AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Como Atrair Uma Mulher Com Integridade - Novo Programa Áudio!

Olá! =)

Mais uma vez escolhi as perguntas mais relevantes e pertinentes de todas as que tenho recebido por comentário aqui no Cool Vibes, e fiz um áudio no qual respondo a essas perguntas (desta vez são 11).



Antes de te mostrar quais são as perguntas devo avisar-te que este áudio pode não ser para ti. Podes ainda não estar pronto para o nível de Verdade que partilho nele, e a forma directa e clara como respondo, indo ao fundo da questão, corrigindo quem me fez a pergunta, chamando-o à atenção e falando do que realmente importa sem rodeios ou suavizações, pode ser considerado um "estilo" agressivo e ofensivo para o ego.

Obviamente que essa não é a minha intenção, mas as ilusões do ego são tão convincentes que sem uma linguagem mais dura ou exemplos e explicações mais "agressivos", é impossível ajudar a pessoa e fazê-la ver a Verdade da sua situação. A minha intenção aqui no Cool Vibes não é entreter nem alimentar orgulhos (nem encher o estádio da Luz com fãs e acólitos do Cool Vibes lol), mas sim partilhar o melhor que conseguir a Verdade que me tem ajudado de forma prática e concreta a ter uma vida mais agradável, a sentir-me cada vez melhor e a ter experiências cada vez mais bonitas em todas as áreas da vida.

Dito isto, eis as 11 perguntas deste novo áudio que lançarei brevemente:



Como Atrair Uma Mulher Com Integridade

  
1

Muito obrigado Pedro pela resposta. Agora, gostaria de dizer que estava a fazer referência àquelas mulheres que, geralmente, estão juntas com as mulheres de quem estamos interessados e não estas últimas, propriamente dito. Olha, o que normalmente acontece é que algumas amigas da mulher de quem estamos interessados, lá porque nós não fazemos o "tipo" delas, entram na conversa e partem logo para a provocação, agredindo-nos com palavras injuriosas, com o objectivo único de denegrir a nossa imagem e reputação perante a mulher de quem estamos interessados. Não sei se é por ciúmes, falta de educação ou outra coisa qualquer. Pedro, comigo, infelizmente, isto acontece sempre.


2

Olá Pedro, preciso muito da ajuda do Cool Vibes, estou muito aflito e não sei o que fazer. Estou casado há dois anos, mas a minha vida sexual está uma lástima. Eu amo a minha mulher, e pretendo ser fiel a ela. O problema é que de uns meses para cá ela tem se mostrado muito fria comigo em fazermos sexo, quando eu quero fazer sexo, ela diz que está com o espírito abalado e que não está no clima, e eu respeito isso. E quando nós fazemos (quase nunca fazemos), ela quer que tudo termine rápido e usa de palavras que desmotivam sexualmente a pessoa. Não sei o que fazer, eu quero fazer sexo com a minha mulher, mas parece que ela não quer fazer sexo comigo. Vivo uma vida de fome sexual aguda mesmo tendo mulher em casa. Eu gosto de ser fiel aos meus compromissos, mas parece que está difícil assim, e sei que se eu fizer alguma loucura fora do casamento a minha consciência me acusará duramente. Me ajude Pedro, me ajude Cool Vibes, o que posso fazer para que a minha esposa seja uma mulher sexualmente activa. Eu estou sempre pronto, eu procuro agradá-la e servi-la, mas parece que algo não funciona mais.



3

Olá Pedro. Tempos atrás, tinha-te dito que havia uma mulher em quem estava interessada que, apenas, aceitava o meu convite, mas com a condição de levar a amiga dela junta ou, então, mediante promessa de dinheiro. E tu, na altura, tinhas-me sugerido que eu apagasse todo e qualquer contacto dela. E assim fiz. Agora, só que passado algum tempo, ela deixou uma mensagem no Facebook, perguntando-me o porquê de eu tê-la apagado do meu círculo de amigos. E, ela não ficou por aí, chegando mesmo a lamentar isso perante uma colega minha de trabalho que, também, é sua amiga. Será que ela tem estado a pensar em mim? Será que ela resolveu mudar de ideia? Será que devo voltar a convidá-la para sairmos a sós, para ver qual a sua reacção? Ou será que devo descartá-la de uma vez para sempre? Como devo proceder, neste caso, em concreto?


