AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

David R. Hawkins - Spiritual Entrapment, "I Want Out Of Here"

Citação da Semana de David Hawkins




“Every thought, action, decision or feeling creates an eddy in the interlocking, interbalancing, ever-moving energy fields of life, leaving a permanent record for all of time. This realization can be intimidating when it first dawns on us, but it becomes a springboard for rapid evolution.”

- David R. Hawkins

American Beauty - Filme íntegro da Semana


American Beauty

-

Filme íntegro da semana






Filme íntegro da semana

Todas as semanas a sugestão de um filme íntegro que é seguro e útil veres para a tua evolução espiritual de consciência e integridade. Não precisas de compreender o filme nem de saberes porque é íntegro (seja a história em si ou as suas personagens). A sua energia e nível de verdade intrínseco irão sempre inconscientemente influenciar-te positivamente e ajudar-te no teu caminho, se a tua intenção for alinhares-te com a Verdade e tornares-te íntegro.

Love is a Thousand Times - Roger Hodgson


Roger Hodgson
Love is a Thousand Times



segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

"The Presence prevails as the primary Reality in which you are aware" - David Hawkins

"The Presence prevails as the primary Reality in which you are aware"

- David Hawkins


Citação da Semana de David Hawkins





“All judgment reveals itself to be self-judgment in the end, and when this is understood a larger comprehension of the nature of life takes its place.”

- David R. Hawkins

The Breakfast Club - Filme íntegro da semana


The Breakfast Club

-

Filme íntegro da semana






Filme íntegro da semana

Todas as semanas a sugestão de um filme íntegro que é seguro e útil veres para a tua evolução espiritual de consciência e integridade. Não precisas de compreender o filme nem de saberes porque é íntegro (seja a história em si ou as suas personagens). A sua energia e nível de verdade intrínseco irão sempre inconscientemente influenciar-te positivamente e ajudar-te no teu caminho, se a tua intenção for alinhares-te com a Verdade e tornares-te íntegro.

Give Me Love (Give Me Peace On Earth) - George Harrison


Give Me Love (Give Me Peace On Earth)

George Harrison


terça-feira, 14 de janeiro de 2014

“Como Se Sentir Confortável e Confiante Com As Mulheres”


Pergunta de leitor:
Nota: corrigi vários erros ortográficos no texto abaixo para que pudesse ser mais facilmente compreendido.

“Obrigado por mais um post fantástico. É bom ler e contemplar a forma como escreves e deixas as coisas tão belas e bonitas. Isso fez-me ganhar mais consciência do que me rodeia. O nosso amigo ego está sempre à espreita.  
Tu falas que quando estamos num certo nível de consciência estamos a ser a testemunha. Ultimamente tenho me sentido como essa testemunha.
Tenho-me apercebido que em conversas minhas com mulheres o meu "amigo" está ali ao lado a tentar controlar a situação ou o momento. Faço um esforço para voltar à contemplação e daí surgem sentimentos de angústia, frustração. Eu não devia ter dito aquilo, eu disse aquilo - Eu fiz um elogio - espectacular. (Parece que está sempre ali uma voz ao nosso lado.)

Ainda me sinto desconfortável quando estou junto a uma mulher em silêncio. Aquilo ainda parece a guerra das estrelas :D Às vezes vou à casa de banho para ver se aquilo passa, outras vezes fico com vontade de dizer algo e não digo. Ultimamente as mulheres têm-me desafiado mais a sair da minha zona de conforto.  Às vezes nem esperava certos convites da parte delas.
É desconfortável. Mas sinto que quando estamos vulneráveis, quando estamos perto delas para dar ou experienciar algo de positivo, são elas que se aproximam. Mas o nosso amigo depois quer abrir a porta e juntar-se à festa. É nesse momento que fico desconfortável, começo a sentir ódio de mim mesmo. A alegria com que estava no princípio da interacção começa a descair e só me apetece ir embora do sítio onde estou. Presumo que me vais dizer que o estado da minha consciência é baixo? Mas por vezes sinto lampejo de luz e está tudo às mil maravilhas.  

