AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

segunda-feira, 30 de março de 2009

"Mais Sobre Relações Íntimas, Namoro, Virgindade, Amor, Selecção Consciente De Parceiro, Níveis De Consciência, Homens, Mulheres E Atracção"


Recebi um comentário ao post sobre o tema da virgindade que achei muito importante. Tocava em vários pontos essenciais que considero ser de interesse geral para os homens e mulheres que querem de facto criar e experienciar uma vida amorosa de qualidade, evitar o tipo errado de parceiro e subir de nível de consciência.
Lê o comentário e depois em baixo a minha resposta.
Comentário de anónimo:
"Tu não percebes muito de raparigas... uma rapariga virgem pode perfeitamente querer ter uma relação intima sem que isso signifique que tenha de haver sexo obrigatoriamente ("sem sexo apenas existe uma espécie de amizade" escreveste tu algures). essa atitude significa que uma rapariga precisa de tempo para se sentir segura e confortável com a decisão de perder a virgindade ou até mesmo de ir para a cama mesmo que já não seja virgem, precisa de confiar no homem com quem quer ter a relação sexual e sentir-se à vontade com ele, não significa que a relação seja uma espécie de amizade, significa que demora algum tempo a aprofundar a intimidade! os rapazes e os homens em geral é que não sabem pensar em mais nada a não ser sexo, não sabem gostar das raparigas e apenas as consideram objectos de prazer que têm de estar sempre disponiveis à hora e ao ritmo que eles querem e as mulheres como têm medo de ficar sozinhas acabam por satisfazer estes estupidos caprichos esquecendo-se de se satisfazem as suas proprias necessidades de serem entendidas e amadas como realmente são! para os homens só conta a "tesão", não existem homens com coração! e as mulheres deixam-se enganar, usar e manipular... virgens ou não virgens não aprendem a respeitar-se e a exigir aquilo que as satisfaz realmente. entregam-se para receber uma espécie de atenção e companhia em troca que na verdade não é real, os homens fingem que estão interessados mas o seu interesse é sempre só e apenas satisfazerem-se a si próprios!! só isso explica a eterna disponibilidade dos homens, é raro aquele que respeita o seu compromisso, a grande maioria está SEMPRE disponivel para qualquer outra mulher que conheça e as mulheres com quem estão comprometidos a fazerem de tudo para lhes agradar, para os satifazer, fazer felizes e talvez à espera de sentir que a dedicação e sentimento sejam reciprocos... inutil o esforço mulheres!!! o vosso homem não gosta de vocês!!! e se vocês se entregam assim, nem voces gostam de voces!!! tentem ser voces proprias a ver como eles reagem!!! talvez assim um dia encontrem o unico que mereça que voces gostem deles e se entrreguem realmente!!!"
A minha resposta:
É importante compreender que esse é um tipo de homem com determinado nível de consciência (baixo), não representa todos os homens.
Não há apenas homens e mulheres, há homens e mulheres com diferentes níveis de consciência, uns mais baixos, outros mais elevados, e é isso que depois define como é a sua vida e como eles se relacionam com o sexo oposto.
O tipo de homem de que falaste é o típico manipulador desonesto que não tem consideração pelas mulheres e só quer usar o seu corpo para obter um orgasmo. Não representa todos os homens ou como todos os homens são... apenas uma parte que infelizmente ainda é grande.
90% dos homens nunca poderão fazer uma mulher feliz, pois vêm do nível de consciência do ego ("o que eu preciso, o que eu quero") e não têm consideração pelo outro (mulher). Ou querem apenas obter prazer físico da mulher ou querem obter uma espécie de atenção especial de mãe da mulher, para se sentirem bem com eles próprios. Seja como for vêm sempre de carência e necessidade.
Mas a solução não é odiar todos por causa dos actos de alguns de determinado nível de consciência baixo... é ter Compaixão por todos. Mas isso só se consegue evoluíndo espiritualmente e transcendendo o ego.
Nós atraímos aquilo que somos, ódio e raiva atraem ódio e raiva. Necessidade atrai necessidade. Carência atrai carência. Ego atrai ego. Medo atrai medo. Compaixão, que é uma expressão de Amor, atrai Compaixão... e o tipo certo de pessoa. O tipo de pessoa que não precisa de obter nada de nós, mas que quer contribuir para a nossa vida, que quer partilhar momentos e experiências connosco.
Lamento se no passado muitos homens te fizeram sofrer porque te enganaram e usaram apenas por prazer físico... mas esse é apenas um tipo de homem, há outros por aí.
Há um tipo de homem bem intencionado que neste momento está a pensar suicidar-se porque não consegue conhecer raparigas e ter namorada... mas o ego não consegue pensar nestas pessoas e ter consideração por elas. Só pensa no inimigo que o fez sofrer, ou que não lhe deu o que ele desejava.
A questão amizade/namoro não é para ser levada à letra. São apenas representações extremas para ajudar a compreender determinados conceitos. Não é científico, e há muitas variantes.
Mas uma relação íntima sem sexo não é uma relação íntima. A palavra íntima significa isso mesmo: ligação física. Não só física, mas também. Uma relação completa e integral com ligações entre todas as 4 dimensões humanas: emocional, mental, física e espiritual.Se uma delas não existe, ou está muito esboçada na relação... então segundo a definição completa e integral de intimidade que uso, não é uma relação íntima. É algo que está antes de se chegar à relação íntima integral ou completa.
E como uma relação íntima é a dois, não é apenas o que a rapariga virgem quer, ou apenas o que o homem quer que interessa e conta. É o que os dois querem. E é por isso que se tem de encontrar pessoas compatíveis connosco que já queiram algo semelhante ao que nós queremos, para que nenhum dos lados tenha de impôr a sua vontade enquanto o outro lado sai prejudicado.
A rapariga virgem (ou não virgem) pode querer ter uma relação sem sexo, tudo bem. E o homem? E o outro ser humano que está do outro lado? Ele pode querer outra coisa e tem direito a ela. E esse tipo de homem, pode só querer ter sexo e não querer saber da mulher para nada. Então e a mulher? Tem que levar com isso? Claro que não. Tanto de uma perspectiva como da outra há sempre um ser humano do outro lado a ter em consideração, e isso chama-se de Compaixão. Amor.
"...uma rapariga precisa de tempo para se sentir segura e confortável com a decisão de perder a virgindade ou até mesmo de ir para a cama mesmo que já não seja virgem, precisa de confiar no homem com quem quer ter a relação sexual e sentir-se à vontade com ele, não significa que a relação seja uma espécie de amizade, significa que demora algum tempo a aprofundar a intimidade...".
Tens toda a razão aqui. É uma situação específica Verdadeira, e muito natural de acontecer. E é por isso que eu digo que nunca deve haver pressa ou desespero em ter ou começar uma relação íntima.
Antes tem de haver Selecção Consciente, para que tanto a mulher como o homem possam evitar meter-se numa relação e partilharem-se com o tipo errado de pessoa, que não os merece, que os usa, mente, trai, etc. O problema é que quando há carências e necessidades a relação, mesmo que incompleta ou disfuncional, torna-se num fruto saboroso que alivia sofrimentos, mas que infelizmente a longo prazo também os cria. E muito.
As mulheres que têm medo de ficar sozinhas são um tipo de mulher, não são todas. Há mulheres que não têm medo de ficar sozinhas, são de um nível de consciência mais elevado, e por isso nunca se partilham com esse tipo de homem. Percebem o que ele quer, afastam-se, e vão passar tempo com outros homens, até descobrirem um que realmente as mereça.
Uma relação íntima não tem nada a ver com satisfazer necessidades. As nossas necessidades são para ser satisfeitas por nós próprios, através da nossa evolução, e não por alguém do sexo oposto. Se sentimos a falta de algo, somos nós quem tem de criar isso... não alguém do sexo oposto.Uma relação íntima é uma dinâmica de criação, partilha e contribuição... não de obter dos outros aquilo que precisamos.
Usar um homem para se sentir entendida e amada não é a solução para esse sofrimento. Amor é algo que desenvolvemos em nós próprios através de evolução espiritual. E a necessidade de sermos entendidos desaparece quando desenvolvemos a nossa Consciência e nós próprios passamos a nos entender. Tapamos os nossos próprios buracos, somos Autênticos, e assim vamos atrair o tipo de pessoa certa, que é compatível connosco. E depois vamos CONTRIBUIR e DAR, e não procurar formas de OBTER aquilo que precisamos para satisfazer as nossas necessidades.
Uma relação íntima não é um negócio de atenção especial e prazer físico, no qual "dá-se" algo para se obter algo a seguir. É uma dinâmica de contribuição, em que não se procura obter nada, apenas criar e partilhar momentos e experiências estimulantes para ambos (e de preferência para as nossas 4 dimensões), e em que CONTRIBUIMOS para a vida da outra pessoa. Tem a ver com DAR não com OBTER.
Porque é óbvio que não há Compaixão nenhuma no homem que usa a mulher só para o sexo... o que não é tão óbvio é que também não há Verdadeira Compaixão na mulher que usa o homem para satisfazer carências emocionais pessoais. Tem a ver com a atitude de OBTER DO OUTRO O QUE PRECISO. Se não há contribuição, se não há partilha, se não há oferta sem se precisar de obter algo em troca, então também não há Amor.
Nós não somos as bengalas dos outros, não é para isso que existimos. Somos seres poderosos com a responsabilidade de evoluir e de nos desenvolvermos, para depois podermos contribuir para a vida dos outros, e não ser meramente uma espécie de massa de tapar buracos da vida dos outros, para os aliviar da sua responsabilidade de evoluir e criar a sua realidade como desejam. Ajudar é uma coisa, outra coisa é nunca deixar os outros aprender as lições que precisam de aprender, fazer o que precisam de fazer, desafiarem-se, para poderem de facto resolver as coisas de vez, alcançarem o que desejam e serem Felizes.
Há tanto homens que não merecem as mulheres como há mulheres que não merecem os homens, são 90% da população humana. Deve-se procurar descobrir e conhecer os 10% com quem realmente nos podemos sentir bem, em paz, estimulados, com quem podemos evoluir e contribuir para os outros.
Mas isso só se consegue quando se pára de julgar, criticar e odiar aqueles que no passado nos magoaram ou fizeram sofrer. Pois a Verdade fundamental é que eles vivem em sofrimento, tal como nós. E esse é o nível de consciência do Amor, que vai atrair naturalmente quem também está nele.Obrigado pelo teu comentário, e espero que sejas Feliz.
Perguntas:
Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

