AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

"Como Transcender o Ego: Revolver"

"Como Transcender o Ego: Revolver"

Olá! :)

Acabei de descobrir um filme fantástico que de facto explica como transcender o ego humano. Uau, até custa a acreditar. A informação passada no filme é mesmo correcta, não há fantasias nem exageros. Através deste filme aprende-se o que é o ego humano, como ele funciona, e melhor de tudo: como o transcender! Yay! :D

O filme chama-se REVOLVER, e é com o Jason Statham, Ray Liotta, um actor da série Sopranos e o vocalista dos Outkast. É sobre gangsters, criminalidade, xadrez, esperteza, manipulação... tem acção, e violência, o que é de lamentar, mas seja como for é um bom filme (espectacular!) que não só entretem como ensina e explica o processo de transcender o ego = adios sofrimento! adios emoções negativas! adios limitações e bloqueios! Olá LIBERDADE! PAZ! AMOR! ALEGRIA! INTIMIDADE! :D

Aqui está o trailer:



Vê o filme, um dia mais tarde vais-te aperceber que foi uma das melhores coisas que te aconteceram na vida. O processo de transcendência do ego é explicado ao longo da história do filme, pois faz parte da história do filme. Este trailer não mostra bem a essência do filme, mas acredita que vale *mesmo* a pena. É Genial :) A personagem interpretada por Jason Statham começa de facto a transcender o ego e está muito realista e alinhado com a Verdade.

Brevemente irei lançar um novo áudio sobre vida amorosa e espiritualidade, no qual também falo sobre o ego. É a gravação de uma palestra que fiz ontem na casa de um amigo para um pequeno grupo selecto de pessoas. Aguarda notícias.



:)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

"Onde Se Colocar as Mãos… O Sítio Certo"

Hoje vou partilhar contigo qual é o sítio certo para se colocar as mãos.

Certamente já estiveste num local público, parado em pé, talvez à espera de um transporte, talvez a falar com alguém, talvez até a andar, e num desses momentos passou-te pela cabeça a pergunta: “mas onde raio é que eu coloco as mãos?”

Este momento é também caracterizado, e é principalmente caracterizado, por uma sensação de desconforto, um nervosismo que acaba por fazer a pessoa ou colocar as mãos nos bolsos, ou cruzar os braços, ou brincar com as chaves.

Apesar de nenhuma destas atitudes ter algum mal, o propósito do Cool Vibes é ajudar a passar para um nível de consciência acima, e portanto há coisas a evitar e outras a fazer. Se és daqueles que quer subir, então continua a ler.

Como deves calcular, ser uma pessoa socialmente insegura e nervosa não é nenhum crime. Logo todos são livres de querer continuar assim. A questão é que o melhor da vida não se experiencia sendo-se socialmente inseguro ou nervoso, isso eu garanto-te e falo-te por experiência própria. Qualquer estado de consciência negativo ou egocêntrico em que nos encontremos, torna-nos imediatamente uma presença e companhia desagradável para os outros, apenas aceite ou pelos carentes sem opções, ou pelos altamente inconscientes (que também vivem nesses estados negativos/egocêntricos). De igual importância é que qualquer estado negativo/egocêntrico agarra-nos as pernas e impede que as nossas asas cresçam. Limita-nos. Retira-nos energia e poder, e consequentemente saúde (sim, saúde. Grande parte das doenças são causadas não por algo físico directamente, mas pela própria pessoa viver constantemente em estados negativos e egocêntricos de consciência, por outras palavras em pensamentos e emoções negativas/egocêntricas).

Estes estados impedem-nos de avançar, mantêm-nos em sofrimento e fazem-nos acreditar que é o que vem de fora que nos faz sentir isto ou aquilo, quando na Verdade não é nem nunca foi. A mente hipnotiza-nos com pensamentos constantes, e o hipnotizado acredita que está a reagir à Realidade, quando na Verdade apenas está a seguir as suas próprias percepções da Realidade. Ou seja, pensamentos. É como se vivesse a dormir.

Mas voltando à questão das mãos…

Qual é afinal o local certo para colocar as mãos?

O local certo para se colocar as mãos é… nos braços! :D

O que eu quero dizer com isto, é que não há nenhum locar “certo” para se colocar as mãos. A questão não é onde colocar as mãos, mas sim o estar a pensar nisso.

O problema não é descobrir o local certo para se colocar as mãos, mas o se estar a pensar nisso, que gera uma preocupação e a preocupação por sua vez gera desconforto e uma série de pensamentos negativos desnecessários, assim como tiques nervosos.

Enfim, uma trabalheira.

Então a atitude a ter é nem sequer pensar nisso. Deixa as mãos cair e não penses mais nelas. O que vai acontecer é que vais dar por ti com as mãos semi abertas e encostadas às pernas. Experimenta agora colocar-te de pé e deixar os braços cair naturalmente sem fazer força nenhuma nem nos dedos, mãos ou braços. E deixa-os ali, meio a “balançar”. Encosta-os apenas ligeiramente às pernas, e descobrirás que irão ficar quietos, e descontraídos. E tu vais ficar mais descontraído, e num estado que é agradável para ti, e para os outros à tua volta.

Estes temas da linguagem corporal podem parecer superficiais e secundários, mas não são.

Onde está o teu corpo?

O teu corpo está SEMPRE fora da tua mente e na Realidade. Logo sempre que prestas atenção ao teu corpo e corriges alguma postura, estás a retirar a tua atenção do caos mental (geralmente negativo) e a colocá-la na Realidade fora de ti, onde está tudo de facto. Isto é um estilo de meditação.

Porque é tão difícil corrigir a postura? Lembrar-se de corrigir a postura? Porque a postura EXISTE fora da mente, e quando se está mergulhado num mar de pensamentos, o que está lá fora, na Realidade, passa-nos ao lado. Logo a intenção constante deve ser estar consciente de todos os momentos, com a atenção virada para a Realidade, e evitar estar mergulhado em pensamentos desnecessários para o que se está a passar AGORA.

Sempre que a nossa atenção é direccionada para a Realidade damos um passo milimétrico em frente na nossa evolução de consciência. É um passo milimétrico, mas é um passo em frente. Este é o caminho da Felicidade, da liberdade do sofrimento, e da experiência de estados de consciência muito agradáveis e poderosos que têm como consequência natural uma paz interior cada vez mais intensa, e uma vida casa vez mais agradável.

As tuas mãos já estão no sítio certo.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Cool Vibes: Directamente da Base Espacial de Marte!



Olá :)

Sim, eu estou vivo lol



Nunca estive tanto tempo sem colocar nada aqui no Cool Vibes, e as razões foram várias.

Uma delas, falta de tempo. Tenho-me dedicado a outros aspectos e áreas da minha vida, e o Cool Vibes ficou em stand by. Parado, mas não morto. Tenho respondido a todos os emails que consigo quase todos os dias.

Colocar aqui posts apenas por colocar, para fazer número e criar a ilusão de actividade não faz parte da essência do Cool Vibes. Logo ou coloco, ou não coloco. Ou a minha atenção está a 100% aqui, ou não vale a pena. Servir, contribuir e ajudar não se alcança enchendo um blog de palha... bem, e daí, talvez atraísse uns cavalos e outros animais que comem palha lol

Quem sabe poderia fundar o meu próprio jardim zoológico! O... Jardim Coológico Vibes! :D

Agora a sério...

*Gulp*! Sério... como aquele pessoal das discotecas e festas, com uma expressão facial à filme de acção dos anos 80. Os rambos e terminators da noite! :D

Sim, o Cool Vibes vai voltar. Mas não é hoje. Nem esta semana. Só em Outubro terei mais tempo para ter a minha atenção a 100% aqui. Entretanto ficas a saber que o curso online grátis "Como Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres em Festas e Discotecas de Uma Forma Íntegra" está a meio. Já gravei metade e vai mesmo ser lançado pelo Universo a fora. No Youtube.

Mas não com este demasiado longo título. Ele terá o seu nome original: A Noite do Guerreiro Social. Pessoalmente gosto mais, parece o título de um filme...

