domingo, 28 de dezembro de 2008

"Como Tornar em Realidade Todos os Teus 12 Desejos Para 2009!"

Hey, está a chegar a GRANDE NOITE DO ANO!!!

Festa, amigos, celebração, champanhe, brincadeira, riso, champanhe, conversa, comida, champanhe... oh yeah!!

E claro, chega a grande contagem decrescente...

10... 9... 8... 7... (golo no champanhe) 6... 5... 4... 3... 2... 1...

ZEROOOOOOOOOOOO!!! OH YEAH!!!

É a LOUCURA TOTAAAAAAAL!!!

Saltos, gritos, celebração, abraços, beijos (alguns apalpões às escondidas...), mais saltos, mais gritos, bebe-se champanhe... e, tal como a tradição indica: come-se as 12 passas e pede-se 12 desejos.

Mas como raio é que se torna em realidade esses 12 desejos?

Isso é o que eu vou partilhar contigo hoje: um pequeno, simples e eficaz processo para tornares em realidade todos os teus 12 desejos para 2009!

Hey, este tem MESMO que ser o melhor ano da tua vida. Bora lá fazer por isso!

Primeiro de tudo, no meio da confusão da celebração, e à pressa, nunca irás conseguir formular 12 desejos com a qualidade necessária.

Esquece, isso infelizmente assim não resulta.

O que vais fazer é formular os 12 desejos, ou 12 objectivos, ANTES da meia-noite de 31 de Dezembro.

Tipo... hoje, assim que acabares de ler este post.

Pega numa folha de papel e numa caneta, senta-te confortavelmente e escreve todos os teus 12 objectivos/desejos para 2009.

Primeira dica: certifica-te de que abranges todas as áreas da tua vida. Não escrevas 12 objectivos só para 1 ou 2 áreas, abrange todas. Pensa um pouco em tudo o que faz parte da tua vida e de como gostarias que fosse.

Pode ser por exemplo ganhar mais dinheiro, ter mais saúde, estar mais em forma, ter melhores amizades, divertires-te mais, viajares mais, teres uma vida social mais estimulante, teres uma relação íntima melhor, etc.

Seja o que for, tu é que sabes. Mas abrange todas as áreas (profissional, financeira, emocional, física, sexual, amorosa, social, etc).

A segunda dica é sê específico. Desejos/objectivos vagos não têm mal nenhum mas não te ajudam a concretizá-los.

“Quero ser feliz” não tem mal nenhum... mas é muito vago. Sê específico. Escreve pormenores do que gostarias de ter, quantidades, datas, de como te gostarias de sentir, como gostarias de ser, descreve momentos, experiências, as pessoas... escreve os objectivos de forma a que outra pessoa ao lê-los compreendesse exactamente o que pretendes, e te pudesse assim dar logo o que desejas ou mudar o que desejas.

Sê específico, vai ao pormenor, descreve.

A 3ª dica é, usa afirmações.

Por exemplo, em vez de escreveres “Eu quero ganhar 5000 euros por mês”, escreve antes “Eu ganho 5000 euros por mês!”. Escreve os objectivos como se já fossem parte da tua realidade. Como se já tivesses, fosses, sentisses e fizesses o que desejas. Portanto, “Eu quero...” passa para “Eu sou”, “Eu faço”, “Eu consigo”, “Eu tenho”, “Eu estou, “Eu sinto”, etc.

A 4ª dica é, visualiza.

Visualiza na tua mente o sucesso a acontecer. Visualiza-te a teres o que desejas, a fazeres o que desejas, a estares onde desejas, a seres como desejas, a sentires-te como desejas, etc.

Tanto as afirmações como as visualizações vão ajudar-te a tornar mais claro na tua mente o que desejas, e a criar em ti o estado emocional que precisas para depois conseguires alcançar esses objectivos.

Memoriza as tuas 12 afirmações/desejos/objectivos, para que quando chegar a meia-noite de 31 de Dezembro, possas dizer e visualizar cada uma delas enquanto comes as 12 passas.

E leva o teu tempo, não o faças à pressa.

Outra coisa importante: obviamente não é por fazeres isto que as coisas vão magicamente aparecer e acontecer na tua vida. Tem de haver sempre acção. Mas ter os objectivos bem definidos e assimilados, usar afirmações e visualizações é o primeiro passo para alcançares o que desejas. Não é tudo, mas é um primeiro passo super importante. É uma base que não pode ser negligenciada.

E só dizer/visualizar as afirmações na noite de passagem de ano... não chega!

Faz isso pelo menos uma vez por semana. Todas as 4ªas feiras antes de ires dormir diz as 12 afirmações e visualiza o sucesso. Isso vai ajudar a tua mente a reparar em tudo o que te possa ajudar a alcançar os teus 12 objectivos e a chegar a soluções.

E se queres mesmo que o ano de 2009 seja o ano de todas as mudanças, e o melhor ano da tua vida... então vem à minha próxima workshop Life Conscience, e descobre como alcançar a intimidade, o sucesso e a paz interior que sempre desejaste!



Começa o ano de 2009 em GRANDE! Depois desta workshop a tua vida nunca mais será a mesma...

Para mais informações clica no link
http://coolvibesblog.blogspot.com/2008/12/workshop-cool-vibes-life-conscience-24.html

...ou envia-me um email para
CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Workshop LIFE Conscience – Informações”.

Obrigado por acompanhares o Cool Vibes, diverte-te à grande na noite de 31 de Dezembro, celebra muito, ri-te muito, e que tenhas um ano de 2009 que te deixe de boca aberta!

Pedro Constantino
“The Cool Vibes Man”

"Como Conhecer Mulheres Atraentes Na Noite De Passagem De Ano – Atracção No Réveillon!"

"Como Conhecer Mulheres Atraentes Na Noite De Passagem De Ano – Atracção No Réveillon!"


Oh yeah... está a chegar a MEGA noite do ano! Woohoo!! :D

E isso significa muita festa, celebração, divertimento, risos, conversas, boa disposição... e mulheres atraentes para conheceres!

Mas como é que as conheces?

Como é que inicias uma conversa com elas?

Como é que surge uma ligação com elas? Uma ligação verdadeira, que te permita divertir com elas o resto da noite, e voltar a vê-las depois no futuro?

Este post é uma viagem por tudo aquilo que precisas de saber, para que na noite de 31 de Dezembro sejas capaz de iniciar conversas com as mulheres por quem te sentes atraído e assim de as conhecer, e passares a melhor passagem de ano da tua vida!



A definição certa...


Por mulheres atraentes eu quero dizer as mulheres por quem TU te sentes atraído. Não as mulheres que os outros te dizem que são atraentes ou as mulheres que são “atraentes” segundo os padrões da sociedade.

Eu refiro-me a aquelas mulheres que tu vês e por quem te sentes atraído. Nenhuma mulher é atraente para todos os homens, isso não existe. Mas todas as mulheres têm valor e são atraentes para alguém.


A mentalidade certa...


Conhecer mulheres é um processo de selecção. Tens de perceber que nenhuma mulher é superior a ti, e que tu mereces qualquer mulher por quem te sintas atraído.

Ok, viste a mulher e sentiste-te atraído por ela... mas isso não é suficiente. Pois isso não te diz qual é o nível de consciência dessa mulher. Não te diz como é a sua personalidade. Não te diz se ela tem valores e paixões na vida. Não te diz se ela tem auto-estima. Não te diz se ela é divertida ou interessante. Não te diz se ela é honesta. Não te diz se ela tem o coração aberto ou se é um ego fechado. Nem sequer te diz se ela é uma pessoa sexualmente confortável ou se é uma boa parceira íntima e sexual!

É que nem sequer te diz se gosta de homens, de homens e de mulheres ou apenas de mulheres :D

Quando olhas para uma mulher e te sentes atraído por ela tens de perceber que isso é apenas o teu corpo a querer reproduzir-se com o dela. Não dês significados a essa emoção que ela não tem. O resto só descobres e sabes falando com ela.

Sê um homem selectivo. Essa é uma das características mais atraentes num homem para as mulheres que têm auto-estima (e é esse o tipo de mulher que te interessa). A maior parte dos homens é “zeramente” selectivo. Não há selecção absolutamente nenhuma. E por isso não são respeitados pelas mulheres nem vistos como um homem de valor, ou de qualidade.

Sê conscientemente selectivo.

Ao te sentires atraído por uma mulher a pergunta que deves fazer a ti próprio não é “Como é que eu vou lá e obtenho dela uma reacção positiva?” – ou seja, validação – mas sim “Será que ela me merece? Será que é divertido e agradável conviver com ela?”


A atitude certa...


Quando vais falar com uma mulher a tua intenção NUNCA deve ser obter seja o que for dela... mas sim DAR-LHE algo.

E quando eu falo em dar-lhe algo não estou a falar em algo material... estou a falar em CONTRIBUIR para a sua noite. Partilhar um momento ou conversa agradável e estimulante. Ao fazeres isso estás a ser de facto atraente, e a fazer algo que quase nunca nenhum homem lhe fez: adicionar valor à sua noite, ou vida. A intenção é fazer a mulher sentir-se bem.

Se te aproximas dela com a sensação de que te falta algo e que precisas de algo dela para aliviar essa sensação de vazio interior... estás tramado.

Jamais ela se sentirá atraída por ti e interessada em falar contigo.

Se estás vivo e a ler este post é porque estás completo. És um homem completo, não te falta nada. Não precisas de uma mulher para te completar ou dar valor. Tu já tens valor, e tens de estar consciente disso.

Tens de sair de casa já a sentir-te espectacularmente bem, cheio de energia, motivação e entusiasmo por ti, pela vida e por todas as pessoas que vires. Só assim poderás contribuir para a vida da mulher: com emoções positivas. Mas para as partilhares com ela durante uma interacção tens primeiro de as ter em ti.



