sexta-feira, 30 de maio de 2008

"Como Descobrir Se Ele, Ou Ela, É A Pessoa Certa"

Como Descobrir Se Ele (Ou Ela) É A Pessoa Certa

A grande maioria das relações íntimas de hoje em dia acabam, ou continuam a existir de uma forma insatisfatória, por apenas uma única razão.

Todas elas.

Queres saber qual é a razão?



Má escolha de parceiro... ou ausência de escolha consciente.


Ou seja, ausência de selecção.

A maioria das relações íntimas começam ou por falta de opções, por carência, desespero ou interesse por validação.

O culpado?

O ego humano =)

O amor é belo... mas é impossível de existir com o parceiro errado.

Porque com o parceiro errado discute-se...

Com o parceiro errado apanha-se secas e aborrecimentos...

Com o parceiro errado há insatisfação...

Com o parceiro errado há mal entendidos, intrigas, insegurança e traições...

Com o parceiro errado há maus tratos, proibições, controlo, obsessão, possessividade...


Com o parceiro errado NÃO há emoções positivas constantes... que é o que o verdadeiro amor é.


Os casais hoje em dia nas relações íntimas mais parecem dois amigos que discutem muito em vez de fazerem sexo e de se estimularem um ao outro através de humor, curiosidade, surpresas, boa disposição, pensamento positivo, motivação, criação, evolução, etc...


Amor é compaixão... por tudo e todos. Amor é Consciência... é a paz do silêncio. É estar fora da cabeça, presente no momento.


E numa relação íntima é uma constante troca e partilha de emoções positivas de todas as formas e maneiras.

Mas com o parceiro errado isso não pode existir... porque o parceiro errado é sempre um de dois tipos de ser humano:

Ou tem baixa auto-estima, ou é escravo do ego.

Ou seja, a “vítima indefesa que sente um vazio constante” e o “manhoso mentiroso manipulador que está sempre com esquemas e truques a inferiorizar o outro”.

E depois há uma série de variantes de intensidade dentro de cada um destes dois tipos, e vários comportamentos diferentes em cada um deles que expressam claramente como funcionam na vida...

Ou seja, o que são.

Mas só o consegues perceber se tiveres uma atitude selectiva. Senão tudo isto te será invisível e continuarás a iniciar relações à toa, ao calhas, de uma forma aleatória... e a partilhares-te com pessoas que têm valor (porque todos os seres vivos o têm) mas que não te podem nem fazer feliz nem realizado, nem permitir que evoluas e que alcances o que desejas na vida.

Porque estas pessoas não criam emoções positivas constantes... elas vivem 80 a 90% do tempo num estado emocional negativo devido ao ego e à baixa auto-estima. E nós só conseguimos criar nos outros emoções positivas se as estivermos a sentir.


Se não as souberes criar em ti sempre que quiseres, então não saberás nem as conseguirás criar nos outros.


Experimenta tentar fazer alguém rir (emoção positiva) quando algo de grave acontecer na tua vida que te faça sentir furioso (emoção negativa) e vais perceber o que eu quero dizer...

Então como é que se descobre se ele ou ela é a pessoa certa?

O primeiro conceito que deves assimilar é este:


Selecção não elimina o Amor... permite que ele exista.


Porque se estiveres só a dar ou só a receber emoções positivas e a outra pessoa não te dar ou receber emoções positivas, tenho uma novidade para ti:

Não há amor.


Amor é partilha, não é só obter ou só dar.


Seleccionando o parceiro estarás a criar uma relação íntima de qualidade na qual há de facto amor. E há amor porque há PARTILHA de emoções positivas.

Mas hey, se queres deixar a tua vida amorosa ao acaso e ter relações íntimas insatisfatórias para o resto da tua vida (como 90% da população humana) nas quais te mentem, te traem, manipulam, sufocam, controlam, há discussões quase todos os dias, e não te estimulam de forma nenhuma... hey, força!

Mas então devo avisar-te de que este blog, e o Cool Vibes, não são para ti.

O segundo conceito que deves assimilar é este:


Dá 100% de liberdade a todas as pessoas que conheces.


Há uma outra expressão que também simboliza este conceito:

“Eu só dou corda suficiente às pessoas para que elas se possam enforcar”.

Esta metáfora é um pouco para o negativo... mas no fundo é isso que estás a fazer.

;)

Porque as pessoas só são elas próprias quando lhes dás 100% de liberdade. Só assim podes saber como elas REALMENTE são.

O que elas fizerem com essa liberdade é a tua matéria-prima de selecção.

Porque se fizerem algo de que não gostas, ou se fizerem algo que vá contra os teus valores, princípios ou preferências... então tens aí um sinal CLARO e ÓBVIO de que com essa pessoa NÃO podes ter de forma nenhuma uma relação íntima de qualidade.

E neste caso a decisão é simples: afastas-te e investes o teu tempo nas outras pessoas que estás a conhecer, e principalmente naquelas que já conheces e que são importantes e especiais para ti.

E como é que sabes mesmo, MESMO se essa pessoa é ou não a certa para ti?


É simples... usas o fantástico Termómetro do Amor!!


Oh yeaaaah!! Brutal!

:D

Colocas o teu nome e o nome da outra pessoa e assim descobres por sms se vocês foram feitos um para o outro. Ou seja se são da mesma fábrica ou se têm o mesmo fabricante.

