segunda-feira, 8 de abril de 2013

"O que tens a dizer da atitude do Forrest Gump andar sempre atrás da mesma rapariga?"


Pergunta de leitor:

“O que tens a dizer da atitude do Forrest Gump andar sempre atrás da mesma rapariga? Ele não teria sido mais íntegro escolhendo outra rapariga para ter intimidade ou ele gostava tanto daquela que os poucos momentos que passava com ela eram suficientes e fantásticos?

Resposta, comentários:

A atitude do Forrest Gump é Amor. Não pelo que faz, mas pela razão que o faz. Pela intenção e energia por detrás do que faz. Ele dedica-se a 100% ao que lhe surge à frente, sem aversões, mas aceitando-o humildemente, e inocentemente fazendo o que acha ser certo, dando o seu melhor.

Ele não teria sido mais íntegro escolhendo outra rapariga para ter intimidade, isso não faz qualquer sentido. Não se trata de escolher outra rapariga, mas sim de escolher Amor agora. Que é o que ele faz, porque é o que ele é. O Amor de facto é eterno, e por isso ele amou-a toda a vida e é um exemplo a seguir. Pois Amar uma mulher é mesmo Amar uma mulher, não é algo fraco a meio-gás, com um pé nela e outro fora, a medo, com defesas, a olhar para os rabos das outras...

Pode-se Amar uma mulher, mas estando-se solteiro ter-se algo físico com outra, como ele ía tendo com uma daquelas idiotas na passagem de ano. Mas por ele ser Amor, quase nenhuma lhe agrada, nem ele anda escravo da atracção animal que o seu ego sente por praticamente todas as mulheres, nem confunde isso com Amor lol

Portanto aquela que ele conheceu em pequeno, e com quem de facto teve uma ligação, proximidade, intimidade (pois intimidade não é, algo apenas físico/sexual) e tudo o resto que é bonito, essa é a que ele Ama, com inocência e persistência, pois o Amor é eterno, nunca pára. Ele pode estar 5 anos, ou 10 anos, sem a ver, e a sua atitude é igual. Ele não fica todo chateadinho e com ódio por ela não querer ser a sua namorada. Ele simplesmente Ama, pois é isso que ele é. E por ele ser Amor, ele tem uma vida bonita, onde as coisas se resolvem automaticamente, e é um exemplo a seguir.

A atracção quer quantidade e variedade. Outra e sempre mais outra mulher... homens estão em relações por atracção e continuam a ver pornografia, continuam a sair à noite para onde estão as mulheres sexy, continuam a falar e a sair com pseudo-amigas por quem se sentem atraídos mas não admitem, continuam a tentar conhecer outras mulheres, e fantasiam com isso; chamam de amizade aquilo que na verdade é apenas atracção, e olham constantemente para outras mulheres que se cruzam com eles (ou não) nos mais variados sítios (e de uma forma secretamente sexualmente inapropriada, na qual imaginam coisas que não são apropriadas, ou comentam verbalmente, ou mentalmente o que vêem nelas de forma inapropriada).

Isso não é Amor, é narcisismo. O Forrest Gump "andar atrás" da mesma mulher grande parte da sua vida, de forma inocente e humilde, vivendo a sua vida mas quando a volta a ver mantendo a mesma percepção e Amor por ela, isso é Amor. E porque o Amor é tão poderoso, ele acaba mesmo por ter algo com ela, vive com ela, tem um filho com ela, etc. O Forrest Gump “andar sempre atrás” da mesma mulher é muito diferente de quando o homem comum parece andar sempre atrás da mesma mulher. São essências completamente diferentes. A aparência é semelhante – é um homem que anda sempre atrás da mesma mulher – mas a essência é completamente diferente. Pois o homem comum anda de facto sempre atrás dela por carência e porque quer a sua validação, sexualidade, porque quer algo dela, é narcisismo e mero desejo. O Forrest Gump na verdade não anda mesmo sempre atrás dela. Ele Ama-a sempre, mas a sua vida não gira à volta dela. Ele faz o que tem a fazer, deixa-a em paz, mas continua a Amá-la. Não quer nada dela, apenas estar com ela e apreciá-la, e protege-a várias vezes. Ele apenas a quer Amar, e ela, mesmo sendo uma mulher meio perdida, não consegue resistir ao Poder inocente do Amor de Forrest Gump. Acabam sempre por se voltarem a encontrar, e estão sempre bem juntos.

Ela sofre do mesmo que 85% (ou mais) das mulheres: ego feminino. Que por ser viciado em sofrer para poder fazer-se de vítima, escolhe homens narcisistas que não a respeitam nem valorizam como mulher, e que só sentem na verdade atracção sexual por ela, fantasiada de Amor. E é isso que ela valoriza: os machos não-íntegros, o potencial de sair magoada lol e tem todo o direito de experienciar a vida à sua maneira. Ela queria experienciar isso, e tudo bem. Na verdade sempre gostou do Forrest Gump, e se fosse íntegra teria valorizado mais o Amor presente entre os dois, e a questão da atracção e do sofrimento que o seu ego desejava não teriam peso nas escolhas da sua vida e ela teria namorado e casado com o Forrest Gump muito mais cedo.

Mas o ego tem uma aversão ao Amor, e prefere outros egos. Alguém inocente e elevado como o Forrest Gump não é apelativo para a mulher não-íntegra lol está para além da sua compreensão e capacidade de apreciação. A mulher não-íntegra não quer um homem-humano, nem um homem-anjo, ela quer um homem-animal e assunto arrumado lol pode-se dizer que ela era assim por causa do pai, e que o Forrest Gump era deficiente e tinha comportamentos inapropriados, tudo bem. Mas isso é tudo irrelevante lol no final eles estão juntos, por Amor. Se isso fosse relevante, ela nunca teria conseguido mudar, há muito que teria deixado de falar com o “idiota do Forrest Gump que não me larga!”, e eles nunca teriam tido nada, muito menos ela iria querer ter um filho dele. É que então isso é que nunca aconteceria! :D

No final há aquele momento em que Forrest Gump diz que sabe o que é Amor, e é verdade, ele Sabe. Ele Sabe o que é Amor pois ele É Amor. Ele é Amor. Tu podes não compreender como nem porquê, ao te lembrares de certas escolhas e comportamentos dele durante o filme, mas ele é, de facto, Amor. Por detrás de tudo o que ele faz (aparência), está Amor (a essência que nem todos têm a capacidade de “Ver”). Amor e uma inocência incrível. Ela por outro lado, nesse momento final acha que sabe o que é Amor, e que Forrest Gump não sabe. O erro dela é dar o nome errado às coisas. Ela não sabe sobre Amor, ela sabe sobre atracção animal fantasiada, que é o que teve toda a vida, daí ter tido as relação más que teve com os idiotas que teve lol é um bocado óbvio. E sim, o Forrest Gump disso não percebe nada. Atracção animal fantasiada de Amor? Don’t compute! :D ela é um bom exemplo do que 85% das pessoas são, pensam que sabem e das ilusões com que vivem.

Ela não sabe o que é Amor, pois ela não é Amor, ela é uma mulher-animal que naquela fase do filme estava a começar a aprender a ser humana (íntegra), e mudou para bastante melhor no final. Ela de facto aprendeu a amar o Forrest Gump. O Forrest Gump sim, Sabe o que é Amor, pois é Amor (nós só Sabemos aquilo que realmente somos – e não aquilo que imaginamos ser porque o gostaríamos de ser… lol).

E perante o menos bom da vida, ele sente o que tem a sentir, faz o que há a fazer, e depois anda para a frente. É esse o Poder do Amor, e quem me dera a mim ser como o Forrest Gump.

Obrigado pela tua pergunta.






Interessado numa educação mais avançada, elevada e detalhada sobre como ser atraente, iniciar conversas, conhecer mulheres, experienciar intimidade, namorar, tornar-se Amor e espiritualizar a vida para alcançar Alegria e felicidade? Dá uma vista de olhos aos cursos online do Cool Vibes:

COMO ATRAIR E CONHECER MULHERES
CURSO ONLINE NÍVEL 1


«Como Ser Naturalmente Atraente, Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres»

14 ebooks + 6 meses de email coaching personalizado

Mais informações em:

http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/04/curso-online-como-atrair-e-conhecer.html

* * * * *

COMO TER UMA VIDA AMOROSA ALEGRE
CURSO ONLINE NÍVEL 2


«Espiritualidade / Aumento de Consciência / Como Atrair, Conhecer e Amar a Mulher dos teus Sonhos / Intimidade e Relação Amorosa / Vida Social / Afirmações, Visualizações, Meditação, Contemplação e Exercícios»

8 áudios / 9 horas de mp3 + 6 meses de email coaching personalizado

Mais informações em:

http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/06/como-ter-uma-vida-amorosa-alegre-curso.html


A tua vida amorosa e social nunca mais será a mesma.

4 comentários:

DeePak André Ramos disse...

Olá Pedro

Também gostava de ser como o Forest Gump :)

Achas possivel que existam pessoas assim como ele?Inocentes?

Que já nasceram com toda a inocencia como ele?
Achas possivel ser assim sem meditar?

Um abraço

Pedro C. disse...

Sim é possível, mas são mesmo muito poucas. Foca-te apenas no que tens a fazer para seres assim, é o que realmente importa. Meditação faz parte desse caminho, mas não é tudo e não chega por si só.

Anónimo disse...

Oi Pedro, aqui é o Freitas e minha pergunta é o seguinte, olhar nos olhos dela até ela ser a primeira a desviar o olhar, isso é uma regra? porque as vezes talvez devido a energia da mulher, dar a entender que ela te enfrenta ao te olhar, seria mais apropriado nesses casos de desconforto desviarmos o olhar , porem se possível de forma segura e gentil? e quando estamos a andar com uma mulher qual seria o nosso lado ideal?

Pedro C. disse...

Freitas:

Não é uma regra, é o que os homens íntegros fazem naturalmente sem pensar pois têm a confiança real para isso.

Para quem se quer tornar mais confiante e masculino, para ser mais atraente para as mulheres, é uma prática obrigatória, principalmente quando há o desconforto, uma vez que só assim se transcende esse medo.

A intenção não deve ser olhar para a mulher para se tentar provar que se é mais confiante que ela, tipo concurso lol mas sim deve ser a de contemplar a sua beleza de presença na totalidade. Não é só olhar nos olhos, é contemplar a mulher enquanto se a olha nos olhos. É nesse olhar que a intimidade e atracção estão.

O lado tanto faz, mas se fores no passeio caminha do lado mais próximo da rua, como atitude de a proteger.