quarta-feira, 9 de abril de 2014

"Como Se Relacionar Com As Mulheres e Desfrutar a Vida Com Integridade"

"Como Se Relacionar Com As Mulheres e Desfrutar a Vida Com Integridade" 



Todos são bem-vindos a ouvir este áudio, mas a Verdade é que este áudio não é para todos. Nele partilho várias Verdades que o ego não gosta de ouvir, e por isso para aqueles que não estão verdadeiramente interessados em serem íntegros isso pode ser demasiado desagradável.




Para além disso explico qual é a escolha certa perante diferentes situações com as mulheres (denunciando mais uma vez o narcisismo e os sistemas de manipulação), como ter experiências estimulantes com as mulheres nas saídas à noite, barreiras espirituais e como se desfruta a vida com alegria e integridade.



13 comentários:

Raoni Dantas disse...

Pedro eu gostaria, muito, mas muito mesmo, que você compartilhasse essa música no Cool Vibes!!

O nível de energia dela é mesmo, mas mesmo muito elevado!! Todos os dias que eu escuto, sinto-me muito cheio de energia !

O nome é da música é Happy do Pharrel Williams.

Veja só Pedro, uma música com o nome de FELIZ, só podia ser brutal!! Espectacular!

E o clipe é mais motivante ainda! Dá vontade de dançar na hora!! É irresistível!!

Segue o link dela no youtube:

http://www.youtube.com/watch?v=y6Sxv-sUYtM

Espero que goste !

Um grande abraço!!!

Greg disse...

Olá Pedro. Sem dúvida que os teus audios tem contribuído muito para o bem-estar e felicidade de muitos nós, pois ao vermos estes resultados na prática de facto e mesmo possível seguir a vida de uma forma integra e em paz, trazendo momentos e surpresas fantásticas que estimulam cada vez mais esta experiência de viver!.
Dai Pedro gostava de te perguntar se seria possível um dia criares um audio com o tema: "Como ter um dia feliz" onde reunias todos os teus conceitos de forma resumida e de fácil acesso para se poder ver diariamente :) um abraço

Joao Henriques disse...

Olá Pedro, tudo bem?
Antes de mais deixa-me agradecer-te pelo teu trabalho que me tem ajudado imenso.
Muitas vezes quando estou num grupo de amigos/as não sei o que dizer, estou simplesmente ali parado a olhar para a conversa deles,(não é que me incomode porque até não me sinto mal com esse silencio), mas gostava de contribuir para a conversa e experenciar momentos de mais alegria com eles, e por isso gostava de saber o que devo fazer ou o trabalho que tenho de fazer para conseguir atingir esse estado.
Obrigado!!!

Orion disse...

UHUUUL, novo audio cool vibes, muito obrigado Pedro lol

Orion disse...

UHUUUL, novo audio cool vibes, muito obrigado Pedro lol

João Paulo disse...

Gostaria de lhe agradecer pelo Cool Vibes Pedro, e pelo que tem a partilhar conosco aqui. Acompanho desde 2011, e vejo que ano pós ano eu tenho mudado pra melhor, por vezes pensei que não tinha evolução nenhuma, mas vejo que hoje eu sou muito diferente do que eu era. Cada ano que passa eu vejo que há um avanço. Não percebo a curta prazo que ouve uma mudança, só depois de um tempo eu percebo que determinada situação mudou, pra melhor. Hoje da pra ter uma idéia melhor das interferências do ego, já perdi muito tempo da vida com as mazelas do ego e coisas não integras.

Pra se ter idéia, por muito tempo a minha vida se resumiu a heavy metal, filmes de violência e pornografia. Até mesmo depois de descobrir o Cool Vibes eu continuei com isso, mas a cada chicotada da vida eu larguei um, depois outro, depois o outro....

Com certeza a maior mudança foi em relação a autoconfiança, em determinada época eu tinha completo pavor de sair de casa, até pra ir em algum lugar por perto. Hoje eu vou pra qualquer lugar, ando por ai como se a rua fosse um parque de diversões. Uma coisa que acontece é uma espécie de gangorra de energia, é assim, eu estou em um lugar, e do nada vem uma energia “bônus” e eu fico em um estado de completo entusiasmo, e o contrario também acontece, às vezes simplesmente vem um nervosismo do nada.

O motivo pelo qual eu conheci o blog foi o mesmo dos outros 99,99999 %, eu era apaixonado por uma garota da faculdade, e é bizarro lembrar de como era, e ver quantas vezes ela deixou bem claro que gostaria de ter algo comigo, mas eu preferia justificar pra mim mesmo que não era bem assim, ela devia estar querendo me usar, etc...


Muitas vezes demora pra percebermos o quanto nós mesmos nos impedimos de ser feliz.

Pedro C. disse...

Joao Henriques: "gostava de contribuir para a conversa e experenciar momentos de mais alegria com eles"

Se te sentes bem em estar calado, qual é o problema? A questão que coloco é: será que dá para experienciar melhor com essas pessoas? lol na maior parte dos casos não dá. A essência não-íntegra dos outros é quase sempre desinteressante, aborrecida e desmotivante, logo as suas conversas também o são, e os momentos sociais que proporcionam também o são. Se calhar o problema não é teu, é deles. A sua essência não te permite sentir melhor e teres a alegria e conversas que preferes.

