domingo, 25 de maio de 2014

Perguntas e Respostas, Maio de 2014

Perguntas e Respostas, Maio de 2014


Pergunta 1 – O Fim do Que Não Chegou a Começar

“Pedro, quando um contribui mais do que outro, isto faz com que a relação esteja condenada ao fracasso? Ou seja, o namorado toma a iniciativa de convidar a mulher para saírem, conviverem, etc, etc, e esta nunca se sente na obrigação de fazer o mesmo.”

Resposta:

Quando assim o é nem sequer há relação. Quando assim o é nem se deve ter vontade de ser o namorado dessa mulher. O normal é de ambas as partes haver interesse. Ambos convidam para sair, ambos demonstram interesse das mais variadas formas. Se só um o faz é porque na verdade só um gosta do outro, e um está a ser usado e o outro está a ser completamente narcisista. A escolha certa é, quando na fase de se conhecerem e saírem um dos dois nunca convida ou demonstra interesse, afastarmo-nos dessa pessoa pois ela não gosta realmente de nós. Chama-se a isso discernimento, ou selecção. Sem auto-respeito não há Amor, e muito menos uma boa relação.


Pergunta 2 – O Truque Ninja de se Querer o que Não se Quer

“Como posso ter mais compaixão por mim mesmo?”

Resposta:

Ter compaixão é apenas uma escolha, e se sentes que não tens compaixão por ti próprio, ou se sentes que precisas de ter mais, é porque na verdade escolhes livremente não ter compaixão em detrimento de te atacares. O ego e a mente são frios e cruéis, só o Espírito Ama, logo terás de largar as lógicas e justificações de ataque do ego e mente, em detrimento do perdão do Espírito.

Repara, tu não escolheste ter ego nem o criaste. És responsável por aprender a lidar com ele, domesticá-lo e transcende-lo, mas és uma vítima inocente do ego. Logo qualquer defeito que tenhas ou erro que cometas não são motivo para te odiares ou atacares, mas são parte normal de se ser humano. É normal ser-se imperfeito e não tens de ser nada que não sejas agora. É o ego que inventa o que é bom e mau porque ele quer odiar. Se nada for mau o ego fica frustrado pois não tem nada para odiar e inferiorizar lol logo se largares esse vício do ego de julgar e odiar tudo o que possa, e passares a ter uma visão de ti e de tudo mais benigna, perdoando e compreendendo que o mundo nada mais é uma escola para almas com muito a aprender, irás sentir-te melhor e ter compaixão por ti próprio. Perdoa-te e ignora, e recusa todas as sugestões de ataque do ego, seja em relação a ti, seja a outra pessoa, seja ao que for.


Pergunta 3 -  A Distância Invisível

“Pedro, o facto da rotina de uma relação amorosa continuar a ser a mesma de sempre, não a irá pôr em causa, mais cedo ou mais tarde? É que eu e a minha namorada, sempre, nos temos encontrado em minha casa, por sugestão dela. Entretanto, quando a convido para sairmos e mudarmos de rotina, sempre, arranja desculpas, dizendo que "não faltarão oportunidades" e que deveremos deixar as coisas andarem até esse dia chegar. Porque será que ela está com medo de assumir a relação na plenitude? Será porque sou muito mais velho do que ela e, por isso, não quer que o mundo fique a saber que estamos a namorar? Ou será que é o meu ego que está a querer e a exigir demais dela? Pedro, devo deixar dessa mania de estar a forçar as coisas e, assim sendo, elas acontecem naturalmente?”

Resposta:

A rotina ser sempre a mesma não é um problema pois o Amor é intemporal, mas para isso ambos têm de se Amar, a relação não pode ser baseada em apenas atracção, validação e carência, pois se assim o for a mente/ego não vão aguentar muito tempo a repetição de rotina, torna-se aborrecido pois não entretém.

Por outro lado, há quanto tempo estão nessa relação? Porque numa fase inicial pode não ser relevante se só se encontram em tua casa. Não é a melhor opção, mas também não é nenhum apocalipse =)

“deveremos deixar as coisas andarem até esse dia chegar”

Hahaha! Essa frase não faz sentido nenhum. Deixar as coisas andarem até que dia chegar? Ao dia de saírem juntos? De irem passear a um jardim, ou tomar um café, ou ir jantar fora, ou ir ao cinema, etc? lol isso é a coisa mais normal do mundo, um casal sair junto, e esse dia nunca irá chegar se não tomarem a decisão de saírem, hoje. Não é algo que vá acontecer por acaso se ninguém tomar a iniciativa, e ainda por cima é a coisa mais normal do mundo. O que me parece é que sim, a diferença de idade pode deixá-la desconfortável, e provavelmente ela só quer sexo, não quer intimidade e proximidade, não quer namoro, apenas encontros sexuais. Seja porque razão for, ela quer manter essa distância invisível com desculpas idiotas =)

O que podes fazer é confrontá-la calmamente. Pergunta-lhe directamente se a diferença de idades a deixa desconfortável e se é por isso que tem vergonha de sair contigo, com medo de ser vista contigo num local público. Não a julgues, nem tentes mudar nem convencer seja do que for. Simplesmente faz a pergunta para descobrires a verdade.

É a coisa mais normal do mundo quereres sair com ela, e se ela não quer, seja qual for a razão, talvez seja melhor acabares o que vocês têm e partires em busca de uma mulher que seja capaz de ter uma relação mais normal, com preferências semelhantes às tuas.


Pergunta 4 – O Escudo Mais Poderoso é a Coragem de Aceitar o Golpe

“Olá Pedro, tudo bem? Tenho vindo a perguntar-me isto e tenho vindo a ficar com uma grande dúvida. Lembro-me de escreveres uma frase que o Hawkins disse que era mais ou menos do género: “Todos os julgamentos revelam-se na verdade auto julgamentos”. Por isso daí a minha pergunta: O que devo ou não, ou o que é adequado dizer quando nos chamam de alguma coisa ou nos dizem uma "dica".”

Resposta:

Quando nos chamam de alguma coisa ou nos mandam uma “dica”, aceitamos sempre isso =)

“És muita preguiçoso!”
“Pois sou.”

“És mesmo totó!!”
“Pois sou.”

“És um falhado com as mulheres!!”
“Pois sou.”

Qualquer ataque do ego tem como objectivo fazer a outra pessoa sentir vergonha. Seja o ataque verdade ou mentira, isso é secundário. O que importa é que aceites o ataque e reajas com conforto perante a insinuação, aceitando-a completamente. Quando o ego atacante se apercebe que o ataque não te faz sentir vergonha, seja esse ataque verdade ou mentira, mas que o aceitas tranquilamente sem que te afecte, ele deixa-te em paz pois fica como sem munições lol

“És muita cobarde!!”
“Pois sou.”

Lol

A resposta não é dada como um lamento triste, é dada calmamente e confiantemente. Tem tudo a ver com aceitarmos a nossa imperfeição como seres humanos. Não apenas aquelas que pensamos ter, mas todas, mesmo que não as tenhamos. “Sou preguiçoso, e depois?”, a atitude não é sentirmo-nos mal por sermos preguiçosos, é rirmo-nos disso e uma vez que temos consciência disso começarmos a trabalhar nisso para deixarmos de o ser. Isso vai-nos trazer confiança e conforto com qualquer ataque, seja ele verdade ou mentira.

“És mesmo bronco!” – diz o animal vestido de telemóvel no bolso todo arrogante.
“Sim.” – responde o senhor calmamente a olhá-lo nos olhos com um pequeno sorriso.

=)


Pergunta 5 – Como Aprender a Andar e a Falar na Academia

“Pedro, tem uma garota que eu acho muuito linda na minha academia, mas sempre que eu a vejo por la, só consigo admirá-la de longe e se por ventura ela me olha, desvio o olhar. Não consigo abordá-la, pois sou muito inseguro e acabo voltando para casa frustrado de não ter pelo menos dito "oi". Que trabalhos posso fazer para superar isso?”

Resposta:

Então mas andas na academia e ainda tens problemas de insegurança com as mulheres? E eu a pensar que ter músculos desenvolvidos resolvia todos os problemas com as mulheres e não só :D

É óbvio que não resolve nada pois o problema não é de aparência, é sempre de essência. Mas esta verdade não convém nada a várias indústrias porque se as pessoas soubessem isto e seguissem isto, essas indústrias perderiam quantidades épicas de dinheiro e muitas desapareceriam para sempre. Questiono-me, será que elas querem mesmo saber da tua felicidade ou apenas do dinheiro que obtêm de ti em produtos e serviços de importância irrelevante…? =D

Os ginásios até podem ser divertidos e ajudar em termos de saúde, mas não é essa a verdadeira razão pela qual a maior parte das pessoas os frequentam e usam. Eu sei disto por experiência, pois não só já frequentei um ginásio durante uns meses (e até achei divertido fazer os exercícios mas saí pois a energia era horrível), como também tenho um mesmo ao lado de casa, e ao contemplar quem entra e sai de lá esta verdade é clara como a luz do dia. As pessoas podem tentar escondê-lo, negá-lo, fingi-lo, desculpá-lo e justificá-lo, mas a sua intenção narcisista de orgulho pela aparência está sempre à vista daqueles que exercitam o “músculo” do discernimento de essência todos os dias. E não dá hipótese ;)

Voltando à questão principal, os trabalhos que podes fazer são Coragem. Todos os medos do ego vão dar ao medo da morte. Portanto se estiveres disposto a morrer para conseguires conhecer mulheres, esse medo de ir lá dizer olá vai deixar de te controlar, e apesar de o sentires irás conseguir ir até ao pé da mulher e dizer-lhe alguma coisa.

Claro que o problema pode ser não saberes andar e falar, mas nisso já não te posso ajudar =D no fundo a única coisa que acontece no momento em que vamos falar com uma mulher que achamos bonita é: caminhamos até ao pé dela e depois falamos, dizemos algo. Ora se sabemos andar e falar qual é o problema? Lol paranoias do ego. Escolhemos o medo da rejeição em vez de o entusiasmo pela Beleza da mulher.


Pergunta 6 – A Semelhança do que Não Tem Nada a Ver

“Olá Pedro. Num relacionamento, quais as diferenças entre o "amor" do ego, e o verdadeiro amor em que você fala? Obrigado.”

Resposta:

A maior diferença é que um existe e o outro não. Colocaste aspas no “amor” do ego e fizeste muito bem, pois o ego não tem qualquer amor. O ego é narcisista (podes colocar a frase numa t-shirt lol), logo só quer saber dele próprio, e quando parece que gosta de alguém ou quer saber de alguém é porque ou vê potencial em obter algo dessa pessoa, ou está de facto a obter algo dessa pessoa. No fundo nessas situações a sua intenção é narcisista pois está a usar a pessoa apenas para satisfazer um desejo qualquer narcisista que tem, de validação, companhia, aprovação, dinheiro, estatuto, sobrevivência, etc.

O Amor Verdadeiro é um estado, uma maneira de ser em que se aprecia sem se precisar de nada, sem se querer nada. A intenção nunca é narcisista, segue-se a vontade de experienciar e apreciar calmamente sem nada se ter de obter para o eu individual. É esquecermo-nos de nós próprios tendo sempre em consideração o contexto, pois se somos o Espírito somos responsáveis pelo Todo, pois somos o Todo. E se o Espírito é Tudo, não é possível querer-se algo pois não há nada fora de nós. Esta consciência ou estado na dimensão humana expressa-se por atitudes de tranquilidade e apreciação do outro, assim como de espontaneidade e expressão livre de entusiasmo, uma vontade de ajudar e dar, e uma aceitação do início e fim de todas as interacções, ligações e relações com o sexo oposto.


Obrigado a todos pelas perguntas.

sábado, 24 de maio de 2014

"Não continuei a amizade porque não era essa minha intenção"

Um bom exemplo do que significa ser-se íntegro na prática.


