AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

“Como Lidar Com As Emoções Negativas Da Contemplação”

“Como Lidar Com As Emoções Negativas Da Contemplação”


Pergunta de leitor:

“Olá Pedro, tenho aqui uma pergunta. Ultimamente tenho andado bastante farto de mim mesmo e da vida que levo, desde que decidi levar isto da contemplação a sério. Durante uma semana foi essa a minha principal intenção, mas aconteceu que comecei a sentir-me mal com aquilo que eu ía vendo acerca de mim próprio. Há alturas em que é muito desagradável contemplar. Noto que tudo que faço e fiz não é íntegro. Sinto-me doentio e sem alegria nenhuma, e quando tento disfarçá-lo (na presença de outras pessoas, trabalho, etc.) só me comporto de maneira esquisita. Também noto que todos os meus pensamentos no fundo não são íntegros. Isto também te aconteceu? Como posso mudar isto?

PS - David Hawkins fala muitas vezes no livro "Um Curso Em Milagres". Eu tenho feito os exercícios. Tu também os fizeste? Obrigado pelo teu blog (já o sigo há muito tempo). É sempre bom passar por aqui e ler os teus posts e vídeos. Abraço!”


Resposta, comentários:

Ora aí está, finalmente! Finalmente, alguém a fazer verdadeiro trabalho espiritual a sério, e a contemplar como é suposto contemplar. Parabéns e obrigado. Parabéns pelo teu esforço e dedicação à descoberta da Verdade, e obrigado pelo teu bom exemplo. Há anos que ando a falar “para o boneco” sobre contemplação, e como contemplar, mas quase nunca recebo comentários em que são descritas as verdadeiras consequências de se contemplar correctamente e pelas razões certas. Estás sem dúvida no caminho certo, portanto continua a contemplar como tens contemplado, e seja o que for mais que andes a fazer para a tua evolução espiritual, continua. Isto é essencial na minha percepção, e é a minha primeira sugestão com a intenção de te ajudar.

Agora, porque raio é que a contemplação nos faz sentir mal?! Não era suposto ser uma prática para nos sentirmos melhor e em paz? Livres das emoções negativas e limitações do ego? Para ganharmos consciência do Amor e Beleza que nos rodeia, e para subirmos de nível de consciência?

Contemplação é uma técnica espiritual, não é o Espírito nem é passatempo preferido de Iluminado (a partir de certo nível de consciência já não é preciso contemplar, digamos assim). É uma prática que nos faz tornar mais conscientes da Realidade, ou Verdade. Logo sim, a longo prazo faz-nos subir de nível de consciência. E a curto prazo pode-nos facilitar a experiência de estados mais elevados que o nosso estado actual mais comum. Mas contemplação torna-nos conscientes de Toda a Verdade (isto faz-me lembrar daquele programa de TV hahaha!).

Ou seja, contemplação não nos torna conscientes apenas do lado positivo da Realidade, mas também do seu lado negativo. Seja na vida em geral, seja nos outros, seja, e principalmente, em nós. Então gradualmente, e lentamente mas progressivamente, com um estilo de vida contemplativo (contemplar ao longo do dia enquanto vivemos normalmente), vamos ganhando consciência do invisível da Existência, da essência de tudo, do Amor, da Beleza, da Unidade que ilusoriamente “nos rodeia” pois somos todos Um com tudo e nada rodeia esse Um pois nada existe fora desse Um. Dessa consciência mais elevada surge todo o tipo de estados agradáveis de Amor, Paz, Alegria, Êxtase, e outros indescritíveis.

Mas isso é a longo prazo, e raramente a médio prazo. Ao mesmo tempo, contemplação vai-nos progressivamente tornando conscientes do lado negativo da vida e do ser humano, principalmente e primeiro, de nós próprios. Ou seja, do nosso ego, e da nossa essência actual. Contemplação torna o inconsciente consciente, e todos nós temos muitos elementos nossos inconscientes pois no nosso nível actual de consciência não conseguiríamos lidar com essa dor. Não seriamos capazes de curar isso em nós. Mas contemplação muda isso. Faz-nos subir de nível de consciência, e ao mesmo tempo traz-nos mais Poder para lidar com o nosso lado mais feio, que está como que perdido e esquecido no nosso inconsciente.

Então contemplamos, evoluímos um pouco, sentimos-nos melhor, mas porque evoluímos um pouco, parte do nosso inconsciente é-nos revelado pois passamos a ter o Poder para lidar com ele e curá-lo, o que depois nos irá fazer evoluir ainda mais. Parece então um caminho de “altos e baixos”, e é suposto ser assim. Não é linear nem logicamente compreensível, está completamente para além do poder e dimensão da mente. É uma experiência espiritual, e não mental.

Resumindo, começaste a contemplar, e continuaste a contemplar, correctamente e pelas razões certas, e porque evoluíste um pouco passaste a ter o Poder suficiente para lidar com parte do teu inconsciente, e com a tua verdadeira essência. Foi-te Revelado como és, a verdade sobre ti próprio, a tua vida e os teus pensamentos. Viste o ego pela primeira vez na vida, e que estás alinhado com ele. E claro, é horrível lol é péssimo!

