AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

quarta-feira, 25 de junho de 2008

"7 Comportamentos Que Repelem Os Homens"

7 Comportamentos Que Repelem Os Homens


Se és uma mulher e tens um (ou mais) destes 7 comportamentos, eu garanto-te que andas a sabotar as tuas relações e interacções com os homens.

Vamos então dar a volta a isso ;)

Mesmo que não tenhas nenhum destes 7 comportamentos certamente vais-te divertir a ler este post...

Pois irás pensar: “Hey, se um homem me fizesse isto EU também não gostava e me sentiria repelida”.

E é verdade. Isto tanto serve para homens como para mulheres.

Nenhum homem de qualidade, com auto-estima e auto-respeito, vai continuar a sair com uma mulher (ou a estar com ela numa relação) que tenha este tipo de comportamentos.

São atitudes que criam emoções negativas. Só homens sem opções é que vão continuar a partilhar-se e a conviver com este tipo de mulher.

Porque ou é continuar a ter a validação e companhia dela... ou é estar sozinho.

Mentalidade de escassez é sempre um dos maiores “inimigos” para quem quer ter uma vida amorosa de qualidade.

Pois falta de opções faz com que o homem solteiro dê uma importância idealizada à mulher que está à sua frente, pois não tem mais nenhuma com quem sair e estar.

Faz com que ele não veja como ela realmente é e como é o verdadeiro impacto que ela anda a ter na sua vida pessoal e amorosa.

Estar consciente destes 7 comportamentos e evitá-los é um bom primeiro passo para que tu como mulher tenhas interacções, saídas e relações mais atraentes para os homens com quem estás.

Ter algum destes comportamentos não tem mal nenhum nem define nada em relação ao teu valor como mulher. O valor está sempre dentro de ti.

Tu tens sempre valor, a questão é trazê-lo cá para fora.

1. Empurrar os amigos. Muitas mulheres (e sempre que eu digo “muitas” não estou a dizer que são todas) costumam querer apresentar demasiado cedo o homem que andam a conhecer e com quem andam a sair aos seus amigos.

Ou seja, conhecem-no à pouco tempo e já querem que todos os seus amigos e amigas o conheçam.

Porque é que isto repele o homem?

Nem todos os homens se importam com isto, claro. Mas eu não estou a falar de todos os homens, eu estou a falar de homens de qualidade.

Homens de qualidade são selectivos, logo se andam a sair contigo é para se divertirem CONTIGO e para descobrirem como TU és e como é estar CONTIGO.

Eles ainda não sabem se querem que faças parte da vida deles, logo ainda não sabem se querem conhecer os teus amigos/amigas e entrar no teu mundo.

Eles só querem estar contigo porque só se querem concentrar em ti como se não existisse mais nada ou ninguém à vossa volta.

Se ele quisesse estar com um grupo de pessoas estaria com os seus próprios amigos.

Há mulheres que fazem isto numa tentativa de mais facilmente “agarrar” o homem.

Ou seja, tentam encravá-lo e bloqueá-lo nas suas acções para que um possível afastamento seja complicado.

Porque se ele se quiser afastar terá depois de lidar com as opiniões e críticas dos amigos e amigas dela...

E isso para muitos homens pode ser uma motivação para ficar quieto.

É o sistema operativo do medo.

O homem fica com medo de perder a validação dos amigos dela, pois já esteve várias vezes com eles, eles foram simpáticos para ele e já se divertiram juntos.

Claro que isto nunca bloqueia homens de qualidade. Pois este esquema só afecta o ego...

Um homem de qualidade não segue a validação dos outros, segue as suas paixões.

Um homem de qualidade não funciona através de medo (evitar fazer algo, fugir a uma situação), funciona através de paixão (criar, fazer o que lhe dá mesmo prazer a longo prazo).

2. Andar à pesca de elogios. Eu já expliquei aqui no blog que elogios são apenas para a pessoa especial com quem se está numa relação íntima. Não é para quem mal se conhece e com quem apenas se anda a sair.

Elogios apenas alimentam o ego, nada mais. São uma forma verbal de validação que “sabe” bem. Chocolate também sabe muito bem... mas experimenta comer 2 ou 3 todos os dias.

O resultado não vai ser lá grande coisa.

Não há uma quantidade de elogios que alimente o ego para sempre. O ego precisa sempre de mais e mais elogios para sentir que tem valor.

Isto é claro uma consequência da baixa auto-estima. As pessoas de baixa auto-estima confundem amor com obter validação.

Elogios são coisas especiais que vêm do coração, e que se diz em determinados momentos e contextos.

Surgem de uma forma natural.

Não se deve andar sempre a ver se se recebe um elogio, porque isso é manipular.

Estar constantemente a perguntar ao homem se ele gosta disto ou daquilo em ti, se ele acha que determinada roupa ou acessório te fica bem, ou elogiá-lo em algo para ver se ele te elogia a seguir, acaba sempre por ter um mau resultado a longo prazo.

Porque o homem vai sentir que tu precisas constantemente de elogios e validação, e isso são emoções negativas repelentes.

Nenhuma relação vive de troca de validação (precisar e procurar obter), mas sim de intimidade (criação e partilha de emoções positivas).

E só podes partilhar com os outros aquilo que já tens, ou sentes.

3. Falar mal de outras mulheres. Há mulheres que quando estão com o homem com quem andam a sair ou com quem estão numa relação, e vêm uma mulher atraente confortável com o corpo que tem (ou seja, de mini-saia, decote, ou roupa justa), criticam-na e falam mal dela ao homem.

Isto é basicamente uma atitude de “ela não presta, olha para mim”. Ou seja, vem de insegurança.

A mulher que faz isto simplesmente sente-se inferior à outra e fica com o ego aos pulos.

E tem inveja dela, pois a outra mulher sente-se confortável com o corpo que tem e recebe a atenção dos homens com isso, e ela não.

O ego humano é meeesmo uma cena lixada...

Não critiques as outras mulheres, pareçam elas o que parecerem, façam elas o que fizerem.

Concentra-te é em ti, nas tuas qualidades, na criação da tua vida, e no homem que está à tua frente e que se sente motivado em ter uma interacção divertida contigo.

Melhor, elogia a aparência e atitude das mulheres à tua volta... porque isso é uma prova de auto-estima.

E o homem de qualidade está sempre atento a isso.

4. Falar mal do ex-namorado. Há mulheres que gostam de falar mal do ex-namorado ao homem com quem estão.

Isto cria duas na cabeça do homem: Uma é que “esta mulher fala mal dos homens, logo tem ódio pelos homens” e a outra é “hey, o mais provável é ela vir também a falar mal de mim a outras pessoas”.

Obviamente que isto é repelente.

É natural falar-se de parceiros e relações passadas, e a solução não está em esconder as coisas e não falar delas quando é natural falar delas.

A solução está em falar delas de outra forma, de uma forma positiva.

Podes sempre dizer que o teu ex-namorado tinha coisas boas, a relação teve bons momentos, mas chegou o dia em que teve de acabar.

E pronto. Não é preciso dizer mais nada... não é preciso desabafar sobre o passado e coisas que já não existem e falar mal do ex-namorado.

Porque se falas muito mal dele, se o criticas muito, se ele era assim tão mau, o homem de qualidade vai pensar noutra coisa também, que é:

“Ela não é selectiva pois entra em relações e partilha-se com homens que são uma desgraça, logo não tem auto-respeito, logo não tem auto-estima”.

5. Carente e Possessiva. Uma mulher que esteja sempre a precisar da companhia do homem e não lhe dê espaço para respirar, vai repeli-lo.