4

A coisa por vezes é complicada quando conhecemos muita gente e contudo verificamos que a quantidade de mulheres compatíveis connosco é demasiado reduzida. Podes-me dizer alguma coisa sobre isto, por favor?



5

Pedro, mais uma vez obrigado por este áudio. Agora, normalmente, as mulheres, na sua maioria, não se sentem atraídas por homens que as tratam com honestidade e humildade. Senão, vejamos: Meses atrás, eu ía para um festival e a meio do caminho encontrei três meninas que me pediram boleia. Pronto, parei e dei boleia às três e continuei a viagem até ao local onde se realizava o festival. Descemos do carro e fomos andando e conversando no meio da multidão até que uma delas resolveu me pedir que eu lhes pagasse uma bebida. E assim fiz. De volta para casa depois do festival ter terminado, combinámos ir a uma discoteca, no mesmo dia. Assim sendo, deixei-as em casa para depois ir buscá-las na hora combinada e, mesmo antes disso, telefonei para uma delas a perguntar se já estariam prontas e disse-me que sim. Então, apanhei o carro e fui buscá-las e qual foi o meu espanto ao chegar à casa delas, pois disseram-me que já não queriam sair. Ora, o que não percebo é o cinismo de elas me terem dito, minutos antes, que já estavam todas preparadas para sair. Agora, percebi que, apenas uma não estaria interessada em sair mas, só que conseguiu dominar as outras duas que foram na cantiga. É assim, Pedro, as mulheres quando estão em grupos é sempre um problema. O que tem a dizer sobre isto?



6

Olá Pedro, bom post. Duas perguntas:
Porque é que depois do sexo me sinto sempre tão exausto e sem vontade de nada. Até pareço que perco a alegria e fico mais calmo. Porquê?
Como é que eu me vejo livre da pornografia? Eu bem quero, mas não consigo e acabo sempre por a ver.



7

Estou aqui a precisar de uma ajuda Pedro:
É assim, como posso ter/voltar a ganhar entusiasmo para interagir com mulheres?? Visto que já me desiludiram algumas vezes porque decidi dar-lhes o benefício da dúvida, e elas mostraram logo o que eram com as suas "belas atitudes" lol, e já não tenho vontade de desenvolver grandes conversas com elas, acaba por ser uma "seca", mas tenho sempre as minhas "boas intenções" em dia.


8

Pedro, tinha uma rapariga que conheci na internet e que nas sms era super querida e combinámos encontrar-nos numa festa. Conheci-a pelo Facebook e ela parecia super simpática e queria conhecê-la melhor.
Fui à festa com amigos e ela com amigos também e veio-me cumprimentar com um beijinho e tal super simpática e eu disse que já nos víamos (porque estava a gostar de estar ali com os meus amigos).
Mando sms para irmos tomar um copo: nada. Convido-a para dançar e ela diz que não sabe dançar.
Pedro, estou muito chateado e perdi o interesse. Teve atitude de criancinha (porque eu tenho ideia de que foi de lhe ter dito que já nos víamos mais logo).
Se ela me disser alguma coisa estava a pensar em dizer algo como "tiveste o teu tempo e a tua oportunidade, desejo-te o melhor, adeus"
Como é a maneira íntegra e apropriada para lidar com estas situações?



9

Pedro, normalmente as mulheres que eu convido para uma saída raramente mostram desinteresse em sair, mas o problema é que querem fazer isso junto com as amigas delas. Na primeira saída, acho isso até é normal, mas, já quando se trata das próximas saídas, penso que as coisas ficam sem piada nenhuma, uma vez que não se consegue ter uma intimidade a dois. O que tem a dizer sobre isto?


10

Bom áudio. Podias fazer também um áudio ou post sobre como criar tensão sexual e beijar bem. Obrigado.



11

Tenho uma situação prática que gostaria de relatar e que se prende com uma atitude de uma rapariga em relação a mim, que interpretei como desrespeitosa e que me causou frustração, o que me levou a cortar relações com ela.

Trata-se de uma rapariga que também participa num programa de intercâmbio aqui em Salvador e que conheci faz cerca 1 mês. Na altura, conversámos um com o outro e, no final, deixei-lhe um cartão com o meu contacto de e-mail para que me adicionasse no Facebook, uma vez que ela, por livre e espontânea vontade me perguntou se eu tinha Facebook. O tempo passou e ela não adicionou o que me levou a pensar duas coisas: em primeiro, que ela não tinha muita palavra, ou seja, não fez o que disse que ía fazer; mas por outro, tal como diz David Deida no seu livro intitulado «O Caminho do Homem Superior», a atitude de «manter a palavra» é um traço masculino, tanto em homens como mulheres; nesse sentido, pensei ter cometido um «erro» ao não pedir também o contacto dela e eu mesmo adicioná-la, numa atitude de liderança.

Aconteceu que hoje, almoçava na cantina com um amigo, quando a avistei numa mesa em frente. Já próximo do final de almoço, reconhecemo-nos mutuamente e ela veio ter comigo. O meu amigo, numa atitude de perspicácia e também porque estava com uma certa pressa, deixou-nos a sós. Conversámos um pouco e terminada a minha refeição, perguntei-lhe se ela tinha por hábito tomar café no final de almoço. Ela disse-me que sim e, aí, convidei-a a acompanhar-me, o que ela aceitou. Fomos tomar café, o meu estado era de alguma alegria e fui procurando manter a conversa e interacção estimulante para ambos. No final do café, eu tinha também os meus compromissos (embora não tremendamente urgentes) e informei-a de que me deslocaria a pé até casa. Fomos andando pelo campus universitário quando ela encontrou um amigo dela. Eles abraçaram-se, falaram um pouco, eu entretanto fui envolvido na conversa em relação a ser português e, nesse momento, apercebi-me de uma certa arrogância por parte desse amigo, embora tenha procurado manter sempre uma atitude positiva e não reactiva.
Entretanto esse tal amigo foi embora e continuámos a caminhar e a conversar. No entanto, de repente e de forma totalmente imprevisível, a rapariga sai de perto de mim, sem me dizer uma palavra que fosse e foi atrás desse rapaz, chamando-o, «Tiago, Tiago», abraçou-se a ele e ficaram ambos de costas para mim, deixando-me numa posição um pouco de palhaço (pelo menos foi como me senti). Nesse momento, algumas coisas me passaram pela cabeça, tais como «Fogo, que grande maluca, olha para esta atitude de m*rda», «Deixou-me aqui com cara de palhaço», «Bem, ela já fez a opção dela, por isso, a única coisa que tenho a fazer é ir-me embora»; passou também na minha cabeça «Tem calma Hugo, sê paciente e espera por ela», mas logo de seguida uma pergunta «Hugo, será que a tua verdadeira mulher teria para contigo uma atitude destas?», «Será que um homem de qualidade está disposto a ser tratado desta maneira apenas porque uma mulher é bonita?» e estas questões levaram-me a tomar a decisão de virar costas e seguir o meu caminho, sentindo, não orgulho, mas uma certa satisfação por ter cortado com esse comportamento de bonzinho, que aguentaria a humilhação e esperaria pela rapariga. Tal como tu uma vez proferiste «Há que dar corda suficiente às pessoas para elas se enforcarem».

As minhas dúvidas surgem nesses momentos, uma vez que eu não tenho referências e desde que me lembro de existir que fui tratado de formas humilhantes por parte das mulheres, chegando um pouco ao ponto de não ter bem a noção do que é ser tratado com respeito, e chegando também, de certa forma, a acreditar em coisas tais como: «É mesmo assim que as mulheres são», ou «Não há nada a fazer quanto a isto» ou «provavelmente, há alguma culpa minha e de certa forma devo proceder de formas que incitam as mulheres a terem para comigo este tipo de atitude». No entanto, quando estou com as mulheres, tenho-me apercebido de que não há verdadeiramente nada de desrespeitoso na forma como as trato, procuro fazer o meu melhor no sentido de criar bons momentos para ambos, sou educado com elas, procuro sempre introduzir inteligência e humor nas interacções, o que me leva de facto a acreditar que mereço ser tratado com elevado respeito e, mais, que não só posso como devo ser altamente exigente ao ponto de não admitir nem aceitar este tipo de comportamentos.