Não é bonito de Ver e Saber, é genuinamente mau e feio. Mau e feio pois não representa algo benéfico para a nossa vida e felicidade. É perfeitamente narcisista. Se não estivesses a contemplar pelas razões certas e correctamente, nunca chegarias ao ponto de Ver o ego e a tua essência. Portanto, apesar das emoções negativas que estás a experienciar nesta fase, Veres esse teu lado negativo e a tua verdadeira essência, é algo bom e de louvar.  É sinal de evolução, pois agora que viste a verdade sobre ti próprio, podes fazer algo em relação a isso =) não é óptimo? É perfeito! Aquilo que te tem feito sofrer e te tem limitado já não tem como se esconder e prejudicar-te às escondidas. Agora sabes “onde está” e podes entrar em acção e libertar-te das suas correntes. É razão para ficares grato, contente e celebrares =)

A fase é desagradável, eu sei. Eu passei e passo por isso. Essa fase desagradável de revelação do negativo anteriormente inconsciente repete-se até ao último segundo da totalidade da nossa evolução nesta dimensão lol É de “altos e baixos”, como já disse. Mas depois do “baixo”, vem um “alto” melhor, mais elevado, que o anterior experienciado por nós. Ou seja, depois de lidarmos com determinado negativo que nos era inconsciente, subimos de nível de consciência, e passamos a experienciar estados mais positivos, de alegria e felicidade, ainda mais agradáveis e poderosos.

O esforço de passar por essas fases negativas vale sempre a pena pelos milagres que a seguir nos acontecem. Milagre, em essência, é uma mudança de percepção, que surge devido a uma subida de nível de consciência. Parece mágico quando é novidade e não estamos habituados, e também porque desconhecemos a sua origem. O que é partilhado por Hawkins, e que é fantástico, é que em níveis de consciência mais elevados o milagre é constante e comum. A vida torna-se num milagre, porque sempre o foi, nós é que não estávamos conscientes disso.

Então perguntas-me, como podes mudar isso?

Podes, e não podes mudar isso lol

Comecemos pelo não podes.

Ganhaste consciência do ego. Porque este é uma desgraça, ao veres a sua verdade sentiste-me mal, o que é normal. Ver o feio, mau e negativo do ego não traz orgulho. O choque está em nos apercebermos que não somos tão espectaculares como andávamos a achar que éramos. Surge então um estado de vergonha, que é o mais desagradável que o ser humano pode experienciar. Por outro lado, Viste a vida que o teu ego te trouxe, e claro, também não gostaste do que descobriste. Daí a inevitável desmotivação. Então o que não podes mudar afinal?

O ego. Não é possível mudar o ego. Eu tentei, esquece. Todos os verdadeiros mestres espirituais já disseram isto milhares de vezes ao longo de milhares de anos: o ego não se muda, larga-se. Não é algo que se modifique, é algo do qual desistimos e nos desidentificamos. Não há nada a fazer, o ego é o ego, sempre. Estejamos conscientes, ou não, disso. Sempre que o ego assume o controlo, miséria emocional segue-se lol ele irá sempre atirar-te para a lama e manter-te em sofrimento. A solução não está, portanto, em mudar o ego, nem em eliminá-lo, mas sim em mudar a nossa percepção do ego.

O que podes mudar então é a tua percepção do ego, o que te fará subir de nível de consciência e experienciar estados mais agradáveis e poderosos. Amar o ego é a solução. Vemos que sim, este é limitado e a fonte de todo o sofrimento, assim como a fonte de tudo aquilo que observamos estar mal no mundo. Mas ao mesmo tempo vemos a utilidade do ego em termos de sobrevivência. Se não fosse o ego, não terias sobrevivido tempo suficiente para poderes sequer considerar evoluir. O ego tem portanto o seu lado útil, e o seu lado inútil. Ver o ego como um animal de estimação é uma grande ajuda. O ego é no fundo o nosso “eu individual”, que nem sequer é um “eu” na verdade, mas sim um “aquilo”. Nós não somos o ego, temos um ego. E podemos trata-lo como um animal de estimação, tonto e perdido, que se deixarmos fazer o que ele quer e lhe apetece, é um comboio infinito de disparates e as coisas ficam mal. Temos então de estar atentos, e orientá-lo. O nosso corpo, emoções e pensamentos fazem todos parte deste “aquilo individual”, que é o nosso animal de estimação. Nós somos aquilo que está consciente do corpo, emoções e pensamentos, mas não somos nem o corpo, nem as emoções, nem os pensamentos. Temos um corpo, temos emoções, e temos pensamentos, assim como temos um telemóvel, temos um carro, temos uma casa e temos um computador, mas não somos o corpo, nem as emoções, nem os pensamentos, nem o telemóvel, nem o carro, nem a casa, nem o computador, nem o preservativo, etc. Simplesmente estamos conscientes deles.

“Ultimamente tenho andado bastante farto de mim mesmo e da vida que levo”

“comecei a sentir-me mal com aquilo que eu ía vendo acerca de mim próprio”

“Noto que tudo que faço e fiz não é íntegro.”

“todos os meus pensamentos no fundo não são íntegros”

Então que podes fazer em relação a tudo isso?

