AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

“Como Ultrapassar a Vergonha e Insegurança de Ter Um Pénis Pequeno”

“Como Ultrapassar a Vergonha e Insegurança de Ter Um Pénis Pequeno”


Pergunta de leitor:

“Olá Pedro, gostaria de falar sobre algo muito delicado para mim. Por conta de ter um pénis pequeno, tenho medo/insegurança em me relacionar sexualmente com as mulheres. O que fazer, já que esse aspecto físico é imutável? Sei que a pergunta em si não é elevada, mas não sou elevado. Se puderes ao menos comentar sobre o assunto seria óptimo.


Resposta, comentários:

Olá!

Primeiro, não te preocupes com a questão da pergunta ser elevada ou não. O facto de selecção aqui não é se a pergunta elevada, mas sim sincera e humilde, com base na realidade, e que venha de uma intenção de aplicar na prática os princípios que irão aliviar o teu sofrimento, e/ou ajudar-te a alcançar novos níveis de felicidade.

Foste sincero, e minimamente humilde, ao admitires “Sei que a pergunta em si não é elevada, mas não sou elevado”. Isso é bom, estás no bom caminho. Sem humildade não é possível evoluir, e só com evolução é que o sofrimento é transcendido, e coisas como vergonha e insegurança são ultrapassadas.

Indo directamente à questão em si… essa vergonha e insegurança em ter um pénis pequeno nada mais é que uma ilusão do ego para te manter infeliz. É uma ideia falsa que pode ser largada a qualquer momento. É uma percepção inútil, na qual só acreditamos se quisermos. É limitador porque deixamos ser limitador, e deixamos ser limitador porque na verdade queremos. O ego quer que seja limitador pois assim pode sentir o prazer de ser a vítima, de ter uma história infeliz, de não ter de andar para a frente e enfrentar os seus medos, de não ter de fazer actos de coragem, de não ter de ir para o mundo e conhecer mulheres e ser rejeitado várias vezes, etc.

O que importa não é o tamanho do pénis, mas sim o tamanho do Coração.

Esta frase quase que dá vontade de rir, pois parece um cliché lol mas é verdade, e eu vou-te explicar exactamente porquê, e como usá-la para que o teu supostamente pequeno pénis se torne do tamanho do Universo ^_^

Lol

Ou seja, em vez de ser algo que te limita com vergonha e insegurança, passará a ser algo que irá ajudar-te na tua evolução, e processo de selecção, e contribuir para o teu auto-respeito e confiança, assim como melhores experiências com as mulheres e na vida em geral.

“Mas como pode um pénis pequeno ser uma coisa boa?!”

Não é uma coisa boa, nem uma coisa má na realidade. O ego vê isso como uma coisa má, pois pelo ego vês-te através dos olhos do orgulho. E ou tens aquilo que o ego julga como bom e podes sentir orgulho, ou tens aquilo que o ego julga como mau e sentes vergonha. Mas pelos olhos do Coração grande, ou Espírito, ou Amor, seja o que for que tenhas, é visto como potencial de evolução, cura, humor e ferramenta humana para mais felicidade.

Enquanto que o ego pode usar tudo para te manter infeliz, o Espírito pode usar tudo para te ajudar a evoluir e a sentir mais feliz. Resume-se a de que lado estás, e com o que te decides alinhar.

Então vamos por partes, e vamos atacar esta ilusão do “pénis pequeno mau” de vários ângulos.

Primeiro, quem te disse que o teu pénis é pequeno? Tens provas disso? Foi uma mulher que o viu e te disse que ele era pequeno? Foi algum amigo que o viu e te disse que ele era pequeno? Comparaste-o com o de outro homem? Leste não sei onde que o tamanha normal é “X”, foste medi-lo e ele tem de facto menos uns centímetros do que é considerado normal? De onde veio essa ideia, concretamente, de que tens um pénis pequeno?

A intenção aqui é colocar em causa a crença idiota e inútil do ego. É baralha-lo para que enquanto o totó do ego estiver distraído em busca de provas, o Espírito possa entrar em acção com a sua Luz e desfazer a sombra que te está a limitar com vergonha e insegurança.

Se não tens nenhuma prova concreta e real de que o teu pénis é pequeno, estás-te a agarrar ao nada e essa ideia é inválida. Podes esquecê-la. E em relação ao tamanho do pénis, só existe uma prova real e concreta: sexo com uma mulher ^_^ o que é divertido.