Comentário de leitor:

"Obrigado Pedro. Eu e a rapariga acabamos terminando. Descobri que ela gostava de outro, entretanto não era correspondida por este, e me disse que esse era um dos motivo por não querer avançar. Ela me pediu que não tivéssemos mais intimidade, mas que continuássemos somente como amigos, e então eu poderia continuar tentando conquista-la mesmo assim, pois segundo a moça ela estava em um dilema, tentando esquecer o outro e tentando gostar de mim. Não continuei a amizade porque não era essa minha intenção, mas gostaria de saber se essa é uma escolha consciente. Depois de ler esse post, quero começar a ter consideração pelas mulheres. É por acaso íntegro continuar uma amizade em uma situação dessa onde existe atracão da minha parte?"


Resposta:

"eu poderia continuar tentando conquista-la mesmo assim"

hahaha

Essa miúda é uma idiota. É uma narcisista e faltou-te ao respeito.

O que ela te disse basicamente foi isto:

"Sim, podes continuar a andar atrás de mim e a fazer-me sentir orgulhosa por isso enquanto eu ando com este outro sosse de quem realmente gosto, é na boa".

hahaha!

Fizeste a escolha certa. Não é íntegro continuar uma amizade nesse contexto de haver atracção, pois essa escolha não teria a ver com a verdade do que sentes e pretendes. Outra das razões é precisamente porque depois a mulher vai-te desrespeitar e tentar usar por razões narcisistas. Pode não parecer em muitos casos, é subtil, mas usam-te, nem que seja só para companhia quando se sentem sós e depois chamam a isso de amizade lol

São pessoas como tu que arriscam e fazem as escolhas certas porque são certas que vão longe. São pessoas como tu que realmente evoluem e chegam a um nível em que conseguem experienciar o melhor da vida e o melhor com as mulheres. Foste humilde o suficiente para fazeres o que sugiro e a seu tempo terás a recompensa, que é o estilo de vida feliz da pessoa íntegra. Parabéns.

domingo, 11 de maio de 2014

"O Que Fazer Quando a Mulher Diz Que O Homem Está a Ir Demasiado Rápido"

"O Que Fazer Quando a Mulher Diz Que O Homem Está a Ir Demasiado Rápido"

Ou

"O Que Fazer Quando a Mulher Diz Que Se Está a Ir Demasiado Rápido No Relacionamento"


Pergunta de leitor:

Pedro, sou um leitor do seu blog há 2 anos e acho óptimo seu trabalho, mas muitas vezes confesso que posso não entender seus posts por causa do meu ego, por isso gostaria que me ajudasse nessa seguinte história:

Eu estava tendo intimidade com uma mulher um pouco mais nova que eu e virgem. Tudo aconteceu muito rápido, eu dei o beijo no primeiro encontro que havia sido em minha casa. Logo começamos a ganhar mais intimidade; geralmente quem tomava a iniciativa era eu e ela deixava que eu o fizesse. Costumávamos a nos encontrar em casa, porque acho mais agradável. Em poucos dias já estávamos quase transando, porém frequentemente ela se esquivava de mim e não deixava que eu prosseguisse. Mesmo assim, vendo que o que eu fazia na cama causava prazer à rapariga, persistia tentando dar mais prazer a ela e, muitas vezes, a moça acabava cedendo. Conversávamos bastante, e ela queria até ter um compromisso sério comigo, e deu a entender que não faria sexo sem isso.

Hoje mesmo, porém, aconteceu de que quando estávamos em um momento íntimo ela me disse que eu não tinha porque tentar fazer certo acto sexual (não convém contar o que era aqui) se eu não sabia como. Eu fui então pesquisar como se fazia, para que eu pudesse dar prazer à minha parceira. Depois da minha pesquisa, mandei uma mensagem no Facebook perguntando a ela o que ela gostaria que eu fizesse da próxima vez. Então ela ficou zangada e me disse que não queria transar, que eu não sei me controlar e não respeitava os limites dela (apesar de eu nunca tê-la forçado a nada e nem feito algo sem permissão), que eu só penso em sexo, e que gostaria que fôssemos amigos, conversássemos mais e tivéssemos outros tipos de intimidade, pois não sabia se daria mais certo connosco. Pedro, gosto dela e trato ela com muito carinho, mas depois do que aconteceu vejo que posso ser impaciente demais. Quando eu era mais novo e era tímido, pouco tomava a iniciativa, agora que sou mais velho sou mais activo, mas talvez eu não saiba como agir em determinados contextos. Me falta algum equilíbrio na minha vida?

