool Vibes". Porque raio saem algumas coisas tão bonitas da boca de alguém que se envolve em coisas tão feias? Estou confuso.” 




Resposta, comentários:


Eu sabia que isto ía acontecer… haha! :D

Estás confuso pois estás a julgar sem saberes o que realmente se passa. Julgamento não é realidade, é ilusão. É possível que não saibas o que integridade é. Podes ter um texto e ideia na tua cabeça sobre o que integridade é, mas é possível que não tenhas acesso à realidade da integridade.

Não tens acesso à essência e à intenção do Conor McGregor, apenas à aparência daquilo que ele faz. “Coisas tão feias” é apenas o teu julgamento da aparência do que ele faz, e és livre de não gostar de MMA e do UFC. Aliás, isso é o menos importante! Haha é a essência e a sabedoria do homem que são inspiradoras, se bem que a sua aplicação na prática lhe esteja a trazer um sucesso que é impressionante também. Assim como a sua história de evolução e a realização do seu sonho.

Ele próprio já explicou várias vezes, e claramente, em muitas entrevistas, a sua intenção e visão das coisas. Ele decidiu dedicar-se às artes marciais porque queria conhecer-se melhor e sentir-se confortável em situações desconfortáveis. Ele prestava atenção às suas emoções e ao que lhe acontecia - contemplação? ;) - e questionava tudo isso, querendo melhorar e conseguir conquistar esses desconfortos. O seu caminho é sem dúvida um caminho verdadeiro de auto-conhecimento, transcendência, evolução e coragem. E os resultados estão à vista pois ele é claramente um homem autêntico e espontâneo, e com sucesso na sua área.

A sua visão do MMA e do UFC é de negócio perigoso. A sua intenção, tal como ele disse, é de entrar, ficar rico e sair. Ele sabe das lesões graves que esse desporto pode trazer, e está consciente de como o mundo dos negócios realmente é. Ele disse que não irá ficar mais tempo que o necessário. Porquê ficar rico? Porque ele cresceu a ver a sua família em constantes dificuldades a pagar as contas e quer trazer conforto financeiro à família. Ele quer dar a quem sempre lhe deu e ajudou no passado. Ele quer pôr a família a viver bem, e tirá-los da pobreza que sempre os assombrou. Ele quer que a sua família nunca mais precise de trabalhar na vida. E ele quer viver bem. E é por isso que ele se dedicou ao estudo e aplicação do princípio espiritual que é mais conhecido por "lei da atracção" (aquilo que imaginamos na mente tende a manifestar-se na realidade). E é óbvio que ele estuda, aplica e sabe por experiência outros princípios também.

Ele não finge ser um santo como todos os não íntegros gostam de fingir ser para obterem a aprovação uns dos outros haha! Ele não nega as suas paixões e de como gosta de viver. Ele não nega que tem um ego, ele assume isso e brinca com isso, desfrutando-o. Ele gosta de bons carros, bons fatos, boa comida e de desfrutar a vida abertamente e livremente, e quando ele fala nisso é com humor e entusiasmo, não é com arrogância e seriedade. Ele tem a atitude da criança que está contente porque finalmente tem o brinquedo que sempre desejou. E isso é um exemplo para todos nós.

Ele sabe que o UFC é uma dedicação de curto prazo, mas que as artes marciais são um modo de vida, para sempre. Uma coisa é passar uns anos no UFC para cumprir os seus objectivos. Não é lindo, mas ele faz algo que ama, que é artes marciais, e para ele, tal como ele já disse, uma luta no UFC é quase como que uma experiência fora do corpo que ele desfruta, pois sente-se completamente livre. Ele não está envolvido com o que faz, está dedicado ao que faz, e vai largá-lo assim que chegar o momento certo.

Todos nós temos coisas feias em nós e na nossa vida, a sua existência não é o problema, o problema é a nossa percepção desse lado feio e como lidamos com ele.

O Conor McGregor decidiu integrá-lo na sua vida para alcançar mais felicidade e partilhá-la com a sua família. Ele não é um bronco musculado arrogante que gosta de violência, haha! Ele é um ser humano inspirador como quase nunca surge nos dias de hoje, uma autêntica pérola! Ele é humano e tem as suas limitações, claro. Ele não é Iluminado, ele não é como o David R. Hawkins, mas é um excelente exemplo de ser humano.

