quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, parte 3"

Novo programa áudio do Cool Vibes no qual analiso em detalhe o filme "9 1/2 Weeks".

Temas:

* Atracção Natural e o Homem Naturalmente Atraente

* Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres

* Linguagem Corporal e Atitude

* Desenvolver Ligação e Intimidade

* Relações


Interessado? Clica no play! :)





Perguntas (sê breve, directo e específico):
CoolVibesClub@hotmail.com

Ama as Mulheres,
Pedro Constantino

sábado, 26 de dezembro de 2009

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, parte 2"

Novo programa áudio do Cool Vibes no qual analiso em detalhe o filme "9 1/2 Weeks".

Temas:

* Atracção Natural e o Homem Naturalmente Atraente

* Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres

* Linguagem Corporal e Atitude

* Desenvolver Ligação e Intimidade

* Relações


Interessado? Clica no play! :)





Perguntas (sê breve, directo e específico):
CoolVibesClub@hotmail.com

Ama as Mulheres,
Pedro Constantino

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção, parte 1"

Novo programa áudio do Cool Vibes no qual analiso em detalhe o filme "9 1/2 Weeks".

Temas:

* Atracção Natural e o Homem Naturalmente Atraente

* Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres

* Desenvolver Ligação e Intimidade

* Relações


Interessado? Clica no play! :)





Perguntas (sê breve, directo e específico):
CoolVibesClub@hotmail.com

Ama as Mulheres,
Pedro Constantino

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

"Os 6 Tipos de Pessoas a Evitar"

Há 6 tipos de pessoas no mundo que deves evitar ao máximo.

Porquê?

Porque são 6 tipos de pessoas que vivem em constantes estados emocionais negativos, em energias negativas, que têm como origem o seu baixo nível de consciência. Estas pessoas conseguem facilmente destruir o que de Bom tens na vida, assim como conseguem facilmente impedir-te de evoluir e alcançar o que mais desejas.

Elas não fazem por mal, é apenas um processo de inconsciência e ignorância em relação à Realidade “exterior” e ao seu Interior Humano... seja como for, são uma presença negativa e prejudicial que deve ser evitada.

Nada podes fazer para as mudar ou ajudar, a sua única solução é elas próprias Acordarem e evoluirem, e tornarem-se numa presença mais positiva e consciente no mundo. Logo a única coisa que podes fazer, é ou evitar deixá-las entrar na tua vida, ou afastar-te delas assim que as detectes.

É assim que funciona o processo a que chamo de Selecção Consciente.

E se pensas que Selecção Consciente é apenas um “frio sistema de rejeição”, então na Verdade não fazes a mínima ideia do que é.

Para já, aqui fica uma breve descrição das principais características dos 6 tipos de pessoas que deves evitar:


O Pessimista

O pessimista - ou negativo - é aquele tipo de pessoa sem vida e sem motivação que está sempre a dizer que “isto não vai resultar”, e a relembrar-te de como as coisas podem correr catastróficamente mal. Ele vai-te expôr todas as razões lógicas para não tentares nada, para evitares fazer tudo o que não seja 1000% seguro. Ele mata a criatividade, a espontaneidade e a naturalidade de tudo. Vive num mundo minúsculo, de Medo, desmotivado, sem inspiração, atrás de gigantescas muralhas que rodeiam a sua zona de conforto. O pessimista vai-te sempre desmotivar e fazer-te sentir sem energia. O seu tema favorito de conversa é falar sobre o que está mal no mundo... para ele nada está bem ou é positivo. Ele arrasta-se pela vida como um zombie, sem energia, e com a sua atitude puxa os outros para baixo. Geralmente não tem sentido de humor, e não vai a festas (aliás, nem gosta desses ambientes e muitas vezes critica quem se gosta de divertir, quem diz piadas e se ri alegremente e livremente). Este tipo de pessoa é um “buraco negro ambulante sugador de energia humana”. Esta é a sua essência.


A Vítima

A vítima é aquele tipo de pessoa que se está sempre a queixar. É o campeão dos desabafos. Sabes aqueles “amigos” ou “amigas” que só te telefonam ou combinam sair contigo para te falar sobre os seus problemas? Ora aí tens... vítimas! =) São pessoas que não assumem a responsabilidade pela sua vida e emoções e pensam que é tudo resultado de uma causa exterior sob a qual não têm qualquer controle. Ou seja... a culpa é sempre dos outros, que são maus, egocêntricos e que os atacam “oh pobre de mim que sou tão inocente, não mereço isto e nada posso fazer” lol Este tipo de pessoa a evitar parece que está em busca de algum conselho ou ajuda para mudar a sua situação, mas na Verdade apenas quer de ti a tua atenção e energia. É um dos 4 tipos de “vampiros de energia”. Ele não quer saber das tuas eficazes soluções para nada... pois tu ouves essa pessoa (sim, e só ouves pois ela só quer falar não está interessada no que tens para dizer. Quer é ser ouvida – receber energia/atenção – e desabafar, para se sentir especial), lá consegues partilhar uma boa solução que de facto resolveria o “problema”, e passados dias essa mesma pessoa vem-te com a mesma conversa, ou com uma situação semelhante, que caso ela tivesse aplicado a tua solução tu sabes que era impossível aquilo acontecer outra vez. Conclusão: ela não aplicou nada... ela apenas quer a tua atenção como se fosse uma criança.


O Indiferente

Mais um “vampiro de energia”. A táctica deste é fingir não estar interessado, ou ignorar, ou dar desprezo, ou não dar algo, para que os outros andem atrás dele e ele assim obtenha a sua atenção para se sentir especial. É aquele “amigo” que nunca tem tempo para ajudar, ou para sair. Aquele tipo de pessoa que se faz constantemente de difícil. Na Verdade nada dá porque nada de especial tem para dar. A sua intenção é apenas obter a atenção e energia dos outros. Ele procura alcançar a conclusão lógica de “ele/ela gosta de mim/quere-me/deseja-me, sou o/a maior!”. Tu sugeres ou propões a saída ou actividade mais simples e normal, e eles recusam constantemente o convite. Por vezes nem sequer te respondem ou dão uma resposta clara. E quando tu te fartas (o que é a decisão certa lol) e te começas a afastar, e eles começam a deixar de sentir o teu interesse, então aí sim, vêm a correr atrás de ti para conseguir recuperar-te como fonte de atenção/validação/energia. E tu pensas que afinal eles gostam de ti, pois foram atenciosos na acção e nas palavras... mas é uma fachada. É uma armadilha emocional. Pois assim que voltas a dar atenção, eles voltam à atitude de indiferente. É aquele pessoal que pensa "agora não lhe vou dizer nada/enviar sms/telefonar para ver se ele vem atrás de mim/se me procura/se me diz algo".


O Interrogador

Este tipo de pessoa vai-te fazer perguntas, não porque está genuínamente curioso em relação a algo (ou a ti) e quer saber a resposta, mas porque busca por informação sobre ti e a tua vida na qual possa pegar e fazer-te sentir mal, errado, envergonhado, culpado, etc, em relação a ela. O objectivo é claro sentir-se superior a ti. A pergunta pode ser: “Tu gostas mesmo dessa música?”, e aquilo que tu não ouves, porque eles não dizem – mas pensam – é na Verdade: “Tu gostas mesmo dessa música? Grande estúpido!”. “O quê, tu curtes essas cenas de desenvolvimento humano? És muita deficiente!” Aqui no segundo exemplo ele não diz a 2ª parte... mas é isso que sente. É um sistema de interrogatório para te fazer sentir mal contigo próprio, para que ele se sinta bem com ele próprio, porque é superior a ti uma vez que não gosta “daquela música” ou de “desenvolvimento humano”, que são coisas altamente parvas e ridículas.

O Intimidador

Este é muito básico: simplesmente ameaça-te verbalmente (ou não-verbalmente), para que fiques com medo de fazer algo. Ele não quer que faças “X”... logo vai-te fazer perceber que se fizeres “X” vai haver uma consequência negativa, e vai ser ele a tratar disso. Seja bater-te, rejeitar-te, privar-te de algo, gritar contigo, tirar-te algo, etc.