A energia certa...


Tu tens de ir para a noite de passagem de ano altamente bem disposto! Como se o teu clube de futebol tivesse acabado de marcar o golo que lhe tivesse dado pela primeira vez o título intergaláctico de futebol!!

Tens de ser o “homem-festa”. Divertido, brincalhão, curioso, motivado, entusiasmado!

Tens de perceber que as mulheres vão sair nessa noite para se DIVERTIREM. Elas vão em busca de uma energia... e se tu tiveres essa energia elas vão querer estar e conversar contigo.

Mas cuidado: este conceito é tão poderoso que vais começar a obter sinais de interesse subtis de todas as direcções ao longo da noite, e poderás muito provavelmente vir a ser abordado por mulheres.

Enfim, é a vida de quem leva o Cool Vibes a sério :D


A presença certa...


Nunca, mas nunca estejas a pensar em algo que não tenha nada a ver com o que te rodeia no momento presente, e no contexto em que te encontras.

Quando saíres na noite de 31 de Dezembro, não te ponhas dentro da cabeça a pensar no passado, no futuro, ou num presente paralelo qualquer a fantasiar. Mantém-te presente no momento! Concentra-te e foca-te em tudo o que estiver à tua volta: o local, as situações, as pessoas, etc.

Um homem presente no momento é um homem com uma presença atraente. O oposto disto é ser-se um zombie. Não sei se já viste um zombie, mas eu garanto-te que é um sosse que não é lá muito atraente...


O local certo...


Onde é que vais passar a passagem de ano...? Em casa?!

Oh não... então é melhor esqueceres este post. A não ser que vás a uma festa na casa de alguém onde hajam mulheres... NÃO FIQUES EM CASA POR AMOR DE DEUS!! haha

Elas estão todas na RUA! Todas arranjadas e bem vestidas... com as amigas! E com garrafas de champanhe na mão!! :D

Mas o que é que tu estás a fazer à tua vida?!

Confia em mim... sai de casa. Descobre um sítio perto (ou longe) de onde vives onde haja uma festa organizada ao ar livre. O local onde se veja o fogo-de-artifício. Uma zona de bares... uma discoteca!

Descobre um sítio onde haja algo a acontecer e que saibas que vão lá estar muitas pessoas. É lá que estará a quantidade, variedade e qualidade de mulheres que procuras.

E sai, nem que tenhas de sair sozinho. Se vives dependente da companhia dos teus amigos para sair então muito difícilmente irás projectar verdadeira confiança e independência a uma mulher.

Sai com os teus amigos e diverte-te com eles sempre que puderes, mas sai também sozinho de vez em quando. Se queres evoluir como homem e ser mais atraente então essa é uma prática essencial e incontornável. Tens de te tornar numa espécie de guerreiro social, que sai sozinho e que se desafia socialmente enfrentando os seus medos, inseguranças e desconfortos.

Esse tipo de prática e desafio fez maravilhas por mim, e é um dos grandes segredos da minha evolução pessoal como homem.


A linguagem corporal certa...


Já viste o filme do Batman, The Dark Knight? Se ainda não o viste se calhar está na altura de o veres =)

O Joker pode ser um sosse completamente passado da cabeça, mas ele sem querer disse uma das maiores verdades sobre atracção e conhecer mulheres:

“Why... so... SERIOUS?? Let’s put a SMILE on that face!!”

haha! :D

Se queres conhecer mulheres com sucesso não cometas o erro que grande parte dos homens cometem: andar de cara séria, expressão agressiva, ar aborrecido e infeliz, ar de preocupado e nervoso ou ar de superior e importante.

Põe um sorriso subtil na cara!

Quando? Sempre!

Isso demonstra que és um homem divertido, positivo, bem disposto, simpático, confiante e que se sente bem com ele próprio.

Achas que uma mulher vai querer conhecer um homem que tem cara de quem lhe quer dar uma cabeçada? haha

Eu acho que não. Pelo menos o tipo certo de mulher (com auto-respeito, alegre, simpática e sociável) não vai querer conhecer um homem com uma expressão facial negativa. Nem um homem que não se sabe divertir num contexto de festa.

Por isso sempre que saíres certifica-te de que tens um sorriso subtil na cara. Certifica-te de que as mulheres olham para ele e sentem a tua boa disposição. E quando olhares uma mulher nos olhos ou fores falar com ela... sorri um pouco!

Não me obrigues a chamar o Joker... é que com ele a cena do “meter um sorriso na cara” não é lá muito agradável, haha!


As palavras certas...


Bem, então e o que dizes para iniciar conversas com as mulheres por quem te sentes atraído?

Não faço a mínima ideia! :D

Porque isso é algo que tu vais descobrir no momento. O processo é este: vês a mulher, sentes-te atraído por ela, perguntas a ti próprio “Será que ela me merece?” e depois, presente no momento, observas a mulher e procuras descobrir nela algo que te deixe genuínamente curioso ou impressionado.

Depois de descobrires isso, vais-lhe fazer uma pergunta relacionada com isso.

Podes também observar, presente no momento, a situação em que ela se encontra, ou em que ambos se encontram, ou então observar o local e daí vir com algo para lhe perguntar ou dizer.

A matéria-prima para o que vais dizer ou perguntar à mulher está SEMPRE no momento presente, no contexto em que ambos se encontram. Ou está nela, ou está na situação em que ela ou ambos se encontram, ou está no local em que ambos se encontram, ou está em ti e no que sentes e na tua intenção, etc.

Mas... eu vou-te dar aqui 4 pequenos e simples exemplos de coisas que podes dizer e perguntar para iniciares conversas com as mulheres atraentes que vires na noite de passagem de ano.

Mas atenção: estes exemplos não se tratam de técnicas, truques ou esquemas de sedução que vão manipular e controlar a mulher de forma a que ela se sinta perdidamente apaixonada, atraída ou excitada por ti.

São coisas naturais de se dizer e perguntar que te vão ajudar a iniciar uma conversa autêntica e natural.

Primeiro exemplo:

“Que noite BRUTAL! Deviam haver meias-noites destas todas as noites para animar a malta, não achas?”

“Hey, BOM ANO! (levantar o copo para fazer brinde) Eu sou o (diz o teu nome), mas que festa espectacular, já cá tinhas/tinham vindo?”

Este exemplo é um pouco mais avançado, mas é uma brincadeira engraçada:

Depois de obviamente já ter sido meia-noite e de todos terem celebrado aos gritos, a beber champanhe e a comer as passas, aproximas-te de uma mulher (ou grupo de mulheres) e dizes com um ar meio impaciente meio na brincadeira:

“É pá, mas nunca mais chega a meia-noite... quer dizer, está aqui uma pessoa preparada a horas e até aqui se atrasam! Isto não há respeito... mas que horas são?!”

Outro exemplo cómico é, aproximas-te da mulher e perguntas-lhe como se não soubesses que é noite de passagem de ano:

Mas o que se passa aqui hoje? Porque está aqui tanta gente?”

haha! Depois da resposta ou reacção dela podes sempre fazer algo poderoso que é dizer:

Eu na verdade não queria saber o que se passa aqui hoje... vim só meter-me contigo”

:D


A dinâmica certa...


Depois de teres iniciado uma conversa com uma mulher não fiques ali colado a ela. Fala um pouco e depois diz que vais dar uma volta. Circula. Deixa-a confortável e livre. A maior parte dos homens quando conseguem iniciar uma conversa colam-se à mulher e não a deixam respirar. Ela assim sente que com aquele homem não pode ser livre, não pode estar à vontade com as suas amigas, vai apanhar uma seca e não se vai conseguir divertir.

Projecta ser independente e uma presença agradável, 
and get the f*ck out of there! ;)

Circula e vai falar com outras mulheres. Aliás, fala com toda a gente! Fala com quem trabalha no local, com homens, velhotes, crianças, girafas, tudo! Haha! Sê um homem sociável que gosta de ter pequenas conversas agradáveis com as pessoas, e não um homem psicopata predador que anda à caça de mulheres, e que só fala com as mulheres por quem se sente atraído para lhes sacar validação e sexo. Fala com todas as pessoas, sê genuíno e curioso em relação ao que te rodeia. Sê um conversador natural, abre-te às pessoas, e não sejas uma espécie de sedutor robótico falso que só tem um programa e 2 ou 3 textos instalados – e que atrai o tipo errado de mulher e afasta o tipo certo.

E isto é tudo o que precisas de saber para conheceres mulheres atraentes na noite de passagem de ano. Mentalmente garanto-te que não precisas de saber mais nada... agora tens é de entrar em acção. Tens de te desafiar e ir em frente. Tens de experimentar e divertir-te. Mexe-te ou esquece!

Lembra-te que as mulheres não estão fartas que os homens se metam com elas. Do que elas estão fartas é do TIPO de homem que o faz e de COMO ele o faz, e com a intenção com que ele o faz. Todas as mulheres estão abertas a se divertir e a ter uma conversa agradável com um homem que de facto contribua para a sua noite fazendo-as sentir-se bem.

Todas as mulheres estão abertas a conhecer um homem de qualidade que as faça feliz. Nem todas vão obviamente admitir isto (porque há um ego a bloquear), mas todas elas desejam conhecer um homem que as faça sentir uma mulher feliz. E que as deixe ser uma mulher, que as deixe brilhar e dançar livremente pela vida a fora, expressando toda a sua beleza e essência feminina.

Só que nem todos os homens estão à altura disso – porque há um ego a bloquear.

As soluções que te apresentei neste post não são o único caminho. Mas fazem parte de um caminho que resulta. Há mais caminhos fantásticos que podes seguir, este é apenas mais um deles.

