AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

“Como Ter Um Dia Dos Namorados Extraordinário, Estejas Numa Relação Ou Sejas Solteiro! – Atracção Natural No Dia De São Valentim”

Hey, está a chegar o grande dia!

Dia 14 de Fevereiro (já este sábado) é o famoso Dia dos Namorados, e neste post vou partilhar contigo várias ideias e conceitos para que tu, estejas numa relação íntima com alguém especial ou sejas solteiro, possas ter um dia em grande, divertido e altamente estimulante!

Oh yeah!! ;)

Então, vamos começar pelo pessoal que está numa relação íntima com alguém especial.

Se é o teu caso, então é extremamente importante que saibas, percebas e ponhas isto em prática:

O Dia dos Namorados não vai melhorar nem salvar a tua relação. Sim, não é a altura certa nem especial seja para o que for. Porque todos os dias são Dia dos Namorados.

Todos os dias da tua relação, todos os dias em que estás com o teu parceiro, são dias dos namorados.

“É pá, mas isso de todos os dias serem dia dos namorados é uma grande trabalheira, e custaria muito dinheiro. Isso é bom é para os ricos!”

Aqui vem a parte importante do post:

Uma relação íntima ou amorosa, um namoro, vive de intimidade... não de espectáculos montados, não de objectos materiais (prendas), não de jantares em sítios especiais e caros, não de viagens, e muito menos de gastar dinheiro com o parceiro.

Vem sim da tua personalidade, da pessoa que és. Vem do teu nível de consciência. Da tua atitude perante a tua relação e parceiro. Não vem de nada exterior a ti.

Vem da forma como fazes sentir o teu parceiro com a tua companhia, presença, conversa, piadas, brincadeiras, compaixão, toque, olhar... é a vossa ligação emocional e física.

A relação é contigo, não é com as prendas e os jantares. Não é com o teu dinheiro. E muito menos apenas acontece uma vez por ano no dia 14 de Fevereiro.

E se estás numa relação com alguém para quem as coisas exteriores são demasiado importantes, ao ponto de a sua ausência poder levar a conflitos, discussões, maus momentos, birras, ameaças e “vinganças”, então eu tenho notícias para te dar:

Estás com o tipo errado de pessoa.

Mas claro que, só damos importância e atenção à relação e ao parceiro quando de facto temos verdadeiro fascínio e consideração por ele.

Pois quando se está numa relação apenas para se obter algo da outra pessoa, seja isso prazer sexual ou uma forma qualquer de validação (bengala emocional), só nos lembramos da pessoa e da relação, só fazemos algo, quando estamos à rasca a precisar de algo que nos faça sentir bem com nós próprios, que nos alivie do sofrimento em que vivemos e nos alivie do nosso vazio interior.

Assim obviamente não funciona, porque não estamos a contribuir para a vida da outra pessoa. Estamos apenas a usá-la para satisfazer carências e necessidades pessoais.

O ser humano não é uma espécie de remendo de calças que usamos sempre que temos algum buraco na nossa vida, ou em nós. Não é esse o propósito de uma relação íntima.

Portanto se estás numa relação íntima com alguém especial, não tornes o dia 14 de Fevereiro numa espécie de “Natal 2: O Regresso do Materialismo Sem Significado”.

A melhor e maior prenda que podes oferecer a alguém és tu próprio. É o teu sorriso e compaixão. A tua voz e companhia. O teu Ser e a tua contribuição para a vida de quem te é especial.

E se as pessoas com quem estás não sabem apreciar isso... então andas a sair com o tipo errado de pessoas.

Agora, não há nada de errado em ofereceres uma prenda ou ires a um sítio diferente fazer algo diferente com o teu parceiro. Não há nada de errado nisso. E se tiveres imaginação, se estiveres mesmo a pensar no teu parceiro e na qualidade da vossa ligação e relação, podes através de uma simples prenda ou saída ter um dia dos namorados extraordinário e muito especial.

O que não deves é depender de coisas exteriores e materiais para manter a relação “viva”. Hey, não queiras ter uma relação zombie com o tipo errado de pessoa. Isso seria o mesmo que mergulhar voluntáriamente nas chamas do Inferno... e ainda pedir que aumentassem a temperatura da cena.

Não é lá grande ideia ;)

Nota: o Inferno é apenas uma metáfora para um estilo de vida miserável no qual há todo o tipo de dor e sofrimento (identificação com o mundo material, ausência de Consciência), e está sempre à distância de uma pequena decisão. Há coisas fantásticas não há? :D

(sim, eu hoje estou numa de parvoíces)

Nota 2: O Inferno é um estilo de vida patrocinado pelo Ego Humano =)

Ou melhor, pelo controlo do ego humano, pois não há nada de errado no ego em si. Ele é apenas um animal selvagem inocente em constante sofrimento que precisa de ser domesticado por nós. O problema não está na sua existência, mas no seu controlo. Solução: desenvolver Consciência.

Mas voltando ao tema do post:

Só tu conheces o teu parceiro, como ele é e do que gosta. Quais são as suas paixões e o que o fascina na vida. Só tu sabes como é a vossa ligação e relação. Logo só tu podes saber o que realmente fazer no dia dos namorados e como o passar da melhor maneira para ambos.

Mas hey, sem verdadeiro fascínio e consideração pelo parceiro, sem paixão pela relação e compaixão pelo parceiro, tudo não passará de meras acções e objectos sem significado.

Se gostas mesmo da pessoa com quem estás, se gostas mesmo da vossa relação, se tens verdadeira motivação em dedicar-te a essa pessoa e relação, então a melhor coisa que podes fazer é oferecer-lhe a pessoa fantástica que és.

Podes oferecer-lhe a coisa mais simples do mundo (tipo uma nuvem, e questionarem-se se ela algum dia voltará), ou irem fazer a coisa mais simples do mundo... o que conta é a energia que está por detrás daquilo que dizes, fazes e ofereces. Pois se disseres, fizeres e ofereceres com paixão (e não numa de obter depois algo), terás criado um dos momentos mais especiais e inesquecíveis na vida do teu parceiro.

Agora para a malta solteira.

E agora que leste este post até aqui, deves estar a pensar: “mas que raio vai este maluco dizer-me para fazer no dia dos namorados...?“

Vamos começar por ter a mentalidade certa em relação à questão:

Não há nada de errado em seres solteiro.

Não há nada de errado em ti só porque és solteiro e não tens ninguém com quem passar o dia dos namorados.

Eu costumava torturar-me com esse conceito, e hoje olho para trás e penso “man, mas que forma tão gira de desperdiçar tempo”.

É completamente inútil mandares-te abaixo, seja pelo que for. É completamente inútil criares a tua identidade através de algo que “falta” na tua vida.

O que tens de fazer é mexer-te. Mexer-te no dia dos namorados.

Porque isso de “não tenho ninguém para passar o dia dos namorados” é mais uma ilusão do nosso amigo ego.

Tens-te a ti.

E as infinitas possibilidades que daí podem vir.

Repara bem nisto: o planeta Terra não fica subitamente desabitado no dia dos namorados, ficando cá só tu a olhar pela janela do teu quarto ou sala para a rua deserta em frente à tua casa.

Por isso, o que tu tens de fazer no dia 14 de Fevereiro, no próximo sábado, é SAIR DE CASA!!

Veste a tua roupa favorita e sai de casa.

Vai aos teus locais favoritos, e vai fazer o que mais gostas de fazer. Pois é aí que é maior a probabilidade de conheceres alguém com quem podes criar uma boa ligação, e voltar a ver uns dias depois. Ou logo no dia a seguir.

E dê em amizade ou em namoro, não interessa. Lembra-te que isto não é uma espécie de “corrida da atracção” em que as pessoas só servem para se obter algo físico ou sexual.

Mesmo que dê em amizade, tu nunca sabes quem essa pessoa pode conhecer...

E quem sabe, podes mesmo conhecer alguém especial e ter o dia dos namorados da tua vida!

Tudo é possível.

E no dia dos namorados há sempre eventos e festas para solteiros. Descobre onde são e vai lá. Seja de dia ou de noite. Hey, há muitas discotecas que têm festas para solteiros (repara: para solteiros, não para “frustrados sem valor”. Isso não existe. E festas para solteiros não são “arenas de engate e manipulação”, são uma oportunidade para as pessoas interagirem e se conhecerem – não deixes o ego dar um significado às coisas que elas não têm e fazer-te desperdiçar boas oportunidades para dares um passo em frente na vida).

Por isso estás à espera de quê? Descobre onde são essas festas e eventos, pois nunca se sabe o que lá pode acontecer, e quem podes conhecer...

O importante é que deixes de estar preso dentro da cabeça com pensamentos desnecessários do género “eu sou uma vítima do Universo pois não tenho ninguém com quem passar o dia dos namorados”, e comeces a agir e a fazer algo para mudar a tua realidade.

O importante é que saias para onde mais gostas, vestido como mais gostas, com um sorriso subtil na cara, para fazeres o que mais gostas, e que fales com as pessoas. Faz perguntas às pessoas sobre o que te deixa curioso. É assim que se iniciam pequenas conversas agradáveis e se criam ligações emocionais que duram para sempre.

O importante é perceberes que o dia dos namorados não é um dia apenas para os namorados. Aliás, para mim nem sequer tem nada a ver com namoros... para mim o dia dos namorados é um dia de celebração e festa no qual homens e mulheres se juntam, se conhecem, conversam, dançam, olham nos olhos um do outro, sorriem um para o outro, brincam, dizem piadas, se tocam, dizem coisas ao ouvido um do outro, observam paisagens, criam momentos fantásticos e interacções estimulantes... e contribuem para a vida um do outro, mesmo que nunca cheguem a saber o nome da pessoa ou a voltem a ver na vida.

Por isso sai e vai-te divertir. Gasta dinheiro contigo, olha todas as pessoas que te interessam nos olhos e sorri, fala com quem desejares, faz perguntas, brinca e diz piadas.

Começa a usar o potencial fantástico com que nasceste e cria um dia e noite brutais, para ti e para quem se cruzar contigo. Eu sei que não é fácil e é um desafio, e é por isso mesmo que tens de ir. Liberta-te hoje para seres Feliz amanhã. Não te contentes com alívios, vai até ao fim.

Sejas homem ou mulher, estejas numa relação ou sejas solteiro, sê um guerreiro da evolução e aproveita o dia 14 de Fevereiro para começares a criar a vida amorosa que desejas e mereces.

Sai no dia dos namorados, vai-te divertir sozinho ou com alguém, e contribui para a vida de quem se cruzar contigo. Nem que essa contribuição seja um simples olhar de compaixão e um sorriso.

Tu és muito mais do que aquilo que consegues ver ao espelho.

Segue as tuas paixões e que tenhas um dia dos namorados espectacular!

Pedro Constantino
The Cool Vibes Man

Sem comentários: