sexta-feira, 2 de novembro de 2007

"Como Sair Com Modelos"

Já deves ter visto muitas, em capas de revistas, desfiles, na televisão, em filmes, eventos sociais importantes ou nas discotecas mais selectivas. Na sociedade contemporânea elas são o sinónimo de beleza. À volta delas há uma aura de superioridade e de algo que desejas, mas que nunca terás.

Mas será mesmo assim?

Claro que não...

Queres sair com modelos? Então continua a ler este texto...

A questão importante que deves fazer a ti próprio é esta: “Será que eu quero MESMO sair com modelos?”

E também deves perguntar isto: “O que é que significa sair com uma modelo? Como é ter uma relação com uma modelo?”

Hey, boas perguntas. Vamos então passar à parte divertida do texto...


Primeiro de tudo, o que é uma modelo?

Uma modelo é uma mulher geralmente de baixa auto-estima, desesperada por validação, que expõe o seu corpo e imagem de forma a ganhar o maior número possível de opiniões/reacções positivas do exterior. Ou seja, é uma escrava do ego e usa a sua beleza física para obter validação do exterior.

Hey, muito fixe não é?
BAIXA AUTO-ESTIMA + ESCRAVA DO EGO... uau eu quero já sair com meia dúzia. Oh yeah... =)

“Mas porque raio é que ele diz isto?!”

Como é óbvio há excepções, mas são MUITO RARAS mesmo. O que eu não estou a dizer é que as modelos não têm qualidades. Eu não estou a dizer que elas não são inteligentes, interessantes, etc. Eu apenas estou a dizer que 90% das modelos, ou mais, têm baixa auto-estima e são escravas do ego.


Vamos analisar o que significa ser-se modelo...

É vestir roupa e andar (desfilar). É vestir roupa e posar para fotos. No caso das fotos são tiradas CENTENAS ou MILHARES de fotos e tu só vais ver aquelas em que a modelo ficou MESMO BEM. Ou seja, em 1000 fotos são escolhidas umas 5... e tu pensas “Ela é mesmo bonita, fica tão bem em todas as fotos”. Mas a verdade é que isso é uma grande treta. Ela fica tão bem como tu nas fotos, só que tu só vês é as melhores. Isto para não falar nas que são tratadas DIGITALMENTE.

NOTA: Assim como por detrás da fantástica pintura que tu vês num museu, como por exemplo uma obra do Picasso ou do Rembrandt, estão centenas ou milhares de estudos e experiências. Não é magia nem nenhum super-poder. É muita prática, dedicação e selecção. Qualquer um pode lá chegar...

Portanto ser modelo é vestir roupa e desfilar ou posar para fotos. É fantástico não é? Não, na verdade não é lá grande coisa. Não contribui nada, nem para a sociedade nem para a humanidade. E depois a maioria delas nem sequer são bonitas. Ou são demasiado magras, ou demasiado altas, etc. O mundo da moda criou um tipo de beleza que é IDEALIZADO.

PERIGO! IDEALIZADO = DESCONECTADO DA REALIDADE = DISFUNCIONAL

A BELEZA NÃO SE MEDE COM NÚMEROS. Não há um peso ideal para uma determinada altura. Não és feia se pesares 60Kg e bonita se pesares 50Kg... isso é ridículo. Isso é apenas uma criação do ego. És bonita a partir do momento em que disseres a ti própria “Eu sou bonita”. Essas idealizações de números só servem para validação, por isso é que há tantas raparigas bonitas que dão cabo dos seus corpos pois pensam que “não têm o peso ideal” e perseguem-no desesperadamente. A atracção não é algo racional, é inconsciente e emocional. Não é uma conclusão a que se chega na nossa mente, é algo que se sente no corpo. Não é por dizeres a um homem que pesas 55,8Kg que ele se vai sentir atraído por ti. Ele vai-se sentir atraído por ti olhando para o teu corpo. O peso é irrelevante, é apenas um número. Ele pode-te ficar bem ou mal, e teres de mudar a tua alimentação, mas o teu corpo não é “avaliado” através de números, mas só e apenas através da visão. Lembra-te que nem sempre existiram balanças... mas sempre houve SEXO, RELAÇÕES e REPRODUÇÃO.

E mulheres magras NÃO SÃO ATRAENTES. O feminino é VARIEDADE DE FORMAS e CURVAS. E há muito mais poder nesses dois conceitos do que tu imaginas. Esquece as idealizações da sociedade, segue a NATUREZA, pois é apenas a ela que todos verdadeiramente pertencemos.

Nota: Eu não estou a dizer que devemos ir todos viver em cabanas para o meio da floresta e comunicar com os pássaros e as árvores. Estou a dizer que devemos estar todos em sintonia com o nosso CORPO e com o que é NATURAL em nós.

As mulheres que querem ser modelos pensam que se forem modelos ficam com o problema da beleza resolvido. Ou seja, pensam “Se eu for modelo é a prova de que sou bonita e atraente, e assim posso sentir que tenho valor e sentir-me bem”. Isto também é uma grande treta... mas há excepções claro. Há modelos que são mesmo muito bonitas, infelizmente fazem parte deste mundo disfuncional da moda de escravos do ego.

E depois há outra coisa: Nenhum ser vivo cresce com a paixão de vestir roupa e de andar uns metros com ela vestida. NENHUM. A questão é que isso está associado a ser-se modelo. Modelo está associado a ser-se bonita. Logo ser-se modelo está associado a obter-re VALIDAÇÃO em grande escala. E ganha-se dinheiro durante o processo, o que é fixe. Claro que pode haver uma paixão por fotografia ou roupa, mas isso é outra coisa e faz parte das excepções.

Vestir uma roupa e desfilar ou posar para fotos, não contribui nada para a sociedade e para a humanidade. Não há nada de profundo ou útil nisso. As modelos estão ali em pé, numa pose qualquer e com uma imagem de “gaja boa para comer”. São no fundo apenas uns cabides ambulantes... e apenas têm a sua beleza física glorificada, algo com a qual elas nasceram e não precisaram de fazer nada para obter. Algo que só existe para atrair o sexo oposto, criar desejo sexual nele e levar à reprodução e contribuir para a continuação da existência da humanidade.

Durante a sua carreira tudo está bem, até vais conseguir aguentar. Elas obtêm validação, sentem-se bem, ganham dinheiro, viajam, vão a festas, e algumas até “saltam” para outras carreiras. A questão é que quando o corpo começa a deixar de ser atraente com a idade, e elas já não servem para andarem a vestir roupa e desfilar, e deixam de obter validação e são rapidamente esquecidas pelo mundo, a sua baixa auto-estima regressa em grande, com toda a força, e elas ficam miseráveis. E tu NÃO queres estar numa relação com uma modelo por essa mesma razão. Porque enquanto ela é modelo, a validação exterior, o dinheiro e as festas trazem uma certa (e falsa) satisfação, mas depois dos brilhos e do fogo de artifício acabarem, fica apenas uma mulher de baixa auto-estima, perdida, sem paixões na vida e sem saber que caminho seguir para se sentir realizada. Ou seja, fica uma mulher medíocre.

Então, ainda queres sair com modelos? Sair ou ter uma relação com uma mulher de baixa auto-estima é o maior pesadelo que alguma vez poderás experienciar... mas hey, tu é que sabes.

A Realidade é que as modelos são mulheres como todas as outras. Uma modelo é uma mulher como outra qualquer. Deves tratá-las com respeito e compaixão como todas as outras. Elas não são superiores nem inferiores a nenhuma mulher, nem a ti. Elas apenas são escravas do ego de beleza glorificada. Não vejas títulos, vê apenas PERSONALIDADES. Por isso para conheceres e saires com modelos basta fazeres o mesmo que fazes com todas as outras mulheres: ser um homem de qualidade.

Eu sei que fui agressivo com as modelos, mas só assim é que se consegue abrir os olhos à maioria dos seres humanos =)

Eu não tenho NADA contra modelos, e HÁ EXCEPÇÕES. Nem todas têm baixa auto-estima e metem-se no mundo da moda para obterem validação. Nem todas precisam de ter a palavra “modelo” escrita na testa para sentirem que têm valor.

Mas a grande maioria dos homens dá um valor às modelos que elas NÃO têm. Não as trata como os seres humanos que são, mas sim como COISAS IDEALIZADAS, superiores e inalcansáveis. O que é uma grande treta.

Se estás a pensar ser modelo provavelmente não deves ter gostado do que leste. É normal. Mas lembra-te que isso é só o teu ego a pregar-te partidas... o meu objectivo é ajudar. Por isso lembra-te sempre disto: é ter AUTO-ESTIMA que te vai fazer sentir feliz todos os dias. É ter AUTO-ESTIMA que te vai fazer atrair um homem de qualidade. Tu não és aquilo que os outros te dizem que és. Tu não precisas dos elogios e da validação dos outros para te sentires bem. Tu não precisas de títulos, como o de modelo, para te sentires bem. O que tu precisas é de DECIDIR, já e agora, GOSTAR DE TI e ACHARES-TE BONITA, independentemente daquilo que os outros digam. Não vivas através do ego, pois ele alimenta-se das opiniões/reacções positivas do exterior e tu NUNCA irás conseguir controlar o exterior, logo NUNCA te irás sentir bem de uma forma constante. O teu bem estar deve ser criado através do TEU INTERIOR. Daquilo que TU PENSAS de ti própria, e essa é a única VERDADE em relação a ti.

Faz como eu, manda o ego para o lixo. Ele não serve para nada.

