AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

"A Visão do Cool Vibes sobre Homossexualidade e Bissexualidade"

Porque existe a homossexualidade? Qual é a causa?

Qual é a Verdade que está por detrás da homossexualidade?

Eu procuro partilhar contigo aqui no Cool Vibes apenas aquilo em que tenho experiência e o que me ajudou e ajuda a obter resultados práticos e mudanças reais. Mas a pedido de um leitor do blog, e sem ter qualquer experiência ou conhecimento aprofundado relativamente ao tema – pois sou heterossexual e nunca estudei o tema a sério – vou partilhar contigo a minha opinião sobre homossexualidade, tendo como bases os 3 temas principais do Cool Vibes: Atracção Natural, Evolução Pessoal e Espiritual.

Acredito que para se compreender o que homossexualidade realmente é e qual é a sua causa, é necessário analisá-la de diferentes perspectivas e ângulos.

Aquele que todos conhecem é o lado biológico e físico da questão:

Um homossexual, seja ele homem ou mulher, não pode contribuir para a reprodução da espécie humana. Um corpo de homem não se pode reproduzir com o corpo de outro homem, assim como o corpo de uma mulher não se pode reproduzir com o de outra mulher.

Isto claro (espero eu) já é senso comum e fácil de compreender.

Portanto em termos de reprodução a homossexualidade não ter qualquer utilidade. Isto não a torna um crime, não a torna uma coisa má, não a torna num pecado, nem a torna em motivo de vergonha... simplesmente torna-a inútil em termos de reprodução.

Claro que, quem é homossexual, seja homem ou mulher, não tem a culpa disto, nem a responsabilidade disto, e não deve ser julgado ou castigado por isto. Mas esta é uma realidade que tem de ser aceite por todos nós: a homossexualidade é inútil em termos de reprodução.

A verdadeira causa da homossexualidade eu não sei, nem sei nenhuma espécie de “cura”, se é que isso é importante e necessário, pois não há nada de errado nela.

Mas isto eu sei:

1 - Ser homossexual, homem ou mulher, não tira valor nenhum à pessoa como ser humano. O homossexual tem exactamente o mesmo valor que qualquer outro ser humano, e a única coisa que tem de fazer é sentir-se confortável com quem e como é. Sentir-se confortável com a sua homossexualidade.

2 – Nem todas as pessoas, homens e mulheres, que se sentem sexualmente atraídos pelo mesmo sexo são homossexuais. Eles podem ser bissexuais e ainda não se terem apercebido disso. Podem-se sentir mais atraídos por um do que pelo outro, mas há uma atracção pelos dois sexos, o próprio e o oposto. Mais uma vez, não há nada de errado nisso, e aqui até pode haver contribuição para a reprodução do ser humano.

3 – Já reparaste como as mulheres, sendo hetero, homo ou bi, sentem-se muito confortáveis tendo intimidade umas com as outras? Claro que nem todas têm, mas já reparaste como é tão natural elas irem juntas à casa-de-banho, tomarem banho juntas, darem as mãos, abraçarem-se (muito), beijarem-se na cara (ou na boca), apalparem-se na brincadeira, dançarem umas com as outras e outras coisas do género? E isto mesmo sem sentirem desejo sexual umas pelas outras... e são coisas que os homens hetero não fazem. Mas elas, sendo hetero ou não, fazem. Nem todas, mas muitas fazem-no. Há uma proximidade física entre as mulheres hetero que não há entre os homens hetero. A minha opinião é que talvez isso venha do seu lado feminino de carinho e afeição, e que quem sabe, talvez até seja perfeitamente natural uma mulher feminina ser “bissexual”. Agora cuidado com a interpretação que fazes das minhas palavras. Eu não estou a dizer que o são, mas apenas que há uma inclinação em muitas mulheres hetero (não em todas) pois verifica-se muito à vontade relativamente a proximidade física. Não é que seja sexo, mas apenas um carinho e toque que não se vê nos homens hetero. Há uma clara diferença e naturalidade, e o exemplo mais simples e óbvio é que praticamente todos os homens hetero cumprimentam-se com um aperto de mão (ou um pequeno abraço se forem bons e velhos amigos), e cumprimentam as mulheres com um beijo na cara... mas as mulheres cumprimentam-se entre elas com um beijo na cara. Claro que isto não são todas as pessoas e não é assim em todas as culturas, mas é algo que se verifica e muito. Fica aqui esta observação só a título de curiosidade.