Ah Pedro, um detalhe que esqueci de colocar na minha pergunta. Minhas namoradas anteriores reclamavam que estávamos indo rápidos demais no relacionamento, mas eu não sei em qual ritmo ir, lol.”


Resposta, comentários:

Perante tal reacção da mulher, não há nada que possas fazer. Só podes ser tu próprio e experienciar o que é natural conforme o teu nível de consciência. Na tua percepção podes achar que estás a fazer as escolhas certas e normais de quem quer uma relação, mas na verdade podes não ser o “anjo que quer namorar” e de facto o que realmente queres é apenas sexo, o que não tem mal nenhum. O que podes fazer em relação a isso é deixar de fingir que queres relações, e admitires a ti próprio e às mulheres que o que queres experienciar agora e para já é apenas sexo e curtes. Assim vais afastar as mulheres que querem relações e irás atrair as que querem apenas aventuras e curtes, ou seja, apenas sexo também. Isso fará acabar os mal entendidos e irá fazer desaparecer esses comentários de “estamos a ir demasiado rápido”, e “só queres sexo”, pois as mulheres com quem tiveres algo também quererão o mesmo que tu.

Independentemente disto, há uma verdade de que é importante ganharmos consciência como homem: a de quais são os diferentes contextos em que uma mulher pode dizer a um homem que ele está a ir demasiado rápido. Saber isto ajuda a perceber melhor o tipo de mulher com quem se está a lidar e assim a fazer-se melhores escolhas em relação a ela: continuar a ligação que estão a ter, ou acabá-la.

Portanto uma mulher diz a um homem que ele está a ir demasiado rápido nos seguintes contextos:

 * Quando não há atracção e ela apenas o quer por perto, assexuadamente, por motivos narcisistas de companhia e validação. Isto acontece quando a mulher está solteira, não se sente atraída pelo homem em questão, mas porque se sente carente precisa de alguém a validá-la como mulher para se sentir desejada e assim orgulhosa, assim como para ter companhia para sair e conversar quando se sente só. Este tipo de mulher vai subtilmente manipular e usar o homem, fazendo jogos de distâncias e falso interesse, até começar a ter algo com outro homem por quem de facto se sente atraída, e que vê como ou um parceiro sexual ou um potencial namorado;
  
   * Quando a mulher é demasiado insegura. Seja sexualmente seja intimamente. Neste caso a mulher não tem confiança suficiente para deixar as coisas acontecerem com o homem quando é normal acontecerem. Ela tem na sua mente uma ideia de que certas coisas numa ligação romântica entre um homem e uma mulher devem acontecer apenas em determinada altura. Mas o tempo é uma ilusão lol logo é irrelevante se o beijo acontece 30 minutos depois de se conhecerem ou 3 dias depois de se conhecerem. Não é quando se beija, é a intenção com que se dá o beijo. E a intenção percebe-se no momento quando se tem os “olhos” abertos para a essência da pessoa (quando ganhamos consciência das nossas verdadeiras intenções e da nossa falta de integridade é que conseguimos ver as intenções dos outros e a sua falta de integridade). Lá porque uma mulher segue a regra de nunca beijar no 1º encontro e fazer-se de difícil, isso não a torna numa mulher digna de namorar e numa boa escolha lol depende da sua essência. Quantas mulheres não seguem esse tipo de regras temporais e se fazem de difícil, e depois vai-se a ver e não são lá grandes namoradas? :D não significa absolutamente nada. Muitas vezes é a mulher que beija no 1º encontro que será a melhor escolha como namorada e fazer-se de difícil é apenas um truque para se parecer boa escolha, quando na verdade não se tem o que é preciso para se ser uma boa namorada. De que vale a mulher fazer-se de difícil se depois tem pancas, paranóias, obsessão, é possessiva, trai o namorada, etc? Essas regras e fazer-se de difícil não valem nada na realidade, o que apenas importa é a essência da mulher, não quando ela beija ou faz sexo, mas se de facto é minimamente íntegra  e quer saber dos outros ou não. E muitas vezes essas regras e atitudes de falso desinteresse são na verdade mau sinal :D Por outro lado, uma relação é quando o homem e a mulher se tornam um, e muitas pessoas têm medo disso, têm medo dessa proximidade. Preferem manter os seus segredos, segundas intenções e atitudes narcisistas. Sendo essa proximidade o início do Amor, ter medo disso é ter medo do Amor na verdade, o que é mau sinal;

  * Quando a mulher é demasiado narcisista ela vai dizer que é cedo para intimidade, carinho e dedicação lol ela na verdade não quer Amar um homem, nem se dedicar a ninguém, nem querer saber de ninguém. Ela vê a “relação” como uma oportunidade para satisfazer certas necessidades e desejos do seu ego, e usa o homem. É escusado dizer que isso é mau sinal =) muitas destas mulheres apenas conseguem ter algo superficial e breve, como curtes e aventuras sexuais, ou com um esforço épico um tipo de namoro miserável que dura pessimamente com muitos conflitos, e que geralmente acaba mal :D

Costumávamos a nos encontrar em casa, porque acho mais agradável.”

Apesar de na tua percepção achares que era mais agradável encontrarem-se em casa, na verdade essa não passa de uma escolha preguiçosa. Sempre em casa? Uma relação é experienciar a vida a dois, não é levar a mulher sempre para casa para ver se dá em sexo haha! Então e os passeios no jardim? Os cinemas? Os jantares? Os cafés? As conversas na esplanada? Os eventos e festas? Só se encontrarem em casa é preguiçoso e a típica escolha do homem que quer apenas algo sexual com a mulher. Independentemente de dizeres que gostas dela e que a tratas com carinho, as tuas escolhas não estão alinhadas com isso, o que revela que pode não ser dela que gostas, mas sim da potencial experiência sexual que ela te pode trazer sempre que se encontram.

“Então ela ficou zangada e me disse que não queria transar, que eu não sei me controlar e não respeitava os limites dela (apesar de eu nunca tê-la forçado a nada e nem feito algo sem permissão), que eu só penso em sexo, e que gostaria que fôssemos amigos, conversássemos mais e tivéssemos outros tipos de intimidade, pois não sabia se daria mais certo connosco.”

Claro! Lol ela sentiu-se sexualmente usada e não pessoalmente amada, e é aí pela tua atitude e escolhas que não respeitaste os limites dela. Repara como só pensas sexualmente, associaste logo as palavras dela aos vossos actos sexuais e aos teus avanços, nem te passou pela cabeça que ela é um ser humano com sentimentos que tens estado a ignorar… sim porque toda a tua atenção e interesse estão no corpo dela, e as tuas escolhas e atitudes revelam isso, claramente. Ela até te disse que gostaria que vocês conversassem mais e tivessem outros tipos de intimidade… que não apenas física! Lol mas isso é invisível para ti, nem o compreendes, é como um espaço em branco que ignoras pois é-te alienígena. Uma relação é uma dedicação, é o contexto perfeito para se transcender e “matar” o ego, pois temos uma outra pessoa a quem nos dedicar e servir. Implica intimidade a vários níveis, e convívios sociais, passar por experiências juntos, e não apenas encontrarem-se em casa para sexo lol uma mulher não é só um corpo, não é só uma aparência, mas no teu limitado nível de consciência actual não consegues ver mais que isso. Ficas cego pelo desejo que sentes e és controlado por ele, completamente.

