AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

"Como Ter Uma Relação Aberta"


Pegunta de leitor:


“Hey Pedro! Excelente post!
O que achas do "Relacionamento Aberto?"
Não sei se já ouvistes esta expressão em Portugal, mas aqui no Brasil, é um tipo de relacionamento/compromisso em que os parceiros podem ter outros parceiros, mas continuam juntos.
Isto tem alguma coisa a ver com aquela Liberdade de que falas? De deixar livre?
Ele funciona assim: Eu namoro uma mulher e tanto eu como ela podemos ter outros parceiros, mas sem tretas, e isso fica bom para os dois, e não é considerado traição. Tem algum tipo de Amor nisso?
O filósofo Sartre defendia esta ideia. Gostaria muito que me ajudasse, porque conheci uma mulher que concorda com isso e eu estou quase.
Um grande abraço!”



Resposta, comentários:



Olá!




Uma coisa é uma relação aberta… outra coisa é uma relação amorosa lol




A situação é muito simples:




O ego valoriza quantidade, o espírito qualidade.




É o ego que deseja e precisa de quantidade de validação do sexo oposto, assim como de variedade de parceiros sexuais. Novidade no sexo é um dos seus grandes vícios.




Se assim não fosse, as prostitutas nunca fariam negócio :D




O ego não consegue ser verdadeiramente fiel. O seu impulso é satisfazer-se aqui e agora independentemente das consequências a longo prazo para si próprio, e de como os outros se sentem. Ele é incapaz de verdadeiro respeito e consideração pelos outros. É capaz de os usar para obter algo… lol de lhes mentir para se satisfazer… lol mas incapaz de os amar, pois o ego simplesmente não está consciente da existência dos outros como seres de essência espiritual. Para ele os outros são um mero corpo de carne sem valor, úteis para satisfazer os seus desejos/carências e a quem se pode mentir na boa para se conseguir isso tudo.




O ego consegue fingir que é fiel e tem consideração, mas é tudo trabalho de actor, é tudo aparência. Na essência, lá dentro, há uma frustração e raiva, não há amor lol




Então ele teve uma ideia genial! :D





“Yo sosse! Pêra lá! Isto de só um parceiro é uma seca pois enquanto estou numa relação vejo outras pessoas do sexo oposto e se me sinto atraído por elas quero ter algo com elas o mais brevemente possível, e esta porcaria de namoro não me permite fazê-lo senão seria traição! Eu odeio este mundo! Então e eu?”




:D




Eu, lá lá lá! Euuuuuuu!! :D




“Sosse! Já sei! Bora inventar um tipo de relação em que nos podemos satisfazer à vontade com quem quisermos, quando quisermos, sem nos termos de dedicar a ninguém! Vai ser um ganda comboio de validação e sexo!!”




E então surge a relação aberta, ou relacionamento aberto. Dois parceiros egocêntricos usam-se um ao outro para obterem validação, e ficar num estado de orgulho: “eu tenho valor, há alguém que me deseja”, sem terem de fazer nada um pelo outro, pois a sua atenção (e verdadeira intenção) está na caça constante de outros parceiros sexuais para ainda mais validação e variedade/novidade sexual.




É a relação perfeita para os desejos infinitos e incontroláveis do ego. É um contracto engraçado em que ambos concordam com as condições que no fundo apenas se resumem a “bora não amar!!” :D




O ego tem assim uma fonte de validação e sexo garantida, enquanto pode ir satisfazer-se com outras pessoas. Isto é “perfeito” para o ego! Lol claro que o Sartre e todos os egos do mundo concordam com isto! :D até o meu concorda, bora já lá!! :D




É hilariante lol como uma criança a quem o pai proibiu de fazer algo, mas que descobriu uma solução de o fazer à mesma às escondidas…




É um tipo de relação que não tem mal nenhum. Simplesmente não permite aumento de consciência, apenas satisfação dos desejos do ego. Mas se a pessoa gostaria de experienciar esse tipo de relação, então é isso que deve fazer. Pode não haver aumento de consciência, mas aprendemos sempre algo com todas as experiências, e esta é mais uma.




E depois há o espírito, para quem quantidade e variedade não significa absolutamente nada lol




Ele está livre disso, pois ele é completo. Nada fora dele existe pois ele é tudo. Logo nem sequer faz sentido desejar seja o que for, pois ele já o é. Essa sensação de estar completo permite que a pessoa não procure satisfazer-se, mas sim satisfazer, ou servir. Uma metáfora, apesar de imperfeita, pode ser, quando estamos de barriga cheia damos naturalmente comida a alguém, e não andamos atrás de todos aqueles que vemos com comida a ver se nos dão um bocado (ou muito lol).




Espiritualmente somos todos um só, por isso para o espírito basta um parceiro, que na sua essência, seja isso da forma mais elevada possível. Basta um que seja íntegro, e que na prática seja tudo aquilo que o espírito é. Ou seja, para o espírito basta uma pessoa minimamente agradável, minimamente íntegra, honesta, alegre, inteligente, corajosa, optimista, educada, simpática, etc. Pois estão ambos alinhados, e por estarem alinhados têm uma relação amorosa em que apenas se dedicam um ao outro, servem-se um ao outro, e assim experienciam o que de melhor há para experienciar no mundo. E isso basta. Já estão completos, nada fora deles é necessário. Não é preciso caçar mais lol




A identificação com o espírito desfaz o ego, pois este nem sequer existe lol seguir o ego é então seguir algo falso, e ter uma relação aberta é então ter uma relação baseada em ideias falsas lol não tem mal nenhum, mas é cómico pois simplesmente impede a pessoa de experienciar e ser amor, que é tudo o que é preciso.




Uma coisa é arranjar uma maneira de satisfazer os desejos do ego sempre que estes surgem (ou sempre que possível)… outra coisa é transcender esses desejos, para que mesmo que eles surjam, não nos controlem. Para os transcender é necessário que nos deixemos de identificar com o eu falso e separado (ego) e passemos a nos identificar cada vez mais com o Eu verdadeiro e uno (espírito). Se nós somos amor e essa é a verdade, para quê perder tempo com outra coisa? Lol




O ego é esperto: porque ela sabe, e eu também, e ambos damos a autorização, não é traição. Logo está tudo bem! :D




E está, se a pessoa quiser viver eternamente num nível de satisfação animal, onde não há amor.




E não tem nada a ver com a Liberdade de que falo. Porque nessa Liberdade, de deixarmos livres, estamos apenas dedicados a 100% a uma única pessoa… servimos, apreciamos e amamos essa pessoa, e deixamo-la livre para fazer o que quiser. Não a tentamos controlar, não seguimos o medo de perder, simplesmente apreciamo-la ao máximo, e servimo-la, enquanto ela escolher estar connosco.





Se quiser continuar connosco mais uns tempos, continuamos a amar.




Se de um dia para o outro nos quiser deixar... continuamos a amar lol é simples.





Ao deixar os outros livres, eles fazem aquilo que bem lhes apetecer, e acontecem duas coisas importantes:




A primeira, alinhamo-nos assim cada vez mais com o Amor, que nunca procura controlar/manipular/proibir, mas que simplesmente Amar, serve e aprecia alegremente;





A segunda, a pessoa revela a sua essência. Haha! :D




O Amor não é cego, mas os desejos (ou carência, é a mesma coisa) do ego são – para ele aparência é tudo e não tem a capacidade de discernir a essência das pessoas com quem está. Repara cego = c + ego lol.