Primeiro, tens de te perdoar a ti próprio por tudo não íntegro que fizeste e pensaste. Tudo acontece por ignorância inocente, e num contexto de evolução. Não há crimes universais, digamos assim. Tudo acontece porque é uma oportunidade para aprendermos uma lição, evoluirmos, e ficarmos mais felizes a seguir. Por isso perdoa-te.

Segundo, foi o ego, e não tu, que fez e pensou essas coisas todas lol foi ele, não tu! O problema é que estás identificado com o ego, mas tu não és o ego, tu és aquilo que está consciente do ego. Não há motivos de vergonha ou culpa, foi o ego, e não tu. Foste vítima do ego, mas agora podes-te começar a libertar disso, e deixar de repetir essas escolhas não íntegras.

Terceiro, tens de estar sempre atento a todas as sugestões do ego, e não as seguir. É natural que estejas farto de ti e da vida que levas, pois tens seguido as sugestões (ilusões) do ego. As sugestões do ego são aquela voz, parecida com a tua, que ouves na tua cabeça. Mas tu não és essa voz, apesar de o parecer. Então tens de estar atento a isso, pedir ajuda ao Espírito, e assim que qualquer pensamento negativo surgir, ignoras-o, não o deixando crescer. Contemplação é eficaz nisto, pois presente no momento não estás presente na mente à mercê de pensamentos negativos. Com as emoções negativas, tens de as contemplar. Quando estas surgem, não pensas em nada, ficas num estado contemplativo, e esperas que a emoção passe (não tens de ficar parado à espera. Podes praticar qualquer actividade enquanto estás a contemplar e à espera que a emoção passe). Todas as emoções são temporárias. Assim o ego não te pode controlar, e podes começar a fazer escolhas melhores na vida, que não só te tornarão mais íntegro, mas também te trarão uma vida mais bonita e satisfatória.

Quarto, porque o ego alimenta-se do negativo, tens de evitar tudo o que seja negativo (ou não íntegro). Seja pessoas, filmes, música, livros, videojogos ou locais negativos. Isto é essencial, pois estar na presença destes campos de energia negativos impede-te de evoluir, e mantém-te num nível de consciência não íntegro, no qual continuas a ser dominado pelo ego, e identificado com ele, a sofrer. O negativo alimenta a ilusão do ego, o ego alimenta-se então do negativo. Não é meramente por causa do conteúdo dito por essas pessoas, ou que está nesses filmes e músicas, mas sim devido ao seu baixo nível de energia que nos distorce a percepção. O perigo está no invisível dessas coisas, na sua essência e não na sua aparência (infelizmente hoje em dia os não íntegros conseguem dar uma aparência cada vez mais apelativa, e enganadora, ao que tem na verdade uma essência não íntegra).

Então para te sentires melhor tens de começar a fazer o esforço de mudar os teus pensamentos, percepção e vida. Mudar os pensamentos negativos por positivos, e rejeitar os negativos assim que eles começam a surgir; Amando o ego e tratando-o como um animal de estimação, não seguindo as suas sugestões; e fazendo escolhas diferentes na vida. Sem contemplação e a ajuda do Espírito isto não é possível.

“Sinto-me doentio e sem alegria nenhuma, e quando tento disfarçá-lo (na presença de outras pessoas, trabalho, etc.) só me comporto de maneira esquisita.”

Se te sentes doentio e sem alegria, faz algo em relação a isso, mas não finjas que estás feliz da vida. Se te sentes doentio e sem alegria, revela isso, deixa isso vir cá para fora. Não sejas falso, mas autêntico. Não mintas respondendo que está tudo bem, quando na verdade não está. Não tens de entrar em detalhes, apenas revelar às pessoas, “ultimamente tenho-me sentido um pouco em baixo, mas a vida é assim às vezes”. Aceitação é o que te irá ajudar. É claro que te comportas de forma esquisita, pois não estás a ser autêntico (estás a seguir ilusão/falsidade e não Realidade/Verdade). Deixa a verdadeira emoção que estás a sentir no momento ser aquilo que expressas, em vez de fingires que estás a sentir outra coisa. Ao fazeres aquilo que te sugeri acima, esse estado de doentio e sem alegria será substituído por tranquilidade e entusiasmo, mas enquanto estes estados não forem reais em ti, não os podes fingir. Expressa o que realmente és, e o que realmente sentes, pois isso é funcionar com a Verdade e a Realidade. Tudo o resto são as velhas ilusões do ego que mantêm em sofrimento. Honestidade é coragem, e só te sentirás confiante e optimista ao olhar para dentro, para ti próprio, para a tua essência, depois de começares a fazer o que está certo, e não o que é fácil. Lida e trabalha com a Realidade, e não finjas que te sentes melhor, e que és melhor, do que realmente te sentes e és. Aquele que finge aquilo que sente é sempre esquisito, mas aquele que expressa aquilo que realmente sente e é, é por definição normal. E por fazê-lo liberta-se do sofrimento desses estados, aprende melhores formas de os expressar, e começa a ver o lado cómico deles, assim como ganha compaixão por aqueles que também os sentem. E mais felicidade surge a seguir.

Quanto ao “Um Curso Em Milagres”, se te sentes motivado em fazê-lo, faz. Que é eficaz, não há qualquer dúvida. Se praticares as suas lições, irás evoluir e ser mais feliz, isso é garantido. Seja pela recomendação do Hawkins (se ele diz que é bom, ou refere algo como elevado, é porque é. Ponto final.), seja pelos relatos das pessoas que fizeram o curso, e as transformações positivas pelas quais passaram (muitas delas curaram-se de doenças consideradas incuráveis, e diz-se que aqueles que acabam o curso ficam imunes a estímulos negativos). Eu experimentei o curso, mas não é o meu estilo. O curso é apenas mais um caminho para a Verdade e a Iluminação, mas há vários caminhos e técnicas, e cada um terá a sua preferência. Portanto não é obrigatório, mas é excelente para quem gostar do seu estilo de práticas.


Obrigado pela tua pergunta.

38 comentários:

Eliézer disse...

Olá Pedro, tenho uma duvida sobre contemplação, se eu estiver caminhando na rua prestando atenção a minha respiração , ou só prestando atenção a visão periférica eu estou contemplando? porque não consigo fazer as duas coisas ao mesmo tempo como prestar atenção a respiração e a visão periférica ao mesmo tempo , uma eu já acho difícil, as duas ao mesmo tempo muito difícil, e se eu só observar os meus pensamentos que acho mais fácil também é contemplação?

Angelo disse...

Olá, Pedro, obrigado pela resposta, foi muito esclarecedora!
Vejo que agora tenho uma oportunidade real de mudar de verdade pois atingi o meu fundo, já nada poderá ser como antes, e impossível. O ego e patético. Também vejo que muitas pessoas com quem lido não são íntegras e que não tenho tido muito auto-respeito. Tenho comportado como um "menino bom" apesar dos meus 26 anos. E isso explica também muito acerca da minha vida amorosa que neste momento e nula. Chegou a hora de mudar isso.
Quero agradecer-te mais uma vez pelo teu trabalho, ele ajuda-me a orientar porque neste momento esta tudo "de patas pro céu". E desculpa-la a maçada :-)
Abraxo.

Pedro C. disse...

Ângelo:

Não tens de pedir desculpa, a maçada que julgas ter causado é apenas uma ilusão. Obrigado eu pela oportunidade de poder partilhar aquilo que realmente me faz feliz.

Pedro C. disse...

Eliézer: "ou só prestando atenção a visão periférica eu estou contemplando?"

A intenção da contemplação é ajudar-nos a ganhar consciência da realidade. Assim sendo, não é a técnica em si que importa e as suas formas específicas, mas sim se é eficaz na sua intenção ou não.

Não tens de estar consciente da respiração, mas podes. Se não faz o teu estilo, então fica apenas consciente da tua visão periférica. Desde que estejas com a tua atenção para o real e exterior da mente, óptimo. Isto irá fazer com que fiques consciente de todos os teus pensamentos também, o que é extremamente útil, pois só assim irás fartar-te deles :)

Eliézer disse...

Obrigado pela resposta, Pedro.

Pedro C. disse...

De nada Eliézer.

Romário Belarmino disse...

Pedro, existem mulheres que nos colocam na reserva para, quando precisarem de um namorado, elas já sabem que se encontram alguém em stock. Ou seja, manifestamos o nosso interesse por uma determinada mulher e ela, talvez por razões de incompatibilidade e/ou outras, prefere namorar um outro sujeito, mantendo-nos na reserva, durante algum tempo, se por acaso, vier a ter alguma desilusão. Afinal, a mulher arruma um namorado, fica grávida e, no fim, quando a coisa der para o torto porque o sujeito não assumiu o filho, ela vem resgatar o sujeito que tinha colocado na reserva.

Romário Belarmino disse...

Pedro, geralmente, tenho algumas dificuldades em entender algumas pessoas. Ou seja, existem determinadas pessoas (vizinhos e "amigos") que, quando estão a precisar da minha ajuda ou de algum tipo de apoio, cumprimentam-me e tal, como se fossem meus "grandes amigos", sobretudo, se estiverem em momentos de alguma aflição e/ou de necessidades. Mas, quando estão com o rabo sujo, já nem me reconhecem, ao menos que seja, para dizerem "olá", pelo que eu acho que essas pessoas comportam-se e agem conforme a maré e de acordo com as suas conveniências. Pedro, achas que pessoas do tipo merecem a nossa estima e consideração? Achas que elas são pessoas para serem levadas a sério?

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "existem mulheres que nos colocam na reserva"

Em nome da tua felicidade, tenho que te alertar que se continuares com essa mentalidade e percepção negativa relativamente às mulheres no geral, irás perpetuar o teu sofrimento e miséria. Já não é a primeira vez que envias um comentário apenas a criticar hipotéticos comportamentos narcisistas das mulheres, que nem se sabe se te aconteceu e buscas por como saber lidar com a situação, ou se decidiste pensar nisso por puro prazer.

Seja como for, eu já dei a solução para isso: se nunca ficares amigo de uma mulher que, ou não te quer como namorado ou tem namorado, isso é impossível de acontecer.

Não é a mulher que coloca o homem na reserva, é o homem que se coloca a ele próprio na reserva. Nada nem ninguém pode obrigar um homem a estar na "reserva", é ele próprio que escolhe essa posição, por ser fraco de espírito, carente/dependente, sem opções, sem auto-respeito, sem a coragem de aceitar a rejeição, na falsa esperança que ela venha a amá-lo, etc.