O Manipulador

Este é o mais esperto dos 6. Ele faz tudo o que os outros 5 faz, e muito mais. Seja fingir ser algo que não é, seja mentir, seja o que for. Ele esconde a sua intenção (é um lobo mascarado de ovelha), para poder fazer-te baixares as tuas defesas, pensares que é segruoi deixá-lo entrar na tua vida e fazer parte dela, e depois, quando menos esperares, obtém de ti o que quer. Depois disso, uns ficam, pois vêem que és a longo prazo uma boa fonte daquilo que eles querem obter... e há outros que se vão embora assim que sacam de ti o que querem. Os exemplos mais fáceis de compreender são aqueles homens que enganam as mulheres, fazendo-as pensar que gostam delas e querem relação, apenas para as levarem para a cama e depois desaparecem... e aquelas mulheres que enganam homens ricos, fazendo-os pensar que se sentem atraídas por eles, apenas para depois lhes usar o dinheiro. Este é o pessoal dos jogos de poder, que jogam com as emoções e medos dos outros.


Todos estes 6 tipos de pessoas têm algo em comum. Elas tentam controlar os outros para obterem deles o que querem. Na sua essência todos querem a energia dos outros (seja em forma de atenção, elogios, dinheiro, sexo, favores, etc), pois vivem em energia negativa (falta de energia).

Agora prepara-te para a Realidade da situação:

Com estes 6 tipos de pessoas fiz uma breve e esboçada descrição de 85% da população humana. Apenas 15% da Humanidade actual é Íntegra, ou seja, vive através de energia positiva, Verdade e um certo nível de amor. Isto significa que, em cada 10 pessoas que conheces, apenas 1 ou 2 são Íntegras. O resto são lobos mascarados de ovelhas, vampiros de energia, controladores, “macacos”, que de uma forma ou de outra, em diferentes graus de intensidade, te vão manter em baixo (desmotivação para a vida, tristeza, depressão, baixa auto-estima, insegurança, etc), impedir de alcançar e ter o que desejas, impedir de evoluir, e destruir o que de Bom tens.

Então o que se faz?

Afastas-te destas pessoas. Cortas a ligação. Acabas a relação. Não interessa se é uma amizade de 20 anos ou um casamento de 30... continuar a estar com estas pessoas é como ir ferindo o teu corpo todos os dias e enfraquecendo-o. Jamais poderás ser Feliz estando rodeado deste tipo de pessoas. A sua energia constante e nível de consciência não o deixam, e chega a um ponto na tua evolução que se torna insuportável.

A mulher dos teus sonhos? Desaparece facilmente depois de conhecer os teus amigos não-íntegros, e a relação fica destruída para sempre.

Mais dinheiro e sucesso? Não chegam a acontecer, pois os teus amigos não-íntegros não o deixam acontecer e subtilmente te iriam sabotar. Eles não suportariam que estivesses melhor que eles na vida...

Mais saúde e alegria? Esquece... nem vale a pena explicar.

Para que o Íntegro possa fazer parte da tua vida tens de ter espaço para ele. E se essa espaço está a ser ocupado pelo Não-Íntegro, então o Íntegro não tem como entrar e ficar.

Podes estar agora a descobrir pela primeira vez na vida como realmente são as pessoas com quem passas mais tempo, e a chegar à conclusão:

“Mas são quase todos assim!” lol

85%, sim.

E também podes estar agora a sentir um certo desconforto com a ideia de te afastares, pois vês isso como uma rejeição fria, algo que se calhar até é desnecessário fazer, e que iria magoar e chatear pessoas que já fazem parte da tua vida há ,muito tempo. Pessoas essas que até te ajudaram em algumas ocasiões e com quem te divertiste.

E esse é o teu grande problema:

Não sabes dizer NÃO ao que não é saudável para ti e para o mundo. Tens de aprender a afastar-te e a recusar o que é não-íntegro.

Se eu te desse uma mação podre, escura, cheia de manhas pretas e larvas, e mal cheirosa, e te dissesse para a comeres, eu tenho quase a certeza de que tu NUNCA a comerias. Irias, de uma forma ou de outra, com menos ou mais calma ou simpatia, dizer-me que não. Irias sem hesitar recusar essa mação podre. Mas apesar de a reconheceres como podre, não a irias odiar. Simplesmente sabes que seria prejudicial para a tua saúde, e que te iria prejudicar físicamente e biologicamente. E tens toda a razão.

Comida estragada prejudica-te biologicamente.

Pessoas não-íntegras prejudicam-te emocionalmente e mentalmente. Prejudicam-te em termos de energia e nível de consciência.

É importante que aprendamos a recusar tudo o que não seja saudável.

Isto não significa rejeitar agressivamente alguém, ou odiar alguém, ou mandar algo à cara de alguém... significa apenas afastares-te gradualmente.

Estas pessoas são assim, não porque são más mas porque são inconscientes. É uma programação do ego humano... e elas estão presas nesse ciclo de energia e percepção. É apenas o seu nível de consciência. Deves ter compaixão por elas. Mas ter compaixão não é o mesmo que ter pena e ir dar atenção, e continuar a ter uma relação tóxica com elas. Ter compaixão não implica ter relação. Simplesmente compreendes a Verdade da situação, a Verdade em relação a elas, e em paz afastas-te. Sem ficares a pensar mal delas, sem as odiares, sem andares a falar mal delas cheio de raiva ou tristeza aos outros (porque aí serias uma vítima lol). E manter-te firme na tua decisão, mesmo que tenhas de passar algum tempo sozinho. Porque essa fase passa sempre... as pessoas íntegras descobrem-se sempre umas às outras e nunca estão sozinhas. O que acontece é que em vez de teres 20 ou 30 “amigos” não-íntegros, passas a ter uns 3 ou 6 íntegros. O que interessa não é a quantidade, mas a qualidade.

E como reconheces estes tipos de pessoas?

Para além da descrição que dei, há um outro aspecto importante:

Enquanto o nosso próprio pessimismo, vitimização, indiferença, interrogatório, intimidação e manipulação for inconsciente, vamos andar a fazer o mesmo que os outros sem nos apercebermos, e é impossível Ver que os outros também são assim. Enquanto não for consciente e transcendido, é invisível para nós e controla-nos. Há um trabalho interior de evolução a fazer, sempre.

“Não, mas eu não sou intimidador... nem pessimista!”

Este é o típico discurso de quem de facto é intimidador e pessimista. Só que não sabe, pois é inconsciente, e por isso invisível, à sua percepção.

Não tem mal nenhum, e por isso a melhor coisa a fazer, a “regra” que mais nos pode ajudar é partirmos do princípio que fazemos tudo o que os 6 tipos fazem. Só assim podemos ter a certeza de que estamos a tratar de tudo.

Mais uma vez, volto a repetir: sem meditação este trabalho é praticamente impossível. Se não consegues silenciar a tua mente, então não te consegues preencher da energia positiva que irá fazer contraste com estas 6 energias negativas. É através desse contraste, ou distância, que te irás aperceber dos impulsos inconscientes do ego, que antes eram invisíveis.

Para acabar o post:

Todos nós temos pelo menos 3 tipos de relações na vida: família, colegas e amigos.

Vou-te agora descrever qual é a melhor forma de aplicar a Selecção Consciente em cada um dos 3, pois como é óbvio nem todas as pessoas são possíveis de evitar para sempre, ou assim que queremos.


