AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

"Como Esquecer Alguém e Ultrapassar Uma Separação"

Hey, então essa passagem de ano foi fixe? Espero que sim. Ano novo, vida melhor, oh yeah! Os benefícios da Evolução Pessoal nunca páram... e espero também que a tua vida já esteja a melhorar.

Brevemente o Cool Vibes terá uma grande novidade para ti... mas para já é surpresa, e por isso vou passar ao tema deste post.

Então mas como é que se esquece alguém e se ultrapassa uma separação? Isso é possível?

Oh yeah... sim, é possível. Nem sempre é fácil, nem sempre é rápido, mas é de certeza SEMPRE possível.

Então porque parece tão difícil? Porque há tanta dor numa separação?

Por duas razões...

A primeira é que já havia dor antes da relação ter começado. O que eu quero dizer com isto é que não existia conforto e satisfação na vida de solteiro. Não havia independência e auto-estima. A relação começou devido a carência, ou a uma estranha expressão do ego, e os parceiros viviam dependentes um do outro.

Quando se é independente não existe qualquer dor em relação a ter-se uma vida de solteiro. Não há desespero por uma relação íntima... simplesmente deseja-se uma pois ela de facto adiciona qualidade à nossa vida. Mas não se precisa desesperadamente dela como alguém precisa de água para apagar uma chama que a está a queimar e a torturar sem parar há anos.

A dor da separação está directamente ligada à falta de independência. É sempre triste claro, mas uma coisa é ter-se pena mas seguir-se em frente com a vida. Outra coisa é entrar-se num desespero como se se ficasse de repente sem oxigénio, e entrar-se em depressões, vícios, etc.

A outra razão é porque a pessoa de quem nos estamos a separar criou em nós emoções positivas, fez-nos sentir bem, e encheu-nos a cabeça de boas memórias... o que é óptimo, mas uma separação nunca acontece por acaso, e se há separação é porque a relação não tinha qualidade, e se a relação não tinha qualidade é porque não houve selecção. No meu post “Como Evitar Traições” eu falo mais sobre esse tema, por isso aconselho-te a dar-lhe uma vista de olhos.

Esta segunda razão é também a causa para a extrema dificuldade que é esquecer-se alguém... pois uma vez que essa pessoa criou em nós emoções positivas, o nosso cérebro irá sempre estar a aceder às boas memórias que estão associadas a essa pessoa. E então não a conseguimos esquecer.

Mas não faz mal... pois é IMPOSSÍVEL esquecer algo. O que é possível fazer é pensar NOUTRAS coisas. A não ser que se fique com amnésia...

“Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”

E fazendo nós parte da Natureza, essa lei também se aplica à nossa vida amorosa. “Tudo se transforma”, ou seja, tudo muda, pois transformação é mudança para algo diferente. Logo nunca perderás as memórias que tens da pessoa que queres esquecer, apenas as podes SUBSTITUIR.

E como é que se substitui memórias?

Simples, procuras outras fontes de emoções positivas na tua vida.

O ser humano apenas se lembra daquilo que cria nele emoções fortes, ou simplesmente emoções. Se a tua única fonte de emoções positivas é a pessoa de quem te queres separar, é óbvio que ela é super importante na tua vida. Mas a importância que lhe estás a dar é idealizada, pois na verdade, e tu sabes disso, ela não é a única pessoa que existe no mundo. Muito menos é a única pessoa que existe no mundo para ti.

O que eu quero dizer com isto é que não existe nenhuma “alma gémea”. Lamento, mas onde vivemos, na Realidade e na Natureza, esse conceito não existe. O que existe são muitas pessoas, muitas pessoas mesmo, que são compatíveis contigo e que te irão fazer sentir bem. Amor não é uma cara ou um nome, é Intimidade com alguém do sexo oposto que nos atraiu, que é compatível connosco e que tem qualidades através das quais cria em nós emoções positivas que nos fazem querer estar com ela.

Logo a pessoa de quem te queres separar é apenas uma de BUÉS =)
com a qual podes ter uma relação íntima que te faça sentir feliz.

Depois da separação há mais seres humanos por aí... tens é de os conhecer. O grande problema das separações é a mentalidade da escassez que infelizmente atormenta a vida da maioria das pessoas. E a razão disso é a maioria das pessoas crescer com um certo e determinado conceito na cabeça que diz o seguinte: “Não fales com estranhos!”

O que é uma grande treta inútil que só traz insatisfação.