Isto é uma novela engraçada. Às vezes riu-me de mim próprio e da situação mas de outras parece que estou num buraco sem fundo. Pedro gostava da tua análise a esta novela apocalíptica lol gostava que me orientasses neste caminho que eu quero percorrer. Abraço”


Resposta, comentários:

Obrigado eu por teres investido o teu tempo para ler o post.

Apesar de estares a começar a te aperceber de certos aspectos do ego/mente, o que descreves não é o estado da testemunha. No estado da testemunha são se sente a angústia e frustração que sentes, nem se tem os problemas que descreves. Estás a começar a ganhar consciência de como o ego/mente sabota as tuas interacções e experiências com as mulheres e isso é óptimo, sente-te grato por isso pois sem isso, sem consciência das limitações estas controlam-nos, prejudicam-nos e sabotam-nos constantemente, impedindo-nos de experienciar o que a vida tem de melhor, e de estar à altura do que a vida tem de pior.

“Faço um esforço para voltar à contemplação e daí surgem sentimentos de angústia, frustração.”

Parece-me que não estás a contemplar devidamente, mas sim a julgar algo em ti. Quando contemplamos estamos apenas a “observar” a Realidade interior (emoções, pensamentos) e exterior (pessoas, situações, contexto) a acontecer, sem resistir a nada. Parece-me que estás a julgar e a odiar o facto de o ego/mente comentar as tuas interacções. Não é assim que te vais sentir confortável com as mulheres. Aliás, isso nem sequer existe. De uma percepção mais elevada, as mulheres não existem. Não existem como ser individual que está à nossa frente num corpo que fala e se mexe. Isto significa que não é possível sentires-te desconfortável, nem confortável, com as mulheres =) não é maravilhoso?

Então de onde vêm essas emoções desagradáveis quando estamos com as mulheres?

Quando te aproximas de uma mulher, estás na verdade a aproximar-te de ti próprio. Isto quer dizer que, dentro de um nível de percepção normal humano em que ganhas consciência da mulher, sentes atracção. Então aquilo com que te sentes desconfortável não é com a mulher em si, mas com a atracção que sentes por ela. O Silêncio amplifica a tua sensibilidade a essa atracção, daí sentires-te numa “Guerra das Estrelas” quando estás com uma mulher em silêncio. Eu calculo que esse silêncio seja apenas exterior, pois se fosse interior (Silêncio com “S” grande), só experienciarias Amor, o que é tudo menos desagradável e traz verdadeira confiança (pois não depende de circunstâncias ou confirmações exteriores).

Então como te podes sentir confortável e confiante com as mulheres?

Primeiro tens de deixar de avaliar a tua performance em directo tipo comentador de jogo de futebol. Foca-te apenas em desfrutar a mulher, a sua beleza e o momento com ela. Em vez de te perguntares “como me estou a safar?”, pergunta-te antes “como a posso servir?”. Ou mais simples “como posso tornar esta saída mais divertida para ambos?”. E quando te apanhares a avaliar a tua performance, em vez de odiares isso em ti, aceita-o. Não o vejas como mau, mas apenas como uma limitação normal humana. É o ego/mente a fazer disparates outra vez, como um gato que se mete dentro de um jarro e que tem dificuldades em sair de lá depois =) tens de ter uma visão mais benigna do teu lado humano, uma visão de compaixão para contigo e as tuas limitações. O passo seguinte é confessares à mulher que estás ali todo preocupado ou pensativo em relação a como te estás a portar perante ela. Porque a achas bonita e já tiveste entretanto 3 curto-circuitos, e um deles apagou-te a memória de onde vives =D a voz está ali sempre ao nosso lado quando nós a alimentamos. Não alimentes aquilo que não queres que cresça.

“Ainda me sinto desconfortável quando estou junto a uma mulher em silêncio.”

O silêncio em si não é desconfortável, é a tua percepção do silêncio, que vem do teu nível de consciência predominante, que te faz sentir desconfortável quando estás em silêncio com uma mulher. E há outra coisa, nem sempre é apropriado num interacção em contexto social estar em silêncio. Uma ou outra vez tudo bem, mas numa interacção com uma mulher só deves estar em silêncio a contemplá-la quando ela está a falar. Se ela estiver calada não estejas sempre em silêncio a olhar para ela… faz isso poucas vezes. E se o silêncio não for interior também, e não estiveres consciente dela e do que vos rodeia (visão periférica), esse “silêncio” de que falas não é o de que eu falo, e não é apropriado, pois vem de um esforço do ego, e não de um estado do Espírito, digamos assim. Uma coisa é estares presente no momento por Amor ao momento, outra coisa é simplesmente calares-te e olhares para a mulher na esperança que algo mágico que desejas aconteça.

“Às vezes vou à casa de banho para ver se aquilo passa, outras vezes fico com vontade de dizer algo e não digo.”

Fugir?! Lol não não não. Isso acabou-se caro amigo! =) vais ter de desenvolver a disciplina de enfrentar o desconforto perante a mulher, é assim que vais ganhar confiança e transcender o problema. Nada de fugir para a cada de banho, e começa a dizer aquilo que tens vontade de dizer. Chama-se a isso sinceridade. Se estás com uma mulher é essencial que o mais breve possível lhe reveles a tua intenção. Isto significa dizer-lhe que a achas bonita e/ou que te sentes atraído por ela. Qualquer mulher normal vai perceber que não estás apenas interessado em ser “amigo babysitter”, mas sim em namorar com ela. Depois basta fazeres as pequenas escolhas que levarão a vossa ligação para a frente nessa direcção, e cabe a ela se estiver interessada no mesmo deixar as coisas fluir e evoluir, aceitando os convites, o beijo, etc. Quando estiveres confortável com a atracção que sentes por uma mulher, estarás confortável e confiante com essa mulher, na sua presença, em silêncio e tudo.

“Às vezes nem esperava certos convites da parte delas. É desconfortável.”

Óptimo, isso significa que és humano. E as mulheres têm relações com homens da raça humana, portanto estás no bom caminho =) é normal isso trazer um certo desconforto pois és apanhado de surpresa. Se não trouxesse nenhum desconforto serias um psicopata lol isso sim, é mau =) o que tens a fazer quando isso acontece é revelares à mulher que ela te deixou sem jeito pois apanhou-te de surpresa, mas que gostaste da surpresa. Vais ver a diferença. Essa confissão vai libertar energia que vai logo energizar a vossa interacção. Até te esqueces de avaliar a tua performance! “Ok isto que eu disse faz-me ganhar 10,2 pontos ou 10,4 pontos?!” =D

Se o amigo quer abrir a porta e juntar-se à festa paga-lhe um copo e diz-lhe, “não sossinho, volta para a casota!” lol tens de tratar o ego como um animal de estimação que amas, mas que não podes deixar fazer disparates. Inventa um nome engraçado para ele, e quando deres por ele nas avaliações matemáticas ou ódios apocalípticos, na tua mente, ou em voz alta, diz para ti próprio o nome dele e acalma-o com uma frase qualquer engraçada, como se estivesses carinhosamente a explicar algo a um gato amoroso, mas patetinha. Porque na verdade é isso que o ego é: programação animal inocente. Inocente não porque não faça coisas horríveis, mas porque sem orientação e se for soberano, não sabe o que anda a fazer e vai só fazer escolhas malignas, para si e para os outros.

Portanto em vez de teres ódio de ti próprio, tem compaixão, pois é normal ter-se essas limitações quando se é humano. Tens é de te sentir confortável com elas, vendo-as como uma pequena chatice, mas não como um monstro sanguinário horrível que tem de ser eliminado. Apenas tens de ganhar consciência delas e aceitá-las, e confessá-las às pessoas, às mulheres. E trabalhar nelas com um caminho espiritual de estudo e prática consistente. Não faz mal essas limitações existirem, a mulher à tua frente também tem as dela, somos humanos e isso é bom. Uma visão benigna delas é a solução. Vê-las com humor é o caminho para as transcender. Podes tê-las e senti-las mas elas não te prejudicarem quando estás com uma mulher, se as vires com humor e compaixão, e se as confessares à mulher. “Sinto-me desconfortável, deve ser da tua cara gira”. Assim que aceitares as limitações em ti, irás aceitar nos outros sem os odiares, mas vendo-os com compaixão e lamentando o sofrimento que essas mesmas limitações lhes trazem. E isso é o princípio do Amor. Ama seres humano, e serás Amado como humano. Nunca há razão válida para a ausência de Alegria, pois nós Somos Alegria, e só o facto de Existirmos é razão para nos sentir-mos Alegres, pois temos a oportunidade de evoluir, experienciar uma série de coisas extraordinárias e voltarmos a Acordar deste sonho que é a vida.