Isso percebe-se perfeitamente ao ver várias das suas entrevistas, e também filmagens com a sua família. Percebe-se que ele é um tipo fixe, meio maluco, autêntico, que está a fazer o que ama, que se esforça, que procura evoluir, que é bom no que faz, que vive com entusiasmo, que tem sucesso no que faz, e que está a curtir a vida humana à sua maneira, abertamente e livremente, sem negações ou máscaras. Tudo o que expliquei ele explica em várias entrevistas. Só não percebe quem não estiver interessado em pesquisar e quem não quiser perceber e ver o óbvio. A sua sabedoria, observações, sentido de humor, autenticidade, espontaneidade, reacções, descrições e sorriso são inegáveis. É uma lição para todos nós, e eu sugiro o estudo a fundo deste homem a qualquer pessoa que realmente esteja interessada em ser íntegra e em evoluir.

Porque raio saem algumas coisas tão bonitas da boca de alguém que se envolve em coisas tão feias? Estou confuso.”

O Espírito não é fraco nem politicamente correcto. É o Espírito que pega numa espada e corta a cabeça sem hesitação ao idiota, ou idiotas, que o querem matar e violar a sua mulher, por exemplo. Lá porque a aparência de algo na vida possa ser julgada de feia, isso é apenas a sua aparência, não é a sua essência. O Espírito faz-nos realmente valorizar o que temos de bom e bonito na vida, e traz-nos o poder para proteger isso até às últimas consequências. O sheriff íntegro fará um aviso, mas se o bandido idiota insistir, ele leva um tiro e acabou-se! E assim quem cuja vida seria destruída pelo bandido, é salva. O Espírito é implacável e não se mete com tretas. É o ego que se mete com tretas só para parecer bem, mas auto-defesa vem de amor. Amor pela verdade, amor pela vida, amor pelo que se tem de bom e bonito. Impedir um mal maior, vem de amor. A acção pode parecer feia no julgamento do ego, e incompreensível, mas o que a define é a sua essência e intenção.

O John Rambo, apesar da sua aparência e do exagero da sua habilidade como soldado e das cenas de acção/violência, que é gozada a torto e a direito há anos, é das personagens mais heróicas de todos os tempos! É um verdadeiro herói pois sacrifica-se pelos outros, para os ajudar e salvar, apenas ataca em auto-defesa, não é cruel tipo anti-herói e não se mete com tretas: quem andar a fazer porcaria vai levar no focinho! Haha e assim, com essa atitude, ele salva e ajuda aqueles que precisam (falo mais dos 3 primeiros filmes, o 4º filme já tem situações mais duvidosas e um nível de violência gráfica um bocado desnecessário). É a essência e a intenção do que é feito que importa, e não meramente o que é feito. O Sylvester Stallone é um homem inspirador com sabedoria, pelo seu nível de consciência e história, mas claro, é gozado por coisas irrelevantes da sua aparência, uma espécie de crucificação dos tempos modernos ;) o que é previsível e de esperar no reino do ego e dos seus servos cegos :D

No caso do Conor McGregor é o amor por aquilo que ele faz, o sucesso que alcançou, a sabedoria que partilha, a sua atitude autêntica, a sua boa disposição e sentido de humor, as suas observações correctas, a forma como descreve as coisas, e a intenção de usar o UFC para poder fazer o que ama, desfrutar a vida como realmente quer desfrutar, e ajudar a sua família para que esta nunca mais tenha de passar pelo sofrimento da pobreza. Ele será, claro, devido ao seu sucesso e riqueza, criticado, atacado, invejado e irão haver todo o tipo de tentativas de distorção daquilo que ele realmente é, até porque o ser humano comum não perceberá muitas das suas atitudes e palavras, uma vez que a consciência comum não tem acesso à essência da realidade e a contexto, mas apenas à sua aparência e a conteúdo.

Ele será então odiado e atacado neste mundo por muitos, tal como o filme Mad Max: Fury Road e o David R. Hawkins... mas não aqui, não no meu "saloon"! :D Aqui tudo é reconhecido e valorizado pela sua essência, para quem estiver interessado, e não te iludas, são poucos os que estão verdadeiramente interessados, pois o ego odeia a Verdade.   

Ele é para mim uma inspiração neste mundo de idiotas e aparências, e sinto-me mesmo muito grato por ele ter surgido assim, quase do nada, na minha vida, tendo já tido vários impactos positivos na prática. Não sei se um dia irei conhecê-lo pessoalmente, gostava, só que vivemos em contextos completamente diferentes e temos um tipo de personalidade e paixões na vida diferentes, mas uma coisa eu sei, e tenho a certeza ao vê-lo e ao ouvi-lo falar: sinto-o como se fosse um amigo, alguém que já conheço e que sempre conheci. Não ando a falar com ele em sonhos! Haha não é nada disso. É porque no fundo ambos estamos na mesma “dimensão”, valorizamos o mesmo e estamos alinhados com o mesmo, cada um na sua diferente expressão na vida humana, e isso deixa-me feliz. Obrigado McGregor, és um maluco livre, e o próximo brinde é para ti!

Obrigado pela tua pergunta.

Segue o que Amas,

Pedro C.

5 comentários:

nelson goncalves disse...

Pedro tal como já disseste aqui no blog. Aparência não é essência o ego adora o julgamento , ainda nem se conhece a pessoa e já se está a julga-la , há pessoas que fazem artes marciais e usam-nas , para o qual não foi projetado.
Há muitos anos atras estava a tirar um curso , em cada ano tínhamos de fazer estágio numa empresa , eu e mais quatro colegas fomos fazer esse estagio , os meus supostos colegas combinaram com o pessoal de trabalho que ia uma pessoa importante em tal dia a empresa e chegou o dia lá fui eu , cheguei a empresa estavam lá todos , entretanto essa pessoa importante não apareceu , fui gozado e riram-se a minha conta. Mas algo dentro de mim dizia não vás assim , eu por teimosia minha fui mesmo assim ou seja fui contra ao meu pressentimento?
Essa voz interior que dizia para não ir dessa maneira é da consciência? Não é a do ego?

Fábio disse...

Olá :)

eheh, Secalhar foste amigo dele na vida passada e nem te lembras Pedro :)

De facto, é uma bela história de vida... Ele é mesmo corajoso, e nota-se um brilho no olhar dele, e o olhar diz muita coisa.


Um abraço e obrigado

Pedro C. disse...

haha! não sei se fui amigo dele numa vida passada, simplesmente sinto-o como um amigo. É mais sentir que posso confiar nele, que posso falar com ele normalmente sobre o que realmente gosto de falar, e como realmente vejo as coisas, e ele iria compreender. É sentir que seria uma boa companhia para a cowboyada! haha! É porque ambos temos caminhos semelhantes em áreas diferentes, ambos procuramos desafiarmos-nos em situações que nos deixavam desconfortáveis, há coisas que ele diz em relação a lutar no UFC que são praticamente iguais ao que eu sempre disse em relação a como vejo e vivo a minha vida social, saídas à noite e momentos com mulheres. Eu sou um zé ninguém, e ele é um homem de sucesso na sua área, mas em caminho e essência, sinto-o como um amigo :)

O olhar revela muito sobre a essência da pessoa, sem dúvida. Ele tem o olhar brilhante, cheio de energia, de quem está acordado e entusiasmado. É como se fossem dois faróis haha! enquanto que os olhos da maior parte das pessoas são tipo dois aspiradores :D sem brilho, acinzentados, olhar meio zombie, sinal de muitas emoções negativas, o que é o estado interior da pessoa não íntegra.

Pedro C. disse...

Nélson Gonçalves: "Essa voz interior que dizia para não ir dessa maneira é da consciência? Não é a do ego?"

haha! estás a acordar, estás a acordar :D

A voz em si não é nada. É uma construção da mente, uma espécie de ferramenta interior de comunicação que verbaliza estados, intenções e outras coisas. Pode verbalizar uma sugestão do ego, ou uma visão/verdade do Espírito. O que provavelmente aconteceu foi que a tua intuição Viu a falsidade desse grupo de lobos a que chamas de colegas, haha! o Espírito sabe sempre quando alguém está a ser falso ou verdadeiro, bem intencionado ou mal intencionado, e as consequências de seguir certas direcções propostas pelos outros. No teu caso o Espírito em ti fez-te Ver que havia algo de errado na proposta dos teus colegas lobos. Se seguisses a tua intuição, não terias seguido essa direcção e não terias sido gozado. Temos de aprender a confiar na nossa intuição, pois ela é o olhar para o invisível da vida, essência e intenção. É possível discernir no momento o lobo em pele de ovelha, percebendo quando este está com tretas e nos quer usar, enganar, gozar, manipular, etc. Está no olhar, na forma como diz as coisas, nos sorrisos falsos, nos comportamentos fora de contexto (simpatia a menos, ou simpatia a mais, por exemplo). E está principalmente na energia da pessoa no momento. Confia na tua intuição e nunca mais nenhum idiota te conseguirá fazer nada ;)

Telmo Monteiro disse...

Obrigado pela resposta.