Porque isto nada tem a ver com gostar muito dele ou amá-lo... isto tem a ver com “sinto um vazio e tenho de o preencher”.

Mais uma vez, baixa auto-estima.

É óbvio que nenhum ser humano pode deixar de ter uma vida e estar sempre a toda a hora com outra pessoa a tentar preencher uma vazio que nem sequer existe.

Logo chama-se a isto “sugar” energia.

A mulher sufoca o homem. Telefona-lhe demasiadas vezes sem ter tema de conversa. Bombardea-o com sms e emails.

Quando vão a algum lado ela quase que nem o deixa falar com ninguém, tem de estar sempre com ele e a obter a sua atenção = validação.

O homem sente-se preso. Sente-se sufocado. E já não a pode ver à frente... porque ela está SEMPRE à frente dele, e com ele, e a procurá-lo, e a dizer-lhe algo, etc.

O homem com quem estás não pode ser a tua única fonte de emoções positivas na vida, porque senão vais perdê-lo.

Tens de ter as tuas paixões e dedicações, independentes dele.

Tens de ter amigas com quem adoras estar, tens de ter interesses que te fascinam...

E depois nos “intervalos” dessas coisas tens momentos espectaculares com o homem.

Porque o sexo oposto não é tudo na nossa vida, é apenas parte da nossa vida.

O resto é termos auto-estima, sermos a nossa melhor companhia, e criar-mos várias fontes exteriores de emoções positivas (amizades, paixões, interesses, profissão, etc).

6. Violação de privacidade. Há mulheres que têm a “intuição” de que o homem as anda a trair, e então têm um comportamento brutal:

Vão ver os sms do telemóvel dele, os emails da caixa dele, as mensagens do Hi5 dele ou entram no MSN dele...

Antes de terem a certeza seja do que for, ou de terem falado com ele.

Violam a privacidade do homem tendo em base um “pressentimento”.

Quanto a ti não sei, mas para mim violação de privacidade é pura mediocridade e extremamente repelente.

Obviamente que não vais ficar parada e deixar que ele te ande a trair sem fazeres nada.

Mas o que vais fazer não é tentar descobrir algo às escondidas... é assumires aquilo que pensas e falar com ele directamente.

Se há algo, ou se não há nada, vais logo perceber através dessa conversa.

Muitas vezes estes pressentimentos ou intuições são meras criações de insegurança + imaginação.

Mas nem sempre são... e por isso é importante que falas directamente com o homem sobre o assunto.

E há outra coisa. Se na relação em que estás o homem não te faz sentir confortável e te faz confiar nele, então não estás a fazer nada nessa relação.

Se a relação cria em ti um estado quase constante de insegurança e dúvida, então a probabilidade de ele te andar a mentir e a trair é bem grande.

Hey, há homens aos pontapés por todo o lado. Não tens necessidade nenhuma de andar a sofrer numa relação sem qualidade com um homem que não te respeita.

O que nunca deves fazer é violar a sua privacidade. Deixa-o e afasta-te dele. Segue o teu caminho e cria uma melhor vida amorosa para ti.

7. Paranóia e Desconfiança. Este está de certa forma ligado a alguns comportamentes anteriores como o 5 e o 6.

O homem vai sair com os amigos, e ao início está tudo bem. Depois vem a fórmula insegurança + imaginação e a mulher começa a ter medo que ele a esteja a trair com outra mulher.

E o que faz ela?

Começa a bombardeá-lo com telefonemas e sms a perguntar o que ele está a fazer.

O homem está apenas a tentar divertir-se com os seus amigos, mas assim está constantemente a ser interrompido e sente-se incomodado.

Muitas vezes são as amigas da mulher que lhe metem filmes na cabeça.

É o que dá viver-se rodeado de pessoas negativas e inseguras. Elas destroem a nossa vida e relações.

O homem depois não pode nem consegue fazer nada descontraídamente porque a mulher vai estar quase sempre a incomodá-lo com perguntas cuja fonte é a insegurança.

Aprende a confiar e a dar 100% de liberdade. Se o homem abusar dessa liberdade e fizer algo de que não gostas, não o tentes mudar ou perdoar.

Afasta-te dele e esquece-o. Há muitos mais homens para conhecer lá fora.

E para ti que és uma mulher feminina, basta teres uma vida social activa, saíres regularmente com as tuas amigas para te divertires, e projectares ao mundo que és sociável e que gostas de conhecer pessoas.

Assim um homem de qualidade vai-te de certeza encontrar.

Viver consciente destes 7 comportamentos repelentes é o primeiro passo. É importante mas não é tudo.

O 2º passo é desenvolver auto-estima... mas isso fica para um próximo post.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com

O Segredo Para Atrair Mulheres Naturalmente

Atrair uma mulher não tem nada a ver com truques, técnicas, mentiras, falsidade, jogos, esquemas ou manipulação.

Não tem nada a ver com ser-se físicamente atraente, rico ou famoso.

Não tem nada a ver com o que tens, ou com o que dizes ou fazes.

Tem a ver com como és, com a forma como funcionas na vida.


Tem a ver com a tua personalidade.


As pessoas gostam de nós pelas emoções positivas que criamos nelas. E um ser humano cria emoções positivas noutro ser humano através de qualidades.

A personalidade naturalmente atraente para as mulheres é composta por 20 qualidades essenciais distribuídas por 3 grupos específicos.

Através de cada grupo cria-se um tipo de emoção positiva diferente que atrai naturalmente a mulher.

Um dos grupos faz com que qualquer homem crie naturalmente desejo sexual nas mulheres femininas.

Outro grupo faz com que qualquer homem resolva a relação que tem consigo próprio. É este grupo de qualidades que faz alguém confiar noutra pessoa e ter prazer em ser seu amigo. Cria conforto e segurança nas mulheres e vontade em ter uma relação com o homem.

O último grupo faz com que qualquer homem seja sempre uma companhia estimulante e desejada pelas mulheres. Este grupo torna qualquer homem interessante.

Brevemente voltarei a lançar e a ensinar ao público este meu processo de evolução pessoal.


Mas não vou voltar a falar sobre ele por aqui...


Por isso se este tema te interessa e queres receber dicas grátis sobre atracção natural e estar a par de todas as novidades, envia-me agora um email para -- CoolVibesAsQualidades@hotmail.com -- com o teu primeiro nome, e recebe *GRÁTIS* o meu eBook “Os 23 Maiores Erros Que Os Homens Cometem Com As Mulheres”.


Torna-te naturalmente atraente para as mulheres e começa a mudar a tua vida!


Pedro Constantino
Criador do Cool Vibes

sábado, 21 de junho de 2008

"Como Eliminar A Timidez"



Como Eliminar A Timidez

Ser tímido é uma graaande chatice.

E eu sei isso porque fui extremamente tímido até mais ao menos aos meus 20 anos de idade.

Ou seja, aproximadamente 83% do tempo que vivi foi através de timidez.

Lembro-me de um dia ter percebido de que a minha timidez estava claramente a dar cabo de mim...

...mas não sabia, nem fazia a mínima ideia de como me ver livre desse estado medíocre (e muito chato) de existência.

É que uma coisa é saberes que tens de ser extrovertido...

Outra coisa é saberes como te tornar extrovertido.

Porque quando és tímido todos os teus pensamentos e todas as tuas acções só reforçam a tua timidez.

Só a tornam mais forte.

Só a fazem evoluir e prender-te cada vez mais e melhor.

É o piorzinho.

É um vírus do caraças... ;)

Mas hey, hoje a minha timidez está no caixote do lixo juntamente com os pacotes de leito dobrados, as cascas de banana e o queijo com bolor... e o nosso pobre amigo ego ;)

A timidez não é aquilo que parece. É bem pior.