Sim, porque como é que achas que eu resolvi a minha vida amorosa??

Foi através do Termómetro do Amor. É a solução! É a salvação! Aquilo resulta mesmo! É tão brutaaal!!

A mais poderosa e eficaz ferramenta do Universo!

Sim porque se colocares lá as palavras garfo e girafa vais descobrir que nasceram um para o outro e que vão ter de certeza uma relação íntima espectacular!

Oh yeah...

Ok, vamos lá voltar ao tema do post.

Há 3 factores essenciais que deves procurar na ligação que tens com a outra pessoa para que possa haver uma relação íntima de qualidade.


A primeira delas é Atracção.


Sentes desejo sexual pela outra pessoa ou não?

Porque uma relação íntima vive de intimidade (sem ela seria uma amizade, que é como são a maioria das relações pseudo-íntimas de hoje em dia).

E sem sexo não há intimidade. E sem atracção não há sexo. E sem polaridade masculino/feminino não há atracção.

Portanto tem de existir atracção sexual... senão a relação será sempre insatisfatória e disfuncional.

Mas espera lá... pode haver atracção sexual e sexo brutal, mas as pessoas podem também ser mentirosas, ter baixa auto-estima, trair, enganar, etc

Oh yeah... e é por isso que só atracção não chega.


O segundo factor é Compatibilidade.


Os dois têm de funcionar na vida de forma semelhante. Não é ser igual, é funcionar na vida de forma semelhante. Ter os mesmos valores, princípios, preferências, objectivos, desejos, etc.

Porque pode-se ter todas essas coisas iguais e ser-se pessoas diferentes.

Porque os dois podem dar extrema importância à Integridade, mas um adorar fazer ioga e o outro adorar fotografia.

E por praticarem actividades diferentes e terem paixões diferentes são pessoas diferentes, mas funcionam na vida de uma forma semelhante, ou seja neste caso através de Integridade.

Se não houver compatibilidade vai haver uma coisa espectacular chamada discussões e mal entendidos.

Um vai querer ir pela “esquerda” e outro pela “direita”. E das duas uma: ou se afastam e cada um vai na direcção que o faz feliz e realizado, ou então um dos dois cede e vai na direcção oposta à que o faz feliz, passando assim a viver insatisfeito.

Ou então pior ainda: os dois fazem um contrato e umas vezes cede um e outras vezes cede o outro. O que é ridículo pois uma relação íntima não é um negócio nem é um contrato. E amor (emoção positiva) não tem nada a ver com sacrifícios (emoção negativa).

Por exemplo, um homem negativo não é compatível com uma mulher positiva mesmo que ambos adorem cinema e cinema seja a sua vida e paixão.

Porquê?

Porque o homem negativo irá querer ver filmes alternativos e depressivos enquanto que a mulher irá querer ver filmes como comédias e histórias de sucesso.

Naturalmente nenhum iria ver o tipo de filme que o outro vê... logo se ambos fossem ver o mesmo filme (quando andassem a sair um com o outro ou já estivessem numa relação íntima), um dos dois iria ficar insatisfeito e não estaria a seguir o seu caminho.

Então mas espera lá... isto quer dizer que duas pessoas negativas são compatíveis e podem ter uma relação íntima brutal!

Pois é... só que se ambas são negativas o que vai acontecer é que irão criar emoções negativas uma na outra e gerar insatisfação constante, cada uma à sua maneira.


É por isso que existe o 3º factor: Qualidades.


Será que a outra pessoa tem as qualidades necessárias que possibilitem ter com ela interacções estimulantes e uma relação íntima de qualidade?

Será que a outra pessoa tem as qualidades que procuras num parceiro?

Quais são as qualidades que procuras num parceiro? Sabes?

Não...?

Então está na hora de definires e assimilares isso.

Pega numa caneta e numa folha de papel e escreve as 10 qualidades de personalidade que uma pessoa tem MESMO que ter para que te sintas motivado a sair com ela e a ter uma relação íntima com ela.

Faz um esforço, têm mesmo de ser 10... para já ;)

Depois de teres as 10 escritas escolhe e sublinha quais são as 3 mais importantes para ti. As 3 qualidades para cuja ausência há "tolerância zero".

Depois assimila todas as 10 qualidades... tens de as saber em todos os momentos da tua vida, e lembrar-te de todas elas mais rapidamente do que te lembras do teu próprio nome ou idade.

O resto é simples: sempres que encontrares algum comportamento que expresse o oposto a uma dessas qualidades tens sinal verde para te afastares da pessoa.

“Mas espera lá... se a pessoa tem determinada qualidade, então para eu ser compatível com ela também a tenho de ter”.

Oh yeah, pois tens.

E isso chama-se Evolução Pessoal.

Desenvolver em ti de uma forma consciente e intencional todas as qualidades que te tornam naturalmente atraente para o sexo oposto e te possibilitem alcançar aquilo que desejas.

Não podes querer nos outros aquilo que não tens... porque não serás compatível com eles. Tens de merecer aquilo que desejas.

Se desejas uma pessoa positiva tens de primeiro ser positivo.

Se desejas uma pessoa com auto-estima tens de primeiro ter auto-estima.

Se desejas uma pessoa com sentido de humor tens de primeiro ter sentido de humor, etc, etc.

Vive a vida com intenção. Mantém-te firme e segue o teu caminho conscientemente. Só assim poderás criar a vida e a relação íntima que desejas.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com


quarta-feira, 21 de maio de 2008

"7 Coisas Que NUNCA Deves Dizer Ou Perguntar A Uma Mulher"



7 Coisas Que NUNCA Deves Perguntar A Uma Mulher


Hey, hoje vou-te falar acerca de 7 coisas que NUNCA deves dizer ou perguntar a uma mulher.

O que dizes não é o que importa, pois a única coisa que importa é quem és.

Porque quem és é o que define COMO dizes o que dizes.

E das duas uma: ou dizes as coisas de uma forma atraente... ou de uma forma repelente.

E infelizmente a maioria dos homens expressa-se de uma forma repelente que só dá é vontade de fugir às mulheres com quem interagem.

Até pode haver uma certa amizade entre eles, mas intimidade... esquece lá isso.

Este post é para te fazer compreender que basta uma frase que expresse uma falta de qualidade para a mulher se sentir repelida...

...e nunca mais a voltas a ver. Ou então se a vires ela jamais terá interesse em ter uma relação íntima contigo.

Porque essa frase expressou como é a tua personalidade... como funcionas na vida.

Em termos de atracção não se erra. Não se diz ou faz coisas por engano que deixam a mulher repelida e com vontade de se afastar ou de não querer intimidade...

...ou se tem ou não se tem as qualidades. Ou se é ou não se é naturalmente atraente.

Porque quando não se é naturalmente atraente diz-se e faz-se muita coisa que não “resulta”. Que faz a mulher torcer o nariz e afastar-se com uma desculpa qualquer. Que a faz não atender os telefonemas, não responder às mensagens e emails ou não aparecer nos encontros.

Quando não se é naturalmente atraente expressa-se isso através de tudo o que fazemos ou dizemos... porque tudo o que fazemos ou dizemos vem da nossa personalidade e cria na mulher, neste caso, emoções negativas (repelentes).

Nota: é por isso que há tantos homens adeptos dos temas da sedução, manipulação, pickup e mentiras... porque assim conseguem esconder que não são naturalmente atraentes para as mulheres e projectar ser através de truques. Só que não estão a ser autênticos, o que dizem e fazem nada tem a ver com a sua verdadeira e natural forma de ser e personalidade... eles continuam sem ter as qualidades do homem naturalmente atraente, apenas as conseguem fingir ter. Escolheram o caminho fácil... e o caminho fácil é sempre uma expressão de mediocridade e também apenas atrai mulheres falsas. O que não te interessa para nada.



Mas quando se é naturalmente atraente, tudo o que dizes e fazes atrai... porque é feito e dito através das tuas qualidades reais, e criam emoções positivas (atraentes) na mulher.


Mas então quais são as 7 coisas que nunca deves dizer ou perguntar a uma mulher?

Antes de te dizer quais são, lembra-te que esta lista é apenas para te dar uma pequena orientação. Pode salvar-te de algumas oportunidades desperdiçadas, mas não chega para alcançares a relação íntima de qualidade que desejas.

1) “Olha, posso ficar com o teu número / email?”

Posso?!

Hey, uma coisa é ser-se uma cavalheiro e educado... outra coisa é perguntares a uma mulher se tens valor suficiente para merecer e ter o seu contacto (número de telemóvel ou email).

O que é ridículo, porque tu tens sempre valor... para qualquer mulher. Sejas virgem ou não, sejas atraente ou repelente, tu tens SEMPRE valor.

Portanto se queres pedir o número / email a uma mulher não uses a palavra posso como uma criança a perguntar à mãe se pode ficar até às 23h a ver desenhos animados.

Lidera e faz as coisas acontecer. Diz algo do género:

“Hey, dá-me o teu número / email...”

Muito mais poderoso, atraente e masculino. E isto deve ser dito com boa disposição e descontracção... porque não se trata de uma ordem. E também só o dizes depois de teres criado uma pequena ligação verdadeira com a mulher. Isto não é a primeira coisa que se diz a uma mulher que não se conhece de lado nenhum... pela simples razão de que:


Se não a conheces de lado nenhum porque raio é que queres o contacto dela?


Tens de ser selectivo, porque sem selecção não há qualidade. Se selecção és mais um homem desesperado por validação e sexo, barato e fácil, que cheira mal a kilómetros de distância para as mulheres de qualidade.


2) “Posso-te beijar...?”

Esta ainda é pior que a primeira... porque projecta algo do género:

“Eu sinto-me atraído por ti e quero-te beijar... mas não consigo porque não tenho confiança para isso. Preciso de saber primeiro se mereço o teu beijo.”

Se mereço o teu beijo?!?!

Hey, tanto no 1º exemplo como no 2º há uma clara expressão de baica auto-estima e de insegurança... que são extremamente repelentes.

Se queres beijar uma mulher beija-a. Claro que tem de haver uma ligação entre os dois para isso, um contexto. Mas beija-a.

A questão é esta:


Será que ELA merece o TEU beijo...?



3) “Importas-te que eu te segure na mão?”

Mais uma vez...

Insegurança + Baixa Auto-Estima = Mulher Super Repelida

Se lhe queres segurar na mão segura-lhe na mão e pronto. Perguntares-lhe se mereces segurar-lhe na mão vais apenas fazê-la perceber que lhe queres segurar na mão mas que não tens confiança para o fazer... e que na verdade nem te sentes digno de o fazer.

Mas espera lá... e se a mulher não quiser dar o contacto, não quiser beijar nem quiser dar a mão?! O que é que eu faço??

Hey simples: não fazes nada.

Porque não a vais obrigar a nada... se ela não quiser alguma dessas coisas garanto-te que ela te vai dizer claramente que não quer. Ela vai fazer-te perceber que não quer.

E aí páras. Não insistes.


Mas lembra-te: muitas vezes um “não” não quer dizer “pára para sempre”... quer dizer “ainda não...”.


Tens de aprender a perceber a forma como as coisas são ditas e o contexto em que são ditas. Mas a regra sólida é esta: se ela não quiser dar ou fazer pára imediatamente e não insistas. Continua a conversar com ela naturalmente, de uma forma descontraída e divertida.


4) “O que é que achas de mim até agora?”

Num encontro ou saída, isto é dar um tiro certeiro... no pé.

Gostar de estar com a mulher, ter compaixão por ela e estar a conversar e a divertir-se com ela é uma coisa...

Estar preocupado se ela gosta de ti ou não é outra completamente diferente.


Isso é uma mera busca por validação... é o ego a pregar rasteiras.


Como que se por acaso a mulher respondesse aos pulos e às cambalhotas “Estou a adorar!!”, os dois magicamente naquele momento se casassem...

Como se as coisas fossem acontecer sozinhas só porque ela disse que estava a gostar.

As coisas não acontecem sozinhas... és tu quem as tem de fazer acontecer de uma forma natural e autêntica.

Sair com uma mulher não tem nada a ver com obter a sua validação e ganhar umas medalhas e taças... tem a ver com criar uma ligação e interacção estimulante para os dois.

Tem a ver com estar no momento e divertir-se.

Porque quando um homem está com os seus amigos ele não lhes pergunta “O que é que estão a achar de mim até agora?”

Ele simplesmente está lá a ser ele próprio, a rir-se, a interagir e a divertir-se: porque está descontraído. E está descontraído porque não está dentro da cabeça a pensar se estão a gostar dele ou não.


5) “Sou o teu tipo de homem?”

Ou seja “Achas que tenho alguma hipótese de ter intimidade contigo? Achas que tenho alguma hipótese de obter a tua validação (porque o meu ego precisa desesperadamente) e de obter um beijo teu? Achas que tenho alguma hipótese de ser pegado ao colo por ti e de ser levado para o quarto?”

Bem, eu... acho que não.

Pelo menos com uma pergunta destas não.

Querer saber se se encaixa nas preferências da mulher não é algo que seja lá muito selectivo...

Logo nunca vai trazer resultados positivos a longo prazo.


6) “Como é que está a ir o encontro?”

7) “O que é que achas, sentes uma ligação?”

Tanto o 6 como o 7 projectam a mesma coisa:

Preocupação em obter validação, em ouvir um “sim”, em ver uma demonstração de interesse da parte da mulher, etc.

Como se atracção tivesse alguma coisa a ver com conclusões lógicas da parte da mulher, ou a ver com a mulher a liderar e a fazer as coisas acontecer depois do homem lhe fazer uma destas perguntas e de ela se ter magicamente apercebido de que a resposta é sim.

Conceito nº1

O importante e o que te vai ajudar não é procurar descobrir se ela quer algo ou não, o que ela acha ou se está interessada em ti ou não.

É tu descobrires se TU queres algo ou não, o que TU achas e se TU estás interessado ou não.

Conceito nº2

Não percas tempo nem energia em busca da validação dela ou a ficar à espera que seja ela a tomar a iniciativa e a fazer as coisas acontecer...

Sê selectivo e lidera, sempre. Ela vai adorar, não só pelas emoções positivas que irá sentir, mas também porque quase nenhum homem faz isso.

Conceito nº3

Elimina a mentalidade de que tens de merecer o que queres de uma mulher... e que ela tem de verbalizar que o mereces. Uma coisa é ser educado e respeitar as mulheres, outra coisa é sentires que não tens valor ou que tens menos valor que ela.

Tu tens sempre valor. Todos nós temos exactamente o mesmo valor porque todos nós somos o mesmo animal: um ser humano.

E o ser humano é um animal poderoso capaz de criar e de alcançar coisas fantásticas e incríveis.

Perguntas:

CoolVibesClub@hotmail.com


quinta-feira, 15 de maio de 2008

"Como Abordar e Conhecer Mulheres No Rock in Rio Lisboa"



"Como Abordar e Conhecer Mulheres No Rock in Rio Lisboa"



Está aí a chegar um dos maiores eventos do ano...

O Rock in Rio Lisboa 2016! E começa já dia 19 de Maio! :D

Bruce Springsteen, Queen + Adam Lambert, Mika, Fergie, Hollywood Vampires (Alice Cooper e Johnny Depp!!), Korn, Maroon 5, Ivete Sangalo, D.A.M.A., AVICII, Ariana Grande, e milhares de mulheres por todo o lado para abordares, conversares e conheceres!

Oh yeah!

Este evento não se trata apenas de um espaço fixe com muita coisa para fazeres e veres, nem uma mera colecção de concertos...

Este evento contribui.

O slogan “Por um mundo melhor” não é um truque de marketing. A organização do Rock in Rio doa dinheiro a instituições para as ajudar a ajudar, e a chegar a soluções.

E isso é brutal.

Mas falta aqui nisto tudo uma pessoa...

Tu.

Isto é o que acontece a uma pessoa que vai ao Rock in Rio:

Ela paga 50 euros por dia, vai lá, está com os amigos, diverte-se, é a loucura, salta, grita, dança, vê os seus artistas favoritos ao vivo, come, bebe, passeia, ri-se, etc, etc.

E depois tudo aquilo acaba... e essa mesma pessoa regressa para a sua vida.

E está tudo na mesma.

Essa pessoa tem a mesma vida, os mesmos amigos, as mesmas relações, a mesma vida amorosa, o mesmo trabalho, as mesmas preocupações, as mesmas inseguranças, os mesmos problemas, as mesmas frustrações, etc, etc.

Nada mudou.

Mas atenção, isto não tem mal nenhum. As pessoas devem ir fazer coisas que as façam sentir-se bem, que as façam divertir-se, nem que seja só por 5 minutos.



Não devem é depender disso...

Mas indo directamente ao tema deste post.


Será possível mudar algo na tua vida através do Rock in Rio Lisboa?

Oh yeah...

Se és um homem e vais ao Rock in Rio tens duas opções:

Ou consomes o produto tal como ele te é apresentado e quando acabar voltas para a tua vida e está tudo na mesma...

Ou fazes algo de diferente e começas a mudar a tua vida pessoal e amorosa.

Mas para isso tens que ir para lá com uma intenção. Com a intenção de te desafiares e de criares algo.


Com a intenção de iniciares conversas com as mulheres pelas quais te sentes atraído.

Desta forma não só estarás a desenvolver qualidades que te beneficiarão para o resto da tua vida, como estarás a aumentar o teu círculo de amigos, e hey... podes muito bem conhecer lá a mulher da tua vida.


Há muito a dizer sobre este tema. Neste post vou-te dar apenas umas dicas simples que podes usar para abordares e conheceres mulheres no Rock in Rio e tornar toda a experiência muuuito mais estimulante.

Primeiro de tudo tens de entrar naquele recinto com uma determinada atitude.

A maior parte das pessoas que lá vão estão com uma atitude de querer receber algo. Elas estão lá para receber algo, ou seja, entretenimento.

E quando alguém está com uma atitude de “entretenham-me”, está num estado emocional negativo que é naturalmente repelente.

Porque ela precisa daquilo que pretende obter... e precisa daquilo que pretende obter porque não o tem.

Sente-se aborrecida, saturada, triste ou chateada... e isso é repelente. Ela quer ver se vem alguma coisa, alguma surpresa fantástica assim do nada, que a anime e que a faça esquecer os problemas que tem na vida.

Logo ela não tem nada para partilhar... está apenas numa de receber. Isso não tem mal nenhum, mas há um estado interior mais poderoso para se estar, com o qual se potencia o melhor de acontecer. E esse estado positivo é que é atraente para as mulheres, e diferente do estado da maior parte dos homens que lá vão.

Mas tu não. Porque se queres abordar e conhecer mulheres, seja no Rock in Rio ou noutro lado qualquer, tens de estar num estado emocional POSITIVO.


Tens de ir para lá entusiasmado. Tens de lá entrar, e de lá estar sempre animado e bem disposto.

Não porque estás a receber algo – como o entretenimento do Rock in Rio – mas porque já ÉS assim.


Não precisas daquilo, mas gostas daquilo. E tens algo para partilhar: as emoções positivas que sentes.

E ao sentires-te assim, entusiasmado e bem disposto, tudo o que fizeres ou disseres irá criar nas mulheres emoções positivas, e deixá-las também entusiasmadas e bem dispostas. Irá fazê-las sentirem-se bem na tua presença e companhia.

E atraídas por ti.

E bastará olhar para ti à distância para se ver logo que tens uma atitude diferente da maioria das pessoas que lá estão.

E elas vão ver isso, e senti-lo.

Agora, depois de estares num estado emocional positivo tens de perceber outra coisa:

Que abordar e conhecer mulheres não tem nada a ver com obter algo delas. Nem com mentiras, falsidade, truques ou manipulação.


Tem a ver com selecção. Tem a ver com descobrires como elas são e se te merecem.

Será que ela é compatível contigo?


Será que ela tem as qualidades que procuras numa mulher?

Será que ela é positiva, sociável, bem disposta e tem auto-estima...?

Outra coisa super importante é que tens de ser autêntico.

Sê tu próprio e tem compaixão por todas as mulheres... e irás atrair naturalmente mulheres compatíveis contigo.

Pois só as voltarás a ver se criares uma ligação emocional verdadeira com elas.

Claro que para haver uma conversa tens de dizer algo primeiro... mas lembra-te que não é o que dizes que interessa: é como o dizes. Porque como o dizes vem de quem és, ou de como és.


O que interessa não é o texto que sai da tua boca e que entra nos ouvidos da mulher... é a tua personalidade.

Se o que disseres não for ridículo nem ofensivo vai sempre gerar uma pequena conversa.


Agora, há coisas que geram mais facilmente uma conversa que outras. Porque há aqui uma regra social simples: se a pessoa que queres conhecer se sentir desconfortável na tua presença... jamais conseguirás falar com ela.

Logo tens de dizer algo que tenha a ver com o contexto em que ambos se encontram. Pode ser uma pergunta, comentário ou brincadeira... mas tem de estar em sintonia com o contexto.

E neste caso o contexto é o Rock in Rio Lisboa. Logo tens imensas coisas por onde pegar.

Primeiro de tudo tens de ser um observador curioso. Ao observares o que se está a passar à tua volta, ou o que a mulher que queres conhecer está a fazer, ou tem vestido, irás obter matéria-prima para conversar, fazer perguntas, etc.

Um exemplo prático e concreto:

Imagina que já visitaste alguns dos espaços do Rock in Rio e vês uma mulher pela qual te sentes atraído... uma coisa que podes dizer para iniciares uma conversa com ela é isto:

“Olá! (pausa e contacto visual num estado relaxado/entusiasmado) já visitei alguns dos espaços aqui do Rock in Rio... sabes de algum fixe aqui ao pé para eu ver a seguir?”

Ou qualquer coisa assim do género. É uma pergunta natural e simples de se fazer naquele espaço. A seguir ouve a resposta dela e explora essa resposta. Faz-lhe outra pergunta a seguir, brinca com ela, usa o teu sentido de humor, desafia-a, etc.

Se não tens prazer em conversar com estranhos e em conhecer pessoas, sejam elas mulheres, homens, velhotes ou crianças, então vais ter problemas a fazer isto.

Porque isto não pode ser algo que só te sentes motivado a fazer quando vês uma mulher pela qual te sentes atraído. Não é algo que possa ser forçado quando estás num estado negativo.


Isto tem de fazer parte do teu estilo de vida, tem de fazer parte de ti.

Outra coisa que podes perguntar é:


“Olha, onde é que fica aqui ao pé um sítio fixe para se comer/beber qualquer coisa?”

Ou qualquer pergunta sobre as bandas, por exemplo.

Regra importante: não faças perguntas só para obter algo da mulher... faz apenas perguntas de que genuinamente queres saber a resposta. Lembra-te, sempre autêntico, sempre sincero, assim como sempre confiante, calmo e entusiasmado.

Faz perguntas acerca de coisas que genuinamente te deixem curioso, ou sobre coisas que realmente te interessam... algo que seja a tua paixão, como por exemplo a tua banda favorita que vai lá tocar. É importante que descubras porque realmente queres ir ao Rock in Rio Lisboa, pois essa razão pode ser um bom tema de conversa com uma mulher que aches bonita e que queiras abordar e conhecer.

E também não te ponhas a decorar os exemplos que aqui te dei para depois os dizeres a tooodas as mulheres que lá encontrares... haha! isto não são técnicas nem truques, são apenas exemplos para teres uma ideia de como as coisas são e funcionam. São exemplos para te inspirares, podes usá-los mas nada é mais poderoso e atraente do que aquilo que é espontaneamente nosso.

Estes exemplos servem apenas para te inspirares para assim depois criares as tuas próprias coisas para dizer e perguntar.

Este tema de como abordar e conhecer mulheres é muuuito profundo, e há muita coisa a explicar. Mas estas dicas já te vão dar uma pequena orientação e vão-te ajudar um pouco.


O importante para já é agires e ires falar com as mulheres pelais quais te sentes atraído.

O importante é desafiares-te e desenvolveres qualidades. Mais importante do que passares o resto do dia com uma mulher com quem iniciaste uma conversa, ou obteres o seu contacto (telemóvel, Facebook ou WhatsApp) é desafiares-te e desenvolveres qualidades. É agires... pois quanto mais o fizeres mais fácil será depois para ti no futuro voltar a fazê-lo. Seja no Rock in Rio Lisboa ou depois e fora dele, em qualquer lado a qualquer momento - sempre de uma forma autêntica e sincera.


Tudo isto anda à volta de desenvolveres a tua personalidade, evoluindo de consciência enfrentando os teus medos sociais e com as mulheres, tornando-te assim naturalmente atraente e de criares a tua vida, uma vida que te faça sentir mesmo realizado.

Pois só assim irás conhecer uma mulher compatível contigo com quem podes ter uma relação amorosa, ou namoro, estimulante que realmente te satisfaça.

Só assim irás conseguir ter opções de mulheres para depois poderes escolher a melhor para ti.


Diverte-te à grande no Rock in Rio Lisboa, e torna-o especial para todas as mulheres que lá encontrares =)


Rock in Rio Lisboa 2016



Segue o que Amas,
Pedro C.


quinta-feira, 8 de maio de 2008

"Como Se Declarar A Uma Mulher – As Palavras Certas Para Se Dizer"

"Como Se Declarar A Uma Mulher – As Palavras Certas Para Se Dizer"


Hey, certamente já te sentiste atraído por uma mulher e passou-te pela cabeça que o que a faria sentir o mesmo por ti seria expressares-lhe o que sentias por ela...

Expressar-lhe verbalmente as emoções que ela te fazia sentir...

Expressar-lhe verbalmente o quanto gostavas dela...

Expressar-lhe verbalmente o quanto ela significava para ti e o importante que ela era para ti e para a tua existência...

O sol da tua vida... não é?

E ainda nem sequer estavas numa relação íntima com ela...

Ok, não pode ser.





Porque a melhor forma de se declarar a uma mulher é:



Não se declarar a uma mulher. Nunca.

As palavras certas para se dizer são estas:

Nenhuma. Silêncio é poder.

E não se trata de uma treta de manipulação na qual escondes o que sentes... é algo autêntico e poderoso.

É algo... natural.


Porque o que te interessa é atracção natural... tudo o resto são becos sem saída.


Mulheres e relações insatisfatórias.

Vamos imaginar um cenário:

Um homem vê uma mulher e sente-se atraído por ela.

Começa a idealizar essa atracção e pensa estar apaixonado (yah, é assim que funciona).

Conhece-a mal, só esteve com ela alguns minutos... enfim, o extremo oposto da selecção.

Mas pronto, ele sente-se atraído por ela... e fica “preso” na zona de amigo.

Estão juntos como amigos... ela não sente por ele o mesmo que ele sente por ela.

Então ele pensa:

“Espera lá... se eu lhe disser o que realmente sinto por ela, então talvez ela perceba o que se passa, passe a sentir o mesmo por mim e me salte para cima!”

Brutal.

Só que onde vivemos, na Realidade, as coisas não funcionam assim.


Nº 1 – se ela não se sente atraída por ele é porque ele não é masculino. Ponto final.


Se um homem não é masculino uma mulher jamais se sentirá atraída por ele (polaridade masculino/feminino).

E se ela jamais se sentir atraída por ele jamais haverá uma relação íntima entre os dois...

O que haverá é amizade. Porque uma coisa é atracção natural ou desejo sexual... outra coisa é gostar de alguém por essa pessoa nos respeitar, ajudar, ser divertida, de confiança, ou interessante, etc.

O pobre desgraçado será então um “falso” amigo. Mas ele será um “falso” amigo não porque é um mentiroso ou um manipulador. Ele será um “falso” amigo porque o que ele quer mesmo NÃO é amizade... é intimidade.

E então ele anda ali a gravitar à volta dela, com elogios, companhia, sacrifícios, favores – tipo super-amigo, a tratá-la melhor ainda do que aos seus amigos e familiares - a ver se a coisa avança para outro nível... mas jamais avançará.

Claro que, e por ele viver dentro da cabeça através de texto, ele acabará por pensar que é um texto que vai resolver a sua situação...

“Tenho que lhe dizer...!! Ela tem que saber!!”


Troca de informação não cria atracção... apenas informa.


Ou seja, vamos imaginar que esse homem acaba mesmo por verbalizar à mulher o que sente por ela e o quanto a adora (aarrrgh!!) ;)

O que é que acontece?

Ela fica a saber... aquilo que já sabia desde o primeiro segundo. Porque a sua forma de ser ao pé dela já lhe revelou o que ele sente. Todas as suas atitudes, conversas, reacções, etc... ela já sabe que ele se sente atraído por ela... e que não sabe o que fazer.

E a resposta dela é sempre algo do género:

“Mas eu só te vejo como um amigo...”

Ou

“Eu só gosto de ti como amigo...”

Ou a pior de todos os tempos:


“Eu vejo-te como um irmão...”


Irmão... oh não. É a pior coisa que esse homem já ouviu na vida (e alguma vez irá ouvir).

Estar interessado numa mulher e ela dizer-lhe que o vê como um irmão... que é o mesmo que lhe dizer:

“Contigo eu jamais farei sexo... entre nós jamais haverá intimidade, mas és fixe... por isso podes ser meu homem-amiga”.

Sim, homem-amiga. Amiga com “a” no final...

Brutaaal =)

E porque é que informar a mulher do que se sente por ela não a faz magicamente sentir-se atraída pelo homem?

Porque é apenas texto... e atracção não tem nada a ver com o que dizes...


...mas sim, e apenas... com quem ÉS. Com a tua PERSONALIDADE e forma de funcionar na vida.


Como eu já disse, não é texto ou o que se diz que leva uma mulher a sentir desejo sexual por um homem ou querer estar numa relação íntima com ele... é MASCULINIDADE.

E masculinidade é algo que se é... não é algo que se diz ou explica (texto).

Atracção sempre existiu na raça humana... é anterior à linguagem humana, por isso não tem nada a ver com texto ou palavras.


Tem a ver com emoções, tem a ver com criar uma ligação emocional verdadeira, tem a ver com linguagem CORPORAL (ou seja, não verbal), etc.


Claro que um homem que vive preso dentro da sua cabeça, que vive refugiado na sua zona de conforto, que passa os dias em casa a jogar computador, a ler livros e BDs, e que não age, que não arrisca, que não se desafia, que não tem uma vida social activa, que não interage, etc, jamais será masculino e jamais irá atrair naturalmente a mulher pela qual se sente atraído.

Ele vai dizer à mulher o que sente por ela (como se fosse uma grande novidade para ela – apesar de haver excepções claro) e ela, pronto, fica a saber.

Ela agora tem a informação dentro da cabeça... mas nada acontece. A não ser que tenha baixa auto-estima ou grande falta de opções.

