AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

sábado, 23 de agosto de 2014

"O Que Fazer Quando Se Tem Medo De Beijar A Mulher"

"O Que Fazer Quando Se Tem Medo De Beijar A Mulher"


Pergunta de Leitor:

Olá Pedro! Nunca beijei, nem nunca tive relações íntimas com nenhuma rapariga. Não por falta de oportunidades, mas por medo. Já estive a um passo de a beijar mas o medo surge sempre e impede-me. Fico envergonhado pelo facto de nunca ter beijado e com medo que ela não goste do meu beijo, visto que ela já teve namorado durante um bom tempo e já é experiente na coisa. Resumidamente, tenho medo de dar o primeiro passo e beijá-la. O que devo fazer, Pedro?”


Resposta, comentários:

É engraçado como a resposta à tua pergunta está na tua pergunta.

Como se transcende um medo? Enfrentando-o. A única forma de transcendermos um medo que nos impede de fazer algo normal na vida é enfrentando-o.

E como se enfrenta um medo? Escolhendo fazer o que temos medo de fazer. Fazendo-o, mesmo sentindo medo. Porque esse medo é uma ilusão do ego, e contrariando-o estamos a testá-lo, e fazendo o que nos dá medo, quando o ego nos diz para não o fazermos, faz-nos passar por uma experiência real que nos faz perceber que, na verdade, não havia razão nenhuma para sentir esse medo. A experiência real prova então, que, esse medo era baseado numa ilusão.

De onde vem esse medo então? Porque existe essa ilusão? Porque é tão convincente e quase todos a seguem sem a questionar?

O medo de beijar uma mulher, ou de ir falar com uma mulher, é o medo da rejeição. Para o ego rejeição significa não ter valor, o que é falso. Então se é falso porque incomoda tanto, e porque é tão importante? Porque o ser humano é originalmente um animal tribal, logo ser visto como sem valor e ser-se rejeitado, significava na prática ser-se expulso da tribo e ficar-se sozinho a tentar sobreviver na selva. O que não iria correr lá muito bem, pois nesse contexto as hipóteses de sobrevivência são muito baixas. Ou seja, para o ego rejeição significa sempre, morte. Rejeição faz então o ego sentir vergonha, que é a emoção mais desagradável de todas, e o ego faz de tudo para tentar evitar sentir essa emoção, pois para além de muito desagradável, para ele significa morte.

Nos dias de hoje isto não faz sentido. Já não vivemos em tribos, logo ninguém é expulso de Lisboa, por exemplo (lol) porque uma mulher nos rejeitou. É irreal e ilusório, logo a rejeição só incomoda a esse nível de “é morte”, quem não é íntegro e vive no mundo da fantasia (ilusão), e não na realidade. Ser íntegro significa funcionar-se com a realidade.

Confiança é algo que se experiencia depois de muitos actos de coragem (enfrentar medos). Coragem é fazer o que está certo fazer, independentemente de como nos sentimos. Coragem é então o primeiro passo para a realidade, integridade, e felicidade. Coragem é estar disposto a arriscar tudo, e a dar um primeiro passo para a realidade.

Se temos medo de beijar uma mulher, então beijamo-la. O medo deixa de nos impedir de o fazer quando estamos dispostos a morrer pela nossa felicidade, pois o ego tem medo de ser rejeitado, pois para ele isso significa morrer. Logo é assim que ele nos controla: “se a beijas podes morrer”, o que é ridículo lol mas se tu chegares ao ponto sincero de, “não quero saber, estou farto de não experienciar nada de bom com as mulheres, de não fazer sexo e de não ter namorada, e estou disposto a morrer para o conseguir experienciar”, retiras ao ego a sua mais poderosa arma de controlo: a paranoia da sobrevivência/medo de morrer.

