terça-feira, 28 de abril de 2015

quinta-feira, 23 de abril de 2015

"Como Contribuir Para a Vida de Uma Mulher"

Como Contribuir Para a Vida de Uma Mulher

Pergunta de leitor:

“Olá Pedro! :] Em vários posts e áudios dizes para não andar com a intenção de obter algo da mulher, mas sim contribuir para o seu dia ser mais feliz e preenchido. Mas exactamente, como podemos fazer isso? Contribuir para o seu dia? Devemos oferecer algo? Elogiar? Partilhar? Mas partilhar o quê em concreto? Não percebo muito bem o que queres dizer com isso, desculpa a ignorância. Outro assunto que gostava que me esclarecesses é o seguinte... A minha intenção com esta rapariga com quem falo sempre foi de ter algo íntimo com ela, algo mais que amizade... No entanto nunca consegui chegar até aí e fiquei-me pela amizade. Já a conheço há alguns anos e sempre nos mantivemos amigos. Mas a minha intenção sempre foi outra... Estou a ser falso ao continuar amigo dela? Lembro-me de abordares este assunto algures no blog, em que ou há namoro ou então não há nada, pois se houvesse amizade estaríamos a ser falsos. Podes-me esclarecer este ponto? Muito obrigado pela tua disponibilidade, grande abraço!

Resposta, comentários:

Olá! =)

“…como podemos fazer isso? Contribuir para o seu dia? Devemos oferecer algo? Elogiar? Partilhar? Mas partilhar o quê em concreto?”

O que importa é a intenção. Por sua vez é importante estarmos conscientes de que a intenção de ser uma presença positiva e benéfica na vida (ou dia) de uma mulher vai logo pelos ares assim que surge a emoção de desejo do ego :D para essa intenção ser genuína e se manter perante uma mulher bonita, temos de aplicar os princípios espirituais que nos vão ajudar a transcender o desejo narcisista de querer algo da mulher, seja sexo, validação, atenção, conversa, contacto, afecto, aprovação, aceitação, etc. Contemplação é o que mais nos vai ajudar pois permite-nos ter consciência desse desejo quando surge, ao mesmo tempo que estamos conscientes da Realidade, contexto e mulher, logo não perdemos a noção do porquê do que estamos a fazer. Não nos vamos “esquecer” da mulher como ser humano a quem queremos proporcionar um bom momento, pois estamos conscientes dela como tal, ao mesmo tempo que estamos conscientes da emoção de desejo, logo a emoção de desejo não se torna na nossa única “realidade”, nem no elemento mais importante para nós. É apenas quando Amor é a nossa prioridade na vida que conseguimos de facto querer saber de uma mulher, pois até lá todas as “boas intenções” nada mais serão do que técnicas de manipulação do ego para tentar conseguir obter a aceitação da mulher, e evitar ser rejeitado, por exemplo.

Estando essa intenção presente, irá orientar todas as nossas interacções com as mulheres, e com o mundo no geral. Não é algo que se liga e desliga conforme se tem, ou não, uma mulher à frente lol não é uma técnica, é uma forma de se estar no mundo. Resume-se a ser-se íntegro, e a querer-se trazer ao mundo no geral o que de Bom está em nós. Isso pode-se expressar com as mulheres de várias formas. Pode ser um simples elogio sincero, seja à aparência da mulher, seja a uma qualidade invisível dela (inteligência, criatividade, empatia, etc). Pode ser oferecer algo simples como uma flor ou uma bebida (conforme o contexto), ou pagar-lhe algo, como um jantar ou um bilhete para o cinema. E estas coisas são referentes a qualquer fase, não apenas da primeira conversa, mas também das saídas e relação. O que estás a partilhar no fundo é tu próprio. Não sendo íntegro e sendo narcisista, a má vontade e má intenção irá proporcionar um mau momento à mulher. Sendo íntegro irás partilhar essa boa vontade e energia que tens em ti com ela, das mais variadas formas (elogio, flor, jantar, etc). Pode envolver dinheiro, ou não envolver dinheiro nenhum. Pode ser algo que construíste ou desenhaste, algo engraçado que encontraste, o que importa é a intenção. É a intenção de por apreciação, quereres proporcionar à mulher uma pequena alegria, um bom momento, algo positivo e bonito que a faça sentir-se bem de alguma forma. Isto apenas pensando nela e na sua felicidade, como se não existisses, pois esta intenção e escolha só são genuínas ausentes de ego/narcisismo.