O mundo seria um lugar muito melhor se todas as pessoas crescessem com prazer em conversar com estranhos e sorrir-lhes. Nunca se sabe o que pode acontecer a seguir, pois esse estranho pode ser o amor da nossa vida ou o nosso melhor amigo para o resto da nossa vida. Não se deve evitar falar com estranhos, deve-se sim aprender a seleccionar as pessoas que deixamos entrar na nossa vida.

Quando se sabe conhecer pessoas facilmente cria-se opções. Quando se cria opções dá-se às pessoas o valor real que têm e tratamo-las como seres humanos, pois não as vemos como a única que existe, nem como uma fonte de validação divina que é a solução para todos os nossos problemas, como se ela também não tivesse uma vida e não tivesse direito a vivê-la.

Em Dezembro acabei de escrever o meu segundo livro, “Como Conhecer Mulheres - em qualquer lado, a qualquer altura, e de uma forma natural e autêntica”. Este livro é especificamente para homens que queiram criar opções na sua vida amorosa e conhecer mulheres sem truques e manipulação, mas sim naturalmente e autenticamente. Para mim conhecer mulheres não é um processo de manipulação, mas sim um processo de selecção. “Será que vou gostar dela? Será que ela é fixe? Como será ela?” são as perguntas correctas a fazer-se e não “Será que ela gosta de mim? Como é que eu consigo fazer com que ela se sinta atraída por mim?”. Um homem a sério não se aproxima de uma mulher com truques de manipulação para evitar ser rejeitado. Um homem a sério aproxima-se de uma mulher com a Verdade e para descobrir como ela realmente é. Medo de rejeição é simplesmente uma expressão do ego, que é uma causa de baixa auto-estima. Um homem a sério tem auto-estima, e ele compreende que tudo é um processo de selecção, e que a verdade é que se uma mulher o “rejeitar” até o está a ajudar... Este meu livro ainda não está acessível ao público, mas quando estiver eu aviso.

Mas voltado ao tema do post, se todas as pessoas estivessem habituadas a tratar intencionalmente da sua vida amorosa e se desenvolvessem qualidades que lhes permitissem conhecer pessoas do sexo oposto, a mentalidade de escassez desapareceria e “esquecer alguém e ultrapassar uma separação” deixaria de ser um problema.

Saber criar opções não tem nada a ver com não se dar valor a ninguém pois conhece-se muitas pessoas. Bem pelo contrário. É dar-se o valor que as pessoas realmente têm pelo que realmente são, e não dar-lhes valor porque só conhecemos uma ou duas e não temos mais ninguém, mesmo que essas duas pessoas nos prejudiquem e influenciem negativamente. “Mais vale isto que nada” é simplesmente um conceito criado através da mentalidade de escassez. Se queremos mais e melhor temos de criar mais e melhor, contentarmo-nos com o pouco que temos, e com o que não nos satisfaz verdadeiramente, é apenas garantirmos que a nossa insatisfação continue.

Não há truque de magia, é preciso tomar-se decisões difíceis. Continuar numa relação que não nos satisfaz será ter sempre uma fonte de emoções negativas que nos irá pôr em baixo constantemente e ao longo de toda a nossa vida. Separarmo-nos é abrirmo-nos à imensidão de oportunidades que existem! A abundância é real, temos é de viver em harmonia com ela, de mergulhar nela e de a explorar.

Mas ok, o que interessa agora é resolver a questão da separação em si. Estas são as duas soluções que eu tenho para ti:

Como eu já disse, cria opções. Lembra-te que a pessoa de quem te queres separar é uma entre milhares e milhares. Demonstra-te disponível ao mundo para conhecer pessoas. Quando começares a conhecer e a sair com outras pessoas a tua cabeça irá estar a pensar nessas pessoas novas e irá deixar de pensar na pessoa de quem te queres separar... pois começas a vê-la com o valor que ela realmente tem. E tens sempre os teus amigos e amigas. Combina algo com eles e sai com eles, diverte-te com eles. Mete bons momentos novos na tua cabeça. Mete-te numa posição em que te apercebes de que existem mais pessoas para ti lá fora, e que uma nova relação íntima está mesmo ao virar da esquina, pois essa é a verdade.