Sim, porque o sonho do ser humano de baixa auto-estima é ser validado pelos outros... e quem o valida é logo visto como um “super-ser vivo”, uma galinha dos ovos de ouro, uma preciosidade rara de encontrar que ela vai logo acorrentar a si própria para ser mais validada.

“Hey, espera lá... ele validou-me. Ele está-me a demonstrar que eu tenho valor... eu tenho de o obter, pois eu preciso de uma confirmação constante do exterior de que tenho valor... senão sinto-me muito mal e em baixo”.

Claro que a pessoa de baixa auto-estima não verbaliza isto assim na sua cabeça... mas acho que deu para perceberes o que eu quero dizer com isto.


Ou então, se a mulher não tiver opções (tradução: outros homens interessados nela) vai querer aproveitar aquele 1º prémio espectacular... pois não tem mais nenhum.


“Só tenho este par de ténis... tenho de os poupar ao máximo e ter o máximo de cuidado com eles!”

É óbvio que nesta situação este par de ténis é SUPER importante para a pessoa... porque não tem mais nenhum, e ficar sem eles significa ficar sem NADA.

Imaginemos agora a mesma pessoa e o mesmo par de ténis... só que com mais 10 pares de ténis...

“Estragaram-se... bem, vou usar outro par”.

O mesmo par de ténis deixa aqui de ter a super importância que tinha... porque há mais 10 pares... e mais pares virão.

Logo uma mulher com 6 homens interessados nela não vai ter uma relação íntima com um deles apenas porque ele lhe verbalizou ou que sente por ela...

Porque há mais 5 que sentem o mesmo por ela... e ela sabe... e só gosta deles como amigos.

E declarar-se a uma mulher é uma forma de manipulação também.

Manipulação = Medíocre

“Eu demonstrei o que sinto por ti... logo agora tens de me recompensar”.


Atracção não tem NADA a ver com recompensas.


Outro conceito importante:

Declarar-se a uma mulher é também obrigá-la a tomar a iniciativa.

Como se depois de o homem dizer à mulher o que sente por ela, ela simplesmente se virasse para ele e lhe dissesse:

“Fixe, bora começar uma relação então. Eu faço de homem e tu de mulher (o que não deve ser difícil para ti)...”

E depois beijasse o homem e o liderasse durante todo o processo... uma vez que ele como homem o melhor que conseguiu fazer foi... falar.


Ok, então se não te vais declarar a uma mulher o que é que fazes?


Nada.

Uma relação íntima é algo que começa naturalmente... não é um contrato verbal com outro ser humano.

Mas antes disso tem de haver da tua parte selecção.

Será que ela te merece?

Tem de haver uma ligação emocional verdadeira entre os dois...

Ambos têm de ser compatíveis.


E como é que fazes isto tudo?


Primeiro tens de tratar da tua evolução pessoal. Só através dela podes desenvolver uma personalidade naturalmente atraente para as mulheres.

Depois tens de aprender a conhecer mulheres de uma forma autêntica. Pois se queres sair e estar com mulheres tens primeiro de as conhecer...

Tens de sair com várias mulheres... só assim terás opções para poderes escolher a melhor para ti.

E sair com várias mulheres não significa andar a curtir com elas ou a fazer sexo com elas... significa sair com elas.

Conversar com elas, ouvi-las, interagir com elas, divertires-te com elas, conhecê-las a fundo, perceber como é a sua personalidade, descobrir a verdade e a história por detrás delas, saber como é a sua vida, etc...


É sempre tudo um processo de selecção. Tudo.


Portanto tu nunca irás dizer a uma mulher o que sentes por ela para ver se ela depois sente o mesmo por ti e quer ter uma relação íntima com ela.

Tu vais sim evoluir, criar opções, sair com várias mulheres, e sempre que estiveres com elas irás questionar-te:

“Será que ela me merece? Como é ela? Será que ela tem as qualidades que eu procuro numa mulher? Será que posso ter uma relação íntima de qualidade com ela? Será que ela tem auto-estima? Etc”

E durante este processo de selecção és autêntico, masculino, interessante, divertes-te com elas, tens compaixão por todas elas, brincas com elas, conversas com elas, etc.

Criando assim uma ligação emocional com elas.


Se queres atrair a mulher dos teus sonhos tens de primeiro ser o homem dos seus sonhos...

Segue o que Amas,
Pedro C.

* * * * *



COMO ATRAIR E CONHECER MULHERES
CURSO ONLINE NÍVEL 1

«Como Ser Naturalmente Atraente, Iniciar Conversas e Conhecer Mulheres»

14 ebooks + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/04/curso-online-como-atrair-e-conhecer.html


*   *   *   *   *


COMO TER UMA VIDA AMOROSA ALEGRE
CURSO ONLINE NÍVEL 2

«Espiritualidade / Aumento de Consciência / Como Atrair, Conhecer e Amar a Mulher dos teus Sonhos / Intimidade e Relação Amorosa / Vida Social / Afirmações, Visualizações, Meditação, Contemplação e Exercícios»

( 8 áudios / 9 horas de mp3 + 6 meses de email coaching personalizado )

Mais informações em http://coolvibesblog.blogspot.com/2011/06/como-ter-uma-vida-amorosa-alegre-curso.html