E é pior por uma razão:

Impede o ser humano de ser, fazer e ter aquilo que realmente quer ser, fazer e ter.

Ele pensa, imagina e fantasia sendo aquilo que quer mesmo ser, fazer e ter, mas depois vem a muralha invisível emocional chamada timidez, bloqueia-o e ele dá um passo atrás, nunca conseguindo tornar esses pensamentos em realidade.

Quanto a ti não sei, mas eu não dava um passo atrás. Eu era o campeão da timidez: eu corria para trás.

Esta incapacidade de andar para a frente, de fazer aquilo que se quer realmente fazer, de tornar real os nossos objectivos, vai criando uma insatisfação e frustração constante que acaba numa cena espectacular:

DEPRESSÃO.

Oh yeah... bem-vindo à minha infância e adolescência.

Quando se é tímido não se consegue ter uma vida social activa, não se consegue divertir a sério, não se consegue ter ligações e relações com as pessoas porque não se consegue comunicar com elas, e muito menos se consegue ter uma vida amorosa de qualidade pois esquece lá interagir com o sexo oposto.

Há uma coisa chamada vergonha que se mete sempre à frente.

Mas sempre...

É pior que um sinal vermelho... porque esse acaba sempre por passar a verde e avanças.

A vergonha não. É sempre vermelho. Paraliza-te sempre.

E então não consegues criar nada na tua vida, andas sempre nervoso, preocupado e frustrado, e a vida é uma treta porque não tens aquilo que desejas.

Para se eliminar de vez a timidez, e este post é mesmo para isso, para 100% de graça eliminares de vez a timidez, temos de primeiro perceber o que é realmente a timidez.

Timidez e vergonha são boas palavras para identificar o que se passa... mas não são boas palavras para se mudar o que se passa.

Porque escondem a Verdade... e suavizam-na.

E a Verdade é que não existem pessoas tímidas ou envergonhadas. O que existe são pessoas inseguras e de baixa auto-estima.

Isso é o que realmente se passa com as pessoas tímidas.

São inseguras e têm baixa auto-estima.

Elas têm vergonha porque não gostam de si próprias. Para si próprias não têm valor, sentem-se incompletas, sentem que não são suficientes... e assim diante de outros seres humanos têm vergonha.

Ou seja, têm medo que os outros percepcionem a sua falta de valor... e então tentam esconder-se deles.

Evitam-nos, evitam conversas e relações.

Evitam mostrar-se e projectar-se aos outros.

É por isso que têm um medo atroz de falar em público (tremem por todo o lado e o seu cérebro entra em curto-circuito) e andam de cabeça baixa, curvados para a frente, a olharem para o chão.

Claro que muitas vezes vem o senhor ego e então é criada uma máscara social que apresenta aos outros não uma pessoa insegura e de baixa auto-estima, mas sim uma pessoa divertida e sociável.

Mas atrás das conversas, piadas e sorrisos está sempre lá a pessoa tímida que acha que não tem valor.

Ela tem vergonha de si própria e de quem é, é por isso que tem vergonha dos outros.

O que é ridículo pois todos temos valor, e o mesmo valor.

Isto nada mais é que uma ilusão do ego humano.

A timidez é também insegurança pois provoca medo.

A pessoa sente-se desconfortável a fazer quase tudo o que involva outros seres humanos, logo cria uma super zona de conforto e passa a evitar qualquer desafio que lhe possa surgir.

Tudo o que a faça sentir-se desconfortável ela evita-o fazer, ou seja, vai ficar com uma zona de conforto cada vez maior, ficar cada vez mais insegura e evitar cada vez mais coisas, pessoas e situações.

E depois fica só. Solidão não é uma coisa negativa... quando é uma escolha.

Mas este tipo de solidão vem de não se conseguir nem saber criar opções. A pessoa fica encurralada... cercada por um abismo.

E depois desse abismo há um nevoeiro denso. E ela sente-se desesperada, porque para lá da sua situação não consegue ver que pode haver algo melhor.

Que é possível algo melhor.

Porque ela vê sempre apenas através daquilo que sabe e das qualidades que tem.

Ela vê o passado e projecta-o no presente e no futuro.

“Se foi sempre assim eu não vejo como possa vir a ser diferente. É impossível... já dei voltas à cabeça e não sei como mudar isto.”

O problema destas voltas à cabeça é que são mesmo voltas, ou seja, a pessoa acaba sempre no mesmo sítio.

E o mesmo sítio é que é tímida, tem vergonha, e não é capaz de fazer 1001 coisas porque tem medo.

Logo não há solução.

Faz sentido não faz?

É a lógica do negativo.

Um dia eu também estava nessa solidão, sentado a pensar que não tinha valor, rodeado por esse abismo e por esse nevoeiro e a acreditar que não havia uma solução.

Então como é que eu saí dessa situação?

Eu acreditei.

Levantei-me, tomei balanço, e comecei a correr na direcção do abismo o mais rápido que podia...

...saltei sobre o abismo e mergulhei no nevoeiro.

E um novo mundo de possibilidades surgiu diante dos meus olhos.

O que significa isto em termos práticos?

Significa que timidez é um hábito.

Tornamo-nos tímidos porque decidimos dar um passo atrás.

Temos o hábito de pensar que não temos valor, e temos o hábito de evitar o que nos faz sentir desconfortáveis.

A timidez não pode ser eliminada. Apenas substituída.

Não é algo que se apaga e no seu lugar fica um vazio.

Não se pode rasgar uma parte da nossa personalidade e queimá-la fazendo-a desaparecer.

Apenas a podemos substituir.

Apenas a podemos transformar em algo diferente... no seu oposto.

E é isso que tens de fazer.

Tens de transformar a tua timidez (insegurança e baixa auto-estima) no seu oposto.

No oposto que te permite ser, fazer e ter aquilo que desejas, mesmo que para isso tenhas de fazer coisas que te façam sentir confortável.

Tens então de desenvolver um novo hábito. Fazer o oposto do que tens feito até hoje.

Tens de passar a fazer aquilo que te faz sentir desconfortável.

Tens de te desafiar.

Tens de tomar decisões difíceis.

Tens de agir mesmo quando há incerteza no resultado final.

Tens de sair da tua zona de conforto.

É assim que vais tornar a tua insegurança em confiança.

E tens de passar a gostar de ti.

Tens de te ver como uma pessoa com valor. Porque se estás a ler isto é porque estás vivo, é porque nasceste. E se nasceste tu tens valor.

Todos nós temos valor. Porque tudo o que existe na Natureza tem valor, e nós fazemos parte da Natureza.

Tens de te aceitar como és, de perceber que tens um potencial infinito dentro de ti, tens de te adorar, de te valorizar, de te elogiar, de te apreciar.

Tens de acreditar em ti.

Tens de criar o hábito de em vez de pensares naquilo que não tens, que não és, que não sabes ou consegues fazer, passar a pensar nas tuas qualidades, naquilo que sabes e consegues fazer, nas coisas que já alcançaste, nas coisas que tens e que te dão prazer.

Tens de ter orgulho em ti próprio.

Porque enquanto não tiveres orgulho em ti próprio terás sempre vergonha dos outros... porque terás vergonha de ti próprio, vergonha de quem és.

E enquanto não te valorizares andarás sempre atrás da valorização (validação) dos outros... e isso nunca te deixará ser livre para seres, teres e fazeres aquilo que realmente queres ser, ter e fazer.

Em termos mais específicos, algo que ajuda muito é começar por ter menos actividades que envolvam solidão, isolamento e mero pensamento.

Ou seja, passa muito menos tempo a dedicar-te a coisas que faças sozinho e que te metam dentro da cabeça a pensar.

E passa a sair mais de casa e a conviver mais com pessoas.

Tudo se resume a usar CORAGEM.

Coragem não é algo que se tem, nem é algo com a qual uns nascem e os outros não.

Coragem é algo que se usa, é algo que se faz.

É agir mesmo quando temos medo ou nos sentimos desconfortáveis.

É apenas uma decisão.

Uma decisão que todos podem tomar.

Não há pressa nem tens de provar nada a ninguém. Mas tens de agir.

Tens de começar aos poucos, mas começar.

Tens de começar a desafiar-te.

Tens de criar uma vida social activa. Isso não significa seres superficial e nunca estares em casa. Significa teres uma vida social activa...

Ou seja, sais regularmente com os teus amigos. Seja para um café, seja ir ao cinema com eles, seja ir a jantares de anos, a festas de faculdade, a bares, a discotecas, à praia, etc.

Tens de falar mais. Tens de conversar mais. Desenvolve prazer em falar com as pessoas sobre os temas de que gostas.

Começa pelo mais fácil... e depois passa para o mais difícil.

Começa a sair sozinho. Seja para onde for, seja para fazer o que for. Não interessa.

Ao saíres sozinho estás diante do mundo sem o apoio de ninguém. És tu quem tem de tratar de ti, tomar todas as decisões e entreter-te. Isso vai desenvolver em ti várias qualidades importantes ao mesmo tempo.

A maioria das pessoas não consegue sair sem os amigos. Não se consegue divertir sem os amigos. Sente-se super desconfortável, com medo do que os outros vão pensar dela.

A maioria das pessoas são super dependentes dos amigos.

Isso não tem mal nenhum, mas não as ajuda a desenvolver o que precisam para terem a felicidade que desejam.

Há que estar e sair com os amigos, mas também saber sair sozinho.

Porque isso exige coragem, que depois vai desenvolver confiança em ti.

E confiança é uma qualidade muito rara de encontrar. E juntamente com auto-estima é extremamente atraente ;)

Ao início vai ser difícil fazer isto tudo. O período de transição é sempre o pior... eu sei isso porque passei por ele.

É um pouco como atravessar o nevoeiro... nem sempre sabes bem em que direcção estás a ir ou se chegas lá. Mas continuas a caminhar e a acreditar, e acabas por chegar onde desejas.

E agora outra coisa...

Foste ver o Bob Proctor ao Pavilhão Atlântico?

Eu estive lá e foi brutal. Uma noite espectacular de desenvolvimento pessoal na qual aprendi algumas coisas novas fantásticas.

Para mim foi super estimulante. Tanto o Adelino Cunha (da I Have The Power) como o Bob Proctor falaram de poderosos e eficazes conceitos e técnicas de excelência pessoal e desenvolvimento pessoal e prestaram um serviço de qualidade a todos os que assistiram e querem mudar a sua vida pessoal e financeira para melhor.

Se estás a ler isto e foste ver o Bob Proctor ao Pavilhão Atlântico diz-me qualquer coisa. Envia-me um email a dizer-me o que sentiste e qual foi o conceito que mais gostaste de ouvir e que mais te motivou.

Vamos juntos manter viva e fazer crescer a energia positiva que foi gerada nessa noite.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com

terça-feira, 17 de junho de 2008

"Atracção, Mulheres Mais Novas E Maturidade"



Hey, o post de hoje é sobre várias perguntas importantes que recebi por email.

A identidade da pessoa que as enviou não será revelada.

O motivo pelo qual vou responder a estas perguntas aqui no blog deve-se ao facto de que elas levantam questões importantes.

Questões importantes, de utilidade geral, para todos aqueles que se andam a dedicar à sua evolução pessoal para resolver a sua vida amorosa.

Aqui estão as perguntas com a respectiva resposta por baixo.

Diverte-te! =)

“Que maturidade pode ter uma miúda com 20 anos?”

Maturidade é um grupo de qualidades que nada tem a ver com a idade da pessoa.

Não é por se ser mais velho que se tem mais qualidades, ou neste caso, que se tem maturidade.

A idade cronológica nunca é igual à idade psicológica.

Há muitas pessoas com mais de 40 anos que se comportam como se tivessem 17 anos.

Fazem asneiras e disparates, têm vícios, fazem birras, amuam, não são emocionalmente independentes, são desonestos, manipulam, são irresponsáveis, etc.

Logo a idade não garante nada.

Portanto neste caso tudo depende da personalidade da miúda de 20 anos.

Ou seja, a sua idade não é o factor determinante que revela se ela tem ou não maturidade.

É a sua personalidade... e isso é algo que se descobre estando e interagindo com ela regularmente.


“O que é que alguém com esta idade ainda irá mudar na sua maneira de pensar nos próximos 1/2/3/5 anos?”

Isso tudo depende do seu estilo de vida, influências (amigos, família), paixões e objectivos.

Mas funcionar no presente a pensar no futuro é um erro.

Deve-se estar e sair com uma pessoa porque ela no presente nos estimula e atrai.

Deve-se funcionar sempre através do momento presente, e nunca através de pensamentos em relação a como alguém pode vir ou não vir a ser no futuro.

Se ela agora te estimula vai sair com ela. Quando deixar de te estimular, porque por alguma estranha razão mudou para pior, então aí afasta-te.

Mas toma sempre as tuas decisões no momento presente.

O que tens de descobrir é se agora é fixe estar com ela ou não.

“Vou queimar outra vez a minha vida por me relacionar com alguém abaixo dos 26 anos?”

Isso não tem a ver com a idade da mulher com quem tens a relação íntima...

Isso tem a ver com a personalidade da mulher.

Porque há muita mulher com mais de 26 anos que é capaz de dar cabo da tua qualidade de vida em segundos.

Não porque são más pessoas mas simplesmente porque não têm as qualidades necessárias para que possas ter uma relação íntima de qualidade com elas.

Não caias no erro de pensar que uma mulher mais velha é a solução, porque o ser mais velha não garante nada.

É sempre e só a personalidade.

Por isso tem de haver sempre uma selecção consciente da tua parte.

Porque a mulher pode ter menos de 26 anos e ser de qualidade, e assim terás uma relação íntima de qualidade com ela que te trará quantidades imensas de satisfação e prazer na vida.

A idade é irrelevante. A personalidade não.

Tens de primeiro conviver regularmente com uma mulher, fazendo assim uma espécie de “simulação” de relação para perceberes como é estar e interagir com ela.

É apenas estando com a pessoa regularmente que irás perceber se iniciar uma relação íntima com ela é uma boa decisão ou não.

“Porque o meu primeiro click continua a ser apenas fisico?”

Porque é assim que a Natureza funciona.

O primeiro nível de atracção é sempre visual. Seja em termos de corpo ou de linguagem corporal.

E o primeiro nível de atracção é sempre visual porque o que vemos da outra pessoa é sempre a primeira coisa que sabemos sobre ela: como é a sua aparência.

E a aparência ou cria em nós emoções positivas (atrai), ou cria em nós emoções negativas (repele).

O erro é pensar que a aparência é o mais importante...

Porque por detrás de uma aparência atraente há sempre uma personalidade.

E é essa personalidade que vai sempre definir a qualidade da ligação ou relação que se tem com a pessoa.

Uma pessoa pode ser físicamente atraente para ti mas ter uma personalidade da treta e ser desonesta, ter baixa auto-estima, ser aborrecida e negativa, etc.

Mas uma pessoa também pode ser físicamente atraente para ti e ter uma personalidade espectacular.

Tens sempre de conviver com a pessoa para descobrir isso.

E não tenhas problemas em assumir que a mulher tem de te primeiro atrair físicamente, porque isso não tem mal nenhum.

Uma mulher pode-te não atrair físicamente mas ser atraente para muitos outros homens...

Assim como pode-te atrair físicamente e não ser atraente para muitos homens.

Logo não estás a desvalorizar nenhuma mulher ao assumires que ela tem de ser físicamente atraente para ti.

Porque isso é apenas parte daquilo que te interessa.

Primeiro tem de haver atracção física ou sexual... porque uma relação íntima vive de intimidade. E sem atracção sexual não há intimidade.

Mas depois a sua personalidade tem de ter as qualidades que procuras.

Apenas físicamente atraente não chega nem garante nada.

“Vou em frente para conhecer esta menina?”

Claro que sim.

Deves sempre ir em frente para conhecer seja quem for que te motiva para tal.

Porque conhecer uma mulher não é ir para a cama com ela.

Conhecer uma mulher não é iniciar logo uma relação íntima com ela e ficares comprometido com ela e exclusivos um do outro.

Conhecer uma mulher não é andar a curtir com ela.

Conhecer uma mulher é descobrir como é a sua personalidade e estilo de vida.

Descobrir como é estar e interagir com ela.

É sair regularmente com ela (1 ou 2 vezes por semana no máximo) como amigos e divertires-te com ela.

E enquanto sais com ela andas também a conhecer e a sair com outras mulheres.

Conhecer mulheres é um processo de selecção no qual tens de criar opções para escolheres a melhor para ti.

“Que maturidade/ imaturidade tenho eu por querer recuperar 10 anos estragados da minha vida com esta rapariga que ainda só conheço de cumprimentar quando a vejo?”

Se só a conheces de cumprimentar quando a vês, então tenho novidades para ti: tu ainda não a conheces.

Se não andas a sair regularmente com ela então não sabes como ela é.

Não sabes como é estar e conviver com ela.

O que se passa é que estás a idealizar a ligação que tens com ela. Estás a idealizar a atracção sexual que tens por ela e a dar-lhe significados que ela não tem.

A única coisa que sabes é que te sentes sexualmente atraído por ela, nada mais. Falta saber como é a sua personalidade e como é interagir com ela.

Não funciones através de idealizações senão metes-te sempre em becos sem saída.

Toma as tuas decisões sempre através do que é real e do que de facto existe e está a acontecer.

Isto também nada tem a ver com a maturidade / imaturidade que tens. Essa questão não te vai ajudar.

Não procures recuperar tempo ou arranjar / consertar alguma coisa. Procura sempre criar algo novo que traga qualidade para a tua vida a longo prazo.

Não vivas através do teu passado... vive no presente e cria o teu futuro.

Tens de te desligar do passado negativo para que possas no presente criar resultados diferentes e positivos.

“Porque só me meto em coisas incertas na minha vida? Gosto pelo risco? Pela conquista difícil?”

Por falta de intenção.

Muito provavelmente nunca te sentaste a escrever exactamente, em todas as áreas, como queres que a tua vida seja.

Logo não estás a seguir um caminho na vida e metes-te nas coisas não porque elas vão no futuro contribuir para algo específico, mas porque te trazem gratificação a curto prazo.

O que eu quero dizer com isto é que não estás a criar a tua vida conscientemente e a dedicar-te apenas aquilo que te vai trazer satisfação.

Gosto pelo risco e por conquista difícil são preferências do ego humano.

Ele procura isso para conseguir provar a ele próprio e aos outros que tem valor porque se mete em coisas perigosas (risco) e conquista coisas difíceis de alcançar que a maioria das pessoas não consegue.

Tudo passa por uma libertação do ego e por desenvolvimento de consciência.

Viver com intenção é procurar por gratificação a longo prazo e não gratificação a curto prazo.

Ou seja, não viver a andar atrás de prazeres rápidos que sabem bem no momento mas que depois só prejudicam.

Não viver a correr atrás de alívios e entretenimentos, ou a funcionar apenas através de curiosidade.

Tens de saber exactamente o que queres, pois só assim saberás se aquilo em que te estás a meter irá contribuir para chegares onde queres chegar, ou se te vai afastar do que queres alcançar.

Só assim te vais deixar de meter em coisas incertas.

Passando a ter uma atitude criativa consciente perante a tua vida, criando assim aos poucos tudo aquilo que vá contribuir para a tua realização pessoal.

E claro, para uma relação íntima de qualidade.


Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com

terça-feira, 10 de junho de 2008

"Como Ser Positivo E Começar A Mudar A Tua Vida Para Melhor, Parte 2"

Como Ser Positivo e Começar a Mudar a Tua Vida Para Melhor, Parte 2 por Pedro Constantino

No último post falei sobre pessoas positivas e pessoas negativas, e dei algumas bases teóricas importantes sobre o tema.

No post de hoje não vou explorar mais essa parte porque senão ficaria demasiado extenso. No futuro voltarei a tocar noutros pontos sobre ser-se positivo, por isso para já se tiveres alguma dúvida em relação ao último post envia-me a tua pergunta para CoolVibesClub@hotmail.com

Hoje vou-te explicar como te podes tornar numa pessoa positiva, ou ainda mais positiva.

Vou-te dar-te alguns exercícios e exemplos específicos de coisas que podes fazer que te vão ajudar a evoluir e a mudar a tua mentalidade para uma mais útil.

Para uma mentalidade mais útil à criação de uma vida e relação íntima de qualidade.

Este post não tem qualquer utilidade se for apenas lido.

Só saber isto não serve para nada.

Tens mesmo de pôr em prática aquilo que eu te vou aqui descrever, mesmo que te pareça difícil.

Estas foram algumas das coisas que eu usei pessoalmente para me tornar numa pessoa positiva, e é por isso que sei que resultam.

Não é porque o texto faz sentido que eu sei que resultam... é porque eu apliquei os conteúdos constantemente e regularmente e as mudanças aconteceram.

Mas eu tenho um segredo... é que quando os andava a aplicar não fazia a mínima ideia se realmente íam resultar ou não. Eu não tinha garantias nenhumas, nada.

O que é brutal.

A primeira coisa de todas que deves aplicar é bem simples: é estares consciente de que tens pensamentos negativos desnecessários.

Isso não tem mal nenhum, todos nós os temos, mas se te queres tornar numa pessoa positiva tens de dizer a ti próprio que há coisas em ti a melhorar e que há uma evolução pessoal a fazer.

Porque se não o fizeres jamais farás seja o que for para realmente resolver a mentalidade negativa que te assombra a vida.

Há muitas pessoas que não conseguem admitir a si próprias que há algo nelas que pode ser melhorado ou que tem mesmo de ser melhorado...

...essas pessoas pensam logo que são positivas quando na realidade não o são. E depois a sua vida nunca como gostariam e elas nunca conseguem perceber porquê.

Esta parte parece muito simples mas é extremamente importante. Evolução pessoal é um processo intencional, logo tem de se saber em que direcção se quer ir. E tem de haver uma paixão por isso, uma motivação poderosa, um objectivo forte.

E neste caso pode ser “deixar de ser uma pessoa negativa e tornar-me numa pessoa positiva para ter mais satisfação na vida e tornar tudo melhor para mim e para os que me rodeiam”.

Vai buscar uma folha de papel e uma caneta e escreve o teu objectivo claro. Agora.

Não adies. Se queres mesmo levar isto a sério não podes adiar, tem de ser agora. Mesmo que não dê muito jeito... escreves o objectivo em pouco mais de 30 segundos, o que não é lá muito tempo.

Nota: Estou à espera que vás buscar a folha de papel e a caneta... mas não demores muito porque o blog fecha daqui a bocado ;)

Ok, agora que tens a folha de papel e a caneta, vamos passar á acção.

Eu compreendo se não puderes mesmo fazer isto agora. Mas assim que puderes, assim que chegares a casa hoje ou acabares o que tens de importante para fazer, vem aqui ao blog, senta-te confortavelmente e faz o que eu vou explicar a seguir.

Vais agora fazer uma lista de 5 pensamentos negativos que costumas ter.

E eu digo apenas 5 para facilitar agora o exercício... porque esta é a última vez que foram apenas 5. Das próximas vezes faz sempre 10.

Estes 5 pensamentos negativos podem ser algo do género:

“O meu emprego é uma treta”.

“Eu sou feia”.

“É impossível as coisas melhorarem”.

“As pessoas não prestam”.

“Ninguém me quer”.

Já esta escrito?

Fixe.

Agora vamos fazer magia... ;)

Vais olhar para a tua lista e lê-la em voz alta. Não é preciso os teus vizinhos ouvirem, basta tu te ouvires a lê-la.

Enquanto a lês imagina cada coisa... algo que prove que tens razão em relação aos teus pensamentos negativos, a cada um deles.

Não é lá muito estimulante pois não...?

Então agora vais olhar para essa lista e voltar a escrevê-la tornando-a positiva.

Em termos de pensar positivo ou negativo não interessa se o que pensas é verdade, se aconteceu mesmo ou se existe mesmo... o que interessa é se é positivo ou negativo, útil ou inútil para a tua realização pessoal.

Por isso o teu emprego pode mesmo ser uma treta... mas para que isso mude, porque o objectivo é evoluir e mudar, tens também de mudar esse pensamento.

E em vez de escreveres ou pensares, “o meu emprego é uma treta”, mesmo que ele o seja vais agora escrever “O meu emprego é espectacular!”.

Obviamente que não é ao escreveres uma frase que as coisas à tua volta vão mudar. Este exercício é para mudar a tua mentalidade. Depois de a tua mentalidade estar mudada então aí sim, a realidade à tua volta vai começar a mudar porque tu estarás a funcionar de forma diferente, e vais atrair e criar coisas diferentes, e alcançar resultados diferentes.

Torna então todas as 5 frases negativas em positivas.

Lê-as em voz alta e imagina algo que as simbolize. Imagina-te num emprego espectacular, com colegas espectaculares, um patrão espectacular, um ordenado espectacular e um horário espectacular.

Faz o mesmo para as restantes 4 frases. E lembra-te que isto do emprego é apenas um exemplo, cria as tuas próprias frases que de facto ilustrem aquilo em que costumas pensar e como é a tua vida.

Este exercício é muito simples, mas deves ter reparado que é muito mais agradável imaginar a 2ª lista do que a 1ª.

E é mais agradável porque cria em ti emoções positivas. Dá-te satisfação. Agora imagina-te a sentires essa satisfação dentro de ti ao estares com outra pessoa...

Ela também a vai sentir porque tudo o que fizeres ou disseres vai criar nela emoções positivas. Se estás em baixo vais puxar os outros para baixo e isso não é nada estimulante ou atraente.

Mas se te sentes bem disposto ou alegre vais puxar todos para cima e ser assim naturalmente atraente.

Porque és uma fonte de emoções positivas.

Agora o que tens a fazer é repetir este exercício todos os dias pelo menos durante 15 dias. Se falhares um ou dois dias não é grave... o ideal seria fazeres o exercício todos os dias, com 10 frases diferentes, durante 1 mês.

É o hábito que irá criar em ti a qualidade de ser uma pessoa positiva.

O valor deste exercício está na sua repetição.

Outro exercício que podes fazer é este:

Faz uma lista de 10 coisas que adores em ti e na tua vida.

É que grande parte dos seres humanos são campeões a dizer aquilo de que não gostam, aquilo que está mal, aquilo que não têm, etc.

Mas não fazem o oposto. Que é dizer do que gostam, aquilo que está bem e aquilo que têm e que os deixa satisfeitos.

Por muita coisa má que haja à nossa volta há sempre qualquer boa também. É apenas uma questão de concentração.

As coisas negativas vão continuar a estar lá... mas ao te concentrares nas positivas vais criar emoções positivas em ti.

E se só te concentrares no que está mal, as coisas boas que tens vão desaparecer. E vão desaparecer simplesmente porque não lhes estás a dar importância e atenção, e assim jamais irás criar mais daquilo que te satisfaz.

Esta lista de 10 coisas positivas que tens na tua vida pode ser composta pelas coisas mais simples...

Pode ser um amigo que tenhas.

Pode ser a roupa que tens.

Pode ser uma conversa que tenhas tido.

Pode ser a comida que tens na mesa todos os dias.

Pode ser o ar que respiras.

Pode ser uma qualidade que tenhas.

Pode ser a tua capacidade de ler.

Pode ser teres internet e poderes ler o blog do Cool Vibes =)

Qualquer coisa serve, desde que realmente te deixe satisfeito, com um sorriso na cara.

Concentra-te no que tens agora de bom e sente-te grato por isso. E irás atrair mais disso para a tua vida.

Não por magia, mas porque irás criar mais dessas coisas.

E o mais fixe disto tudo é que depois as negativas vão deixar de te afectar e vão começar a desaparecer, pois serão substituídas por outras positivas criadas por ti.

Fazer estes dois exercícios diariamente é o 1º passo da grande mudança. É tão simples quanto isto:

Se te concentrares e pensares em coisas negativas vais-te sentir mal.

Se te concentrares e pensares em coisas positivas vais-te sentir bem.

Ao te sentires mal não consegues criar coisas novas positivas, logo vais sentir-te cada vez pior porque a tua vida ficará encravada e bloqueada num estado negativo.

Ao te sentires bem irás sempre criar coisas novas positivas e sentir-te cada vez melhor, porque a tua vida terás cada vez mais coisas positivas que te fazem sentir satisfeito e bem disposto.

Faz estes exercícios regularmente, juntamente com o que eu te vou agora explicar:

Evita ver televisão.

Não te estou a dizer que não podes ver os jogos do Euro 2008 ou que não podes ver a tua série de comédia favorita.

Estou-te a dizer para veres MENOS televisão. Muito menos.

A televisão é um caos de negatividade e afasta-te da Natureza e da Realidade.

Principalmente os telejornais.

Informação é importante, mas a maioria da informação é completamente inútil. Não se consegue mudar ou criar nada através dela.

Saber só por saber não leva ninguém a lado nenhum. Muito menos quando essa informação é negativa.

Porque informação ou notícias negativas metem as pessoas num estado emocional negativo. E pessoas num estado emocional negativo não conseguem criar nada de novo que mude e melhore a sua vida.

E não conseguem criar nada de novo que mude e melhore a sua vida porque foram através da televisão "programadas" a pensar negativo desde crianças e a concentrarem-se no negativo, a explorarem o negativo, a terem conversas e conclusões negativas, etc.

E cada vez se sentem pior e mais desesperadas. Pois o negativo nunca tem soluções para se resolver seja o que for ou para se alcançar seja o que for.


Informação negativa não tem qualquer aplicação prática. É apenas texto e imagens dentro da cabeça que desmotivam e põem as pessoas em baixo.


O negativo expressa que tudo está mal, que não é possível, que não vale a pena, que não se consegue, que só pode piorar, que é a pior coisa possível, que o resultado só pode ser mau, etc, etc.

Se te queres manter informado informa-te em relação ao que há de positivo no mundo.

Porque todos os dias há histórias de sucesso. Todos os dias há felicidade. Só que essas coisas NUNCA aparecem nas fontes de informação negativa.

Tens de criar a tua própria fonte de informação e apenas consumir informação positiva. O tipo de informação que de facto é útil para a tua vida, realização pessoal e evolução.

Evita também ouvir música negativa.

Nada de música agressiva ou depressiva.

Nada de música com temas negativos, sobre sacrifícios, violência, problemas amorosos (são as piores) e sofrimento.

Deixa de ouvir uma música só porque ela é artisticamente boa. Passa a ouvir música que não só é artisticamente boa como também é positiva.

Se uma música não te motiva para a vida, não te motiva a criar algo, não te dá vontade de pular, gritar e dançar de satisfação... então nunca mais a oiças na vida.

Mete esses CDs dentro de uma caixa, fecha-a, e nunca mais olhes para ela.

Passa a ouvir música positiva que te encha de energia positiva. Que te faça querer estar com os teus amigos, que te faça querer sair e divertir, que te faça querer criar algo de espectacular na tua vida, que te motive e te faça ver e sentir o que há de belo na vida e nas pessoas.

Deixa de ver filmes ou de ler livros negativos.

Esquece apenas a qualidade artística. Procura qualidade artística e energia positiva.

Não vejas filmes com histórias tristes, sobre tragédias ou guerras. Não vejas filmes sobre violência ou filmes depressivos. Não vejas filmes sobre histórias de amor negativas de sofrimento e sacrifícios.

Passa apenas a ver filmes sobre histórias de sucesso (como o Rocky). Filmes de comédia, filmes com finais felizes, histórias que te motivem.

E evita muita fantasia ou ficção científica.

É que as pessoas consomem tipos negativos de música, filmes e livros e depois querem relacionar-se com o sexo oposto e a coisa nunca resulta bem a longo prazo.

E elas não percebem porquê...

E é bem simples o porquê. Elas têm a cabeça cheia de histórias tristes, de violência, de coisas que não existem e de sofrimento, e não de compaixão, sucesso, auto-estima, divertimento, humor, intimidade, prazer...

e quando interagem com o sexo oposto todas essas coisas negativas vêm cá para fora através do que elas dizem e fazem.

Mas nunca vêm de uma forma directa, vêm sempre de uma forma indirecta. Na sua postura, expressão facial, tom de voz, tema de conversa, reacções, etc.

A última coisa, e para acabar este post, é afastares-te de pessoas negativas.

Alguma até nem são muito e também querem tornar-se positivas. Mas há outras com quem não dá mesmo. Ao pé delas jamais irás evoluir, e jamais terás uma vida e relação íntima de qualidade.

A sua negatividade irá sempre afectar-te de uma forma subtil, e pequenos problemas e desilusões irão sempre surgir sem perceberes bem porquê.

Tem compaixão por estas pessoas, mas evita conviver e falar com elas assim que perceberes que elas são negativas.

E nunca deixes uma conversa negativa desenvolver-se. É uma mera espiral de insatisfação.

Procura sempre falar sobre aquilo que te dá prazer. Aquilo que te faz sentir bem e que te motiva. E nunca sobre o que está mal. Nunca queixares-te ou criticares algo ou alguém.

Dá sempre 100% de atenção ao positivo que te rodeia, mesmo que ele seja muito pequeno ou que ainda nem sequer exista.

Procura sempre o positivo em tudo e explora-o. Torna-o gigantesco.

E um dia irás olhar à tua volta e a tua vida terá mudado para sempre.

Estarás rodeado de um exército de coisas positivas.

Resultados positivos, actividades positivas, locais positivos, pessoas positivas, momentos positivos, etc.

E irás atrair cada vez mais energia positiva para a tua vida.

E um dia vais olhar para trás e realmente perceber que tudo começou a mudar apenas porque decidiste mudar a tua atenção do negativo para o positivo.

Por isso “alimenta o ego” ao positivo e dá-lhe atenção! ;)

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com


quinta-feira, 5 de junho de 2008

"Como Ser Positivo E Começar A Mudar A Tua Vida Para Melhor"



Como Ser Positivo E Começar A Mudar A Tua Vida Para Melhor


Pensar-se positivo e ser-se optimista, e pensar-se negativo e ser-se pessimista, são a diferença entre ter-se uma vida espectacular e ter-se uma vida de sofrimento, sacrifícios e problemas constantes.

As pessoas positivas irão sempre ter cada vez mais coisas fantásticas na sua vida... enquanto que as negativas terão sempre cada vez mais coisas insatisfatórias.

É assim que funciona e não há como fugir disto.

Por isso se queres criar para ti uma vida amorosa de qualidade, que realmente te satisfaça, ou se queres melhorar uma outra qualquer área da tua vida, seja pessoal, financeira, social, saúde, familiar, amizade, etc, é essencial que desenvolvas uma mentalidade positiva.

E é precisamente isso que eu te vou explicar, aqui e agora, neste post. Vou-te dar as bases teóricas úteis para compreenderes todo o processo e vou-te dar alguns exercícios para fazeres.

Mas como é então, realmente, uma pessoa positiva?

Uma pessoa positiva não é uma pessoa que ignora os problemas... é uma pessoa que os interpreta de uma forma que a beneficia.

Ela vê os problemas que lhe surgem na vida como um desafio, como uma oportunidade para evoluir.

Yah, claro que quando um problema surge é sempre chato... e mais chato ainda é tê-lo de resolver. A pessoa positiva não gosta de problemas, não é isso que significa ser positivo.

A diferença é esta:

Enquanto que perante um problema a pessoa negativa sente-se logo triste ou irritada, e fala dele a toda a gente, e pensa nele a toda a hora como o “fim do mundo” e a maior “tortura do universo”, e sente-se cada vez pior, mais impotente, desesperada e com extrema dificuldade em ultrapassar a situação ou em resolver o problema...

...a pessoa positiva vê o problema como uma pequena pedra no sapato que tem de ser tirada. Vê-o como um desafio, como algo que na verdade a vai ajudar a longo prazo, porque a vai permitir evoluir e preparar para o futuro. Ela vê o problema como apenas algo que tem de ser feito... e não como algo que define toda a sua vida para sempre. Logo ela sente-se bem, confiante e motivada perante o problema... seja ele qual for. E é isso que é útil.

Porque assim ela irá conseguir começar a resolvê-lo imediatamente, e as coisas vão muito rapidamente voltar a estar bem.

Enquanto que a pessoa negativa vai estar encravada mentalmente a pensar e a repensar na tragédia... “Mas porque é que isto me aconteceu?”, “Mas que mal fiz eu a Deus??”, “Isto não devia ter sido assim!!”, “Eu não aguento mais isto assim!!”, “Eu não consigo ultrapassar isto, é tão mau...!!!”, etc, etc, e a situação vai piorar cada vez mais.

Dar importância ao problema é irrelevante. Não interessa para nada se é grave ou muito sério... essa definição não ajuda a resolvê-lo o mais rapidamente possível, nem permite a pessoa sentir-se bem.

Mas a pessoa negativa “adora” dar importância ao problema. E assim sente-se cada vez mais impotente perante ele, sente-se cada vez mais triste ou irritada, e não está a criar a sua realização pessoal.

O que define a qualidade da nossa existência são as emoções que sentimos. Se essas emoções forem negativas (tristeza, aborrecimento, raiva, etc) o ser humano vai dizer que vive infeliz e que não gosta da sua vida. Se essas emoções forem positivas (motivação, descontracção, boa disposição, etc) o ser humano vai dizer que vive feliz e que a sua vida é espectacular.

E estas emoções são algo que se cria... com ou sem intenção. O primeiro grupo de seres humanos cria-as claro sem intenção... e é por isso que levam com as emoções negativas em cima.

Mas o segundo grupo não. O segundo grupo cria-as intencionalmente. Porque o seu objectivo é alcançar a sua realização pessoal... e eles fazem tudo, mas tudo mesmo, o que seja preciso para que isso aconteça.

E uma dessas coisas que fizeram foi desenvolver uma mentalidade positiva perante TUDO na vida.

Qualquer emoção negativa que sintas na vida é completamente inútil. É natural senti-las. Todos as sentimos, sejamos positivos ou negativos. A questão é que os positivos sentem-nas muitas poucas vezes (10% do tempo), enquanto que as negativas sentem-nas a maior parte do tempo (90% do tempo).

Estes números não são científicos, são apenas para te dar uma ideia da situação de cada tipo de pessoa.

Portanto o teu objectivo deve ser este:

Criar em ti emoções positivas, sempre.

Se te estás a sentir triste, procuras fazer sentir-te alegre.

Se te estás a sentir desmotivado, procuras fazer sentir-te motivado.

Se estás nervoso, pões-te descontraído.

Se estás inseguro, pões-te confiante.

Se estás furioso ou irritado, pões-te calmo e relaxado.

E isto não tem nada a ver com inteligência ou experiência de vida... 90% dos seres humanos são negativos e não conseguem mudar de emoção quando querem. Não conseguem sentir aquilo que desejam. E dentro desses 90% há pessoas de todas as idades, todas as profissões, todas as situações financeiras, todos os níveis de popularidade e de sucesso, etc.

Não interessa se têm 20, 30, 40 ou 50 anos. Não interessa se já viveram muito, se já passaram por muita coisa na vida, se já viajaram muito, se já tiverem muitos empregos diferentes ou praticaram muitas actividades diferentes, não interessa se são um campeão do mundo em alguma coisa, não interessa se são ricos ou pobres... quando chega um problema a reacção é sempre a mesma: negativa e de desespero. E mantém-se assim, apenas piorando.

O que essas pessoas não conseguem compreender, porque para elas os seus problemas ou vida são sempre os piores do universo, é que há seres humanos com problemas piores que reagem bem, fazem o que é preciso fazer, andam para a frente e volta a ficar tudo bem rapidamente.

Se te sentes mal, o teu objectivo deve ser sentires-te bem.

Uau, esta foi de génio não foi...?

Isto é tudo muito óbvio e simples, mas infelizmente na prática e no mundo real quase ninguém realmente domina este conceito.

As pessoas que alcançam a sua realização pessoal e que são verdadeiramente felizes em todas as áreas da sua vida não são melhores do que ninguém... simplesmente aprenderam a dominar o óbvio e o simples. São mestres do óbvio e do simples.

Então mas se nos sentimos mal... como é que nos podemos sentir bem ao mesmo tempo??

Não é ao mesmo tempo... é uma troca. E uma criação.

Primeiro de tudo tens de perceber se te estás a sentir bem ou mal. Porque nem sempre é óbvio...

É que ser-se positivo não é algo que se liga magicamente apenas quando surge um problema... é algo que se é sempre. Todos os segundos.

Assim como que ser-se negativo não é algo que se desliga magicamente depois de um problema ter desaparecido. É algo que se é, todos os segundos.

Não são as circunstâncias que moldam a nossa vida e estado emocional... é a nossa reacção às circunstâncias.

Perante exactamente a mesma circunstância a pessoa insegura irá recuar, paralizar, fugir e deixar tudo na mesma... enquanto que a pessoa confiante irá avançar, agir, enfrentar, criar, mudar e evoluir.

Logo ser-se positivo ou negativo é algo que está dentro de nós, que faz parte de nós e que vai connosco para todo o lado, em todos os momentos e situações.

A diferença está quando surge um desafio. Aí percebe-se logo quem é positivo ou negativo. Porque quando tudo está espectacular, todos são espectaculares. Ou seja, quando tudo está bem à volta de um ser humano, esse ser humano sente-se bem.

Mas quando vem uma surpresa desagradável, há um véu que se levanta. E a reacção desse ser humano ao desafio irá sempre revelar a verdade sobre ele... se é positivo ou negativo.

Aquele tipo de expressões “É normal reagir-se assim” a uma situação difícil qualquer ou a um desafio, é uma mera justificação das pessoas que reagem assim para que o exterior, ou os outros, não as percepcionem como fracas ou inferiores.

O que é ridículo. Pois todos temos o mesmo valor. E reagir mal a algo ou negativamente não tem mal nenhum, simplesmente não ajuda a pessoa a ser feliz e a ter a sua vida e estado emocional sob controlo natural.

Mas pronto... coisas do senhor ego.

A solução não está em mudar uma emoção específica, está em mudar a atitude e mentalidade geral perante a vida.

E isso faz-se desenvolvendo uma qualidade.

Não se pode simplesmente deixar de ser negativo. Não se pode simplesmente eliminar algo, fazê-lo desaparecer.

Só se pode substituir.

É por isso que as pessoas negativas não conseguem mudar. Porque elas só se concentram naquilo que não querem, e naquilo que querem fazer desaparecer...

...em vez de se concentrarem naquilo que querem, e naquilo que querem fazer existir, ou criar.

Porque vida é criação. Mas para isso tem que haver intenção, tens de saber exactamente o que queres criar... porque essa criação é sempre algo que sai da tua mente.

Só tu sabes o que é... e só tu é que o crias.

Muitas pessoas ao lerem O Segredo ou qualquer outra obra ou autor de desenvolvimento pessoal ficam com a ideia de que basta pensar e as coisas aparecem.

Isso é uma treta. Não funciona assim.

Parte dessas pessoas chegam a essa conclusão pela negativa... para poderem assim pensar que esses livros são uma treta.

É óbvio que essas pessoas já vão ler esses livros num estado emocional negativo... logo tudo o que lerem irá passar por um filtro de interpretação negativa que colocará qualquer informação nova que entre na sua cabeça em sintonia com o seu estado emocional.

É por isso que há pessoas que estão a cometer erros e parece que não percebem algo... ou não compreendem o que lhes dizes para as ajudar.

A verdade é que a única pessoa que as pode ajudar são elas próprias.

A mudança de estado emocional negativo para positivo nunca vem de palavras do exterior, vem de uma motivação interior que começa muito pequena e vai crescendo com o tempo.

E a pessoa vai fazendo cada vez mais coisas para mudar, e a sua vida começa a moldar-se cada vez mais à volta da sua mudança e evolução pessoal...

E quando a pessoa der por si... já é positiva. E muitas mais outras coisas espectaculares.

Foi o que aconteceu comigo.

E se pensas que contigo não vai dar, se não consegues ver-te sendo positivo e tendo as coisas à tua volta espectaculares, então pensa outra vez.

E pensa outra vez porque eu daqui consigo vê-lo.

E eu consigo vê-lo porque sei como foi comigo, e porque já vi pessoas mudar à minha frente e a fazer coisas fantásticas que nunca tinham feito antes diante dos meus olhos.

E para mim é essa a Verdadeira recompensa de ter criado o Cool Vibes e de andar a ajudar as pessoas.

E com isto este post já ficou muito grande...

...e porque muita informação de uma vez só não leva ninguém a lado nenhum, e isto não é como as aulas da faculdade em que os alunos são metralhados com informação, ou em que há professores que tentam meter a informação dentro da cabeça dos alunos à “pázada”...

...hoje vamos ficar por aqui =)

Para a semana vem aqui ler a 2ª parte do post para saberes mais conceitos importantes em relação a ser-se positivo e para saberes quais são os exercícios que te vão ajudar a desenvolver essa mentalidade e atitude.

Até lá, segue as tuas paixões e obrigado por aqui vires ler os meus posts.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com