E se és modelo também não deves ter gostado nada do que leste. Compreende que não tem mal nenhum seres modelo, é uma actividade como outra qualquer. Eu não a estou a criticar, estou apenas a definir as coisas como elas realmente são. Mas deves ser honesta contigo própria e perceber qual foi a VERDADEIRA motivação que te levou a investires tanto para seres modelo. Qual é a VERDADEIRA razão pela qual és modelo? Como é que surgiu essa vontade e desejo de ser modelo? E o que é que vais fazer, depois da tua carreira acabar, para te sentires realizada? E gostas de ti quando estás sozinha no teu quarto e ninguém te está a ver? Gostas realmente de ti e aceitas-te como és? Estás agora sentada a olhar para o teu computador e a ler este texto, o que é que sentes quando pensas em ti?

A tua resposta pode começar a mudar a tua vida.


Perguntas (adiciona no MSN para fazeres parte da mailing list):
CoolvibesClub@hotmail.com



Vai atrás das tuas paixões, não atrás da validação dos outros.
Pedro Constantino

5 comentários:

Catarina disse...

ta excelente o post =D mt bom mxm... eu ja fui modelo ms deixei pk n gostei do ambiente k s sente ants d entrar numa passerelle ms hj em dia penso komo tu n e' preciso ter.s um rotulo a dizer k s e' bonita... s pensar.ms k somos bonitas somos mxm bonitas ker sejams altas baixas gordas ou magras... o k interessa e' gostarmos d nos proprios komo somos... e s n gostarms mais ng vai gostar =D

mt bom mxm parabens

Anónimo disse...

muito bom pedro concordo com tudo o que disses te mas tambem é verdade que existem pessoas que não estão na moda por isso,muitas é mesmo pelo dinheiro que podem ganhar so num determinado tempo da sua vida onde têm algumas contas para pagar.

abraço keep going up

Rodriguez disse...

Muito bom!!!!!! Gostei muito. Vou continuar a lêr para novas descobertas.

AnaCarlaPires disse...

Well Mr Pedro dediquei-me aqui neste magnifico blog a ler alguns dos teus artigos e acho que um dia destes ainda imprimo td e faço um livrinho:) aliás até tu o poderias fazer e editar uma compilação;)

Sim realmente o post está forte. E directo. E mais umas 4,999 estrelas prap endurares na parede:)

Infelizmente em Portugal existe uma concepção muito deturpada do que é realmente a moda, aliada també à falta de conhecimento e recursos do próprio país. Acham que é só desfiles, caras maquilhadas, corpos perfeitos, fotos fantásticas and so on and so on.
Isto é a perspectiva de quem está de fora a ver o que acontece e muitas vezes a desejar pertencer a esse mundo ou conhecer determinadas pessoas. E isso provoca imensas emoções positivas e negativas,deturpando e visão que têm de moda e especialmente do conceito técnico de moda.é que a palavra moda é um conceito muito elastico!
Da perspectiva "behind the lights", existem pessoas que têm empresas ou outro tipo de entidades e querem vender o seu produto e por isso precisam de modelos para o mostrar e transmitir o conceito que els desejam pra que possam vender o seu produto, seja numa passarelle, num pub spot ou num outdoor. Isso é um trabalho como todos os outros. Tu próprio usaste o tema "Como sair com modelos" por exemplo. Know what i mean?:)

No meu caso, trabalho em part-time em eventos e por vezes faço alguns trabalhos em moda. Mas é apenas um part-time, não um objectivo e também apenas um intermédio para chegar onde quero. Conhece-se um pouco de tudo. E porque as pessoas se deixam iludir imenso pelas tais "luzes" e se encontram rodeadas de bens materiais que de certa forma as "engolem" acabam por perder uma parte da sua personalidade, tornando-se medíocres como disseste. E como na maior parte dos casos não se conhecem bem e não apostam na sua evolução pessoal, tornam-se ainda mais fracas emocionalmente e perdem qualidade, enquanto pessoas.
Eu aposto na minha, e se puder ajudar os outros ainda melhor. Gostar de nós,conhecermo-nos e evoluir constantemente é a melhor descoberta que podemos fazer na nossa vida.
Como diria Fernando Pessoa, a nossa vida é a maior empresa do mundo e podemos evitar que ela vá à falência.
Obrigada pelo teu blog e trabalho existirem Pedro:) keep going on!

Pedro Constantino disse...

Ana Carla Pires:

Hey, já são 9998 estrelas! Agora não tenho espaço para todas... bem, era a desculpa de que estava à espera para poder comprar uma mansão e aparecer no MTV Cribs ;)

Ser modelo, ou moda, são actividades humanas normais como qualquer outra. Não têm mal nenhum, têm os seus pontos positivos e são coisas divertidas. A mensagem que eu quero passar é esta: não depender disso para se sentir que se tem valor. Porque essa actividade não nos dá valor... apenas nos alimenta o ego. Valor temos sempre, para isso basta nascermos. A Natureza não deixa nada nascer ao acaso... e isto é infinitamente muito mais poderoso do que ser modelo e receber 1001 elogios vazios e desesperados do sexo oposto.

Mas é fixe saber qual é a perspectiva do pessoal que está dentro desse mundo da moda... nem que seja apenas como part-time. Hey, espera lá... mas isso significa que és apenas meio-modelo, logo lamento mas só tens meio-valor ;)