sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

“É Possível Subir de Nível de Consciência e Cair de Novo Para Uma Consciência Mais Baixa?”

“É Possível Subir de Nível de Consciência e Cair de Novo Para Uma Consciência Mais Baixa?”


Pergunta de leitor:



“Olá Pedro : ) Tenho seguido o Cool Vibes desde 2008 e tenho a dar-te os parabéns pelo teu empenho em ajudar o ser humano a despertar-se e evoluir para "um mundo melhor". Pela parte que me toca um muito obrigada, já me fizeste sorrir sozinha muitas vezes com as tuas piadas tanto escritas como em áudios e que me ajudam bastante... Gostava que me explicasses o seguinte: Como é possível um homem estar em estados de consciência do Ego, mudar e evoluir para uma consciência mais elevada entrando numa relação, continuar a evoluir... dar-se bem... e aos poucos os amigos não íntegros influenciá-lo ao ponto de ele ter saudades da antiga vida egocêntrica, discotecas, bebidas etc. Ou seja... é possível subir de nível de consciência e cair de novo para uma consciência mais baixa? Essa pessoa faz resistência à mudança e evolução, ou precisa de reviver o passado para saber o que quer seguir da vida? Obrigada pela tua explicação : )”



Resposta, comentários:


Olá!



Obrigado por acompanhares o Cool Vibes, e fico contente por saber que já te consegui ajudar de alguma forma e fiz sorrir =)



Primeiro de tudo, será que ele evoluiu mesmo para uma consciência mais elevada? Ou será que apenas pareceu que tinha evoluído? Entrar numa relação não garante em nada uma subida de nível de consciência. Se assim fosse a maior parte dos seres humanos já estavam Iluminados lol todos os dias há pessoas a entrar em relações, e muitas pessoas já tiveram muitas relações, ou seja, entraram em muitas relações, e o seu nível de consciência mantém-se igual.



Continuou a evoluir em que sentido? O que significa “deu-se bem”? É tudo muito vago, e parece-me que houve mesmo uma percepção equivocada do que realmente aconteceu. Isto porque se dizes que os amigos não íntegros o influenciaram, isso não seria possível se ele tivesse mesmo subido de nível de consciência. Se esse fosse o caso, esses amigos já não seriam amigos lol teria havido um afastamento natural. E mesmo que se tivessem mantido amigos, já não seriam próximos, e muito menos teriam o “poder” de o influenciar. Poderiam trazer-lhe uma escolha, mas ele, por estar num nível de consciência mais elevado, jamais seguiria a escolha deles. Isto porque seria para ela uma desmotivação e as suas preferências seriam diferentes e consistentes sem ter de haver qualquer tipo de esforço.



Discotecas e bebidas não significam vida egocêntrica lol depende de como a pessoa experiencia isso, qual é a sua intenção e estado no momento. Ir a uma festa de vez em quando e beber um pouco (não sendo todos os dias), não é uma vida egocêntrica, é experienciar normalmente uma parte da vida. E nós temos de experienciar a vida antes de a podermos e conseguirmos transcender =) E saudades disso é uma coisa, ir fazê-la descontroladamente e em excesso e exagero é outra. Ele voltou a ir a discotecas e a beber? Como? Com que intenção? Em que estado? E como ele ficava depois? Satisfeito e alegre ou a querer mais e a precisar de mais? Se ele de facto experienciava as discotecas e bebidas de forma egocêntrica, mas mudou subindo de nível de consciência, e agora tem saudades disso mas não voltou a fazê-lo, então e depois? Lol é normal o ser humano lembrar-se do que gostava de fazer, mas do ter saudades ao ir fazer ainda vai uma grande diferença.



Se ele de facto voltou a fazê-lo, e de forma egocêntrica, então é uma prova clara de que nunca mudou, nunca evoluiu, e a sua consciência nunca aumentou. Parecia que sim, mas na verdade ele manteve-se o mesmo.



Aparência não é essência. Percepção não é realidade.