A vida não é só pessoas e relações... é também paixões. E se tiveres paixões na vida vais-te aperceber de que são uma fonte constante de emoções positivas, completamente sob o teu controlo, e que te dão força e energia. Mas para teres paixões na vida tens de te sentir confortável estando solteiro, senão irás estar sempre desesperadamente a andar atrás do sexo oposto e nunca irás dedicar tempo seja ao que for. E para te sentires confortável estando solteiro tens de criar uma vida de solteiro que te satisfaça, e para criares essa vida precisas de uma qualidade chamada Independência. E essa qualidade está ligada a uma outra qualidade chamada Auto-Estima.

A solução não está em resolveres a relação que tens com os outros, mas sim em resolveres a relação que tens contigo próprio. Quando se tem Auto-Estima nunca se sofre por causa de uma separação, pois continua-se com a pessoa mais importante na nossa vida: nós.

E quando conseguires sentir isso, e não apenas compreender isso, é quando estarás em sintonia com o poder que todos nós temos para mudar e melhorar a nossa vida. É quando estarás em sintonia com a Verdade, pois será o momento em que o teu ego morreu, e em que o que vem de negativo do exterior, como uma separação, te deixa de magoar ou fazer sofrer e passa apenas a dar-te ainda mais força.

As outras pessoas também são importantes, mas tu és a mais importante na tua vida. Tu não dependes de ninguém para nada, tu tens o poder para mudar e melhorar a tua vida. Mas só a conseguirás mudar e melhorar se sentires o valor que tens dentro de ti e se te meteres em 1º lugar. Pois se não te meteres em 1º lugar, ninguém te meterá. Tens de te tratar como queres que os outros te tratem. Tens de te respeitar e de aceitar apenas o melhor para ti. Tens de te aceitar exactamente como és, pois como és tens valor como todos os outros. Tens de gostar de ti, pois só quando gostares de ti é que conseguirás tomar as decisões difíceis que são necessárias para poderes criar em ti as emoções positivas, a descontração, o relaxamento e a paz interior que tanto desejas sentir.

Esquecer alguém e ultrapassar uma separação são 2 problemas que têm como causas a escassez (exterior) e a baixa auto-estima (interior). Se viveres com uma mentalidade de abundância e tiveres prazer em conhecer pessoas, e se decidires gostar de ti e aceitar-te como és, terás resolvida a questão, pois são essas as soluções.


Perguntas/ajuda – MSN/mailing list (adiciona)
CoolVibesClub@hotmail.com


Segue as tuas paixões.
Pedro Constantino

17 comentários:

Diana disse...

:) em primeiro lugar parabéns pelo teu espaço.. está fantástico ;) acabei à pouco uma relação (eu ainda o amo, mas ele cm n sente + nada por mim a n ser amizade, decidimos manter apenas a amizade).. nao é facil, naaada mesmo.. mas realmente o facto de pensarmos que aquela pessoa é unica, que só ela nos vai fazer feliz, que não vamos conseguir sentir amor e paixão por mais ninguém, é enganador e sem dúvida que nesse aspecto os hobbies e os amigos são os nosssos maiores aliados para ultrapassar esta dor imensa que se sente e nos ajuda a ter momentos de boa disposição e felicidade e que nos mostram que o mundo não acaba ;)

+ 1a vz parabens pelo post e pelas dicas q poes aqui no teu blog ;) ta´s add :D continua com as tuas excelentes dissertações :) ***********

Anónimo disse...

Obrigado por tudo o k tá escrito aki,acredito k vai m ajudar mt.tou a me separar,mas é uma separaçao meio eskisita,tenho consciencia disso.fui eu k kiz a separaçao,pois casei bastante nova e xeguei á altura em k axo k preciso de outras vivencias p mais tarde poder ter uma relaçao,ate mm com a mm pessoa.ele entendeu isso,mas agora k nos separamos mm tem sido mt dificil p mim.sinto-m mt sozinha,as amizades de antes foram-se,e tou sempre a fraquejar,a ligar-lhe,kero estar c ele,etc.ele arranjou uma amiga k lhe dá bastante apoio e eu ñ tenho nng.alem disso sou mt ciumenta,algo k agora sei k ja devia ter sido tratado terapeuticamente,pois desconfiei durante 6 anos do meu marido sem ter motivos p isso, e estraguei td.o amor tb foi desmoronando,e agora é assim.Obrigado pelas por todos os conselhos k aki escreves-te.

Anónimo disse...