quinta-feira, 26 de março de 2009

“O Que Fazer Quando Ainda Se é Virgem – Como Lidar Com A Virgindade, O Sexo Oposto, A Atracção E A Sexualidade”

“O Que Fazer Quando Ainda Se é Virgem – Como Lidar Com A Virgindade, O Sexo Oposto, A Atracção E A Sexualidade”


Há uns tempos atrás uma pessoa deixou um comentário aqui no blog sugerindo-me um post sobre o tema da virgindade.

Apesar de agora andar super ocupado com as preparações da workshop Arte Social, que vai mesmo ser uma experiência fantástica, e muito provavelmente a melhor workshop do Cool Vibes até hoje, consegui reservar tempo para dedicar ao tema da virgindade.

Ser-se virgem pode ser a origem de um grande obstáculo na vida amorosa tanto dos homens como das mulheres, e também a fonte de vários problemas e sofrimento.

A virgindade é um tema muito importante, principalmente, claro, para quem ainda é virgem é quer desenvolver uma vida amorosa de qualidade.

Eu ainda me lembro muito bem quando ainda era virgem e via isso como um problema ou obstáculo. Mas na Verdade apenas o é se deixares. A virgindade é na Verdade bem mais irrelevante do que pensas.

Como eu pedi à pessoa que sugeriu o tema da virgindade para me dar uns tópicos sobre o que acharia importante e interessante relativamente ao tema, vou primeiro desenvolver esses tópicos e depois falar de conceitos essenciais que te vão ajudar na tua vida amorosa caso ainda sejas virgem.

Sim, porque eu pessoalmente também tive que lidar com isso e não foi fácil. Pois ser-se virgem aos 21 anos, como eu o era, já começa a ser um “problema”.

Vamos então aos tópicos:

1 - O facto de alguns rapazes valorizarem as mulheres virgens, o porquê (será que é porque acham que elas têm mais auto-respeito que as outras?), e será que elas o têm mesmo?

Há homens que valorizam as mulheres virgens por muitas razões diferentes. Como é óbvio não posso dar uma razão e dizer que essa é a única que existe, mas vou dar aquela que acho mais importante ter em consideração em termos de desenvolvimento humano e vida amorosa extraordinária.

Há homens (não todos) que valorizam uma mulher virgem pois esta ainda não se partilhou sexualmente com nenhum homem. Ou seja, estes homens não conseguem lidar com o facto de um mulher já ter tido sexo com outros homens antes dele, e então procura evitar ter de lidar com isso.

É o ego masculino a entrar em acção. E neste caso não tem nada a ver com a mulher ter mais auto-respeito (Selecção Consciente).

Até porque lá porque uma mulher é virgem, não quer dizer, não garante, que tenha auto-respeito. O auto-respeito, ou auto-estima, não se expressa apenas através da forma como vivemos a nossa sexualidade e vida amorosa, expressa-se em TUDO o que fazemos na vida.

A mulher pode ser virgem e ter vícios auto-destrutivos. Pode-se dar com pessoal desonesto e manipulador. Ser-se virgem não garante nada relativamente ao nosso auto-respeito. Pode ter, mas pode também não o ter. É sempre necessário analisar o resto da sua vida, principalmente o tipo de coisas que costuma fazer e o tipo de pessoas que deixa entrar na sua vida.

Portanto, estes homens que valorizam as mulheres virgens procuram evitar ter de lidar com a realidade de “não foste o único”, “não és o mais importante nem o melhor”. Coisas (Verdades) que o ego detesta saber. E também porque sendo ela virgem, e tendo pouca experiência sexual, este tipo de homem também acredita que é um escudo que o protege de ser traído.

Mais uma vez... não garante nada. Tem tudo a ver com o tipo de mulher que ela é... se é desonesta ou não, se é de confiança ou não, se tem consideração pelos outros ou não. Virgindade aqui não garante nada novamente, pois nas outras áreas da sua vida ela pode ser uma mentirosa e manipuladora. E uma vez numa relação, seja antes ou depois de ter perdido a virgindade, basta aparecer um homem mais atraente que o seu parceiro que saiba fazer as coisas acontecer, e se ela não tiver Consciência suficiente... vai trair o parceiro.

Em termos de “será que ela me merece?”, ou de Selecção Consciente, a virgindade não garante nada nem é um factor útil para ter em conta nesse sentido.

2 - O facto de alguns rapazes trairem as namoradas virgens porque elas não os satisfazem sexualmente.

Ora cá está o prémio trolhozice Março 2009! ;)

Repara bem... estes rapazes metem-se numa relação íntima com uma rapariga que é virgem, logo eles sabem que têm de saber lidar com isso. Se é uma relação íntima... tem de haver algo FÍSICO e SEXUAL entre os parceiros, senão é apenas uma espécie de amizade.

Agora vem a ideia genial destes tipos:

“Bem, eu já pedi para fazermos sexo várias vezes, mas ela diz sempre que não. Eu tenho mesmo de ter sexo senão cai-me um braço e transformo-me numa caixa de fósforos usados... logo tenho de arranjar outra para ter um orgasmo, e no processo traio a minha namorada, o que é brutal e faz-me parecer um grande homem”.

Estes rapazes cometeram vários erros seguidos.

O primeiro deles foi, se sexo é assim tão importante para eles (ao ponto de venderem o pulmão esquerdo), nunca deviam ter-se metido numa relação com uma rapariga virgem. Porque é óbvio que o processo não seria fácil nem rápido... no nível de consciência deles.

“Ah mas eu não sabia que ela era virgem...”

Segundo erro... meter-se numa relação com alguém que mal se conhece. Não há nada de errado em não saber que a rapariga era virgem, afinal de contas não é fácil descobrir isso através de interacções, a não ser que se fala muito em sexo indirectamente, através de piadas e metáforas, e ela acabe por dizer numa dessas conversas que o é, devido ao desconforto sexual que sente.

Mas para isso acontecer é preciso fazer aquilo que eu já disse milhões de vezes: dinâmica do potencial parceiro íntimo, e não do predador sexual esfomeado e desesperado.

E depois de estar na relação com ela, descobrindo que ela é virgem, há que tratar das coisas directamente. Há que falar com ela directamente e honestamente sobre como as coisas são e estão. “Ok, és virgem. Isso é perfeitamente normal. Mas isto é uma relação íntima, não é uma amizade. E ou estás mínimamente aberta a experimentar, ou eu não te posso obrigar nem forçar e a relação tem de acabar.”

Isto não é para ela dizer que sim imediatamente. É para ela dizer que sim ou não conforme o que realmente deseja e sente. E é depois de já se ter feito tudo bem para se chegar ao sexo de forma natural.

Porque para ela é um desafio... exige um acto de coragem. E tempo não ajuda, deixar a coisa andar até ela se decidir não vai resolver nada. Porque ela nem sequer está disposta a arriscar ou tentar, é a mentalidade dela. Das duas uma: ou ela é demasiado insegura ou o homem também não sabe como fazer as coisas.

Seja como for, traí-la com outra mulher só para se ter um mísero orgasmo não é a solução. A solução é acabar a relação caso de facto ela esteja fechada à hipótese do sexo. Ficam amigos e pronto, há muito valor em ficar amigos. Muitos egos ficam incomodados com este conceito de acabar a relação íntima e ficar amigos, pois numa amizade não há a atenção especial (validação, alívio do vazio interior) que há numa relação íntima, e por isso não a sabem apreciar pelo que ela é.

Dizem “mas não é a mesma coisa...”. E têm razão, não é. É uma coisa diferente também com o seu valor. Há que saber lidar com isso.

3 - Porque as mulheres se mantêm virgens (podes falar nos bloqueios da religião, de não serem sexualmente confortáveis, de ser pecado antes do casamento).

Bem, cada mulher terá a sua razão para querer manter-se virgem. Seja intencional ou não. Porque em termos de religião, em que uma mulher é severamente criticada e julgada se a perder antes do casamento, ou pode mesmo vir a ser severamente castigada, é óbvio que essa virgindade é imposta através de medo e controlo.

Mas basta olhar para isso conscientemente para perceber que não faz sentido nenhum. Não significa nada ser-se virgem até ao casamento. Repara, uma relação íntima vive de intimidade, de proximidade, em todas as dimensões (mental, física, emocional e espiritual). E a única diferença que há entre uma amizade e um namoro ou casamento é a parte física. Logo a mulher virgem não estará à altura para poder satisfazer sexualmente o homem.

É como entrar-se num campeonato mundial de futebol... sem nunca ter jogado futebol antes.

Uma relação é um processo de criação, partilha e contribuição. E intimidade não quer dizer apenas sexo e satisfazer sexualmente, mas há todo um nível de consciência relativamente à sexualidade, sensualidade, atracção e sexo oposto que não se consegue atingir empurrando para trás durante grande parte da vida o acto sexual.

Estes conceitos são tão ridículos e primitivos que há religiões em que cortam o clítoris da mulher só para ela não poder ter prazer durante o acto sexual e assim não se sentir tentada a trair o marido.

Isto é tão horrível que até me custa escrevê-lo, mas é o nível de consciência muito baixo em que grande parte da humanidade vive. Esses homens são tão inseguros que até precisam de fazer essa coisa patética e cruel para poderem relaxar relativamente à questão da traição. No fundo é como os outros que valorizam a virgindade, mas a um nível extremo, muito pior e negativo. É escusado dizer que esses homens não têm o que é preciso para poderem fazer uma mulher feliz.

E depois essas religiões de baixo nível de consciência, que na sua essência não têm nada de errado mas trabalham de forma deficiente e primitiva com a sabedoria que não sabem nem conseguem interpretar, muito menos meter em prática, vêm dar o golpe final de trolhozice. Isto já é tão básico que nem os macacos o fazem... aliás, nenhum animal o faz. Nós somos o único que o faz, e muitos de nós conseguem usar as capacidades fantásticas da mente tão mal que até parece que treinaram para o conseguir.

A culpa não é das religiões, não há nada de errado nas religiões. O problema são certas figuras nessas religiões, os fanáticos, que baralham tudo e interpretam tudo segundo o seu baixo nível de consciência, e depois só fazem é disparates. É graças a esse pessoal que a espiritualidade tem tanta má fama e falta de credibilidade.

4 - As mulheres pensarem que pelo facto de não serem mais virgens que têm de se partilhar com todos com quem curtem, porque já não há a desculpa do "não estou preparada", ou partilharem-se cedo demais.

Esse é um tipo de mulher insegura que não sabe dizer não quando o deseja. É apenas insegurança, pois elas apenas fazem aquilo que quiserem com quem quiserem. E se não desejam fazer sexo com determinado homem também devem ter a disciplina para não andar a curtir com ele.

É tanto insegurança como falta de consciência, e escravidão dos desejos do corpo (curtes). Por validação, significância e atenção o ego faz tudo, nem que seja matar-se. Logo essas mulheres têm as curtes porque sabem que se curtirem com o homem vão obter dele essa atenção e validação de que precisam. Só depois é que acordam e se apercebem de que já abriram as portas à intimidade física, e que de curtes a sexo a distância é extremamente curta.

O “não estou preparada” não deve ser usada como desculpa. As coisas criam-se e resolvem-se a sério quando se é directo e honesto. Temos de viver sempre conscientes das nossas decisões, daquilo que decidimos fazer, quem deixamos entrar na nossa vida, naquilo que nos metemos, etc. Não há nada de errado em viver ao calhas, mas também não há desculpas. E há sempre consequências negativas, ou seja, sofrimento. Porque vamo-nos cercando de fontes de emoções negativas e quando damos por nós não temos como sair dali. Ficamos encravados e é um processo muito difícil e doloroso mudar essas fontes de negativas para positivas. Entra-se então no famoso estado de “caçador de alívios do sofrimento”, em que não se está a mudar nada nem a criar nada, apenas a tomar morfina para as dores da vida. Mas o que cria essas dores continua lá...

Se és uma mulher e já não és virgem, não tens de ter sexo com quem curtes. Só tens sexo com quem quiseres quando quiseres. És 100% livre de dizer não a quem quiseres e quando quiseres. Tens esse direito, mas tens de ser sempre directa e honesta, e não andar a evitar o momento em que tens de dizer não, nem andar com desculpas. A insegurança não traz benefícios nem resultados positivos, apenas mantém as coisas como estão, mantém o problema vivo e a funcionar. Insegurança pode trazer o alívio de não ter de lidar com as coisas, de fazer algo ou de enfrentar algo... mas esse algo vai depois sempre lá continuar a assombrar e a prejudicar. É uma pedra no sapato com dentes de tubarão que te vai comendo o pé aos poucos, e quando deres por isso já só te sobra a cabeça. Tens de parar, lidar com ela, tirá-la da tua vida e resolver directamente e de vez a questão.

E se conheces um homem com quem não queres ter sexo, então também não andes a curtir com ele. E se perceberes que ele só quer curtes, e que de outra forma “perdes” a sua companhia e atenção... então “perde” a sua companhia e atenção e afasta-te de vez dele. Porque razão hás-de querer um homem na tua vida que não quer saber de ti para nada, que não tem qualquer fascínio e consideração pelo Ser que és, e que só quer usar o teu corpo para ter prazer físico?

Agora, o que se faz quando ainda se é virgem e se quer criar uma vida amorosa espectacular e divertida?

Para as mulheres o problema pode ser “será que ele é o homem certo para eu perder a minha virgindade?”

A solução para essa questão é sem dúvida Selecção Consciente. Perceberes que tipo de homem ele é antes de o deixares entrar na tua vida, antes de haver curtes ou qualquer ligação física entre ambos. Tens de primeiro sair como amigos para perceberes como ele é e quais são as suas Verdadeiras intenções relativamente a ti. Porque muitos homens podem parecer gostar de ti, e a única coisa que se passa é que querem obter algo de ti, ou estão a gostar do que estão a obter de ti.

Para os homens o problema pode ser “uma mulher nunca irá querer ter algo com um homem virgem como eu, sexualmente inexperiente”. Pelo menos esse era o meu problema, eu pensava que lá porque era virgem tinha baixo valor no “mercado” da atracção e das relações, e por isso sentia-me preso e bloqueado.

Mas não é Verdade. Não se tem menos valor... a virgindade só afecta a nossa vida amorosa se nós deixarmos. Mais uma vez é sempre o teu nível de consciência e personalidae que definem tudo. A informação de que és virgem por si só não repele nenhuma mulher. O que pode repelir uma mulher é o teu desconforto e insegurança em relação à tua virgindade e sexualidade. Se fores virgem, mas estiveres completamente confortável e confiante com isso, irá sempre haver atracção.

Sexo não é nada de especial, é apenas um actividade física que dá prazer. Em termos de prática e significado não é nada de especial. É super normal e natural, e muitas pessoas que já não são virgens, apesar de terem a experiência, não são lá grande parceiros íntimos. A experiência que tens com eles, seja dentro ou fora da cama, não é lá grande coisa. Ser-se ou não ser-se virgem não garante nada em relação a nada.

Eu sentia-me muito desconfortável em relação à minha virgindade e sexualidade, e a qualquer coisa que fosse física com uma mulher. É óbvio que tudo isso só contribuiu para a minha insegurança geral e bloqueou-me desnecessáriamente. Então o que fiz eu? Comecei a agir como se já não fosse virgem.

Ou seja, passei a sentir-me confortável com a minha sexualidade. Esse tópico deixou de me fazer sentir inseguro, preocupado ou nervoso. Atenção que isto não se trata de dizer que não se é virgem... trata-se de estar confiante, e quando estás confiante e falas naturalmente de sexualidade e do sexo oposto, com piadas e tudo, a última coisa que irá passar na cabeça de uma mulher é que és virgem.

E foi o que aconteceu. Uma vez, quando eu ainda era virgem, estava com uns amigos a falar com uma rapariga. Já não me lembro porquê, mas a certa altura ela começou a dizer quem achava que era virgem e quem não era. E não estava a brincar, era mesmo uma análise séria. Olhando para todos os meus amigos, ela disse que todos eles eram virgens (e nenhum era...), quando olhou para mim disse que eu de certeza que não era (e era o único virgem na verdade).

O que se passou aqui?

Passou-se que a minha ENERGIA fê-la sentir que eu não podia ser virgem. Todas as interacções e momentos que tinha passado com ela antes fizeram-na ver-me como alguém confortável com a sua sexualidade, e não deu a impressão de virgem.

Agora, eu não usei truque nenhum nem mentira nenhuma. Era simplesmente eu a mudar e a evoluir. A subir de nível de consciência relativamente à minha vida amorosa. Já não era o típico homem passivo, estava já dentro da fase social, desenvolvendo alguns aspectos da fase de sedutor (de conforto sexual, não tem nada a ver com manipulações).

Portanto não interessa se és virgem ou não, o que interessa é como lidas com esse facto da tua vida amorosa, e qual é a tua energia quando estás com uma mulher. Porque se houver polaridade masculino/feminino, ela irá sempre sentir-se atraída sexualmente, mesmo sabendo que és virgem. Não é a informação que define o que a mulher sente e deseja, é a tua energia, o teu nível de consciência. Ela pode claro sentir algo com a informação, porque pode interpretá-la de determinada forma e dar-lhe determinado significado, mas nada é mais poderoso do que a tua energia, e como estás no momento presente com uma mulher.

Quando eu comecei a desenvolver a energia de um homem que se sente confortável com a sua sexualidade, foi apenas uma questão de tempo até perder a virgindade. E quando aconteceu estava descontraído, pois já tinha andando vários meses a desafiar-me e a desenvolver a minha confiança.

Para muita coisa, Coragem é a única solução.

O que tens de fazer é enfrentar os teus medos, inseguranças e desconfortos. Sair da tua zona de conforto e desafiar-te. Só assim poderás desenvolver a masculinidade que é atraente para as mulheres femininas, e ter uma energia que crie naturalmente nelas desejo sexual, independentemente de seres virgem ou não.

É esta a saída do bloqueio da virgindade. Tens também de ver toda a situação como algo divertido, e de que te vais rir daqui a uns tempos.



Segue o que Amas,
Pedro Constantino


* * * * *


COMO ATRAIR E CONHECER MULHERES

CURSO ONLINE NÍVEL 1

«Como Ser Naturalmente Atraente, Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres»

14 ebooks + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/04/curso-online-como-atrair-e-conhecer.html


* * * * *


COMO TER UMA VIDA AMOROSA ALEGRECURSO ONLINE NÍVEL 2

«Espiritualidade / Aumento de Consciência / Como Atrair, Conhecer e Amar a Mulher dos teus Sonhos / Intimidade e Relação Amorosa / Vida Social / Afirmações, Visualizações, Meditação, Contemplação e Exercícios»

( 8 áudios / 9 horas de mp3 + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/06/como-ter-uma-vida-amorosa-alegre-curso.html


"O Futuro Do Cool Vibes"

Programa Áudio ENTREVISTA II: O REGRESSO À BASE SECRETA DO COOL VIBES

O FUTURO DO COOL VIBES



Perguntas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

"Livros E Autores Para Explorares"

Programa Áudio ENTREVISTA II - O REGRESSO À BASE SECRETA DO COOL VIBES

LIVROS E AUTORES PARA EXPLORARES

PARTE 1




PARTE 2




Perguntas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

"Como O Processo Do Cool Vibes Te Pode Ajudar"

Programa Áudio ENTREVISTA II: O REGRESSO À BASE SECRETA DO COOL VIBES.

COMO O PROCESSO DO COOL VIBES TE PODE AJUDAR



Perguntas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

quarta-feira, 18 de março de 2009

"Workshop Arte Social – Como Conhecer Mulheres Em Qualquer Lado A Qualquer Momento, De Uma Forma Natural E Autêntica - Inscrições Abertas!!"


WORKSHOP ARTE SOCIAL

> 28 de Março, sábado, às 15h30m no Aparthotel VIP Suítes do Marquês em Lisboa.

Tenho um exercício mental muito importante para fazeres agora:

Imagina-te sentado numa esplanada espectacular. Está um dia brutal... o sol brilha e sentes um calor agradável. Estás a beber a tua bebida favorita fresca. Há uma mulher que se senta numa mesa perto da tua. Ao olhares para ela sentes-te atraído... e queres conhecê-la. Vocês trocam um olhar.

Só que não sabes o que dizer ou fazer... não tens confiança para lá ir. E então manténs-te sentado, a pensar nela. Trocas vários olhares com ela... o desejo de te aproximares dela aumenta... mas nada fazes. Até que ela se vai embora, e tu sentes-te frustrado. Mais uma oportunidade perdida para sempre.

Vamos agora imaginar outro cenário:

Imagina-te sentado numa esplanada espectacular. Está um dia brutal... o sol brilha e sentes um calor agradável. Estás a beber a tua bebida favorita fresca. Há uma mulher que se senta numa mesa perto da tua. Ao olhares para ela sentes-te atraído... e queres conhecê-la. Vocês trocam um olhar.

De imediato pões-te a mexer pois sabes o que dizer e fazer, sentes-te confiante, e então aproximas-te dela e inicias uma pequena e agradável conversa com ela. Até a fazes rir um bocado e tudo, descobres algumas coisas sobre ela e até te apercebes de alguns sinais de interesse dela relativamente a ti. No final ficas com o contacto dela e uns dias depois combinas algo e sais com ela. E continuas depois a sair e a divertir-te com ela regularmente.

Agora compara a emoção de frustração do primeiro cenário com a emoção de satisfação do segundo cenário. Não sei porquê, mas acho que deves preferir o 2º cenário...

Agora imagina o 1º cenário a repetir-se constantemente... imagina a frustração acumulada, imagina essa insatisfação a contaminar as outras áreas da tua vida, porque vives insatisfeito sabendo que não consegues ir falar com as mulheres desconhecidas pelas quais te sentes atraído.

Vamos agora experimentar outra coisa:

Imagina o 2º cenário a repetir-se constantemente... imagina a satisfação acumulada, imagina essa satisfação a deixar-te mais motivado para todas as outras áreas da tua vida, a deixar-te orgulhoso de ti próprio, a fazer-te sentir um poder e liberdade social, porque vives feliz sabendo que consegues ir falar com as mulheres desconhecidas pelas quais te sentes atraído, que tens essa capacidade, e estás regularmente a conhecer uma mulher nova e a sair com todas elas.


E se queres tornar a tua vida como o 2º cenário, então a workshop Arte Social é algo que te vai de certeza interessar, beneficiar e mudar a vida amorosa e social para sempre!

> 28 de Março, sábado, às 15h30m no Aparthotel VIP Suítes do Marquês em Lisboa.

Para poderes estar numa relação íntima fantástica com uma mulher de qualidade, primeiro tens de a conhecer.

A questão é: como se faz isso?

E mais importante ainda: como se faz isso de uma forma natural e autêntica, na qual estás de facto a contribuir para a vida de uma mulher e a fazê-la feliz?

Isso é o que vou partilhar contigo na espectacular workshop do Cool Vibes, ARTE SOCIAL!

Nesta workshop irás:

- Aprender como usar todas as tuas 4 dimensões humanas (mental, física, emocional e espiritual) na tua vida social para conheceres as mulheres que desejas;

- Saber quais são os 15 erros que nunca deves cometer ao conhecer mulheres (há um novo super importante e crucial de evitar sobre o qual tens mesmo de me ouvir falar);

- Aprender como detectar e evitar o tipo errado de mulher, e detectar e criar oportunidades com o tipo certo de mulher (Selecção Consciente);

- Saber como iniciar uma conversa com os 2 tipos atraentes de motivação (e evitar os 2 errados que te vão sempre prejudicar sem dares por isso);

- Aprender os aspectos mais importantes do estilo de vida do homem naturalmente atraente que conhece mulheres facilmente e regularmente;

- Descobrir quais são as 4 qualidades essenciais da Arte Social e como as desenvolver no teu dia-a-dia;

- Criar afirmações e fazer visualizações para mais facilmente obteres os resultados que desejas na tua vida social e amorosa com as mulheres;

- Praticar o tipo de linguagem corporal que mais te vai ajudar a atrair e conhecer mulheres naturalmente (Atracção Natural à distância, presença atraente, 1ª impressão cativante);

- Aprender os 9 princípios do Karma Yoga Social, ou seja, como aplicar espírito e consciência na tua vida social e interacções com as mulheres. Pista: mega poderoso!

- Descobrir como desenvolver a Coragem necessária para falar com qualquer mulher que desejas;

- Descobrir quais são as 4 energias da Arte Social, e como as desenvolver em ti;

- Realizar um poderoso exercício que simplesmente vai mandar os bloqueios do ego para o caixote do lixo juntamente com os pacotes de leite e as cascas de banana;

- Aprender como iniciar uma conversa com uma mulher que não conheces de lado nenhum, em qualquer lado, a qualquer momento, em qualquer contexto ou situação.

Vais aprender como criar o que dizer em qualquer situação, e fazer exercícios comigo e com os outros participantes para desenvolveres essa qualidade e compreenderes todo esse processo (assim como sairás da workshop com um exercício simples para fazer no teu dia-a-dia que te vai ajudar imenso e mudar socialmente);

- Aprender como desenvolver uma interacção estimulante com uma mulher e criar com ela uma ligação emocional verdadeira (mega importante!);

- Aprender como obter naturalmente o contacto da mulher (seja email ou telemóvel);

- Saber como convidar uma mulher para sair e criar saídas estimulantes que criem nela o desejo de voltar a sair contigo;

- Descobrir qual é e como manter a dinâmica do potencial parceiro íntimo, e não ficar encravado na categoria frustrante de só amigo quando desejavas algo mais com as melhores das intenções.

A workshop Arte Social será composta por 2 partes: workshop e coaching.

Na workshop irei partilhar contigo todos os conteúdos do programa e irás fazer vários exercícios, alguns deles que nunca apresentei em workshops anteriores.

No coaching vens comigo e com os outros participantes à minha discoteca favorita, e com a minha orientação personalizada vais entrar em acção, aplicar os conteúdos da workshop e falar com as mulheres por quem te sentes atraído.

Nota: Não és obrigado de forma alguma a participar no coaching. Podes apenas participar na workshop, ter acesso aos conteúdos, fazer os exercícios, e depois ao teu ritmo e vontade aplicar os conceitos e processos no teu dia-a-dia.

Mas se quiseres mesmo também vir ao coaching, há um pequeno senão: é que não dá para irmos todos ao mesmo tempo. Imagina um grupo dezenas de homens numa discoteca... lol não funciona. É por isso que para o coaching na noite da workshop só há 4 vagas. Tem prioridade quem vier de fora de Lisboa, e as vagas serão ocupadas pela ordem de confirmação de inscrição.

Se não fores um dos 4 dessa noite, és 100% livre de vir fazer o coaching numa outra noite a combinar. Certamente já ouviste falar nas famosas e loucas NGSs (Noites do Guerreiro Social).

Outro pormenor importante é que vai haver um intervalo grande para o pessoal poder ir jantar a meio da workshop (oh yeah!). Ou seja, começa por volta das 15h30, depois há pequenos intervalos, às 19h paramos e às 20h10m retomamos a workshop, novamente com pequenos intervalos, até acabar. Depois vai haver mais um intervalo para comer qualquer coisa e descansar, e depois é o coaching. As horas a que começa o coaching e o local serão definidas na altura.

>> Se estás farto de não conseguir conhecer as mulheres por quem te sentes atraído, porque não sabes o que dizer ou fazer, ou porque ficas bloqueado com medo e não tens a coragem e a confiança para ir falar com elas...

>> Se estás farto de ser rejeitado, de sentir a tua vida amorosa fora do teu controlo, de não ter opções (mulheres) com quem sair, dos teus convites para sair não serem aceites, das mulheres não aparecerem nos encontros, de saíres uma vez com uma mulher e nunca mais a voltares a ver, de levares com o tipo errado de mulher, e farto de ficar apenas como amigo quando desejavas algo mais com a melhor das intenções...

Então esta workshop é para ti, e é uma oportunidade única que deves mesmo aproveitar!


Depois desta workshop conseguirás ir falar com qualquer mulher, em qualquer lado a qualquer momento...

Saberás sempre o que dizer, como desenvolver uma interacção estimulante e criar uma ligação emocional com a mulher...

Irás ser capaz de obter naturalmente o contacto da mulher...

Saberás como convidar uma mulher para sair, criar saídas e momentos estimulantes, terás sempre opções (mulheres) com quem sair para te divertires...

O conceito de rejeição vai simplesmente desaparecer da tua vida...

Serás sempre visto como um potencial parceiro íntimo e não apenas como amigo...

Saberás como detectar e evitar o tipo errado de mulher...

A tua vida social vai ficar incrívelmente estimulante...

E saberás a um nível profundo como de facto contribuir para a vida de uma mulher e fazê-la feliz!



Vais aprender a usar a mente, o corpo, emoções, energia, espírito e consciência na tua vida social para começares a conhecer o tipo de mulher que desejas!


E ao participares na workshop Arte Social receberás ainda os espectaculares 10 ebooks do Cool Vibes:

*Projecção (Como desenvolver uma imagem e linguagem corporal naturalmente atraente para as mulheres).
*Segredos do Feminino (Sobre as mulheres, como pensam, funcionam, se excitam, o que querem, do que precisam, etc).
*Introdução à Atracção (Com todos os conteúdos, e mais, da workshop do mesmo nome).
*Atracção Online (Curso completo sobre como conhecer mulheres pessoalmente pela internet).
*A Arte da Selecção (Como evitar o tipo errado de pessoas).
*Os 7 Maiores Erros Que As Pessoas Cometem Na Sua Vida Amorosa
*Os 23 Maiores Erros Que Os Homens Cometem Com As Mulheres (clássico e popular)
*Mindset Challenge (Para desenvolver mentalidade positiva)
*As 14 Coisas Que Nunca Deves Fazer Ao Conhecer Mulheres Em Locais Públicos
*As 10 Coisas Que Nunca Deves Fazer Ao Conhecer Mulheres Pela Internet


Como te podes inscrever:

Para te inscreveres e participares na mega workshop Arte Social envia-me agora um email para
CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Workshop Arte Social – Inscrição”, e com o teu 1º e último nome, mais localidade (por causa do coaching) na mensagem. Depois receberás um email meu com o resto dos detalhes da inscrição e um pdf sobre a workshop que terá, entre outras coisas, um mapa da localização (que é algo que dá sempre jeito).

Se conheces alguém que pode estar interessado nesta workshop fala-lhe dela. Com amigos todo o processo se torna mais descontraído e divertido!

*INSCRIÇÕES LIMITADAS*

Este será um dia que nunca esquecerás, pois irás estar numa sala com um grupo de homens que querem mais e melhor para si e para as mulheres que conhecem e que conhecerem, e irás aprender e fazer coisas que fazem parte da vida de apenas uma minoria de homens. Sim, somos muito poucos no nível de consciência da Atracção Natural e tu és muito bem-vindo!

Esta não é a tua típica e tradicional workshop de desenvolvimento pessoal ou de espiritualidade. Apesar de haver várias delas fantásticas às quais eu te aconselho vivamente a ir (e tens várias aqui anunciadas no blog), jamais irás aprender nelas o que vou partilhar contigo na workshop Arte Social. É um tema muito específico que tem como origem o meu caminho pessoal e difícil de transformação pessoal interior, e tudo aquilo que tenho descoberto desde 2004, e alcançado na minha vida amorosa e social.

Se queres fazer amigos a sério com quem podes juntamente aprender como criar uma vida amorosa e social extraordinária, então este é o local. Esta é a workshop.

Sem tretas, sem fogos-de-artifício, sem fantasias, sem idealizações, sem pinturas de côr-de-rosa... apenas a Verdade que de facto te vai ajudar e que a sociedade actual não sabe, não conhece, não faz a mínima ideia de que é possível ou de que existe.

Eu vou-te mostrar um caminho através do qual poderás de facto contribuir para a vida de uma mulher, e fazê-la experienciar os momentos e as emoções que ela sempre desejou experienciar na sua vida amorosa e social com um homem.

Deste momento, em que estás a ler este texto, até estares confortávelmente sentado na workshop vai apenas um passo de coragem de distância. Uma decisão. Uma decisão que pode muito bem mudar a tua vida, se depois continuares esse caminho.

Quando irás dar esse passo de coragem e de facto começar a conhecer as mulheres que desejas e passar momentos fantásticos com elas?

Espero ver-te na workshop no dia 28 de Março, para uma noite bem divertida e interessante de evolução pessoal/espiritual, na qual irás aprender conteúdos que depois de os começares a aplicar na tua vida social, nem vais acreditar no que te está a acontecer!


Clica aqui http://coolvibesblog.blogspot.com/2009/02/testemunhos-de-quem-ja-aplicou-os.html e descobre os resultados inacreditáveis que as pessoas andam a ter com os conceitos e ferramentas de Atracção Natural do Cool Vibes.

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino
Criador do Cool Vibes

PS: Para te inscreveres e participares na mega workshop Arte Social envia-me agora um email para
CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Workshop Arte Social – Inscrição”, e com o teu 1º e último nome, mais localidade (por causa do coaching) na mensagem. Depois receberás um email meu com o resto dos detalhes da inscrição e um pdf sobre a workshop que terá, entre outras coisas, um mapa da localização (que é algo que dá sempre jeito).

"Como Definir e Alcançar Objectivos Com Sucesso em Qualquer Área da Vida"

Este é um pequeno excerto da espectacular workshop Cool Vibes Life Conscience, que realizei a 24 de Janeiro de 2009 em Lisboa. Vieram pessoas de todo o país, e até das ilhas, e apareceram tantas pessoas que até algumas se tiveram de sentar no chão lol mas foi sem dúvida uma experiência brutal e altamente estimulante!

Sinto-me mesmo muito grato por tudo o que se passou nessa workshop, e muito agradecido a todos os que reservaram o seu sábado à tarde para me virem ouvir falar sobre os temas da Atracção Natural e da Evolução Pessoal/Espiritual, que são o meu caminho e grande paixão.

Fica então aqui um pequeno (mas muito útil) vídeo, para recordar a workshop ou descobrir como definir e alcançar objectivos com sucesso em qualquer área da vida.






Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

"Como Lidar Com A Atracção Física E A Energia Sexual"

Esta é a sexta parte do espectacular programa áudio que lancei em Dezembro de 2008, chamado ENTREVISTA 2: O REGRESSO À BASE SECRETA DO COOL VIBES.

Nas próximas semanas irei colocar aqui as partes seguintes para ouvires e beneficiares dos conteúdos, mas podes já ouvir tudo hoje clicando neste link http://www.youtube.com/view_play_list?p=E4F188303EB338CE&page=2

E agora hey, clica no play e descobre como lidar com a atracção física e a energia sexual para que não sejas uma mera marioneta do corpo, e consigas alcançar os resultados que desejas na tua vida amorosa:


PARTE 1



PARTE 2




Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

SSER - Seminário de Liderança, Motivação e Realização: "Os 4 Passos de Líderes de Sucesso"

Para o pessoal do Norte, mais um evento de desenvolvimento pessoal que merece atenção... e a tua participação. É de outro amigo meu, e se eu não soubesse que realmente ele é bom no que faz e é uma pessoa excelente que tive o privilégio de conhecer o ano passado, jamais te falaria deste seminário aqui no Cool Vibes.

Fica aqui o breve anúncio:

A“Optimismo & Convicção” tem a honra de apresentar, especialmente para si, o 1º Seminário de Liderança, Motivação e Realização - "SSER".

Aveiro - 21 e 22 de Março, no Hotel Mélia das 9h29 às 18h45.
Viana - 4 e 5 de Abril.
Porto - 25 e 26 de Abril.


- INTRODUÇÃO AO PNL, COACHING
E SPIRAL DINAMICS


- TÉCNICAS DE MOTIVAÇÃO E PODER DE FOCUS

- OPTIMIZAÇÃO DE TEMPO

- VISÃO COM CONFIANÇA, ENERGIA E DECISÃO

- COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL

- CARACTERÍSTICAS DE SUCESSO E SUPERAÇÃO

- MODELO STEP UP

- COMPROMISSO SSER


Numa época de desafios como a actual, o melhor investimento que podemos fazer é mudar a nossa vida para melhor…

Mudar com Energia e Capacidade de Energisar...
Mudar com Motivação e Capacidade de Motivar...
Mudar para o Sucesso através de estratégias Claras e Eficazes...

TRANSFORMAR a mudança em PROGRESSO.

Descubra já "OS 4 PASSOS DE LIDERES DE SUCESSO"

"Na vida, cada grande passo em frente é precedido por uma decisão clara e um compromisso de acção".
- Brian Tracy

Decida participar agora pois este vai "SSER" o primeiro passo para a realização dos seus sonhos.

Para mais informações visita http://www.Optimismo.pt

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

PS: tenho a certeza que vai ser brutal Ricardo. Muito sucesso para ti e para o teu projecto, vais arrasar! :)

quarta-feira, 11 de março de 2009

"Exemplo de Interacção Natural Entre Homem e Mulher, e de Criação de Ligação Emocional Autêntica"

É hoje, aqui e agora... o misterioso excerto de filme que te vai ajudar a conhecer as mulheres que desejas, e a perceber melhor como tudo se processa.

Antes de veres o vídeo é importantes que tenhas em mente que não é um exemplo perfeito. E se já viste o filme tenho a certeza que sabes porquê.

Mas é um exemplo suficientemente bom, através do qual é possível observar e explicar vários aspectos importantes da Arte Social de conhecer mulheres naturalmente.

E agora, senta-te confortavelmente, vai buscar um refresco pois o Sol decidiu finalmente aparecer em grande... (mas hey, nada de alcóol), vê com atenção o vídeo e depois lê a minha explicação. E se for preciso, volta a ver o vídeo a meio da explicação, as vezes que forem necessárias.







Sim, este é um excerto do mais recente filme de Mickey Rourke, The Wrestler. Realizado por Daren Aronofsky e também com Marisa Tomei.

Então o primeiro aspecto a ter em conta relativamente a este excerto, é o contexto em que deves olhar para ele. Não se trata de uma abordagem inicial, ou de como iniciar uma interacção, mas sim de como desenvolver uma interacção e criar uma ligação emocional.

Randy “The Ram” Robinson (Mickey Rourke), começa por convidar Cassidy para ir beber uma cerveja. E aqui está logo o primeiro ponto importante: um convite simples, directo e honesto... sem fogos-de-artifício, sem espectáculos montados, sem esquemas ou esperteza manipuladora... ele limita-se a fazer-lhe um convite simples para irem fazer algo simples que ele gosta de fazer e costuma fazer: beber uma cerveja e conversar.

E se observares bem o Randy, vais-te aperceber de que ele não tem qualquer problema em ser rejeitado. Ele diz o que tem a dizer, faz o convite, é autêntico e ele próprio na sua simplicidade, e está pronto para qualquer resultado. A isto chama-se Coragem, e é um dos princípios da Arte Social.

E o convite em si é inocente, há uma certa inocência e vulnerabilidade na sua atitude. Beber uma cerveja não é nada de especial, se calhar naquela altura até era a única coisa para a qual ele tinha dinheiro, e das poucas coisas que costumava fazer na sua vida social. Ele está mesmo de braços abertos, pronto para levar com qualquer resposta.

E para quem em Dezembro do ano passado foi à workshop ANQ (Atracção Natural: As Qualidades), a importância da qualidade Vulnerabilidade está bem presente. Ou pelo menos deveria estar...

A seguir, Cassidy (Marisa Tomei) hesita (e quando vires o filme percebes porquê). Ela sente-se um pouco desconfortável, e acaba por dizer que tem uma criança, que é mãe.

Ela não diz que sim nem que não... não dá a Randy uma resposta clara, mas a balança está mais inclinada para o não.

Randy é então nesse momento “rejeitado”. O seu convite não foi directamente aceite. E o que faz ele? Como reage ele? Tenta insistir com a arma secreta do “vá lá, anda lá...”? Não. Saca de uma resposta esperta para a manipular e convencer a ir? Não.

Ele nem sequer reage à incerteza dela. Ele nem sequer reage à rejeição. Ele limita-se a continuar a falar com ela, porque para ele é ELA que INTERESSA, e não o que ELE pode OBTER dela (aceitar o convite, ir com ele beber uma cerveja).

Então o que faz ele? Pergunta-lhe se a criança é rapaz ou rapariga. Ele está presente no momento a interagir com Cassidy, e a responder-lhe através do que ela diz (interacção natural), e não preso dentro da cabeça a pensar preocupado “como é que eu a convenço a vir comigo beber uma cerveja?”, “o que é que eu digo/faço a seguir?”, “será que ela gosta de mim?”, “aquilo no céu é mesmo um ovni ou ando a fumar demasiada ganza para aliviar a minha baixa auto-estima?”.

Ele simplesmente OUVE Cassidy e fala com ela tendo em conta o que ela DIZ. Chama-se a isto estar em sintonia com alguém, e sem isto nunca há interacção (muito menos ela se desenvolve), nunca há ligação emocional entre duas pessoas, nunca há ligação emocional entre um homem e uma mulher.

Então Randy pergunta a Cassidy se é rapaz ou rapariga. E Cassidy responde, mais confortável com a situação, que é um rapaz.

Depois Randy pergunta-lhe que idade ele tem... e Cassidy responde-lhe confortavelmente que tem 9 anos de idade.

Mais uma vez, e como é suposto, Randy estava em sintonia com ela, a ouvi-la, e a dizer-lhe algo conforme o que ela lhe dizia = LIGAÇÃO EMOCIONAL. Estavam ambos a explorar o mesmo tema de conversa, que por acaso estava a vir dela. Ouvir as mulheres, realmente ouvi-las, é um dos principais conceitos da Arte Social.

Estar preso dentro da cabeça a pensar em respostas espertas de manipulação, ou em como dar a volta à situação e sair a ganhar obtendo o que se deseja... isso é o que tu queres evitar e eliminar da tua vida. E uma das razões é porque atrai mulheres que estão presas dentro da cabeça, a pensar em respostas espertas de manipulação, ou em como dar a volta à situação e sair a ganhar obtendo o que desejam de ti.

E tu não queres ter esse tipo de mulher na tua vida, acredita.

Outra razão é que estar preso dentro da cabeça dá-te uma energia que no contexto da vida social, ou durante uma interacção, não é lá muito atraente ou útil... e eu hoje vou-lhe dar o nome oficial de energia zombie ;)

Depois de Randy saber que o filho de Cassidy tem 9 anos, ele vai ao carro buscar uma action figure de si próprio e oferece-o a Cassidy para ela o dar ao filho.

Manipulação...?

Não.

Só se ele andasse na carrinha com uma colecção de action figures de propósito para engatar mulheres com filhos. O que não é o caso. Wrestling é a grande paixão de Randy, e ele anda no carro com a action figure para se recordar dos seus tempos de glória nos anos 80. A action figure não estava na carrinha de propósito para ele conseguir obter de Cassidy o que queria.

Não tem nada a ver com (gulp!) pagar uma bebida a uma mulher com quem se quer falar.

Ok, pára tudo. Acabei de ter a ideia do século! Segura-te bem...

Em vez de certos desgraçados andarem a pagar coisas às mulheres para falarem e sairem com elas... que tal criar-se uma espécie de parquímetro portátil para esse tipo de mulher? Assim o homem aproximava-se dela e colocava uma moeda no parquímetro para falar com ela! ;D

E conforme o tempo que quisesse estar a falar ou a sair com ela, ía colocando mais moedas no parquímetro. Mas espera, isto não se pode chamar assim... tem de ser o... INTERACCÍMETRO. Sim, porque não tem a ver com parque de estacionamento, mas com tempo de interacção.

No mínimo teria que se chamar... ATRACCÍMETRO.

E agora que já partilhei com o mundo a minha ideia genial, bora lá voltar à explicação do vídeo...

A oferta do boneco não tem nada a ver com manipulação, foi uma ideia engraçada que ele teve na altura, naquele momento. Porque quando vires o filme vais perceber que Randy gosta de crianças, e costuma convidar um miúdo que vive perto de si para jogar um jogo de wrestling antigo na Super Nintendo.

Tudo o que ele fez veio naturalmente da pessoa que é, e não de propósito para obter um resultado exterior. A sua paixão por wrestling e compaixão por crianças deram-lhe a ideia de oferecer a action figure ao filho de Cassidy. Isto é o que se chama de caminho na vida e paixões a funcionarem: ficamos rodeados de coisas criadas por nós que nos vão ajudar naturalmente e honestamente.

Agora imagina que Randy não tinha nada a ver com wrestling, perguntava a Cassidy do que o filho mais gostava, ela respondia wrestling, e ele no dia a seguir ía comprar umas action figures de wrestlers famosos de propósito, oferecia-os a Cassidy para ela dar ao filho, e logo a seguir insistia na ideia de ela ir sair com ele...

Isso sim, chama-se manipulação.

Há muito mais a dizer e a explicar, mas a ideia base é essa.

Continuando...

Randy depois diz a Cassidy para o filho dela ter cuidado com a action figure pois é um coleccionável de 300 dólares.

E ela responde admirada “A sério?”

E ele diz “Não...”

Lol

Sentido de humor a funcionar, e a brincar com ele próprio e a sua situação de wrestler um pouco arredado dos tempos de glória e fama. Mais uma vez: autenticidade, inocência e vulnerabilidade. Nada de dicas espertas para dar a ideia que é superior a ela... nada de esquemas para parecer uma grande coisa...

Uma piada simples, que faz Cassidy rir-se.

Agora, toda esta pequena interacção foi criando em Cassidy conforto, foi deixando-a mais descontraída e gerou entre ambos uma LIGAÇÃO EMOCIONAL. Eles estavam em sintonia, haviam emoções e a saltar de um lado para o outro... e ele não só foi super simples, como autêntico, teve consideração por ela, teve a ideia engraçada de oferecer a action figure ao filho dela, como também disse uma piada a brincar com ele próprio e fê-la rir-se...

E naquele momento em que a ligação estava mais forte e viva, fazia todo o sentido voltar a convidá-la. Sem esquemas espertos, sem tretas, para exactamente a mesma coisa (beber uma cerveja) da mesma forma... estando novamente pronto para qualquer resposta, reacção ou resultado...

E desta vez ela aceitou... pois já havia uma ligação emocional entre ambos. Ou seja, houve partilha de uma experiência... ele contribuiu para a vida dela, criando nela emoções positivas, falando com ela sobre algo de que ela gosta (o filho), fazendo-a rir, oferencendo ao filho dela a action figure... etc.

Ele DEU algo... não se limitou a estar ali apenas a querer OBTER algo dela. E durante toda a pequena interacção ele estava confiante, descontraído, a dar-lhe espaço, etc.

Muita coisa positiva e útil neste excerto que encontrei por acaso... e que foi uma das coisas que me motivou a ir ver o filme ao cinema. Não é um exemplo perfeito, mas é muito bom.

Claro que, este vídeo mostra apenas uma parte da ponta do iceberg... a Arte Social é muito profunda, vasta e variada.

E as inscrições vão abrir daqui a uns dias...

Sim, as inscrições para a espectacular workshop do Cool Vibes, ARTE SOCIAL – Como Conhecer Mulheres Em Qualquer Lado, A Qualquer Momento, De Uma Forma Natural e Autêntica e Desenvolver Uma Vida Social Extraordinária, vão abrir daqui a uns dias.






Irás receber um email com detalhes da workshop e como te podes inscrever (também irei aqui colocar no blog um post com essa informação).


*A workshop Arte Social vai ser no dia 28 de Março (sábado), às 15h30m, no Aparthotel VIP Suítes do Marquês em Lisboa*

Vai ser uma workshop super divertida e interessante, com conteúdos e ferramentas inéditas do Cool Vibes, as minhas últimas e mais poderosas criações. Ao participar irás ainda receber 10 ebooks do Cool Vibes, e para acabar o post de hoje, fica aqui uma lista dos temas da workshop...

Nesta workshop irás:

- Aprender como usar todas as tuas 5 dimensões humanas (mental, física, emocional, espiritual e consciência) na tua vida social para conheceres as mulheres que desejas;

- Saber quais são os 15 erros que nunca deves cometer ao conhecer mulheres (há um novo super importante e crucial de evitar sobre o qual tens mesmo de me ouvir falar);

- Aprender como detectar e evitar o tipo errado de mulher, e detectar e criar oportunidades com o tipo certo de mulher (Selecção Consciente);

- Saber como iniciar uma conversa com os 2 tipos atraentes de motivação (e evitar os 2 errados que te vão sempre prejudicar sem dares por isso);

- Aprender os aspectos mais importantes do estilo de vida do homem naturalmente atraente que conhece mulheres facilmente e regularmente;

- Descobrir quais são as 4 qualidades essenciais da Arte Social e como as desenvolver no teu dia-a-dia;

- Criar afirmações e fazer visualizações para mais facilmente obteres os resultados que desejas na tua vida social e amorosa com as mulheres;

- Praticar o tipo de linguagem corporal que mais te vai ajudar a atrair e conhecer mulheres naturalmente (Atracção Natural à distância, presença atraente, 1ª impressão cativante);

- Aprender os 9 princípios do Karma Yoga Social, ou seja, como aplicar espírito e consciência na tua vida social e interacções com as mulheres. Pista: mega poderoso;

- Descobrir como desenvolver a Coragem necessária para falar com qualquer mulher que desejas;

- Descobrir quais são as 4 energias da Arte Social, e como as desenvolver em ti e usá-las;

- Realizar um poderoso exercício que simplesmente vai mandar os bloqueios do ego para o caixote do lixo juntamente com os pacotes de leite e as cascas de banana;

- Aprender como iniciar uma conversa com uma mulher que não conheces de lado nenhum. Vais aprender como criar o que dizer em qualquer situação, e fazer exercícios comigo e com os outros participantes para desenvolveres essa qualidade e compreenderes todo esse processo (assim como sairás da workshop com um exercício simples para fazer no teu dia-a-dia que te vai ajudar imenso e mudar);

- Aprender como desenvolver uma interacção estimulante com uma mulher e criar com ela uma ligação emocional verdadeira (mega importante!);

- Aprender como obter naturalmente o contacto da mulher (seja email ou telemóvel);

- Saber como convidar uma mulher para sair e criar saídas estimulantes que criem nela o desejo de voltar a sair contigo;

- Descobrir qual é e como manter a dinâmica do potencial parceiro íntimo, e não ficar encravado na categoria frustrante de só amigo, quando desejavas algo mais com as melhores das intenções.


Por hoje é tudo. Obrigado por aqui teres vindo ler este post.

Se estás interessado em participar na workshop Arte Social, envia-me agora um email para CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Workshop Arte Social”, e serás adicionado à lista especial de interessados que serão avisados de tudo.

E se o tema da Arte Social realmente te interessa, então tens MESMO de ouvir este super áudio: http://coolvibesblog.blogspot.com/2009/03/arte-social-de-conhecer-mulheres.html

Segue as tuas paixões e até dia 28 de Março!
Pedro Constantino

"O Que Fazer Quando Estás A Conhecer Uma Mulher E Ela Diz Que Tem Namorado"

"O Que Fazer Quando Estás A Conhecer Uma Mulher E Ela Diz Que Tem Namorado"



Aqui está algo muito comum de acontecer:

O homem está a conhecer uma mulher, sente-se atraído por ela e quer ter intimidade física com ela, mas durante a sua primeira interacção e conversa, ou numa das primeiras saídas entre os dois, ela diz-lhe que tem namorado.

O que se faz nesta situação?

Ela acaba-te de dizer que está comprometida e que tem namorado. O que fazes? Qual é a melhor decisão a tomar? O que dizes? Qual é o passo seguinte?

Uma das “soluções” que mais facilmente irás encontrar na internet é teres sempre pronta uma “resposta esperta” para a mulher, na qual de alguma forma, subtilmente, secretamente e indirectamente, desvalorizas o seu namorado ou a sua relação, e dás a entender que és uma opção muito melhor.

Muito giro e inteligente... para um nível de consciência baixo. Tipo, o do ego humano ;)

Não tem mal nenhum... se a tua intenção é levar eternamente com o tipo errado de mulher, e ter a vida amorosa caótica, cheia de problemas, stress e sofrimento em que a maior parte dos seres humanos vive.

Eu honro a tua decisão de escolheres o caminho do sofrimento. Não há nada de mal ou errado nisso.

Mas se queres de facto evoluir como homem e ser humano, e atrair e conhecer mulheres de qualidade, de um nível de consciência elevado, então presta bem atenção a isto:

Ela disse ao homem que tem namorado. Só há na Verdade duas situações possíveis aqui:

Ou ela está a mentir... ou ela está a dizer a verdade.

No caso de estar a mentir, o pessoal do ego pensa logo: “hey, então nesse caso não faz mal mandar a resposta esperta, porque não estou a interferir em nenhuma relação!”

Errado.

A cegueira do ego para obter aquilo que deseja e aliviar o vazio interior é tão grande, que ele nem vê, ele nem percebe que se a mulher disse que tem namorado e mentiu...

... então é porque ela é uma mulher desonesta. E porque hás-de tu querer ter algo com uma mulher desonesta?

Assim como mentiu em relação a ter namorado ela mente em relação a outras 1001 coisas. É a pessoa que ela é, é o seu nível de consciência. Desonestidade é uma das “ferramentas” que ela usa na vida.

Que estado de desespero é este em que se está “aberto” a aceitar desonestidade só para se ter um orgasmo com alguém ou se obter atenção de alguém?

Onde está o auto-respeito e a auto-estima? Não está, infelizmente.

O tipo errado de mulher vai sempre destruir-te a vida sem te aperceberes disso.

Seja qual for a razão pela qual ela tenha mentido, nunca há Verdadeira necessidade de ser desonesto. A desonestidade vem de 2 fontes essencialmente:

A pessoa mente porque fez asneira e tem medo de sofrer as consequências;

Ou a pessoa (ego) mente porque tem medo de não ser aceite e validada.

Desonestidade vem, na sua essência, de medo. É uma fraqueza muitas vezes disfarçada de esperteza. Não tira valor nenhum às pessoas, mas apenas contribui para o seu próprio sofrimento. Porque por um lado elas vão atrair pessoas desonestas, e por outro nunca irão enfrentar a Realidade e lidar com a Verdade das situações, e por isso nunca irão mudar e criar o que é preciso.

A desonestidade não é de se julgar e criticar, é de se ter Compaixão. Pois na Verdade vem de sofrimento. Agora, Compaixão não é fechar os olhos à questão e deixar andar... é tomar a decisão consciente de se afastar disso e de viver com 100% de Honestidade e Autenticidade, custe o que custar.

Isso sim é Verdadeiro poder interior, e altamente atraente.

Portanto, se ela mentiu, se ela disse que tem namorado quando na verdade não tem, isso não é luz verde para avançares... é bandeira vermelha para te afastares.

Que é uma mulher desonesta isso é garantido. E pode estar a tentar meter-se com jogos (manipulação), o que é ainda pior.

É importante que percebas que eu estou a falar apenas no contexto de se conhecer e atrair mulheres de qualidade, de um nível de consciência superior. Esta conversa obviamente não interessa a quem apenas quer obter o alívio (orgasmo e validação), desrespeitar-se e continuar a experienciar problemas, stress e sofrimento na sua vida amorosa.

Então e se for Verdade? E se ela tiver mesmo namorado?

É passar à próxima. Não há qualquer Honra em andar atrás de mulheres comprometidas, na tentativa de se ter algo com elas que as faça trair o namorado e desrespeitar-se.

Não é assim que se evolui e se contribui para a vida das mulheres.

Mas o ego não percebe isto. O pessoal das “respostas espertas” não consegue perceber e encaixar isto. Eles têm sempre uma justificação lógica qualquer que valida a sua decisão desonesta e manipuladora.

Porque se o namorado for daqueles que a trata mal e desrespeita, “estou a salvá-la e a ajudá-la”.

Se for daqueles que a trata bem, mas que não a estimula lá muito e faz apanhar secas, “estou a salvá-la e a ajudá-la”.

Como se de facto estivessem a fazer um grande favor à humanidade, ou a contribuir para a vida da mulher...

A única razão pela qual eles se aproximaram da mulher foi porque o seu corpo se quer reproduzir com o dela, por mera atracção física ou sexual. Isso não é “salvá-la e ajudá-la”... é agir por puro interesse próprio e pintá-lo de côr-de-rosa, dando-lhe um significado que não tem.

O que se passa é que estes homens não conseguem sair de uma conversa e ir para casa a pensar que ouviram um não de uma mulher. A pensar que foram rejeitados por uma mulher. A pensar que não deu com uma mulher. Que não obtiveram o que desejavam de uma mulher. Que não conseguiram o que queriam, seja isso o contacto da mulher, sair com ela, obter demonstrações de interesse dela, beijá-la, curtir com ela, levá-la para a cama, etc.

O seu ego controla-os tanto, que eles têm medo da rejeição e depois não sabem lidar com ela. Não conseguem largar a dependência dos resultados... como se uma mulher fosse uma espécie de equação matemática com um igual no fim, depois do qual tem mesmo de aparecer algo senão é o fim do mundo.

Como se lhes fosse cair um braço se não conseguirem obter sempre algo de todas as mulheres com quem falam. Então precisam de tentar sempre dar a volta às situações para obterem o que desejam, o que desesperadamente precisam: validação.

Porque senão não se conseguem sentir bem com eles próprios. Não se sentem um homem, porque houve uma mulher que um dia os rejeitou, ou com quem não deu para avançar físicamente e sexualmente.

Para a mulher comum isto é irrelevante... mas para a mulher de nível de consciência elevado é tudo menos atraente. É uma fraqueza. Ser-se uma espécie de escravo ou marioneta do corpo e da mente, e manipular as mulheres para se satisfazer cegamente os “mestres” corpo e mente (porque eles coitadinhos não aguentam se não tiverem o orgasmozinho ou obterem a atençãozinha), é na Verdade a maior fraqueza do ser humano, e neste caso dos homens.

Para quê perder tempo e energia com uma mulher que diz que tem namorado, quando isso ou é um sinal de que ela é desonesta ou de que não está disponível, e há MILHARES de mulheres solteiras e disponíveis que se pode conhecer à vontade, e sair com elas e se divertir?

Para quê ficar “encravado” numa situação, a forçar e a manipular, a desrespeitar as pessoas (e a desrespeitarmo-nos a nos próprios), só porque o menino ego não aguenta uma rejeição?

Porque usando as “respostas espertas” e a manipulação desonesta, o homem até pode obter algo da mulher mesmo que ela esteja comprometida. Até a pode levar para a cama várias vezes nas costas do namorado, ou até fazer com que ela acabe a relação.

Mas o que este “campeão” não percebe é que quando estiver com ela, seja em que tipo de relação for, ela vai-lhe fazer o mesmo. Porque ela é do tipo de mulher que mesmo tendo namorado e estando comprometida, vai para a cama com outros homens ou sai com eles numa de flirt.

E este é precisamente o tipo de mulher que não te interessa se queres ter uma vida amorosa de qualidade.

Mas este “campeão” tem tanto auto-respeito que aceita este tipo de mulher na sua vida... ;)

Mas como já deves ter percebido o ego não quer saber de valores, apenas de validação e resultados.

Sim, se ela disser que tem namorado é mesmo o fim da estrada. É sinal para dares um passo atrás e ires investir tempo e energia noutras mulheres. Podes continuar a falar com ela por MSN, ou até sair em grupo com ela, mas deixas de a convidar para saírem só os dois.

E manténs esta dinâmica enquanto andas a conhecer outras mulheres e a sair com elas (que é o que deves estar constantemente a fazer enquanto és solteiro: criar opções), até que descubras que de facto era mentira e afastas-te de vez por ela ser desonesta.

Ou então até descobrires que de facto é Verdade, e afastas-te apenas um pouco, respeitando a sua relação e namorado (sim, porque ele também é um ser humano), mantendo uma pequena ligação com ela, e seguindo o teu caminho com outras mulheres.

E aí sim, quando as mulheres te olharem nos olhos vão ver Integridade. Vão ver um homem a sério que não cede a tentações, e que há muito se deixou de tretas, mentiras, desculpas e fraquezas.

Vão ver um homem que tem verdadeiro fascínio, consideração e Compaixão pelas mulheres, e que não as vê como uma mera fonte da qual pode obter algo e da qual depende para se sentir bem consigo próprio... mas sim que as vê como uma oportunidade de contribuição.

Um homem que deseja partilhar com elas experiências estimulantes para ambos. Um homem com auto-respeito, e Verdadeiro respeito pelos outros.

E nesse momento ela vai-se sentir atraída a um nível como nunca se sentiu antes... e mesmo que nunca chegue a saber o teu nome, mesmo que nunca mais te veja na vida e que aquela tenha sido a vossa única conversa, ela jamais esquecerá aquele momento e jamais se esquecerá de ti.

E isso é verdadeira Atracção Natural.

Segue o que Amas,


Pedro Constantino