É o meu caminho. É o caminho que sugiro no Cool Vibes.

Há muitos e com valor, mas tens de experimentar algum. Tens de começar por algum. E na noite de 31 de Dezembro podes começar por experimentar o caminho do Cool Vibes.

Na noite de 31 de Dezembro de 2006, ainda não tinha criado o Cool Vibes e eu não sabia nem era um décimo daquilo que sei e sou hoje. Mas nessa noite eu decidi arriscar. Nessa noite eu saí sozinho. Nessa noite eu decidi avançar como nunca antes tinha avançado... e a minha vida nunca mais foi a mesma.


Uma última dica...


Presta atenção à tua intenção. Tem compaixão por todas as mulheres. Ama todas as mulheres... e muitas mulheres estarão abertas a falar contigo e a conhecer-te.

Diverte-te na noite de passagem de ano e lembra-te: nunca se sabe o que pode acontecer, nunca se sabe quem pode aparecer – pois tudo pode acontecer... e a mulher da tua vida pode estar lá em pé a olhar para ti e a sorrir-te.

Segue o que Amas,
Pedro C.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

"Workshop Cool Vibes LIFE Conscience a 24 de Janeiro em Lisboa! - Inscrições Abertas"



Oh yeah, vem aí a nova workshop do Cool Vibes, e vai ser BRUTAL!!


Workshop
Cool Vibes LIFE Conscience
Evolução Pessoal e Espiritual Para Homens e Mulheres Que Querem Criar e Ter Uma Vida Pessoal e Amorosa de Qualidade, e Desenvolver Paz Interior.

O Cool Vibes mudou a minha vida. Antes da aprendizagem eu era algo imaturo e inseguro. Depois, com o despertar da consciência, apercebi-me do que estava a falhar na minha vida e comecei a fazer as reparações necessárias. Comecei a assumir o controlo da minha vida, deixando apenas entrar quem realmente me poderia trazer mais-valias. Comecei a ser uma pessoa mais calma, mais segura. Comecei a ouvir e a sentir os outros. Comecei a sentir-me poderoso por começar a viver um segundo de cada vez. Por isso se queres evoluir e tornar-te num ser humano diferente, vai às workshops do Cool Vibes e lá encontrarás de certeza todas as ferramentas para o teu crescimento pessoal e espiritual.”

-- Pedro Galvão, Informático, Lisboa


>> Dia 24 de Janeiro (Sábado), às 15 horas, no Aparthotel VIP Suítes do Marquês em Lisboa.


Esta workshop será composta por 3 partes, correspondendo cada uma delas a uma das 3 dimensões humanas (corpo, mente e espírito):


1ª parte – CORPO

* Atracção - descobre os segredos da polaridade masculino/feminino (Yin/Yang), da energia masculina, da energia feminina, e como criar naturalmente no sexo oposto desejo de ter intimidade física contigo (depois disto nunca mais serás desejado como apenas amigo).

* Relação Íntima – descobre como criar e manter uma relação íntima de qualidade, compreendendo a sua dinâmica específica e como a implementar na tua relação actual, ou numa futura relação (eu nunca partilhei isto em nenhum programa ou workshop do Cool Vibes, mas é um dos conteúdos que mais contribuiu para a minha realização pessoal).

* Linguagem Corporal – descobre como criar em ti emoções positivas através da tua linguagem corporal, e assim ir de um estado emocional negativo para um positivo, em qualquer contexto a qualquer momento. Desenvolve também uma linguagem corporal naturalmente atraente para o sexo oposto e obtém um conhecimento profundo da comunicação não-verbal (que representa “apenas” 93% de toda a nossa comunicação) e de todo o seu potencial e poder.


2ª parte - MENTE

* Pensamento Positivo: torna-te num mestre do pensamento positivo, conseguindo Ser positivo em qualquer contexto a qualquer momento, e assim criando emoções positivas e úteis em ti, para alcançares os resultados que desejas.

* Potencial Criativo: descobre como definir objectivos e alcançá-los de uma forma eficaz, criando assim para ti a realidade que desejas experienciar, seja ela qual for.

* Ferramentas Mentais de Transformação Pessoal: O poder das afirmações e das visualizações. Descobre como as usar para te mudares, evoluires e alcançares o que desejas na vida.

* Ego Humano: o que é, como funciona, como o detectar e como o transcender passo-a-passo. Vê-te livre dos seus bloqueios (sofrimento humano: o egocentrismo materialista) e passa a sentir verdadeira Confiança, Paz Interior e Amor, conseguindo assim deixar vir cá para fora todo o Poder Natural Criador com que nasceste.


3ª parte – ESPÍRITO

* Energia e Consciência: O que realmente somos e como Ser, libertando-nos assim das limitações do corpo e da mente, conseguindo assim atingir Paz Interior, tomar decisões conscientes, ver a Verdade à nossa volta, Ser Coragem, atrair o tipo certo de pessoas e de circunstâncias (criar Sorte), satisfazer com equilíbrio e a um nível profundo o nosso corpo e mente, etc.

* Energia do Amor e Dinâmicas de Validação: A mais importante distinção de todas. Como ter Auto-Estima e Compaixão.

* Estar Presente No Momento: Como Ser no dia-a-dia e ligar-te à tua energia e Consciência, libertando-te assim do ego e conseguindo desenvolver em ti Paz Interior em qualquer contexto a qualquer momento.

* Evolução de Consciência: os vários e diferentes níveis e quadrantes de Consciência.

* Selecção Consciente: como evitar o tipo errado de pessoas e apenas deixar entrar o tipo certo. Como gerir a tua vida de forma a que apenas entre aquilo que contribua para a tua Evolução Pessoal/Espiritual e Paz Interior.

* Criação Consciente: aquilo que todos os seres humanos deviam saber sobre a sua Existência... mas infelizmente (e sem culpa disso) quase nenhum sabe ou tem integrado em si.


Nesta workshop irás fazer vários exercícios práticos que te ajudarão não só a compreender/assimilar os conteúdos como também a sentir/perceber como (e quando) depois os colocar em acção no teu dia-a-dia.

Depois desta workshop irás ter um nível de consciência elevado sobre ti e o que te rodeia, possibilitando-te assim tomar decisões conscientes que te vão permitir criar a vida, realidade, relações, resultados, experiências e emoções que desejas.

Há um poder dentro de ti que não estás a usar... mas depois de aplicares tudo aquilo que eu tenho para partilhar contigo, irás passar a ter acesso ao poder natural criador com que nasceste, sentir-te como nunca te sentiste antes, e ter a intimidade, sucesso e paz interior que sempre desejaste!


Alguns testemunhos de quem já participou em programas do Cool Vibes:

“Vais sentir que tudo é possível...”
-- Emanuel Almeirante, Profissional de Hotelaria, Lisboa

“O Cool Vibes é um projecto de pura evolução pessoal. Aqui vais aprender conceitos que te estimularão as capacidades positivas que já tens, e que te vão surpreender com aquelas que pensas não ter! Funcionou comigo como vai funcionar contigo. Aprende a ser autêntico e a criar emoções e momentos que nunca pensaste ser possíveis!”
-- João Pires, Artista-Plástico/Músico, Lisboa

“Os resultados positivos foram óbvios e viram-se logo passado uma semana e continuam a chegar e a acontecer em abundância. O preço da Workshop é mínimo comparado aos benefícios que estes ensinamentos podem trazer não só para o presente mas para uma vida de qualidade.”
-- Anónimo, Empresário, Nazaré

“Um veículo estimulante para podermos entrar neste novo mundo.”
-- Frederico, Estudante Universitário, Lisboa


“O Cool Vibes mostra-te o caminho que vai mudar a tua vida para melhor, e estou certo que este é um caminho que vais querer para o resto da tua vida.
-- Gonçalo, Mafra

“Uma experiência de grande qualidade.”
-- Hugo Roque, Aveiro

“O Pedro transmite alguns princípios verdadeiramente interessantes. Este homem é um excelente orador e ainda melhor, a mensagem que transmite é realmente interessante.”
-- Rui, Lisboa

“Uma forma rápida e prática de nos conhecer-mos de uma forma mais profunda e alterar o que não gostamos, para atrairmos aquilo que verdadeiramente queremos, gostamos e somos.”
-- DC, Lisboa

“Simplesmente magnífico.”
-- MB, Lisboa

“A workshop “Atracção Natural: As Qualidades”, a terceira que o Pedro dá, esteve ao bom nível das anteriores – ou talvez uns degraus acima, já que durou muito mais tempo e teve alguns exercícios práticos bastante originais e poderosos (para além de divertidos!).

O preço foi verdadeiramente insignificante, perante o valor das ideias que nos foram transmitidas. Eu próprio, já pude sentir e comprovar a veracidade deste modelo das Qualidades, pondo-o em prática em todos os quadrantes da minha vida pessoal. Os resultados foram surpreendentes!

O Pedro Constantino, para além de um óptimo orador, é extremamente empenhado em tudo aquilo que faz, relativo ao Cool Vibes. É quase inacreditável a vontade e a energia que ele empenha em poder ajudar outros homens a evoluir, seja nas mil e uma NGSs, nos artigos do blog, ou em workshops como esta. Foi uma honra tê-lo conhecido.”

-- Rui Bebiano, Lisboa


Se estes temas te interessam e te sentes motivado a mudar, evoluir e começar a criar a vida que desejas, então convida alguém que aches poder estar também interessado e inscreve-te hoje!

Para te inscreveres nesta workshop envia-me agora um email com o assunto “Workshop LIFE Conscience – Inscrição” com o teu 1º e último nome na mensagem. Depois receberás um email meu com o processo de pagamento e detalhes finais (um PDF com, entre outras coisas, mais pormenores sobre os conteúdos da workshop e um mapa da localização).