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "tenho algumas dificuldades em entender algumas pessoas"

Isso é porque estás inconsciente do teu ego. O ego é impessoal e igual em todos nós. Só compreenderás a intenção que está por detrás das escolhas das pessoas depois de Veres as intenções do teu ego, ou seja, de ti próprio.

Essas pessoas são o caso de manipulação por falsa simpatia porque precisam de algo de ti. Tal como o homem manipulador dá as flores à mulher para tentar que ela goste dele, essas pessoas são "simpáticas" para obterem a aceitação e ajuda dos outros.

O que tens a fazer é evitar essas pessoas, e sempre que detectares que a simpatia é falsa, recusa ajudar. Não valides nem recompenses falsidade e narcisismo.

Romário Belarmino disse...

Pedro, muito obrigado, pela resposta. Agora, uma outra questão que quero colocar tem a ver com mulheres que, logo no primeiro encontro, querem ir para locais VIP, tipo restaurantes, bares e clubes mais caros e, ainda por cima, acompanhadas das amigas, com o argumento de que, ainda, não nos conhecemos. Essas mulheres são para se ter em conta como namoradas? Porque é que elas sonham tão alto a ponto de elegerem os espaços mais caros para o primeiro encontro com o homem? P.S.: Pedro, gostaria de dizer que essas coisas já me aconteceram.

Miguel Braga disse...

Excelente Post e Pergunta.
Abraço a todos.

Ângelo Leite disse...

Olá Pedro surgiu-me uma pergunta:

O que se deve fazer quando se manda a primeira mensagem online e mais do que uma rapariga responde?

Não me parece ser o certo estar a falar/conhecer mais do que uma rapariga ao mesmo tempo.



Romário Belarmino disse...

É certo que quando há beijo, na boca, é muito provável, que vai haver sexo. Mas, isso não significa, necessáriamente, que o homem já ganhou a mulher e que, a partir do beijo na boca, já passam a ser namorados, no verdadeiro sentido da palavra. Aliás, na maioria das vezes, o sexo não passa disso mesmo, em que a mulher, apenas, quer satisfazer as suas necessidas sexuais com um determinado homem. Agora, o problema é que homem têm tendência a confundir tudo, acabando mesmo por pensar que, depois de ter feito sexo com a mulher, esta passou a ser a sua namorada. Gostaria de ouvir a tua opinião sobre este assunto.

Pedro C. disse...

Obrigado Miguel, abraço!

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "mulheres que, logo no primeiro encontro, querem ir para locais VIP"

É por questões de orgulho. Estar num sítio caro dá orgulho ao materialista (caro é fixe).

Eu evitava essas mulheres porque não há necessidade de ir a sítios VIP ou caros. Levar a amiga como protecção de um homem que não se conhece bem, é aceitável, mas a saída não tem de ser para um sítio caro ou VIP.

Eu responderia algo do género:

"Agradeço o convite, mas mal nos conhecemos, não precisas de gastar tanto dinheiro comigo".

Em tom de brincadeira, como se ela fosse pagar tudo :)

Pedro C. disse...

Ângelo Leite: "Não me parece ser o certo estar a falar/conhecer mais do que uma rapariga ao mesmo tempo."

Falsos moralismos :)

Achas mesmo que uma mulher fala apenas com 1 homem no Facebook? lol nem pensar. Então, qual é, na prática e na realidade, o problema de falares com mais do que 1 mulher no Facebook? Que princípio de moral estás a negligenciar se não estás comprometido com ninguém? É uma ilusão, não há qualquer julgamento moral a fazer em relação a isso :)

Se estás a namorar, então sim, é uma atitude feia (narcisista) pois não estás a ter em consideração a felicidade da tua namorada.

Mas se és solteiro e estás à procura de uma mulher mínimamente decente para namorar, é bom que não percas tempo e fales com o máximo de mulheres possível.

É então uma questão de contexto. No contexto de falar com, e conhecer mulheres, não há qualquer problema, e é suposto falares com várias, quantas mais melhor. Repara, estás só a falar com elas, ainda nem sabes se gostas delas lol

Ângelo Leite disse...

Obrigado pela resposta Pedro =)



Alex NTL disse...

Olá Pedro, estava reouvindo o áudio e na parte que você fala sobre o casal a descer na escada um do lado do outro me fez perceber esse ponto, pelo menos quando eu estava saindo com a namorada me dei conta que isso era realmente verdade, eu não tinha a menor percepção de que isso acontecia, pois para mim nada de mal tinha a subir ou descer a escada rolante um do lado do outro onde não tenha a opção de ter uma escada ao lado como alguns shoppings, apocalipse zumbi ja é uma realidade mesmo, mas consegui perceber e mudar esse comportamento, pois outra vez uma pessoa estava com pressa e veio descendo da escada rolante.

Por coisas simples não percebemos o quanto isso pode nos afetar ou afetar uma outra pessoa.

Obrigado pelos áudios, quando ouço eles parece que da uma energia extra para mudar, abraço.

Wallace disse...

É minha primeira pergunta depois de anos acompanhando o blog. Espero que possa me ajudar nessa questão.