José

Realmente os teus conselhos são divinos nesta hora da amargura que atravesso. Pois é tive casado quase 9 anos agora que estamos a ir cada um para seu lado sinto um enorme vazio. Fiz tudo o que pude e esteve ao meu alcance para o salvar, mas....Estas interrogações nao se conseguem dissipar, e acho que sou o unico responsável. O teu blog diz olha para ti e cuida-te. Bem estou aprender e a tentar crescer dessa forma. Obrigado e espero crescer e ser uma melhor pessoa.

Anónimo disse...

Boas, estou passar tambem fase dificil, adorei ler tudo isto, mas o meu problema é por tudo isto em practica, isso é minha dificuldade...

Anónimo disse...

0i. Gostei do que escreveste. Separei-me há poucos meses e a sensação é de um enorme vazio. Tristeza, sim, andar para a frente dizem-me que leva tempo. Curto a ideia de que a felicidade está sempre por aí. Mas não sei como é que se faz para andar para a frente. Que dizes?

Pedro Constantino disse...

Anda-se para a frente quando se aceita a verdade de que ninguém é a nossa fonte de felicidade. Que a nossa ex não é a nossa fonte de felicidade, por isso apesar de ter a sua importância na nossa vida não é assim tão importante quanto isso, logo é irrelevante se estamos numa relação com a pessoa "X" ou se não estamos. Se demos o nosso melhor, se nos entregámos e respeitá-mos sempre a outra pessoa, cumprimos a nossa parte. Se alguém por alguma razão se começa a afastar de nós, podemos ter uma primeira atitude de expressar que queremos continuar com ela e demonstrar que gostamos dela sem a tentar prender ou controlar, mas se ela mesmo assim se continuar a afastar, devemos deixá-la afastar-se e desaparecer da nossa vida conforme ela o desejar. Intimidade pode-se ter com qualquer mulher do mundo, e há sempre milhares de mulheres muito semelhantes à nossa última namorada. O homem que busca por intimidade e que vai conhecendo mulheres sabe que isto é verdade por experiência. Não é uma mulher específica que procuramos, é as emoções e momentos da intimidade numa boa relação com uma boa mulher.

Miguel disse...

Brutal!!
A sério Pedro, estava a precisar de ouvir estas palavras e conselhos para esboçar um sorriso para a vida após esta separação.
Excelente post com tudo o que á de importante sobre este tema.
Simplesmente espectacular.
Deixo-te um conselho, acho que seria interessante um audio sobre este assunto, porque acho que existe muita gente que sofre com este problema da separação.
Ler o que escreves é excelente, mas teus audios são do mais brutal que há. Por isso um dia se tiveres 5 minutos, pena nesta proposta de um audio sobre "ultrapassar a separação" oh yeah lol.
Vá Pedro
Abraço e continuação de bom trabalho.
E claro Obrigado por este excelente post!

Anónimo disse...

o meu marido saiu hoje de casa .sinto me perdida .estou em panico. ja me fez tantas e tao poucas mas perdoei lhe tudo. as vezes tenho a noçao que nao sou uma pessoa facil para ele ,mas so porque tenho medo de ser magoada outra vez.pelos vistos ele nao consegue me aceitar assim. so vos posso dizer que tomei tres xanaxs para tentar dormir e nao consigo .estou a pe desde a uma da manha e ainda estou a chorar. nao sei se quero daqi a uns tempos entrar noutra relaçao.tenho amigas que o fizeram e foram para a cama com todos os homens que ja andaram depois do divorcio,e eu nao quero isso para mim.tenho trinta e dois anos mas nao me quero tornar aquele tipo de mulher que ja foi casada e que entao os homens acham que nao vai ter problemas em ir com eles para a cama a primeira.sera que ainda existem homens capaz de esperar que uma mulher se sinta a vontade para o fazer?foi o que fiz com o meu marido em solteira.so me entreguei quando senti que a relaçao era estavel.se alguem ja tiver passado por isto por favor oriente me

Anónimo disse...

Quando descobri este espaço... Senti-me uma especie de conforto... Bem preciso!!! Acabou uma relação recentemente na minha vida. Uma relação que pensava duradoura e forte. Mas bastou várias mensagens no meu telefone... E senti nesse momento, que o mundo roubou a minha felicidade...
Tentei apaziguar o meu coração, talvez a única explicação que até agora fez algum sentido. Porque, afinal... eu já a tinha perdido... Perdi o amor da minha vida e aminha felicidade... E a realidade é que comecei a isolar-me e a subtrair-me do mundo. Não é facil para mim olhar positivamente para uma nova relação ou uma nova vida. Mas é bom saber que existe espaços como este para encontrar um conforto e um refugio para a nossa alma e o nosso coração. Obrigado!!!

José Fernandes (Ilha da Madeira)

vilela disse...

Tu podes não ser um guru mas sabes ver as coisas como na realidade elas são. Eu separei-me á cerca de 4 meses e nunca consegui ultrapassar esta fase, entrei em estado depressivo, emagreci e perdi a auto estima, a pouco e pouco estou a tentar interiorizar tudo o que me aconteceu mas é uma sido uma situação em que eu tenho uma certa dificuldade em lidar com ela. Primeiro porque fui apanhado de surpresa com o que aconteceu (traição e mentira), segundo porque continuo a amar a minha ex mulher e fui literalmente trocado, terceiro porquê tenho em filho e quarto estou a morar num quarto longe de toda a minha família e amigos da adolescência agarrado a uma situação laborar um pouco precária. No entanto as tuas palavras de certa maneira conseguiram dar-me algum animo e por isso um abraço e já o teu espaço é uma lufada de ar fresco para quem esta em situações idênticas.

Pedro C. disse...

Vilela:

Fico feliz por saber que de alguma forma consegui ajudar-te a aliviar um pouco do sofrimento da separação. Nunca é fácil, mas continua em frente pois é possível. Grande abraço e obrigado por teres lido o post

Anónimo disse...

Gostei, parabens pela matéria. é exatamente o q falamos e pensamos;estou velha , não vou conseguir outra pessoa igual, e os filhos, será q vou começar tudo novamente?Temos medo de encarar situações novas. Vivo há 15 anos com meu marido, casei oficialmente há 5 anos , e vivo infeliz.Sempre achei q ia mudar. mas a ultima q ouvi da boca dele contando p um amigo que tinha saido com uma mulher , e contava detalhes da transa. Mas ele pensou q n estava ouvindo. Mas gostei muito da matéria. Ainda estou anestesiada, não consegui pensar muito em alguma atitude, mas eu sei q no momento sinto muito nojo dele...mas valeu

Anónimo disse...

obrigado amigo...obrigado mesmo
tinha uma relação de 5 anos,mas os últimos dois fui eu que andei com a relação ao colo.quando a um dia de fazer 5 anos a minha ex me disse que já não me amava e que queria ser feliz e queria que eu fosse feliz que eu merecia,foi como o chão não existisse...só Deus sabe e é testemunha da minha angustia...ao juntasse essa dor também vem os problemas financeiros os erros cometidos para comprar um amor sim comprar é isso que eu agora vejo que foi,neste momento luto em duas frentes,sempre fui uma pessoa independente e muito independente neste momento voltei para a casa dos meus pais passado 9 anos, porque não tenho outra forma de conseguir ultrapassar estes obstáculos.
Tentar recuperar os amigos e o tempo perdido,mas não é fácil porque esta tudo mudado o tempo que perdi no aquário foi muito e muito destrutivo para tudo aquilo que eu tinha conquistado ate ai...

Anónimo disse...

Adorei...tudo o que dizes faz sentido, mas sinto-me tão mal por me estar a separar que até me sinto doente. Sinto-me tão triste, tão angustiada e tão frustrada por a minha relação de sete anos não ter resultado, e por não ter conseguido realizar o meu sonho de ser mãe. A verdade é que já estou com trinta e dois anos e assusta-me ficar sozinha e não conseguir realizar o meu sonho.
De qualquer maneira ter lido o que escreveste é um alento! Obg por existires é reconfortante.

Anónimo disse...

Olá Pedro e a todos os que por aqui passam...
Existem biliões de pessoas no mundo...vivam a vida..saiam..conheçam pessoas novas...frequentem sitios diferentes vivam!
Tive um relacionamento de 14 anos..filhos..e por vários motivos o amor foi acabando, mas outros amores virão o que é importante é gostarmos de nós e sentirmo-nos bem connosco ...a vida é bela aproveitem que é curta.Se acabou é porque tinha que acabar.

suri disse...

Encontrei o teu Blog por acaso e adorei a forma direta com que te diriges ao leitor. Muito objectivo e que nos faz realmente pensar que é de dentro para fora e não de fora para dentro que temos de ver e principalmente sentir para conseguirmos comunicar conosco e com os outros. Parabéns pela tua escrita :)

Unknown disse...

Muitos Parabéns.
Estava quase a fazer um disparate até ler este blogg.
Obrigada