Repara, a vergonha e insegurança de ter um supostamente pénis pequeno é a percepcionada vergonha de não se ter o que é preciso para dar prazer sexual à mulher. Logo se fizeres sexo com uma mulher, e ela tiver prazer sexual, podes esquecer o drama do pénis pequeno, pois isso é a prova de que o teu pénis é grande o suficiente.

Então enquanto não passares pela experiência de fazer sexo com uma mulher, podes esquecer essa ideia de que tens um pénis pequeno e incapaz de dar prazer a uma mulher, pois ainda não sabes isso. Só sabemos o que experienciamos na realidade, o resto são ideias hipotéticas inúteis de um futuro imaginado. Se não o sabemos por experiência, então não o sabemos. É a realidade que importa, e não as conclusões hipotéticas da mente.

Segundo, um pénis grande aleija a mulher. É isso que qualquer mulher normal te dirá. Portanto o pénis não precisa de ser grande, apenas minimamente “normal”, signifique isso o que significar. Portanto pode ser um pouco mais pequeno que o normal, e é perfeito.

Terceiro, nem sequer precisas de pénis para dar um orgasmo a uma mulher. Tens a língua e as mãos… e se de facto tens um pénis que não tem tamanho suficiente para a mulher sentir prazer, podes-lhe dar prazer de outras formas. Logo na prática a paranoia do pénis pequeno é inválida. Só que sem a prática (experiência sexual com a mulher), nunca o saberás. Podes portanto aprender como dar prazer sexual à mulher com a língua e os dedos, e levá-la à loucura =D e ela vai adorar, mesmo que tenha visto o teu pénis e o ache pequeno.

Quarto, pénis. Palavra aborrecida lol retire a seriedade de caso de vida ou de morte da situação dando nomes cómicos ao teu pénis, tais como: Canhão da Sedução, Tronco do Amor, Cobra Malandra, etc. lol humor cura, e no teu caso é essencial usares tudo o que possas para desfazer essa ilusão inútil do ego, e deixares de ser limitado por essa vergonha e insegurança. Mais importante do que teres razão em relação a, “sim, de facto tens um pénis pequeno que não dá prazer sexual às mulheres, portanto sim, faz sentido sentires-te depressivo e não fazeres nada para ter namorada”, é usares tudo para te veres livre dessa percepção negativa e inútil do teu ego. O teu ego quer ter razão, quer que o pénis seja visto como pequeno, e quer que te sintas mal por causa disso. Mas para quê? Lol qual é a utilidade disso em termos de felicidade? Nenhum, logo é inútil e algo a ser questionado, posto à prova, desvalorizado, ignorado, rejeitado, esquecido, transcendido e usado como material de comédia e evolução.

Quinto, aceita que o pénis é pequeno e confessa-o quando apropriado. Imagina que uma mulher te pergunta se o pénis é grande… o que respondes? “Eu acho que é pequeno, e isso deixa-me envergonhado e inseguro para fazer sexo com as mulheres”. Se a mulher realmente gostar de ti vai achar essa confissão amorosa. Ela vai-te ajudar nesse aspecto, e vai-se sentir mais à vontade contigo pois é isso o que acontece quando admitimos as nossas limitações humanas. Repara, só mulheres muito idiotas é que têm como factor principal de escolha de homem o tamanho do pénis. É preciso ser-se mesmo muito “animalzinha” (capacidade de apenas apreciar a parte física do homem) para isso ser o mais importante para uma mulher.

Toda a minha adolescência eu tive complexos relativamente ao meu corpo e aparência. Não só tinha acne, como sempre fui muito magro, mais magro que o normal, e ainda sou, e isso é um facto. Nessa altura achava-me feio, e sentia vergonha da minha aparência, o que me deixava inseguro relativamente a tudo o que envolvia o sexo feminino. Curiosamente nunca tive a paranoia do pénis pequeno, mas tive a paranoia do corpo inteiro ser inadequado, feio e não desejável pelas mulheres. Eu acreditava que nunca nenhuma mulher iria gostar de mim por eu ser feio. A primeira coisa que desapareceu quando iniciei este caminho em 2004 foi precisamente essa vergonha e insegurança relativamente à minha aparência lol

Hã?! Então mas eu não era feio?! Hmm… será que de repente me tornei bonito? Lol Fiz operações plásticas? Haha não. O meu corpo é exactamente o mesmo palito humano =D e assim que mudei a minha percepção da minha aparência, curiosamente o acne desapareceu para sempre. Magia? Não, poder de cura do Espírito.

