quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

"Os 6 Tipos de Pessoas a Evitar"

Há 6 tipos de pessoas no mundo que deves evitar ao máximo.

Porquê?

Porque são 6 tipos de pessoas que vivem em constantes estados emocionais negativos, em energias negativas, que têm como origem o seu baixo nível de consciência. Estas pessoas conseguem facilmente destruir o que de Bom tens na vida, assim como conseguem facilmente impedir-te de evoluir e alcançar o que mais desejas.

Elas não fazem por mal, é apenas um processo de inconsciência e ignorância em relação à Realidade “exterior” e ao seu Interior Humano... seja como for, são uma presença negativa e prejudicial que deve ser evitada.

Nada podes fazer para as mudar ou ajudar, a sua única solução é elas próprias Acordarem e evoluirem, e tornarem-se numa presença mais positiva e consciente no mundo. Logo a única coisa que podes fazer, é ou evitar deixá-las entrar na tua vida, ou afastar-te delas assim que as detectes.

É assim que funciona o processo a que chamo de Selecção Consciente.

E se pensas que Selecção Consciente é apenas um “frio sistema de rejeição”, então na Verdade não fazes a mínima ideia do que é.

Para já, aqui fica uma breve descrição das principais características dos 6 tipos de pessoas que deves evitar:


O Pessimista

O pessimista - ou negativo - é aquele tipo de pessoa sem vida e sem motivação que está sempre a dizer que “isto não vai resultar”, e a relembrar-te de como as coisas podem correr catastróficamente mal. Ele vai-te expôr todas as razões lógicas para não tentares nada, para evitares fazer tudo o que não seja 1000% seguro. Ele mata a criatividade, a espontaneidade e a naturalidade de tudo. Vive num mundo minúsculo, de Medo, desmotivado, sem inspiração, atrás de gigantescas muralhas que rodeiam a sua zona de conforto. O pessimista vai-te sempre desmotivar e fazer-te sentir sem energia. O seu tema favorito de conversa é falar sobre o que está mal no mundo... para ele nada está bem ou é positivo. Ele arrasta-se pela vida como um zombie, sem energia, e com a sua atitude puxa os outros para baixo. Geralmente não tem sentido de humor, e não vai a festas (aliás, nem gosta desses ambientes e muitas vezes critica quem se gosta de divertir, quem diz piadas e se ri alegremente e livremente). Este tipo de pessoa é um “buraco negro ambulante sugador de energia humana”. Esta é a sua essência.


A Vítima

A vítima é aquele tipo de pessoa que se está sempre a queixar. É o campeão dos desabafos. Sabes aqueles “amigos” ou “amigas” que só te telefonam ou combinam sair contigo para te falar sobre os seus problemas? Ora aí tens... vítimas! =) São pessoas que não assumem a responsabilidade pela sua vida e emoções e pensam que é tudo resultado de uma causa exterior sob a qual não têm qualquer controle. Ou seja... a culpa é sempre dos outros, que são maus, egocêntricos e que os atacam “oh pobre de mim que sou tão inocente, não mereço isto e nada posso fazer” lol Este tipo de pessoa a evitar parece que está em busca de algum conselho ou ajuda para mudar a sua situação, mas na Verdade apenas quer de ti a tua atenção e energia. É um dos 4 tipos de “vampiros de energia”. Ele não quer saber das tuas eficazes soluções para nada... pois tu ouves essa pessoa (sim, e só ouves pois ela só quer falar não está interessada no que tens para dizer. Quer é ser ouvida – receber energia/atenção – e desabafar, para se sentir especial), lá consegues partilhar uma boa solução que de facto resolveria o “problema”, e passados dias essa mesma pessoa vem-te com a mesma conversa, ou com uma situação semelhante, que caso ela tivesse aplicado a tua solução tu sabes que era impossível aquilo acontecer outra vez. Conclusão: ela não aplicou nada... ela apenas quer a tua atenção como se fosse uma criança.


O Indiferente

Mais um “vampiro de energia”. A táctica deste é fingir não estar interessado, ou ignorar, ou dar desprezo, ou não dar algo, para que os outros andem atrás dele e ele assim obtenha a sua atenção para se sentir especial. É aquele “amigo” que nunca tem tempo para ajudar, ou para sair. Aquele tipo de pessoa que se faz constantemente de difícil. Na Verdade nada dá porque nada de especial tem para dar. A sua intenção é apenas obter a atenção e energia dos outros. Ele procura alcançar a conclusão lógica de “ele/ela gosta de mim/quere-me/deseja-me, sou o/a maior!”. Tu sugeres ou propões a saída ou actividade mais simples e normal, e eles recusam constantemente o convite. Por vezes nem sequer te respondem ou dão uma resposta clara. E quando tu te fartas (o que é a decisão certa lol) e te começas a afastar, e eles começam a deixar de sentir o teu interesse, então aí sim, vêm a correr atrás de ti para conseguir recuperar-te como fonte de atenção/validação/energia. E tu pensas que afinal eles gostam de ti, pois foram atenciosos na acção e nas palavras... mas é uma fachada. É uma armadilha emocional. Pois assim que voltas a dar atenção, eles voltam à atitude de indiferente. É aquele pessoal que pensa "agora não lhe vou dizer nada/enviar sms/telefonar para ver se ele vem atrás de mim/se me procura/se me diz algo".


O Interrogador

Este tipo de pessoa vai-te fazer perguntas, não porque está genuínamente curioso em relação a algo (ou a ti) e quer saber a resposta, mas porque busca por informação sobre ti e a tua vida na qual possa pegar e fazer-te sentir mal, errado, envergonhado, culpado, etc, em relação a ela. O objectivo é claro sentir-se superior a ti. A pergunta pode ser: “Tu gostas mesmo dessa música?”, e aquilo que tu não ouves, porque eles não dizem – mas pensam – é na Verdade: “Tu gostas mesmo dessa música? Grande estúpido!”. “O quê, tu curtes essas cenas de desenvolvimento humano? És muita deficiente!” Aqui no segundo exemplo ele não diz a 2ª parte... mas é isso que sente. É um sistema de interrogatório para te fazer sentir mal contigo próprio, para que ele se sinta bem com ele próprio, porque é superior a ti uma vez que não gosta “daquela música” ou de “desenvolvimento humano”, que são coisas altamente parvas e ridículas.

O Intimidador

Este é muito básico: simplesmente ameaça-te verbalmente (ou não-verbalmente), para que fiques com medo de fazer algo. Ele não quer que faças “X”... logo vai-te fazer perceber que se fizeres “X” vai haver uma consequência negativa, e vai ser ele a tratar disso. Seja bater-te, rejeitar-te, privar-te de algo, gritar contigo, tirar-te algo, etc.


O Manipulador

Este é o mais esperto dos 6. Ele faz tudo o que os outros 5 faz, e muito mais. Seja fingir ser algo que não é, seja mentir, seja o que for. Ele esconde a sua intenção (é um lobo mascarado de ovelha), para poder fazer-te baixares as tuas defesas, pensares que é segruoi deixá-lo entrar na tua vida e fazer parte dela, e depois, quando menos esperares, obtém de ti o que quer. Depois disso, uns ficam, pois vêem que és a longo prazo uma boa fonte daquilo que eles querem obter... e há outros que se vão embora assim que sacam de ti o que querem. Os exemplos mais fáceis de compreender são aqueles homens que enganam as mulheres, fazendo-as pensar que gostam delas e querem relação, apenas para as levarem para a cama e depois desaparecem... e aquelas mulheres que enganam homens ricos, fazendo-os pensar que se sentem atraídas por eles, apenas para depois lhes usar o dinheiro. Este é o pessoal dos jogos de poder, que jogam com as emoções e medos dos outros.


Todos estes 6 tipos de pessoas têm algo em comum. Elas tentam controlar os outros para obterem deles o que querem. Na sua essência todos querem a energia dos outros (seja em forma de atenção, elogios, dinheiro, sexo, favores, etc), pois vivem em energia negativa (falta de energia).

Agora prepara-te para a Realidade da situação:

Com estes 6 tipos de pessoas fiz uma breve e esboçada descrição de 85% da população humana. Apenas 15% da Humanidade actual é Íntegra, ou seja, vive através de energia positiva, Verdade e um certo nível de amor. Isto significa que, em cada 10 pessoas que conheces, apenas 1 ou 2 são Íntegras. O resto são lobos mascarados de ovelhas, vampiros de energia, controladores, “macacos”, que de uma forma ou de outra, em diferentes graus de intensidade, te vão manter em baixo (desmotivação para a vida, tristeza, depressão, baixa auto-estima, insegurança, etc), impedir de alcançar e ter o que desejas, impedir de evoluir, e destruir o que de Bom tens.

Então o que se faz?

Afastas-te destas pessoas. Cortas a ligação. Acabas a relação. Não interessa se é uma amizade de 20 anos ou um casamento de 30... continuar a estar com estas pessoas é como ir ferindo o teu corpo todos os dias e enfraquecendo-o. Jamais poderás ser Feliz estando rodeado deste tipo de pessoas. A sua energia constante e nível de consciência não o deixam, e chega a um ponto na tua evolução que se torna insuportável.

A mulher dos teus sonhos? Desaparece facilmente depois de conhecer os teus amigos não-íntegros, e a relação fica destruída para sempre.

Mais dinheiro e sucesso? Não chegam a acontecer, pois os teus amigos não-íntegros não o deixam acontecer e subtilmente te iriam sabotar. Eles não suportariam que estivesses melhor que eles na vida...

Mais saúde e alegria? Esquece... nem vale a pena explicar.

Para que o Íntegro possa fazer parte da tua vida tens de ter espaço para ele. E se essa espaço está a ser ocupado pelo Não-Íntegro, então o Íntegro não tem como entrar e ficar.

Podes estar agora a descobrir pela primeira vez na vida como realmente são as pessoas com quem passas mais tempo, e a chegar à conclusão:

“Mas são quase todos assim!” lol

85%, sim.

E também podes estar agora a sentir um certo desconforto com a ideia de te afastares, pois vês isso como uma rejeição fria, algo que se calhar até é desnecessário fazer, e que iria magoar e chatear pessoas que já fazem parte da tua vida há ,muito tempo. Pessoas essas que até te ajudaram em algumas ocasiões e com quem te divertiste.

E esse é o teu grande problema:

Não sabes dizer NÃO ao que não é saudável para ti e para o mundo. Tens de aprender a afastar-te e a recusar o que é não-íntegro.

Se eu te desse uma mação podre, escura, cheia de manhas pretas e larvas, e mal cheirosa, e te dissesse para a comeres, eu tenho quase a certeza de que tu NUNCA a comerias. Irias, de uma forma ou de outra, com menos ou mais calma ou simpatia, dizer-me que não. Irias sem hesitar recusar essa mação podre. Mas apesar de a reconheceres como podre, não a irias odiar. Simplesmente sabes que seria prejudicial para a tua saúde, e que te iria prejudicar físicamente e biologicamente. E tens toda a razão.

Comida estragada prejudica-te biologicamente.

Pessoas não-íntegras prejudicam-te emocionalmente e mentalmente. Prejudicam-te em termos de energia e nível de consciência.

É importante que aprendamos a recusar tudo o que não seja saudável.

Isto não significa rejeitar agressivamente alguém, ou odiar alguém, ou mandar algo à cara de alguém... significa apenas afastares-te gradualmente.

Estas pessoas são assim, não porque são más mas porque são inconscientes. É uma programação do ego humano... e elas estão presas nesse ciclo de energia e percepção. É apenas o seu nível de consciência. Deves ter compaixão por elas. Mas ter compaixão não é o mesmo que ter pena e ir dar atenção, e continuar a ter uma relação tóxica com elas. Ter compaixão não implica ter relação. Simplesmente compreendes a Verdade da situação, a Verdade em relação a elas, e em paz afastas-te. Sem ficares a pensar mal delas, sem as odiares, sem andares a falar mal delas cheio de raiva ou tristeza aos outros (porque aí serias uma vítima lol). E manter-te firme na tua decisão, mesmo que tenhas de passar algum tempo sozinho. Porque essa fase passa sempre... as pessoas íntegras descobrem-se sempre umas às outras e nunca estão sozinhas. O que acontece é que em vez de teres 20 ou 30 “amigos” não-íntegros, passas a ter uns 3 ou 6 íntegros. O que interessa não é a quantidade, mas a qualidade.

E como reconheces estes tipos de pessoas?

Para além da descrição que dei, há um outro aspecto importante:

Enquanto o nosso próprio pessimismo, vitimização, indiferença, interrogatório, intimidação e manipulação for inconsciente, vamos andar a fazer o mesmo que os outros sem nos apercebermos, e é impossível Ver que os outros também são assim. Enquanto não for consciente e transcendido, é invisível para nós e controla-nos. Há um trabalho interior de evolução a fazer, sempre.

“Não, mas eu não sou intimidador... nem pessimista!”

Este é o típico discurso de quem de facto é intimidador e pessimista. Só que não sabe, pois é inconsciente, e por isso invisível, à sua percepção.

Não tem mal nenhum, e por isso a melhor coisa a fazer, a “regra” que mais nos pode ajudar é partirmos do princípio que fazemos tudo o que os 6 tipos fazem. Só assim podemos ter a certeza de que estamos a tratar de tudo.

Mais uma vez, volto a repetir: sem meditação este trabalho é praticamente impossível. Se não consegues silenciar a tua mente, então não te consegues preencher da energia positiva que irá fazer contraste com estas 6 energias negativas. É através desse contraste, ou distância, que te irás aperceber dos impulsos inconscientes do ego, que antes eram invisíveis.

Para acabar o post:

Todos nós temos pelo menos 3 tipos de relações na vida: família, colegas e amigos.

Vou-te agora descrever qual é a melhor forma de aplicar a Selecção Consciente em cada um dos 3, pois como é óbvio nem todas as pessoas são possíveis de evitar para sempre, ou assim que queremos.


A Família:

Esta é a mais difícil de todas, pois a nossa família não são umas pessoas quaisquer. Mas se partimos do princípio que a nossa família gosta de nós e quer o melhor para nós, então sendo o melhor para nós companhias e presenças íntegras, temos a liberdade e o direito de escolher com quem passamos o nosso precioso tempo. Os familiares não-íntegros podem ir desde um avô, uma tia, um irmão, ou até a nossa mãe ou pai. Aquilo que fazes é simples: desligas-te e afastas-te um pouco, mas não totalmente. Tal como o Tony Robbins diz: “Escolhe os teus amigos, ama a tua família”. Portanto não precisas de uma atitude radical de deixar a tua família para trás. Simplesmente, em vez de te envolveres tanto com eles, passas a envolver-te menos. Falas menos com eles, procuras-os menos, aprofundas menos as conversas, não combinas programas, actividades ou saídas com eles, etc. Crias uma distância emocional deles. Apenas dos não-íntegros das energias negativas, claro. Respeitas-os sempre, ajudas sempre que puderes, mas não te envolves muito. Não mergulhes nas suas conversas e problemas. Não falas sobre tudo da tua vida. Cria uma vida à parte da tua família, pois a família é importante e faz parte da vida, mas é apenas parte da vida. Não é tudo. E se eles de facto gostarem de ti, vão-te dar essa liberdade, porque compreendem que há uma vida para além deles e que tens direito a ela. Não tens de andar sempre agarrado a eles, com eles, a contar tudo e a ouvir todos os seus problemas (como se fosses responsável por eles lol). Mas lembra-te disto: sê sempre simpático, respeita-os e ajuda-os sempre (no que de facto fizer sentido ajudar, claro).


Os Colegas:

Aqui a situação torna-se mais fácil. Por colegas falo daquelas pessoas que és obrigado a ver todos os dias no trabalho/emprego/escola/aulas. Aquelas pessoas cuja única forma de as deixar de ver é mudando de emprego ou de faculdade. Aqui o processo é o mesmo: cria uma distância emocional, não te envolvas. Não faças convites para sair nem tenhas longas e profundas conversas com eles nas quais partilham problemas e o curriculum vitae da vida lol Sê simpático, mas mantém uma ligação meramente casual. No caso do emprego, uma ligação profissional. As conversas são apenas sobre assuntos de trabalho e coisas para resolver/fazer no trabalho e nada mais. Não os deixes entrar na tua vida pessoal. Sê simpático mas não inicies conversas não-profissionais. Se tratares bem as pessoas, fores sorridente e simpático (e tudo isso for genuíno e não forçado ou falso) elas jamais se irão chatear contigo. Claro que as pessoas irão sempre dizer algo de ti ou a ti, mesmo que sejas a pessoa mais santa ou perfeita. Mas isso é irrelevante. Tu sabes qual é a tua intenção, logo não tens de te sentir culpado de nada. Nas aulas é o mesmo: conversas só sobre aulas, trabalhos, testes, etc. Nada de convidar para saídas, nada de envolvimento pessoal. Recusa convites. Mantém sempre o teu tempo ocupado com as pessoas íntegras e as não-íntegras nunca terão como entrar na tua vida.


Os Amigos:

Aqui é canja lol são pessoas com quem tens uma ligação, com quem vais ao café, com quem conversas, com quem te divertes, etc. A regra de escolha aqui não é o que fizeram por ti no passado, ou há quanto tempo os conheces. É se são íntegros ou não-íntegros. Tens de ser forte e acabar com o que tem de acabar. E o processo também é muito fácil: deixas de os procurar. Deixas de aceitar convites. Ocupa mais o teu tempo a fazer o que gostas e a estar com amigos íntegros. Esta é a “desculpa” perfeita para evitar estar com pessoas não-íntegras e recusar os seus convites: “Estou ocupado, mas obrigado pelo convite.” Vais-te afastando de uma forma genuínamente simpática, até que eles te deixam de procurar. É simples.

Portanto, isto não tem nada a ver com dizer às pessoas “Não prestas, por causa de XYZ, estou-me nas tintas para ti, não te falo mais, é uma (censurado) lol, etc. É um desligar emocional silencioso. É evitar o contexto em que terias de estar com essas pessoas, e/ou evitar o contexto de ligação/proximidade em que serias obrigado a aceitar convites dessas pessoas. Evitar o contexto em que faria sentido estar com essas pessoas e a ruptura teria de ser radical e agressiva. O que é desnecessário.

A intenção aqui não é discutir com as pessoas ou fazê-las sentir-se mal. É escolher conscientemente o caminho certo/saudável para a tua felicidade e evolução, e fazer o que é preciso fazer para lá chegares. Se queres felicidade na vida tens de escolher felicidade na vida. Essa tem de ser a prioridade. E tens de deixar para trás, tudo o que não tenha a ver com isso. É difícil mas é possível. Não podes deixar o medo impedir-te de fazer o que sabes que tem de ser feito.

Não é ao calhas que uns são felizes e outros não. Não é por algum tipo de injustiça divina lol é porque alguns dão o passo de Coragem para ser felizes, evoluem e alcançam esse estado de Ser. Enquanto que outros preferem ficar no seu mundo minúsculo de medos, carências, julgamentos, críticas, pessimismo e tooooooodos os outros tipos de energias negativas “artísticamente criadas” pelo ego/mente.

Felicidade é a recompensa dos Corajosos. Entre outras coisas, claro lol

Agora já sabes o que fazer, boa sorte! =)

Perguntas (sê específico, directo e breve):
CoolVibesClub@hotmail.com

Sê gentil com todas as formas de vida... incluíndo contigo próprio,
Pedro Constantino


PS: eu vou falar sobre Selecção Consciente na próxima workshop do Cool Vibes. Por isso se este tema te interessa, envia-me agora um email para CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Worshop LifeStyle – informações” e recebe grátis o pdf com tudo o que precisas de saber, e descobre como te podes inscrever.

5 comentários:

Anónimo disse...

conheço todos os tipos a evitar.. tenho tentado afastar-me da maioria mas quando são familia é mesmo mais complicado.. de qualquer forma a felicidade também é a minha escolha.. e há-de haver coragem!

até perceber o porquê custava mais, não entendia modos de ser e estar negativos e atitudes de mandar abaixo tudo e todos.. o coovibes ajudou a entender e prever comportamentos e agora tudo é mais fácil..

Anónimo disse...

Ótimo post, é bem verdade que não percebemos que escolhemos as pessoas erradas para conviver conosco e não percebemos que não são ´ntegros, pois estamos praticamente no mesmo nível de consciencia que elas. Se alguém não nos dissesse é bem capaz de que não percebêssemos.

João Vitor Campos dos Reis disse...

Deixar de lado todos os próximos é uma tarefa árdua, afinal chega a ser uma mudança de hábitos...

E pensar que conheço gente que considero bastante evoluida porém peca em julgar demais os outros. Não sei se é tipicamente brasileiro o costume de 'fofocar' - espalhar histórias, sejam verdadeiras ou falsas, pra todo mundo, mas se as perfis negativos se referem a uns 9 em cada 10 pessoas...

murilomesko disse...

otimo post irmao ai ate compartilhei no face!!! parabens

T'' disse...

- Obrigado, muito obrigado mesmo.. +.+