quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

"Fabio Lanzoni: Segredos da Atracção Natural"




Fabio Lanzoni
Segredos da Atracção Natural
________________________________________________________________




3 comentários:

Romário Belarmino disse...

Olá Pedro, acho que abordar as mulheres em grupo pode até certo ponto ser fácil se a mulher por quem estamos interessados estiver na companhia de uma única amiga. Mas, se porventura, ela estiver num grupo de mais de três amigas, aí a interacção vai ser um pouco complicada. Penso que não é, apenas, por questão de falta de compatibilidade, mas, sobretudo, por falta de educação de algumas delas. É que, dias atrás, numa discoteca, fui convidar um rapariga para dançar comigo, tendo uma das amigas dela proferido o seguinte:"ela não quer dançar". Logo, fiquei um pouco surpreso e ao mesmo tempo, chateado, uma vez que eu, nem sequer, me tinha dirigido a ela. Tudo bem, ela pode até não ser compatível comigo, mas manda a boa educação que tenhamos o respeito pelos outros. Coisa que ela não teve e não tem. Depois desse "incidente", a rapariga por quem estava interessado, mesmo que quisesse não se sentiria à vontade para dançar comigo, já que uma das amigas dela tinha acabado de estragar o ambiente que parecia estar bastante sereno.

P.S. Pedro vivo em Cabo Verde e aqui as músicas que põem a tocar nas discotecas, geralmente, são muito mexidas e convidativas para dançar.

Romário Belarmino disse...

Tenho reparado que algumas mulheres namoram com homens mesmo que estes sejam incompatíveis com elas, por uma questão de necessidade. Ou seja, fazem isso por razões, meramente, económicas. Também, não é para menos, uma vez que, na maioria das vezes, têm muitos filhos para criar e a maior parte delas são mães solteiras que se encontram em situação de desemprego. Agora, pena é que nestes casos, a mulher finge amar o homem com quem ela anda a namorar. E o coitado do homem fica sem saber das verdadeiras e segundas intenções da mulher. E a mulher mal acaba de encontrar um emprego ou um homem em quem ela, de facto, estiver interessada, costuma "chutar" o "namorado" para bem longe dela. Pedro, conheço alguns casos desses.

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "E o coitado do homem fica sem saber das verdadeiras e segundas intenções da mulher."

Aqui não há coitados, apenas estúpidos haha o homem é responsável por evoluir e ser capaz de discernir a intenção da mulher. E é bastante fácil e básico perceber quando uma mulher se sente mesmo atraída por um homem e gosta mesmo dele, ou quando ela não sente isso e apenas o quer usar por necessidades ou desejos monetários. Quer dizer, é óbvio! haha o homem é que regra geral é idiota e fica cego com a emoção de desejo, arma-se em salvador da mulher e começa a pagar-lhe tudo e mais alguma coisa, e a ajudá-la em tudo e mais alguma coisa em termos de dinheiro. Não!! A mulher tem de merecer que o homem prescinda da sua liberdade para ter uma relação com ela, e ela tem de merecer o dinheiro do homem, e principalmente, a mulher é responsável pelos seus problemas! A mulher tem de evoluir e esforçar-se para ter o dinheiro de que precisa e ser independente emocionalmente e financeiramente. Uma ajuda de vez em quando é uma coisa, mas ter a atitude fraca do "pago e compro tudo" é simplesmente estúpido, pois mostra a essas mulheres interesseiras que vão conseguir usar o homem. O homem coloca-se nessa posição voluntariamente pela sua atitude inconsciente, não é uma vítima das super-vilãs :D