quarta-feira, 6 de outubro de 2010

"Onde Se Colocar as Mãos… O Sítio Certo"

Hoje vou partilhar contigo qual é o sítio certo para se colocar as mãos.

Certamente já estiveste num local público, parado em pé, talvez à espera de um transporte, talvez a falar com alguém, talvez até a andar, e num desses momentos passou-te pela cabeça a pergunta: “mas onde raio é que eu coloco as mãos?”

Este momento é também caracterizado, e é principalmente caracterizado, por uma sensação de desconforto, um nervosismo que acaba por fazer a pessoa ou colocar as mãos nos bolsos, ou cruzar os braços, ou brincar com as chaves.

Apesar de nenhuma destas atitudes ter algum mal, o propósito do Cool Vibes é ajudar a passar para um nível de consciência acima, e portanto há coisas a evitar e outras a fazer. Se és daqueles que quer subir, então continua a ler.

Como deves calcular, ser uma pessoa socialmente insegura e nervosa não é nenhum crime. Logo todos são livres de querer continuar assim. A questão é que o melhor da vida não se experiencia sendo-se socialmente inseguro ou nervoso, isso eu garanto-te e falo-te por experiência própria. Qualquer estado de consciência negativo ou egocêntrico em que nos encontremos, torna-nos imediatamente uma presença e companhia desagradável para os outros, apenas aceite ou pelos carentes sem opções, ou pelos altamente inconscientes (que também vivem nesses estados negativos/egocêntricos). De igual importância é que qualquer estado negativo/egocêntrico agarra-nos as pernas e impede que as nossas asas cresçam. Limita-nos. Retira-nos energia e poder, e consequentemente saúde (sim, saúde. Grande parte das doenças são causadas não por algo físico directamente, mas pela própria pessoa viver constantemente em estados negativos e egocêntricos de consciência, por outras palavras em pensamentos e emoções negativas/egocêntricas).

Estes estados impedem-nos de avançar, mantêm-nos em sofrimento e fazem-nos acreditar que é o que vem de fora que nos faz sentir isto ou aquilo, quando na Verdade não é nem nunca foi. A mente hipnotiza-nos com pensamentos constantes, e o hipnotizado acredita que está a reagir à Realidade, quando na Verdade apenas está a seguir as suas próprias percepções da Realidade. Ou seja, pensamentos. É como se vivesse a dormir.

Mas voltando à questão das mãos…

Qual é afinal o local certo para colocar as mãos?

O local certo para se colocar as mãos é… nos braços! :D

O que eu quero dizer com isto, é que não há nenhum locar “certo” para se colocar as mãos. A questão não é onde colocar as mãos, mas sim o estar a pensar nisso.

O problema não é descobrir o local certo para se colocar as mãos, mas o se estar a pensar nisso, que gera uma preocupação e a preocupação por sua vez gera desconforto e uma série de pensamentos negativos desnecessários, assim como tiques nervosos.

Enfim, uma trabalheira.

Então a atitude a ter é nem sequer pensar nisso. Deixa as mãos cair e não penses mais nelas. O que vai acontecer é que vais dar por ti com as mãos semi abertas e encostadas às pernas. Experimenta agora colocar-te de pé e deixar os braços cair naturalmente sem fazer força nenhuma nem nos dedos, mãos ou braços. E deixa-os ali, meio a “balançar”. Encosta-os apenas ligeiramente às pernas, e descobrirás que irão ficar quietos, e descontraídos. E tu vais ficar mais descontraído, e num estado que é agradável para ti, e para os outros à tua volta.

Estes temas da linguagem corporal podem parecer superficiais e secundários, mas não são.

Onde está o teu corpo?

O teu corpo está SEMPRE fora da tua mente e na Realidade. Logo sempre que prestas atenção ao teu corpo e corriges alguma postura, estás a retirar a tua atenção do caos mental (geralmente negativo) e a colocá-la na Realidade fora de ti, onde está tudo de facto. Isto é um estilo de meditação.

Porque é tão difícil corrigir a postura? Lembrar-se de corrigir a postura? Porque a postura EXISTE fora da mente, e quando se está mergulhado num mar de pensamentos, o que está lá fora, na Realidade, passa-nos ao lado. Logo a intenção constante deve ser estar consciente de todos os momentos, com a atenção virada para a Realidade, e evitar estar mergulhado em pensamentos desnecessários para o que se está a passar AGORA.

Sempre que a nossa atenção é direccionada para a Realidade damos um passo milimétrico em frente na nossa evolução de consciência. É um passo milimétrico, mas é um passo em frente. Este é o caminho da Felicidade, da liberdade do sofrimento, e da experiência de estados de consciência muito agradáveis e poderosos que têm como consequência natural uma paz interior cada vez mais intensa, e uma vida casa vez mais agradável.

As tuas mãos já estão no sítio certo.

14 comentários:

♥Rose♥ disse...

Muito obrigada por este post Pedro, ainda hoje estava com esse desconforto e só mexia no telemóvel, na carteira...lol
Bem, já estou desde ontem para te pedir isto, embora saiba que agora não tens muita motivação para escrever, etc...mas é o seguinte: poderias escrever algo sobre relações inntimas? o cool vibes para mim foi muito importante para aprender como ser e agir ANTES de estar numa relação. Mas eu sou uma pessoa que se farta muito cedo dos outros, quando já não há mais nada para descobrir e a pessoa torna-se sempre a mesma coisa, tendo a perder o interesse, mas também sei que não podemos estar sempre a criar surpresas nem a ser interessantes. Será que a única solução é mesmo aceitar isso?

AlFaS disse...

Ola pedro, eu quando comecei a ler o post realmente assustei-me, mas foi um grande alivio meu quando disseste que era indiferente o sitio onde se punha as mãos :D



de qualquer forma o que me motivou a escrever este comentário nem teve nada a ver com as mãos, mas sim com a mente...

Há uma coisa que ainda não percebi, porque tu dizes que a mente é negativa e põe-te em estados negativos (noutras palavras que a mente é "má")...

quando na realidade é um presente dado pelo criador, que nos ajuda (e muito) a concretizar os nossos objectivos e alcançar felicidade.

Pois basta investigar um pouco, para descobrir que praticamente nada do que foi criado, foi criado sem o uso da mente, (tudo o resto foi criado pelo corpo...

Já reparaste que foi a mente de alguem que criou a maravilhosa internet? que sem ela ninguem podia ter acesso a tudo o que partilhas aqui no teu blog???

João Vitor Campos dos Reis disse...

Olá Pedro!

Te conto uma coisa e pergunto outra:

As namorada apareceu. É inteligente, ideais compatíveis, boas semelhanças, não muito fisicamente atraente... Enfim, ainda tem o defeito de ser negativista. E me aparenta cada vez mais ser doente por consequência disso. Incentivo-a, mas pouco a pouco vou tendo que optar pela amizade.

Agora a pergunta... Acabei concluindo que aquele que age, que está sempre atento, dará o melhor de si, sempre de olho nos próprios defeitos, e assim se segue em frente, sempre evoluindo. Mas penso: e a contribuição à humanidade de artistas, pensadores, e demais às ciências humanas??

grato - e por que não - procurando intercambiar suas idéias com as minhas.

João Vitor Campos dos Reis disse...

Olá Pedro!

Te conto uma coisa e pergunto outra:

As namorada apareceu. É inteligente, ideais compatíveis, boas semelhanças, não muito fisicamente atraente... Enfim, ainda tem o defeito de ser negativista. E me aparenta cada vez mais ser doente por consequência disso. Incentivo-a, mas pouco a pouco vou tendo que optar pela amizade.

Agora a pergunta... Acabei concluindo que aquele que age, que está sempre atento, dará o melhor de si, sempre de olho nos próprios defeitos, e assim se segue em frente, sempre evoluindo. Mas penso: e a contribuição à humanidade de artistas, pensadores, e demais às ciências humanas??

grato - e por que não - procurando intercambiar suas idéias com as minhas.

Pedro C. disse...

Olá! :)

"a mente é 'má'" são palavras tuas, não minhas. A mente pode colocar a pessoa em estados negativos, é um facto, assim como pode colocar a pessoa em estados positivos e criar coisas boas e úteis no mundo, é outro facto. Ao dizer isto não estou a dizer que a mente é apenas negativa ou que é "má". Nada disso.

Quando falo destas coisas, que te fizeram surgir a dúvida, quero explicar que a mente tem limitações, e que só com a mente há coisas impossíveis de experienciar na vida. E para quem quer experienciar essas coisas, tem de transcender a mente. Ou seja: tem de a ver pelo que é. Saber usá-la para o positivo e útil (tal como disseste e bem), mas também saber usá-la apenas quando apropriado, e saber funcionar no mundo através do Silêncio do Espírito - que é algo que se alcança meditando ou contemplando e caracteriza-se (simplificando) por uma ausência de pensamentos e uma paz interior intensa. Talvez tu ainda não estejas pronto para isso, não seja a tua altura e a mente ainda é um nível de consciência que precisas de dominar, mas não fiques com a ideia de que eu acho ou digo que a mente é "má". Isso é falso. A mente é útil e em certos momentos é apropriado pensar, noutros não. Isto claro, se quiseres experienciar o melhor que a vida tem para oferecer. É que uma coisa é a utilidade da internet, outra é o Amor de uma mulher extraordinária...

Abelhas do Sabugi - PB disse...

RPZ, vc é o cara!!!....
parabéns...

Isaac Soares de Medeiros - Brasil - Blog: abelhasdosabugi

Telmo disse...

Agora com o inverno tenho é as mãos nos bolsos, o frio é mais forte do que o que vou aparentar ou não ^^. Mas regra geral a verdade é que me sinto mais preso com as mãos nos bolsos ou braços cruzados

Obrigado por continuares a contribuir para o bem dos teus seguidores!

gabe disse...

Gostei muito do post Pedro, obrigado por partilhar isso. É bom saber que ainda existem pessoas que estão tentando acordar deste sono profundo em que quase todos estamos mergulhados.

Anónimo disse...

Pedro, será a meditação a única forma de darmos amor sem querer recebê-lo em troca?
Sinto os impulsos do ego, as cobranças, embora não as siga. Não demonstro o rancor e o ressentimento que sinto quando alguém não me dá atenção de volta, mas sei que apenas o faço mentalmente, que não é algo genuíno, que não sinto realmente a indiferença por não ser validada.

Anónimo disse...

Ola Anonima! ;)
Acho que tens uma grande questão.
Sinto exactamente o mesmo.
Temos que cultivar mais o nosso Amor Altruísta, através da meditação, só estando centrados e presente no momento isso e possível.

O primeiro passo é seres uma pessoa positiva, mesmo! ai criamos uma aproximação diferente a vida, e vais notar que surge o contraste entre ti e as outras pessoas.

Depois com a pratica diária da meditação o Amor surge em nos, e ai reparas que os ressentimentos não somos nós.. é apenas o nosso Ego, e deixa de te controlar quanto tens consciência disto momento em que acontece, a consciência não julga apenas testemunha, quando sentires algum desses pensamentos apercebe-te deles mas não o vejas como bom nem mau. não lutes contra ele, apercebe-te apenas.

Lembra-te que só a Meditação trará esta sensibilidade pois estarás a viver em tempo real, presente no momento ehehe

Uma respiração calma e profunda e essencial no dia a dia!!

Mas atenção , estamos rodeados de todo tipo de pessoas que ao verem tornar te numa pessoa com Amor próprio sem medos e a quem não coceguem afectar, vão fazer de tudo para te tirarem desses estados..
Cabe-te a ti assim como a mim, todos nos, descobrir forma de contornar esses obstáculos sem nos prejudicar a nos nem aos outros.

Quem funciona na verdade não precisa de ter medo.
A tua verdade e o que mais importa, mesmo que te digam o contrario.
Espero ter ajudado.

Joel

Cléo Dias disse...

Olá adorei seu blog.
Passe pelo meu!
Cléo

Cléo Dias disse...

Olá, adorei seu blog!
Passe no meu!!!

Maria disse...

Convido a visitar e a participar no meu blog com textos, relatos ou questões, ou mesmo com a simples leitura das mensagens.
Um grande beijo.
http://maria-haagen-dazs.blogspot.com

Angelo Henrique disse...

pedro a busca pela felicidade, o medo de ser infeliz pode nos trazer mais infelicidade a busca por sucesso\