"De dia ele está a seco... mas há noite ele sai e a magia acontece!" Yeah! :)



Nota: este vídeo tem uma energia fantástica e sugiro que o vejas de vez em quando. E quanto mais ouvires esta música, melhor.

O outro curso grátis, sobre a vida amorosa em geral, e com princípios mais avançados, está a zeros. Mas não por muito tempo. Decidi, em vez de ser em áudio, escrever esse curso, correspondendo a cada tema um post (ou dois). Isto é hoje, amanhã pode-me dar outra ideia.

E sim... caro companheiro deste estranho caminho que é aprender a ter uma vida mais agradável e a reduzir o sofrimento... e principalmente, aprender a Amar as mulheres...

A Transformação Social vai ver a luz do dia!







Mas com algumas mudanças...

Como já tinha dito, o meu disco rígido lembrou-se de ter um AVC e o INEM nada pode fazer. Eu já estava a acabar a 15ª e última lição do curso. Era sem dúvida o meu melhor trabalho do Cool Vibes. Não só pela forma como estava escrito, como também pelos conteúdos. Enfim, foi-se.

Mas, eis que eu tinha salvo para um DVD as 5 primeiras lições acabadas! :D

E pensei: "Porque não criar um ebook com essas 5 lições e mais alguma coisa que me lembre, e fazer em áudio o principal das outras 10 lições?"

E depois... um trovão!






E lá se foi o DVD...

Ha! Apanhei-te! :D

O DVD está a salvo, e vou mesmo fazer o ebook e o áudio. Mas só em Outubro. Por isso só deve lançar este curso em Novembro. Se o acabar a meio de Outubro lanço-o logo, por isso se estás na mailing list do Cool Vibes, serás avisado.

Este curso engloba tudo o que falo no Cool Vibes, desde desenvolvimento pessoal, a Arte Social, Atracção Natural, Amor, Espiritualidade e relações. O nome engana, são se trata de "sucesso na vida social". Trata-se de usar a vida social como meio para uma evolução interior, real e permanente que te permita depois ter uma vida mais agradável em todas as áreas, principalmente a amorosa. A intenção é tornar os teus dias mais agradáveis, aconteça o que acontecer, e fazer-te desenvolver o Poder que te vai permitir experienciar o que gostarias.

Mais informações aqui:
http://coolvibesblog.blogspot.com/2010/01/o-proximo-nivel-de-satisfacao-e-sucesso.html

E para já é isto. O Cool Vibes será mais uma fonte de energia positiva e elevada, espontâneo e com um post de 100 em 100 anos :)

Este áudio é ***MESMO*** importante:




Sê sempre tu próprio, o melhor que conseguires.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Don't Worry Be Happy - Bobby McFerrin - Música Positiva da Semana

Ouve esta música pelo menos uma vez por dia, todos os dias :)



:)

domingo, 1 de agosto de 2010

Como Ser Uma Pessoa Positiva - Pessimismo, Optimismo e Felicidade, parte 4

7ª parte




NOVIDADES COOL VIBES:

Olá! Tudo bem?

Grande verão que está aí, espero que o estejas a aproveitar da melhor maneira para ti.

Quero apenas partilhar contigo algumas novidades...

O Cool Vibes irá fazer a 7 de Agosto 3 anos, e para comemorar irei lançar dois novos programas áudio muito especiais (e longos).

O primeiro será apenas para homens e vai ser a versão em áudio do meu coaching ao vivo "A Noite do Guerreiro Social (NGS) - Como Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres em Discotecas e Festas de Uma Forma Íntegra". Este coaching era formado por 2 partes: na 1ª parte havia uma partilha de teoria e esclarecimento de dúvidas. Eu explicava aos participantes (geralmente um grupo muito pequeno), a atitude mais apropriada a ter, o que fazer, dizer, dava dicas de linguagem corporal, falava do contexto da noite, discotecas e festas, e dizia tudo o que eles precisavam de saber para chegarem ao local bem informados e direccionados, para que conseguissem entrar em acção de forma apropriada e íntegra. A 2ª parte era claro ir para o local (discoteca), e praticar os princípios partilhados, colocar em prática tudo o que tinha partilhado. Este coaching tem ZERO de manipulação e mentiras, e o seu propósito não é o de conseguir seja o que for das mulheres. Nunca o foi nem nunca o será... a intenção por detrás deste coaching era colocar os homens a desafiarem-se socialmente, para evoluirem e se tornarem no tipo de homem certo (autêntico, íntegro, naturalmente atraente), que tem algo para DAR às mulheres, e que sabe como o oferecer. Que por ter uma atitude constante de contribuição e autenticidade, consegue conhecer facilmente mulheres em qualquer lado em qualquer lugar, sem medos, mentiras, bloqueios, hesitações, dúvidas ou qualquer tipo de manipulação.

Este coaching é para mudar o homem, não é para obter nada das mulheres. É para ajudar o homem a desenvolver o estado, a energia, a presença, a atitude constante na vida mais apropriada. A forma certa de caminhar pela vida, para que a sua vida amorosa se torne numa viagem agradável, e não numa caminhada de sofrimento. Porque muitos homens na verdade apenas precisam de se colocar a mexer, uma vez que já têm neles muita coisa boa e positiva que agrada às mulheres no geral. Isto para além de as respeitarem e quererem melhorar a sua vida, trazendo-lhes mais coisas boas.

Então neste curso online grátis irei partilhar toda a informação da NGS, mais uma série de coisas novas que nunca partilhei com ninguém. Depois deste curso, se aplicares regularmente o que irei lá partilhar, se te dedicares e entregares aos princípios e práticas, eu garanto-te que as tuas noites nunca mais serão as mesmas. Tu nem vais acreditar no que te irá estar a acontecer!

O 2º curso irá ser para homens e mulheres, e terá como tema geral a vida amorosa e relações. Fiz uma lista de temas sobre os quais ainda não tinha falado (e outros que quero explicar melhor através das novas experiências que tive), transformei-os em perguntas, e irei partilhar dicas e princípios novos para que possas ir experienciando uma vida amorosa melhor, mais agradável, e quem sabe até espectacular, em vários aspectos.

Alguns dos temas:

* Qual é a 2ª coisa que se deve dizer a uma mulher depois de nos aproximarmos dela para a conhecer?

* Onde se deve colocar as mãos? (Princípos de Linguagem Corporal)

* Como se obtém o contacto (número de telemóvel, email/MSN ou Facebook) de uma mulher?

* Deu-se a separação, a relação acabou e agora sentes-te perdido… como se ultrapassa isso?

* Queres ir falar com a mulher para a conheceres, ou já estás a falar com ela mas sentes-te nervoso. E agora o que fazes?

* Qual o tema de conversa ideal para um 1º encontro?

* Como se lida com a rejeição?

* Na Verdade só há um problema em todas as relações amorosas apesar das suas imensas diferenças superficiais. Qual é esse problema?

Este programa irá chamar-se "Como Experienciar Uma Vida Amorosa Espectacular"

Quanto ao blog do Cool Vibes e à ausência de posts...

Nesta fase da minha vida não tenho qualquer motivação para escrever. Foi uma fase importante, experienciei-a durante 2 anos e meio, escrevi muito, aprendi, e chegou o momento de avançar para o próximo nível, menos mental e mais espiritual. A fase actual é uma de falar espontâneamente, sem preparações ou correcções, vindo do silêncio e não dos pensamentos. Logo áudios é o mais apropriado para partilhar princípios e práticas da evolução de consciência, e dos outros temas sempre relacionados da vida amorosa e social.

É difícil explicar isto, mas para já o Cool Vibes irá avançando apenas por inspiração, e não para ter "x" número de posts por semana para haver sempre muitas novidades que entretenham. Cada vez menos este é um lugar para estimular o ego, seja de que forma for e se compreenderes o que isso quer dizer então perceberás porque agora o Cool Vibes parece meio parado. Repetição é essencial para que haja transformação, e já há aqui muita coisa útil para reler e (acho que vou inventar uma palavra agora lol) re-ouvir :D

Re-ouvir... brutal! :D :D

Vai continuar a haver coisas novas, e provavelmente irei voltar a falar de temas sobre os quais já escrevi mas agora sinto que consigo explicar um pouco melhor.