Para já é tudo. Se tiveres alguma dúvida ou pergunta envia-me um email.

Espero ver-te no dia 24 de Janeiro, para uma tarde fantástica de pura evolução, grande energia positiva e boa disposição! Oh yeah!!

Um Natal Brutal,
Pedro Constantino
Criador do Cool Vibes

PS: hey, há a possibilidade de 2009 ser o melhor ano da tua vida. Porquê? Porque é esse o propósito desta workshop. Inscreve-te e vem descobrir um novo Universo de possibilidades!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

"Como Criar Uma Vida de Qualidade e Desenvolver Paz Interior"

"Como Criar Uma Vida de Qualidade e Desenvolver Paz Interior"



Como é que se cria uma vida pessoal e amorosa de qualidade?

Como é que se desenvolve e mantém paz interior?

Tudo passa por adquirires e desenvolveres em ti o conhecimento e as qualidades que te vão permitir criar naturalmente tudo isso.

Tudo passa por teres uma personalidade que te permita criar naturalmente tudo isso.

E ter essa personalidade significa ter mestria em relação às 3 dimensões do ser humano:

Corpo, mente e espírito.

Não só ter um conhecimento profundo do que são e do seu potencial, mas também aprender como as usar para criares a tua vida, realidade e experiências.

A qualidade da vida de um ser humano é definida pela qualidade das emoções que este mais sente.

Se forem emoções negativas ele não vai gostar da sua vida. Andará insatisfeito, em baixo, desmotivado, deprimido, tímido, revoltado, irritado, preocupado, etc.

Se forem emoções positivas ele vai ADORAR a sua vida. Sentir-se-à realizado, bem disposto, motivado, alegre, descontraído, confiante, feliz, completo, etc.

Criar uma vida de qualidade passa por saber usar as nossas 3 ferramentas naturais (corpo, mente e espírito) para criarmos em nós as emoções positivas que desejamos sentir.

É através delas que vamos criar a nossa vida, relações e resultados... e todas as experiências e emoções que desejamos sentir.

E que merecemos sentir. Pois tu mereces a felicidade que desejas.

Mas infelizmente pouco ou nada aprendemos ao longo da vida sobre o nosso lado emocional e espiritual, e é por isso que ela depois sabe sempre a incompleta... ou estamos sempre a apanhar obstáculos, ter problemas, e vivemos em sofrimento.

Tanto a parte mental como física são importantes, mas insuficientes para poderes criar uma vida de qualidade. E muitas vezes o que aprendemos sobre essas duas dimensões é insuficiente, inútil ou completamente errado.

Então, o conceito base para poderes criar uma vida pessoal e amorosa de qualidade e desenvolveres paz interior é este:

Subir de nível de consciência em relação ao teu corpo, mente e espírito, para que através deles possas criar as emoções que desejas sentir.

Tem de haver evolução pessoal de consciência. Há conteúdos a aprender e qualidades a desenvolver. Há uma mestria que tens de ter em relação a ti próprio e às tuas 3 dimensões.

Comecemos pela primeira: o CORPO.

O corpo humano nasce com duas motivações inconscientes:

A de se manter vivo e a de se reproduzir.

Para se manter vivo o ser humano trata do seu conforto físico. Come, bebe água, arranja um abrigo (casa), protege-se do clima (roupa), e de tudo aquilo que o possa ferir, deixar doente ou matar (animais selvagens incluídos).

Não há grande novidade aqui: o ser humano alcança hoje em dia esse conforto físico através de dinheiro. Ele compra o que precisa para poder ter e manter esse conforto físico.

Mas apesar de essencial, isto é apenas metade da equação para se ter uma vida de qualidade... porque a outra metade é a relação que temos com o sexo oposto.

Todos nós nascemos seres sexuais que se sentem atraídos sexualmente pelo sexo oposto. Atracção sexual é algo que existe em todos os seres humanos ou animais, sejam eles heterosexuais ou não.

Mas infelizmente esta área tem sido completamente negligenciada. Desde que nascemos que nos dizem para prestarmos atenção à escola, a tirar um curso e a arranjar um emprego/trabalho para termos dinheiro para viver...

Mas ninguém nos diz para darmos atenção à nossa vida amorosa e nos certificarmos de que ela de facto é uma fonte de prazer e satisfação na nossa vida, e não algo caótico que só nos traz problemas, sofrimento e que depois nos desmotiva para todas as outras áreas.

Ninguém nos diz para compreendermos o que realmente se passa quando nos sentimos atraídos por alguém, para que possamos tomar decisões conscientes e ter a relação íntima que sempre desejámos.

Ninguém nos diz para aprendermos e fazermos tudo o que for preciso para que tenhamos uma vida amorosa de qualidade, que nos faça feliz e faça feliz o nosso parceiro íntimo.

A ideia geral que nos passam é que é algo misterioso, sobre o qual não temos qualquer poder ou escolha, e que deve ser deixado ao calhas porque é impossível de compreender.

Errado. Isso é um nível de consciência inferior em relação a esta área... mas tu podes evoluir e adquirir um nível de consciência superior e assim criar a vida amorosa e relação íntima que desejas, com o tipo de parceiro que desejas.

Ignorar esta área é ignorar o que mantém a existência da raça humana:

Pois sem atracção não há sexo, sem sexo não há reprodução, sem reprodução... adios ser humano! ;)

Quanto a ti não sei, mas para mim atracção é extremamente importante. Pois se ela desaparecer a nossa raça desaparece em apenas uma geração.

Atracção é a “ferramenta” da Natureza para que os animais se reproduzam e assim continue a existir Vida. Apesar da atracção física contribuir para isso, há apenas uma energia em todo o Universo que garante que haja mesmo atracção a longo prazo e reprodução (sexo):

A Polaridade Masculino/Feminino.

Isto significa que quando estão juntos, um dos indivíduos tem de se identificar mais com a energia masculina, e o outro com a feminina. Só havendo esta polaridade é que há desejo sexual, ou atracção. Porque podem ambos ser físicamente atraentes, mas ao interagirem, se não houver polaridade, essa atracção física deixa de ter poder e eles ficam apenas amigos (ligação emocional, não física).

Se queres ter uma vida amorosa de qualidade e satisfazer o teu corpo e Ser a este nível, então tens de ter mestria em relação à polaridade. Tens de ter um conhecimento profundo em relação à energia masculina e feminina, as suas dinâmicas e princípios, para que a polaridade esteja sempre presente nas tuas interacções e convívios com o sexo oposto.

E polaridade é mesmo a única energia que leva alguém querer ter intimidade física com outra pessoa. É a única energia que leva um homem a ter uma relação íntima com uma mulher. Se essa polaridade não existir... ficam apenas amigos.

Se não tiveres esta área da tua vida tratada, sempre que vires alguém do sexo oposto por quem te sentes atraído (e irás ver dessas pessoas para o resto da tua vida), das duas uma: ou irás lembrar-te de que a tua relação não te satisfaz, que te desmotiva e tira energia para tudo o resto; ou irás lembrar-te que continuas solitário incapaz de conhecer pessoas do sexo oposto e de criar ligações íntimas com elas.

E isto é escusado dizer que não te traz qualidade de vida... apenas sofrimento.

Outro aspecto do nosso corpo é a linguagem corporal.

Apenas 7% da nossa comunicação é aquilo que dizemos. Ou seja, são as palavras que nos saiem da boca.

Os restantes 93% são a nossa linguagem corporal. É COMO dizemos as coisas (tom de voz) e a nossa postura e movimentos (contacto visual, expressão facial, etc).

A nossa linguagem corporal revela mais sobre nós e o que estamos a sentir do que qualquer coisa que possamos dizer.

E melhor: a nossa linguagem corporal cria em nós emoções. Tu podes mudar o teu estado emocional mudando a tua postura. Há uma linguagem corporal que cria em ti emoções negativas, que te deixa inseguro, e que contribui para o surgimento de resultados negativos.

Mas há uma linguagem corporal que cria em ti emoções positivas, que te dá poder e confiança, e que te deixa descontraído... e que contribui para o surgimento de resultados e experiências positivas, como por exemplo atrair naturalmente alguém do sexo oposto.

Portanto temos neste momento duas áreas do CORPO em que te deves concentrar para poderes criar uma vida de qualidade:

Polaridade Masculino/Feminino e Linguagem Corporal.

Mas atenção... o nosso corpo tem necessidades e desejos que se não forem satisfeitos com Consciência até nos podem trazer prazer a curto prazo... mas a longo prazo dão-nos cabo da vida e apenas contribuem para o nosso sofrimento, e para o sofrimento dos outros.

Logo parte do processo é libertarmo-nos dessas necessidades e desejos deixando de ser escravos do corpo, para que as possamos satisfazer tendo em vista as consequências a longo prazo para nós e para os outros.

Vamos passar à próxima dimensão: a MENTE.

A mente humana é uma ferramenta biológica fantástica. De uma forma muito abreviada ela possibilita-nos compreender a realidade à nossa volta e chegar a soluções.

Se através do corpo se alcança intimidade, através da mente alcança-se sucesso.
A mente é o que nos permite comunicar verbalmente, e imaginar um futuro diferente do nosso presente.

Há muita muita coisa que poderia ser dita em relação à mente humana, mas tendo em conta o contexto da evolução pessoal de consciência e de criação de uma vida pessoal de qualidade, o mais importante é isto:

O potencial criativo da mente humana.

Ou seja, criar experiências e obter resultados positivos.

Certamente estás familiarizado com a Lei da Atracção... que no fundo não é mais do que uma Lei da Criação: nós só conseguimos criar algo através das nossas emoções. Logo se sentimos emoções negativas vamos criar realidades exteriores negativas, ou uma vida negativa.