Sou do tipo de pessoa que tenho poucos, mas bons amigos. E procuro valorizar e cultivar essas amizades que considero verdadeiras. Mas de uns tempos pra cá(nem tão pouco tempo assim), venho percebendo uma total falta de compatibilidade entre eu e eles,um abismo, como se estivéssemos em outra "vibe", ou vivendo mundos diferentes. Percebo a inutilidade e a futilidade de conversas e atitudes que não me interessam mais nem um pouco. Atitudes e conversas TOTALMENTE baseada no orgulho. Não sei se fui eu que mudei, eles,ambos, ou se só agora consigo perceber tais atitudes que sempre existiram. Ao mesmo tempo, ainda existe aquele carinho pelo tempo que passamos juntos, um apego ao passado, e um medo do futuro, de não ter mais amigos pra ir a lugar nenhum. E tem mais o beneficio da duvida, que venho dando a eles a bastante tempo, com medo de fazer alguma interpretação errada e cometer alguma injustiça com pessoas que foram muito importantes para mim durante longo tempo.

queria que me desse uma luz, em como encarar e agir nessa situação.
obrigado.

Fábio disse...

Olá Pedro, tudo bem contigo?

É verdade que existem mulheres que só querem conhecer homens apenas pelo prazer de os conhecer, como se fosse tipo passatempo, e não querem ter nada com eles?

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "É certo que quando há beijo, na boca, é muito provável, que vai haver sexo."

Beijo não garante sexo, assim como sexo não garante relação, nem beijo garante relação.

E ainda há aqueles que para quem relação não garante sexo :D

Há homens e mulheres que têm essa percepção errada, de que uma coisa leva a outra. Mas as pessoas podem descobrir que não são compatíveis, e o interesse desaparecer, depois do 1º beijo. Relação não garante relação sequer lol é muito provável que a relação não dure até ao final da vida de ambos.

Tudo na vida é temporário, e por isso é melhor aceitarmos isso com humildade e tranquilidade, e desfrutar o que nos surge quando surge e enquanto durar, com gratidão.

Pedro C. disse...

De nada Ângelo.

Pedro C. disse...

Wallace: "Percebo a inutilidade e a futilidade de conversas e atitudes que não me interessam mais nem um pouco."

Memória não é Realidade.

Não precisas de pseudo-amigos para sair. Podes sair sozinho e ter experiências incríveis, e fazer novas e melhores amizades.

O benefício da dúvida dá-se 1 (ou 2 vezes no máximo), depois se verificamos o mesmo tipo de escolhas e atitudes que não toleramos, acabou-se.

Estás com medo de os largar, é assim que o ego funciona. Provavelmente tens medo da sua reacção, e como já disseste, de ficar sozinho (o que é impossível pois és livre para saíres sozinho e tens muitas formas diferentes de conhecer pessoas novas e novas amizades surgirão).

Na verdade estás desinteressado nesses teus "amigos", logo não sejas falso e andes a fingir que és o grande amigo, sempre pronto e motivado a estar com eles. Podes começar a evitá-los gradualmente, a recusar os convites para sair dizendo que estás ocupado, e mais tarde a deixar de lhes responder. Não há forma simpática de fazer isto, mas pior é ser-se o falso amigo que esconde desinteresse.

Pedro C. disse...

Fábio: "É verdade que existem mulheres que só querem conhecer homens apenas pelo prazer de os conhece"

Não, é falso. Isso não existe como passatempo, como se não existisse ego lol

Há sempre um interesse, seja mais normal ou narcisista. A mulher pode ter saído com o homem para descobrir como ele é, e perder o interesse nele durante o encontro, não querendo assim ter nada com ele.

A mulher pode ter saído com o homem apenas porque se sentia só e precisava de companhia, não querendo ter nada com ele.

A mulher pode ter saído com o homem porque gostaria de estar numa relação e para isso tem de conhecer alguém de quem goste, e que goste dela, mas durante o encontro não gostou do homem e não quer nada com ele.

A mulher pode ter ficado com uma boa impressão do homem na(s) primeira(s) conversa(s) (ao vivo ou online), mas depois no encontro ficou desiludida e passou a não querer ter nada com ele.

Essa ideia do "conhecer apenas por prazer tipo passatempo" parece-me mais uma justificação/racionalização do ego para não ter de lidar com rejeição. Ao ser rejeitado pela mulher, a sua percepção é distorcida para que "ela não quis nada comigo porque ela é assim, sai só pelo prazer de conhecer, tipo passatempo". Ou seja, na sua imaginação ele não foi rejeitado, e assim evita vergonha - em vez de a enfrentar - porque é orgulhoso.

Isso do prazer e passatempo é impossível, há sempre uma intenção. Há sempre um ego, uma preferência, um mínimo de atracção, interesse e curiosidade, e depois há Amor. Se a mulher não quer nada com o homem com quem sai é porque o homem não tem o que é preciso para ela ter esse interesse nele.

O homem tem de aceitar e enfrentar isso, em vez de o negar, distorcer e reprimir. Orgulho tem de ser largado, só assim a Coragem e a Honestidade que nos Libertam surgem.

Romário Belarmino disse...

Pedro, mais uma vez, muito obrigado, pela resposta. Realmente, acho que, com as mulheres, bem como em tudo na vida, nunca se tem a total garantia. Ou seja, não se pode ter a plena certeza de que algo já está garantido e que nada poderá mudar o rumo das coisas.

Pedro C. disse...

De nada Romário.

A única garantia que podemos ter é que estamos neste mundo para aprender lições e evoluir. Seja o que for que nos aconteça, e seja qual for a sua duração, é tudo igual: uma oportunidade para aprendermos uma lição e evoluirmos mais um pouco. O mundo não existe para servir e satisfazer os desejos do ego, mas sim como contexto perfeito que nos permite transcendê-lo e largá-lo para sempre, tornando-nos cada vez mais conscientes, e cada vez mais naquilo cuja Felicidade é Eterna.

Romário Belarmino disse...

Pedro, já reparei que, quando estamos a falar com uma mulher no facebook, ela responde às nossas mensagens, enquanto não manifestarmos o nosso real interesse amoroso nela. Mas, apartir do momento em que começarmos a deixar transparecer o nosso verdadeiro interesse nela, dizendo-lhe, por exemplo, que ela é "linda" ou que a acharmos "bonita" já, para a sujeita, passaremos a ser persona non grata. Ou seja, das duas uma, ou a dita cuja irá demorar em responder às nossas mensagens e, quando responde, diz, apenas, um simples "oi" e "ok", ou passará a ignorar as nossas mensagens, pura e simplesmente.

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "ela responde às nossas mensagens, enquanto não manifestarmos o nosso real interesse amoroso nela"

Expressas o teu interesse numa mulher pelo Facebook, e ela ou deixa de responder ou passa a responder sem entusiasmo?

É simples: ela não está interessada em ti.

Manifestar o nosso real interesse amoroso numa mulher não é uma técnica de sedução com o objectivo de manipular a mulher e fazê-la sentir-se atraída por nós, e interessada em nós. É sinceridade.

A mulher pode apenas responder por simpatia pois não sabe o que se passa, não sabe o que o homem quer. Ora, sabendo o que o homem quer, se ela não quiser o mesmo, ela evita-o ou rejeita-o. Cabe ao homem acordar e perceber isso, largando o orgulho que o impede de aceitar que aquela mulher não quer nada com ele, não está interessada nele, e acabou-se. Grande parte das mulheres só não é sincera e directa na rejeição pois tem medo da reacção do homem, o que pode não ser a melhor forma de o fazer, mas até é válido num mundo de idiotas orgulhosos e violentos, tarados, psicopatas e tipicamente chatos e carentes.

Quando assim acontece aceitamos o desinteresse da mulher, podemos responder algo do género: "Parece que não tens interesse em mim. Eu aceito isso, fico com pena mas não fico chateado. Desejo-te uma vida feliz"; deixamos a mulher em paz, esquecemos-nos dela e continuamos a nossa busca.

Quando uma mulher está interessada num homem ela não deixa de responder e não responde sem entusiasmo. O problema é que quando não se tem a experiência de se descobrir uma mulher que realmente gosta de nós e nos quer, não se sabe distinguir simpatia de interesse, e associa-se mera resposta dela a garantia de interesse. Garanto-te que quando uma mulher está mesmo interessada, gosta de ti e te quer, ela responde-te sempre e com um certo nível natural de entusiasmo. Ela procura o homem e demonstra interesse, é recíproco e mútuo.

Wallace disse...

Embora com boas intenções, eu estava sendo um falso mesmo.

Não existe amizade apenas por gratidão, não é?

Obrigado pela resposta, me ajudou bastante.

Miguel disse...

Boas Pedro tudo bem contigo?
Antes de mais queria pedir desculpas pela minha anterior pergunta, sobre o ego e o feminino, em que deduzi-te ao erro, de qualquer das formas a resposta foi me útil :)

Preciso da tua ajuda Pedro...
O que fazer quando não se tem energia/coragem?

eu já ando há algum tempo, a tentar ser corajoso, mas eu não tenho energia, muitas vezes nem se trata de obter validação ou medo de rejeição, por exemplo, conheci uma rapariga de forma natural e não tenho coragem de me chegar e sentar ao lado dela, tenho amigos que são simpáticos, mas eu mantenho-me fechado e apático, isso anda a me deixar muito triste e em baixo porque eu tento ter coragem, mas estou completamente bloqueado, oiço vídeos de motivação, oiço os teus audio, mas simplesmente não consigo ter um pouco de felicidade.
Quando conheci o coolvibes, também estava assim, mas o entusiasmo por ter descoberto algo novo fez-me evoluir bastante, só que agora estou novamente em baixo e desentusiasmado.

Obrigado :)

Romário Belarmino disse...

Pedro, quando uma mulher que não conhecemos de lado nenhum, do nada, nos cumprimenta no meio da multidão, é bom sinal?

Romário Belarmino disse...

Pedro, uma outra questão, a nível do facebook, é que, quando estamos a falar com uma mulher e a conversa começar a ficar agradável, a dita cuja resolve pedir-nos dinheiro,facultando-nos o número da sua conta bancária, para efeito do depósito. Aliás, a mulher utilisa isto como chantagem de que irá deixar de falar connosco, caso não satisfazermos-lhe as vontades. Agora, não sei se é razoável e íntegro um homem enviar dinheiro para uma mulher que ele nunca viu em lado nenhum. Acho que isto cheira a narcisismo forte por parte da mulher. P.S.: São coisas que me acontecem, frequentemente.

