segunda-feira, 24 de novembro de 2008

“Teorias da Conspiração, o Ego Humano, Atracção Natural e Energia Feminina”

Hey, tudo brutal?

Hoje não te vou massacrar com a workshop... muito =)

Hummm, porque será que estou a ouvir o som de foguetes e música...? Bem, não interessa.

Recebi 4 perguntas de uma pessoa que tem acompanhado o Cool Vibes. E uma vez que considerei serem perguntas muito boas, de interesse geral, decidi respondê-las aqui.

Acredito que as respostas possam ter também algum valor ou utilidade para ti.

Nota: mais uma vez, a identidade da pessoa não será aqui revelada. Hey, isto não é o Big Brother, é o Cool Vibes ;)

Bora lá então às perguntas!

Pergunta 1:

«Aquilo que falas sobre este "inimigo" (audio do Cool Vibes “O Inimigo Invisível da Atracção e da Felicidade”, acessível no YouTube) fez-me lembrar de algo que li há uns tempos sobre um mito (ou não) de que se caminha para uma Nova Ordem Mundial, onde há um conjunto de sociedades secretas determinadas em dominar o ser humano e torná-lo escravo de um número reduzido de gente poderosa.

Estaremos a caminhar para isso, com esta fantochada toda da crise, onde a palhaçada da bolsa e do mercado do petróleo e outras coisas insignificantes infligem o medo nas pessoas, medo esse que se os animais soubessem do que se trata, olhariam para nós com gozo e pena, ou isto é tudo o resultado de décadas e décadas de escravidão do ego, por parte da sociedade?»

Os meus comentários:

Bem, não faço a mínima ideia lol

Mas a minha opinião é que, se desejas evoluir e mudar a tua vida, não deves dar atenção a teorias negativas do futuro. Sim, fazem sentido... mas é isso que desejas? É esse o futuro e realidade que desejas? Se não é, então não lhe dês atenção. Alimenta apenas aquilo que queres que cresça.

Para mim a Verdade é que é precisamente o oposto que está a acontecer. Estamos a evoluir e tudo está a melhorar... só que infelizmente não se dá ainda a atenção suficiente a esses avanços. Teorias da Conspiração vendem mais do que Verdades Universais... simplesmente porque o ego humano tem muuuita dificuldade em as aceitar. Porque esse mesmo acto de aceitação é um pequeno golpe que simplesmente... o anula.

A crise nada mais é do que um desafio que nos vai fazer evoluir como raça. Os viciados em conforto (nativos da zona de conforto) é que não gostam nada destes momentos de transição... porque lhes metem um medo do caraças. O futuro torna-se incerto, e a visão pessimista dos assustadinhos só consegue ver o fim de tudo e o pior resultado possível, quando há um número infinito de possibilidades positivas.

Sem desafio não há evolução. Vive uma vida de Coragem ou vive uma vida da treta. Nós como raça humana já tivemos muitos desafios, bem piores que este, e cá estamos nós. Alguém se lembra da peste negra? Um terço dos seres humanos foi-se. Um terço! Mortos! Com uma doença horrível! Todas as guerras mundiais, todas as doenças (e muitas outras coisas)... tudo desafios que nos fizeram evoluir. E depois de cada um destes desafios as coisas ficaram muito melhores. Porque nós evoluímos. Coragem é o combustível da Transformação.

Por isso aprecia a viagem. Esta é apenas uma fase de transição que nos vai fazer evoluir.

Sim, o actual nível de consciência do ego humano criou todos os problemas que estamos a viver agora. Enquanto o dinheiro for a base da sociedade e vivermos na ilusão do materialismo, vamos ver muita coisa parva a acontecer.

Quem quiser subir de nível de consciência e contribuir para a mudança disto tudo que ponha o braço no ar. Temos um caminho a seguir juntos, e quantos mais formos melhor!