Os nossos pensamentos criam em nós emoções (assim como a nossa linguagem corporal). Logo se queres obter resultados positivos na tua vida tens de ter mestria na arte de pensar positivo. Pois só com emoções positivas poderás alcançar resultados positivos. Ser uma pessoa positiva é a atitude base que deves ter na vida para teres uma vida positiva que te deixa satisfeito e realizado. Portanto pensar positivo é o primeiro passo essencial.

O segundo passo essencial é saberes o que queres. Quais são os teus objectivos? Como queres que a tua vida seja?

As pessoas prejudicam-se ao pensarem como as coisas estão e são, em vez de pensarem como gostariam que elas estivessem ou fossem. A imaginação é tudo aqui.

Tens de conseguir abstrair-te de como o presente te faz sofrer para pensares em como queres que o teu futuro seja, para assim poderes criar um novo presente que te deixe feliz.

A questão não é se pensas em coisas que são verdade ou mentira. É se pensas em coisas que são úteis ou inúteis para poderes criar a vida pessoal que desejas ter.

Depois de teres os teus objectivos bem definidos, o que tens a fazer a seguir é concentrares-te neles todos os dias. Porquê? Porque a mente humana é uma caçadora de soluções, é para isso (entre outras coisas) que ela serve. Ela é uma ferramenta, e deve ser usada como tal. Ao te concentrares todos os dias nos teus objectivos a tua mente irá estar constantemente em busca de soluções para os alcançar. Assim descobrirás o que tens de FAZER para os alcançares.

Sim, porque pensar positivo ou imaginar as coisas como gostarias que elas fossem na tua vida, não vai criar nem mudar nada. Tem de haver acção, tens de te mexer. Mas tudo começa na nossa mente e pensamentos... só depois vem a parte prática do fazer e das acções.

Portanto, os nossos pensamentos criam em nós emoções e se pensarmos positivo vamos sempre sentir emoções que nos vão ajudar a criar a vida pessoal de qualidade que desejamos. E se nos concentrarmos diariamente nos nossos objectivos vamos mais rapidamente e facilmente chegar a soluções para os concretizar.

Mas... há aqui um problema. E se já acompanhas o Cool Vibes há algum tempo então calculo que já devas estar a perceber qual é.

“Ora bem... pensar, pensar, pensar... fico preso dentro da cabeça e desligado da realidade”.

Muito bem, e que mais?

“E se fico demasiado tempo preso dentro da cabeça... começo a identificar-me com ela... e... e... vem o amigo ego e escraviza-me!”.

Oh yeah! =)

96% dos seres humanos estão actualmente a viver no nível de consciência do ego. Ou seja, identificam-se com o seu ego e mente, e vivem desligados da energia de que são compostos. Daí sentem um vazio interior que pensam que pode ser preenchido com coisas exteriores e validação/atenção: egocentrismo materialista.

Na prática o que acontece é que as pessoas manipulam-se e controlam-se umas às outras para obter validação e atenção (energia) e assim aliviar o vazio interior (baixa auto-estima) que sentem.

Vivem numa atitude do obter, obter, obter sem ter verdadeira consideração pelos outros. Não há verdadeira partilha ou contribuição... apenas meros esquemas de simpatia para obter algo a seguir (é o dar para obter, e só dar se de facto houver garantias que se vai obter algo. Porque se assim não for, se depois de dar a pessoa não obter, fica chateada com a outra pessoa, critica-a e tenta inferiorizá-la e prejudicá-la).

A maior parte das relações são meros negócios de validação. “Tu alivias o meu vazio interior e eu alivio-te o teu”.

Busca-se por bengalas emocionais em vez de se resolver a relação que temos com nós próprios. Usa-se os outros e a sua energia para completar aquilo que nos “falta”.

A lista de comportamentos disfuncionais e desonestos é imensa, e o ego humano é de facto a causa de todos os sofrimentos humanos.

Se sentimos que precisamos de validação/atenção dos outros, então a solução não é tentar obtê-la deles. A solução é deixarmos de precisar de obter validação/atenção dos outros, porque desenvolvemos em nós tudo o que precisamos.

Assim as relações e interacções em vez de terem como base a troca de validação (obter), têm como base a contribuição e partilha de energia. Pois nós só podemos dar verdadeiramente aos outros aquilo que temos. Se não o tivermos estamos apenas a fazer uma simulação e a manipular/enganar para obter algo.

Temos então de transcender o ego, de nos libertarmos dele. Ele tem a sua utilidade e importância, mas não podemos ser controlados por ele. Não nos podemos identificar com ele.

O problema é que a maior parte dos seres humanos pensa que só existe corpo e mente, que somos a duas dimensões. Daí todos os problemas e sofrimentos... pois a solução não está nessas duas dimensões.

Está numa terceira dimensão: o ESPÍRITO.

E o espírito nada mais é do que energia. Tudo é feito de energia: o teu corpo, a tua roupa, o teu computador, a tua secretária, a tua cadeira, o ar que respiras, a água que bebes, a comida que comes, as paredes da tua casa, a luz, o som, o pó, todos os animais, todas as plantas... TUDO no Universo é energia que vibra a diferentes níveis.

E tu és energia. Não és o teu corpo ou mente, és energia. És Consciência. És aquele que observa e que é. Tens um corpo e uma mente... mas não és isso. Isso são as tuas ferramentas biológicas, isso é apenas o mundo material. Mas há outro mundo...

Espiritualidade é a peça fundamental que falta ao ser humano contemporâneo. A sua escravidão ao mundo material é o que lhe causa sofrimento, e só evolução espiritual lhe pode trazer paz interior, e um nível de consciência que lhe possa permitir criar uma vida de qualidade, e seleccionar aquilo que realmente é melhor para si a longo prazo.

Porque tanto o corpo como a mente têm necessidades e desejos que por si só vão-nos sempre trazer sofrimento e prejudicar. Eles não têm mal nenhum, mas ser escravo deles é o que não nos permite sermos felizes e termos uma vida de qualidade.

Por detrás do corpo e da mente tem de haver uma Consciência. Temos de estar ligados à energia pela qual somos compostos, e que nos liga a tudo (a separação é uma ilusão do mundo material), para que possamos ter a paz interior, a vida e as relações que sempre desejámos.

Eu sei que esta conversa da energia e do espírito pode parecer muito estranha e abstracta, mas não é (e pouco ou nada tem a ver com religião). Na Verdade é assustadoramente simples, e ao alcance de qualquer um. Pois é algo que já está dentro de nós, desde que nascemos. É o que Somos.

Compreender as dinâmicas desta energia ou Consciência, e Sermos essa energia e Consciência, vivendo ligados a ela e não vindo meramente do nosso corpo ou mente (ou seja, estar preso a eles e ser escravo deles), é o que nos vai permitir satisfazer o nosso corpo e mente de uma forma equilibrada e poderosa que só nos beneficia a nós e aos outros a longo prazo; assim como é o que nos vai permitir usar com eficácia estas nossas ferramentas biológicas para alcançarmos o que desejamos no mundo material (resultados, relações, experiências, etc), e para sentirmos o que desejamos sentir.

Mas só, e eu repito, só a nossa dimensão espiritual (energia ou Consciência – que é o que verdadeiramente Somos) é que nos pode fazer libertar do ego, ter paz interior e poder natural, permitir perceber quando algo ou alguém só nos vai prejudicar a longo prazo (o tipo errado de pessoas), tomar decisões conscientes que beneficiem todos (o eu e os outros) a longo prazo, criar Harmonia, experienciar Amor e Compaixão (e não meramente validação e pena, como no nível de consciência do ego humano), sentirmo-nos completos, etc.

Este tema é tão importante e ajudou-me tanto na vida, que eu decidi realizar uma workshop no início de 2009 só sobre ele (clica na imagem para a veres aumentada):



A workshop chama-se Cool Vibes Life Conscience e vai ser sobre as 3 dimensões do ser humano: corpo, mente e espírito. E como adquirires consciência e mestria em relação a elas.

É desenvolvimento pessoal e espiritualidade para homens e mulheres que querem criar uma vida pessoal e amorosa de qualidade e desenvolver paz interior.

Vou falar sobre os tópicos que estão neste post, mas muito mais aprofundadamente, e com alguns exercícios práticos que te vão ajudar a compreender melhor os conteúdos, a assimilá-los e a integrá-los na tua vida e dia-a-dia.

Aqui está um breve resumo dos temas da Cool Vibes Life Conscience:

* Tudo sobre Polaridade Masculino/Feminino (Yin/Yang), e como criar naturalmente desejo sexual, ter intimidade física e uma relação amorosa de qualidade.

* Segredos da linguagem corporal: Como mudar o nosso estado emocional através do nosso corpo, criando em nós emoções positivas.

* O potencial criativo da mente humana: pensamento positivo e como ser uma pessoa positiva.

* Como definir objectivos, e outras ferramentas mentais de transformação e alcance de resultados: afirmações e visualizações.

* A Verdade sobre o Ego Humano, e as formas invisíveis como nos prejudica (a nós e aos outros).

* A Diferença entre Amor e Dinâmicas de Validação.

* Libertação do ego/sofrimento: o Eu Verdadeiro (espírito, energia, Consciência).

* Como estar presente no momento e desenvolver paz interior.

* O caminho da Auto-Estima constante.

* Como evitar o tipo errado de pessoas (Selecção Consciente).

* A Verdade sobre Consciência: níveis de consciência, quadrantes, etc.

* O Holon: a primeira palavra que te deviam ter ensinado a dizer e cujo significado te deviam ter explicado – depois de saberes isto eu garanto-te que nunca mais vais viver a vida da mesma forma!

O local e a data para a workshop ainda não estão confirmados, mas vai ser em Lisboa. E desta vez (e finalmente) é para homens e mulheres!