Se sentes que estás numa fase em que coisas novas sobre estes temas quase todos os dias é mesmo importante para ti, há outros sites em português, projectos que estão a fazer um bom trabalho, e se sabes inglês então tens mesmo muita coisa para estudar e aplicar. O Cool Vibes continua o seu caminho de autenticidade, cujo principal propósito e intenção é apenas partilhar a Verdade pela dedicação à Verdade e nada mais. Mesmo que isso signifique menos conteúdos por semana.

Agradeço todas as tuas visitas ao Cool Vibes, espero que algo aqui te tenha de facto ajudado, e és sempre bem-vindo no futuro... nem que isto chegue a um post por ano lol

Coragem, Integridade e Amor,
- Pedro Constantino

segunda-feira, 26 de julho de 2010

segunda-feira, 19 de julho de 2010

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Haddaway - Life (Música Positiva da Semana)

Uma música bem animada que descobri em 2008 graças ao Trata a Vida por Tu da We Create.

terça-feira, 6 de julho de 2010

segunda-feira, 5 de julho de 2010

D*Note - Shed My Skin (Música Positiva da Semana)

Hey! Tudo bem?

Aqui está a sugestão musical da semana: Shed My Skin (D*Note)

Porquê?

Pois no início da minha caminhada, quando comecei a sair à noite para me desafiar e evoluir socialmente (no antigo Konvento, ao lado da Kapital), esta era uma das músicas que mais se ouvia. Na altura a decisão de mudar interiormente e de mudar a minha vida já estava mais que tomada, e já estava a fazer por isso. Na altura em que ouvi esta música gostei, achei-a animada e dava-me vontade de dançar. Só mais tarde, bem mais tarde, é que me apercebi da letra:

"I don't mind what people say
No, I won't look back for another day
Gonna shed my skin and walk away..."

"Running through the suns
Searching... a new life..."

A letra tinha (e tem) tudo a ver com mudança interior e busca por uma nova vida! Brutal!! :D

Para muitos, esta é a "música do Cool Vibes", pois descobriram o Cool Vibes através de um vídeo antigo no qual coloquei esta música. Ainda hoje me inspira muito e enche de energia, e só de a ouvir já nem me apetece escrever mais lol agora a vontade é de ir sair e apreciar bons momentos de avenura social com os amigos.

Tens aqui a versão original, e uma nova versão de que também gosto, que me foi enviada por uma pessoa que acompanha o Cool Vibes (obrigado!).


Versão Original

object width="480" height="385">



Nova Versão


quinta-feira, 1 de julho de 2010

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Talk Talk - Life's What You Make It (Música Positiva da Semana)

Hey! Tudo bem?

A pedido de uma pessoa que acompanha o Cool Vibes, aqui está a minha primeira sugestão de "música positiva" para animar a malta.

Esta pessoa pediu-me para no fim de cada áudio colocar uma música positiva, e então pensei em pelo menos uma vez por semana partilhar contigo aqui no blog música que me ajudou de alguma forma na minha caminhada de evolução, e contribuiu para esta.

Para começar é importante que estejas consciente de que esta é apenas a minha opinião pessoal e sugestão. Não tens de concordar comigo, não tens de gostar da música e nem sequer a tens de ouvir.

O meu critério de selecção tem como principal factor como a música me faz sentir. Se me motiva, se me inspira, se me ensina algo, se me dá confiança e optimismo, se me dá vontade de sair, conviver, celebrar, dançar, brincar, conhecer pessoas... ou se me relaxa e acalma a mente, então ela estará aqui para ouvires se quiseres.

Então aqui está a primeira música: "Life's What You Make It" dos Talk Talk.

Porquê?

Porque foi em 2004, no início da minha caminhada, a música que me fez compreender e ver pela primeira vez, que a vida não é algo que nos acontece aleatoriamente, mas sim algo que podemos criar conscientemente. Esta realização, que veio principalmente do título da música, deu-me confiança para seguir em frente, e fez-me acreditar que afinal eu podia criar uma vida feliz, a mudança era possível!

Eu nunca fui de prestar atenção à letra das músicas, sempre preferi a energia das músicas e como esta me fazia sentir e o que me fazia experienciar, e esta música, tanto pelo título como pela sua energia, é para mim uma "música positiva".


terça-feira, 25 de maio de 2010

sábado, 22 de maio de 2010

sexta-feira, 7 de maio de 2010

"6 Impulsos do Ego e da Mente Que Impedem o Ser Humano de Ser Feliz"

PARTE 1




PARTE 2




PARTE 3




PARTE 4




PARTE 5




PARTE 6




PARTE 7




Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Integridade e Amor
- Pedro Constantino

terça-feira, 27 de abril de 2010

"Filmes e Personagens Que Ajudam a Evoluir e a Desenvolver a Energia Certa"

Parte 1




Parte 2




Parte 3




Parte 4




Parte 5




Parte 6




Parte 7




Lista de Filmes:

Wild Orchid (James Wheeler - Mickey Rourke)
9 1/2 Weeks (John - Mickey Rourke)
(Lee Van Cleef) The Good, the Bad and the Ugly + The Big Gundown
(Sean Connery + Johnny Depp)
Gone With the Wind (Rhett Butler)

Field Of Dreams
Saturday Night Fever (Tony Manero - John Travolta)
A Night at the Roxbury

Peaceful Warrior
Chariots of Fire (Eric Liddell + Harold Abrahams)
Gandhi
Ben-Hur
Empire of the Sun

Forrest Gump
American Beauty (Ricky Fitts)
The Big Blue

Nota: Ouve o áudio para saberes porque sugiro estes filmes.

Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Integridade e Amor
- Pedro Constantino

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, Parte 10"




Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Integridade e Amor
- Pedro Constantino

quarta-feira, 14 de abril de 2010

"Os 8 Níveis de Consciência do Ego Humano"

Parte 1




Parte 2




Parte 3




Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Integridade e Amor
- Pedro Constantino

domingo, 4 de abril de 2010

"Para Homens Que Querem Aprender a Conhecer Mulheres - Sair Sozinho à Noite"

Parte 1



Parte 2



Parte 3



Parte 4



Parte 5



Parte 6




Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Integridade e Amor

- Pedro Constantino

quinta-feira, 25 de março de 2010

"As Principais Fases da Transformação e Evolução de Consciência"

Parte 1




Parte 2




Parte 3




Parte 4




Perguntas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Integridade e Amor
- Pedro Constantino

terça-feira, 16 de março de 2010

"Ferramentas de Transformação - Repetição"

PARTE 1



PARTE 2



PARTE 3



Obrigado por ouvires :)

Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Verdade e Amor
Pedro Constantino

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

"3 Impulsos Subtis do Ego a Ter em Atenção"

Hoje vou partilhar contigo 3 dos mais discretos e subtis impulsos do ego humano. O problema destes 3 impulsos é que são tão discretos (tal é a esperteza do ego), que passam despercebidos, ou seja, a pessoa nem se apercebe de que apenas está a funcionar através do ego, e a ser controlada por este.

À superfície parece que estas atitudes são válidas mas a sua essência, como irás descobrir já a seguir, revela que não são. São atitudes egocêntricas, imaturas e negativas disfarçadas de outras coisas superficialmente positivas.


O primeiro dos 3 impulsos que quero partilhar contigo, costuma surgir muito quando a pessoa descobre que há uma coisa chamada ego humano e começa a aprender sobre ele. Ao descobrir que na verdade o ego humano é a única e grande causa de todo o sofrimento e problemas que se podem experienciar na vida, surge um certo ódio ou raiva relativamente ao ego. A forma como este ódio/raiva se expressa é através de pensamentos ou palavras que combatem a existência do ego. Ou seja, a pessoa passa de certa forma a desejar que o ego humano não existisse, que ele deve ser eliminado/combatido, que quem é controlado pelo ego devia mudar porque vive de forma errada e não tem valor, etc, etc.

O ego humano e as suas expressões passam a irritar a pessoa. A pessoa pensa que, porque leu sobre o ego e aprendeu umas coisas, já está livre dele e acima de quem é controlado por ele.

ERRO!

=D

Se uma pessoa sente ódio/raiva relativamente ao ego humano... então ela está exactamente no mesmo nível de todos os outros egos, de todas as outras pessoas que são controladas pelo seu ego. Ódio e raiva (energias negativas egocêntricas) são sempre, em todos os contextos, impulsos do ego. Aquele que está evolucionáriamente acima do ego, nunca odeia ou sente raiva relativamente ao ego humano, não o critica com fúria quase a babar-se e a ver-se as veias do pescoço e da testa ficando com a pele vermelha... Aquele que transcendeu o ego vê o ego pelo que ele é, aceita-o e Ama-o. Aquele que transcendeu o ego, transcendeu-o pois deixou de se identificar com ele, e tem Compaixão por ele. Ele sabe que o ego é na sua essência inocente, e que o mal que causa no mundo e no ser é apenas consequência das suas limitações e impulsos de sobrevivência. A intenção para o eu separado/animal (ego) é boa, mas porque é meramente para benefício de si próprio, para se manter vivo, não tem os outros em consideração, e acaba por causar sofrimento nos outros (e curiosamente em si próprio). O ego é um animal selvagem, perdido e inocente, a fazer o melhor que pode para sobreviver. Tudo o que faz e diz, por muito errado, horrível ou falso, é na verdade o melhor que consegue, não tem capacidade para mais ou melhor. Logo, assim que identificado, deve ser evitado (em vez de furiosamente criticado), seja nos outros ou em nós próprios - pois todos nós temos um ego com impulsos egocêntricos dos quais nem nos apercebemos, e essa é daquelas coisas que custa muito a engolir ;)

Eu tive a minha própria fase de irritação com os egos, e alguns dos primeiros textos do Cool Vibes são expressam de alguma forma isso. Havia em mim uma certa irritação com os comportamentos de falsidade, pessimismo e egocentrismo (falta de consideração) que identificava nas pessoas, nas relações e no mundo. Conforme continuei o meu caminho de evolução, essa irritação foi-se desvanecendo, pois a minha consciência relativamente ao ego foi-se desenvolvendo e subindo. Essa irritação começou a ser substituída por uma sensação de paz e compaixão. Não por ler sobre o ego, mas por experienciar a verdade do que ele realmente é, e de o transcender aos poucos, lentamente. Sem prática e evolução espiritual (meditação/contemplação) isto seria impossível.


Superioridade Moral

Outro impulso muito discreto, é aquele de praticar o bem e usar isso para se sentir melhor que os outros. Chama-se a este impulso de superioridade moral. A forma como se expressa é simples: a pessoa tem um estilo de vida e maneira de ser/funcionar em que pratica o bem. Ou seja, é simpático, ajuda, dá, contribui, dá apoio, sacrifica-se pelos outros, paga coisas, oferece, segue as regras e leis, respeita, etc, etc. Até aqui tudo bem e positivo... o problema é depois quando a pessoa nas suas conversas e pensamentos inferioriza os outros que não são tão perfeitamente bons como ele. Quando ele furiosamente critica e condena os outros que não praticam o bem como ele, e que não seguem as regras como ele. As suas conversas e pensamentos giram à volta da crítica/julgamento/inferiorização daqueles que cometem erros, que dizem coisas que não deviam, que fazem coisas que não têm os outros em consideração, que não ajudam e apoiam como ele, etc. Ao pensar/dizer que a pessoa “X” está errada na sua maneira de ser pois não é tão boa como ele, a pessoa alimenta o seu orgulho/ego. “Porque eu sou bom e sigo as regras, e este atrasado/estúpido/egoísta/mentiroso não, e devia ser torturado e ir para o inferno!!”

As suas conversas no café ou ao telefone com amigos giram muitas vezes à volta dos actos errados ou sem consideração dos outros, e em como alguém não ajuda ou é egoísta, ou não fez algo que devia, ou fez algo que não devia... “quando eu sou tão superior por ser bom e fazer o correcto!”.

Há uma comparação de bondades, e claro que ao apontar o dedo e dizer que a pessoa “X” é má ou está errada no seu comportamento/forma de ser, a pessoa alimenta o seu orgulho/ego porque é melhor, está certa, faz o correcto, tem bondade, ajuda, etc. A pessoa praticar o bem, é bom e positivo, o problema está em o seu ego usar isso para alimentar o seu orgulho criticando/inferiorizando os outros que não são assim. Se no 1º impulso o ego odeia os outros egos, neste 2º impulso o ego odeia aqueles que não praticam o bem como ele pratica. A irritação surge ao testemunhar o comportamento não bondoso de alguém, e depois vem a crítica/julgamento/inferiorização verbal ou mental que lhe alimenta o orgulho, pois na comparação ele sai a ganhar uma vez que pratica o bem ao contrário do outro estúpido mau :)

Praticar o bem por si só não chega. É uma acção que muitas vezes não tem uma energia de bondade por detrás, mas é como que uma técnica para obter algo a seguir. Seja o favor de alguém, a aprovação, validação, aceitação, ser visto como bom e merecedor de atenção, etc, etc. Muitas vezes o bem é praticado para criar uma imagem/ideia na cabeça dos outros, para que o orgulho seja alimentado ou pelo menos mantido. Nestes casos, o impulso de praticar o bem não vem de Amor ou consideração, o fazer pelo prazer de fazer sem estar em busca de obter algo a seguir, mas sim da intenção egocêntrica de ser visto como bom e aceite como boa pessoa e assim não ser rejeitado, e/ou obter dinheiro, títulos, favores, etc. Ou então para colocar-se numa posição em que se pode criticar/julgar/inferiorizar os outros que não praticam o bem, “porque eu faço o bem e eles não!”, para alimentar o orgulho. Superioridade moral está por todo o lado, mas nada mais é do que um impulso egocêntrico desnecessário e errado. Lá porque a pessoa “A” pratica o bem e a pessoa “B” não, isso não significa que a pessoa “A” é superior à pessoa “B”. Todos os seres humanos têm o mesmo valor, independentemente de como são ou do que fazem. Podem é ter um nível de consciência e uma energia diferente, mas isso é outra coisa.

Qualquer impulso de “eu sou melhor que ele” ou “ele é inferior, está errado e deve ser criticado, culpado, condenado, etc porque fez ‘A’ ou não fez ‘B’” é um impulso do ego cuja única intenção é alimentar o orgulho, inferiorizando o outro, e trazendo assim superioridade moral. “Eu sou melhor porque eu pratico o bem, eu respeito, eu digo a verdade, eu apoio e ajudo, etc, etc”.

Eu também tive a minha fase de superioridade moral, semelhante à do 1º impulso. Por eu respeitar as mulheres, ter consideração por elas, e não as querer apenas para sexo, todo e qualquer homem que se demonstrasse ser abusador de mulheres, mentiroso, manipulador, e que as usasse apenas para sexo magoando-as, seria alvo de gozo (piadas) e crítica da minha parte. Uma irritação/revolta cresciria em mim, e depois isso traria ou pensamentos de crítica, ou palavras de crítica ou piadas de inferiorização. É completamente desnecessário perder tempo a pensar e falar de forma irritada/incomodada/afectada naqueles cujos comportamentos não são íntegros. Isso é uma atitude egocêntrica de “eu sou melhor porque pratico o bem”. Mais uma vez seguindo o meu caminho de evolução de consciência, este impulso foi-se desvanecendo e enfraquecendo. Se eu hoje aponto ou falo sobre os comportamentos não-íntegros de um certo tipo de homens na sua vida amorosa relativamente às mulheres, isso já não vem de uma irritação interior ou superioridade moral, mas sim de uma intenção de alertar as mulheres ou de ajudar os homens interessados em seguir um caminho mais apropriado e íntegro na sua vida amorosa e relação com as mulheres.