Pergunta 2:

«Tenho andado a acompanhar o teu blog, audios e já fui a uma palestra tua. Tenho a dizer que me tem ajudado bastante, mas tem um lado "negro", digamos. Começo a ver coisas, como as que descreves sobre a sociedade e sobre as pessoas, que por vezes me fazem sentir que estou num mundo onde tudo está de tal maneira armado que transforma o ser humano em algo refém do ego (negativismo, invejas, medos, fazer tudo em função dos outros, manipulação, etc), e onde tenho que estar em constante alerta para não ser levado por esse "tsunami". Era algo que antes me deixava levar, mas que agora me assusto por "ver" essas coisas, e por notar o quão mesquinho é o ego a dominar as outras pessoas.

Não é que isto me afecte, mas fico desapontado que algumas pessoas ao principio parecem espectaculares e depois vemos que afinal são "podres", não abrem a mente e não vêm as coisas com sinceridade/humildade, sem maldade, sem desconfianças, escravas do seu ego. Compaixão, como tu dizes, se calhar é o melhor remédio.»

Os meus comentários:

Isso é perfeitamente natural.

Quando o ego se apercebe do ego a primeira reacção é revolta... e depois vem o medo. Mas isso desaparece tudo uma vez que o nível de consciência do ego seja ultrapassado.

E sim, Compaixão é a solução. Porque é a única coisa que pode anular o ego, e não o deixar controlar as coisas. É a energia do não-julgamento. Porque no fundo o julgamento é o combustível do ego... é o que o mantém activo a controlar.

Pergunta 3:

«Podes explicar, de forma resumida como é que uma mulher se sente atraída pelo homem? Ok, já percebi que a parte fisica não importa muito. Mas o que é que faz o click? Uma personalidade sociavel, positiva, o criar conforto e confiança nela? E de que forma? Se se criar demasiado conforto, pode cair-se na zona de amiguinho? Como equilibrar as coisas?
Como ser um ser sexual, não assexuado nem tarado?»

Os meus comentários:

Já fiz isso em muitos posts e audios. Nestes formatos não dá para explicar tudo de forma a que percebas e vejas a toda a Verdade sobre a atracção natural.


Se queres mesmo aprender como é que uma mulher se sente naturalmente atraída por um homem, e como ser um homem naturalmente atraente, então aconselho-te a que venhas à minha workshop Atracção Natural: As Qualidades.





Aí eu vou ao fundo da questão, exploro todas as suas vertentes, e vou partilhar tudo aquilo que sei, de forma a que todas as pessoas saiam de lá a saber como realmente a atracção natural funciona, e o que têm de fazer para desenvolver nelas uma personalidade naturalmente atraente.

Vem à workshop. Eu garanto-te que obterás respostas para todas as tuas perguntas sobre atracção natural.

Informações sobre a workshop:

Envia-me um email para
CoolVibesClub@hotmail.com, com o assunto "Workshop As Qualidades – Informações”, e receberás grátis um PDF com todos os detalhes da workshop. Assim saberás o que te espera e como te podes inscrever.

Pergunta 4:

«Comprei um livro, e do que percebi, as mulheres são mais viradas para as relações humanas do que os homens. Os homens são orientados a resolver problemas, e as mulheres a falar deles, é assim que elas se sentem bem, pois querem ser ouvidas, essencialmente isso.
Ou seja, não quero dizer que a mulher seja negativa, mas tem os seus problemas e gosta/tem necessidade de falar deles, e que a ouçam. Eu já experimentei ver as coisas por este prisma, com amigas, colegas, ou seja, ouço-as e "mergulho" no que elas estão a dizer, e mesmo que o assunto seja negativo, sinto-me bem por estar de certa forma a fazer algo por ela, e ela também se sente bem com isso, pois sente que a OUÇO, e compreendo. Ao mesmo tempo, isto faz-me compreender melhor as mulheres e a relacionar-me com elas.
A questão é: Deve-se de facto ouvir e "mergulhar" nos problemas das mulheres, ou dar a volta a um tema positivo? Ou as mulheres que normalmente fazem isto são negativas e só querem alguém para "vomitarem" os problemas?»