A Família:

Esta é a mais difícil de todas, pois a nossa família não são umas pessoas quaisquer. Mas se partimos do princípio que a nossa família gosta de nós e quer o melhor para nós, então sendo o melhor para nós companhias e presenças íntegras, temos a liberdade e o direito de escolher com quem passamos o nosso precioso tempo. Os familiares não-íntegros podem ir desde um avô, uma tia, um irmão, ou até a nossa mãe ou pai. Aquilo que fazes é simples: desligas-te e afastas-te um pouco, mas não totalmente. Tal como o Tony Robbins diz: “Escolhe os teus amigos, ama a tua família”. Portanto não precisas de uma atitude radical de deixar a tua família para trás. Simplesmente, em vez de te envolveres tanto com eles, passas a envolver-te menos. Falas menos com eles, procuras-os menos, aprofundas menos as conversas, não combinas programas, actividades ou saídas com eles, etc. Crias uma distância emocional deles. Apenas dos não-íntegros das energias negativas, claro. Respeitas-os sempre, ajudas sempre que puderes, mas não te envolves muito. Não mergulhes nas suas conversas e problemas. Não falas sobre tudo da tua vida. Cria uma vida à parte da tua família, pois a família é importante e faz parte da vida, mas é apenas parte da vida. Não é tudo. E se eles de facto gostarem de ti, vão-te dar essa liberdade, porque compreendem que há uma vida para além deles e que tens direito a ela. Não tens de andar sempre agarrado a eles, com eles, a contar tudo e a ouvir todos os seus problemas (como se fosses responsável por eles lol). Mas lembra-te disto: sê sempre simpático, respeita-os e ajuda-os sempre (no que de facto fizer sentido ajudar, claro).


Os Colegas:

Aqui a situação torna-se mais fácil. Por colegas falo daquelas pessoas que és obrigado a ver todos os dias no trabalho/emprego/escola/aulas. Aquelas pessoas cuja única forma de as deixar de ver é mudando de emprego ou de faculdade. Aqui o processo é o mesmo: cria uma distância emocional, não te envolvas. Não faças convites para sair nem tenhas longas e profundas conversas com eles nas quais partilham problemas e o curriculum vitae da vida lol Sê simpático, mas mantém uma ligação meramente casual. No caso do emprego, uma ligação profissional. As conversas são apenas sobre assuntos de trabalho e coisas para resolver/fazer no trabalho e nada mais. Não os deixes entrar na tua vida pessoal. Sê simpático mas não inicies conversas não-profissionais. Se tratares bem as pessoas, fores sorridente e simpático (e tudo isso for genuíno e não forçado ou falso) elas jamais se irão chatear contigo. Claro que as pessoas irão sempre dizer algo de ti ou a ti, mesmo que sejas a pessoa mais santa ou perfeita. Mas isso é irrelevante. Tu sabes qual é a tua intenção, logo não tens de te sentir culpado de nada. Nas aulas é o mesmo: conversas só sobre aulas, trabalhos, testes, etc. Nada de convidar para saídas, nada de envolvimento pessoal. Recusa convites. Mantém sempre o teu tempo ocupado com as pessoas íntegras e as não-íntegras nunca terão como entrar na tua vida.


Os Amigos:

Aqui é canja lol são pessoas com quem tens uma ligação, com quem vais ao café, com quem conversas, com quem te divertes, etc. A regra de escolha aqui não é o que fizeram por ti no passado, ou há quanto tempo os conheces. É se são íntegros ou não-íntegros. Tens de ser forte e acabar com o que tem de acabar. E o processo também é muito fácil: deixas de os procurar. Deixas de aceitar convites. Ocupa mais o teu tempo a fazer o que gostas e a estar com amigos íntegros. Esta é a “desculpa” perfeita para evitar estar com pessoas não-íntegras e recusar os seus convites: “Estou ocupado, mas obrigado pelo convite.” Vais-te afastando de uma forma genuínamente simpática, até que eles te deixam de procurar. É simples.

Portanto, isto não tem nada a ver com dizer às pessoas “Não prestas, por causa de XYZ, estou-me nas tintas para ti, não te falo mais, é uma (censurado) lol, etc. É um desligar emocional silencioso. É evitar o contexto em que terias de estar com essas pessoas, e/ou evitar o contexto de ligação/proximidade em que serias obrigado a aceitar convites dessas pessoas. Evitar o contexto em que faria sentido estar com essas pessoas e a ruptura teria de ser radical e agressiva. O que é desnecessário.

A intenção aqui não é discutir com as pessoas ou fazê-las sentir-se mal. É escolher conscientemente o caminho certo/saudável para a tua felicidade e evolução, e fazer o que é preciso fazer para lá chegares. Se queres felicidade na vida tens de escolher felicidade na vida. Essa tem de ser a prioridade. E tens de deixar para trás, tudo o que não tenha a ver com isso. É difícil mas é possível. Não podes deixar o medo impedir-te de fazer o que sabes que tem de ser feito.

Não é ao calhas que uns são felizes e outros não. Não é por algum tipo de injustiça divina lol é porque alguns dão o passo de Coragem para ser felizes, evoluem e alcançam esse estado de Ser. Enquanto que outros preferem ficar no seu mundo minúsculo de medos, carências, julgamentos, críticas, pessimismo e tooooooodos os outros tipos de energias negativas “artísticamente criadas” pelo ego/mente.

Felicidade é a recompensa dos Corajosos. Entre outras coisas, claro lol

Agora já sabes o que fazer, boa sorte! =)

Perguntas (sê específico, directo e breve):
CoolVibesClub@hotmail.com

Sê gentil com todas as formas de vida... incluíndo contigo próprio,
Pedro Constantino


PS: eu vou falar sobre Selecção Consciente na próxima workshop do Cool Vibes. Por isso se este tema te interessa, envia-me agora um email para CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Worshop LifeStyle – informações” e recebe grátis o pdf com tudo o que precisas de saber, e descobre como te podes inscrever.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

"Como Escolher o Tipo Certo de Parceiro"


Há um tipo certo de parceiro?!

Sim, há um tipo certo de parceiro para ti. Que pode ser diferente do tipo certo para outras pessoas, uma vez que todos somos diferentes em algum aspecto, preferência, princípio, valor, prioridade, estilo de vida, nível de consciência, desenvolvimento pessoal, etc.

Uma das maiores queixas das pessoas em relação à sua vida amorosa é escolherem constantemente o tipo errado de parceiro. Isto é um facto pois grande parte das mensagens e perguntas que recebo são sobre isso: o tipo errado de parceiro.

Por tipo errado de parceiro quero dizer alguém que é muito negativo e pessimista.

Alguém sem vida ou motivação.

Alguém que mente, que é falso.

Alguém que manipula, trai e magoa.

Alguém que é muito carente e dependente e não dá espaço ao parceiro para viver e ser.

Alguém incompatível, etc.

E há mais tipos errados de parceiro, mas estes são os principais de que me lembro agora.

A solução para este fenómeno chama-se Selecção Consciente. E se esta conversa de Selecção Consciente te aborrece, então é um claro sinal de que precisas mesmo de aprender a escolher o tipo certo de parceiro. Mesmo que penses, ou acredites, que não.

Quando falo de Selecção Consciente, geralmente digo que se deve esperar 6 meses até ter algo físico e iniciar uma relação com a pessoa com quem se está a sair, para se poder perceber que tipo de pessoa ela realmente é. Estes 6 meses NÃO são uma regra ou lei. São uma sugestão para quem nunca teve uma verdadeira atitude selectiva e a pretende desenvolver.

Para se poder desenvolver algo é mesmo necessário dar-se prioridade a isso. Tens mesmo de perceber que NÃO há nada de errado em ter algo físico com alguém minutos depois de se conhecer essa pessoa. Mas se queres desenvolver uma verdadeira atitude selectiva, tens primeiro de por em 2º lugar o sexo/relação, viver uns tempos assim, e praticar o processo de Selecção Consciente. O evitar a parte física é apenas no contexto de desenvolver a verdadeira atitude selectiva, não é nenhuma regra ou lei para a vida em geral. Imagina que és um jogador de futebol e tens mesmo de treinar o passe. Só vais treinar o passe se passares muitas vezes a bola. Se continuares a apenas fintar, e depois logo se vê se surge a oportunidade de passar, nunca irás treinar nem desenvolver o passe.

Para podermos correctamente seleccionar conscientemente alguém, temos primeiro de saber olhar para dentro de nós e seleccionar conscientemente o que nos interessa e deixar para trás o que não interessa.

Sejam crenças, hábitos, certas emoções, certos defeitos...

Porque selecção consciente não é selecção mental. Não é uma análise robótica-lógica-racional de alguém. É Consciente... a mente não entra no processo. Apenas fornece a conclusão e interpretação final dos sinais silenciosos da Consciência.

Se não estás a perceber não faz mal, eu vou explicar isto melhor passo-a-passo.