Eu tenho daqueles metabolismos rápidos que não permitem acumular gordura. É assim o meu corpo, magro, mas saudável. Não sou magro por me achar gordo e ser assim anorético… nem vomito as refeições. Como quando tenho fome, e como de tudo, o sosse simplesmente consome toda a gordura e comida rapidamente. Então tenho o super-poder de, quando me ponho de lado, torno-me invisível :D

E o que as mulheres acham da minha magreza? Para a maior parte sempre foi irrelevante, é como se eu nem fosse magro. As conversas sempre foram acontecendo, as ligações sempre foram acontecendo, as saídas sempre foram acontecendo, os beijos sempre foram acontecendo, as experiências sexuais sempre foram acontecendo, as relações e namoros sempre foram acontecendo… a minha magreza, desde que entrei em acção e activamente procurei melhorar a minha vida amorosa e alcançar um nível de satisfação e alegria nesta, nunca foi um obstáculo para ir experienciando o que há de melhor para experienciar com as mulheres.

Fui rejeitado? Claro! Lol todos somos, nunca somos atraentes para todas as mulheres, seja qual for o nosso nível de consciência, tipo de personalidade ou tipo de corpo. Nunca agradamos a todas, e isso é normal, e aprender a lidar com isso faz parte da nossa evolução como ser humano. E como homem, é muito, mas muito mais importante a nossa atitude do que o nosso corpo. Quando a mulher gosta de nós, sejam quais forem as nossas imperfeições humanas, ela irá ver isso através dos olhos do amor pessoal, e achará isso giro e engraçado, e não horrível, inferior e motivo de vergonha e rejeição do homem. É isso o que a experiência nos demonstra e ensina.

Sim, em 10 anos houve umas 3 ou 4 mulheres que referiram a minha magreza como algo mau. Bang bang bang! Houve um rejeitado na interacção, e não fui eu ;) na verdade fui rejeitado pela minha magreza, o que eu até poderia ter contornado com a minha atitude, mas através da dica delas percebi logo a peça não-íntegra com que estava a lidar, perdi todo o interesse, e saquei o revólver das balas de Luz, rejeitando a sua essência, haha!

Passo a explicar:

Uma já me conhecia e veio-me convidar para sair… incluindo no convite (mensagem no Facebook) “quero-te mais gordo”.

Hahaha!

Educadamente rejeitei o convite e disse-lhe a verdade, que apenas estou interessado numa mulher que goste de mim como sou agora, a quem ou o meu corpo magro agrada, ou para quem não é o mais importante.

Houve outra, que tinha acabado de conhecer num bar e com quem estava a beber um copo e a conversar, que do nada me diz, “mas tens de engordar”.

Hahaha! Mais comédia! =D

Ao que alegremente respondi, “para quê?”

E ela, claro, não teve resposta. E ela não teve resposta pois a sua dica foi mal intencionada, ou tinha como intenção algo que a deixava desconfortável. E é assim que eu trato os idiotas não-íntegros: faço-os ver a sua verdadeira intenção, o que os deixa mudos e desconfortáveis. Porque as suas palavras são ataques, e eu tenho auto-respeito, defendo-me com a verdade.

Das duas uma: ou ela disse aquilo numa de ofensa, tipo “ser assim tão magro é estúpido e motivo de vergonha”, e a minha pergunta fê-la perceber isso e ver o idiota que isso foi… ou ela queria que eu fosse mais forte fisicamente pois isso faria-a querer ter sexo comigo, mas ela não teve a coragem de o confessar. Para mim é o mesmo, idiotas ou cobardes levam o mesmo tratamento, pois não nos têm em consideração. Se a pessoa diz algo, para mim tem de ter a coragem de o acabar. “Mas tens de engordar”, “Para quê?” =)

Eu sei por experiência que o meu corpo não é um obstáculo para a minha felicidade, logo a sua dica foi absurda. Eu estava ali em pé, a sentir-me alegre e entusiasmado num ambiente de festa e celebração, com o corpo magro… a minha vida mudou completamente, com o mesmo corpo magricelas. Eu sei por experiência que para sentir estados de felicidade não tenho de engordar, e é isso que importa para mim. Assim como a outro nível sei por experiência que há mulheres que gostam da minha aparência, e para quem o corpo magricelas é secundário, pois este é natural e saudável. Logo, engordar para quê? ^_^ não só a sua dica não tinha qualquer validade, como não tinha boa intenção. A minha magreza não me faz sofrer :P ups! Para ela era um problema, mas o único problema ali era ela.

Agora repara, eu não fingi que não era magricelas e que tinha o peso ideal para a minha altura. Eu não neguei isso, nem disfarcei isso. Eu aceitei que elas tinham todo o direito em ter a sua preferência em termos de corpo de homem, e aceitei que eu não tinha os requisitos mínimos. Mas mantive-me fiél aos meus princípios e auto-respeito, e isso é integridade. Não só deixei claro que apenas estava interessado numa mulher a quem o meu corpo agradasse ou fosse secundário, como também vi a má intenção por detrás das palavras, e mostrei no momento que não se brinca com a integridade. Bang bang bang! Haha e isto é confiança, que é real, e atraente para as mulheres no geral.

Mas para quê esta conversa toda? =)

Porque a atitude que mais te vai ajudar em relação ao supostamente pénis pequeno é a mesma que eu tenho perante a minha real magreza. Usa isso como ferramenta de selecção.

Imagina que estás com uma mulher e ela pergunta-te se tens um pénis grande (o que é sinal que ela quer fazer sexo contigo). O que respondes? Eu gosto de responder, “o meu pénis é tão minúsculo que vais precisar de uma lupa” hahaha e eu digo-o naquele falso tom sério de comédia. Repara que eu uso as palavras “vais precisar”, como se estivesse a insinuar que brevemente ela irá interagir com o meu magnífico Tronco do Amor, hahaha! Humor cura. Atenção que estas palavras são de falsa arrogância, é a brincar com o orgulho, não é a sério. Sou eu a brincar com como os orgulhosos pensam, e porque eu estou a exagerar, é cómico. E as mulheres gostam.

E se não gostarem desse humor? E levarem a sério a dica do pénis pequeno?

É simples: fora com elas! Lol se não são sofisticadas e descontraídas o suficiente para se rirem deste tipo de humor tão exagerado, esquece-as. Levam a vida, e levam-se, demasiado a sério, e isso é um bloqueio à felicidade, que é o nosso principal objectivo aqui. Se de facto acreditarem na piada (lol) e tiverem uma reacção de, “pénis pequeno, que gajo estúpido”, ou seja, se sentirem aversão a ti porque acham mesmo que tens um pénis pequeno, adeus também. Elas estão no direito de querer pénis de determinado tamanho, sejam lá os centímetros que forem, mas a reacção em si é idiota, inapropriada, ver alguém como inútil por causa do tamanho do pénis que nunca viram hahaha e ainda por cima… através de uma piada. O tamanho do pénis ser o factor mais importante, ou assim tão importante, para uma mulher, não é bom sinal também. Ela está no seu direito, não é nenhum crime, mas denota um nível de consciência não-íntegro no qual o homem é apenas visto como um corpo, ou seja, é ignorada a sua personalidade e Espírito. O que leva a experiências e relações desastrosas, independentemente do tamanho da sua Cobra Malandra =) e depois, se por alguma razão não somos o tipo de homem que a mulher prefere, temos de aceitar isso, não perder tempo e acabar ali a ligação entre ambos.

A conversa do tamanho do pénis nem sempre irá surgir, pode até apenas raramente surgir, o que significa que se te sentires confortável com o teu Canhão da Sedução, e tiveres a atitude real (essência) que para as mulheres é atraente, acabarás por ir fazer sexo com elas. Aí elas irão ver o pénis, e ou estás errado e ele não é assim tão pequeno, elas nada comentam e têm prazer; ou de facto é pequeno e a mulher ou vai ter uma reacção narcisista de gozo ou aversão, ou irá admitir que sim, é pequeno, mas vai-te tratar com respeito, e se gostar de ti a experiência sexual será boa e positiva. Logo o tamanho do teu Canhão da Sedução nada mais é que uma ferramenta poderosa de selecção. Dependendo da reacção da mulher ao tamanho reduzido deste, ou à brincadeira sobre o tamanho  do mesmo, podes perceber como ela é (essência narcisista/não-íntegra, ou minimamente íntegra), se ela gosta de ti ou não, e se faz sentido continuarem a ver-se ou não.