Os meus comentários:

Essa visão está muito acertada.

De facto as mulheres procuram mais o sentir emoções e viver experiências, enquanto que os homens procuram mais resolver as coisas para depois sentirem paz.

Agora... a questão não é que as mulheres gostam de falar de problemas. Elas gostam sim de falar de algo que crie nelas emoções fortes. Essas emoções podem ser positivas ou negativas, logo a conversa não tem de ser sobre problemas.

Há mulheres negativas que buscam mais emoções negativas e por isso falam dos problemas, raramente falando de outras coisas que sejam positivas e estimulantes.

Podes mergulhar ou não no tema de conversa da mulher. Se o tema te interessar mergulha. Se não te interessar muda a energia da conversa. Ela só quer sentir emoções... logo se forem positivas ainda melhor. Fazes muito bem em ouvir (realmente ouvir) as mulheres, pois isso é uma expressão de Compaixão. Agora lembra-te também que há outro ser vivo na conversa...

Ouve sempre, mas se o que estás a ouvir te está a “roubar” energia, muda o rumo da conversa para um mais positivo e estimulante. Isto é algo que só tu podes saber o que fazer. Só tu sabes o que te faz sentir melhor, não eu.

Há pessoas que só procuram os outros para desabafarem. Os seus temas de conversa são quase sempre apenas sobre os seus problemas. Cuidado com essas pessoas, pois vão-te consumir energia. São os clássicos “Vampiros de Energia”. E atenção que estou a falar de homens e mulheres. Essas pessoas não querem a tua ajuda, nem uma solução, nem resolver nada... querem apenas uns ouvidos e a tua atenção. Tentas ajudar uma vez e aconselhar com a melhor das intenções, mas elas não fazem nada. Continuam sempre na mesma a procurar a tua companhia para desabafos sobre coisas que já podiam ter resolvido se tivessem feito o que lhes aconselhaste.

Este é um ponto importante a ter em consideração. O outro é sem dúvida que deves ouvir as mulheres, e ouvir mesmo, não é fingir que ouves. E se isso te faz sentir bem, mesmo que o tema seja negativo, então é isso que deves fazer.

Deves apenas mergulhar nos problemas das mulheres se isso te fizer sentir bem. Se não te fizer sentir bem então muda a energia da conversa.

As mulheres apenas querem sentir emoções. Muitas delas falam de problemas mas não são negativas, têm também outros temas de conversa. Elas podem ser ou não negativas, e isso é algo que só tu podes descobrir quanto estiveres com elas.

Obrigado pelas tuas perguntas.

-

Envia-me as tuas perguntas por email para:

CoolVibesClub@hotmail.com

Nota: Caso as partilhe aqui no blog, a tua identidade não será revelada.

9 comentários:

Anónimo disse...

A tua resposta à primeira pergunta suscitou-me as seguintes questões:

1 - Dizes que "Estamos a evoluir e tudo está a melhorar...". Mas por outro lado estás sempre a bater na sociedade actual, dizendo que é disfuncional, artificial, desnecessária, e outras coisas. Então, estamos a andar para a frente ou desde que saímos das cavernas fomos sempre a regredir?

2 - Dizes que não devemos ligar a teorias negativas sobre o futuro, mas concentrarmo-nos num mundo melhor, para atrairmos isso. Mas, então e os 99% de pessoas negativas, que estão constantemente a atrair o fim do mundo? Não somos demasiado poucos para contrariar esse negativismo dominante?

3 - Ao dizeres, de forma tão confiante, que o actual modelo da economia assente no dinheiro é bera, fiquei com uma enorme curiosidade para saber a tua opinião sobre qual é, então, o modelo socio-económico mais vantajoso para o mundo. De preferência sem recurso a linguagem abstracta da espiritualidade, para percebermos todos...