Após este pequeno testamento, (que se achares que tem valor suficiente para isso poderás à vontade escrever um post sobre esta questão que acredito não ser exclusivamente minha), gostaria de te perguntar se te parece que este tipo de coisas me acontecem por culpa minha, ou seja, algo no meu comportamento que possa incitar as mulheres a tratarem-me desta forma? Ou simplesmente posso estar com algum «azar» com o tipo de mulher que me tem aparecido pela frente?
Um abraço Pedro, obrigado desde já e continuação de óptimo trabalho!!

11 comentários:

Anónimo disse...

ansioso por ouvir =D

Renato Bass Hero disse...

Olá Pedro, tudo bem?

Recentemente achei o seu canal no YouTube. Tenho assistido seus podcasts e lido o blog do Cool Vibes.

Comecei aprendendo técnicas dos Pick Up Artists, sem pensar muito nessa coisa de sinceridade. Mas aconteceu que me interessei por uma mulher que julgo ser de qualidade e senti que não era certo usar de jogos com ela, então comecei a perceber que as técnicas dos PUAs não eram honestas, pois minha consciência me acusou.

Gostei de ter encontrado o Cool Vibes, porque ser atraente de forma natural era o meu real objetivo. Você tem muito material que trata do que eu realmente quero aprender.

As perguntas desse novo audio são muito interessantes, estou aguardando.

Um abraço do Brasil,
Renato

Anónimo disse...

Ola Pedro,gostaria de pedir um conselho.ha anos atras eu fui mediocre com um homem de qualidade,honesto(raro de se encontrar hoje em dia) e lixei tudo por insegurança,imaturidade)ao ponto dessa pessoa desde entao nunca mais ter falado comigo.Arrependo-me muito pelo que lhe fiz .ja pedi perdao mas nem isso o demoveu.Sinto-me mal pelo que lhe fiz no passado .Acho que so me sentiria melhor se fosse desculpada mas esta pessoa fechou-me todas as portas,sendo assim como posso reparar os meus erros?Obrigada pela atençao.e parabens pelo blog

Anónimo disse...

Olá Pedro! Como vai? Os aúdios estão incríveis!!!!

Gostaria de saber como devo terminar o meu namoro sem fazer com que a minha namorada tenha muito sofrimento. Não quero que ela chore. Estamos juntos há 3 anos, mas eu vou viajar para Portugal estudar e vou passar 1 ano longe dela,e apesar de amá-la muito eu não posso prendê-la 1 ano a mim, aqui, tentar amarrá-la a mim, tenho de terminar e vou terminar o namoro, deixando ela livre, mas não quero que ela sofra muito. Vou falar a verdade, mas como devo agir para que ela sinta-se menos triste? E como eu devo agir em relação aos pais dela? Porque eles me tratam muito bem, nós já tinhamos uma relação bastante íntima, eu devo falar com os pais dela também? Me despedir deles? Ou devo falar somente com ela e ir embora sem falar com eles? E qual o melhor sítio para eu conversar/terminar o namoro? Estava pensando em fazer na casa dela mesmo...isso é ruim? E antes de terminar eu devo me afastar um pouco emocionalmente? E depois de terminar devo continuar amigo dela ou devo me manter afastado? Não sei como terminar, pq esse foi o meu primeiro namoro e durou 3 anos, Pode usar a pergunta para um post de "Como terminar um namoro ". Sei que eu não posso controlar as reações dela, porque podem ser infinitas, mas com certeza ela vai ficar triste..


ajuda-me Pedro, por favor!!

Um grande abraço

DeePak André Ramos disse...