Qualquer escolha íntegra que faças perante uma mulher, é uma contribuição para a sua vida, ou dia. Mesmo que ela não o compreenda conscientemente. Inconscientemente estarás a comunicar com o seu Espírito, e a plantar uma semente que irá dar frutos de felicidade no futuro. Dando o exemplo, mostrando no momento uma forma de ser mais elevada, estarás a inspirar, e essa é das maiores contribuições que podes fazer à vida de uma mulher, pois alivia-lhe sofrimento e potencia-lhe felicidade. Recontextualizar com humor algo que a faz sofrer, vai imediatamente fazê-la rir e sentir-se bem, e começar a curar uma falsa percepção negativa que ela tem de si, ou do mundo, ou das pessoas.

No teu caso, admitires a essa tua amiga que o que realmente querias na verdade era namorar com ela, e não ser seu amigo, seria uma forma de contribuir para a sua vida pois envolveria o princípio íntegro da honestidade. Isto não é uma técnica de atracção, e ela (o seu ego), provavelmente não o gostaria de saber. Mas estarias a trazer à sua experiência um princípio benigno, em vez de ao continuares com essa falsa amizade (pois apenas existe porque não conseguiste nada mais) estares a ser uma secreta presença desonesta que por isso em nada contribui para a sua vida e felicidade.

“A minha intenção com esta rapariga com quem falo sempre foi de ter algo íntimo com ela, algo mais que amizade... No entanto nunca consegui chegar até aí e fiquei-me pela amizade.”

Resta a questão se nessa altura, ao início, lhe admitiste o que pretendias. Se pelo menos lhe disseste directamente que a achavas bonita. Na verdade chegar a algo íntimo não é algo que se consegue, é algo que acontece naturalmente quando ambos o querem, e ambos querem isso quando as suas essências são semelhantes (compatibilidade), e procuram o mesmo tipo de ligação com o sexo oposto. Não é portanto algo que se consegue, que se força, é algo que se procura e encontra, digamos assim. E quando não acontece, quando não se encontra, não se fica numa de “amizade”, por perto, pois isso não é sincero. Se a intenção original que nos aproximou da mulher, e foi essa a única intenção, era a de namorar, é falso ficar-se numa amizade com a mulher pois não é nada disso que se quer na verdade. Até porque esse tipo de “amigo”, se a mulher quisesse algo mais saltaria logo para a oportunidade esquecendo a tão “desejada” amizade que tinha com ela :D

Outra coisa é a atracção frustrada. A atracção não desaparece, continua ao longo dessa “amizade”. Pode ser inconsciente e reprimida, mas está lá, sempre que se pensa na “amiga” ou se está com ela. O que acontece é que ao não ser satisfeita, essa atracção fica frustrada, o que contribui para a infelicidade do homem, e influencia indirectamente e inconscientemente o seu dia-a-dia de forma negativa. Não é preciso ser-se o Einstein para se perceber que isto é desnecessário e por isso não lá muito inteligente, se a pessoa quer ser verdadeiramente feliz. Se uma mulher não nos quer, afastamo-nos com educação e gratidão e seguimos com a nossa vida. Não lhe estamos a fazer favor nenhum em ficar como “falso” amigo. Mas ao nos afastarmos estaremos a ser uma presença íntegra no mundo por não negligenciarmos os princípios que estão por detrás da felicidade, e do que há de Bom e Bonito na vida. Poderemos assim inspirar os outros, e aliviar o seu sofrimento, desfazendo o nosso karma negativo e transformando-o em bom karma, o que significa na prática com as mulheres, e pode ser a curto ou longo prazo, momentos alegres e relações bonitas.


Obrigado pela tua pergunta.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

“Porque Insistem os Homens Depois de a Mulher Dizer Que Não”

“Porque Insistem os Homens Depois de a Mulher Dizer Que Não”

Pergunta de leitora:

“Pedro, qual é a tua opinião acerca de a ex-namorados(as) que voltam a contactar a pessoa com quem já tiveram num relacionamento, mas sem quererem voltar a ter o relacionamento sério que tinham?? Diz que gosta da pessoa mas não quer voltar a ter uma relação com essa pessoa, só curtes sem compromisso. O meu ex-namorado queria isso e após eu ter dito que não queria, ele continuou a contactar-me e a insistir sendo que não deixou de haver atracção entre nós, mas senti-me desrespeitada devido à intenção dele.

Resposta, comentários:

85% dos homens estão perdidos e não percebem nada disto.

Fim do post.

:D

“não quer voltar a ter uma relação com essa pessoa, só curtes sem compromisso”

Só curtes sem compromisso… hmm, mas isso é perfeito! Lol Usar a outra pessoa (neste caso o corpo dela) para satisfazer um desejo narcisista de prazer sexual/físico, sem ter de a aturar e principalmente sem ter de se dedicar a ela. Isto sim, é o paraíso para o ego ^_^

A resposta curta e directa é óbvia e previsível: o teu ex-namorado queria isso, e os homens insistem no geral depois de um não da mulher, devido ao seu narcisismo.

“mas senti-me desrespeitada devido à intenção dele.

Claro. Pois a intenção dele é apenas satisfazer-se a ele próprio, não querendo saber de ti para nada. Só está a pensar nele, logo não te está a respeitar, é impossível. Narcisismo é incapaz de respeito. Ele só está a querer saber da sua emoção de desejo, que envolve usar o teu corpo para a satisfazer. Tu como ser humano és irrelevante para ele, e o sinal claro disso é ele não querer cá relação nenhuma. Pois relação implica querer saber do outro como ser humano, implica dedicação e investimento de esforço, e não apenas satisfazer desejos narcisistas, mas sim… colocá-los de parte, largá-los e transcendê-los. OPS!! ^_^

Foi ele que disse que ainda havia atracção entre vocês? Mesmo que de facto haja, e há mulheres que aceitam este tipo de magníficas propostas, elas só as aceitam pois no fundo são narcisistas como o homem que faz a proposta. Seja carência ou desejo, as pessoas só têm esse tipo de ligação a longo prazo, ou duradoura, se tiverem essências semelhantes. Como tu tens sensibilidades mais elevadas que as dele, é-te inconcebível ter esse tipo de ligação em que apenas dois corpos se roçam sem qualquer consideração pela outra pessoa. Dinâmicas e experiências de ligações narcisistas apenas interessam aos narcisistas. São eles que fazem essas propostas, e são eles os únicos que as aceitam.

Uma coisa é duas pessoas se conhecerem e curtirem passado pouco tempo. Ambas querem o mesmo sem colocar limitações ao que possa acontecer depois. Ou seja, depois de curtirem ambas estão abertas a ter uma relação, se se proporcionar. Outra coisa é a atitude do sosse que só quer curtir e fecha a porta a qualquer tipo de ligação que saia dos limites do domínio do narcisismo. O ego quer ganhar ordenado sem trabalhar, logo irá querer também orgasmos sem ter de se dedicar a ninguém ^_^ para uma vida e relações felizes, é essencial detectar os narcisistas e rejeitá-los, não os deixando fazer parte das nossas vidas. Parece-me que as pessoas que colocam a satisfação dos seus desejos à frente do respeito pela felicidade dos outros são das piores para se ter relações, seja de que tipo forem. Pois se a satisfação de um dos seus desejos implicar desrespeitar um amigo ou namorada e magoá-los ou traí-los, eles não irão hesitar em fazê-lo e vão em frente. É fácil topá-los pois eles até se gabam disso lol pessoas que dão mais importância ao seu orgulho e satisfação de desejos que ao respeito e consideração pelos outros, são pessoas a rejeitar e a recusar nas nossas vidas.

Então porque insistem os homens depois de a mulher lhes dizer que não?

A maior parte dos homens é controlado pelas emoções negativas e ilusões do ego. Muitos são mesmo primitivos na sua maneira de ser e ver o mundo, e as mulheres claro. A maior parte não tem qualquer intenção ou interesse em evoluir, e não sabe nada de nada, nem tem a mínima consciência da origem e natureza das suas vontades, comportamentos, reacções, desejos, pensamentos, impulsos e emoções. Estão basicamente perdidos no labirinto-prisão do ego. Ora, estas “criaturas protoplásmicas” vêem uma mulher e sentem-se atraídos por ela. Nesse momento, a única “realidade” para eles, inconscientemente, é a percepção/emoção que experienciam nesse mesmo momento. Mulher é apenas uma aparência e conceito, um objecto de desejo. E das duas uma: ou o homem avança, ou o homem nada faz. Lol ao avançar há 2 estilos: o do homem íntegro, que está consciente da atracção pela mulher mas ao mesmo tempo está consciente da mulher como Ser e por isso respeita-a, pois a satisfação dessa atracção não é a prioridade mas sim apreciação e Amor; e o do homem mais primitivo, narcisista e falso, que tenta forçar a mulher a satisfazer o seu desejo, seja de forma mais básica e bronca (intimidação, “compra”), seja de forma mais subtil e esperta (manipulação emocional, racionalização, etc).

O homem íntegro, ao ouvir um não da mulher, deixa-a em paz com elegância, gratidão e educação. Seja na 1ª conversa, seja depois de já terem saído, seja depois de já ter havido algo físico/sexual, seja depois de uma relação. Mas o narcisista/primitivo não. Ele insiste pois nada é mais importante que satisfazer o seu desejo, e manter a falsa auto-imagem de perfeição que lhe traz orgulho. Ora, se a mulher diz que não, está-lhe a lixar os planos todos :D

Ele tem então que insistir! É para ele quase um caso de vida ou de morte. Ser rejeitado? NUNCA!! Lol Pois não há humildade para lidar com a vergonha do não da mulher. Para o ego ele é perfeito, e homens perfeitos *nunca* são rejeitados :D logo para o ego os rejeitados não têm qualquer valor, e a rejeição é um sinal de fraqueza. Com eles para a fogueira! Haha isto é mais importante que querer saber se a sua insistência está a perturbar a felicidade da mulher ou não. O que a mulher sente é irrelevante, o que importa para o ego masculino é conseguir o que quer (satisfazer o seu desejo/manter o orgulho), e para isso vale fazer/dizer tudo, mesmo que isso desrespeite e magoe a mulher, esteja ela consciente disso ou não.

Uma coisa é esta insistência narcisista, que não é uma atitude íntegra pois a sua intenção é egocêntrica. Outra coisa é claro a persistência do homem que gosta mesmo de uma mulher (o que não tem nada a ver com o desejo narcisista/orgulho), e a quem ela não lhe disse um não real, mas apenas um ainda não, ou seja, está a fazer o seu papel feminino de selecção. Até gosta dele mas precisa de saber mais e de se sentir mais à vontade para conseguir deixar o homem dar o próximo passo e deixar assim a ligação avançar numa direcção mais íntima. Como é óbvio, são duas atitudes de aparência semelhante mas de essência diferente.

Então a mulher deve ter compaixão por estes homens perdidos, pois eles são inocentes na sua ignorância, e vítimas do ego, e estão todos num caminho de evolução sem o saberem. Devido à sua natureza/essência negativa, a mulher deve aprender a detectá-los rapidamente, e a rejeitá-los brevemente, não os deixando entrar na sua vida e assim perturbar a sua felicidade e bem estar. E é bom que consiga discernir entre o narcisista insistente e o bem intencionado persistente, pois os homens não mudam, a essência é sempre a mesma antes e depois da sua aceitação. O que acontece é que o narcisista farta-se da mulher depois do seu desejo estar satisfeito, e o bem intencionado continua a apreciá-la, pois a prioridade nunca foi o seu desejo/orgulho, mas sim a mulher.


Obrigado pela tua pergunta.