“Presumo que me vais dizer que o estado da minha consciência é baixo? Mas por vezes sinto lampejo de luz e está tudo às mil maravilhas.

Tens de largar a ilusão de que és capaz de saber o que vai acontecer no futuro. Isso são super-poderes que só existem na Marvel. Perdes tempo em tentar imaginar o futuro, em vez de desfrutares o presente, que é onde tudo é possível e as escolhas são feitas. Independentemente do nível de consciência, há sempre altos e baixos. Tens de aceitar isso como normal e não o julgar. Por vezes parece estar tudo às mil maravilhas, por vezes parece não estar. E depois? :D desfruta quando está e sente-te grato, e quando não está lembra-te que é apenas temporário e algo extraordinário está ao virar da esquina à tua espera. As coisas são como têm de ser, e o contexto em que acontecem é de evolução. Sem o sofrimento vindo de erros de percepção e escolhas não há aprendizagem e não há evolução. Ainda bem que há baixos na vida, pois se não houvessem nunca corrigiríamos a nossa percepção e escolhas e nunca sairíamos daqui! Lol não somos nós que corrigimos a nossa percepção a nós próprios, é o Espírito conforme vamos conseguindo largar ilusões que nos impedem de Ver a Verdade, mas creio que percebes o que quero dizer com a expressão.

Às vezes riu-me de mim próprio e da situação mas de outras parece que estou num buraco sem fundo.”

Quando te parecer que estás num buraco sem fundo, ri-te sem fundo! :D Ama o fundo! Não catalogues o buraco sem fundo como algo mau, simplesmente experiencia-o pedindo uma lição, sem o comentar, julgar ou odiar, e verás que com Amor o tempo passará mais rápido e aquilo que antes parecia o fim, na verdade era um início disfarçado.


Obrigado pela tua pergunta e Coragem para o teu caminho!

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Citação da semana de David Hawkins






"Like the sun, the inner Self is always shining, but because of negative clouds, we do not experience it. It is not necessary to program oneself with the truth; it is only necessary to remove that which is false."

- David R. Hawkins

Filme íntegro da semana - The Secret Life of Walter Mitty


Filme íntegro da semana

-

The Secret Life of Walter Mitty






Filme íntegro da semana

Todas as semanas a sugestão de um filme íntegro que é seguro e útil veres para a tua evolução espiritual de consciência e integridade. Não precisas de compreender o filme nem de saberes porque é íntegro (seja a história em si ou as suas personagens). A sua energia e nível de verdade intrínseco irão sempre inconscientemente influenciar-te positivamente e ajudar-te no teu caminho, se a tua intenção for alinhares-te com a Verdade e tornares-te íntegro.

My Sweet Lord - George Harrison



George Harrison
My Sweet Lord


segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

12 Princípios a Seguir Para Um 2014 Mais Feliz



Por um lado pode parecer que este post vem atrasado, por outro lado no fundo é indiferente. A ideia surgiu-me com o aproximar da passagem de ano, mas só agora senti que era o momento certo para o escrever e partilhar. Seja como for, é válido para qualquer ano ou altura do ano, sendo estes princípios intemporais e quem os seguir correctamente e disciplinadamente irá sempre beneficiar da sua aplicação na prática.

Existe o hábito de à meia-noite na passagem de ano se comer 12 passas (não é fumar 12 passas, é comer 12 frutos secos haha), e pedir-se um desejo para o ano seguinte por cada passa que se come. Já escrevi no passado sobre este tema, mas surgiu-me a vontade de escrever sobre ele novamente, com uma nova percepção da questão. O pedido destes 12 desejos geralmente não resulta… pouco ou nada que se pede naquele momento se torna realidade durante o ano seguinte. Isto porque para algo nos acontecer temos de ter o nível de consciência no qual esse algo é normal acontecer. Meramente pedir o desejo não chega, tem de haver esforço, transformação e escolhas a fazer. Estes desejos geralmente nada mais são que fantasias do ego, algo que este quer ter ou acredita que precisa de ter para ser feliz. Mas a felicidade depende apenas do nosso nível de consciência e não meramente do que temos.

Assim sendo, em vez de 12 desejos narcisistas que não nos levam a lado nenhum, que tal 12 princípios que uma vez aplicados na prática consistentemente e correctamente, nos ajudam a evoluir e a ter uma vida mais feliz no geral?

Aqui estão eles, por nenhuma ordem em especial:

#1
O Que Realmente Queres?
É essencial pararmos e percebermos o que realmente queremos com isto tudo. Quero dizer com isto, percebermos se a nossa vontade de estudar e aplicar estes princípios espirituais de Integridade e Amor vem de se achar que com isto se vai satisfazer o ego realizando os seus desejos narcisistas, ou se de facto se tem um interesse realista em se ser íntegro pela Beleza e Verdade da Integridade em si.

#2
Honestidade.
Diz sempre a verdade. Sê sempre sincero. Nós apenas recebemos aquilo que damos, logo só quem dá honestidade recebe honestidade. Aqueles que dão mentiras apenas recebem mentiras. Honestidade é uma qualidade básica sem a qual não é possível ser-se íntegro.

#3
Tenho uma pergunta para ti: achas que faz sentido uma pessoa ao mesmo tempo que anda a tentar curar-se de um envenenamento com um medicamento, andar a beber veneno…? Eu acho que não :) Então que tal largar o “veneno” da televisão de uma vez por todas para que o “medicamento” da Verdade Espiritual te possa curar? É contraproducente ter influências negativas não-íntegras ao mesmo tempo que se tem influências positivas íntegras. É praticamente loucura pois essa atitude na verdade nega qualquer efeito positivo do que possas ler aqui ou em outro lado qualquer que partilhe informação íntegra para te ajudar. Para termos saúde basta largarmos a doença e deixarmos a cura acontecer. O ego acredita que vai perder algo se deixar de ver televisão, mas isso é falso. Basta deixarmos de ter fontes de energia negativa para a curto prazo nos começarmos a sentir melhor consistentemente. Muitos dizem-se interessados em evolução, Integridade e Amor, mas depois voluntariamente abrem as portas ao seu oposto lol e claro, queixam-se que se sentem entalados e encravados, sem experienciar subidas de nível de consciência. Na Verdade é uma perda de tempo vir ler o Cool Vibes se ainda se anda a ver televisão. É das primeiras e mais básicas escolhas neste caminho: largar o negativo e não-íntegro para poder haver cura e progressão, pois se assim não for a pessoa irá sempre estar a ser influenciada inconscientemente e assim a ser impedida de evoluir e ser feliz. Heavy Metal e filmes de terror também são duas coisas básicas a largar.

#4
Humildade.
Dá a tua opinião ou sugestão apenas se for solicitada, apenas se for pedida. “Só sei que nada sei” não é uma brincadeira nem é a frase fixe do dia para publicar no Facebook e obter atenção e validação através de likes lol é uma Verdade elevada, e sem Humildade é impossível evoluir.

#5
Faz o que amas. Adiciona ao teu estilo de vida algo que adoras fazer e que te deixa entusiasmado só de pensar que o vais fazer brevemente. É algo que enriquece a vida e nos ajuda a aprender a amá-la. Pode ser pintar, correr ou contar nuvens, não importa. Faz o que amas sempre que possível e permite que haja entusiasmo na tua vida.

#6
Gratidão.
Começa a reparar mais nas coisas boas e úteis que tens na vida, e sente-te grato por elas, pois sem elas a tua vida seria mais miserável, ou até horrível. É preciso andar-se mesmo a dormir e ser-se um autêntico ingrato para se precisar de andar com uma pedra no bolso para se lembrar de agradecer pelo que se tem de bom na vida. É ridículo. Vamos começar a acordar e a acordar a sério! É uma questão de intenção e importância, e para aqueles que têm mesmo a intenção de serem gratos, para quem gratidão é mesmo importante, não se esquecem e vivem a vida atentos ao que realmente é bom, e quando o testemunham sentem-se gratos, pois sabem que tudo nos é como que emprestado, são dádivas e prendas, e gratidão permite que essas coisas boas continuem a existir na nossa vida, e que mais surjam. Se ninguém precisa de uma pedra no bolso para se lembrar de ser ingrato, porque precisa para ser grato? ;) Se precisas mesmo de uma “bengala” para te lembrares de sentir grato pelo que tens de bom na vida, só há um objecto que podes usar: o preservativo da gratidão =D portanto andas todos os dias com um preservativo no bolso, e sempre que tocares nele ou o tirares do bolso, tens de agradecer por 10 coisas boas e úteis que tens na vida =) Não é por andarmos com uma pedra no bolso que nos tornamos numa pessoa grata, é por realmente querermos ser uma pessoa grata que nos tornamos numa pessoa grata, pois é a nossa intenção real que nos recorda momento a momento disso.

#7
Um dos princípios que mais te podem ajudar numa relação amorosa é o de descobrires o que faz o teu parceiro feliz e fazeres isso.

#8
Serviço.
Nas próximas 2 vezes que alguém te pedir esmola, dá algo. Nas vezes a seguir que isso acontecer fica ao teu critério. Qualquer acto cuja única intenção é fazermos a outra pessoa sentir-se bem, esquecendo-nos de nós próprios e mais um pequeno passo em frente na transcendência do nosso narcisismo – que é a causa do nosso sofrimento – e vamos aos poucos libertando-nos das limitações e ilusões do ego que nos impedem de ser feliz.

#9
Se gostas de definir objectivos, isto vai-te interessar. Em vez de definires objectivos materiais de ter isto ou aquilo, define antes objectivos de como queres ser e com que qualidades. Ser íntegro traz felicidade e uma vida boa em que tens o que precisas, do que gostas e ao mesmo tempo sentes-te preenchido interiormente porque estás alinhado com a Verdade. Objectivos imaturos egocêntricos não trazem felicidade.

#10
Contemplação.
Procura viver mais no agora, ou momento presente, ou Realidade, e menos em pensamentos, memórias e imaginação. A Verdade está na Realidade, o teu verdadeiro Eu está na Realidade. Quanto mais tempo passares na Realidade, mais saberás quais são as melhores escolhas a fazer, logo melhores experiências terás na vida. Saberás quando dizer sim e quando dizer não. Irás Ver e aproveitar oportunidades que antes seria impossível. E claro, aos poucos irás transcender o ego e a mente e ficar livre de qualquer tipo de sofrimento, sendo apoiado pela energia do Espírito, uma vez que esta deixa de estar a ser bloqueada pelas ilusões do ego/mente.

#11
Protege o que tens de bom e bonito na vida. O mundo está cheio de não-íntegros. Não os precisas de odiar nem atacar, apenas de os evitar. Com eles por perto não evoluis, e na Verdade eles não querem saber de ti para nada apesar de parecer que querem. Felicidade é em grande parte fazer as escolhas certas, e isto inclui não só as pessoas com quem tens relações e estás mais tempo, mas também os contextos e situações em que te metes. Vive atento às potenciais consequências das tuas escolhas, valoriza o que tens de bom e bonito e protege-o, evitando expô-lo ou coloca-lo à mercê e alcance do não-íntegro do mundo.