Pedro C. disse...

De nada Wallace. Não existe amizade só por gratidão, nem por piedade lol não estavas sequer consciente da tua intenção, pois não era por gratidão que estavas a manter-te por perto como "amigo", daí a falsidade da tua atitude.

Amizade só existe por alinhamento e apreciação, nada mais.

Pedro C. disse...

Miguel: "O que fazer quando não se tem energia/coragem?"

Pedes ao Espírito por energia/coragem, e depois não pensas mais nisso. Aceitas como és, sem julgares se tens energia/coragem ou não. Chama-se a isso humildade.

Podes estar a vir aqui apenas por entretenimento. Descobriste o Cool Vibes, leste, fez-te sentir bem, e com a energia emprestada fizeste algumas coisas que não costumavas fazer. Mas porque a motivação é estimulares-te/curiosidade e não é mudares e evoluíres, estás na mesma, não houve transformação. Houve energia emprestada, como se estivesses ligado a uma máquina, mas por ti, sozinho, ainda não tens acesso a essa energia no teu dia-a-dia.

Como ter?

Tens de estar disposto a morrer pela tua felicidade, e para isso primeiro terás de atingir o teu fundo de sofrimento. Depois então estarás interessado em mudar e evoluir, em largar e fazer tudo o que for preciso. Foi o que aconteceu comigo, por isso eu sei como é por experiência, nesta vida, todas essas fases. E porque assim o foi, a minha mudança foi real e permanente, a minha vida mudou, pessoas começaram-me a pedir ajuda e surgiu a inspiração para criar o Cool Vibes.

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "quando uma mulher que não conhecemos de lado nenhum, do nada, nos cumprimenta no meio da multidão, é bom sinal?"

Depende... ela pode querer vender-te alguma coisa, ou pedir-te dinheiro lol

Pode também ter-te confundido com alguém que conhece e cumprimentar-te por engano :)

Não é comum uma mulher meter-se com um homem do nada porque tem interesse inicial nele. Não tem mal nenhum, mas não é comum. Já me aconteceu várias vezes, mas não é a regra é a excepção.

Se é bom sinal ou não isso descobre-se conversando com a mulher depois de ela nos cumprimentar.

Pedro C. disse...

Romário Belarmino: "quando estamos a falar com uma mulher e a conversa começar a ficar agradável, a dita cuja resolve pedir-nos dinheiro"

Sim, já não é a primeira vez que colocas uma questão relacionada com as mulheres quererem que lhes pagues coisas, ou que gastes o teu dinheiro com elas.

Primeiro, nunca lhes transfiras dinheiro nenhum. É óbvio que elas estão a tentar aproveitar-se de ti. Mas porque será?

Não me tens de responder, mas responde a ti próprio: és rico? Porque podes estar a passar-lhes a imagem/ideia de seres um homem rico. Podes ser, ou não ser, o importante é analisares as tuas fotos, maneira de ser, visual/roupa, e tentares perceber se tens ar de rico. Porque elas podem estar a captar isso e a tentar aproveitar-se de ti. A melhor maneira de ser/visual é simples e discreto, afugenta logo as materialistas e oportunistas :)

Por outro lado, elas podem captar que ainda és fraco como homem, que são capazes de te controlar e aproveitarem-se de ti para cenas à borla. Isso terás de resolver com auto-respeito, sendo selectivo, e dizendo não a essas mulheres. E evitar falar com mulheres que te pareçam materialistas, ou que pareçam que possam precisar de dinheiro. Essa é uma atitude sábia que te pode ajudar imenso.

Miguel disse...

Boa Noite Pedro:)
Possa, ainda tenho que ir mais fundo para poder evoluir? e eu que pensava que ja tinha atingido o meu fundo, sim realmente essa cena de energia emprestada nunca tinha ouvido falar, mas talvez tenha sido isso que me tenha deduzido ao erro, eu agradeço todos os dias á noite o meu dia e peço sempre ao espírito Coragem e outra coisa por exemplo, se tiver doente peço coragem e saúde, vou passar a não resistir e aceitar-me como sou, essa semana falei com umas amigas sobre a minha vida mediocre e senti-me mais aliviado pois faz parte daquilo que sou, Muito obrigado Pedro, es uma boa pessoa, nem tenho palavras para te descrever, obrigado do fundo do coração:)

Posso fazer mais uma pergunta xD?

Bem Pedro, saio de uma e meto-me noutra, adivinha tu que eu agora apaixonei-me por uma rapariga que tem namorado, o que faço eu?
tudo aconteceu naturalmente, não houve tentativas da minha parte, mas a verdade foi que me apaixonei, eu e ela damos-nos muito bem, como é óbvio eu estou limitado porque dá vontade de beijar e eu não beijo, dá vontade de abraçar e eu não abraço, porque aprendi no coolvibes a não mexer nas mulheres que não nos pertencem xD, o que achas melhor fazer, afastar-me dela (se bem que poderá ser complicado visto que ela anda na mesma turma que eu) ou dizer-lhe o que sinto? e ver se ela acaba com o namorado e vem a correr para mim xD. Obrigado Pedro:)