Ego Espiritual

O 3º impulso de hoje é talvez o mais estranho. Neste impulso, o ego alimenta o seu orgunho através da sua dedicação e resultados no campo do desenvolvimento humano. A pessoa acha-se melhor que os outros, pois de uma forma ou de outra dedica-se à sua evolução. O ego espiritual fala muito sobre como os outros são tão pouco evoluídos e deviam mudar. Por detrás das suas palavras há claro uma irritação. Ele sente-se superior aos outros apenas porque lê livros e vai a workshops de psicologia, desenvolvimento pessoal, coaching, PNL, espiritualidade, etc.

É claro que este impulso do ego espiritual é um sinal de que a pessoa não é tão desenvolvida como pensa...

Apesar da sua dedicação e caminho ser positivo e benéfico, a sua atitude é egocêntrica. Ainda gira tudo muito à volta do orgulho, “Eu dedico-me ao desenvolvimento pessoal, fui às workshops XYZ, logo sou uma pessoa muito evoluída e superior aos outros”.

Seja criticar os outros por serem negativos, seja criticá-los por não serem íntegros, seja criticá-los porque não compreendem o desenvolvimento pessoal, seja criticá-los porque respiram... a intenção é sempre alimentar o orgulho através de uma comparação mental na qual a pessoa sai claro a ganhar, o superior, pois é tãaaooo evoluído, positivo e sabe tanto sobre sucesso, felicidade e espiritualidade.

Saber é uma coisa, experienciar e de facto ser, é outra completamente diferente. Muitas pessoas que se dedicam a esta área do desenvolvimento humano apenas lêem. Pouco ou nada aplicam, pouco ou nada mudam. Não há transformação interior, não há evolução de consciência. Lêem e lêem e lêem... e vão a workshops e formações e palestras... mas na essência continuam na mesma. Usar “O Segredo” para ter um carro novo, uma casa nova, ganhar mais dinheiro, ou conseguir mais vendas na empresa, não é desenvolvimento humano na sua essência. Muitas pessoas pensam que mudaram e que houve transformação, mas a única coisa que sucedeu foi que aprenderam como melhor esconder os seus defeitos, ao mesmo tempo que desenvolveram uma nova programação mental baseada no que leram. Programação mental não é igual a transformação... seguir regras/comportamentos/acções decoradas, usar ferramentas mentais e bengalas emocionais pode melhorar a forma como a pessoa se sente e permitir ter mais na vida do que tinha antes (materialmente), mas são apenas remendos e substituições temporárias. Continua a ser o nível da mente, e a mente faz parte do ego.

O coach de sucesso da empresa “x”, super rico e famoso no mundo do desenvolvimento pessoal, pode muito bem continuar a ser um egocêntrico manipulador sem verdadeiros princípios. Uma coisa é aparência (aquilo que a mente percepciona e como o interpreta), outra coisa é essência (como algo realmente é, para além da superfície). Pode-se ler um livro do Deepak Chopra ou ir a uma workshop do Anthony Robbins - que são dois homens fantásticos cada um à sua maneira – decorar aquilo tudo (conceitos e práticas), e depois falar sobre o que se decorou, ou até mesmo fazer-se workshops sobre o que se decorou, e parecer-se (aparência) que se é muito evoluído e se tem aquele nível de consciência, quando na verdade (essência), apenas se decorou conceitos que se compreendeu mentalmente e se sabe explicar, para impressionar (obter validação e alimentar o orgulho) as massas e fazer dinheiro.

Neste caso apenas se tem uma programação mental instalada (“faço X... não faço Y... escondo W”), mas a forma natural de funcionar e ser no dia-a-dia, o impulso natural do que fazer e dizer e como reagir, não tem nada a ver. Uma coisa é ter comportamentos decorados do género “Nesta situação faço X”, outra coisa é um comportamento ser uma consequência natural de determinado nível de consciência, em que nem sequer se tem de pensar “nesta situação faço X ou faço Y?”, mas simplesmente se age sem ter de pensar (aceder à programação mental para obter determinado resultado em determinada situação).

Portanto é importante saber distinguir aparência (o que parece ser) de essência (o que realmente é), pois o ego usa o caminho de desenvolvimento humano para alimentar o seu orgulho. Uma coisa é ser-se um actor manipulador sofisticado, outra coisa é ser-se naturalmente (sem pensar, sem estar em busca de um resultado ou de controlar algo ou alguém) algo, em todos os segundos independentemente do que nos rodeia ou do que pode acontecer. Como já disse, o ego humano usa o caminho de desenvolvimento humano para alimentar o seu orgulho, e isso não é um sinal de verdadeira evolução de consciência, apenas mais uma variante diferente do nível do ego/mente humano.

Por estes 3 impulsos terem como base algo positivo, são como que impulsos camuflados do ego muito difíceis de detectar. Eu experienciei, de uma forma ou de outra, todos os 3, e conforme fui seguindo o meu percurso pessoal de evolução de consciência, buscando pela Verdade (Integridade), alinhando-me o melhor que consigo com ela, e aplicando os princípios e práticas espirituais no meu dia-a-dia, todos os dias, estes impulsos foram desaparecendo e hoje já não existem. Quando passamos a prestar atenção a estes 3 impulsos, a irritação/egocentrismo gerados por eles são substituídos por uma paz interior, e claro Amor. O sofrimento é mais uma vez reduzido, e passamos a ter mais capacidade de compaixão, consideração, contribuição e percepção da Verdade do que nos rodeia. E quanto mais alinhados com a Verdade estivermos, mais intenso e duradouro será o nosso estado interior de Felicidade.

Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Coragem, Integridade e Amor,
Pedro Constantino

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, parte 9"

Novo programa áudio do Cool Vibes no qual analiso em detalhe o filme "9 1/2 Weeks".

Temas:

* Atracção Natural e o Homem Naturalmente Atraente

* Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres

* Linguagem Corporal e Atitude

* Desenvolver Ligação e Intimidade

* Relações


Interessado? Clica no play! :)





Perguntas (sê breve, directo e específico):
CoolVibesClub@hotmail.com

Ama Todas As Mulheres,
Pedro Constantino

David Hawkins - Ciência e Espiritualidade

David Hawkins - Science and Spirituality
Ciência e Espiritualidade


The Big Blue



É difícil descrever este filme. Recomendo-o mais do que qualquer outro que tenha apresentado aqui no Cool Vibes, a sua energia é sem dúvida especial. Não é tanto as personagens, o que dizem ou o que acontece, é a energia geral que o filme tem de início ao fim. Para quem paz interior e amor são uma prioridade na vida, este é o filme a ver e rever.
The Big Blue (trailer)

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, parte 8"

Novo programa áudio do Cool Vibes no qual analiso em detalhe o filme "9 1/2 Weeks".

Temas:

* Atracção Natural e o Homem Naturalmente Atraente

* Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres

* Linguagem Corporal e Atitude

* Desenvolver Ligação e Intimidade

* Relações


Interessado? Clica no play! :)





Perguntas (sê breve, directo e específico):
CoolVibesClub@hotmail.com

Ama Todas As Mulheres,
Pedro Constantino

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, parte 7"

Novo programa áudio do Cool Vibes no qual analiso em detalhe o filme "9 1/2 Weeks".

Temas:

* Atracção Natural e o Homem Naturalmente Atraente

* Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres

* Linguagem Corporal e Atitude

* Desenvolver Ligação e Intimidade

* Relações


Interessado? Clica no play! :)





Perguntas (sê breve, directo e específico):
CoolVibesClub@hotmail.com

Ama Todas As Mulheres,
Pedro Constantino

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

“Uma Breve História da Evolução da Atracção”


Hoje vou-te falar sobre a evolução da atracção ao longo dos tempos.

O que, em cada era humana, foi o factor principal que despertava o interesse de uma mulher em determinado homem.

Este texto não pretende ser uma descrição detalhada histórica, mas apenas uma descrição em traços gerais da vida humana, na qual explico apenas o essencial para poderes perceber o porquê de determinada característica ser o factor principal de atracção.

A razão pela qual a mulher se sente atraída por um homem e não por outro veio mudando conforme o ser humano foi evoluíndo. Nem sempre foi igual.

No início vivíamos como qualquer outro animal selvagem. A sobrevivência era extremamente difícil, e toda a comida e água eram super preciosas. Sem intelecto desenvolvido, sem linguagem, sem qualquer ferramenta/objecto/máquina, sem roupas, sem nada, dependíamos inteiramente do nosso corpo e capacidades físicas para sobreviver. O homem mais forte tinha mais facilidade de sobreviver, pois tinha mais força para lutar, para se defender e para caçar (e assim ter comida). Nesta 1ª era da atracção (chamemos-lhe assim), sobrevivência era sem dúvida o mais importante. Logo é fácil perceber que a mulher iria sentir-se mais atraída pelo homem mais forte, que lhe trouxesse maior probabilidade de sobrevivência pois através da sua força física/tamanho podia protegê-la dos perigos da vida selvagem e caçar para lhe arranjar comida. Nesta era o corpo era praticamente tudo. Quanto mais saudável/bonito, grande e forte, melhor.

O homem grande e forte iria ter facilidade em ter mulher, o homem pequeno e fraco físicamente não teria qualquer hipótese.

Mas com o tempo o intelecto humano foi-se desenvolvendo. O homem desenvolveu a capacidade de raciocínio e pensamento lógico. Com esta extraordinária capacidade surgiu a liguagem/comunicação verbal/escrita, todo o tipo de ferramentas, armas, objectos e máquinas, casas, roupa, etc. A vida deixou de ser selvagem e passou a ser civilizada. O homem deixou de poder ser atacado por um animal selvagem a qualquer momento... comida e água passaram a haver em abundância nos supermercados. A sobrevivência tornou-se muito mais fácil. As actividades deixaram de ser apenas físicas, e surgiram 1001 actividades mentais/intelectuais. Surgiu o dinheiro. O homem comum deixou de precisar de caçar e de depender apenas do seu corpo para sobreviver e ter o que comer. Nesta era a força física e o tamanho passaram para 2º plano, pois em termos práticos deixaram de ser factores essenciais para a sobrevivência (não em todo o mundo claro, estou a falar das zonas mais desenvolvidas do globo).

Nesta 2ª era da atracção, é através do seu intelecto que o homem sobrevive. Estuda e arranja um trabalho/emprego para ganhar a vida. Quanto mais dinheiro tem, mais facilidade tem em sobreviver, viver e divertir-se. O intelecto do homem permite-lhe ganhar dinheiro, e o dinheiro permite-lhe ter acesso a todo o tipo de confortos/entretenimentos/luxos na vida. O intelecto do homem permite-lhe alcançar sucesso e fama, riqueza e poder. Permite-lhe comunicar eficazmente e entreter aqueles que o ouvem e vêem através de capacidades mais artísticas e criativas (imaginação).

Esta é a era não do corpo, mas da mente.

O homem inteligente atrai a mulher pois a sua inteligência permite-lhe mais facilmente arranjar emprego/dinheiro, sobreviver e resolver os problemas da vida.

O homem rico atrai a mulher pois a sua riqueza garante-lhe a sua sobrevivência, e dá-lhe acesso a todo o tipo de prazeres que aliviam ambos do sofrimento da vida e do seu vazio interior.

O homem famoso atrai a mulher pois ligada à sua fama está riqueza e tudo o que esta pode comprar. A sua fama traz à mulher validação e aprovação social “Eu sou desejada por um homem que é admirado pelas massas, logo eu tenho valor como mulher”.

O homem mais artístico atrai a mulher devido à sua imaginação e criatividade. Às suas ideias fora do normal, ao seu sentido de humor, às conversas interessantes, aos momentos únicos, à sua espontaneidade e carisma, à sua personalidade e estilo de vida diferentes da maioria. Ele atrai pois entretem, traz aventura e novidade, e faz a mulher sonhar e esquecer por momentos a vida normal e os seus problemas.

O homem grande e forte e/ou bonito continua a atrair mas já com muito menos poder. A atracção gerada pela força/beleza física é mais inicial e temporária, pois para a mulher nada se compara aos estímulos e emoções trazidas pelas capacidades da mente. A mente pode trazer grande variedade e quantidade de prazeres, e resolve com muito mais eficácia a questão da sobrevivência.

Mas... depois veio a 3ª era da atracção.

Esta 3ª era surge com o movimento feminista. Este movimento trouxe direitos que há já muito a mulher merecia, pois na verdade sempre teve e sempre terá o mesmo valor que o homem. Só que nem tudo foi positivo...

Masculinidade foi confundida com imaturidade e condenada. A mulher queixa-se (e com razão) dos abusos do homem, mas confunde a sua origem. O homem é rotulado de mau apenas por ser homem, o que está errado e nada tem a ver. Masculinidade é uma coisa, imaturidade (ou egocentrismo) é outra. Se a mulher ao longo da história foi tratada mal pelo homem de forma geral, não foi por este ser masculino e ser homem, foi por causa da sua imaturidade e egocentrismo (falta de consideração pela mulher). A partir do movimento feminista, dois fenómenos ocorrem:

1 – A mulher obtém direitos que sempre mereceu e já há muito devia ter. Surgem oportunidade de trabalho, a capacidade de ganhar a vida sozinha e consequente independência do homem. A mulher deixa então de precisar do homem para sobreviver e estar bem na vida.

2 – O homem, de forma geral, começa a reprimir a sua masculinidade (por ser erradamente criticado por ela) e torna-se mais feminino. A consequência é no mínimo cómica: a mulher continua a ser feminina mas por passar a poder praticar actividades masculinas, torna-se mais masculina também. Ou seja, desenvolve ambos os lados (como é suposto). Mas o homem, de uma forma geral, perde a sua masculinidade e apenas se torna mas feminino. O que acontece é que, para muitos homens e mulheres, deixa de haver atracção.

O homem deixa de se comportar como um homem, logo a mulher deixa de se sentir atraída. Surgem então os primeiros grandes desesperados da história! =D

Uma vez que a mulher já não precisa do homem para sobreviver e estar bem na vida, e este já não é masculino, apesar do homem se sentir atraído pela mulher e a desejar intimamente, ela não sente o mesmo por ele. Então o homem entra em modo de desesperado: tenta forçar a aceitação da mulher. Faz tudo e mais alguma coisa por ela, gasta rios de dinheiro em prendas, flores e jantares, bombardeia-a com elogios, faz todo o tipo de sacrifícios por ela, etc. Comporta-se como um super-bonzinho na tentativa de a convencer logicamente que ele é uma boa escolha. Só que a mulher (caso não seja carente/emocionalmente dependente ou oportunista/aproveitadora) não o aceita à mesma, pois não se sente atraída. Acha-o boa pessoa, gosta dele apenas como amigo. E o homem sente-se frustrado... apesar da sua boa intenção e de tudo o que fez por ela, ela parece ser ingrata, má, manipuladora, falsa, etc. Erro do homem. Atracção nada tem a ver com APENAS o que ele faz e tem, mas com COMO ele é como pessoa. Sem masculinidade não há atracção. Atracção é gerada naturalmente quando o homem é masculino e a mulher é feminina.

Esta é então a era da confusão amorosa. Aqui apenas os homens que se mantiveram masculinos tiveram facilidade em atrair uma mulher e ter uma relação amorosa ou encontros sexuais. Claro que ser masculino não garante nada por si só. Gera atracção, mas não garante a satisfação da mulher a um nível profundo pois o homem pode ser masculino mas pode também ser imaturo e egocêntrico, e mentir-lhe, tratá-la mal, desrespeitá-la, ser uma companhia nada estimulante, traí-la, etc.

Nos dias de hoje ainda há muito (e de que maneira) desta confusão amorosa: homens femininos a implorar à mulher bonita para esta o aceitar como namorado; homens masculinos imaturos a ter o seu prazer sexual mas a tratar mal a mulher; todas as mulheres com facilidade em ter uma imagem mais bonita e atraente, e consequentemente a obter mais opções de homens interessados (chegando a números incríveis), mas apesar de ter quantidade de opções não têm opções de qualidade. Ou seja, conhecem muitos homens, têm muitos homens interessados nelas a nível amoroso, mas ou são homens bonzinhos-femininos que as tratam bem mas não atraem sexualmente, ou são homens egocêntricos-masculinos que as atraem sexualmente mas que as tratam mal. As mulheres (de uma forma geral, pois ainda bem que há excepções) vivem então desiludidas com os homens e a sua vida amorosa, e sentem-se desmotivadas a ter seja o que for com um homem. Um homem é quase imediatamente associado a dor de cabeça (ou de dentes lol), a não ser que seja bonito/forte, rico, famoso, interessante, divertido ou masculino. Infelizmente, depois a mulher vem a descobrir que apesar destas qualidades, ela não se sente satisfeita a um nível profundo.

Entretanto as coisas “melhoraram”, com a 4ª grande era da atracção.

O homem, frustrado sexualmente e amorosamente, farto de ser rejeitado e sofrer, partiu em busca de uma solução. Ao começar a desvendar os mistérios do comportamento humano, descobriu que atracção são na verdade emoções. As qualidades do homem atraem a mulher não por si só, mas pelas emoções que causam nela. E estas emoções são provocadas pela percepção que a mulher tem do homem... logo se o homem fizer a mulher percepcionar que tem as típicas qualidades atraentes (mesmo que não as tenha), ela vai-se sentir atraída! Brutal! =D

Surge então toda uma legião de homens sexualmente frustrados e desesperados que aprendem a manipular/seduzir e a mentir às mulheres no timing certo para ter a sua validação/aprovação e as levar para a cama. E eles acreditam que este é mesmo o único caminho e solução para poderem ser aceites por uma mulher e ter o mínimo de satisfação na sua vida amorosa e sexual. Mas não é.

A consequência deste fenómeno da “vingança dos frustrados” é um tipo de envolvimento baseado em falsidade. O homem finge ser algo para ser aceite pela mulher. Se é “A” que atrai a mulher e o fará evitar ser rejeitado, então é “A” que ele fingirá ser. É o vale-tudo para “ganhar no jogo da sedução”. Aqui o homem quer ganhar e inferiorizar a mulher, colocá-la abaixo de si em termos de valor pois “fui rejeitado por ti durante anos apesar de ser bom para ti, mas agora eu sou o desejado e vais rastejar atrás de mim. Não faço nada por ti e vou contigo para a cama, e depois vou para a cama com a tua melhor amiga! Haha! E depois vou dominar o mundooooo!! E seeer o senhor do Universooooo!! Ha ha ha!! ” =D

Nesta era não há Amor, é tudo puro egocentrismo, falsidade e manipulação mascarados de “esperteza fixe”, “atitude evoluída”, “poder masculino” e “inteligência social”. A mulher percepciona o homem como sendo de determinada forma e tendo determinada intenção perante ela, mas nada mais é do que uma máscara/farsa social espertamente engendrada para a fazer sentir-se atraída/curiosa, para que o homem obtenha dela o que quer: validação social (“ela quere-me, sou desejado como homem”) e prazer sexual (“o meu orgasmo”). O homem decora comportamentos/reacções e sai de casa com conversas/respostas/perguntas pré-fabricadas para passar no maior número possível de situações diferentes a imagem de que tem valor e é uma boa escolha para a mulher. Para passar a imagem de “eu sou o maior”, “eu sou fixe”, “eu sou o campeão”, e forçar indirectamente a escolha da parte da mulher.

Este tipo de homem tem um medo atroz de ser rejeitado e não quer saber da mulher para nada. Ele só quer saber de si próprio e quer obter, obter, obter... e fará tudo para evitar ser rejeitado e passar uma imagem de fixe, “está tudo sob controlo”, superioridade social, etc. O seu alvo são sempre as mulheres mais bonitas (e que ele percepciona como mais difíceis, ou seja, egocêntricas), pois se ele conseguir ser aceite por essas, os elogios dos amigos e companheiros manipuladores serão maiores! =D

Ele vive obcecado com a imagem/ideia que os outros têm de si. Os outros têm de o percepcionar como o fixe, o esperto, o maior, o campeão, senão... bem, senão ou lhe cai um braço, ou se transforma num fósforo usado ou algo assim terrível do género ;)

Na verdade esta atitude egocêntrica/manipuladora de obcecada defesa/alimento do orgulho, apenas gera mais confusão amorosa no mundo. Pois como é óbvio, não são apenas os homens os mentirosos manipuladores e as mulheres os anjos bonzinhos vítimas. 85% da população humana, de uma forma ou de outra, vive a tentar defender e alimentar o seu orgulho, constantemente preocupada com a imagem/ideia que os outros têm de si. Isto gera toda uma série de comportamentos defensivos, jogos de poder, antipatias, atitudes de inferiorização que têm tudo a ver menos com Amor. As relações de hoje em dia são uma desgraça graças ao egocentrismo. O inimigo não está lá fora, não é o parceiro, não é o homem nem a mulher... é o nosso próprio ego e os seus impulsos.

Mas continuando, há sem dúvida um tipo de homem que leva a manipulação, a falsidade e a falta de consideração a um extremo, e intencionalmente para obter egocêntricamente a sua própria satisfação. Prazer imediato, validação emocional, gratificação a curto prazo, sim... mas nada de felicidade, amor ou verdadeira intimidade. Quantidade de resultados (temporários e superficiais = o vazio interior/insatisfação pessoal mantém-se e regressa logo a seguir) mas não qualidade de resultados (duradouros e profundos = há felicidade permanente antes, durante e depois).

Nesta era a mulher sente-se atraída pelo homem que parece mais fixe, mais esperto, mais superior, mais confiante, e que dá menos de si. Claro que este é um tipo de mulher, não são todas as mulheres. Este tipo de homem apenas atrai e consegue manter na sua vida o tipo de mulher que corresponde ao tipo de homem que ele é: mulheres que também são egocêntricas, que também fazem jogos de sedução e poder, que também manipulam, fingem e mentem (à sua maneira e com diferentes intensidades).

Numa era em que a beleza exterior/física da mulher é exageradamente glorificada (moda, música, cinema, televisão, entretenimento, etc) e completamente usada por tudo e por todos para vender produtos e serviços (tradução: fazer dinheiro), este tipo de homem (o homem comum) sente-se sem soluções e inferiorizado, logo ao seu ego/mente parece uma boa ideia manipular (lol) para conseguir ter algo com estas “deusas superiores da beleza”, custe o que custar. O homem tenta obter algo daquelas que para o seu ego tudo obtêm e têm injustamente. O que ele não sabe, o que não consgeue experienciar, é que apesar da beleza física, do sucesso material/riqueza, da fama/validação social, das festas e eventos, da quantidade de opções de homens interessados, estas belas mulheres também sentem um vazio interior, baixa auto-estima, insegurança, preocupação, também têm problemas, também se sentem perdidas... também sofrem. Superficialmente parece que tudo têm e são felizes, mas na verdade são tão infelizes a um nível profundo como o homem comum que as vê na TV, revistas ou internet. É tudo superficial, é tudo aparência, ilusão, percepção limitada, interpretação errada da realidade.

Mas felizmente há uma 5ª era... só que infelizmente ainda começou à muuuito pouco tempo.

O homem na sua busca por felicidade procura pela grande verdade das coisas. O verdadeiro porquê das coisas. E conforme vai aprendendo vai-se alinhando com a Verdade.

E então ele descobre que na verdade não precisa de ser nem grande, nem forte, nem bonito, apenas saudável.

Que não precisa de ter sucesso e ser rico, apenas de ganhar a vida e ter os confortos/seguranças principais.

Que não precisa de ser famoso ou um artista, apenas de saber comunicar e ser uma companhia estimulante e divertida.

Que não precisa de reprimir a sua masculinidade e ser apenas feminino, mas que pode (e deve) ser masculino e feminino, pois ambas as energias são necessárias na vida e com as mulheres.

Que não precisa de implorar para ser aceite como namorado, nem de bombardear a mulher com elogios e prendas, nem de fazer grandes sacrifícios por ela, mas sim apenas de a tratar bem, com respeito e consideração, e ajudá-la e servi-la como e quando puder. Elogios e prendas virão de vez em quando espontâneamente, pelo simples gosto e vontade de dar algo que simbolize e expresse a sua apreciação pela mulher, sem secretamente esperar receber algo a seguir em troca.

