AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Perguntas e Respostas, Setembro 2013

Perguntas e Respostas, Setembro 2013

Olá!

Mais uma curiosa selecção de perguntas sobre os mais variados temas de evolução de consciência: medo em relações, atracção e traição, selecção e afastamento, aparência e namoro, desejo sexual e amor.

As minhas respostas podem ser mal interpretadas, pois o ego nem tem capacidade para compreender a Verdade nem quer saber dela para nada (basicamente odeia-a). Eu digo a estas pessoas o que acredito que elas precisam de ouvir para as acordar para a Verdade de que seguir as sugestões e ilusões do ego é mau para elas a longo prazo.

É um balde de água fria que nos acorda, e não uma canção de embalar.

Espero que estas perguntas e respostas te ajudem e inspirem.


Pergunta 1 – A Desnecessária Paranóia

“Achei uma foto da ex do meu namorado no computador dele o que devo fazer pedro?”

Resposta, comentários:

Não sei em que contexto encontraste essa foto, mas se estavas intencionalmente a cuscar às escondidas o computador do teu namorado, isso é uma invasão de privacidade e tal escolha torna-te numa namorada indigna (o tipo de mulher que eu sugiro evitar). Esse tipo de atitude revela falta de consideração pela privacidade do outro, o que não é nada bonito, pois é uma expressão de narcisismo em que a nossa curiosidade e paranóia são mais importantes que a felicidade da outra pessoa. Portanto a primeira coisa que deves fazer, se foi o caso, é nunca mais voltares a espiar o computador de ninguém.

Depois, essa foto pode não significar nada. Pode ser apenas uma foto do passado, lá colocada e esquecida à anos. E depois? Qual é o apocalipse? É fácil perceber que o teu ego provavelmente te está a atacar com coisas do género: “será que ele ainda a ama? Será que anda a curtir e a fazer sexo com ela? Será que gosta mais dela do que de mim? Será que me vai deixar por ela? Será que a acha mais bonita do que eu?” Mas tudo isso não passa de uma paranóia desnecessária (e muito disto pode ser inconsciente). O ego acredita que pode controlar o que o rodeia, mas na Verdade não podemos controlar de quem as outras pessoas gostam ou não gostam, ou quem preferem em determinado momento. Faz parte deste caminho de crescimento ligarmos cada vez menos a esse tipo de pensamentos (ilusões/sugestões do ego), e passarmos a viver cada vez mais no momento presente, vendo e aceitando as coisas tal como elas são, e depois decidindo se queremos continuar com elas por perto ou não (no caso das não íntegras a escolha apropriada é não querer).

E se estás interessada em ser íntegra (tradução: feliz), fala com o teu namorado sobre isso. Diz-lhe que encontraste a foto da ex, diz-lhe o que pensas e sentes, e pergunta-lhe o que te vier à cabeça. Sinceridade é uma qualidade.


Pergunta 2 - A Desnecessária Paranóia 2: O Regresso da Ausência de Amor

“Ele está há dias sem falar comigo e eu tô PIRANDO! Devo ir falar com ele? Espero ele me procurar? ELE VAI ME PROCURAR?”

Resposta, comentários:

Mas tu gostas dele? Ou gostas apenas da sua validação (tradução: que ele te contacte para te sentires bonita/desejada)? Queres um namorado ou um servo de validação?

É só ele que te contacta? Nunca lhe dizes nada? Lol Com essa atitude narcisista duvido sinceramente que ele te procure mais. E procurar-te para quê? Para te ter de voltar a procurar novamente a seguir e sempre? Lol Sem qualquer demonstração de apreciação da tua parte?

Deves sempre demonstrar a um homem que gostas dele, e tem de ser uma demonstração espontânea, sincera e inocente. Não fiques parada à espera que seja sempre o homem a procurar-te, procura-o quando queres falar com ele e convida-o para sair quando quiseres estar com ele. Uma relação é uma dinâmica de apreciação mútua, não é de apenas o homem procurar a mulher e ela apenas pensar em si própria, tendo apenas uma atitude de receber, sacar, obter, ganhar, etc. Tipo aspirador lol

Esse é um dos tipos de mulher que eu sugiro evitar: a que se finge de desinteressada, a que por alguma razão, seja medo ou orgulho, não demonstra apreciação normal e apropriada pelo homem. Isto significa nunca lhe dizer que gosta dele, nunca o procurar com mensagens ou telefonemas, ou nunca o convidar para sair, mas ficar sempre à espera que seja ele a procurar, convidar, contactar, demonstrar o interesse, etc. Este tipo de atitude é uma clara demonstração de narcisismo, e nunca traz relações felizes.