Eu lembro-me da primeira vez que fui meter-me com uma miúda. Eu estava tão nervoso, o meu coração batia tão rápido que parecia que ía explodir, ou que eu ía ter um ataque de coração lol mas fui lá à mesma e falei com ela… e nem sequer fui rejeitado. Acabei a dançar com 2 miúdas atraentes, e depois voltei a vê-las algumas vezes. E isso foi óptimo! O que não foi nada óptimo foram as vezes que sosses invejosos me ameaçaram por ver-me a ir falar com mulheres em bares, e as mulheres idiotas que me empurraram por não estarem interessadas em mim, e por na verdade eu na altura ainda ser uma desgraça de homem ^_^

Mas apesar de toda essa hostilidade, na semana seguinte lá estava eu outra vez. E apanhei de tudo neste caminho, chegando mesmo mais tarde a ter uma faca apontada e a correr tudo bem no final (isto não teve a ver com ir falar com mulheres, foi um “encontro do 3º grau” com um criminoso numa estação de comboios). Então o que me fez, e faz, avançar?

Eu estava tão farto do sofrimento e frustração em que vivia, que já não aguentava mais. Ou era mudar e ser mais feliz e experienciar o que tanto desejava (ao início era ter namorada), ou era morrer. Eu não queria saber, ficar na mesma é que não. Logo o ego pouco pode fazer para me impedir de realmente evoluir e transformar. E porque essa mudança foi real, foi inspiradora, e outros começaram a beneficiar das minhas lições e sabedoria, e daí, mais tarde, surgiu o Cool Vibes naturalmente. Houve de tudo, desde os 80% dos amigos que deixei, e se tornaram ex-amigos, a conflitos familiares, a uma radical mudança de preferências e estilo de vida, etc. Tudo isto envolveu medo, mas porque era evoluir e ser mais feliz, ou nada, porque era inaceitável para mim ficar na mesma tortura de sofrimento, fiz tudo o que era preciso mesmo sentindo medo. E depois há a satisfação da descoberta, do novo estado mais agradável, e fazer as coisas mesmo sentindo medo torna-se ainda mais fácil, pois sabes que depois vais-te sentir muito melhor, e tudo melhorará.

Mas primeiro tem-se de arriscar, tem-se de enfrentar o medo. Temos que estar dispostos a morrer pela nossa felicidade, e para isso, ficar-se na mesma tem de ser inaceitável para nós.

Talvez a minha história te inspire a dar o passo de coragem e a beijar a mulher mesmo quando sentes medo, ou talvez não. Seja como for, está aí para o benefício de quem a ler.

Mas falta uma coisa… então onde está a resposta na tua pergunta?

Repara, para o ego orgulho é das coisas mais importantes, senão a mais importante. Portanto, para ele, esquece lá isso de fazer coisas em que pode ser rejeitado. Ele não quer nada que possa destruir a sua falsa auto-imagem de perfeição… porque isso o levaria a sentir vergonha, o que para ele é o mesmo que morte. Só que é inevitável não se ser rejeitado ao andar a meter conversa com mulheres e a dar-lhes beijos. Então como se lida com esta vergonha paralisante? Temos de enfrentar o medo de a experienciar. Ou seja, admitimos tudo aquilo que nos deixa envergonhados, e assim retiramos poder a tudo o que nos possa fazer sentir envergonhados, pois vergonha é tal como o medo, uma ilusão do ego.

Então tens de começar a admitir às mulheres que te sentes atraído por elas, que as queres beijar, mas porque não tens experiência sentes uma vergonha que te torna difícil beijá-las, pois achas que por elas terem experiência podem vir a não gostar do teu beijo, e perdem o interesse em ti.

Repara como o ego ao ler isto entra quase imediatamente em pânico lol “o quê, admitir fraquezas?! Para ela me achar um idiota?! Nunca! Irei antes fingir que sou perfeito e que está tudo bem e que tenho tudo sob controlo, assim com falsidade ela vai-me adorar!” haha

Não.

Temos de admitir tudo o que somos, sentimos e pensamos, e assim essas coisas deixam de nos controlar e limitar. Ao aceitares como normal essa vergonha de beijar, e vergonha por nunca ter beijado, isso perde poder e deixa de ser um obstáculo. Assim que te sentes confortável com como és e o que sentes, ninguém te consegue mandar abaixo ou ofender, pois tu sabes que és assim e não tens qualquer problema com isso.

“Fogo, és mesmo estúpido! Nunca beijaste uma mulher e tens vergonha de beijar uma mulher! Haha que falhado!”

“Sim, é isso mesmo. E depois? =) “

E esta é uma excelente maneira de seleccionares as pessoas, e de assim te veres livre rapidamente dos idiotas. Todos aqueles que se puserem a gozar com aquilo que admitiste, ou que te condenem por seres assim, são oficialmente idiotas a rejeitar e evitar.

E porque são eles idiotas? Porque estão inconscientes da realidade, e por isso do ego, e por isso do facto de que todos experienciamos essas emoções e temos essas limitações no ego. O ego é igual em todos nós, sem excepções, mas eles estão em negação, não aceitam isso, e preferem fingir que são perfeitos (lol), e usar a confissão de fraquezas dos outros como uma oportunidade para se sentirem superiores e melhores.

Quase ninguém admite as suas fraquezas, e devido a como o ego é, admitir as fraquezas é dos maiores actos de coragem que se pode ter. Eu sei que tens vergonha de beijar mulheres e que nunca beijaste nenhuma mulher, disseste-o no comentário, mas eu não acho que sejas um idiota por causa disso. Acho que foste corajoso para o confessar aqui, e que foste sincero. E quem não consegue reconhecer o valor desse acto é oficialmente alguém que é uma perda de tempo.

Queres beijar a mulher? Diz-lhe isso.

Sentes vergonha? Diz-lhe isso.

Nunca beijaste uma mulher e não tens experiência com as mulheres a nível sexual e de relações? Diz-lhe isso.

Só as idiotas é que te irão gozar e desrespeitar por causa disso. As mulheres que valem a pena, e aquelas que realmente gostam de ti, vão-te aceitar assim mesmo, sentindo-se gratas pela tua sinceridade e humildade, e irão valorizar o teu acto de coragem.

Para além disso, se queres beijar a mulher, podes simplesmente beijá-la. Sentes o medo, sentes a vergonha, mas aproximas a tua cara dela à mesma até a beijares. Que se lixem as consequências, é beijar a mulher ou morrer =)

Extra: é normal a mulher rejeitar os primeiros beijos, faz parte da sua natureza e está certo. Ela na verdade quer ser beijada pelo homem, mas gosta de adiar isso e “rejeitar” as primeiras tentativas, pois isso traz-lhe satisfação à sua essência feminina. E isso é giro de contemplar, faz parte da experiência normal de andar em busca da próxima namorada. Quando ela rejeitar a primeira vez, a única coisa que tens de fazer é confessar como te sentes e o que queres: “não quereres o meu beijo faz-me sentir embaraçado, e de certa forma um pouco irritado pois quero-te beijar. Se não tens qualquer intenção de me beijar é melhor dizeres-me já e cada um segue a sua vida, pois eu quero-te beijar e vou voltar a tentar em 10… 9… 8…” =D



Obrigado pela tua pergunta.

21 comentários:

David Nunes disse...

Muito Obrigado Pedro, passo pela mesma situação :)
haha
Estive a estudar e sair de casa sozinho, todos os dias, muitas horas e, começar conversas na rua faz um tempo.Para perder um pouco desse nervosismo, pode-se mudar o pensamento de " Ah, isso é a salvação, só vou ser feliz ao alcançar isso" ao " Ah, isso é algo bom e fixe, tocá-las e conversar com elas me dar alegria de viver" ? Também, compreender que as mulheres são seres humanos com emoções também vem me ajudando a perder o nervosismo.E valorizar muito , no dia a dia atividades de relaxamento e praticar um esporte.
Eu tive duas saídas mais intimas com uma mulher, em que tivemos boas conversas e momentos de até ligação , mas não a beijei como também fique nervoso e ela acabou se fartando na segunda kkkk.
Enfim ,obrigado por mostrar esse caminho :) Hoje , é o site que eu vejo mais que facebook e google
juntos multiplicados por 25 vezes.

nelson goncalves disse...

Esses sosses que ameaçaram-te foram mais além? E as mulheres? Isso também é derivado do ego , há homens e mulheres que gostam de fazer isso só para serem os maiores ou era devido ao teu nível de consciência na altura?
Quando te apontaram a faca como reagiste na altura? O que disseste ao individuo?

Pedro Ribeiro disse...

Muito Grato pelas tuas palavras Pedro! :)

Pedro C. disse...

David Nunes: "Para perder um pouco desse nervosismo, pode-se mudar o pensamento"

A mudança que fizeste não é muito grande, pois ainda coloca na mulher a fonte de felicidade e alegria. Melhora, pois a 2ª forma de pensar é mais descontraída, mas pouco. Uma frase mais alinhada com a verdade, e por isso mais poderosa e eficaz é, "Apesar da mulher não ser a fonte da minha felicidade e existência, mas sim o Espírito, é bom estar com uma mulher bonita e isso torna a minha vida humana melhor".

Se vês mais o Cool Vibes que o Facebook e o Google juntos, isso quer dizer que este deve ser o melhor site de todos os tempos ^_^ eu sei que não é, mas obrigado.

Miguel disse...

O Nelson ate parece que não sabes como o Pedro livrou-se daquela situação da faca. ele colocou lentamente os braços ao lado do corpo e em menos de 1 segundo puxou da sua arma e Bang!! matou o homem e um urso com um só tiro, por causa disso ele hoje é conhecido como o Grande BIG BANG!!AHAHAH. este espírito de faroeste já não larga o coolvibes

Pedro C. disse...

Nélson Gonçalves: "...como reagiste na altura? O que disseste ao individuo?"

Antes de responder às perguntas, tenho de avisar que, se não sabes o que estás a fazer não me tentes imitar, pois as consequências nessas situações que descrevi podem ser graves. Isto que vou dizer não são sugestões e não me responsabilizo.

Ambos fomos responsáveis, ou seja, foi devido à minha falta de experiência e nível de consciência (NdC), e devido ao NdC/ego delas e deles. Fraqueza convida agressão, pois o ego não consegue resistir à tentação de ganhar um shot de orgulho e superioridade, ao se aproveitar e abusar de alguém mais fraco, que não se consegue defender nem contra-atacar. É vitória garantida e segura ^_^

As mulheres empurraram-me, eu percebi a mensagem e afastei-me. Os homens ameaçaram-me, e eu aí fui esperto =) na discoteca é difícil perceber o que os outros dizem, e eu simplesmente fingi não perceber o que eles estavam a dizer, e virava a cara com a mão na orelha e perguntava calmamente, "o quê? não consigo ouvir", eles lá íam repetindo até que desistiram lol porquê? Porque a emoção de raiva que os fazia querer bater-me ou estar chateados comigo era temporária, e eu sabia disso. Então em vez de lidar com a situação como um animal e tentar resolvê-la a nível físico, resolvia-a a nível emocional: basta não dar razões ao ego para seguir a emoção de raiva, deixá-lo confuso e esperar, haha!

Quando ao "faqueiro das trevas", ele queria-me assaltar, mas falou como se só estivesse a pedir dinheiro inocentemente. E eu percebi isso, e respondi-lhe que não tinha dinheiro, como se ele fosse um sem abrigo, haha! Ele, claro, não gostou pois não estava a controlar a situação, e ficou com o orgulho ferido. Então sacou da faca lol como reagi? o que lhe disse nesse momento? Não reagi, nem lhe disse nada, e é esse o segredo. Nesse momento lembro-me que ele começou a dizer que me podia fazer isto e aquilo com a faca, e eu mantive-me em silêncio, a olhá-lo nos olhos, a contemplar todo aquele espectáculo lol depois perguntou-me se eu acreditava em Deus, e eu respondi que sim. Mas mais importante do que lhe dizer que sim, foi demonstrar-lhe que sim. Então fiquei apenas a olhá-lo nos olhos e a contemplá-lo em silêncio, nesse momento aceitei tudo o que me poderia acontecer e entreguei ao Espírito (Deus) o resultado da situação, que podia ser fatal. Nesse estado o ego desaparece, e com ele o alvo do "faqueiro". Assim como a energia que surge nesse momento influencia o "faqueiro" também. Portanto eu aceitei que podia morrer naquele momento, e o "faqueiro" simplesmente perdeu a emoção que tinha para estar com a faca, e porque o que ele queria fazer não fazia sentido nenhum e não havia ninguém (o meu ego estava silenciado, logo ele não tinha alvo(adversário/alguém contra ele), ele desistiu, disse qualquer coisa e foi-se embora.

Contemplar resulta ^_^

Pedro C. disse...

Miguel: "este espírito de faroeste já não larga o Cool Vibes"

lol eu já respondi ao Nélson como a situação aconteceu.

"Cowboys e índios" foi o primeiro tema de entretenimento e brincadeira que conheci na vida, quando ainda mal falava, e é das minhas coisas favoritas desde então. Adoro Westerns, são filmes com verdadeiros heróis e bons exemplos de homens silenciosos e confiantes, entre outras coisas. Há Westerns muito maus lol mas quando são bons, são inacreditáveis. Talvez venha a fazer um post sobre isso.

Na verdade sou conhecido por Cowboy de 7 Rios lol nome que me foi colocado por 2 mulheres ^_^

Miguel disse...

Sim:) eu agora tive a ler e é como a minha avó diz "brigam dois se um quiser, basta um não querer para não haver briga.

Sim seria fantástico se fizesses um post sobre Western, eu sou um apaixonado pelo cinema em geral, também noto aquela energia silenciosa que falas principalmente no Clint eastwood, as vezes ponho-me à frente do espelho a tentar imitar o olhar dele ahahah sou tão estúpido, também tento fazer esse olhar para as raparigas, mas acabo sempre por rir.
Por outro lado talvez devido há época que se passa os westerns, eu noto um machismo por parte dos homens em relação ás mulheres e são filmes com...agora esqueci-me da palavra tipo qualquer coisa dão logo um tiro xD. Mas claro que não te vou esconder que gosto de ver aqueles duelos em que eles se metem no meio da rua. acho que foi a semana passada vi o Shane já estava na lista de espera há imenso tempo, também vi um outro "O Pistoleiro Do Diabo" que tem as suas cenas mesmo há Macho quanto aos índios vi aquele que deves conhecer pois está no livro do Dr Hawkins o "Dance With Wolves" este para mim é TOP xD.
AHAHAH Cowboy dos 7 rios, porque 7 rios?
eu cá sou conhecido como o Revolver 100 Balas hahaah agora lembrei-me daquele teu amigo que disse que ele era conhecido como "berbequim do Amor".
Abraços!!

João Fonseca disse...

Olá Pedro!

A minha namorada no passado teve uma depressão devido a uns problemas na vida.

Estava a conversar no outro dia com a minha namorada e ela perguntou-me se, caso ela voltasse a ter uma depressão, se eu continuava com ela. Eu respondi que não sabia o que fazia pois só estando na situação e vendo como me sentia. Talvez sim, talvez não.

Ela disse-me que a minha resposta era um bocado egocêntrica pois só estava a pensar em mim e disse que, na sua opinião, quando duas pessoas se amam isso é irrelevante.

Embora compreenda o ponto de vista dela, acho que uma pessoa depressiva pouco ou nada tem a oferecer para uma boa relação e possivelmente me iria deitar também abaixo. (não me refiro a ela sentir-se mal de vez em quando, refiro-me a uma depressão, em que os estados são constantemente negativos).

Estou a ser demasiado egocêntrico ou o certo aí seria continuar a relação?

Abraço!

João P. disse...

E quando se está numa situação de com 30 anos nunca ter tido qualquer experiência amorosa e sexual?

Deveria contar isso para a mulher?
Com esta idade não é demasiado humilhante?

Não ter qualquer experiência para mim me faz sentir mal e com vergonha. Não me sinto atraente. Mas estou a iniciar um caminho de evolução e ainda tenho muito que aprender.

Obrigado pela tua resposta.

João Fonseca disse...

Pedro, eu e a minha namorada decidimos terminar hoje a nossa relação.

Ela disse que somos muito diferentes e temos gostos muito incompatíveis, e tem razão. E que já não se sentia tão bem comigo, devido a umas parvoíces que fiz no início da relação, mas aprendi essa lição e nunca mais as repeti.

Ela disse que não se sentia bem em continuar porque, no passado sábado, veio ter com uma amiga muito perto de onde eu estava a passar férias, mas não veio ver (era 10 minutos de carro), o que me deixou triste porque eu gosto dela. Mas, em vez disso, preferiu ir sair à noite com um grupo que incluia essa amiga, o que me fez sentir ser menos importante que esse grupo. Ela hoje disse-me que sim, porque os amigos ficam e os namorados passam.

O problema principal penso ter mostrado interesse nos gostos dela. Estou triste e a sofrer um bocado pelo fim da relação, e não sei se fui demasiado idiota no meio disto tudo e se a culpa foi totalmente minha. Mas, a verdade, é que eu gosto dela e ela não é assim tão má quanto isso.

Porque eu ainda gosto dela, achas que deva mandar-lhe uma mensagem a dizer que posso mudar ou que devo continuar a minha vida?

Pedro C. disse...

Miguel: "as vezes ponho-me à frente do espelho a tentar imitar o olhar dele ahahah sou tão estúpido, também tento fazer esse olhar para as raparigas, mas acabo sempre por rir"

lol isso é engraçado, mas ainda não tens acesso a essa energia, ainda não é o teu NdC.

Cowboy de 7 Rios pois 7 Rios era o nome da zona onde vivia. Vivia muito perto dessa zona, para ser mais correcto.

Como disse há westerns horríveis, mas se apenas nos focarmos nos maus westerns e no que têm de mau, em vez de vermos os westerns íntegros e valorizarmos os seus bons exemplos de coragem, heroísmo, etc, nada se aprende.

Pedro C. disse...

Miguel: O Shane e o Dances With Wolves estão no meu Top 5 de Westerns favoritos :)

Pedro C. disse...

João P. : "Com esta idade não é demasiado humilhante?"

A idade é irrelevante. O que precisas de fazer está explicado no post. Agora, ou escolhes ter a coragem para admitir isso e assim vês-te livre para sempre dessa prisão que te impede de te relacionares com mulheres; ou podes continuar agarrado à ideia de que é demasiado humilhante para ser partilhado, e serás infeliz para sempre. Se queres continuar frustrado e a sofrer isso é escolha tua. A verdade é que não tem nada de humilhante ser-se virgem aos 30. É apenas mais uma ilusão de inferioridade do ego, espertamente engendrada para te manter longe da verdade e do amor.

Coragem!

Pedro C. disse...

João Fonseca: "Estou a ser demasiado egocêntrico ou o certo aí seria continuar a relação?"

O que lhe disseste está correcto: "não sabia o que fazia pois só estando na situação e vendo como me sentia". Não só foi correcto como humilde, pois lidar com alguém depressivo não é nenhuma brincadeira. Antes honesto que fingir ser um "super-homem do amor" que nada o afecta e está sempre pronto para amar lol talvez te tenha faltado uma explicação mais humilde em termos de, apesar de gostares dela não saberes se tinhas a capacidade para aguentar uma relação com alguém depressivo.

A pessoa depressiva é a única responsável pela sua depressão, tem de fazer algo em relação a isso, e tomar medicação é perfeitamente válido e normal, se necessário.

Por outro lado, o amar-se à mesma depende do NdC de ambos. Se não estás num nível depressivo é normal que não te interesses pela falta de vida e energia que aí se experiencia... logo ninguém te pode exigir que sejas infeliz só para outra pessoa não se sentir rejeitada.

Quando a mulher faz uma pergunta desse tipo, pode estar só a tentar perceber o quanto o homem gosta dela. A forma como respondeste, apesar de sincera, não a teve muito em consideração. Repara:

"Eu gosto de ti, mas nunca tive uma relação com alguém depressivo. Não sei como isso é, e isso assusta-me um pouco. Só estando na situação e vendo como me sentia... não por não gostar de ti, mas precisamente por gostar de ti e o teu estado me deixar triste. Não sei se conseguiria lidar com isso, mas sei que iria tentar."

Com esta resposta sincera, tendo-a em consideração e comentando o que sentes por ela, ela não te iria achar egocêntrico.

Por outro lado, o hipotético (e se no futuro...) é inútil. Só o que é real importa para fazermos as nossas escolhas. Nenhum dos dois sabe se ela vai estar depressiva ou se tu acabavas a relação... logo o que era importante responder tinha de vir do momento real em que a pergunta foi feita, ou seja, a intenção dela para a fazer. E parece-me que a intenção era perceber se realmente gostas dela ou não.

Pedro C. disse...

João Fonseca: "achas que deva mandar-lhe uma mensagem a dizer que posso mudar ou que devo continuar a minha vida?"

Continua a tua vida.

Repara:

1 - As parvoíces que fizeste no início da relação são irrelevantes para o caso, pois aprendeste a lição e não as voltaste a fazer. Logo ela está a usar uma memória de ti, e não a realidade presente de ti, para fazer a sua escolha;

2 - Vocês são diferentes. Já o eram antes da relação começar, mas na altura não se aperceberam disso... logo era apenas uma questão de tempo até essa incompatibilidade se sentir, e desmotivar a continuar uma relação na qual não é possível harmonia, devido a essa mesma incompatibilidade. Foi um caso de atracção, em que no máximo saíam umas vezes e curtiam, mas devido às diferenças (NdC, preferências, personalidade, etc) não era possível uma relação;

3 - Essa história da amiga só prova que ela nem sequer está pronta para estar numa relação. E a dica "os amigos ficam e os namorados passam", é das mais idiotas que eu já li aqui no Cool Vibes hahaha! ela nem sequer tem amigos, nem sabe o que verdadeira amizade é... 85% das pessoas não são íntegras, logo as amizades são falsas, são baseadas em necessidade, companhia, falsas aparências, cobranças, aprovação, validação, etc. São narcisistas, usa-se os "amigos" por razões narcisistas, logo, apesar de parecer que sim, não se quer saber deles na verdade (só quando se pode ganhar algo com isso lol), logo é uma falsa amizade. É precisamente o namorado que importa, acima dos pseudo-amigos lol quando nos tornamos íntegros aquilo que desaparece mais rápido são os "amigos" :) amor é o que mais importa, pois numa relação amorosa há proximidade suficiente para evolução ser possível, para narcisismo ser transcendido. "Amigos" é uma ligação distante e superficial, na qual ninguém se dedica a ninguém se não tiver algo a ganhar com isso (seja físico ou emocional). Só que como ela não está interessada em evoluir, prefere eliminar aquilo que a poderia ajudar nesse aspecto, e envolver-se com aquilo que a permite manter-se ser a mesma desgraça :D ela basicamente escolheu o mundo do ego e do não querer saber, e não se ter de dedicar a ninguém, em vez de escolher intimidade, amor, afecto, aprendizagem, etc.

4 - É normal sentires-te triste e a sofrer, afinal de contas o lado positivo de uma relação é bom de se experienciar, e quando algo bom acaba é normal ficarmos com pena. Mas a tua vontade em recuperá-la está a vir dessa pena (emoção) e não de como ela é (realidade). Ela não quer mais uma relação contigo, já o provou por actos e palavras, e acabou-se. Sim, não foste o perfeito namorado, e depois? lol uma relação não é feita de perfeição, mas sim de compatibilidade (NdC, personalidade), de dedicação, esforço, boa vontade... espiritualmente é uma "ferramenta" de aprendizagem humana.

A onda foi-se, deixa-a ir. Pois enquanto tiveres prancha (coração), poderás sempre voltar a surfar :)

ricardo ferreira disse...

Pedro mais uma vez gostaria de saber a tua opinião...

Devemos afastarmos de pessoas que fumam digo isto porque acho que é um sinal de desrespeito para o corpo delas/saúde delas e se são assim para elas próprias... ou estou a ser demasiado paranóico?

Obrigado.

Pedro C. disse...

Ricardo Ferreira: "Devemos afastarmos de pessoas que fumam"

Sim, estás a ser paranóico. Se a pessoa fuma ou não fuma, isso é irrelevante relativamente a que nível de consciência tem. Fumar não é uma actividade do demónio, como a sociedade quer que acredites que é. Tal como o comediante Bill Hicks dizia, "Todos os dias, morre, um não fumador", haha!

Agora, excessos, isso já é outra coisa. Excesso e vício já denotam um nível de consciência não-íntegro, mas mais importante que andares a fazer uma caça às bruxas do que os outro metem no corpo, procura reparar mais em como eles te tratam e tratam as outras pessoas, no seu estilo de vida e tipo de escolhas, se mentem e manipulam, se sugam a energia aos outros procurando a sua atenção e aprovação, se são consistentemente egoístas e narcisistas, se admitem erros e pedem desculpa e aprendem com esses erros ou se não fazem nada disso, etc.

ricardo ferreira disse...

Hehe, eu sabia que era uma pergunta um bocado "pó" parva.

Sim é o que eu ando a fazer, mas sobretudo a ouvir o meu "interior" se isto é a expressão mais correcta.

Abraço.

Pedro C. disse...

Ricardo Ferreira: «mas sobretudo a ouvir o meu "interior"»

É boa ideia seguires a tua intuição :)

Miguel disse...

Bom Dia:D

Sim, eu sei que ainda não é o meu nível de consciência, quem me dera os bandidos iam fugir todos ahahah.
Aqui onde vivo há uma zona chamada 7 Cidades :)
Sim eu quando vejo um filme que não está oficialmente recomendado pelo coolvibes ou pelo Dr Hawkins eu procuro sempre ver se o filme é integro e qual a lição que posso tirar dele se bem que há filmes que para mim é difícil tirar boas coisas:)
O Dance With Wolves é muito bom, vou-te revelar um segredo, tu gostas de cowboys, e eu adoro os índios. e para ajudar a festa ainda tem lá o Kevin Costner, autor que me fez chorar pela primeira vez vendo um filme o "Campo De Sonhos" naquela cena em que ele vai jogar basebol com o pai. resumindo eu choro em quase todos os filmes que recomendas hahaha, mas não é um chorar de tristeza é um chorar do tipo "ena ganda filme, ganda história". Bem Pedro vamos acabar a nossa conversa por aqui para não atrapalhar aqueles que realmente precisam das tuas respostas.
Vou aproveitar esse comentário para fazer uma pergunta.

Pedro vou ser directo e objectivo, eu tenho medo de mulheres, eu armo-me em campeão, mas depois quando as coisas começam a acontecer eu fico com medo, eu sempre tive esse medo, recentemente uma rapariga convidou-me para sair, em principio será apenas uma saída porque ela tá numa relação aberta, então eu fiquei um pouco com o pé atrás se aceitava ou não o convite, mas decidi aceitar porque percebi que o meu ego estava a tentar fugir ao encontro, então aceitei o encontro porque vai me fazer enfrentar o meu medo porém Pedro eu estou cheio de medo, super nervoso, isso é caso de policia ahhaah. Ainda por cima ela quer me pagar a comida num restaurante caro, e eu não me sinto confortável com o facto de ela pagar tudo e eu não pagar nada, é um gesto muito bonito da parte dela, mas eu acho que não mereço tanto.
o encontro é na terça tens ate segunda feira para responder senão és banido dos 7 rios hahahaah.
Abraço:)