Olá Pedro surgiu-me uma situação com uma rapariga na qual eu estou interessado em conhecer melhor?
Conhecia no Verão numa noite entre amigos depois no dia a seguir mandei-lhe uma mensagem no facebook a dizer que a tinha achado bonita e que a gostava de voltar a ver...ela demorou umas semanas a responder! Quando respondeu veio-me com a conferça que tinhamos coisas em comum uma delas o livro o segredo trocamos algumas impressões, tivemos ate algumas conversas por sms, agora convidei para um café ela ainda não me disse nada...deverei mandar-lhe outra msg a dizer que estou chateado de ela não responder que elas esta a ser egocêntrica e esta a ter alguma falta de respeito?

Abraço

Pedro C. disse...

"Como posso reparar os meus erros?"

Como ele não foi respeitado, ele fez a escolha certa ao fechar-te todas as portas. Apenas tens de aceitar a sua escolha acertada.

Não podes reparar os teus erros, o passado passou e não há nada a fazer. Esquece-o e perdoa-te a ti própria. Aprende com o teu erro, e para a próxima trata o homem com respeito.

Pedro C. disse...

"Como devo terminar o meu namoro sem fazer com que a minha namorada tenha muito sofrimento"

Não há nada que possas fazer. Ela vai sempre sentir o que o seu nível de consciência a fizer sentir.

Podes ser educado e positivo ao terminar a relação, e é tudo o que podes fazer. A relação é só entre ti e ela, os pais dela, o periquito, a melhor amiga, os ténis da sorte e a nuvem de estimação não interessam.

Convida-a para sair e diz-lhe a verdade. Diz-lhe o que me disseste, revela as tuas razões com clareza e sê firme na tua decisão.

Acabando o namoro acabou-se tudo. Não fiques amigo, afasta-te de vez e para sempre. Apaga contactos e esquece-a. Não seria íntegro ou apropriado ficarem amigos pois há atracção que não estaria a ser satisfeita. Nem um nem outro quer na verdade apenas amizade, por isso seria uma amizade falsa e uma tortura inconscientemente.

Portanto dizes que não dá para continuar pelas razões que tens e que é melhor não continuarem amigos pelas razões que expliquei.

É simples. E não penses que lhe estás a fazer mal, pois os não-íntegros usam isso para manipular e controlar os outros. Não tens de ter relações com ninguém, apenas com quem te apetece. Se respeitas as pessoas e aproveitas o melhor possível o tempo que estás com elas, com boa intenção, então acaba as relações à vontade pois não deves nada a ninguém.

Ela vai ter a reacção que tiver, e depois? Todos temos de crescer e aprender a viver com o final das coisas. Só quem não tem interesse em evoluir, ser íntegro e alinhar-se com o Amor é que está tramado quando as coisas acabam ou é rejeitado lol

Força! :)

Pedro C. disse...

Deepak:

Não, simplesmente telefona-lhe para a convidares para sair. Se ela não atender envia-lhe um sms a dizer o que queres e como te sentes... e esquece-a. Pois quando uma mulher quer e está interessada as coisas não se arrastam assim.

Se ela realmente estiver interessada, depois desse sms ela irá responder-te algo positivo e irão sair. Senão... esquece-a.

Anónimo disse...

Muito obrigado pela resposta Pedro!

Se quiseres, podes incluir esta pergunta sobre "Como terminar o namoro" como a 12ª pergunta do novo programa aúdio do Cool Vibes "Como Atrair uma Mulher com Integridade."

Seria excelente, pois você mesmo disse que agora, na fase que se encontra, consegues responder melhor quando estás a falar, do que quando estás a escrever.

E não gosto muito do número 11, o número 12 é perfeito. :)

Um grande abraço

Anónimo disse...

Ola Pedro,vais-me desculpar(ou não) mas na minha opiniao estas a ser contraditorio.Por um lado há o cliche do "o passado passou","esquece o passado" mas por outro lado "deixar de falar definitivamente é a opçao mais acertada".Ou seja,o passado só nos serve para relembrar dos erros cometidos pelos outros?Erros esses que provavelmente já teremos cometido no passado com outras pessoas?Falas mt em amor mas no entanto os mestres espirituais sempre ressaltaram a importancia do perdao como Madre Teresa de Calcuta,Dalai lama,Gandhi...termino com uma frase que eu considero ser aplicável de Guimaraes Rosa : "Quem sabe direito o que uma pessoa é?Antes sendo:julgamento é sempre defeituoso,porque o que a gente julga é o passado."