Por agora estou a criar uma lista de pré-inscrição, sem compromissos, para pessoas que possam estar interessadas em participar.

Para fazeres parte dessa lista especial e garantires que receberás novidades sobre esta workshop, envia-me agora um email para
CoolVibesClub@hotmail.com com o assunto “Workshop Life Conscience”.

Assim, quando houverem mais pormenores disponíveis receberás um email com as novidades, os detalhes finais e o processo de inscrição.

Nota: esta workshop era para se chamar de Poder Natural. Para quem estava interessado no Poder Natural, os conteúdos são os mesmos (e mais ainda), mas agora a workshop chama-se Life Conscience. Só o nome mudou, nada mais.

Perguntas:
CoolVibesClub@hotmail.com

Obrigado por leres e segue as tuas paixões!

Pedro Constantino

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

"Dicas de Atracção Natural Para Mulheres"

Hey, hoje vou-te dar dicas de Atracção Natural... só para mulheres!

Mais uma vez recebi perguntas brutais por email, cujas respostas acredito serem de interesse geral para as mulheres que acompanham o Cool Vibes.

Em baixo estão as perguntas e os meus respectivos comentários.


«Tu defines três grupos de qualidades para que os homens sejam naturalmente atraentes. E em relação às mulheres, quais consideras serem as qualidades base que uma mulher deve ter para ser de qualidade e para atrair homens de qualidade? Sei que a auto-estima está na base, mas que outras características são importantes e como podem ser desenvolvidas?»

Tanto há 3 grupos de qualidades para os homens como há 3 grupos de qualidades para as mulheres. Eles são iguais menos um, que no caso dos homens é a Masculinidade, mas no das mulheres é a Femininidade.

No entanto as 3 energias da Atracção Natural são as mesmas tanto para os homens como para as mulheres: Sexual (Polaridade Masculino/Feminino), Amor e Entusiasmo.

Mas há de facto 7 qualidades que eu considero essenciais numa mulher para que esta possa atrair naturalmente o tipo certo de homem e viver uma vida pessoal com mais prazer e satisfação. Na minha palestra Introdução à Atracção eu fiz uma breve e superficial apresentação dessas 7 qualidades. Podes ver o vídeo neste link:

http://coolvibesblog.blogspot.com/2008/11/as-7-qualidades-essenciais-da-mulher-de.html


Nota: é importante que percebas que se não tiveres alguma ou várias destas qualidades isso não te tira valor nenhum como mulher. Nem tens de ter nenhuma destas qualidades sequer. O que acontece é que ao as teres poderás criar para ti uma vida pessoal e amorosa muito melhor, tal como desejas, e atrair naturalmente o tipo certo de homem. Tudo o que experienciamos na vida, todos os resultados que obtemos, depende da nossa personalidade, energia e qualidades. Logo ao teres estas 7 qualidades essenciais vais poder criar para ti e em ti a felicidade que desejas.

Fica aqui uma simples lista das 7 qualidades essenciais que uma mulher deve ter -- porque isso ajuda-a a ser feliz e a atrair naturalmente o tipo certo de homem:

* Ter Auto-Estima
* Ser Feminina / Sensual
* Ser Sexualmente Confortável
* Ter Sentido de Humor
* Ter Paixões / Interesses na Vida
* Seguir Um Caminho de Evolução Pessoal / Espiritual
* Ter Vida Social

Agora, como é que se desenvolve tudo isto?

Isso é um tema que é impossível explicar num só post... e é por isso que vou brevemente escrever um ebook grátis só para mulheres chamado “As 7 Virtudes de Vénus” no qual explico como desenvolver todas estas 7 qualidades essenciais.

Quando estiver pronto logo o saberás, por isso fica atenta aqui ao blog e à tua caixa de emails.

Seja como for, fica o aviso:

Apenas saber estas coisas não serve para nada. Para se desenvolver estas qualidades e se obter os resultados que elas trazem naturalmente é preciso haver acção. É preciso haver decisões e prática. É preciso fazer algo com a informação, e não apenas a ler, compreender e decorar.



«Consideras que a receptividade ou não das mulheres em relação a uma abordagem natural por parte dos homens está relacionada com o interesse / atracção (ou não) que elas têm por ele ou é uma estratégia de defesa?»

Isso depende sempre da mulher e do seu nível de consciência. É por isso que eu digo sempre aos homens para serem conscientemente selectivos: para evitarem a mulher do tipo errado.

Portanto se a mulher tiver um nível de consciência “inferior”, como o do ego humano, poderá ser meramente uma estratégia de defesa, ou uma estratégia para obter validação do homem e assim aliviar o vazio interior que sente (baixa auto-estima).

Mas se a mulher tiver um nível de consciência superior, liberta do ego, a sua receptividade (ou reacção) será genuína e integralmente ligada ao facto de o homem causa nela Atracção Natural ou não.

Mas repara que uma coisa é Atracção Natural, outra é apenas atracção sexual (polaridade masculino/feminino). Seja qual for o nível de consciência da mulher ela irá sempre sentir atracção sexual (ou desejo de intimidade – e isso não quer dizer que queira logo ir ali para a cama com o homem, mas que sente uma curiosidade profunda em relação a ele, um determinado fascínio misterioso que não percebe de onde vem).

Agora, para sentir Atracção Natural tem que estar a esse nível de consciência... porque no nível de consciência do ego humano não existe Amor, apenas troca de validação (o velho “negócio” para aliviar vazios interiores). E Amor é uma das 3 energias da Atracção Natural.

Ou há coração aberto ou há um ego fechado... não há meio termo aqui. A mulher ou é genuína, tem compaixão pelo homem e procura perceber como ele é, reagindo autenticamente à energia e presença do homem, ou é um ego feminino e vê o homem apenas como uma ferramenta biológica para usar e sacar validação. Há várias intensidades nesta atitude do ego feminino, mas na sua essência têm todas a mesma origem e resultado final, ou seja são todas a mesma coisa.



«Evidentemente que tenho uma perspectiva sobre esta assunto, como mulher que sou, mas gostava de saber a tua. Existem muitos rapazes que se queixam que as mulheres às vezes dizem que não estão interessadas neles mas depois têm comportamentos que manifestam exactamente o contrário. Será que se estão a fazer de “difíceis”? Mas quando uma mulher se faz de “difícil” é alguém bastante influenciado pelo ego e vai afastar o homem de qualidade, não é?»


Acabaste de responder à tua própria pergunta ;)

Elas genuínamente sentem-se interessadas, mas para obterem atenção e validação (ou seja, para fazerem o homem andar atrás delas a demonstrar interesse sem levar nada em troca), fingem não estar interessadas.

Na Verdade elas não estão interessadas no homem -- parece que me estou a contradizer mas presta atenção a isto:

Elas estão sim interessadas na potencial validação que podem vir a obter do homem. Não no homem ser humano (porque não têm compaixão, o seu nível de consciência não o permite) mas no que o homem-objecto lhes pode trazer (alívio de vazio interior, bengala emocional, etc).

Claro que elas se sentem atraídas pelo homem se houver polaridade masculino/feminino e ele for interessante, mas essas são apenas duas das três energias da Atracção Natural. É incompleto, e por isso mais cedo ou mais tarde vai sempre dar buraco.

Obviamente que estas mulheres com esta atitude só vão atrair dois tipos de homem: aquele coitadinho que não tem opções e está desesperado (o escravo voluntário, o bonzinho frustrado, etc); ou aquele homem que também anda à caça de validação e está cheio de truques para a manipular e controlar (o mauzão engatatão, o bad boy, etc).

Nem com um nem com o outro ela poderá ser feliz. Porque o primeiro só a consegue estimular com a 3ª energia (Entusiasmo, porque geralmente são homens interessantes, mas não a atraem sexualmente) e o segundo só a consegue estimular com a 1ª energia (Sexual – Polaridade Masculino/Feminino, ou Yin/Yang – porque geralmente são homens broncos e desonestos, mas masculinos).

Claro que isto são caricaturas extremas destes 2 tipos de homem, mas acredito que seja fácil para ti como mulher identificá-los. O que eu quero dizer com isto é que a mulher que se faz de difícil só irá atrair o tipo de homem que corresponde ao tipo de mulher que ela é. O homem naturalmente atraente não se sente mínimamente atraído por corações fechados ou esquemas desonestos para obter a sua atenção e validação. Ele busca por uma mulher de um nível de consciência elevado e ele aprendeu a detectar o que se passa muito rapidamente.

Mas para perceberes melhor a atitude de quem se faz de difícil, lê este post:

http://coolvibesblog.blogspot.com/2008/08/como-conquistar-pessoas-difceis.html



«A atracção natural está relacionado com uma questão de energia e com a polaridade masculino / feminino que tanto falas no blog. Mas será que a atracção natural não se relaciona também com intuição e com o karma de cada um? Pergunto isto porque tenho lido algumas coisas sobre reencarnação e karma e muitos comportamentos também podem ter como base vivências nossas de outras vidas. Em relação à intuição tem a ver com aquilo que li no livro “A Profecia Celestina” que diz que muitas vezes elas surgem para nos orientar.»

A Atracção Natural é composta por 3 energias, e uma delas é a sexual, que é gerada pela polaridade masculino/feminino (Yin/Yang). Isso não tem nada a ver com a intuição e o karma. Nem a intuição nem o karma geram naturalmente Atracção Natural ou a energia sexual.

São ambos conceitos espirituais: intuição é a qualidade de se funcionar através da energia de que somos compostos (Consciência). Ao saberes seguir a intuição saberás sempre a Verdade por detrás das coisas, pois estás a “interpretar” o que se passa através da vibração de energia, e conseguirás sempre tomar a decisão acertada. É o mesmo que estar presente no momento, consciente, e não preso dentro da cabeça, tipo zombie.