4 – Não havendo hoje em dia lá grande equilíbrio relativamente às energias masculina e feminina, essa pode precisamente ser uma das causas da homossexualidade. Não estou a dizer que é, mas que pode ser. Repara bem nisto: só há desejo sexual quando há polaridade masculino/feminino. Quando um dos parceiros se identifica mais com uma das energias e o outro com a outra. Graças ao movimento feminista (que trouxe coisas muito importantes às mulheres e ainda bem, já estava na altura) os homens masculinos passaram a ser vistos como vilões. Ser homem ou masculino passou quase a ser um crime, e os homens por todo o mundo, para não serem julgados e criticados – ou por pensaram que serem masculinos de facto era a causa de abusarem das mulheres e de as fazerem sofrer, o que está errado, pois a causa do abuso vem do ego humano e não dese ser masculino – começaram a reprimir os seus impulsos masculinos e a tornarem-se mais femininos.

Resultado: uma geração de homens perdidos a andar atrás das mulheres, sem saber o que fazer para serem sexualmente e intimamente desejados por elas. Uma geração de homens-amiga sexualmente frustrados. E as mulheres tornam-se assim pseudo-rainhas em termos de ter um número quase infinito de homens interessados nelas, que lhes alimentam o ego constantemente, pois para além disso não sabem o que fazer para as “atrair”.

Na Verdade não há nada de errado nisto... mas o papel dos pais é pela sua presença desenvolver na criança energia masculina e feminina. E se num casal a mulher é feminina e o homem também, onde é que a criança desenvolve a energia masculina, cresce com as duas equilibradas e como pode ela ter uma vida amorosa e sexual saudável? Bem, não pode.

Claro que estes casamentos e relações de pai-feminino e mãe-feminina têm sempre um fim, pois não há atracção sexual nem intimidade física, e a mulher quer satisfazer-se sexualmente, logo farta-se e põe-se a andar. E se se põe a andar com a criança, se o homem cresce sozinho com a mãe, apenas a ser naturalmente influenciado por ela e pela sua energia feminina, não poderá ele crescer desiquilibrado, demasiado feminino, e quem sabe, até sentir desejo sexual por outros homens que sejam masculinos, verificando-se polaridade... uma vez que ele sendo assim as raparigas nunca quiseram nada com ele?

Esta pode ser uma explicação para a homossexualidade dos homens – não quer dizer que seja a explicação, mas quem sabe - mas então e a das mulheres?

Já falei no à vontade de muitas mulheres para terem, com toda a naturalidade, uma proximidade física com outras mulheres que não se verifica entre dois homens hetero. Uma coisa curiosa que um homem descobriu ao entrevistar centenas de lésbicas foi que muitas delas (não todas) não tinha uma paixão por mulheres, ou seja, não amavam mulheres. A sua motivação não era uma paixão e fascínio por mulheres, mas sim um ódio em relação aos homens.

No seu passado por causa dos homens sofreram muito, foram abusadas, enganadas, traídas, trocadas, abandonados, perderam coisas importantes, tiveram muitos problemas e dor... e por isso “viraram-se” para o outro lado. Mais como alívio e afastamento da dor, estando contra o vilão homem (como se todos fossem iguais), do que por verdadeiro fascínio e atracção pelas mulheres.

Não estou a dizer que é esta a causa, ou só esta, mas é sem dúvida uma descoberta muito interessante. Até porque eu pessoalmente acredito que há mulheres que gostam mesmo e apenas de mulheres, só se sentem sexualmente atraídas por mulheres e só fazem sexo com mulheres.

Agora outra curiosidade: já reparaste como as lésbicas têm geralmente um ar mais masculino de homem (nem todas, mas é algo que se verifica) e as bissexuais são geralmente (mas também nem todas) mais femininas, tanto pela forma como são como pela forma como se arranjam?

Vem agora uma potencial causa da homossexualidade que eu espero que não seja esta:

Validação.

Ou seja, a homossexualidade como “estar na moda e ser fixe”.

Isto com o ego humano tudo é possível (até matar pessoas em nome de “Deus”... como se ele fosse algum padrinho da máfia, mas enfim), e há quem diga que está na moda ser-se gay.

Será que há mesmo homens que se “tornam” homossexuais só porque algo ou alguém lhes disse que é fixe, que assim vão projectar ter mais valor, e como consequência disso vão obter mais validação e aliviar o vazio interior?

Eu espero que não. E também não acredito muito nesta... mas há quem fale nela. E eu calculo porquê: nunca antes se viu tanto homossexual. Mas talvez porque antes só uma minoria muito muito pequena se assumia. Todos os outros eram-no em segredo. Eles andavam por aí... mas ninguém sabia. A diferença é que agora sabem-no.

Mas eu acredito mais na do miúdo que cresce com a mãe, extremamente feminino e constantemente rejeitado pelas raparigas, do que na da homossexualidade como moda fixe – como as modas de usar determinado tipo de roupa ou ouvir um determinado tipo de música.

Há também quem diga que os homossexuais são seres humanos que ficaram presos ou bloqueados num nível de evolução. Não faço a mínima ideia.

Agora, esta aqui para mim é a mais acertada de todas as explicações:

Algo de “errado” se passou durante o processo de reencarnação.

Acredites ou não na reencarnação, dediques-te ou não à tua evolução espiritual, diz-se que nós nas nossas várias reencarnações anteriores já experimentámos ser homem e ser mulher.

E a explicação que se dá à existência da homossexualidade é que um homossexual, homem ou mulher, na vida anterior era do sexo oposto (portanto o homem homossexual na sua vida anterior tinha sido uma mulher hetero) e na sua nova vida ainda “pensa” que é desse sexo.

E com isto acabo este post. Mais uma vez, isto foi apenas a minha opinião e não pretendeu representar de forma alguma A GRANDE VERDADE da causa da homossexualidade. E muitas das coisas que aqui escrevi foram apenas a título de curiosidade.

Mas para mim o mais importante não é descobrir a verdadeira causa da homossexualidade para se tentar chegar a uma espécie de cura, ou se tentar perceber se tem valor ou não.

O mais importante é compreendermos que os homossexuais, homens ou mulheres, e os/as bissexuais, têm exactamente o mesmo valor que qualquer outro ser humano, e pormos essa compreensão em prática.

Por isso respeita os homossexuais e deixa-os em paz a viver as suas vidas.

Sem julgamentos, sem críticas, sem castigos, sem humilhações, sem ódios, sem medos...

Bora pôr um pouco de Compaixão a funcionar, para variar.

O ego humano adora julgar e inferiorizar, seja porque a pessoa é homossexual, de outra raça, de outra religião, de outra cultura, de outro país, de outra côr, de outro clube de futebol, de outro partido político, de outra capacidade financeira, de outra zona do país, de outro continente, de outra marca de cereais... enfim, a lista é interminável, ridícula e completamente desnecessária.

Todos temos o mesmo valor, e enquanto isto não encaixar a sério em todos nós, enquanto os julgamentos não pararem e serem substiuídos por Compaixão, então a Humanidade nunca mais vai evoluir e passar ao próximo nível de Consciência.

E isto não é algo que se fica à espera que aconteça lá fora, e que se veja no telejornal que aconteceu. É algo que começamos em nós, aqui e agora.

Segue as tuas paixões,
Pedro Constantino

Perguntas:
CoolVibesClub@hotmail.com

13 comentários:

Anónimo disse...

eu acho que a homosexualidade não tem causas isso já é em si descriminação porque se não a heterosexualidade e até a bissexulidade também tinham causa e eu acho que é natural normal já nasce com a pessoa e pronto.e a questão da ambiguidade da sexualidade e da asexualidade

Pedro Constantino disse...

Sim, eu também concordo que nasce com a pessoa, e que descobrir a causa é o menos importante da questão.

Anónimo disse...

hás-de criar um post sobre a reencarnação, fiquei curioso! onde o cool vibes chegou!!!

Vinicius Roz disse...

Bem, eu tenho uma opinião um pouco diferente.

Acredito que cada um tem a decisão da sua vida em suas mãos, temos o domínio próprio e podemos escolher a vida que desejamos criar e isso vale para todas as áreas de nossa vida, inclusive a opção sexual.

O que quero dizer é que acredito que se alguém faz a opção por ser homossexual é porque escolheu seguir assim.

O que é natural vem da natureza, e o princípio básico da natureza dos seres viventes, inclusive o ser humano, é de se manter vivo e reproduzir-se, logo, a homossexualidade não pode ser totalmente natural pois a reprodução e continuação de vida não é possível.

Isso não quer dizer que quem faz essa opção tem menos ou mais valor que outras pessoas heterossexuais pois todos tem o mesmo valor e merecem ser respeitados. São seres humanos como todos os outros, apenas fizeram uma outra opção.

Quando há um certo desenvolvimento de energia feminina no corpo masculino ou vice-versa, pode acontecer de surgir a curiosidade de relações com pessoas do mesmo sexo, algumas vezes até surgir certa atração. Isso não quer dizer que a pessoa é homossexual. É inútil pensar que não temos o domínio sobre isso e é aí que muitas pessoas ficam na dúvida e presas no seu pensamento a se perguntar se nasceram assim e não sabem o que fazer, quando na verdade podem escolher e desenvolver a opção que querem.

Sou heterossexual porque decidi seguir minhas origens naturais. Também acredito muito no que a Bíblia diz a respeito da vida, este tema de homossexualidade também é abordado nela. Diz também muito sobre compaixão e vida de integridade, considero-a meu manual de como viver mas isso já é outra conversa.

É um assunto extenso, pois muitos tem opiniões diferentes, por isso, deixo claro que esta é apenas a minha opinião sobre este tema com a intenção de ajudar pela partilha das minhas idéias. O importante é respeitar todas as pessoas e suas decisões na vida pois somos livres e capazes de criar a vida que desejamos.

kL disse...

Sendo assim também teriamos de aceitar os pedófilos por sentirem desejos "incontrolaveis" de abusarem de crianças inocentes?

Curiosamente há cada vez mais ex-gays, que falam e comprovam em "tratamentos"(não gosto de usar este termo, o mais adequado seria "compreensão") e consideram a homossexualidade um desiquilibrio de personalidade (mental).

A meu ver, é tudo mental, o que não significa que tenham culpa de ter esses desejos, mas que podem inverter a situação acredito. Há diversos estudiosos(ex-gays) que comprovam esse facto:

Richard Cohen
Claudemiro Soares

entre muitos outros. No entanto não seria injusto para todos aqueles homossexuais que querem mudar e contribuir para a reprodução da espécie , serem "obrigados" a permanecerem homossexuais? Parece-me mais sensato patrocinarem o entendimento da homossexualidade, do que propriamente os direitos deles. Claro que é necessario ter compaixão e aceitar, mas não podemos estar a patrocinar esses movimentos.

Está mais que provado que certas influências e traumas na infancia/adolescencia provocam esses desejos.

Não é por acaso que certas ciranças quando são violadas, muitos se tornam pedófilos e/ou homossexuais. Dai a prova de que pode ser MUITO psicologico.

Não pretendo com isto, estar a CRITICAR os homossexuais, se eles se sentirem felizes assim OK, TUDO BEM. Mas que não ajudam a reprodução da espécie, lá isso não ajudam.

Uma pergunta: achas que uma criança pode nascer saudavel num casal de homossexuais em que haja energia masculina e feminina?
(isto se for possivel existir, o que a meu ver não acho que seja possivel)

Anónimo disse...

Olá,
Começo por elogiar o espirito curioso e a vontade de evoluir e partilhar através deste blog e deste projecto conhecimentos em que acreditas e que postos em prática culminarão sem duvida numa sociedade realmente melhor. Compreendo a tua vontade de entender a homossexualidade e a bissexualidade mesmo que não tenciones com isso discriminar, inferiorizar, desvalorizar seja quem for. Penso que a observação da realidade e o confronto com constrastes aguça a necessidade e vontade de compreender, sem com isso estar a ofender ou magoar as pessoas visadas pelo teu interesse neste assunto. Há sempre um motivo, uma justificação para o que acontece e a evolução parte essenciamlente da vontade de encontrar uma resposta satisfatória para ocorrência de tudo o que experienciamos ou vemos experenciar, pelo que compreendo perfeitamente este post e o que escreves e penso que posso tentar ajudar com uma visão diferente e talvez esclarecedora.
Sou mulher heterossexual e há uns anos atrás (numa altura em que o assunto ainda não era tão falado) senti a mesma vontade de perceber a homossexualidade porque passei a conviver diariamente com um homem homossexual que mantinha uma relação assumida há mais de 13 anos com outro homem que eu também passei a conhecer, ambos por motivos profissionais (o primeiro era meu colega de trabalho e o outro trabalhava também na mesma área profissional e grupo empresarial embora noutro local pelo que o via menos vezes mas ainda assim as suficientes para ter de lidar de muito perto com esta situação para mim, até então, estranha). Por acreditar que como seres humanos todos temos o mesmo valor integrei a situação na minha vida sem discriminação, essas pessoas foram minhas colegas durante bastante tempo e sempre mantivemos boa relação profissional e bom ambiente de trabalho tal como mantive com qualquer outro colega desse e de outros empregos seguintes. Contudo, a curiosidade em relação ao assunto sempre me acompanhou e acabei por descobrir aquela que acredito ser a justificação correcta quase por acaso quando lia algo sobre diferenças entre homens e mulheres. A resposta a esta questão está na biologia! Não sei se tens noção disso mas homens e mulheres são diferentes em mais do que aquilo que se vê a olho nú. O cérebro dos homens é diferente do das mulheres tal como o aparelho sexual feminino é diferente do aparelho sexual masculino. Ambos os cérebros evoluiram tendo em conta as funções que homens e mulheres tiveram ao longo do seu percurso (e estou a falar desde os primordios mesmo). Inicialmente os humanos viviam em comunidades nas cavernas, ao homem cabia unir-se em grupos para caçar javalis para comer ou matar mamutes que punham em perigo toda a comunidade. O seu cérebro desenvolveu-se a partir desta função básica, caçar para alimentar e proteger. Já as mulheres ficavam nas cavernas a tomar conta dos filhos e a preparar refeições e o seu cérebro desenvolveu-se de modo a satisfazer esta função, tratar dos outros, servi-los, cuidar deles. Cada uma das funções exige pericias diferentes e os cérebros humanos evoluiram a partir destas necessidades. Isto torna, por exemplo, os homens mais capazes de trabalhar em equipa direccionados para objectivos e as mulheres mais comunicativas e afectuosas (de uma maneira geral). Ora bem, o que acontece na verdade é que em termos de gestação, o cérebro e o aparelho sexual se formam em alturas diferentes durante o processo embrionário. Na maior parte das vezes existe uma adequação entre o cérebro e o aparelho sexual formados e pessoas com cérebro masculino têm um aparelho sexual masculino, tal como pessoas com cerebro feminino têm aparelho sexual feminino. Mas, por vezes existem falhas naquele que seria o processo natural de formação e adequação de cérebros e aparelhos sexuais e pessoas com cérebros femininos têm aparelhos sexuais masculinos e vice-versa. Isto faz com que certos homens (pelo menos a olho nú) tenham um cérebro como o das mulheres e acabem por agirem e reagirem como o delas tal como certas mulheres (pelo menos a olho nú) tenham cérebros como o dos homens e acabem por agir e reagir como eles. Estas pessoas não têm culpa de se sentirem atraídas por pessoas do mesmo sexo porque são impetos puramente biológicos (a atracção nasce no hipotalamo), um homem homossexual pode sentir por outro homem exactamente a mesma atracção e desejo que uma mulher heterossexual sente naturalmente por um homem atraente porque os seus cérebros são similares, tal como uma mulher homossexual pode sentir por outra mulher exactamente o mesmo interesse que um homem heterossexual sente por uma mulher atraente porque os seus cérebros são similares. Não há culpa, nem há cura, é biológico e é natural tendo em conta a formação que existiu dos corpos durante o processo embrionário. Pode talvez dizer-se que foi um "erro" da natureza que fez com que não houvesse a adequação correcta do cérebro e do aparelho sexual formados porque para permitir a reprodução (nossa origem e nosso motivo) todos os homens deveriam ter nascido com cerebro masculino e todas as mulheres deveriam ter nascido com cerebro feminino e assim haver atracção entre homem e mulher para haver reprodução.
Convem perceber porém que nenhum cérebro é 100% feminino nem 100% masculino mas o cerebro dos homens heterossexuais é maioritariamente masculino (+ 85%) e o das mulheres heterossexuais maioritariamente feminino (+ 85%). No caso da bissexualidade o que acontece é que o cérebro é hibrido (aqui não houve falta de adequação entre o cérebro e o aparelho sexual formado no momento da gestação, houve indefinição do cérebro formado tal como por vezes acontece com a indefinição do aparelho sexual formado e nascem pessoas hermafroditas ou seja que têm os dois aparelhos sexuais). Estes cérebros são por volta dos 50% feminino e masculino pelo que o bissexual sente atracção tanto por um homem como por uma mulher porque o seu cérebro reage igualmente perante um homem ou uma mulher atraente e é igual o desejo sexual que sente.
Penso que as modas existem de facto e de repente começou a falar-se mais disto. Não acredito que uma pessoa heterossexual comece a ser homossexual ou bissexual porque é moda mas o que acontece é uma massificação da afirmação dos homossexualidade e da bissexualidade. Essas pessoas sim sentem-se diferentes e procuram validação mas acredito que se houvesse um entendimento da verdadeira questão aqui envolvida nem haveria tabu nem necessidade de afirmação e foi por isso que decidi partilhar aqui o meu conhecimento sobre este assunto. A "diferença" tem uma justificação, a realidade é assim porque biologicamente não pode ser de outra maneira a menos que a natureza nunca falhe ou que a atracção sexual deixe de ser sentida no hipotalamo. Deste modo os homossexuais e os bissexuais são pessoas tão normais como as heterossexuais, não escolheram ser como são, não têm culpa nem cura ( a menos que façam um transplante de cérebro ou uma mudança de aparelho sexual por forma a haver adequação entre cérebro e aparelho sexual). Este assunto não é uma aberração, não tem de ser tabu nem tem de fazer confusão. Há que manter o respeito pelas diferenças e a compaixão e compreensão do ser humano como um todo, tendo em conta o mistério que é a vida e a sua evolução até ao momento presente, em todas as vertentes!

Pedro Constantino disse...

Obrigado a todos pelos vossos comentários. Foi com toda a humildade que escrevi este post, pois homossexualidade é um tema sobre o qual não tenho qualquer experiência e pouco ou nenhum conhecimento relevante. Escrevi porque me foi pedido várias vezes, e representa apenas a minha opinião e algumas coisas que descobri sobre o tema, e que decidi partilhar a título de curiosidade.

Não sei qual é a Verdade que está por detrás da homossexualidade, não sei qual é a sua Verdadeira causa e origem, não sei se um homossexual se pode tornar heterossexual (ou como o pode fazer).

Se este tema te interessa e acreditas ter algo de relevante para partilhar, sente-te à vontade para deixar aqui um comentário.

kL disse...

Nao posso concordar com o que o Anónimo disse. Claro que há "erros" na natureza, como por exemplo os cegos, surdos, etc. Mas com o homossexualismo não creio que assim o seja, uma pessoa não nasce com depressão, e depois fica com depressão. Quanto muito pode eventualmente nascer com genes com alguma tendencia, mas agora do homossexualismo nao acredito. E mesmo que houvesse a pessoa não teria o direito de querer mudar? Tal como a depressão, a pessoa pode nascer com esses genes com alguma tendência, e não tem o direito de NEGAR a depressão na sua vida?

Ate agora ninguem provou existir GENE GAY. E mesmo que existisse GENE GAY, se as pessoas que nascessem com ele com eventual tendencia, não seria o correcto evitar essas tendencias, e seguir o caminho natural da natureza? Por favor olha para a natureza e diz-me o seu propostio... Sobreviver e reproduzir. Os animais tambem teem cerebros e ate hoje nao vi um animal exclusivamente homossexual.

Existem plantas homossexuais?
Existem bactérias homossexuais?

Claro que não, porque assim não continuariam o proposito da vida: Sobreviver e reproduzir.

Eu sou heterossexual e nao tenho qualquer problema com a minha orientação sexual, apenas me mete pena aquelas pessoas que a consideram algo como imutavel, tal como a timidez! "A timidez já nasce com a pessoa!" Isso é mentira! Todos sabemos!

abraços

Pedro Constantino disse...

Sim, a pessoa teria todo o direito em querer mudar.

O problema é que no nível de consciência da maior parte dos seres humanos não existe o conceito de mudança e evolução pessoal. É o "nasci e sou assim, e não há nada a fazer".

E depois o nosso amigo ego também ão curte nada o conceito de evolução, porque o primeiro passo a dar é sempre admitir de certa forma que estamos errados ou que há algo em nós que nos anda a prejudicar e que tem de desaparecer ou ser mudado.

O ego quer viver a obter atenção e validação, e para isso tem de estar certo e ter razão. Admitir que o "Eu" não é assim tão fixe como pensa é extremamente complicado para o ego. É que sem dúvida todos estamos no mesmo nível relativamente ao nosso valor, e não é preciso fazer absolutamente nada para se ter valor. O requisito mínimo é nascer. Agora, não temos todos o mesmo nível de consciência. 90% dos seres humanos é completamente ignorante relativamente às suas emoções e à sua dimensão espiritual, e é através disso que depois criam a sua realidade. Não têm culpa nenhuma de assim serem, mas são os únicos responsáveis por começar a subir de nível de consciência.

E depois, claro, todo o materialismo, consumismo, mentalidade de que a causa dos problemas é exterior, entre outras coisas contribuem para que as pessoas continuem a não ter na sua vida o conceito de evolução e mudança pessoal.

kL disse...

bravo pedro! concordas entao comigo, que qualquer pessoa que "nasca" homossexual e que queira mudar tem o seu direito!

Concordas que um homossexual que se lamentasse e quisesse mudar, fosse melhor nós aconcelharmos a MUDAR do que simplesmente ACEITAR a situaçao!

E é fundamental quando dizemos que mesmo que ele não queira mudar, que tem o mesmo valor.

Bartolomeu Gregório disse...

Muito bem Pedro. De facto, o mundo precisa e muito de gente sem preconceitos, e que se lembra sempre que o outro também existe e tem o mesmo valor. E, é isso que interessa.

carolino cruz disse...

Eu penso que o problema do ser humano reside no seguinte: Desprezar tudo e todos que considera inferior a ele. E, existem pessoas que se sentem bem desprezando os outros.

Mika disse...

Affê...
Que idéia antiga achar que lésbicas são lésbicas porque sofreram com homens e homens gays porque mulheres não querem ele. ¬¬

Por acaso você quer jogar a culpa dos homens serem gays no feminismo?
Isso não faz sentido porque muitos homens femininos se completam com mulheres femininas ou com mulheres masculinas sem nenhum problema.
E há muito gays masculinos que ficam com gays masculinos também. Esta idéia de polaridade também não é a causa.

Hoje em dia as lésbicas Femininas procuram cada vez mais outras lésbicas Femininas.
Cada vez mais acaba esse exteriótipo de que toda lésbica ou faz papel de homem ou faz papel de mulher.