Atracção não tem que ser desejo apenas, pode ser entusiasmo. Entusiasmo pela Beleza da mulher e uma vontade inocente de estar com ela e de ir com ela a vários locais fazer várias coisas. Depois disso o sexo vem naturalmente. Beijar a mulher no primeiro encontro está bem, mas depois disso tem que haver espírito no convívio e não apenas um corpo/mente animal excitado, que parece ter apenas o “sexual software 1.0 animal edition” instalado. É quase anedótico, e rir-te disso vai-te trazer consciência e libertação, assim como o desconforto suficiente que te fará querer não ser mais assim, o que te levará a fazer novas e diferentes escolhas com as mulheres na tua vida social e amorosa. Passaste de 8 para 80, o que é normal, mas agora provavelmente chegou a altura de descobrires o meio-termo e o equilíbrio, que só descobrirás quando quiseres realmente aprender a Amar uma mulher, o que significa primeiro seres íntegro e depois te tornares Amor. Essa preferência vai-te levar por um caminho no qual irás progressivamente largando cada vez mais o ego, as suas ilusões/emoções negativas e as atitudes narcisistas. Assim em vez de te guiares pelo (c)ego e ou ires demasiado lento ou demasiado rápido, passas a guiar-te pela Realidade e o contexto, que é onde a mulher está, e onde ela momento a momento está a mostrar-te o que sente e quer, mas cego pelos desejos e emoções do ego és incapaz de o ver.

Voltando ao tema da mulher dizer que o homem está a ir demasiado rápido, quando a mulher sente atracção e conforto perante o homem, isso nunca acontece. Esquece lá o nunca beijar no 1º encontro ou o fazer-se de difícil, ela beija o homem segundos depois de o conhecer se for preciso, e quanto mais rápido tudo acontecer melhor. E depois?

“Mas Pedro, isso não quererá dizer que ela é fácil e má escolha como namorada?”

Achas mesmo que ela faz isso com todos? Lol Essa é uma percepção muito limitada. Sabes que é possível passado apenas segundos saber como é a essência de alguém, e se podes mesmo confiar nessa pessoa? Se ambos querem o mesmo e são minimamente íntegros - o que significa que se vão respeitar – para quê adiar o que de bom e bonito pode acontecer entre ambos? Parece-me idiota =) Se tens fome, e é normal comer, e tens o prato à frente… come! :D faz o que é normal, larga as paranóias do que os outros vão pensar de ti e sê feliz. Nem todos os primeiros beijos dão em relações, nem têm de dar. É a experiência pela experiência, e o que acontecer a seguir aconteceu. Nada se perder, nada se ganha. Tudo se experiencia e aprende. E se for só um beijo, e depois? E se forem dois? E se forem só 4 saídas? E se fizerem apenas sexo uma vez e nunca mais se voltarem a ver? E se depois de 1 beijo e 1 saída começarem logo a namorar e ficarem juntos para sempre? Não importa, pois todos os momentos da vida são um milagre do qual nada mais faz sentido senão nos sentirmos gratos. Tudo é bom quando a intenção é boa e inocente. Quem tem relações não é melhor que quem apenas tem aventuras sexuais, e vice-versa. Quem se faz de difícil não é melhor do que quem segue o que sente espontâneamente no momento e erra por vezes com quem se envolve. Há lições em ambos os lados, e por isso ambos têm o mesmo valor. Tudo é bom quando a intenção é boa e inocente.

Tens é de perceber o que realmente queres e porque o queres, e ser sincero e claro em relação a isso. Irás afastar uns e aproximar outros, e um dia perceberás que quantos menos melhor lol entretanto desfruta a vida e aprende com os erros. Segue o entusiasmo e alegria, e a curiosidade também, e experiencia o que esses caminhos te trouxerem. Seja o que for, haverá sempre uma lição, e nunca há necessidade de te massacrares por causa de erros e más escolhas, perdoa-te, segue em frente e aplica a lição, o que significa que para a próxima fazes uma escolha diferente, mais consciente e benigna.

Não percas tempo com o que não importa. Sê tu próprio, manda isso cá para fora e ama a vida. Quando assim o fores, tudo se transformará para melhor.


Obrigado pela tua pergunta.