Pergunta 3 – Superbacanal :D

“Há pouco mais de dois meses conheci um cara superbacana e acho que estou gostando dele. O problema é que ele é casado e tem o dobro da minha idade (eu tenho 20 anos). Ele já me disse várias vezes que gostava de mim e que queria ficar comigo, mas na hora eu fico sem palavras pra responder. Isso me deixa tão confusa! O que devo fazer?”

Resposta, comentários:

Deixa-te tão confusa pois não és íntegra. Qual é a confusão? Qual é a grande dúvida?

Primeiro de tudo, ele não é superbacana, nem supercopacabana, nem supercola-cola. Ele é um traidor! lol desde quando é que um traidor é superbacana? Hahaha! É ridículo. Gostas de um traidor? Ele está disposto a trair a mulher e achas isso maravilhoso (superbacana)?

um cara superbacana e acho que estou gostando dele”

Hahaha! :D

Isto é uma anedota?!

Se ele é casado então isso significa que… existe algures uma esposa! :D e que tal ter consideração por essa esposa? Ela não é um ser humano também? Ela não tem sentimentos? A sua felicidade não importa? Achas que ela merece sofrer? É que basta ter consideração por ela para não se gostar desse super idiota. Porque é isso que ele é. Ou então Super Pateta, também descreve bem a sua essência =)

Como pode haver confusão e dúvida no que escolher nesta situação?

“Não gosto de traidores, adeus.” Teria resolvido a questão assim que soubeste que ele era casado e queria fazer sexo contigo. Ainda por cima desconfio que ele te quer usar apenas para sexo, e que passado pouco tempo te vai abandonar. O que ele faz à mulher também vai fazer a ti, assim que se fartar de ti sexualmente – pois atracção tem prazo de validade – e encontrar outra miúda de 20 anos atraente.

São estas escolhas que depois no futuro nos trazem mau karma. Escolhas tu fazer sexo com ele, sabendo que ele é casado e não querendo saber de como a sua mulher se sente em relação a isso, o resultado a longo prazo é um dia estares comprometida, ou casada, e o teu marido ou namorado te trair com alguém mais nova do que tu. A vida é karmica, e é assim que funciona.

Não importa se o achas superbacana e se gostas dele… o que importa são sempre os princípios de integridade. Não importa o que queres e a atracção que sentes, isso é o teu ego, e isso tem de ser medido conforme o contexto. E neste contexto não é apropriado, logo tem de ser ignorado, pelo bem maior. É muito mais importante respeitares a mulher dele e ergueres-te contra a traição, do que satisfazeres um desejo sexual abrindo as pernas a um traidor (e assim apoiando e recompensando inconscientemente esse tipo de atitude).

Não te precisas de sentir mal em relação à dúvida que te atacou, mas tens de aprender a recusar as sugestões do ego (as que vêm de ti e as que vêm dos outros) de forma implacável, logo. Isto se quiseres ser feliz no futuro.


Pergunta 4 – Largando o que Não Importa

“Olá Pedro. Tenho um amigo que conheço desde que era uma criançinha. Mas ao longo do tempo, principalmente nos anos que comecei a ler os seus posts e a ouvir os áudios sobre selecção consciente tenho vindo a reparar que esse meu amigo é bastaaante narcisista, o que posso fazer para o afastar da minha vida? Ser directo e dizer que não quero mais estar com ele ou devo me indo afastando aos poucos? O que acha que devo fazer Pedro?”

Resposta, comentários:

Deixar pessoas narcisistas para trás faz parte do processo de verdadeiro trabalho espiritual. Ler é giro e uma orientação importante, mas são as escolhas no dia-a-dia que nos fazem evoluir (transcender o ego).

Deixar alguém parece algo do outro mundo, mas não é. O ego ataca-nos com  medos e preocupações, mas quando nos vemos livres dessa pessoa não-íntegra, tudo começa a melhorar. A primeira coisa que acontece é que sentimo-nos melhor no dia-a-dia, pois essa pessoa já não está por perto para nos impedir de sentir tão bem quanto podemos, nem para nos impedir de evoluir e ser felizes.