Pedro C. disse...

Tu não sabes o que Perdão e Amor é. Pensas que têm a ver com ter uma relação com as pessoas, mas não têm. É algo que Somos, é a forma como estamos no mundo e o vemos. Eu não preciso de ter uma relação com alguém para a Perdoar e Amar lol é a forma como a percepciono. E pensas que deixar alguém é alguma espécie de castigo por se odiar a pessoa devido a algum erro que ela tenha cometido. Mas não é. O deixar uma pessoa é uma forma de a servir, pois pode ajudá-la a ver a verdade de como ela é.

Depois não sabes o que Contexto é. Há contextos em que o certo é uma coisa, e há contextos em que o certo é outra. Não há contradição. Uma coisa é verdade: o passado é uma ilusão. Essa é uma verdade que ou aceitas ou não aceitas.

E há contextos em que é apropriado deixar alguém para sempre. O que não tens capacidade para compreender é porquê, daí a tua dúvida e confusão. Com humildade perceberás que se não deixares para sempre os não íntegros, jamais serás íntegra. Não há volta a dar pois não temos essa capacidade nem poder. Se não largamos os não íntegros jamais seremos íntegros.

Se julgas que o deixar alguém é para castigar essa pessoa por um erro que ela cometeu, estás errada. A intenção não é essa e eu nunca disse isso, logo estás a imaginar. Também não tem nada a ver com julgamento, não há qualquer ódio no processo lol é discernimento, vem da Sabedoria e Paz do Espírito. Vem do Amor pelo que é Verdade, Real, Bonito, Agradável, Inspirador, etc. Porque há pessoas que adoram o oposto disso tudo, e que odeiam isso tudo lol

E não é por causa de um erro que eu digo que o certo é deixar a pessoa lol é por causa da sua essência ou do contexto em que ambos se encontram. Ou se é íntegro e percebe-se, ou não se é e não se percebe. Tem que se estar consciente dos factores que importam para se poder compreender isso. Quando se está inconsciente deles, não se percebe porque eu digo o que digo. Mas se testares na prática o que digo, irás descobrir que está correcto, pois as coisas vão começar a melhorar.

Estás à distância, não sabes que há pessoas que seguem o Cool Vibes com amor e que desfrutam dos seus ensinamentos na prática e na realidade. Pessoas que depois eu conheço pessoalmente e me agradecem. Os princípios são reais e funcionam. Não há qualquer contradição, há pessoas que deixar de falar definitivamente é a opção mais acertada. E ou aceitas isso ou não aceitas.

Por eu fazer isso há anos, hoje tenho amigos extraordinários e uma vida milagrosa. Os não íntegros são para ser deixados para trás, é simples e resulta na prática pois está alinhado com a Verdade que o Espírito nos ajuda a Ver, se o quisermos.

A Madre Teresa de Calcutá, o Dalai Lama e o Ghandi não tinham relações com pessoas não íntegras lol estavam com elas apenas em contexto de ajuda, serviço e ensinamento.

Ler sobre eles é bom e é uma coisa, ser como eles é outra. Lá porque lemos um livro do Gandhi isso não quer dizer que já sabemos o mesmo que ele, que somos como ele e que compreendemos o que ele quer dizer. Imitá-lo como um actor, fingir ser como ele, decorar citações, etc, é giro mas continua a ser ilusão.

Nós interpretamos tudo através do nosso nível de consciência actual. Lógica em si não significa nada, pois por detrás dela está um nível de consciência, e é esse nível que nos permite compreender ou não. E há coisas para as quais ainda não temos nível de consciência suficiente para compreender, é demasiado elevado para nós. O orgulho cega-nos e as ilusões baralham-nos. E a mente não tem qualquer capacidade para realmente compreender a verdadeira espiritualidade... apenas com humildade e experiência lá se chega.