Mas sim, é possível um ser humano subir de nível de consciência e depois descer de nível de consciência. Depende das escolhas que faça. A causa é simples: uma percepção egocêntrica da nossa mudança e evolução. Até certa fase muito elevada da evolução estamos vulneráveis ao ego e este pode usar a subida de nível de consciência para se satisfazer, principalmente em questões de orgulho. O erro está em atribuir o poder “a mim” (ego) e não ao Espírito, havendo nesse segundo caso uma gratidão pois é reconhecido que o poder é-nos oferecido, e não vem de nós.



Por muita luz que uma lâmpada dê, a sua origem não é a lâmpada, mas sim a electricidade. Muitos foram os mestres espirituais que caíram na armadilha do “ego espiritual”. Ou seja, por ignorância e inocência, atribuíram o novo poder e sabedoria a eles próprios, ser individual (lâmpada) e começaram a usá-lo para se satisfazerem individualmente, em vez de o atribuírem ao Espírito (electricidade), mantendo uma atitude de gratidão e humildade, em que se entregariam à vontade do Espírito para servirem os outros, em vez de se entregarem à vontade do ego para se servirem a eles próprios. Esse erro e escolha fez com que gradualmente fossem descendo de nível de consciência, e a sabedoria um dia alcançada e anteriormente verdadeira, agora nada mais era do que conversa e aparência. Gradualmente foram-se tornando em meros actores do nível de consciência elevado que antes tinham alcançado, mas o nível actual era baixo e não íntegro até.



Há muitas histórias destas, e não importa nomes ou pormenores, porque o que nos pode ajudar é lembrarmo-nos de que o poder, sabedoria, capacidade, qualidades, amor, resultados, etc, nunca mas nunca vêm de nós, ser individual, mas são sempre mas sempre uma dádiva do Espírito. São consequência natural de termos largado ilusões do egocentrismo e individualidade, e assim nos termos alinhado mais com a Verdade e Luz do Espírito, mas não vem de nós. Não nos torna especiais, pois é um potencial que todos temos. Gratidão e humildade são para o nível de consciência como respirar e a batida do coração são para o corpo: essenciais.



Se uma pessoa está alinhada com o ego, irá sempre resistir à mudança e evolução, pois a mudança e evolução desfazem a ilusão de eu individual (ego). Aquele que se pensava ser desfaz-se assim que se largam as ilusões que o mantêm, e esse é o caminho que o ego odeia e evita a todo o custo, pois significa o seu fim.



“…Ou precisa de reviver o passado para saber o que quer seguir da vida?”



O passado é uma ilusão, pois o tempo não existe. O que existe é um nível de consciência aqui e agora, e através dele temos as nossas preferências e fazemos as nossas escolhas. Reviver o passado é simplesmente voltar a fazer algo que preferimos fazer como consequência natural do nosso nível de consciência actual. Se o voltamos a fazer com a mesma intenção e no mesmo estado, é sinal de que nunca houve aumento de consciência, simplesmente evitou-se e fugiu-se à actividade e escolha. Se o voltamos a fazer com uma intenção e estado diferente, então é experienciar a vida e reaprender lições através de uma nova percepção. Portanto, reviver não significa ou garante um passo atrás na evolução, mas pode ser.



Temos de olhar para nós e não para os outros. O nosso aumento de consciência dá-se porque nós largamos as nossas ilusões do ego, e contemplamos, e meditamos, e enfrentamos os nossos medos, e participamos no mundo, e experienciamos a vida, e valorizamos a paz, a alegria e o amor, e nos queremos tornar amor, e estamos vigilantes em relação ao nosso ego, emoções e pensamentos, e procuramos perceber porque realmente sentimos o que sentimos, queremos fazer o que queremos fazer, fizemos o que fizemos, pensamos o que pensamos, etc. O nosso aumento de consciência não se dá porque olhamos para os outros e nos questionamos “hum… o que será que se passa com ele?” lol



O chamado trabalho verdadeiro espiritual pode ser aborrecido e difícil, mas tem de ser feito por nós, olhando para dentro. O ego adora mantermo-nos estagnados sob o seu domínio enquanto se entretém a olhar para as escolhas dos outros e a questioná-las lol é o truque mais velho! =D o interesse nisso é sempre egocêntrico, porque aquilo que está escondido de nós (inconsciente) é a pergunta: “e onde fico eu nas escolhas dele?” =D



Não precisamos de reviver o passado para sabermos o que queremos seguir da vida. Basta experienciarmos o presente. Se o presente não nos satisfaz, então temos de descobrir o que se passa, e a causa é sempre o nível de consciência. Portanto a solução é sempre aumentar a nossa consciência e ver tudo na vida através de uma percepção mais verdadeira, correcta, bonita e agradável, que nos dá poder e amor, paz e alegria. Porque só depois de aumentarmos a nossa consciência sabemos o que realmente temos de fazer. Mudar de emprego mantendo o mesmo nível de consciência é apenas mudar de local e caras, os problemas e emoções desagradáveis vão-se manter. Mas subir de nível de consciência vai-nos fazer ver tudo à volta de forma diferente, teremos mais energia, e aquilo que antes nos irritava deixa agora de nos perturbar sem ter de ser ignorado, e continuamos alegres.



Pois nada vem do mundo, este é um sonho. Tudo é uma dádiva do Espírito. O Espírito Ama Incondicionalmente, e nada no mundo pode perturbar ou mudar isso, pois ilusões desfazem-se perante a Verdade.



Obrigado pela tua pergunta!

* * * * *

Interessado numa educação mais avançada e detalhada sobre como ser atraente, iniciar conversas, conhecer mulheres, experienciar intimidade, namorar, tornar-se Amor e espiritualizar a vida para alcançar Alegria e felicidade? Dá uma vista de olhos aos cursos do Cool Vibes:

COMO ATRAIR E CONHECER MULHERES
CURSO ONLINE NÍVEL 1


«Como Ser Naturalmente Atraente, Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres»

14 ebooks + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/04/curso-online-como-atrair-e-conhecer.html

* * * * *

COMO TER UMA VIDA AMOROSA ALEGRE
CURSO ONLINE NÍVEL 2


«Espiritualidade / Aumento de Consciência / Como Atrair, Conhecer e Amar a Mulher dos teus Sonhos / Intimidade e Relação Amorosa / Vida Social / Afirmações, Visualizações, Meditação, Contemplação e Exercícios»

( 8 áudios / 9 horas de mp3 + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/06/como-ter-uma-vida-amorosa-alegre-curso.html

10 comentários:

Ygor disse...

Olá Pedro

Sou grato ao seu trabalho, de fato...mudou minha vida, não preciso de mais palavras pra descrever seu trabalho.

Gostaria muito de fazer teus cursos online.

Tenho acompanhado seu Blog a alguns meses. Gostaria de te perguntar se é possivel alguem subir rapidamente de nivel de consciencia? Pergunto isso porque tenho aprendido muitas coisas com uma velocidade incrivel. Isso pode ser uma ilusão do meu Ego?

Como posso treinar desenvolver mais inocencia e humildade? Tem sido complicado criar isso! Anseio aprender a amar, teria algo mais a dizer sobre o Amor e como entrar nesse nivel de consciência com alguma descriçao mais detalhada e pratica?


Abraços

Grato pela tua resposta!
Ygor F. C. Maia

Ze disse...

Hey Pedro!
Nos teus textos encontro bastantes referencias a vivenciar o presente e que o tempo é uma ilusão. Como estou a ler o livro "The Power of Now" de Eckhart Tolle fico fascinado sempre que me apercebo do peso que estes conceitos têm em todas as áreas da nossa vida, e não apenas nos relacionamentos em particular!

Alex disse...

Olá pedro bem esclarecedor esse post também, tenho algumas perguntas de novo :D

Quais as principais mudanças que notamos em nós após a fase de transição ?

No seu atual estado de consciência, vc ainda recomendaria que as pessoas que ainda estão no começo da evolução pessoal evite lugares, pessoas e entretenimento negativos?

Poderia explicar melhor sobre seleção consciente ? como podemos descobrir mais facilmente a essência de uma pessoa ?

Obrigado :D

Pedro C. disse...

Ygor:

Sim, é possível dar-se um pulo grande na consciência. Mas sim, também pode ser uma ilusão do ego. A diferença é que quando é real, não se trata apenas de compreender algo mentalmente, mas passamos a ver a vida e a vivê-la de forma diferente. Passamos a sentirmo-nos de forma diferente à que nos sentíamos antes perante as mesmas pessoas e situações, e passamos a ter consciência de coisas de que antes não tinhamos.

Inocência trata-se de fazer as coisas pela coisa em si, e não para obter algo a seguir. Trata-se de não planear e não ter segundas intenções, ser-se mais espontâneo.

Humildade é estar consciente de que "só sei que nada sei". Deixar de dar opiniões e conselhos sem serem pedidos. É deixar de acharmos que sabemos o que se passa, porque na realidade não sabemos e só o Espírito nos pode revelar a Verdade.

Amar é apreciar os outros tal como são, sem os odear pelos seus erros e defeitos. É fazer algo em concreto pelo seu bem estar, alegria e felicidade, sem pensares em ti ou no que podes ganhar com isso. Ir oferecer uma bebida, flor ou elogio a uma mulher vai-te ensinar a Amar.

Não precisas de algo mais prático ou detalhado que isto, precisas é de fazer isto todos os dias.

Pedro C. disse...

Zé:

A Verdade é tudo em tudo, e não apenas em relação a uma área específica da vida. Há níveis de Verdade, mas aplicam-se à totalidade da vida. Dividi-la nem faz sentido, um sonho é um sonho, mas para quem quer aprender a aumentar a sua consciência, tem de começar por algum lado e tem de ser através de algo que consiga reconhecer no seu dia-a-dia, e com o qual se possa identificar. Daí a minha partilha dessas Verdades nos relacionamentos em particular. Para se aumentar de consciência é necessário entrar em acção e ganhar experiência, não chega apenas ler. Sem isso nada acontece.

Pedro C. disse...

Para se transcender a vida primeiro é necessária vivê-la.

Pedro C. disse...

Alex:

Depende da fase de transição, todas as subidas de nível de consciência são uma transição lol mas no geral há menos medo (até que desaparece), mais acção, mais energia, mais alegria em nós, aquilo que antes nos incomodava deixa de incomodar, passamos a pensar menos, passamos a viver a vida de forma diferente, esta torna-se mais agradável, e temos consciência de aspectos da realidade de que antes não tinhamos.

Eu sugiro que qualquer pessoa evite tudo aquilo que seja negativo. Seja o que for que ela identifique como negativo, evite-o. Pois essas coisas geram um estado negativo na pessoa, entram no seu inconsciente, e ela nunca mais sai dali lol é tudo uma questão de experiência subjectiva, e para experienciarmos o melhor, temos de largar primeiro o pior :D

Para discernirmos a essência de uma pessoa (selecção consciente), primeiro temos de discernir a nossa essência. E para isso temos de aumentar a nossa consciência. Só vamos estar consciente daquilo nos outros em que já estamos conscientes em nós. Para estarmos conscientes do medo, ou desejo, ou vergonha, ou orgulho, ou ódio nos outros, primeiro temos de estar conscientes disso em nós.

Aquilo que somos agora (nível de consciência actual), permite-nos discernir umas coisas, mas não outras. Aparência não é essência, logo não nos podemos apoiar na aparência dos outros (corpo, visual, palavras, comportamentos, etc), temos de conseguir ver para além disso, a origem verdadeira dessas aparências.

Porque uma pessoa pode dar presentes regularmente para dar uma pequena alegria aos outros, mas também o pode fazer para que os outros a aceitem, elogiem, vejam como um santo perfeito, sejam seus amigos, lhe dêem presentes em troca, para que se sinta moralmente superior aos outros (orgulho), pois ela dá algo e os outros não, etc.

Temos de estar conscientes do contexto (momento, situação) em que as pessoas fazem as coisas, e a emoção que estão a sentir. Creio que isto seja uma ajuda útil.

Mas o mais importante é olharmos para dentro, pois só o que conseguimos ver dentro de nós, consequiremos ver depois nos outros. Se o nosso ódio é inconsciente, não o conseguiremos ver nos outros, e vamo-nos relacionar e envolver com todo o tipo de pessoas que têm ódio reprimido e inconsciente. Que fazem as coisas por ódio/raiva/revolta... o que não tem lá muito a ver com optimismo, entusiasmo, alegria, amor, etc :D

Alex disse...

obrigado novamente :D, foi de grande ajuda suas respostas :D

Ygor disse...

Muito Obrigado Pedro!

Ygor disse...

Obrigado Pedro