Primeiro de tudo: há uma “regra” que é igual para todos em termos de Selecção Consciente. E essa “regra” chama-se: Busca por Integridade, afasta-te da Não-Integridade. Integridade pode ser simplificada e explicada como sendo a forma de funcionar através da Verdade e de boa intenção, tendo o outro em consideração. Engloba claro coisas como a Honestidade, a Autenticidade, o Amor, a Contribuição, a Coragem, etc.

Logo, pessoas que mentem não são íntegras.

Pessoas que são falsas, não são íntegras.

Pessoas que fazem jogos e manipulam, não são íntegras.

Pessoas que só querem obter algo dos outros e agem por interesse próprio, não são íntegras.

Pessoas que vivem através de Medo, não são íntegras.

Pessoas que só desabafam, são pessimistas e fazem-se de vítima, não são íntegras.

Pessoas que cobram atenção e favores, não são íntegras.

A falta de Verdade tanto existe na sua vida exterior, como na interior. Tanto na forma como falam e funcionam com os outros, como na forma como falam e funcionam consigo próprias.

É por isso que para se ser capaz de detectar com sucesso as pessoas não-íntegras, é necessário primeiro aprendermos a detectar a nossa própria falta de Integridade. Todos temos uma percentagem de falta de Integridade, é assim que o ego/mente funciona. E o caminho para mudarmos isso é Auto-Honestidade. É sermos honestos com nós próprios e admitir-mos a nós, e aos outros, os nossos defeitos, erros, falhas e onde sinceramente somos uma desgraça (zero à esquerda) e precisamos de melhorar.

Essa atitude vai automaticamente fazer desenvolver em nós um certo nível de Integridade. Uma vez com um nível básico de Integridade, iremos ser capazes de automaticamente identificar nos outros a existência ou falta de Integridade.

As pessoas não íntegras têm o hábito de negar os seus defeitos e asneiras por uma questão de orgulho. É o desporto favorito do ego/nível de consciência da mente. Eles também vão tentar obter a tua atenção, simpatia, energia, etc. São duas atitudes que se expressam da mesma forma... não superficialmente, mas energéticamente. Quando tu lidas com essa energia em ti através da Auto-Honestidade, desenvolves a maravilhosa capacidade de perceber quando os outros não o estão a fazer. Logo, no momento. Eles podem estar com a conversa mais inteligente e planeada, e tu SENTES a energia “manhosa” não íntegra neles a funcionar... porque sabes como é Ser sem essa energia.

Passas a ter uma “distância” suficiente dessa forma de funcionar (pois já saíste dela o suficiente) para reconheceres automaticamente quando alguém lá está. E a mente nem sequer entra no processo. É o Silêncio da Consciência que te diz tudo.

Quando és Íntegro sabes reconhecer a falta de Integridade nos outros.

Sentes a energia da mentira, da negação, da omição, da manipulação, etc... que nada mais são do que variantes da energia do Medo... que por sua vez é o oposto do Amor.

É tudo um sistema do ego para evitar ser rejeitado e ferir o seu orgulho. Ele tem tanto meeeeeeeeeeeeedooooooooooo de ser rejeitado e de ferir o seu orgulho que é capaz de mentir ao melhor amigo, trair a namorada, roubar, matar, violar, etc só para parecer o maior aos olhos dos outros e obter a sua validação e admiração. Ele quer destacar-se, a bem ou a mal. E não há nada de mau nisso... é suposto ele ser assim. Todos o temos em nós, esse impulso de brilhar para que os outros gostem de nós. Mas quanto mais Íntegros somos, menos ele nos controla e controla a nossa vida. Devemos Amar o nosso Ego pois ele faz aquilo que é suposto fazer, e não é nada fácil.

Só que o querer brilhar, ser o grande sedutor, o maior, o campeão, etc, faz com que ele entre em jogos e processos de negação e manipulação para poder proteger o seu orgulho. Isto faz com que ele viva uma vida de ilusão... uma semi-fantasia, em constantes conflitos interiores, e com um constante ruído e conversa na mente.

Nada disso é Amor. Amor é Silêncio, ambos são a mesma coisa. Amor, Silêncio, Consciência, Integridade.

As pessoas deixam entrar e ficar na sua vida parceiros ou amigos não íntegros pois não tratam da sua falta de Integridade interior. Por não o fazerem, depois não têm capacidade para perceber quando alguém não é íntegro, pois não sabem o que é ser íntegro. Não têm a “distância” para Ver. Para sentir a energia subtil da negação, da desonestidade, da manipulação. Estão mergulhados no mesmo lago.

Só conseguimos manter na nossa vida aquilo que somos.

Se não somos interessantes (ou seja, se não temos interesses na vida, actividades ou temas que adoramos), até podemos conhecer uma pessoa interessante e ter uma primeira conversa ou saída agradável, mas com o tempo a ligação vai-se desfazendo pois não temos essa capacidade em nós para manter essa pessoa na nossa vida. Simplesmente pois connosco ela não pode experienciar o que mais gosta: conversas interessantes e experiências variadas.

Se queres um alto nível de satisfação na vida Selecção Consciente é uma “ferramenta” – mais uma forma de Ser – imprescindível.

Se calhar, tal como eu, terás de te afastar de 90% dos teus amigos actuais. Quando não se sabe reconhecer Integridade, é como deixar a porta aberta: entram todo o tipo de moscas. Quando começas a fazer um trabalho interior de Auto-Honestidade, começas logo a perceber quando alguém não é íntegro pois Vês neles aquilo que costumavas fazer quando eras assim. Tu sentes o bloqueio de Medo neles que te fazia negar, mentir, evitar, omitir, esconder, manipular, etc. Que te fazia arranjar justificações espertas para esconder a Verdade sobre ti, de forma a não seres criticado, julgado, gozado, rejeitado pelos outros e sentir o teu orgulho/ego ferido.

Como é belo o nível de consciência da mente =)

É extraordinária a ginástica racional e verbal que ela faz para parecer a maior e evitar ferir o seu orgulho... é hilariante! Lol

Não há mal nenhum em viver neste nível, mas há uma consequência. E essa consequência é o sofrimento de que todos se queixam. A frustração e infelicidade interior. O tipo errado de parceiro que insiste em regressar.

Nós somos os criadores da nossa vida.

Logo nós somos os criadores do nosso Inferno. O que é óptimo pois isso quer dizer que também somos os criadores do nosso Paraíso. Quer dizer que depende de nós, que há algo que podemos fazer para lá chegar.

A questão é: queres mesmo lá chegar?

Não é fácil nem rápido. Exige Coragem e Humildade. Temos de reconhecer que no fundo estamos tão marados como o resto do mundo, e precisamos de tratar disso. Temos que deixar as nossas opiniões e seguir a Verdade. Deixar de ser prisioneiros da mente/ego, passar a Amá-la e direccioná-la de uma forma saudável e consciente. Usá-la em vez de sermos usados por ela.

Selecção Consciente tem de ser uma prioridade na tua vida... faz parte do caminho de verdadeira transformação. Podes não o compreender agora, mas irás depois de o começar a percorrer e experienciar a diferença no tipo de pessoas e momentos que se manifestam e surgem na tua vida.

Selecção Consciente na sua essência é dizer sim à Integridade e dizer não ao tipo de energias e nível de consciência que criam todo o sofrimento no mundo que preferias que não existisse.

Se Integridade (que é o mesmo que Amor) não for o nº1 da lista, não há como lá chegar. Isso nunca acontece por acaso... no dia-a-dia estás rodeado de todo o tipo de informação, conversas, pessoas, crenças, dicas, formas de funcionar que são o oposto disso... logo para lá se chegar tem-se de dizer NÃO a isso tudo, e focar-se apenas naquilo que se deseja e que é importante para o mundo.

Pobre do macaco que acredita que truques, comportamentos decorados, esquemas de manipulção e comunicação esperta para parecer o maior são alguma coisa de especial e revelam qualidade... se ele soubesse o pateta que tudo isso é morreria de vergonha. Mas depois, é por isso mesmo que ele não o consegue admitir a si próprio. Ele cria o seu Inferno pessoal por opção. Pois ele escolhe Medo em vez de Amor.