Por outro lado tem de haver da tua parte um entusiasmo em socializar, e uma alegria em estar em grupo a desfrutar o tempo livre. Esse estado experiencia-se largando aquilo que o impede de ser a tua experiência mais comum. Isso pode ser pensamentos negativos, percepções negativas, etc. Isso está explicado de várias formas diferentes em muitos posts do Cool Vibes, tens de ler o blog, principalmente os últimos posts.

Quando estou perante alguém que sei que não é minimamente íntegro, sinto-me logo desmotivado a conversar e a participar no que está a acontecer e só quero é sair dali. E saio. Sou sempre educado e tento aproveitar o momento o melhor possível, mas apenas tolero essa pessoa (ou pessoas) por um curto período de tempo. Sozinho ou com alguém minimamente íntegro sinto-me motivado, bem disposto e alegre, portanto por experiência sei que o problema pode não ser só teu.

Miguel Braga disse...

Que belo audio!! Que saudades de ouvir este material!
Um grande abraço à comunidade e ao pessoal !
Mike B

Ronaldo Ron disse...

Olá Pedro! Uma pergunta sobre o desejo. Um exemplo que podemos generalizar para outros casos, uma pessoa deseja ter um grande carro ou uma grande casa.
A minha pergunta é a seguinte:
É mais fácil transcender o desejo de ter um grande carro ou conseguir ter o grande carro e depois perceber que aquilo é tudo ou nada? A meu ver é mais fácil conseguir ser milionário do que transcender esse desejo,transcender isso é libertador de tudo, e é essa liberdade que gostava de sentir que é independente de sentir que preciso de A ou de ter B para ser feliz e realizado. É que tenho sempre uma voz na cabeça que diz: " luta pelos teus objectivos e pela tua vida! Amanhã tens de levantar cedo e ir correr, etc.!" lol, agradeço a tua ajuda.

Pedro C. disse...

Ronaldo Ron: "É mais fácil transcender o desejo de ter um grande carro ou conseguir ter o grande carro e depois perceber que aquilo é tudo ou nada?"

Estás a misturar coisas que não têm nada a ver. Uma coisa são desejos narcisistas que depois de satisfeitos apenas vão trazer mais desejos, pois o estado de desejo é infinito, o ego é insaciável, e a felicidade não está em nada fora de nós. Escolher satisfazer um desejo irrelevante é perpetuar o domínio desse nível de energia sobre nós, e passamos a vida a satisfazer desejos sem nunca estarmos satisfeitos.

Outra coisa são escolhas que vão contribuir para o nosso bem estar e felicidade. "luta pelos teus objectivos e pela tua vida! Amanhã tens de levantar cedo e ir correr, etc.!" se calhar precisas mesmo de te orientar na vida, fazer melhor escolhas, definir as tuas prioridades, e se calhar precisas mesmo de começar a levantar-te mais cedo e a correr de vez em quando, e isso vai-te fazer bem e contribuir para o teu bem estar e qualidade de vida.

Desejar um carro ou casa é diferente de querer o nosso bem estar. É apropriado querer o nosso bem estar e tudo aquilo que de facto contribua para a nossa qualidade de vida como ser humano.

Se é mais fácil ou não depende do que queres ser. Se quiseres ser íntegro e transcender o desejo, então no momento em que sentes o desejo de comprar algo que não é essencial, páras e não compras, e dizes a ti próprio: "recuso-me a acreditar nesta emoção de desejo e recuso-me a ser controlado pelo desejo que sinto, e não vou comprar nem fazer aquilo que desejo neste momento, custe o que custar, e sejam quais forem as consequências pois é mais importante para mim transcender o desejo do que satisfazê-lo!". E ao não comprares aquilo que desejas e que não é essencial descobres que vives bem sem aquilo e que felicidade e entusiasmo são possíveis sem aquilo que desejavas.

Pedro C. disse...

Miguel Braga: "Que belo audio!! Que saudades de ouvir este material!
Um grande abraço à comunidade e ao pessoal !"

À comunidade? Isto aqui são só 4 malucos, e 2 deles sou eu lol Obrigado e grande abraço, até breve! :)

Filipe Carvalho disse...

Boas!! é a primeira vez que tenho um conhecimento o cool vibes e também é a primeira vez que vejo um português a falar sobre este assunto e isso é fixe!!! eu não sou social e gostava de o ser não só com mulheres mas também com homens. muitas vezes convido pessoas para saírem e ir ao cinema/praia que agora está bom tempo, ao jardim. Nunca consegui um sim eu vou contigo. e então não saio sozinho sem ser obrigado para o trabalho, artes marciais e casa e quando não tenho nenhum deles fico em casa por não ter ninguém com quem ir. não tens nenhum vídeo interativo? como achar assunto para uma conversa?
Gostei muito do teu blog


Email: filipe_alex_@sapo.pt

Filipe Carvalho disse...

Boas! sempre procurei um paquera de Portugal e nunca tinha encontrado e gostei muito do cool vibes. eu não sei aplicar a teoria para a prática não tenho nenhum assunto para falar na hora que vou pedir uma cerveja ao barman ou arranjar assunto para falar com uma mulher ou homem. gostava de ter uma vida mais social não estar sempre em casa e ouvir negativas dos meus amigos que quero sair e então estou a maior parte do tempo em casa e não consigo expandir socialmente sem ser aqueles amigos que nunca dizem sim aos meus pedidos para sair. e eles também nunca me convidam só de ano a ano. Gosto muito como falas abraço!!!




email: Filipe_alex_@sapo.pt