#12

Vive através de princípios e não de pessoas. Apoia-te em princípios e não em pessoas. Isto significa que não negligencias bons princípios de Integridade por nada nem ninguém. Mesmo que alguém fique chateado ou triste pelas tuas escolhas íntegras, primeiro isso é mau sinal relativamente à essência dessa pessoa; segundo, os princípios íntegros vão sempre ajudar-te e ter um impacto benigno e positivo na tua vida e felicidade, mas as pessoas nem por isso. Todos temos o mesmo valor como seres humanos e pode-se ter boas relações, mas nada disso é possível sem Integridade e sem se viver os seus princípios. Para quem realmente está interessado em Integridade, tudo o que não seja íntegro irá ser aborrecido, desinteressante, secante, desmotivante, secundário e algo a largar e evitar por essas mesmas razões. Para se ter compaixão por alguém, ou se perdoar alguém, não é preciso ter-se uma relação com essa pessoa. Ao largares o não-íntegro em ti largas o não íntegro nos outros também. Pois trata-se de deixar de aceitar o ego como ponto de referência de funcionamento no mundo. Rejeitas o ego em ti e rejeitas nos outros que são dominados por ele (egocêntricos). Se os princípios de integridade não estão presentes na maneira de ser de alguém, e queres mesmo ser íntegro, então a relação com essa pessoa não importa e é um obstáculo à tua felicidade. São os princípios e não as pessoas que te podem fazer evoluir e feliz, portanto a importância da permanência das pessoas na tua vida depende de como elas são interiormente, da sua essência e nível de consciência, se vivem através de princípios e atitudes íntegras ou não.

"Os 10 Melhores Sítios Para Se Ir Sair Com Mulheres Em Lisboa"



Em primeiro lugar quero deixar claro que esta lista não se trata de locais de engate. Aliás, a minha sugestão é que te afastes de qualquer local de engate. A intenção não é bonita e a energia desses sítios é baixa (narcisismo).

Esta lista (e a ordem pela qual coloquei os sítios) não é para ser levada demasiado a sério. Há certamente outros sítios bons em Lisboa para se ir com uma mulher (e eu conheço mais), simplesmente estes 10 são os meus favoritos por várias razões e nada mais são do que sugestões para quem ande à procura de um sítio para ir com uma mulher de quem goste. Talvez estejas solteiro e andes a sair com uma mulher de quem gostas e com quem gostarias de namorar, e queres descobrir sítios onde ir com ela que proporcionem uma saída agradável e estimulante. Ou talvez estejas comprometido e queiras ir a sítios novos e diferentes com a tua namorada que valham a pena, ou seja, que proporcionem saídas e encontros amorosos/românticos, que deixem ambos satisfeitos e que contribuam para um bom nível de intimidade.

Seja no caso do solteiro ou do comprometido, seja em Lisboa ou em qualquer outro local do Universo, o princípio base para a escolha de um sítio para se sair com uma mulher é sempre o mesmo: escolher um sítio bonito, confortável e calmo, de energia positiva. Evita locais onde o barulho é tanto que tens de gritar para conseguir falar com a mulher. Evita também locais demasiado cheios e com muita gente a circular. Finalmente evita locais nos quais não houve grande ou qualquer esforço para o tornar bonito e visualmente interessante e agradável. Portanto aqueles sítios onde a música está muito alta, as pessoas fazem muito barulho, há muita circulação e confusão à tua volta, têm demasiado fumo no ar e basicamente são feios e decorados caoticamente e sem bom gosto, são sítios a nunca ir pelo menos no contexto de uma saída ou encontro amoroso com uma mulher.

E agora, a lista dos Top 10 Sítios Onde Ir Sair Com Mulheres Em Lisboa! =)


#10
Noobai

Miradouro do Adamastor (Sta. Catarina) – Perto do Elevador da Bica e do Bairro Alto

Muito bom para ir tomar algo ao fim da tarde quando o tempo está bom. Tem uma esplanada com uma vista fantástica para o Rio Tejo.


#9
Hard Rock Café

Localização: Avenida da Liberdade nº2 – Restauradores

Talvez um dos melhores bares em Lisboa, a decoração e o espaço são fantásticos. A temática aqui é o rock e a música no geral, e pode-se encontrar nas suas paredes todo o tipo de objectos interessantes desse mundo. Um bom sítio para uma saída a meio da tarde, ou para se jantar. Dependendo da hora (quanto mais tarde pior), pode ficar demasiado cheio e não haver lugar sentado na zona do café/bar.


#8
Navegadoors

Este bar/restaurante/café abriu há pouco tempo mas impressionou-me com o bom gosto da decoração e o ambiente relaxante. Não sei a morada, e para ser sincero nem tenho a certeza se é este o nome do bar haha! Isto porque cada zona dentro deste espaço tinha um nome diferente (tem uma zona de sushi). Sei que é na Baixa de Lisboa, no mesmo edifício onde era a Bershka (Rua Augusta nº 83). Uma boa opção para o fim de tarde ou início da noite.