Este processo de deixar alguém para trás, é simples:

Primeiro basta deixar de a procurar e contactar. Segundo é deixar de lhe responder, e sempre que ela nos convidar para algo dizer que não podemos e estamos ocupados. O que é Verdade, pois estamos sempre ocupados com o nosso processo de evolução. Não lhes é preciso justificar nada, apenas dizer que não temos tempo, que já temos planos, adeus tenho de ir =) o ideal é simplesmente deixar de lhe responder a sms e não lhe atender os telefonemas. Apagá-la do Facebook e sites do género também é obrigatório. Apagar todos os seus contactos é basicamente o que se vai ter de passar.

Claro que da nossa parte tem de haver também uma forma diferente de ver a vida, e o desenvolvimento de um novo estilo de vida. Conhecer pessoas novas, ir a sítios diferentes e fazer coisas diferentes é essencial. Quando a nossa mudança é real, quem já não nos agrada vai-se naturalmente afastar de nós sem ser preciso grande esforço da nossa parte, pois devido à nossa nova forma de ser e estilo de vida, ela deixa-se de identificar connosco e já não é possível uma ligação. Mesmo assim, o deixar de procurar a pessoa, deixar de lhe responder e apagar todos os contactos é essencial e obrigatório.

Claro que com isto a pessoa pode ficar triste ou chateada, mas não importa. Ela é demasiado narcisista e tem de ser largada pelo bem maior e pela tua felicidade. Ela pode fazer-se de vítima inocente e tentar manipular-te para não te deixar andar para a frente com a tua vida, impedindo-te de a largar, ou pode usar a táctica da intimidação com ameaças. Nada do que venha dessa pessoa importa, seja o que for, ela é para ser largada e deixada para trás, só a integridade importa para a felicidade. Uma vez que a escolha tenha sido feita, há que nos mantermos firmes e nunca voltamos atrás.

Depois disso a tua vida melhorará aos poucos, e farás novos e melhores amigos (pois haverá “espaço” e tempo para eles). O importante é perceber que são as escolhas íntegras que importam, e não o que o ego dos não-íntegros sente. Todas as escolhas certas vêm da Integridade, é esse o ponto de referência, e não os sentimentos narcisistas das pessoas (orgulho, ódio, desejo, medo, tristeza, apatia, culpa e vergonha).

Se uma pessoa é narcisista, e devido ao seu orgulho, raiva ou medo fica sem amigos, isso é problema dela. Ela tem um caminho de evolução a percorrer, e é responsável pela sua experiência como ser humano. Ninguém tem de deixar de ser feliz por idiotas fracos de espírito, espiritualmente preguiçosos e que só querem saber deles próprios.


Pergunta 5 – Um Inesperado Prazo de Validade

“Namoro há 5 anos com meu primeiro namorado. Eu fui a primeira dele também. No começo do namoro, fazíamos amor 3 vezes por dia e eu tinha muita vontade, ficava excitada só pensar nele. Há uns 2 anos perdi o tesão, só fazemos amor quando ele me procura, pois não tenho iniciativa. Isso o incomoda demais. Não sei o que houve, pois sou nova, tenho 20 anos. Já brigamos várias vezes por causa disso e ele diz que não está feliz, pois está namorando, mas tem que se "resolver" sozinho. O que houve? Como posso voltar aos velhos tempos? Obrigada.”

Resposta, comentários:

Não podes voltar aos velhos tempos.

Se tens 20 e namoram à 5 anos, então quer dizer que começaram a namorar aos 15. Uma vez que foram o primeiro de cada um, isso revela uma grande falta de experiência amorosa. Daí não perceberes o que se está a passar. Mas não te preocupes, não é exclusivo de vocês, é normal para a maior parte dos seres humanos. Simplesmente estás agora a experienciar a realidade tal como ela é.

O que se passa é que atracção tem um prazo de validade. Atracção não é o mesmo que Amor, apesar de quase todas as pessoas confundirem ambos, devido a nunca terem experienciado o estado de Amor antes.

Quando uma relação se inicia devido a atracção, tem os dias contados. Se atracção é a base da relação, esta está condenada a acabar mais cedo ou mais tarde. Tens aqui a oportunidade de aprender que na vida tudo começa e tudo acaba, e é perfeito assim. Temos de o aceitar e aprender a viver com isso. Quem não está pronto para o pior da vida também não tem capacidade para apreciar o melhor da vida.

A vossa relação amorosa acabou, o fogo apagou-se e não há nada a fazer. Podem resistir à verdade e fingir que não, mas o vosso futuro juntos apenas vos vai trazer mais discussões e frustração ao teu namorado. Atracção tem um prazo de validade, e se não houver Amor em ambos os parceiros a relação acaba.

Atracção é um impulso sexual, é o desejo de fazer sexo com alguém do sexo oposto. Só por si não impulsiona uma relação, apenas uma experiência sexual quando o desejo é mútuo (compatibilidade sexual). Quando as pessoas para além disso se dão bem, então sim, um namoro começa (compatibilidade pessoal). A questão é que uma relação é muito mais do que sexo e saídas lol é tornarmo-nos um com o outro, e sem Amor isso é impossível. Mas com Amor, a atracção torna-se infinita, e o sexo muito melhor, pois Amor faz-nos Ver a outra pessoa (e tudo) de forma diferente e mais Verdadeira.

Quase todas as pessoas sentem atracção e fantasiam-na na cabeça, dando-lhe um significa que esta não tem. Atracção é válida, é normal, não é algo a desprezar, mas temos de a ver pelo que ela é, e depois temos de a experienciar e transcender. É apenas desejo sexual, significa que queremos fazer sexo com aquela pessoa, não significa que queremos uma relação lol se a relação se der, óptimo, mas temos de estar conscientes de que pode acabar a qualquer momento, e seja qual for a razão, temos de aceitar a forma natural de como as coisas são na vida. Isso vai-nos ajudar a ser mais poderosos e felizes no futuro. Se aceitarmos as coisas como elas são, vamos vê-las como elas realmente são, e depois poderemos Amá-las. Não podemos Amar um gato se não o aceitamos como um gato e o vemos como um cão :D

Há também a pequena questão de que ele pode ter mudado como homem e já não te atrai como atraía, mas mesmo assim, atracção tem um prazo de validade, é assim que a nossa biologia animal funciona. E vocês praticamente não têm experiência nenhuma na vida amorosa com o sexo oposto, o que também não ajuda nada. Se não há desejo sexual da tua parte, a relação acabou. Basta um não estar para aí virado. E como já percebeste, essa situação é de facto importante pois está a deixá-lo frustrado e a potenciar discussões. Isso é uma relação sim, mas desse tipo é sem Amor logo não interessa continuar.

Com tudo isto parece-me que está na altura de acabarem e separarem-se, e se querem fazer as coisas como deve de ser, não ficam amigos depois disso. Cada um segue o seu caminho, e ruma em direcção a outras pessoas, procurando mais momentos felizes e a tal experiência que vos falta. A felicidade não é para os fracos de espírito.


Pergunta 6 – A Verdadeira Origem do Problema é Invisível

“Aos 23 anos, tinha a auto-estima super baixa. Pesava 85 kgs, não saía e não tinha namorado. Hoje, tenho 26 anos, peso 64 kgs, faço academia e estou muito feliz e realizada com o meu corpo. Só que o problema foi que sempre achei que não tinha namorado por ser gorda e me achar feia, mas continuo sem namorado, sem conhecer ninguém, mesmo me sentindo muito mais bonita agora. Me sinto sozinha, e fico triste e insegura, pensando: "será que o problema é interno, é comigo? O que eu tenho de errado para estar sozinha?" Não sei mais o que fazer, gostaria de uma ajuda...”

Resposta, comentários:

Sim, o problema é interno e contigo.

Não é cómico? Lol tanto esforço para perder 21 kg e fica tudo essencialmente na mesma haha

:D

A vida é entretenimento.

É bom estares satisfeita com o teu corpo, e tem todo o valor o que fizeste para perder peso. Isso é tudo válido e tem mérito, portanto de forma alguma tenho intenção de desvalorizar o que alcançaste fisicamente e como te sentes com o resultado.

Mas…

Lol

O problema é invisível.

Eu também me sentia como tu, não por ser gordo mas por ser demasiado magro. O meu corpo pouco ou nada mudou, mas a minha vida e a forma como me senti mudaram completamente.

Magia?

Não. Simplesmente fui directo à fonte do sofrimento/problema: A minha maneira de ser. Mais correctamente a minha personalidade, e de uma forma mais elevada o meu nível de consciência.

Um erro que muitas mulheres cometem é viverem obcecadas com o corpo. A dúvida atroz de “sou bonita ou não sou bonita?” ataca-as diariamente, e por isso vivem inseguras, “mortas” por dentro, não sendo assim apelativas para homens normais. Mesmo que sejam lindas, são desinteressantes pois não têm energia suficiente para serem companhias estimulantes.

O seu nível de consciência é baixo, e por isso não lhes permite que lhes aconteça coisas bonitas. É o nível de consciência que mantém a mulher solteira, e não o seu corpo. A mulher comum seria mais feliz se se dedicasse mais à sua essência e menos ao seu corpo. Claro que para o ego feminino é um vício ser validada por causa do seu corpo, daí a panca contemporânea dos ginásios, operações, maquilhagem e roupas demasiado sexy.

Mas isso é problema delas :D

A questão é, e agora, já sais mais? Tens à vontade para falar com homens que não conheces?

Se um homem sente que precisas demasiado de ter uma relação devido a carência emocional, e se ainda por cima vives angustiada por causa disso, das duas umas: ou nunca acontece nada de especial, ou se fores atraente será usada para sexo, porque o homem comum não irá gostar da tua companhia e emoções negativas por perto.

Terás de evoluir e tornar-te minimamente íntegra. Terás de te dedicar a um caminho espiritual verdadeiro de dedicação prática concreta no mundo.

O que podes já começar a fazer é libertar-te das dúvidas que te bloqueiam na vida amorosa. Tens de estar confortável com a ideia de seres feia (mesmo que não o sejas) e com a ideia de nunca teres namorado.

“Sou feia e nunca terei namorado, e depois?” =)

Assim que te renderes que essa pode ser a realidade e a deixares de tentar controlar pensando no assunto, vais-te libertar dessa energia negativa narcisista do ego e sentir-te melhor. Sem alegria não irás longe. São essas 2 preocupações que te impedem de ter energia para conhecer homens normalmente e teres relações com eles. Com mais energia serás mais apelativa e procurada. Certamente já testemunhaste casos, ou ouviste falar de casos, de mulheres que até nem são lá muito bonitas mas de quem os homens andam bastante atrás. É a maneira de ser delas, a sua energia e entusiasmo, o seu à vontade e conforto com os homens, sexualidade e todo o processo que vai desde o conhecer ao namorar, que torna isso possível, que deixa isso acontecer.

O exercício que te sugeri é extremamente importante e deves dedicar-te a ele com disciplina todos os dias. Se te preocupares mais com a tua essência e menos com a tua aparência, irás fazer as escolhas que te farão evoluir, tornar mais atraente e ter namorado. Irás sentir-te melhor quando começares a desvalorizar os pensamentos e dúvidas negativas que o teu ego te traz sobre a tua aparência e relação com os homens. Enquanto tiveres essa angústia em mente, irás afastar os homens. Que se lixe se és feia e nunca irás ter namorado. E depois? Qual é o apocalipse? Qual é o problema? Sê feliz agora como estás, no teu corrente contexto de vida. Faz o que amas e vive a vida com entusiasmo sendo solteira. Não andes obcecada com a tua aparência e necessidade de ter namorado. Pára de pensar nisso, não é útil pois não o podes controlar.

Tudo é como é por razões karmicas. Há karma a pagar. Nem sequer precisas de andar na academia lol só se for na Academia da Polícia, esse filme pelo menos tinha humor, o que é uma energia agradável e íntegra. Porque achas que 90% das pessoas vão para um ginásio? Porque são atletas profissionais? Porque o médico mandou? Não lol por questões de orgulho e sexualidade. Querem ser sexy e atraentes para obter a validação do sexo oposto. É a cultura do orgulho da aparência. Para muitas isto é inconsciente, e não tem mal, é o que é, mas está-se apenas a tratar da superfície da questão, e não da questão em si. E ficar num estado de orgulho por causa da aparência é espiritualmente perigoso. A felicidade fica bloqueada e cada vez se precisa mais daquilo, e começa-se a fazer-se escolhas não lá muito bonitas que vão acumulando karma negativo… que depois se terá de pagar da pior forma possível lol

Se continuas ou não no ginásio é irrelevante. O importante é que não andes apenas a dedicar-te à tua aparência, pois o teu problema vem de dentro, está na tua essência.

A vida não é linear, e o visível trata-se através do invisível. Escolhas íntegras todos os dias, vigilância da mente e contemplação das emoções. Aprender a ser humano e a desfrutar a vida. São as escolhas que nos fazem evoluir e ser felizes, e é a nossa intenção, a verdadeira intenção por detrás dessas escolhas que molda o nosso nível de consciência e estilo de vida. Temos de recusar as sugestões e ilusões do ego e deixar o Espírito nos guiar. Muita coisa não fará sentido para nós, mas é do que precisamos. Muitas vezes é um paradoxo, e quando somos felizes solteiros é quando mais rapidamente nos tornamos comprometidos.


Obrigado pelas perguntas.

20 comentários:

Neusa disse...

este post tirou m muitas das duvidas que tinha ! obrigda pedro :d

pedro o facto de uma pessoa, pra i com 13 anos ser "vitima" de bullinyg, ser excluida , incluirem-na em intrigas e joguinhos e isso prolongar-se por uns 2 anos, isso pode prejudica-la? pode fazer com que ela tenha opinioes falsas de ela propria devido aos julgamentos do exterior? isso pode fazer com que ela um dia mais tarde nao se sinta a vontade num meio social? ou apenas se ela ja for um poco insegura?

Pedro C. disse...

Neusa:

Tudo acontece por razões karmicas, e como consequência natural do nível de consciência em que se está. Fraqueza convida agressão, é assim que o ego funciona. Logo são os fracos de espírito que serão "vítimas" de bullying. E são-no também porque numa vida passada fizeram o mesmo ou algo semelhante.

Porque têm esse nível de consciência, irão percepcionar o bullying de forma a que reforce a sua fraqueza de espírito, e será usado como uma desculpa perfeita para o ego manter a pessoa não íntegra.

Na verdade a pessoa pode-se libertar completamente do passado do bullying e ser feliz, mas para isso tem de evoluir e tornar-se íntegra. Basta olhar para trás e rir-se do que lhe acontecia para as coisas serem completamente diferentes no futuro.

Anónimo disse...

O Cool Vibes está sensacional!! \o/

Pedro, quando nossa namorada quer realizar diferentes tipos de fantasias sexuais conosco, isto é uma atitude narcisista?

Até que ponto realizar as fantasias sexuais podem nos prejudicar ?

Ou seja, existem fantasias que é melhor evitar, ou quando há amor podemos fazer o que quisermos?

Um grande abraço

Anónimo disse...

'Porque tenho Medo' de levar fora de uma mulher, porque tenho isso?

Anónimo disse...

Como faço para beijar uma mulher que tem bafo ?

Anónimo disse...

PORque quando o cara namora chove menina p/cima dele....? +Quando ta solteiro só nada.?

Anónimo disse...

Trair meu namorado com outro homem O Que eu faço? falo ou não cm ele ?

Anónimo disse...

Como esquecer uma pessoa que vivi 4 anos junto oque faço?

Anónimo disse...

Minha mãe é terrível ela se apaixonou por mim ela sempre fala que quer fazer sexo comigo , ela é linda nova , mais eu acho isso macabro contra a natureza . O que eu faço para fazer ela parar ?

Anónimo disse...

Eu não gosto muito de sair,sou praticamente caseira!?
Minha família adora sair de casa pra comer fora,passear e essas coisa.Eu sou completamente ao contrário,só gosto de ficar em casa e as vezes por um milagre saio.Odeio comer fora fico enjoada só de ver hambúrguer,pizza,essas coisas,prefiro ficar em casa e comer arroz e miojo kk. Meninas da minha idade gostam de ir no shopping fazer compras,eu ODEIO,acho muito entediante,meu pai e minha mãe todo dia reclamam comigo que eu tenho que sair de casa.Tenho medo também de passar mal em lugares como restaurantes,shoppings e lugares públicos.Eu sou normal?O que eu devo fazer para mudar essa situação?

Anónimo disse...

Pedro, não sei se entendí bem, mas queres dizer com isso que as pessoas são vítimas do bulluying por culpa delas mesmas? É isso? Pedro, peço desculpas, mas isso me parece caricato.

Anónimo disse...

Olá Pedro!
Tenho uma dúvida. Você acredita em almas gêmeas e coisas do tipo? Ou seria somente uma questão de níveis de consciência semelhantes, o que gera atração a um primeiro momento e que mais tarde pode a vir tornar-se amor (aqui me refiro ao amor entre homem e mulher). Gostaria de entender as diferenças, se é que existem. Obrigado

Anónimo disse...

Olá Pedro!
Tenho uma dúvida. Você acredita em almas gêmeas e coisas do tipo? Ou seria somente uma questão de níveis de consciência semelhantes, o que gera atração a um primeiro momento e que mais tarde pode a vir tornar-se amor (aqui me refiro ao amor entre homem e mulher). Gostaria de entender as diferenças, se é que existem. Obrigado

Pedro C. disse...

O conceito de alma gémea é uma forma incompleta de identificar alguém que é compatível connosco a nível pessoal e sexual. Nesse conceito há apenas "uma pessoa para nós", mas na Verdade há milhares.

Pedro C. disse...

"as pessoas são vítimas do bulluying por culpa delas mesmas?"

Nós somos responsáveis por tudo o que nos acontece. As boas notícias é que uma vez que somos os responsáveis isso significa que o podemos mudar. A forma como o mudamos é deixando aos poucos o ego (narcisismo) e indo-nos alinhando com o Espírito, tornando-nos pelo menos íntegros.

Eu não disse que são culpados, eu disse que o seu nível de consciência actual (e o nosso nível de consciência é uma escolha), traz-lhes como consequência natural o bullying.

No passado eu era um idiota fraco de espírito frustrado, e muita coisa desagradável acontecia espontâneamente fazendo-me parecer uma "vítima". Assim que comecei a aprender tudo isto, a colocá-lo em prática, a desafiar-me e a largar o meu narcisismo tudo isso desapareceu e foi substituído por uma vida agradável livre de sofrimento. Parece que o responsável era eu, e nunca fui uma vítima, era como era porque queria ;) é assim que o ego funciona.

Pedro C. disse...

"existem fantasias que é melhor evitar, ou quando há amor podemos fazer o que quisermos?"

Quando há Amor sabemos que fantasias realizar e que fantasias evitar. As fantasias em si nada têm de mal, dependendo da intenção com que se realizam e do porquê de se quererem realizar. A pessoa estará a ser respeitada? O seu bem estar está tido em consideração? Vai fazê-la feliz?

Pedro C. disse...

"Eu não gosto muito de sair,sou praticamente caseira!?"

Não tem mal sermos caseiros, mas no teu caso parece-me haver um desequilíbrio e uma aversão a algo normal da vida que é... vivê-la :)

Quando sofreres o suficiente por estares quase sempre em casa (como eu era), irás sair seja para onde for e aprender a amar a vida em vez de a odiar. Irás descobrir pequenas coisas que gostarás de fazer fora de casa, e locais que gostarás de frequentar. Não tens de gostar de pizza nem de hambúrguers, mas também não o tens de odiar. Não precisas de ser viciada em compras, mas também não precisas de odiar ir às compras de vez em quando.



Pedro C. disse...

"Minha mãe é terrível ela se apaixonou por mim ela sempre fala que quer fazer sexo comigo"

Sim de facto isso não é nada normal. Tens de recusar isso, e dizer a verdade à tua mãe, que é doentio e que ela tem de parar com isso. Se ela continuar afasta-te dela pois ela claramente não é íntegra e não te respeita.

Pedro C. disse...

"Como faço para beijar uma mulher que tem bafo?"

Fala com ela sobre isso. Talvez ela tenha algum problema nos dentes ou no estômago. Se for o caso terá de tratar desse bafo. Pode sempre usar algo para melhorar o bafo.

Se ela não fizer nada em relação ao bafo depois de vocês terem falado sobre isso, o melhor é largá-la. Ela ainda tem muito que evoluir, e tem muito para tratar nela antes de estar pronta para uma relação.

Pedro C. disse...

"Trair meu namorado com outro homem O Que eu faço? falo ou não cm ele?"

Obviamente não estás pronta para uma relação. Sim, terás de falar com ele e pedir-lhe perdão. Não para que a relação continue mas como parte do processo para te tornares íntegra e à altura de uma relação.

E claro, não o voltes a fazer. Sintas o que sintas, não interessa. Recusa todos os convites, nunca saias com outro homem senão com o teu namorado. E evita contextos em que possas conhecer outros homens, como por exemplo discotecas e bares.