O Amor não é cego. Ele não julga (algo que vem de ódio), mas discerne. Ele vê a verdade, a essência das pessoas. Se é sincera é sincera, mas se é mentirosa é mentirosa. E se é mentirosa está alinhada com o ego e não com o espírito, logo não é sábio estar por perto dessa pessoa. É muito simples :D




Se tentamos controlar alguém, do género “não quero que saias com as tuas amigas para discotecas”, nem estamos a Amar, nem estamos a aproveitar uma oportunidade de discernir a sua essência. Porque ela depois, para evitar chatices, não vai sair, mas se não disséssemos nada ela iria logo lol e indo logo isso demonstraria que ela ainda não está pronta para uma relação amorosa… talvez uma relação aberta, mas não uma amorosa. Pois não é apropriado, uma vez numa relação, ir para um contexto como a discoteca.




Porquê? Então a mulher não pode sair para se divertir com as amigas?




Pode, mas o contexto da discoteca é muito específico… há o álcool, há a sedução, há a validação, há uma carga sexual que não se encontra noutros contextos, é um local de engates e vícios, etc. Se uma pessoa quer experienciar saúde, então ir para um campo de batalha só para ver como é… é absurdo lol




“Mas eu não vou dar tiros a ninguém nem me vou meter à frente da espada de ninguém…”




Lol





Pois não, mas nem é preciso. Porque é o contexto que manda, e basta estar no contexto para que algo aconteça lol




Porque a dança seduz, os olhares seduzem, e a roupa seduz… só o lá estar já é uma falta de consideração (de Amor) pelo namorado. E se o homem vai também o é para a sua namorada. Claro que eu estou aqui a falar de um nível de alinhamento com o Amor que há maioria das pessoas não interessa. Mas é esta alinhamento a sério, sem ceder a desejos e paranóias do ego, que depois traz aquilo que todos queremos: felicidade plena, alegria! E milagres.





Com pessoas egocêntricas não é possível ter uma relação amorosa feliz. Logo é importante aprendermos a discernir a essência de com quem andamos a sair.




Então, para o aumento de consciência que tem como consequência natural o aumento de felicidade e alegria, é mais importante aprender a Amar e servir, e a discernir a essência das pessoas do sexo oposto que andamos a conhecer, do que ter uma relação aberta que é apenas um mecanismo do ego para satisfazer os seus desejos e carências quando quer e lhe apetece sem ter de pensar nos outros (consideração, respeito, Amor) mas apenas nele :D




Mas, e volto a dizer, se o que nos apetece agora é experienciar uma relação aberta, então força! Vai em frente, experimenta uma. E experimenta-a com Alegria, aprecia-a ao máximo. Irás ter prazer animal e emocional sem dúvida, e irás pensar que é a melhor coisa do mundo… até que um dia, um pouco de Luz (Consciência) te irá fazer sentir a terrível dor da ausência de Amor lol o que não é uma coisa má, chama-se a isso Salvação e é com essa dor que acordamos um pouco mais e começamos a sair do labirinto chamado ego. Até porque ele nem sequer existe :D




Obrigado pela tua pergunta.


* * * * *

COMO ATRAIR E CONHECER MULHERES
CURSO ONLINE NÍVEL 1

«Como Ser Naturalmente Atraente, Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres»

14 ebooks + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/04/curso-online-como-atrair-e-conhecer.html



* * * * *

COMO TER UMA VIDA AMOROSA ALEGRE
CURSO ONLINE NÍVEL 2

«Espiritualidade / Aumento de Consciência / Como Atrair, Conhecer e Amar a Mulher dos teus Sonhos / Intimidade e Relação Amorosa / Vida Social / Afirmações, Visualizações, Meditação, Contemplação e Exercícios»

( 8 áudios / 9 horas de mp3 + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/06/como-ter-uma-vida-amorosa-alegre-curso.html




4 comentários:

raonidantas disse...

Olá Pedro!

Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos pelo EXCELENTE post. Foi incrível mesmo.

Gostaria de dizer também que o Relacionamento Aberto não foi algo inventado. Ele sempre existiu.

A maioria das pessoas que defendem o Relacionamento Aberto dizem que o Relacionamento Monogâmico e Estável (este sim que foi inventado pela Sociedade Conservadora/Hipócrita e pela Igreja para segurar a riqueza das famílias) é absolutamente incompatível com a biologia do ser humano, incompatível com a sexualidade do homem e também da mulher.

As pessoas sempre se sentirão atraídas por outras, mesmo estando em um relacionamento estável.Faz parte da química do cérebro e do corpo. Não tem como mudar.

Se a natureza fez o homem um ser procriador, feito para fecundar várias fêmeas porque ir de encontro ao que é natural? Porque a natureza nos fez assim então??

Ao evoluirmos, evoluímos o espírito, mas o corpo continua na mesma. Mesmo evoluindo espiritualmente, meu corpo continua a produzir bilhões de espermatozóides e ele estará a todo tempo querendo espalhá-los. Porque a natureza nos fez assim? Qual é então o objetivo de se ter milhões de espermatozóides se não posso espalhá-los? Será este o maior desafio do ser humano?

É essa a grande questão.O grande paradoxo, o conflito que tanto me incomoda.

Como transcender algo que está dentro do meu corpo e cérebro? Somente se eu arrancar o cérebro, \o/ que é o responsável por produzir os hormônios e que me faz ter estes desejos primitivos. O ego é a prova da existência do instinto.

Porque o corpo não evolui junto com o espírito?

É o meu corpo que me faz ser caçador! Não gosto disso!!

E se somos Amor e o Amor é infinito, podemos amar o mundo todo!! Não achas que o egoísmo está justamente em amar uma única mulher??

O Relacionamento Estável e Monogâmico está acabando.O Relacionamento Aberto já tem meio milhão de adeptos nos EUA.

Depois de 1950 com a pílula anticoncepcional,a Revolução Sexual e o Feminismo,a Igreja e a Sociedade Conservadora perderam muito do seu poder e influência e sociedade ficou mais livre e deixou de ser menos hipócrita. Passamos a reconhecer mais o nossos desejos Naturais que sempre existiram.

Porque achas que a pílula anticoncepcional é para a mulher e não para o homem? Porque é quase impossível controlar a natureza de um homem.

Se para evoluir tenho de matar a minha biologia? De que serve o meu instinto? Aliás, para AMAR é preciso transceder o instinto?(algo que considero quase impossível).

E se sexo é instinto e o AMOR é ausência de instinto/ego, qual a função do Sexo no Amor então??


Um abraço!

raonidantas disse...

“Bora inventar um tipo de relação em que nos podemos satisfazer à vontade com quem quisermos, quando quisermos, sem nos termos de dedicar a ninguém!”

E quem disse que não vamos nos dedicar?

"Essa sensação de estar completo permite que a pessoa não procure satisfazer-se, mas sim satisfazer, ou servir."

E porque não podemos servir a várias?? Porque o servir tem de ser somente com uma?

O ego não existe? Como, se o ego é a prova que o meu instinto existe e o instinto é o meu corpo?

“Nível de satisfação animal”

Do ponto de vista sexual, somos como todos os outros animais. Não?


“Se quiser continuar connosco mais uns tempos, continuamos a amar.
Se de um dia para o outro nos quiser deixar... continuamos a amar lol é simples.”

Não podemos terminar uma relação também? Temos sempre que esperar que o outro nos deixe?

Pedro C. disse...

É o ego que procura quantidade, não o espírito. E ele procura essa quantidade para se satisfazer (obter), não para se dedicar (servir).

Podemos servir todas as pessoas do mundo. Estás a confundir serviço com namoro e sexo lol eu posso ter uma namorada e servi-la, assim como ao mesmo tempo, durante essa mesma relação com essa mesma mulher e apenas ela, posso servir o meu vizinho velhote, a minha colega de trabalho ou qualquer outra pessoa sem ter de haver algo sexual ou de namoro. Não é preciso haver algo sexual ou namoro para servirmos uma pessoa lol

Tu não és o teu corpo, nem és o ego. Tu és o espírito, e essa é a única verdade.

Do ponto de vista sexual podemos ser como os outros animais se a nossa sexualidade for egocêntrica (vinda do ego). Mas também podemos ter uma sexualidade que vem do espírito. Que é espiritualizada e tem o bem maior em conta, em vez de apenas a satisfação do eu individual.

Podemos também terminar uma relação, mas eu estava a falar de outra coisa chamada Amar e dar Liberdade ao parceiro de nos deixar quando quiser.

Pedro C. disse...

É normal o ego resistir à verdade, pois a verdade desmascara-o e isso significa o seu fim. E ele não quer deixar de ser soberano e de nos controlar, por isso usa todo o tipo de lógicas e defesas justificadas e fundamentadas para nos continuar a convencer de que existe. Ou pelo menos para nos baralhar e impedir de seguir o espírito lol

Mas isso é problema do ego, não é problema nosso :D

O espírito não evolui, ele já é perfeito. Nós é que aumentamos a nossa consciência, deixando para trás tudo o que é falso, e assim vamo-nos tornando cada vez mais no espírito, identificando-nos com ele, que é o que somos, sempre fomos e sempre seremos.

Confundes Amar com namorar e fazer sexo lol podemos namorar e fazer sexo com Amor, mas Amar não é exclusivo de uma relação ou sexo com alguém do sexo oposto lol podes Amar todas as pessoas do mundo, e ao mesmo tempo namorar e fazer amor com apenas uma. Porque uma coisa é desejo e outra é Amor. E quando se confunde os dois pensa-se que Amor apenas existe quando namoramos ou fazemos sexo com alguém do sexo oposto por quem nos sentimos atraídos lol

Nós não somos nem o corpo nem o ego. Nós somos aquilo que observa o corpo e o ego, e que serenamente está consciente dos seus impulsos e desejos. Transcender o corpo e a mente é deixar de os seguir, estando consciente deles, aceitando-os como são, mas escolhendo o caminho do espírito. A nossa natureza animal não tem mal nenhum, apenas é o que é. Mas porque não é o que somos, podemos escolher entre ela e o espírito.

Lamento desiludir, mas a vida é apenas um sonho convincente :D

E o espírito sabe disso. Yaaay! :D

O corpo pode ser inconscientemente controlado pelo ego e viver num mundo de impulsos irracionais e ilusões auto-destrutivas... ou pode ser conscientemente usado pelo espírito como uma ferramenta de Amor, Paz e Alegria, ajudando assim os outros a acordam também. E ele pode viver uma vida normal, tendo um trabalho para ganhar a vida, tendo vida social e amigos, e tendo namorada para experienciar intimidade e fazer amor. Mas ele faz isso tudo através de Amor, Paz e Alegria, e não através dos impulsos do ego.

Assim como ele também pode não ter nada disso e não sofre... porque todo o sofrimento está no ego :D

Faz algum sentido real defender aquilo que é a fonte de todo o sofrimento? lol também não faz sentido nenhum odiá-lo... pois ele não existe lol é uma ideia na nossa cabeça, um conjunto de programações animais para funcionar e garantir a sobrevivência do corpo e o orgulho/arrogância do eu individual.

Odiar isso? Dá é vontade de rir, é cómico e engraçado :D

O espírito nem é controlado/convencido por isso, nem o odeia. Simplesmente segue o seu caminho puro, expressão directa do que é, e como espírito tudo o que fazemos na vida é com uma intenção pura e livre. Não há necessidades pois o espírito é completo. Só quando estamos identificados com o corpo ou ego é que acreditamos que temos necessidades e desejos, e eles nunca páram lol é uma chatice que nos deixa... malucos! :D

E depois? :D

A escolha é simples: ego ou espírito? Sofrimento ou felicidade? E depois de fazermos essa escolha tudo na nossa vida se transforma de acordo, e muitas vezes inesperadamente, sem explicação lógica.