#7
Páginas Tantas

Rua do Diário de Notícias, nº 85 – Bairro Alto

Este é um bar de jazz de ambiente agradável e decoração com um certo nível de classe. Bom para ir beber um copo com a mulher a seguir ao jantar, ao início da noite.


#6
Music Burguer

Rua Alexandre Herculano, nº6ª – Perto da Avenida da Liberdade

Seja para tomar algo a meio da tarde ou jantar, é um local confortável e de decoração interessante a experimentar.


#5
Pensão do Amor

Rua do Alecrim, nº 19 – Cais do Sodré

De decoração alternativa cuidada e confortáveis cadeirões, muito bom para se tomar algo a meio ou ao fim da tarde. À noite tem demasiada confusão e barulho.


#4
Primeiro Andar


Mais uma recente e agradável surpresa. Este local alternativo e meio escondido é fantástico na sua simplicidade e bom gosto. Muito bom para jantar ou para ir tomar algo a seguir ao jantar, no início da noite.


#3
Magnetic

Avenida Conde Valbom, nº 18 Loja A – Mesmo ao lado da Avenida Duque de Loulé, na zona de São Sebastião

Com um estilo mais urbano e design minimalista, tem muitos pormenores interessantes. É agradável e confortável, e bonito na sua sofisticação. Bom para ir à tarde ou ao início da noite.


#2
Linha D’Água

Rua Marquês Fronteira – Ao lado do El Corte Inglès

Muito bonito, rodeado de verde, como que num recanto escondido na cidade, com um lago em frente e árvores à volta, de esplanada e zona interior, calmo e tranquilo, perfeito para tardes de sol.


#1
Pavilhão Chinês
Rua Dom Pedro V, nº89 – Perto do Príncipe Real

Já foi uma loja de antiguidades, nota-se, e ainda bem. Um local de beleza única em Lisboa, cheio de objectos antigos interessantes e curiosos, de sofás confortáveis, decoração com classe, e o maior menu de bebidas que já vi na vida! É um espaço bonito, tranquilo, interessante e confortável. Muito bom para se ir tomar algo e conversar a seguir ao jantar com a mulher.

A minha sugestão é que da próxima vez que vás sair com uma mulher experimentes um destes sítios e enquanto lá estiveres tenta perceber porque são apropriados para uma saída desse tipo (de interesse amoroso). Todos são locais de energia positiva, minimamente íntegros. Há claro as típicas menções honrosas, como o Brown’s Coffee Shop na Baixa, e jardins com quiosque ou esplanada como o Príncipe Real e o São Pedro de Alcântara. É sempre boa ideia ir passear a um jardim com uma mulher, pela sua beleza e energia íntegra da natureza, seja no jardim da Gulbenkian, seja em Belém, ou à beira rio, perto do Cais do Sodré ou na zona de Belém.


Infelizmente já não existem os cafés Magnolia, nem o mítico Coffee&Pot de Alcântara, que está para sempre ligado à história do Cool Vibes. Seja como for, desfruta com alegria, humildade, sinceridade e inocência as tuas saídas com a mulher de quem gostas, e explora a cidade. Parte à aventura e arrisca, pois nunca se sabe os sítios fantásticos que podes descobrir.

What a Wonderful World - Louis Armstrong



What a Wonderful World
Louis Armstrong



quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Citação da semana de David Hawkins







“Love is misunderstood to be an emotion; actually, it is a state of awareness, a way of being in the world, a way of seeing oneself and others”.

- Dr. David R. Hawkins




Filme íntegro da semana - Avatar: The Last Airbender


Filme íntegro da semana

-

Avatar: The Last Airbender
(Animated TV Series)







Filme íntegro da semana

Todas as semanas a sugestão de um filme íntegro que é seguro e útil veres para a tua evolução espiritual de consciência e integridade. Não precisas de compreender o filme nem de saberes porque é íntegro (seja a história em si ou as suas personagens). A sua energia e nível de verdade intrínseco irão sempre inconscientemente influenciar-te positivamente e ajudar-te no teu caminho, se a tua intenção for alinhares-te com a Verdade e tornares-te íntegro.