sexta-feira, 30 de maio de 2008

"Como Descobrir Se Ele, Ou Ela, É A Pessoa Certa"

Como Descobrir Se Ele (Ou Ela) É A Pessoa Certa

A grande maioria das relações íntimas de hoje em dia acabam, ou continuam a existir de uma forma insatisfatória, por apenas uma única razão.

Todas elas.

Queres saber qual é a razão?



Má escolha de parceiro... ou ausência de escolha consciente.


Ou seja, ausência de selecção.

A maioria das relações íntimas começam ou por falta de opções, por carência, desespero ou interesse por validação.

O culpado?

O ego humano =)

O amor é belo... mas é impossível de existir com o parceiro errado.

Porque com o parceiro errado discute-se...

Com o parceiro errado apanha-se secas e aborrecimentos...

Com o parceiro errado há insatisfação...

Com o parceiro errado há mal entendidos, intrigas, insegurança e traições...

Com o parceiro errado há maus tratos, proibições, controlo, obsessão, possessividade...


Com o parceiro errado NÃO há emoções positivas constantes... que é o que o verdadeiro amor é.


Os casais hoje em dia nas relações íntimas mais parecem dois amigos que discutem muito em vez de fazerem sexo e de se estimularem um ao outro através de humor, curiosidade, surpresas, boa disposição, pensamento positivo, motivação, criação, evolução, etc...


Amor é compaixão... por tudo e todos. Amor é Consciência... é a paz do silêncio. É estar fora da cabeça, presente no momento.


E numa relação íntima é uma constante troca e partilha de emoções positivas de todas as formas e maneiras.

Mas com o parceiro errado isso não pode existir... porque o parceiro errado é sempre um de dois tipos de ser humano:

Ou tem baixa auto-estima, ou é escravo do ego.

Ou seja, a “vítima indefesa que sente um vazio constante” e o “manhoso mentiroso manipulador que está sempre com esquemas e truques a inferiorizar o outro”.

E depois há uma série de variantes de intensidade dentro de cada um destes dois tipos, e vários comportamentos diferentes em cada um deles que expressam claramente como funcionam na vida...

Ou seja, o que são.

Mas só o consegues perceber se tiveres uma atitude selectiva. Senão tudo isto te será invisível e continuarás a iniciar relações à toa, ao calhas, de uma forma aleatória... e a partilhares-te com pessoas que têm valor (porque todos os seres vivos o têm) mas que não te podem nem fazer feliz nem realizado, nem permitir que evoluas e que alcances o que desejas na vida.

Porque estas pessoas não criam emoções positivas constantes... elas vivem 80 a 90% do tempo num estado emocional negativo devido ao ego e à baixa auto-estima. E nós só conseguimos criar nos outros emoções positivas se as estivermos a sentir.


Se não as souberes criar em ti sempre que quiseres, então não saberás nem as conseguirás criar nos outros.


Experimenta tentar fazer alguém rir (emoção positiva) quando algo de grave acontecer na tua vida que te faça sentir furioso (emoção negativa) e vais perceber o que eu quero dizer...

Então como é que se descobre se ele ou ela é a pessoa certa?

O primeiro conceito que deves assimilar é este:


Selecção não elimina o Amor... permite que ele exista.


Porque se estiveres só a dar ou só a receber emoções positivas e a outra pessoa não te dar ou receber emoções positivas, tenho uma novidade para ti:

Não há amor.


Amor é partilha, não é só obter ou só dar.


Seleccionando o parceiro estarás a criar uma relação íntima de qualidade na qual há de facto amor. E há amor porque há PARTILHA de emoções positivas.

Mas hey, se queres deixar a tua vida amorosa ao acaso e ter relações íntimas insatisfatórias para o resto da tua vida (como 90% da população humana) nas quais te mentem, te traem, manipulam, sufocam, controlam, há discussões quase todos os dias, e não te estimulam de forma nenhuma... hey, força!

Mas então devo avisar-te de que este blog, e o Cool Vibes, não são para ti.

O segundo conceito que deves assimilar é este:


Dá 100% de liberdade a todas as pessoas que conheces.


Há uma outra expressão que também simboliza este conceito:

“Eu só dou corda suficiente às pessoas para que elas se possam enforcar”.

Esta metáfora é um pouco para o negativo... mas no fundo é isso que estás a fazer.

;)

Porque as pessoas só são elas próprias quando lhes dás 100% de liberdade. Só assim podes saber como elas REALMENTE são.

O que elas fizerem com essa liberdade é a tua matéria-prima de selecção.

Porque se fizerem algo de que não gostas, ou se fizerem algo que vá contra os teus valores, princípios ou preferências... então tens aí um sinal CLARO e ÓBVIO de que com essa pessoa NÃO podes ter de forma nenhuma uma relação íntima de qualidade.

E neste caso a decisão é simples: afastas-te e investes o teu tempo nas outras pessoas que estás a conhecer, e principalmente naquelas que já conheces e que são importantes e especiais para ti.

E como é que sabes mesmo, MESMO se essa pessoa é ou não a certa para ti?


É simples... usas o fantástico Termómetro do Amor!!


Oh yeaaaah!! Brutal!

:D

Colocas o teu nome e o nome da outra pessoa e assim descobres por sms se vocês foram feitos um para o outro. Ou seja se são da mesma fábrica ou se têm o mesmo fabricante.

Sim, porque como é que achas que eu resolvi a minha vida amorosa??

Foi através do Termómetro do Amor. É a solução! É a salvação! Aquilo resulta mesmo! É tão brutaaal!!

A mais poderosa e eficaz ferramenta do Universo!

Sim porque se colocares lá as palavras garfo e girafa vais descobrir que nasceram um para o outro e que vão ter de certeza uma relação íntima espectacular!

Oh yeah...

Ok, vamos lá voltar ao tema do post.

Há 3 factores essenciais que deves procurar na ligação que tens com a outra pessoa para que possa haver uma relação íntima de qualidade.


A primeira delas é Atracção.


Sentes desejo sexual pela outra pessoa ou não?

Porque uma relação íntima vive de intimidade (sem ela seria uma amizade, que é como são a maioria das relações pseudo-íntimas de hoje em dia).

E sem sexo não há intimidade. E sem atracção não há sexo. E sem polaridade masculino/feminino não há atracção.

Portanto tem de existir atracção sexual... senão a relação será sempre insatisfatória e disfuncional.

Mas espera lá... pode haver atracção sexual e sexo brutal, mas as pessoas podem também ser mentirosas, ter baixa auto-estima, trair, enganar, etc

Oh yeah... e é por isso que só atracção não chega.


O segundo factor é Compatibilidade.


Os dois têm de funcionar na vida de forma semelhante. Não é ser igual, é funcionar na vida de forma semelhante. Ter os mesmos valores, princípios, preferências, objectivos, desejos, etc.

Porque pode-se ter todas essas coisas iguais e ser-se pessoas diferentes.

Porque os dois podem dar extrema importância à Integridade, mas um adorar fazer ioga e o outro adorar fotografia.

E por praticarem actividades diferentes e terem paixões diferentes são pessoas diferentes, mas funcionam na vida de uma forma semelhante, ou seja neste caso através de Integridade.

Se não houver compatibilidade vai haver uma coisa espectacular chamada discussões e mal entendidos.

Um vai querer ir pela “esquerda” e outro pela “direita”. E das duas uma: ou se afastam e cada um vai na direcção que o faz feliz e realizado, ou então um dos dois cede e vai na direcção oposta à que o faz feliz, passando assim a viver insatisfeito.

Ou então pior ainda: os dois fazem um contrato e umas vezes cede um e outras vezes cede o outro. O que é ridículo pois uma relação íntima não é um negócio nem é um contrato. E amor (emoção positiva) não tem nada a ver com sacrifícios (emoção negativa).

Por exemplo, um homem negativo não é compatível com uma mulher positiva mesmo que ambos adorem cinema e cinema seja a sua vida e paixão.

Porquê?

Porque o homem negativo irá querer ver filmes alternativos e depressivos enquanto que a mulher irá querer ver filmes como comédias e histórias de sucesso.

Naturalmente nenhum iria ver o tipo de filme que o outro vê... logo se ambos fossem ver o mesmo filme (quando andassem a sair um com o outro ou já estivessem numa relação íntima), um dos dois iria ficar insatisfeito e não estaria a seguir o seu caminho.

Então mas espera lá... isto quer dizer que duas pessoas negativas são compatíveis e podem ter uma relação íntima brutal!

Pois é... só que se ambas são negativas o que vai acontecer é que irão criar emoções negativas uma na outra e gerar insatisfação constante, cada uma à sua maneira.


É por isso que existe o 3º factor: Qualidades.


Será que a outra pessoa tem as qualidades necessárias que possibilitem ter com ela interacções estimulantes e uma relação íntima de qualidade?

Será que a outra pessoa tem as qualidades que procuras num parceiro?

Quais são as qualidades que procuras num parceiro? Sabes?

Não...?

Então está na hora de definires e assimilares isso.

Pega numa caneta e numa folha de papel e escreve as 10 qualidades de personalidade que uma pessoa tem MESMO que ter para que te sintas motivado a sair com ela e a ter uma relação íntima com ela.

Faz um esforço, têm mesmo de ser 10... para já ;)

Depois de teres as 10 escritas escolhe e sublinha quais são as 3 mais importantes para ti. As 3 qualidades para cuja ausência há "tolerância zero".

Depois assimila todas as 10 qualidades... tens de as saber em todos os momentos da tua vida, e lembrar-te de todas elas mais rapidamente do que te lembras do teu próprio nome ou idade.

O resto é simples: sempres que encontrares algum comportamento que expresse o oposto a uma dessas qualidades tens sinal verde para te afastares da pessoa.

“Mas espera lá... se a pessoa tem determinada qualidade, então para eu ser compatível com ela também a tenho de ter”.

Oh yeah, pois tens.

E isso chama-se Evolução Pessoal.

Desenvolver em ti de uma forma consciente e intencional todas as qualidades que te tornam naturalmente atraente para o sexo oposto e te possibilitem alcançar aquilo que desejas.

Não podes querer nos outros aquilo que não tens... porque não serás compatível com eles. Tens de merecer aquilo que desejas.

Se desejas uma pessoa positiva tens de primeiro ser positivo.

Se desejas uma pessoa com auto-estima tens de primeiro ter auto-estima.

Se desejas uma pessoa com sentido de humor tens de primeiro ter sentido de humor, etc, etc.

Vive a vida com intenção. Mantém-te firme e segue o teu caminho conscientemente. Só assim poderás criar a vida e a relação íntima que desejas.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com


2 comentários:

Ghaziya disse...

Olá Pedro.
Primeiro vou dizer-te que fazes muito bem em pôr um blog na internet com este conteúdo, há muitas pessoas, toneladas delas, a precisarem ler isto com os olhos bem abertos e com os neurónios a funcionar a 200%.
Concordo em muitas coisas que escreves, outras não, mas cada um tem a sua liberdade de escolha. Mas, tens os meus parabéns sinceros.
Em todos os posts que li, falas muito em pensamentos positivos/negativos e coisas que contribuiem para a boa evolução da pessoa. Pois bem, é uma das coisas que mais concordo. ^.^
Conseguimos ajudar melhor uma pessoa dizendo "força, vai em frente, vais ver que resulta, és maravilhosa" do que "coitadinha, lamento, sinto muito... pois secalhar não consegues... de certeza que não passas essa...".
E tantas outras coisas boas que estes pensamentos positivos nos dão: fé, alegria, sorrisos e mais sorrisos... etc...etc...

Aqui fica parte da minha opinião. =)
Continua com este blog, de certeza que fará muito bem a muito ppl.

*

Gonçalo Xavier disse...

"Sim porque se colocares lá as palavras garfo e girafa vais descobrir que nasceram um para o outro e que vão ter de certeza uma relação íntima espectacular!"

Tenho 16 anos... tive uns problemas, digamos, amorosos, vim procurar coisas á internet para me informar melhor acerca da mentalidade feminina, e quando li isto... parti-me completamente a rir! :D

Já agora, mtos parabens, para alem de teres um optimo blog, escreves mto mto bem! :)