Ele esconde e nega o pior/menos fixe em si com Medo de ser rejeitado e ferir o seu orgulho... quando a única forma de Coragem que existe é a total Vulnerabilidade. É um macaco a mascarar-se de tartaruga ninja... a sua vida é um carnaval constante. É o retirar a máscara e ser vulnerável, levar com as balas do mundo que o torna extraordinário e admirado. A Verdadeira Coragem. Aquele que admite “eu sou um pateta nisto, mas eu vou mudar... ou morrer a tentar”. É admitir que se tem medo, que se tem vergonha, que não se é bom em “X”, que de facto até se é um zero à esquerda em “X”...

Aquele que se mantém no campo de batalha, disposto a morrer por algo mais Elevado que si próprio, mesmo sabendo que pode ser o seu fim... esse sim, é o “maior”. O macaco é aquele que se esconde vestido das cores do inimigo para evitar morrer... julgando a sua esperteza ser alguma coisa de especial. Esperteza é apenas o escudo do Medo. O esquema mental para evitar ferir o orgulho... o “meu” orgulho. Eu, eu ,eu. É completamente egocêntrico. A mente domina completamente, e o homem é uma mera marioneta.

Não se luta nem mata por Amor. Essa é a atitude do Medo.

Por Amor morre-se. Leva-se com as balas e as flechas. Está-se com os 300 até ao fim contra os 250.000. Admiti-se o erro, a falha, o defeito. É-se autêntico. Diz-se a Verdade. Mesmo que doa. Mesmo que isso signifique ser-se rejeitado. Para o Amor poder nascer, o orgulho tem de morrer. O reinado da mente e do ego tem de acabar. E esse reinado também só acaba quando a mente e o ego forem Amados por ti próprio. O teu ego e mente, e o ego e mente de todos os outros que observas no mundo.

Sê Honesto contigo próprio. Sê Gentil com a tua mente e ego. Sê Vulnerável em tudo. Sê o Guerreiro Corajoso que inspira o mundo e deixa o seu orgulho morrer por Amor.

Daí eu posso parecer uma grande coisa, mas não sou. Eu sou imperfeito como todos os outros. Ser o criador do Cool Vibes e mudar vidas não vem de ser o maior... vem de admitir não o ser. Há várias coisas em mim e na minha vida que precisam mesmo de melhorar. Sim, em várias importantes para mim eu estou muito bem e sinto-me extraordináriamente satisfeito. Mas noutras é uma desgraça. É ridículo, é patético, é motivo para rir. E tenho mesmo de fazer alguma coisa em relação a esses aspectos interiores e exteriores.

A diferença entre mim e os outros, o que me faz poder mudar vidas e ter este projecto, é que eu não me escondo atrás de escudos ou esperteza. Eu aceito e admito imediatamente o que falha em mim e na minha vida, admito e aceito que estava errado... e começo a fazer algo em relação a isso. E então vou andando em frente, aos poucos.

Este ano teve fases extraordinárias... um sonho tornado realidade. Tu não acreditarias se eu te contasse as minhas aventuras. Mas foi também o ano mais difícil. Mesmo difícil. Trouxe-me medo, stress, incerteza, tristeza, dúvida, ansiedade... fez-me mergulhar no Inferno e queimou-me nas suas chamas. O desafio foi mais elevado do que eu alguma vez imaginei ser possível depois daquilo que tinha alcançado. Fez-me pôr a mexer novamente como se eu nada soubesse. Como se fosse 2003 outra vez... mas a outro nível, de uma forma diferente. O resultado foi que mesmo chamuscado recuperei. Quanto maior o desafio, quanto mais difícil... maior será o teu salto também.

E depois da fase complicada ter acabado, veio a loucura total! Eu estava a viver um sonho... pensava que estava tudo bem. E em muitos aspectos estava, e a um nível extraordinário! Mas naquilo que era mais importante para mim... vim a descobrir que afinal não estava. E isso dói muito. A flecha tinha-se enterrado no sítio mais sensível.

Eu sou humano como todos os outros... e fiquei mesmo muito triste e magoado. Só que eu já não era o Pedro de 2003. Este Pedro, apesar de imperfeito, através de muito sacrifício já tinha aprendido ao longo destes quase 6 anos o que era Coragem. A caminhar sozinho pela escuridão e pelo nevoeiro denso sem ter a certeza de ía na direcção certa. A olhar o Medo nos olhos e a sair do buraco mesmo sentindo a dor. A erguer-se ainda com a flecha espetada no corpo, onde era mais sensível. Desta vez eu estava pronto... não por ser o maior, mas por saber ser vulnerável e honesto comigo próprio.

A batalha da evolução continua, mas para passar ao próximo nível eu percebi que tinha mesmo de levar o “sem escudo e sem esperteza” ao extremo. E então larguei a espada e o helmo, e ergui os braços. Decidi Amar Incondicionalmente o “inimigo”, a deixá-lo acertar em mim com as flechas que quiser... e estou a seguir um novo caminho para poder alcançar o que realmente desejo. Porque admiti a mim próprio que afinal era um zero e tinha muito a aprender em relação a algo que pensava já estar desenvolvido a um nível saudável.

Estamos sempre a aprender, e vamos evoluir se deixarmos o orgulho de lado. Custa muito porque dói muito. Mas a recompensa é infinita. Chama-se Amor... e na Verdade nada mais importa. E quando descobrires isso, e experienciares isso, e sentires isso... TUDO na tua vida irá transformar-se de tal forma que qualquer sonho que tenhas ou filme que vejas serão aborrecidos e chatos. É Verdadeira Magia em tempo real.

Eu sei que não expliquei exactamente o que me aconteceu. Nem vou explicar. Isso só partilho com as pessoas que de facto fazem parte da minha vida e são especiais para mim.

A metáfora e a lição é o que deve importar para ti. Tem cuidado com aqueles que querem que tu aches que eles sao os maiores... o guru... o campeão... o sedutor implacável. Esses apenas têm medo de ferir o seu orgulho e na Verdade não querem saber de ti para nada. O ego só quer saber da sua sobrevivência pois é para isso que ele existe... ele não tem capacidade para Amar. A capacidade de Amar é uma espécie de “UpGrade” que temos de fazer a nós próprios. A condição natural em que nascemos só por si não chega... a consciência tem mesmo de ser desenvolvida. Tem mesmo de haver um caminho espiritual e muita meditação, uma verdadeira e permanente transcendência do ego ou nada feito.

Vais ser o guerreiro ou o macaco?

Vulnerabilidade ou Esperteza?

Amor ou Medo?

Coragem ou Escudo?

Integridade ou Não-Integridade?

Agora já sabes que através de Selecção Consciente podes chegar onde realmente desejas chegar. O benefício com ‘b’ pequeno é que passas a rodear-te com pessoas que de facto gostam de ti, com quem de facto podes contar e em quem podes confiar. O que é a base das grandes e verdadeiras amizades e relações amorosas.

O Benefício com ´B´grande é que irá fazer-te desenvolver a tua Consciência, fazer evoluir interiormente, tornar Íntegro, trazer ao mundo o que mais lhe falta e facilitar o caminho aos outros... e saberás finalmente o que de facto é Amor.

Selecção Consciente não é tudo... mas é um excelente início. E tu tens de começar por algum lado.

Perguntas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Segue as tuas paixões,

Pedro Constantino

PS: eu vou falar sobre Selecção Consciente na próxima workshop do Cool Vibes. Por isso se este tema te interessa, envia-me agora um email para
CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Worshop LifeStyle – informações” e recebe grátis o pdf com tudo o que precisas de saber, e descobre como te podes inscrever.




"9 1/2 Weeks - Segredos da Atracção" Novo Programa Áudio!!


:: NOVO PROGRAMA ÁUDIO DO COOL VIBES! ::
O filme "9 1/2 Weeks", com Mickey Rourke e Kim Basinger mudou a minha vida amorosa.
Para além de ser uma grande inspiração, contém muitas lições importantes em termos de atracção, (conhecer) mulheres, relações, intimidade, sexualidade, romance, etc.
É sem dúvida o melhor filme de todos os tempos para aprender a criar uma relação amorosa extraordinária. E principalmente para ser um homem naturalmente atraente para as mulheres.
Mas nem tudo neste filme é perfeito ou útil... e por isso eu decidi criar um programa áudio no qual explico cena a cena, o que de facto é importante e valioso sobre o tema da atracção e relação com o sexo oposto.
O que se passou foi isto:
Regressei à Base Secreta do Cool Vibes com o meu grande amigo, pusemos o filme a dar, e conforme as coisas íam acontecendo e surgindo no filme, fomos comentando e explicando porque algo resultou, porque algo não resultou, o que estava certo e errado, etc.
Em termos de atracção, este é muito provavelmente o áudio da tua vida!
Garantido.
Se ainda não viste este filme... VÊ!!!
Para saberes quando vou lançar este programa áudio de 90 minutos, junta-te à comunidade online do Cool Vibes em http://coolvibes.ning.com/ e sempre que lançar uma das 10 partes serás avisado por mensagem.
Vem descobrir como criar a aventura romântica dos teus sonhos,
Pedro Constantino
Trailer do Filme "9 1/2 Weeks":





sábado, 5 de dezembro de 2009

"Como Ser Fiel Numa Relação Íntima, Namoro ou Casamento"

"Como Ser Fiel Numa Relação Íntima, Namoro ou Casamento"



Portanto, estás numa relação íntima e queres ter a certeza que não tomas nenhuma decisão precipitada, ou escolha inconsciente, ou que não tens um comportamento imaturo e não-íntegro que vá magoar a pessoa que Amas, e destruir a relação, ligação e intimidade que ambos têm.

Como é que se faz isso? Como é que se garante que isso NUNCA irá acontecer?

Será possível garantir isso...?

Claro que é.

Hoje vou partilhar contigo um pequeno, mas poderoso (e difícil de engolir) guia que, se o seguires, irá tornar impossível o acto de traição (ou adultério).

A traição não surge por maldade. É um sinal de baixo nível de consciência, de falta de Amor na pessoa, mas nunca é por maldade. É uma decisão inconsciente. A pessoa é controlada pela emoção do momento e nada consegue fazer. O ego (mente/corpo) é quem controla e a pessoa sofre com isso.

Quantas histórias não ouviste já de pessoas que traem e ficam super arrependidas depois? Esse arrependimento não é falso, e é altamente doloroso. A minha intenção é reduzir o sofrimento humano, e desenvolver a qualidade da Integridade é sem dúvida um dos caminhos mais directos para isso acontecer.

Ler este post não vai tornar ninguém Íntegro instantaneamente (era bom era...), mas se fizeres o que nele partilho e sugiro, vais começar a desenvolver Integridade. O que é sempre bom para o mundo ;)

Primeira lição do post:

Tem compaixão por todos aqueles que traem, pois o que fazem vem de sofrimento, e o que fazem traz-lhes ainda mais sofrimento. De uma forma directa ou indirecta. Isto acontece sempre, mesmo que eles não o expressem e pareçam indiferentes ao facto de terem acabado de trair e magoar alguém.

Nota: isto não fará sentido nenhum para ti a não ser que medites. Só meditando te tornas capaz de sentir o sofrimento dos outros, e a falta de energia de Amor e Integridade nos outros.

Agora bora lá passar directamente ao tema da traição.

Quando falo em traição estou a falar em ter sexo com outra pessoa que não a pessoa com quem se está numa relação íntima.

Se se está numa relação com a pessoa (A), então traí-la significa ter algo físico/sexual com a pessoa (B).

Pode-te parecer ridículo eu estar a explicar isto assim, algo tão básico, mas acredita que o ego humano não deixa esta informação entrar naturalmente. Ele nega estas coisas para se defender... e eu tenho de explicar o mais básico, da forma mais simples, para o “macaco” que vive em todos nós conseguir ir aceitando os conceitos e as ideias que o vão de facto ajudar a livrar-se do sofrimento. Sim, isto não é nada fácil. Mas para mim é divertido ;)

Um nível mais subtil (e difícil de engolir para o ego) de traição é o flirt. Exemplo: a pessoa (A) está numa relação íntima com a pessoa (B), mas anda a sair com a pessoa (C) – e se calhar também com a pessoa (D) e a pessoa (E) - por quem se sente atraída, com quem se comporta como se fosse solteira, com quem anda a ver se dá em algo físico (beijo ou sexo), e com quem está aberta a ter algo físico.

Qual dos dois tipos de traição é o pior?

Os dois.

Apesar da segunda situação parecer inofensiva pois não está a acontecer nada de físico/sexual, a atitude é uma completa falta de compaixão, consideração e respeito pela pessoa com quem se está numa relação. A pessoa a quem se disse “Eu gosto de ti”, “És especial para mim”, “Adoro-te”, “Amo-te”, etc. É vergonhoso e completamente imaturo. Isto para além de ser completamente inútil para o mundo.

Eu chamo as coisas pelo nome para acordar as pessoas. Partilhar a Verdade e servir o mundo é infinitamente mais importante do que não chatear, ou não criar desconfortos, em alguns egos.

Mas repara que eu estou a falar do acto de traição, e não do traidor em si. É o acto de traição que é vergonhoso e completamente imaturo e inútil para o mundo. Eu tenho total compaixão por quem trai, pois trai sempre por sofrimento, e eu sinto isso.

Depois há uma mentalidade mesmo “engraçada” que é: “Se eu trair mas ela/ele não souber, então não faz mal”. Esta é tão “espectacular” que nem é preciso comentar ou explicar... (espero eu).

Agora talvez estejas a pensar:

“Mas ele está mesmo revoltado com esta história das traições... deve ter sido traído de certeza”.

Eu nunca fui traído numa relação, nem nunca traí numa relação. O que me custa é sentir o sofrimento de quem é traído e de quem trai. É uma energia que não aprecio e que tenho como intenção substituir por Integridade.

“Hã?! Nunca traiu nem foi traído?! Mas como é que isso é possível?? Será que ele tem algum super-poder? Será que é de outro planeta??”

Eu falo vezes sem conta em meditar e estudar sabedoria espiritual... falo vezes sem conta em selecção consciente... vezes sem conta em detectar a existência ou ausência de Integridade nos outros e afastar-se de quem não a tem... mas ainda há pessoas que resistem a estes conceitos e apenas querem saber o que dizer para conversar com a mulher, e uns truques de linguagem corporal. Não há nada de errado nisso, mas são peças tão pequenas do puzzle...

Ok, então como é que se é fiél numa relação? Concretamente o que se tem de fazer?

Não é o que se tem de fazer, é o que NÃO se tem de fazer.

Repara bem nisto:

A traição apenas acontece num determinado contexto. Se a pessoa que está numa relação NUNCA se meter neste contexto, então é impossível que haja traição. E o nunca se meter neste contexto irá fazer com que esta pessoa aos poucos vá indirectamente desenvolvendo Integridade.

Mas que contexto é este?

É o contexto de se estar a sós com alguém do sexo oposto, por quem se sente atraído, e cuja razão para se estar com essa pessoa não é amizade genuína - mas sim o desejo de que algo mais (sexual) aconteça - como se se fosse solteiro.

Eu vou voltar a explicar:

Se uma vez que se está numa relação íntima, NUNCA se sair a sós ou se estiver a sós com alguém do sexo oposto que não é amigo genuíno, mas é alguém cujo contexto da ligação é o desejo sexual, então nunca vai haver traição.

É SUUUUUUPER BÁSICO!

Até os dinossauros eram capazes de perceber esta ;)

O problema é que as pessoas ignoram os princípios por serem simples e básicos, quando na Verdade toda a Grande Sabedoria é simples e básica. A mente é que gosta de complicar as coisas para elas parecerem mais importantes, e para o ego parecer mais importante pois sabe algo complicado. Mas isto não é uma escola de validação, é uma “escola” de Compaixão.

Para não haver traição, não é preciso fazer NADA. Basta apenas recusar convites para sair (seja para onde for, seja para fazer o que for); não ir sair; não estar a sós; não ir para casa de/com; não abrir as portas a; não se comportar como se fosse solteiro/a, etc. com alguém do sexo oposto que está a demonstrar interesse amoroso/sexual em nós. É tão fácil e simples!