Que não precisa de manipular ou fazer jogos ou fingir seja o que for, mas apenas de ser sempre ele próprio, autêntico e sincero, e dizer sempre a verdade, pois essas atitudes egocêntricas apenas atraem mulheres egocêntricas com quem ele não pode ter a satisfação profunda que realmente deseja. E ele sabe que se for autêntico e sincero irá atrair naturalmente mulheres como ele, compatíveis com ele, também elas autênticas e sinceras, com as quais uma relação/ligação de facto estimulante e feliz é possível.

O homem descobre que para ser feliz na sua vida amorosa apenas precisa de Amar todas as mulheres, queiram elas conhecê-lo ou não, falar com ele ou não, sair com ele ou não, beijá-lo ou não, ter uma relação com ele ou não, ir para a cama com ele ou não. Pois ele descobre que a sensação interior de que sempre andou à procura com as mulheres era Amor, e que na verdade Amor não se obtém de nenhuma mulher, mas sim de si próprio através do alcance de um nível de consciência e forma de funcionar no mundo mais elevados, e não apenas com as mulheres. Ele descobre que aquilo que sempre desejou obter das mulheres apenas podia ser criado por ele próprio dentro dele próprio e oferecido a todas as mulheres sem excepção, e nunca obtido de uma mulher em específico.

Nesta 5ª era, deixa de haver quantidade de resultados e passa a haver qualidade de resultados, que é infinitamente mais satisfatório. Aqui o que atrai a mulher, ou pelo menos este tipo de mulher, é a vulnerabilidade, humildade, inocência, sinceridade, simplicidade, apreciação, dedicação, servidão e Amor do homem, juntamente com os clássicos sentido de humor, confiança e maturidade.

Tudo se resolve na nossa vida amorosa quando deixamos para trás a nossa obsessão com nós próprios, com o que obtemos/não obtemos, com o que nos acontece/não acontece, com a ideia/imagem que os outros têm de nós, e quando deixamos para trás os nossos impulsos de defesa/alimento do nosso orgulho.

Nesse momento passamos a ter capacidade de pensar nos outros e ter consideração por eles, pois não estamos apenas a dar atenção a nós próprios e à nossa satisfação pessoal/individual.

Enquanto andarmos a fazer jogos de sedução/poder, enquanto andarmos com um pé atrás em relação ao sexo oposto e aos seus avanços e demonstrações de interesse, enquanto nos fizermos de difíceis/desinteressados, enquanto estivermos preocupados a tentar fazer passar uma imagem de importantes, fixes, espertos, fortes, independentes, poderosos, superiores, etc, enquanto andarmos a julgar e a criticar e a odiar verbalmente e mentalmente os outros, enquanto não aceitarmos a nossa própria humanidade, falhas e defeitos para podermos aceitar os dos outros sem sentir raiva ou tristeza, enquanto escolhermos mentir em vez de dizer a verdade, enquanto apenas dermos com o desejo secreto de obter a seguir e evitarmos dar quando não recebemos, jamais haverá Amor na nossa vida e felicidade na nossa vida amorosa. Pois essas atitudes atraem o seu equivalente, ou seja, egocentrismo, medo, negatividade, desonestidade, jogos e carência atraem egocentrismo, medo, negatividade, desonestidade, jogos e carência.

“Faz aos outros o que gostarias que te fizessem a ti.”

Uns irão magoar-te à mesma, óptimo. Nesse momento saberás que te deves afastar deles e que não são a pessoa certa para ti. Mas se manteres essa atitude custe o que custar, é apenas uma questão de tempo até descobrires alguém que te irá tratar como realmente desejas, alguém que te irá Amar. Isto é impossível de fazer se o orgulho continuar a ser prioridade e não for deixado para trás. Se o medo de ser rejeitado e percepcionado como fraco, inferior, não-desejado, sem-valor, etc, for seguido e alimentado. Esta ilusão/limitação da mente/ego tem mesmo de ser deixada para trás e Coragem é o passo necessário para isso acontecer. Coragem é a única solução para se sair das limitações do ego humano das quais vêm todo o nosso sofrimento interior.

Se queres Amor, Ama. Começa por te Amar, aceitando todos dos teus defeitos e qualidades, todos os teus impulsos e emoções (positivas e negativas). Depois serás capaz de Amar (aceitar sem julgar/criticar/odiar) os outros. E finalmente irás descobrir (ou serás descoberto por) alguém que também Ama, que reconhece a tua energia e forma de ser íntegra, e que se sente atraída por ela pois a sabe apreciar.

Claro que o ego/mente vem sempre com o comentário: “Isso na teoria é tudo muito bonito mas na prática as coisas são diferentes...”

Sim, isto não é fácil de aplicar pois traz à superfície os nossos medos. Mas tudo isto resulta na prática se for correctamente compreendido e correctamente aplicado.

Muito mais poderia ter sido dito acerca das eras da atracção, e claro que em todas elas houve excepções. A intenção era apenas deixar um visão geral da história da atracção e dos verdadeiros porquês das pessoas se sentirem atraídas por uns e não por outros, e de se quererem relacionar com uns e não com outros.

Aceita-te e Ama-te tal como és, Aceita e Ama os outros tal como são. E depois serás Aceite e Amado como desejas,
- Pedro Constantino

Dúvidas:
CoolVibesClub@hotmail.com

"David Hawkins - Inner Song (Como Estar Feliz)"

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, parte 6"

Novo programa áudio do Cool Vibes no qual analiso em detalhe o filme "9 1/2 Weeks".

Temas:

* Atracção Natural e o Homem Naturalmente Atraente

* Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres

* Linguagem Corporal e Atitude

* Desenvolver Ligação e Intimidade

* Relações


Interessado? Clica no play! :)





Perguntas (sê breve, directo e específico):
CoolVibesClub@hotmail.com

Ama Todas As Mulheres,
Pedro Constantino

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

"Workshop Cool Vibes Lifestyle - Vem Descobrir Como Criar Uma Vida Extraordinária!"



“Quando o Pedro diz, nos seus anúncios, que no dia seguinte pensarás diferente, sentirás diferente e agirás diferente, ele não está a exagerar.”-- Hugo Roque, Aveiro

Workshop
Cool Vibes LIFESTYLE
Corpo * Mente * Emoções * Espírito
Vem Descobrir Como Criar Uma Vida Extraordinária!
(pede o PDF grátis para saberes mais sobre os temas da workshop e como te podes inscrever - envia agora um email para CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto "Workshop Lifestyle PDF")

23 de Janeiro
15h > 19h45
Lisboa
Aparthotel VIP Suítes do Marquês (Sala Europa)
INSCRIÇÕES LIMITADAS!


Depois deste workshop saberás como evoluir de uma forma simples e prática em todas as tuas 4 dimensões humanas (corpo, mente, emoções e espírito), para que possas lidar de uma forma saudável e eficaz com as surpresas da vida, e alcançar a satisfação interior, o sucesso, a realização pessoal e a Felicidade que mais desejas em qualquer área!


Temas:

* Princípios para desenvolver uma linguagem corporal mais saudável, que nos traga melhores emoções, interacções e relações!

* Como encher o corpo de energia e descontracção, para o trabalho e a diversão!

* Como ser uma pessoa mais positiva e optimista!

* Como definir e alcançar com sucesso o que se deseja na vida!

* Como usar o nosso potencial adormecido e ver-se livre de energia negativa!

* Como seleccionar eficazmente o que traz e mantém a nossa qualidade de vida!

* Como começar a transcender o Ego e assim ver-se livre das suas limitações e sofrimento!

* Como ter uma vida prática mais espiritual, na qual evoluímos e contribuimos mais facilmente, atraímos e criamos mais momentos extraordinários, e de facto somos Felizes!


AGORA é a altura certa para aprenderes e fazeres o que é necessário para seres Feliz. Começa 2010 com o que de facto te vai fazer desenvolver as capacidades e a consciência que vão mudar a tua vida de uma forma autêntica e permanente!


Até dia 23 de Janeiro, segue as tuas paixões!
- Pedro Constantino
Cool Vibes