Já o karma pode ser descrito como o tipo de problemas e sofrimentos pelos quais terás de passar repetidamente nas tuas reencarnações até aprenderes a lição e evoluíres de nível de consciência, acabando assim com eles de vez.



«Por exemplo, algumas vezes sem conhecermos as pessoas a nossa intuição diz-nos que ela não é confiável, será que isto tem a ver com a energia que ela transmite que não é compatível com a nossa? Já me aconteceu ter uma intuição desfavorável quando conheci pela primeira vez determinados rapazes e esta verificar-se correcta conforme os vou conhecendo. Julgo que isto terá a ver com o facto de estarmos ligados a todas as coisas, pela energia e de recebermos informação da energia do outro sem o conhecermos… se calhar tem outra explicação mais profunda, tenho de pesquisar sobre isso :)»

Claro, isso é selecção consciente. No fundo só há 2 tipos de seres humanos: os zombies e os acordados (e isto são novamente caricaturas para facilitar a explicação das mesmas).

Ou seja, há o pessoal que anda a dormir, escravo da mente e do mundo material, desligado da energia pela qual todos somos compostos, e que por isso pensa que precisa constantemente de a obter dos outros (ou seja, de obter validação exterior)... e há o pessoal acordado que já passou o nível de consciência do egocentrismo materialista, que tem auto-estima pois vive Consciente e através da energia que há em si, e procura partilhar e dar, contribuir, em vez de ser um caçador implacável de validação e atenção (e fazer-se constantemente de vítima indefesa sofredora sem soluções, ou ser um manipulador desonesto).

Diante do primeiro tipo sentes que essa pessoa não é de confiança, porque de facto não é. Ela vê-te como um objecto do qual pode obter algo. Ela não é íntegra pois o seu vazio interior não lho permite. Ela quere-te sugar a energia para encher o vazio interior (que na Verdade não existe, é uma ilusão da mente).

Diante do segundo tipo de pessoa sentes-te em paz, descontraído, seguro... pois ela é de facto de confiança. É íntegra pois não tem vazio interior nenhum e segue sempre os seus valores sem vacilar. Ela enche-te de energia pois vive através de compaixão. Ela sente-se em Paz e tem Amor dentro de si... logo tem Paz e Amor para partilhar.

E tu sentes isso pois a tua intuição avalia o seu nível de energia, vê que há abundância dentro dessa pessoa, e diz-te: “hey, este aqui é de confiança. Podes deixá-lo entrar na tua vida, pois ele não te vai tentar tirar nada, mas sim contribuir para a tua felicidade e evolução de consciência”.

O tipo errado de homem é o homem que te quer conhecer e estar contigo porque quer obter algo de ti. Porque quer obter validação ou prazer sexual, por exemplo.

E agora podes pensar: “Mas espera lá... querer obter prazer sexual de alguém tem alguma coisa de errado?!”

Tens de perceber que uma coisa é querer PARTILHAR prazer sexual com alguém... e que outra é querer usar o corpo de alguém para se ter um orgasmo, sem se ter consideração ou fascínio pelo Ser que essa pessoa é.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

"Como Evitar Ser Vítima De Violência Doméstica e Acabar Com Ela De Vez"


Há uns dias atrás estava a passear por Lisboa à tarde, quando uma mulher me abordou com um folheto. Era uma iniciativa para ajudar as mulheres vítimas de violência doméstica e motivá-las a falar da sua situação e a pedir ajuda.

Este é sem dúvida um passo na direcção certa: falar do problema e torná-lo visível. Chamar à atenção para ele e para as suas consequências.

Isso é excelente, mas é apenas metade da equação. A outra metade é de facto chegar a soluções e partilhá-las.

E é por isso que hoje vou-te falar acerca deste tema delicado mas extremamente importante: Violência Doméstica.

Aquilo que vou partilhar contigo é a visão do Cool Vibes sobre este assunto, assim como possíveis soluções para evitar e resolver este tipo de situação.

Então, porque existe violência doméstica?

Qual é a realidade e Verdade por detrás desta situação?

Porque é que há mulheres (e homens também) que são vítimas de abuso físico, mental e emocional por parte do seu parceiro íntimo?

Bem, não há muito a dizer em relação a isso:

É tudo mais uma consequência negativa do nível de consciência do ego humano.

Confessa, já estavas à espera que eu dissesse isto não estavas? ;)

Sendo uma das principais características do ego humano a sua necessidade constante de obter validação exterior para aliviar o vazio interior que sente, não é muito difícil chegar-se à conclusão de que violência doméstica não é nada mais do que uma forma de quem a pratica sentir-se superior à vítima, e assim aliviar a sua baixa auto-estima.

Sim, o ego precisa sempre de se sentir “ melhor” do que alguém para que se consiga sentir bem consigo próprio. É o velho sistema do “tenho de ganhar para me sentir bem”, ou seja, alguém tem de ficar a perder. O que é completamente desnecessário... quando se tem auto-estima e se vive num nível de consciência acima do ego.

Assim sendo, um homem bate na sua mulher... para se sentir um homem. Tal como muitos homens precisam de andar a ir para a cama com várias mulheres para se conseguirem sentir um homem, há homens que só se sentem um homem batendo nas mulheres, superiorizando-se assim físicamente a elas.

Eles buscam por uma ilusão de poder. Buscam “respeito”, obediência e submissão à força e à bruta... porque o seu nível de evolução e consciência não dá para mais.

Sim, violência doméstica é o melhor que eles conseguem fazer na vida.

Eles têm baixa auto-estima, e buscam todas as formas para a aliviarem e sentirem que têm valor. O ego humano só consegue sentir que tem valor se de alguma forma inferiorizar outro ser humano. Porque assim ele vai sentir que consegue fazer a diferença e ter influência na vida de alguém.

E tem. De uma forma negativa, mas tem.

E para ele isso serve na perfeição, porque na sua limitada existência de comparações e competições, se ele ver que saiu por cima de uma situação, ou foi o melhor em algo, vai-se sentir brutalmente bem como nunca antes. Quase como se tivesse tomado uma droga qualquer. E validação exterior na sua essência é mesmo isso: uma espécie de droga. Uma espécie de droga que faz a pessoa sentir-se bem no momento, mas que a longo prazo vai-lhe destruindo a vida e as relações.

Quando se vive preso ao ego e escravo deste, para além de baixa auto-estima desenvolve-se também muitos sentimentos de revolta e raiva interior... que muitos homens gostam de mandar para cima das suas mulheres, sob a forma de violência física, mental ou emocional.

Não é nada de pessoal contra elas... é algo que eles mandam contra tudo e todos, de várias formas e intensidades diferentes. É algo que está dentro deles e os acompanha para todo o lado, todas as situações, momentos, interacções e áreas da vida.

E é através disso que eles criam a sua vida e relações.

Uma vez transcendido e ultrapassado o nível de consciência do ego humano, toda a violência doméstica desaparece. Porque em vez de se viver com um vazio interior e uma necessidade constante de obter obter obter...

...passa-se a viver com auto-estima, cheio de coisas boas para partilhar, dar e contribuir.

Só podemos dar aquilo que temos... logo se não temos Amor em nós, jamais o poderemos “dar” aos outros e partilhá-lo com os outros. A única coisa que poderemos fazer é dar validação, o que não tem naaada a ver com Amor.

E nas relações onde há violência doméstica há apenas uma mera troca de validação... um negócio de validação: “eu demonstro-te que gosto de ti, e tu demonstras-me que gostas de mim, e assim aliviamos a baixa auto-estima e o vazio interior um ao outro”.

Esta é a parte difícil de perceber do post...

Porque a forma de evitar a violência doméstica é não se meter numa relação com o tipo de pessoa que cria violência doméstica.

Trata-se de selecção consciente. De ser-se conscientemente selectivo. De perceber como a pessoa realmente é, antes de nos metermos numa relação com ela.

Porque este homem que bate na mulher já era assim antes de estar numa relação com ela e de a conhecer... só não tinha era uma mulher em quem bater.

A sua personalidade já era assim. Ele já vivia no nível de consciência do ego humano. E tudo na sua vida e decisões expressava isso. Mas é preciso estar-se atento aos sinais. E para se estar atento aos sinais eles têm que ser importantes. E para eles serem importantes, a nossa prioridade deve ser sempre perceber que tipo de pessoa temos à nossa frente... e não perceber se ela nos vai dar validação e aceitar ou não.

Tem de haver auto-respeito, e não carência e desespero por ter algo com alguém do sexo oposto.

Se és uma mulher e queres aprender mais sobre a atitude de selecção consciente, lê este post:

http://coolvibesblog.blogspot.com/2008/02/como-saber-se-ele-gosta-mim-como-saber.html

Quando se conhece alguém do sexo oposto é essencial perceber-se que tipo de pessoa está à nossa frente. A maioria das relações começam ao calhas e às cegas, por carência e outras coisas do género, e é por isso que depois ou são más ou acabam mal.

E no caso da violência doméstica selecção consciente é a solução. Sem dúvida que mais vale prevenir do que remediar... mas muitas vezes as pessoas vão pela decisão fácil para aliviarem o vazio interior... em vez de tomarem a decisão dificil que lhes vai garantir qualidade de vida e evitar problemas muito graves.

Nós somos os únicos responsáveis pela nossa vida. Não temos a culpa que as coisas más nos aconteçam, mas somos responsáveis por criar a felicidade que queremos sentir.

Agora, para de facto se conseguir fazer uma selecção consciente é preciso estar-se num determinado nível de consciência, porque senão todos os sinais e pistas ser-nos-ão invisíveis e imperceptíveis.

É por isso que muitas pessoas dizem: “não é possível saber-se como as pessoas são”. O seu nível de consciência não dá para melhor.

Se queremos conseguir perceber se alguém está no nível do ego e tem baixa auto-estima, nós próprios temos de estar libertos do ego e ter auto-estima. Porque se estivermos no mesmo nível da outra pessoa tudo o que ela fizer e decidir vai-nos parecer perfeitamente normal e natural.

O Amor não é cego, ele vê tudo. A necessidade de validação é que cega as pessoas.

Portanto, tu como mulher que quer evitar ser vítima de violência doméstica, tens de perceber que tens valor e que não precisas de um homem. Podes querer ter uma relação com um homem de qualidade que de facto te faça feliz, mas não precisas dele. Estás completa como és e tens valor. O mesmo valor que todas as outras mulheres, seres humanos e seres vivos.

Não precisas de um homem para te completar, já estás completa. O vazio interior ou carência que podes sentir é uma mera ilusão do ego humano. Tu já tens valor, não precisas de ninguém que te o dê ou demonstre que o tens, ele já está dentro de ti e sempre estará.

Tens de te respeitar e tratar bem. Tens de te tratar como queres que os outros te tratem. Só assim serás respeitada e irás apenas atrair o tipo certo de homem.

Infelizmente a realidade é esta: uma mulher que se partilha com um homem que a trata mal é uma mulher que não tem auto-respeito, uma mulher que não gosta de si própria e que vive carente. Não foi selectiva e por isso meteu-se num buraco.

Ela está com o homem não porque gosta dele, mas porque gosta da validação que ele lhe dá (pois alivia-lhe o vazio interior) e porque há atracção (desejo sexual ou de ter intimidade), ou seja, polaridade masculino/feminino. O que para quem não sabe o que é ou não conhece, é uma energia muitas vezes confundida com Amor.

O homem por sua vez também não gosta da mulher... dá-lhe jeito a validação pelas mesmas razões e sente-se atraído por ela. Quando não há Amor dentro de nós, quando não há coração aberto, não se pode gostar genuínamente de ninguém, nem Amar ninguém. Pois há apenas ego e um vazio interior, e nesse caso dá-se validação para se obter validação, e gosta-se da validação que se obtém, ou seja, “ama-se” quem nos “ama”. É um mero negócio de validação para aliviar o vazio interior um do outro.

Eu no futuro vou falar mais sobre este conceito aqui no blog, mas fica aqui uma pequena definição:

Ou se Ama tudo, ou não se Ama nada. Por exemplo: No caso dos homens, Amor não é algo que se sente apenas pela mulher por quem nos sentimos atraídos e que se sente atraída por nós (ou seja, que nos “aceita” e com quem temos algo). É algo que se sente por todas as mulheres, sintamo-nos nós atraídos ou não por elas, sintam-se elas atraídas por nós ou não. É uma energia sem opiniões e julgamentos, é incondicional. É na Verdade um nível de consciência. É uma forma de caminhar pela vida e de lidar e se relacionar com tudo e todos.

Mas voltando ao tema do post de hoje...

Tem então de haver evolução pessoal para que a mulher possa com sucesso fazer uma selecção consciente, perceber que com determinado homem iria ser vítima de maus tratos, e assim tomar uma decisão consciente e útil para si. Ou seja, afastar-se dele antes que seja tarde demais.

Mas então, e as mulheres que são neste momento vítimas de violência doméstica e não foram a tempo para a evitar?

Aqui a situação é mais complicada, porque a solução é mentalmente simples mas emocionalmente difícil:

É ir-se embora, para sempre.

Assim que houver a primeira vez, o primeiro momento de violência doméstica, a mulher afasta-se do homem, acaba a relação e nunca mais volta.

É um acto de coragem. Mas lembra-te que coragem não é algo com a qual ou se nasce ou não se nasce e nada feito. Coragem é um tipo de decisão que se toma na vida, e que todos nós sem excepção podemos tomar. É a decisão de fazer o que está certo fazer, independentemente de como nos sentimos, especialmente se temos medo.

Porque é fácil perceber que este tipo de homem não tem interesse nenhum em perder a sua mulher (ou seja, a sua fonte de validação e alvo de despejo de raiva interior, assim como talvez de prazer sexual). Logo ele vai ameaçá-la para que ela tenha medo e não o abandone.

Pois é precisamente isso que ela deve fazer: abandoná-lo. Ir-se embora para sempre sem vacilar ou hesitar. Não há volta a dar, o homem é o que é, e por muito que se lhe diga que está a cometer um erro ou que ele prometa que vai mudar e que gosta da mulher, ele jamais irá mudar. Porque essa mudança só vem com dedicação intencional... e se ele não se dedica à sua evolução pessoal, esquece lá isso. O tempo não muda as pessoas... são as pessoas que se mudam a elas próprias quando sentem uma motivação interior para isso.

E a nossa missão na vida não é consertar os outros como se fossem máquinas estragadas. Todos nós estamos cá por uma razão, com um propósito. Todos nós estamos a viver a vida que vivemos, e somos como somos, para aprendermos lições e evoluirmos. Só somos responsáveis pela nossa vida e existência, e é dela que devemos tratar. Ajudar os outros quando a ajuda é solicitada claramente é uma coisa, esquecermo-nos de nós próprios e negligenciarmos a nossa felicidade, bem estar e valores é outra completamente diferente.

Logo o homem não vai mudar... quem se tem de mudar é a mulher. E mudar para bem longe.

Tem de ignorar as ameaças do homem e ir-se embora. Tem de romper com o controlo e ser livre. Não se afastar porque ele a ameaça é render-se às ameaças e deixar ser-se controlada pelo medo... e ficar na mesma. Ela tem de se pôr a andar e fazê-lo o mais rapidamente possível. Ela tem de se respeitar e demonstrar que ninguém manda nela nem na sua vida, que ninguém a pode manipular e controlar.

Que ela tem valor, que gosta de si própria, e que merece muito mais e melhor do que um trolhó qualquer de baixa auto-estima que precisa de bater em mulheres para se sentir bem com ele próprio.

Não é uma decisão fácil, mas só as difíceis é que criam as grandes mudanças. As fáceis deixam sempre tudo na mesma... e o mundo está cheio delas.

Vai ter de haver desafio, risco, incerteza... a mulher vai ter de passar por isso. Mas depois de passar por isso uma vez, ela nunca mais se irá sentir bloqueada por essas coisas, e no futuro conseguirá sair, sem hesitar ou vacilar, de tudo aquilo que a prejudica e lhe destrói a felicidade.

Muitas vezes associa-se violência doméstica apenas a violência física, que é de facto um tipo de violência muito mau, mas infelizmente há outros tipos de violência doméstica aos quais se deve também dar atenção:

Possessividade, controlo, ameaças e manipulação são tipos de violência doméstica não física, mas emocional e mental, aos quais deves ter atenção como mulher.

Se sentes que não és 100% livre na tua relação, ou seja, que não podes viver a tua vida como desejas e estar com quem gostas porque o teu parceiro anda sempre em cima de ti a controlar-te, a fazer-te perguntas, e a proibir-te de várias coisas ameaçando-te, então está na altura de também lhe dizeres adeus e ires-te embora.

Tu mereces muito mais e melhor do que isso!

E é isto que tenho para partilhar contigo sobre violência doméstica. Se és uma mulher e foste ou és vítima de violência doméstica, quero que saibas que tenho enorme respeito e compaixão por ti. Este post pode de alguma forma ter dado uma imagem suave do sofrimento pelo qual as vítimas de violência doméstica passam, mas que fique claro que é tudo menos suave, e que estas pessoas precisam de apoio e ajuda.

Seja como for, só tu podes resolver a questão ou evitá-la. Eu sei que é fácil falar e que não são decisões fáceis, mas ou agimos e assim criamos uma nova realidade para nós, ou ficamos parados e deixamos as coisas continuarem na mesma e a fazerem-nos sentir na mesma.

Tens de romper com o controlo e as ameaças, e demonstrar o poder interior que tens em ti, porque tu tens valor, és uma mulher espectacular e mereces muito mais e melhor.

E quanto ao homem que abusa da mulher e lhe bate... para o ego a “solução” é contra-atacar da mesma forma, é odiá-lo e criticá-lo até ao fim da eternidade, é pagar na mesma moeda, é querer vingança e que ele sofra pelo que fez, etc, etc.

Faz tudo muito sentido... mas não serve para nada.

Deve-se ter compaixão pelas vítimas, mas também pelos abusadores. Porque ambos são “vítimas” da mesma coisa: o nível de consciência do ego humano.

Eu repito-me muito, é de propósito. E vou repetir isto até que todas as pessoas o compreendam e integrem na sua vida:

Deve-se ter compaixão por todos os seres vivos. Porque este homem que bate na mulher vive perdido, em sofrimento. Ele vive escravo do seu ego, a sentir constantemente emoções negativas, e é daí que vêm os seus comportamentos e atitudes.

Enquanto se alimentar as emoções negativas do ego humano, como o ódio e a raiva, então é isso que se estará a criar e a fazer crescer. Aí está-se a contribuir para que hajam mais coisas do género da violência doméstica.

Ter compaixão por esses homens não tem nada a ver com continuar a ter uma relação com eles ou dizer “coitadinho, deixa-o continuar a bater”. É sim afastar-se dele, responsabilizá-lo pelo que fez, mas não o odiar e querer vingança e deixá-lo mal. É saber e sentir a Verdade por detrás das suas decisões e acções. É largar a “necessidade desnecessária” de criticar e inferiorizar. Porque todos temos sempre o mesmo valor, só que uns cresceram com influências positivas e úteis, e outros não.

É tudo uma questão de energia e de nível de consciência.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com

Pedro Constantino