Obrigado.

Pedro Constantino disse...

1 - Cada vez há mais mentores, autores, oradores, instituições, cursos, palestras, workshops, livros, ebooks, audiobooks e todo o tipo de programas sobre evolução pessoal que têm atraído e ajudado cada vez mais pessoas. Há cada vez mais pessoas a terem acesso a este tipo de informação e a evoluir, criando uma melhor realidade para si e para os outros. Claro que também há ainda muita coisa a funcionar mal e a prejudicar o ser humano, mas o que está a crescer é a evolução pessoal. Nada é estático na vida, ela é constante mudança, sempre tivemos coisas boas e más, e nesta fase criámos muita coisa boa mas também muita coisa má devido ao nível de consciência do ego humano. Há que detectar esses problemas e também ver que há mudanças para melhor a acontecer.

2 - Concentrarmo-nos nos 99% de pessoas negativas continua a ser concentrarmo-nos no negativo, e assim sendo colocamo-nos nesses 99%, não contribuindo assim para a mudança. Evolução não tem nada a ver nem com quantidades nem com contrariar seja o que for. Tem a ver com criação de emoções positivas em nós para que consigamos criar resultados positivos. Ou te manténs num estado emocional positivo e contribuis para a vida dos outros criando também para ti uma vida de qualidade, ou andas num estado emocional negativo e sugas energia aos outros com pessimismos, inseguranças e carências.

3 - O problema é mesmo esse: fugir com o rabo à espiritualidade. O dinheiro em si não tem mal nenhum, mas enquanto a vida das pessoas for meramente andar atrás do dinheiro para obter atenção, objectos e serviços, está-se num mundo egocêntrico materialista no qual não há contribuição para a evolução. É a velha atitude do obter obter obter.

Por detrás do dinheiro tem de haver um nível de consciência elevado, para que o ser humano não seja escravo dele e viva uma vida de integridade e compaixão pelos outros.

A maior parte das coisas que existem para ser compradas ou pagas são completamente inúteis. E para as obter há quem mate, roube, minta, manipule, use, etc, etc.

É a necessidade de validação do ego: "Preciso de obter coisas para aliviar a baixa auto-estima". É uma busca constante para preencher um vazio interior com coisas materiais.

Tudo o que precisamos já está dentro de nós. Tudo o resto é secundário e muitas vezes desnecessário, à excepção do que nos mantém vivos, com saúde, conforto físico, que nos ajuda a evoluir e a contribuir, etc.

O dinheiro é algo neutro e útil. Mas a usá-lo não deve estar um ser vivo carente, mas sim um ser vivo consciente.

Obrigado pelas tuas perguntas.

Anónimo disse...

"Fugir com o rabo à espiritualidade" é um termo teu e é um disparate. Eu apenas te pedi que respondesses numa linguagem mais vulgar, para que se percebesse bem.

Obrigado pelas respostas, na mesma. Quando generalizas sobre a sociedade não concordo com as tuas ideias, mas de resto tens uns posts brutais.

Pedro Constantino disse...

lol claro que é um disparate, isso foi apenas o meu sentido de humor. Já expliquei em posts anteriores que muitas vezes certas coisas que digo é apenas o meu sentido de humor, não é para levar a sério e à letra.

Eu também não gosto de generalizações, mas para falar de certas coisas tem que se generalizar um pouco. Não dá para falar de tudo ao mesmo tempo, por isso por vezes parece que se está a dizer que é tudo igual. Eu procuro falar de como é a maioria ou do que se vê mais. Os pontos em comum... mas claro que há sempre excepções.

Cada um de nós tem de olhar para a realidade e observar por si próprio, conscientemente, o que se passa. Muitas vezes falo do que está menos bem e não refiro o que está bem. Isso é porque esse post ou tema é apenas sobre o que está menos bem e poderia ser mudado.

Claro que nesses posts fica de fora o que está bem, e parece que coloco tudo no mesmo saco.

Cada um tem a sua versão da Verdade, eu apenos partilho a minha e o que me tem ajudado. Mas todas as versões da Verdade têm algo de valor ao qual se deve dar atenção e se deve integrar na nossa personalidade e vida, para subirmos de nível de consciência. A tua versão da Verdade sobre a sociedade tem valor, e é essa que deves seguir.

Mais uma vez obrigado pelas tuas perguntas e por leres o Cool Vibes.

Daniela disse...

"Ler-te" é sempre uma lufada de ar fresco e uma esperança que realmente o Mundo está a melhorar e as pessoas estão a mudar, para melhor!

Obrigada por existires! (",)

Anónimo disse...

Ai Pedro beleza!!! Isso de projeção funciona mesmo !!! Tenho conecido garotas e tido conversas agradáveis com elas, conheci mais garotas em um mês do que em cinco anos, mas vem cá tô com medo agora, tenho presenciado até reações de ciúmes, nunca pensei que isso seria possível, até que ponto se deve falar a verdade,?? Deve se esconder alguma coisa??? O que por exemplo??? Valew !!! Continua com esse trabalho muito legal !!!!Muito Grato!!!!!

Pedro Constantino disse...

Daniela:

Obrigado pelas tuas palavras!

És sempre bem-vinda aqui no Cool Vibes, e espero que sejas feliz tal como desejas.

Pedro Constantino disse...

Man, isso é fantástico! Conhecer mais raparigas em 1 mês do que em 5 anos... isso é mega brutal!!

Parabéns pela tua evolução e resultados, continua a fazer o que tens feito.

Deves ser SEMPRE, e eu repito: SEMPRE AUTÊNTICO. Não há excepções quando se trata de dizer a Verdade. Os egos vão-te dizer que não, que há vezes em que não deves dizer a Verdade... mas hey, não é o ego que queres seguir, é o coração.

Se elas têm ataques de ciúmes então é porque não têm o que é preciso para lidar contigo. O nível de consciência delas (ego - necessidade de validação - "eu tenho de ser mais importante e obter mais atenção que as outras") não está à altura do teu.

Se tens sido 100% honesto então tens feito tudo bem e elas não têm necessidade de ter ciúmes nenhuns. Ciúmes é uma reacção/expressão do ego humano ("alguém está a obter atenção e eu não estou").

Eu não sei o que andas a fazer com elas, mas se não estás comprometido com nenhuma delas e todas elas sabem o que andas a fazer... estás a seguir o caminho certo. Elas é que podem não ter "pedalada" para ti.

R.O disse...

eu tenho uma pequena dica :-)

devemos falar com raparigas que tenham temas em comum connosco...
porque assim a conversa flui naturalmente e não fqazemos nenhuma "seca" a falar com a pessoa, nem a pessoa apanha "seca" a ouvir-nos..
se ambos gostamos da conversa ela torna-se agradável.


por exemplo,
se voce gosta de fotografia, ou pintura.. procure mulheres que gostem desse tema..

se voce gosta de astrologia, signos, espiritualidade, procure mulheres que gostem desse tema.

se voce gosta de cinema, literatura, poesia, procure mulheres que gostam desse tema..

assim a conversa será agradavel, porque ambos estão a gostar da conversa (e não fingindo que gostam), e ela verá que voce tem conhecimentos desse tema..
:-)

outra coisa,
a mulher gosta mais de ser ouvida do que propriamente ser ouvinte.
voce tem que deixar espaço para ela falar, não tente falar demasiado sobre si mesmo, porque a mulher ficaria um pouco cansada :-)
ela gosta de ser escutada..

faça perguntas diferentes, para ela.
do género :
«qual o teu maior sonho?»

« qual o desejo que ainda não realizaste na vida?»

« qual o pensamento mais bizarro que ja te passou pela mente?»

«acreditas em almas gémeas?»
etc