Logo, como deves estar a perceber, na realidade, na prática, não há qualquer razão para sentires vergonha e insegurança porque tens um pénis pequeno. Tens um pénis pequeno, mas não és o teu pénis. Esquece a ilusão do Dildo-Man, haha! Tu és o Espírito, e o Espírito é do tamanho do Universo.

Conclusão:

*O teu pénis pode não ser tão pequeno como julgas ser;

*Mesmo que seja oficialmente e limitadoramente pequeno, podes dar prazer sexual à mulher de outras formas. Se ele for de facto pequeno, será sábio procurares mulheres pequenas, ou seja, mais baixas do que tu, para que o teu pénis seja mais proporcional à sua vagina;

*Sentir vergonha e insegurança por causa disso é apenas uma escolha. A escolha de acreditar numa ilusão inútil do ego, que te quer afastar das mulheres, para te afastar de amor;

*Podes confessar normalmente às mulheres que achas que tens um pénis pequeno, e como isso te faz sentir. E isto é bom para as mulheres que realmente gostarão de ti. E vai-te ajudar a sentires-te confortável com o teu pénis, o que te vai tornar mais atraente;

*Usa termos cómicos para identificar o teu pénis, isso irá retirar a seriedade desnecessária da questão. Brinca com o tamanho do mesmo, respondendo às mulheres que é minúsculo e que elas vão precisar de uma lupa. Humor cura, e se estiveres à vontade com o tamanho dele, elas também estarão;

*Usa o tamanho do pénis como ferramenta de selecção. Conforme a reacção da mulher à piada, a saber que é pequeno ou ao vê-lo, isso irá revelar-te como ela é (essência, se é minimamente íntegra ou não, logo se é boa opção como namorada ou não), se tu és do tipo que ela prefere (e respeitas isso acabando a ligação para não perder tempo e manter tudo honesto), e se ela gosta mesmo de ti ou não. A mulher pode não gostar de pénis pequeno, mas pode à mesma respeitar-te sabendo que tens um pénis pequeno (mas neste caso é revelado à mesma que não és do tipo que ela prefere e a escolha certa é acabar a ligação para ninguém perder tempo e te manteres sincero relativamente à tua intenção);

*A mulher, quando gosta do homem, vê as suas limitações humanas como giras e engraçadas, e não como algo mau, estúpido e desprezível, por isso relaxa;

*Precisas de experiência. Precisas de arriscar e andar a conhecer mulheres, e aprender a lidar com as tuas vergonhas e inseguranças, desvalorizando a sua origem e brincado com a mesma. Precisas de enfrentar os teus medos, o medo de ser rejeitado por ter um pénis pequeno, se o tiveres, e ver-te livre dessa limitação. Só coragem, que é uma escolha (fazer o que está certo independentemente de como nos sentimos e das consequências que imaginamos), te poderá levar a uma vida feliz e a alegria com as mulheres. Só coragem e honestidade te levarão a experienciar o que há de melhor com as mulheres, e acredita que a realidade é que o tamanho do pénis não é um obstáculo. É o tamanho do Coração (Amor) que importa, pois este usará o pénis pequeno como oportunidade de evolução, e ferramenta de selecção, o que só te trará cada vez mais felicidade, prazer, boas experiências e te fará evitar muita coisa má.

No final tudo se resume a estar disposto a morrer por Amor. Assim avançamos mesmo sentindo vergonha e insegurança, e vamos tendo experiências, e assim aprendendo lições que nos farão evoluir e ter cada vez melhores experiências e mais satisfação com as mulheres.

Portanto agora estás tramado lol agora que sabes a verdade e sabes o que fazer, só te resta agir mesmo sentindo vergonha e medo. Eu sei por experiência própria que só irás agir se estiveres mesmo tão farto e saturado do sofrimento actual, que estás disposto a morrer para conseguires mudar a tua vida amorosa, fazer sexo e ter finalmente namorada. Quando assim for, irás largar as ideias que te mantêm preso, infeliz, sexualmente frustrado, depressivo, envergonhado e inseguro, ou seja, o ter razão em relação ao teu sofrimento, e irás estar disposto a fazer o que resulta, independentemente das consequências. Depois irás ver que todo o sofrimento tinha sido desnecessário, e que podias ter entrado em acção mais cedo, e que há mulheres lá fora que te adoram, e que o pénis pequeno não é um obstáculo a experienciar confiança, entusiasmo, sexo, relações e amor, e que o único obstáculo era apenas a tua percepção do mesmo.

Por isso vai em frente, vai conhecer mulheres, diverte-te com o que acontecer, arrisca, coloca em causa essa ideia do pénis pequeno, põe um sorriso no pito de mulheres bonitas com a tua língua se necessário =) coloca em causa a tua percepção, desafia-te para seres feliz!


Obrigado pela tua pergunta.

8 comentários:

nelson goncalves disse...

Ri me com este post tronco do amor , canhão do amor ah ah ah essa esta boa mesmo isso é humor.
Durante uma conversa deve-se ter humor.

Alex NTL disse...

Olá Pedro, mas e em relação a aparência, isso também não conta para a pessoa ? temos achar uma que achamos bonitas, mas até que ponto isso é relevante? Se a pessoa não tem uma aparência tal como gostaríamos que tivesse, porém gostamos como pessoa, a aparência deixa de ser tão relevante, ou seja a pessoa não precisa ser necessariamente bonita, mas temos que sentir alguma atração, porque sem atração não há relacionamento?

Obrigado

Pedro C. disse...

Nélson Gonçalves: "Durante uma conversa deve-se ter humor."

É verdade que uma conversa com bom humor inocente tem mais energia e é mais estimulante que uma conversa séria, de mera partilha de conteúdo, sem vida.

Mas não se trata de "deve-se ter humor", ou "tem que haver humor". Não é uma lei ou regra, não é obrigatório, não há uma polícia do humor que te vai prender e enforcar que se não tiveres sentido de humor e as tuas conversas não tiverem bom humor inocente.

É sim uma intenção, uma capacidade a desenvolver para no futuro se ter experiências mais estimulantes, alegres e felizes. E quando já se tem esse sentido de humor benigno, o humor surge espontâneamente, e não é planeado na mente, vem sim do Espírito. Logo não é algo obrigatório que se controla e força, mas sim algo que somos ou não somos, e se não somos procuramos tornarmos-nos assim, pois isso melhora a nossa vida humana, tornando-a mais agradável e bonita.

Pedro C. disse...

Alex NTL: "e em relação a aparência, isso também não conta para a pessoa?"

Sim, a aparência conta para a pessoa. A aparência existe, logo tem uma influência na realidade, logo não pode ser ignorada nem desvalorizada, mas sim adequadamente apreciada.

Se nos sentimos atraídos por uma mulher, isso significa que a achamos bonita, que ela é bonita para nós. Essa atracção é o que nos dá vontade de aproximar da mulher, pois dá-nos vontade de fazer sexo com ela. Só depois, durante a interacção, é que a conhecemos a mulher como pessoa e podemos gostar dela como pessoa, ou não gostar dela como pessoa. Mas essa atracção mantém-se.

Sem atracção não há vida amorosa, apenas ligações assexuadas de amizade. Sem atracção, sem a beleza física da mulher, nenhum homem se aproximaria de nenhuma mulher para a conhecer. Não haveria motivo... tal como não há motivo para um homem andar a ir meter conversa com outros homens lol

Nenhum homem vem aqui ao Cool Vibes, ou busca por soluções na internet, porque sofre devido a não conseguir ter amizade com mulheres lol ele quer namorada, sexo. Ele quer entrar em acção porque se sente atraído por mulheres e quer satisfazer esse desejo, e isso é o normal.

Eu já expliquei isto muitas vezes aqui no Cool Vibes: há gostos para tudo. E neste post deixei claro que as mulheres têm preferências diferentes relativamente ao corpo dos homens. Umas preferem os magros, outras os médios/normais, outras os grandes, outras os musculados/definidos, outras os gordos... mas a mulher é diferente do homem. Enquanto que para o homem é o corpo da mulher o factor que o faz querer fazer sexo com ela, para a mulher é mais a atitude do homem, a sua forma/maneira de ser, a sua confiança. Há mulheres para quem o corpo é mais importante que para outras, mas para todas a atitude masculina do homem é mais importante que o corpo. Eu sou a prova viva disso: o meu corpo ficou na mesma, mas porque a minha atitude mudou e é real (não é truque de actor), passei a ter todo o tipo de experiências com vários tipos de mulher nos últimos 10 anos, quando antes era virgem, nunca tinha beijado nenhuma mulher, nunca tinha conhecido nenhuma mulher do nada, nem nunca tinha saído com nenhuma mulher.

Sem atracção não há relacionamento amoroso, apenas ligação assexuada de amizade na qual apenas se faz companhia um ao outro, e se fala, muito. lol

A tua dúvida parece revelar que apenas estás a lidar com este conhecimento a nível intelectual, e não tens experiência. Parece que as tuas emoções te são invisíveis. Parece que não tens consciência da tua emoção de atracção por uma mulher, o que provavelmente significa que nunca tiveste namorada, és virgem, e nunca te aproximaste de nenhuma mulher para a conhecer. Parece que assim é, não tenho a certeza se é. Se não é então não estás a aprender com as tuas experiências, estás preso em pensamentos, não estás no mundo real. Se estivesses com a atenção no mundo real não terias colocado as tuas dúvidas.

Sugiro que passes mais à acção, e penses menos sobre atracção, e os "comos" e "porquês". Se vês uma mulher e te sentes atraído por ela, vai falar com ela. Os "comos" e os "porquês" ser-te-ão revelados depois de dares o passo de coragem. É seguindo a emoção de atracção que a compreenderás.

É inútil para a tua felicidade vires ao Cool Vibes ler os posts e ouvir os áudios sem nada fazeres na tua vida real com esse conhecimento partilhado. Não é assim que terás experiências com as mulheres e relacionamentos amorosos, que é o que te fará Saber a verdade, e não apenas ler/ouvir falar sobre a verdade.

Alex NTL disse...

Sim, obrigado, ainda estou pensando demais e praticando de menos, t+

Matheus Alencar disse...

hahahaha Pedro, és de fato um guru do amor. Agradeço muito pela sua resposta e pela existência do coolvibes, espero um dia agradecê-lo por ter me guiado para sem um homem plenamente feliz!

Daniela santos disse...

Pedro, por falares nisso de ser magro e das reacções das pessoas...eu sou magrinha também, tenho curvas á mesma...apenas não são tão salientes, tenho um ar mais de menininha lol e a minha família(avós, tios...) não reagem muito bem a isso,ao que dantes me fazia sentir um bocado mal...ficavam me a comparar com a minha prima que é mais nova a dizer que ela tem mais mamas que eu lolol aha e estão sempre a dizer também que eu tenho de engordar e para ir na casa deles para eles me engordarem ...a pouco tempo quando o meu avo me disse que eu tinha de engordar eu perguntei o porque disso e ele disse que era porque os homens não gostam de paus de virar tripas xDD mas tinha um ex meu que gostava muito...e o meu namorado actual disse me que para ele eu estava bem , mas ele gosta de moças com mais curvas, ele não diz mas noto pelas conversas que ele ás vezes tem...xd
Mas obrigada por partilhares isso aqui c:

Pedro C. disse...

Daniela Santos: "eu sou magrinha também, tenho curvas à mesma...apenas não são tão salientes"

As pessoas têm sempre opiniões idiotas para partilhar lol na verdade o ego acha que já sabe tudo, que é Iluminado, e que sabe sempre o que é melhor para os outros. Ouve e esquece esses "sábios conselhos" da treta =D o teu corpo está perfeito como está, pois não só é o teu karma ter esse corpo (aprender a viver com ele), como haverão sempre homens que gostarão genuínamente de comoo teu corpo é. No meu caso, familiares, e outras pessoas mais velhas conhecidas, regularmente quando me voltam a ver dizem-me, "estás mais magro". É das coisas mais idiotas que eu ouvi ao longo da vida... na verdade tenho exactamente o mesmo peso, e se de facto estivesse sempre mais magro, já teria fisicamente desaparecido, ou estava muito doente, ou teria morrido hahaha eles acham que estou mais magro, e depois? Na verdade não estou mais magro, e o meu peso nunca foi um obstáculo à minha felicidade (apenas a nossa percepção do nosso corpo pode ser um obstáculo à nossa felicidade), logo o que acham e dizem é irrelevante na prática/realidade.

De nada :)