É tão simples que eu até já apanhei dois cães na rua a falar sobre isto! ;)

Se a pessoa (A) está numa relação, e entretanto surge alguém (novo que se mete com ela, ou alguém que ela já conhece) que começa a demonstrar interesse amoroso/sexual em (A), é óbvio que essa pessoa que demonstra esse interesse não quer sair com (A), ir beber um café com (A), estar a sós com (A), para serem amigos... ela quer SEXO ou CURTES. Logo se (A) aceitar e for sair com essa pessoa, ela vai pensar que (A) também quer o mesmo e vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que isso aconteça.

Temos de saber criar uma distância deste tipo de pessoas quando estamos numa relação. Faz parte da atitude natural de uma pessoa íntegra. E se elas insistirem ou forem chatas, rompe a 100% com a ligação que tens com elas. Não atendas os seus telefonemas, não respondas a sms, emails, MSNs ou seja o que for. Ignora tudo. Deixa-as ficar chateadas e desaparecer... é um favor que te estão a fazer.

Se a relação não satisfaz, acaba-se. Essa é a forma madura e íntegra de lidar com a situação. Não se anda à pesca de outras opções às escondidas do parceiro. Deve-se sempre deixar claro que se está numa relação e que não se está disponível para nada. Nem para novas “amizades” com o sexo oposto... pois nunca se trata de amizades, a motivação é sempre atracção e desejo sexual e tem que se aprender a admitir isso. E mesmo quando a motivação é apenas para obter validação emocional, vai dar ao mesmo.

Porque raio é que se está com alguém que mal se conhece, em vez de se estar com o parceiro da relação a quem se disse “Adoro-te”?

Não faz sentido nenhum e nunca há justificação. Se a relação não satisfaz acaba-se a relação.

Portanto em relação ao pessoal que se mete e está interessado em “conhecer melhor”, o que na verdade quer dizer “quero fazer sexo contigo, e estou-me nas tintas se estás numa relação ou não, pois o meu nível de consciência macacóide é tão baixo que eu não tenho capacidade para respeitar isso”, o que se faz é: NÃO FAZER NADA!

1 – deixar logo claro verbalmente e directamente que se está numa relação e não se está disponível para nada, aberto a nada, interessado em nada. Deixar claro que não se está interessado em conhecer pessoas novas do sexo oposto, e se quiseres dizer algo com mais humor diz “Eu não estou interessado/a em trair a pessoa que Amo”.

2 – Não dar contacto nenhum! Nem telemóvel, nem email, nem msn, nem pager, nem telefone, nem telégrafo, nem pombo correio, nem aquela cena dos copos com um fio a ligá-los.

3 – Não aceitar nenhum convite para nada. Nem saída, nem café, nem conversa, nem para algo que se gosta, NADA.

4 – Não aceitar nenhum avanço da outra pessoa. Rejeita logo.

“Mas Pedro, há coisas que não têm mal nenhum... estás a exagerar”.

Há coisas que em si não têm mal nenhum, mas são pequenas coisas que depois abrem a porta a outras que têm mesmo muito mal.

“Ah, não faz mal ser simpático/a para ela/e e deixá-lo tocar-me assim e entrar na minha vida nesta fase em que estou comprometida/o...”

“Ah, não faz mal dar o contacto. Ele/a até é simpático...”

“Ah, não faz mal ir ao café com ele/a conversar. O sítio até é fixe...”

“Ah, não faz mal estar sozinho/a com ele/a em casa. É normal os amigos irem a casa uns dos outros...”

Há coisas que só acontecem se nós as deixarmos acontecer. É fácil tomar decisões inconscientes e apenas reagir à emoção do momento... o difícil e belo é tomar a decisão consciente que serve algo que vai para além de nós, que é mais importante para o nosso parceiro e para o mundo. Os animais deixam-se levar pela emoção do momento, e isso não é lindo é apenas caótico, inconsciente e por interesse próprio. O lindo é o que Amor nos faz fazer, e especialmente não fazer, pelos Outros. Amor e Consciência são a mesma coisa... são uma forma Acordada de viver a vida. As emoções que se seguem são diferentes... e seguem-se por razões diferentes. Elas não nos controlam, elas servem-nos. São uma manifestação temporária de algo dentro do nosso corpo... não têm de ser seguidas. Amor não é uma emoção, é um nível de Consciência.

Há o contexto do pessoal que se mete, demonstra interesse, quer o contacto e quer sair...

E depois há o contexto de andar activamente a conhecer pessoas do sexo oposto como se se fosse solteiro.

A solução para este é simples: é não o fazer.

Como é que se não o faz? Não iniciando conversas com pessoas do sexo oposto por quem nos sentimos atraídos.

SUUUUUUUPER simples! ;)

Ganha-se muito mais tempo e energia para tanta coisa na vida quando não se anda por aí a conhecer pessoas do sexo oposto em série. Já em solteiro é imaturo... então comprometido atinge o nível do ridículo. Há uma independência do sexo oposto a desenvolver. Isto não significa que se vai andar a fugir das pessoas, mas que se toma decisões conscientes que fazem sentido no contexto em que nos encontramos. E se nos encontramos no contexto de estar comprometidos numa relação íntima com alguém que de facto gostamos, então a atitude certa e mais elevada é a de não se andar a conhecer pessoas do sexo oposto, nem a deixá-las entrar na nossa vida. E nós sabemos sempre quando é por algo que não tem nada a ver com atracção ou desejo sexual, e quando tem completamente e apenas a ver com atracção e desejo sexual.

Uma relação íntima é uma dinâmica de partilha. Uma oportunidade de contribuição. Um processo constante de criação. Não é para se andar à pesca de outras opções às escondidas do parceiro. O ego detesta quando sabem que ele faz isto, e ele vai logo tentar negar que o faz ou procurar tornar errado ou desnecessário tudo o que eu disse neste post.

Mas o mundo precisa de Integridade, não de mais macacadas.

Perguntas:



Torna-te naquilo que mais falta faz ao mundo e ajuda-o a mudar,
Pedro Constantino




Temas:

* Princípios para desenvolver uma linguagem corporal mais saudável, que nos traga melhores emoções, interacções e relações!

* Como encher o corpo de energia e descontracção, para o trabalho e a diversão!

* Como ser uma pessoa mais positiva e optimista!

* Como definir e alcançar com sucesso o que se deseja na vida!

* Como usar o nosso potencial adormecido e ver-se livre de energia negativa!

* Como seleccionar eficazmente o que traz e mantém a nossa qualidade de vida!

* Como começar a transcender o Ego e assim ver-se livre das suas limitações e sofrimento!

* Como ter uma vida prática mais espiritual, na qual evoluímos e contribuimos mais facilmente, atraímos e criamos mais momentos extraordinários, e de facto somos Felizes!

Depois deste workshop saberás como evoluir de uma forma simples e prática em todas as tuas 4 dimensões humanas (corpo, mente, emoções e espírito), para que possas lidar de uma forma saudável e eficaz com as surpresas da vida, e alcançar a satisfação interior, o sucesso, a realização pessoal e a Felicidade que mais desejas em qualquer área!

Para mais detalhes pede-me agora o PDF grátis. Envia-me um email para CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto "Workshop LifeStyle" e recebe todas as informações, os temas em detalhe e como te podes inscrever já, e garantir o teu lugar na workshop de desenvolvimento humano mais *completa* a que já foste na vida!

AGORA é a altura certa para aprenderes e fazeres o que é necessário para seres Feliz. Começa 2010 com o que de facto te vai fazer desenvolver as capacidades e a consciência que vão mudar a tua vida de uma forma autêntica e permanente!


“Quando o Pedro diz, nos seus anúncios, que no dia seguinte pensarás diferente, sentirás diferente e agirás diferente, ele não está a exagerar.”
-- Hugo Roque, Aveiro


Vais FAZER exercícios práticos simples, poderosos e divertidos, que te vão fazer mexer e entrar em acção, e ajudar a compreender melhor os conteúdos e conceitos que vou partilhar, assim como te vão fazer desenvolver as 4 dimensões humanas no dia-a-dia!

Vais SABER e aprender como funcionam as 4 dimensões humanas, como as usar e criar o que desejas com elas, como se muda a vida, como se evolui como ser humano e como se vive um estilo de vida de Felicidade!

Vais SENTIR emoções positivas a percorrerem-te o corpo, devido à energia gerada por todos os participantes, às conversas, aos exercícios, ao fascínio de descobrires algo novo que te vai ajudar e transformar...

Vais SER no final uma pessoa mais consciente, mais inspirada, mais motivada, mais confiante, mais descontraída e mais alegre relativamente a si própria e à sua vida. E essencialmente ser uma pessoa com maior capacidade de contribuição!


Até dia 23 de Janeiro, segue as tuas paixões!
- Pedro Constantino
Criador do Cool Vibes

PS: Partilha este evento com todas as pessoas que conheceres! Qualquer dúvida envia-me um email.

"Como Criar Uma Vida Extraordinária!"



23 de Janeiro (Sábado) de 2010
15h – 19h45m
Aparthotel VIP Suítes do Marquês
Lisboa


PARABÉNS!

Sim, eu sei que muito provavelmente não fazes anos hoje... mas parabéns pela fantástica e importante decisão que tomaste em procurares respostas e soluções para alcançares mais e melhor para ti, e para os outros, na tua vida!

Pois esta é uma decisão que vai sem dúvida mudar a tua vida para sempre... tal como mudou a minha. É uma decisão que te coloca nos especiais 10% da população humana que dão o passo de Coragem e que realmente alcançam o que desejam... e sentem-se satisfeitos e felizes na vida.

Descobre neste pequeno texto do que se trata esta workshop e como ela te pode ajudar a alcançar o que desejas...

FELICIDADE

Mas que palavra... que conceito! E melhor: Como se alcança isso?

A razão pela qual 99% das pessoas não sabe como chegar a uma vida feliz, é porque nasceu num tempo e sociedade em que não se presta atenção ao que compõe o caminho que nos permite ser felizes.

Vivemos numa era materialista e tecnológica... e apesar disso ser importante, nada tem a ver com o processo de ser Feliz. Ser Feliz é uma questão de INTERIOR HUMANO... e não de realidade exterior.

Tem a ver com o que sentimos... É uma questão de capacidades e de consciência. Tem a ver com o nosso poder interior. Mas que poder é esse? Como o identificamos e usamos?

A primeira coisa que tens de saber é que não se trata apenas de um poder... mas de 4. Mais correctamente, de 4 dimensões. E se a palavra dimensão te faz confusão, então podemos falar em partes. Tu como ser humano és composto por 4 partes: corpo, mente, emoções e espírito. Portanto, tens um corpo (que é fácil de reconhecer), tens uma mente (e sabes isto pois tens a capacidade de pensar), emoções (tudo aquilo que sentes, bom ou mau, os teus desejos, necessidades, etc) e espírito (também lhe podes chamar de consciência... a capacidade de testemunhar o que acontece no momento e de tomar decisões... entre muitas outras coisas).

E para se ser Feliz... tem que se evoluir nestas 4 partes, ou dimensões.

Elas são diferentes, e aquilo que conseguimos alcançar e criar com uma, não conseguimos com as outras. Por exemplo, se somos evoluídos físicamente mas não mentalmente, e nos surge um problema que exige mestria mental... estamos tramados. Assim como se formos evoluídos espiritualmente, mas não emocionalmente e surge algo que exige mestria emocional... lá vem sofrimento.

Sofrimento é um estilo de vida em que se tem um baixo nível de consciência em relação a uma ou mais dimensões humanas.

Felicidade é um estilo de vida em que se tem um nível de consciência saudável em relação às 4 dimensões humanas.

É por isso que chamei a esta workshop de LIFESTYLE. Pois é necessário práticas, hábitos, rotinas e rituais para se evoluir em cada uma das 4 dimensões, para que tenhamos cada vez mais satisfação na vida. A dedicação ao desenvolvimento humano tem de ser um estilo de vida, não chega ser algo que se faz e estuda apenas de vez em quando, 1 vez por mês ou por ano.

Não se trata de meras ferramentas mentais ou de bengalas emocionais... isso são “soluções” a curto prazo, temporárias, que aliviam a pessoa de certos problemas e a ajudam a alcançar certas coisas... mas ela continua a depender desses “remendos”, eles não a fazem evoluir interiormente e desenvolver qualidades reais.

O que mais te vai ajudar é evoluir interiormente de uma forma autêntica e permanente. Uma mudança real, uma verdadeira subida de nível de consciência!

E é essa a minha grande paixão e caminho na vida... é isso que quero partilhar contigo nesta workshop. Para que possas ser Feliz, e contribuir para quem te rodeia, e para o mundo, seja de uma forma directa ou indirecta.

Não se trata de truques ou meras técnicas... tratam-se de práticas simples mas poderosas que uma vez realizadas regularmente, te vão fazer evoluir interiormente nas tuas 4 dimensões. E não precisas de muito tempo livre para aprenderes e fazeres o que é necessário...

Os benefícios?

Menos problemas e mais momentos extraordinários na tua vida!

Juntei o melhor (conceitos e práticas) que descobri no campo do desenvolvimento humano desde que o comecei a explorar diariamente em 2004. Não prometo fogos-de-artifício, nem entretenimento espectacular mas vazio de significado, nem mudanças mágicas instantâneas...

O que prometo é apresentar-te um caminho que me fascina e tem ajudado imenso, tanto interiormente, como em várias áreas da minha vida, como a mudar a vida a muitas pessoas.

Uma forma autêntica e íntegra de desenvolveres um estilo de vida que irá gradualmente trazer-te cada vez mais das emoções que desejas sentir, da realidade que desejas experienciar e da vida que desejas ter.

Porque verdadeira evolução não se trata de títulos egocêntricos de gurus, com vender mais, com fazer mais dinheiro, com ter um carro novo... isso em si não tem mal nenhum... mas é preciso muito mais. Trata-se sim de desenvolver dentro de nós o que faz mais falta ao mundo. Clareza, Consciência, Coragem, Integridade, Amor... e depois caminhar nele dando o exemplo aos outros e ajudando-os a subir de nível, a serem mais Felizes.


Para saberes em detalhe quais são os temas específicos desta workshop, o que vais aprender e fazer, e como te podes inscrever já e garantir o teu lugar, envia-me agora um email para CoolVibesClub@hotmail.com e recebe grátis o PDF com todas as informações!

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

"Como Conhecer Mulheres - Ebook GRÁTIS!!"



Hey! Como vai isso?

Criei um novo ebook *grátis* para homens chamado "Como Conhecer Mulheres".

Se queres estar numa relação íntima com uma mulher, primeiro tens de a conhecer. Isto parece muito óbvio, mas esta fase de conhecer o futuro parceiro íntimo ainda levanta muitas polémicas e desconfortos, tanto nos homens como nas mulheres.

Fixe! ;)

A razão pela qual criei este ebook é porque a maioria dos homens não sabe como conhecer mulheres. Ou por falta de confiança, ou porque não sabe o que dizer ou fazer. O seu nível de consciência social é baixo. E a maioria daqueles que sabem conhecer mulheres, fazem-no de uma forma desonesta e sem consideração por elas. Uma atitude "espectacular" que lhes dá o fantástico título de *macacos* aqui no Cool Vibes ;)

Descobre neste ebook de 126 páginas:


* Exemplos específicos do que podes fazer e dizer para conhecer mulheres em jantares de anos, festas de aniversário, no Rock in Rio, no Halloween, na praia, no Carnaval, na noite de passagem de ano, e em qualquer noite que saias ou festa a que vás!

* Os 15 erros que nunca deves cometer se queres ter sucesso a conhecer mulheres!

* Os 7 níveis de mestria da Arte Social de conhecer mulheres de uma forma natural e autêntica – sem truques, mentiras ou manipulação!

* Um poderoso exercício que te vai desenvolver o que precisas para saberes sempre o que dizer em qualquer lado em qualquer situação, para iniciares uma conversa com as mulheres que desejas!E muito mais!

Para receberes este ebook por email, envia-me agora um email para
CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “ebook CCM”.

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino