AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

"Como Evoluir e Ser Mais Feliz"



Como Evoluir e Ser Mais Feliz

Perguntas e respostas com princípios para se evoluir e ser-se mais feliz, e começar 2016, ou qualquer ano, em grande!



7 comentários:

Romário Belarmino disse...

Pedro, mais uma vez, muito obrigado pelas respostas. Espero que continues a partilhar os teus conhecimentos sobre o desenvolvimento espiritual. Um bom de 2016 para ti.

fabio freitas disse...

Olá Pedro. Não sei se já passaste pelo mesmo mas sinto-me frustrado em relação às mulheres. Tenho 21 anos e nunca tive uma namorada nem nunca tive experiências sexuais com mulheres. Tenho muita vontade de mudar a minha vida, tanto que tenho experimentado meter-me com as mulheres.
Um dia quando vinha da Universidade meti conversa com uma rapariga da minha universidade. Ela tratou-me mal. Mandou-me embora e disse que não me conhecia de lado nenhum para eu estar a falar com ela.
Outro caso aconteceu quando num jantar de turma da Universidade. Uma rapariga que era minha amiga e minha colega parecia que estava interessada em mim. Tocava-me constantemente quando estava com ela e com as amigas dela na universidade. Convidei-a para um café a sós e ela primeiro aceitou mas depois quando chegou ao dia D disse que por questão de trabalho tinha tido um imprevisto e não podia comparecer e que ficava para outro dia. Conclusão fiquei ainda uns tempos com esperança e afina era o amigo bicha já que no dia do meu aniversário, uma semana depois, ela apareceu aos beijos com outro homem.
Outra história acontece que eu fui sair com uns amigos a um baile de uma escola secundária e conheci por acaso uma rapariga mais nova que eu. Beijei-a, ela deu-me o número dela. Dia seguinte mandei umas mensagens e adicionei-a no face. Às mensagens ela respondeu dizendo que aquele não era o número dela e no facebook ela rejeitou o meu pedido de amizade. Disse-lhe no face que gostava realmente dela e ela respondeu que estava bêbeda naquela noite e que era melhor ficar tudo por ali. Posso não a ter beijado bem, posso ter sido demasiado apressado. Não sei.
Hoje adicionei 7 mulheres atraentes no facebook e 0 aceitaram o meu pedido.
Por tudo isto pergunto-me porque é que tudo tem de ser complicado em relação às mulheres. Já fui aquele que meteu conversa com uma desconhecida NADA. Já fui o homem amiga NADA. Já fui o que avançou numa festa, contra todas as expetativas com os amigos pensando que ele era gay e NADA. Adicionei ontem 7 mulheres no face. Dizem que o 7 é o numere da sorte lol e NADA. Sinceramente parece que o meu karma é nenhuma mulher se interessar por mim.
Será que tenho que ser Jesus, o Cristiano Ronaldo ou um psicopata? Sim porque até um psicopata tem mais sucesso do que eu. Com lidar com a frustração e qual a maneira mais simples e íntegra de uma mulher realmente se interessar por mim e querer ser namorada? Obrigado por tudo e prometo que não faço mais perguntas longas com esta. Obrigado por falares do David Hawkins o livro I reality and subjectivity é fantástico.

P.S. O meu vizinho é feio e mal cheiroso e tem uma linda namorada.

João F. disse...

Olá Pedro!

Gostava de ouvir a tua opinião sobre uma situação recente que aconteceu com uma rapariga. E não, eu prometo que não me venho para aqui gabar outra vez :D

Conheci-a pela net, saímos duas vezes e beijámo-nos na última saída. Ela tentou voltar a encontrar-se comigo nos últimos dias mas entretanto veio o Natal, estive doente e andei ocupado a estudar para os testes pelo que não me deu muito jeito sair com ela, pois não tive tempo. Na altura, expliquei-lhe que só me dava jeito sair com ela novamente, depois de acabar a época de testes pois estava muito ocupado com os exames e tinha de estar muito por casa. Também lhe expliquei que estava com febre e não me sentia muito bem para andar ao frio. Disse-lhe que gostava de estar com ela e lamentava não conseguir ter tempo livre.

Propus-lhe, então, que se encontrássemos a partir de dia 8 pois estaria mais livre (e certamente curado lol) só que, entretanto, soube que conseguia estar livre esta semana para estar com ela, pelo menos uma vez e mandei-lhe uma mensagem, entusiasmado, a convidá-la para sair. Ela responde-me que não ia sair comigo pois eu só estaria disponível a partir de dia 8. Como resposta, expliquei-lhe novamente a situação e pedi-lhe desculpa se pudesse tê-la feito sentir-se desprezada ou triste mas que a situação do dia 8 não tinha nada a ver com eu não querer estar com ela mas sim com não conseguir por não ter tempo livre e não me ter estado a sentir a 100%. Eu já o tinha explicado na primeira menagem, tenho a certeza, não disse apenas "Depois dia 8 falamos", eu lembro-me que tinha explicado o motivo e ter expressado que gostava mesmo de estar com ela mas que não conseguia.

Depois da mensagem, ela disse que não estava chateada e eu tentei brincar com a situação com umas piadas. Ela continuou na dela, sem querer sair.

Portanto, gostava que comentasses a situação: se achas que fui demasiado insensível ou se fiz algo mal pelo meio de que não me tenha apercebido. Parece-me que somos incompatíveis e fiquei sem vontade de a voltar a ver, mesmo depois de dia 8, pois não quero que a paz que tenho sentido seja perturbada! Para ser sincero, também me senti meio rejeitado e sem valor, mas receio tê-la feito sentir o mesmo

Depois deste texto do tamanho do universo, prometo que te ofereço um copo de whisky para sentires o não-linear a rodear-te mais facilmente lol. Agora vou dormir! lol Juizo! :D

Abraço!

Pedro C. disse...

Obrigado Romário, feliz 2016! :)

Pedro C. disse...

João F: "Conheci-a pela net, saímos duas vezes e beijámo-nos na última saída"

Palavras maravilhosas! :D

É normal que ela depois de vocês se terem beijado se tenha sentido colocada de parte por não saíres com ela. Agora, tu explicaste as razões e as razões são válidas e compreensíveis. A reacção dela foi imatura, e a atitude de birra é óbvia lol percebe-se bem isso pela sua resposta de "não não agora só dia 8 porque disseste que só podes dia 8" LOL ela sentiu-se colocada de parte (mas não foi), e quis sentir o controlo da situação, tipo vingança. Não é grave, mas é chato. Tu fizeste o que pudeste, e por duas vezes explicaste tudo demonstrando o teu interesse (e fiquei impressionado por o teres feito uma segunda vez, muito bem). Se estavas doente e precisas de estudar, ela tinha de compreender isso. A minha sugestão é que quando chegar dia 8 lhe telefones para combinarem uma saída. Se ela não atender envia-lhe um sms a convidá-la para sair, da forma que o costumas fazer. É para lhe dares o benefício da dúvida, e a oportunidade de algo bom acontecer entre vocês. É também para te certificares que fizeste tudo o que podias e que cumpriste a tua palavra. O ego vai sempre tentar sabotar e evitar o que de melhor pode acontecer, seja em nós ou nelas, por isso temos de ser pacientes. Claro que depois desse convite no dia 8, caso ela não atenda, não responda, ou tenha uma resposta negativa, aí sim podes largá-la e esquecê-la. Feliz 2016! :)

Romário Belarmino disse...

Olá Pedro,

Achas ser uma boa ideia uma rapariga convidar um homem para ir ter com ela na sua casa para um primeiro encontro? É que, meses atrás, tinha convidado uma rapariga que eu conhecí através de um amigo para uma saída. Para a minha surpresa, ela sugeriu-me que o nosso primeiro encontro fosse na casa dela. Tudo bem, aceitei o desafio de ir até à casa dela e assim o fiz, apesar de ter achado a ideia dela meio louca. Entretanto, só que instantes depois de eu ter chegado à casa dela, surgiu alguém a bater à porta como se essa pessoa fosse o dono da casa da forma como batia. Todavia, ela diss-me que não ía abrir a porta, uma vez que a pessoa em causa era um ex-namorado que não queria aceitar o fim do namoro. Lógicamente que, a princípio, fiquei um pouco assustado, mas, mesmo assim, fui dialogando com ela, (bem baixinho), a fim de dar o tempo para que o dito cujo fosse embora. E, assim aconteceu e tudo terminou em paz e sossego. Mas, desde essa altura, eu prometí a mim mesmo de nunca mais colocar a integridade da minha vida em risco. Pedro, na minha modesta opinião, acho que existem mulheres que devem ser mantidas à distância, já que são mesmo perigosas, não se importando de colocar as vidas dos outros e as suas em perigo eminente.

Eddie Tomaz disse...

Olá Pedro!
Conheci o Cool Vibes em 2009 quando andava atrás de informação sobre desenvolvimento pessoal. Desde 2011 venho estudando os livros do DR. Hawkins e o mapa da consciência.
Minha compreensão anterior da vida social era de coragem(cal200) onde devia me desafiar, conhecer pessoas, fazer coisas que me davam medo etc... isso me colocava em um estado de mente muito ativa, e quase não desfrutava nada do momento, e coisas bonitas e espontâneas raramente aconteciam.
Hoje minha interpretação da vida social está mais neutra(cal250), evito não pensar em nada quando saio a noite, dou o melhor de mim em questão de imagem pessoal e conversas que contribuem para o momento e serviço. Percebo que as coisas “funcionam” muito melhor assim.
Como um estudante do mapa da consciência, como atualmente você vê o contexto da vida social? Mais de coragem? Mais neutra? Ou até mais elevado?
Desde já agradeço sua resposta. Obrigado por contribuir para minha evolução!