terça-feira, 25 de setembro de 2007

"Quem Deve Pagar o Jantar, o Homem ou a Mulher?"

"Quem Deve Pagar o Jantar, o Homem ou a Mulher?"


Um homem conhece uma mulher e combina ir jantar fora com ela. O jantar acaba e chega a conta. Quem deve pagar?

O que resulta melhor?

Qual é a atitude funcional em relação a esta situação, que ambos devem ter, de forma a que ambos saiam a ganhar?

A maioria das pessoas vai logo responder que deve ser o homem a pagar, mas não sabe explicar porquê. A sua justificação fica-se sempre por “porque ele deve ser um cavalheiro”.

Mas será essa a resposta? Qual é a realidade e a verdade desta situação?

É importante que deixes de idealizar as coisas.

A realidade é que é IRRELEVANTE se o homem paga ou não. E a verdade é que cada um deve pagar a sua parte da conta, como ser humano independente que é.

“Ok, mas porquê? Qual é a explicação disso? Eu não acho que seja irrelevante e acho que deve ser o homem”.

Imaginemos que um homem conheceu uma mulher e combinou com ela irem jantar fora. Chega a noite do jantar (num restaurante fixe), eles comem, chega a conta e ele paga tudo. A sua parte e a da mulher. E depois, o que é que acontece? Qual é a realidade e a verdade desta situação?

A verdade é que não é por ele ter pago o jantar que a mulher vai querer voltar a estar com ele, a ter sexo com ele ou uma relação com ele. É irrelevante se ele paga ou não o jantar. É sempre e só a PERSONALIDADE do homem que faz com que a mulher se sinta atraída por ele. São as emoções que o homem cria na mulher, através da sua personalidade, durante a interacção entre os dois.

Pagar alguma coisa a uma mulher que mal se conhece é grande parte das vezes um acto de MANIPULAÇÃO. O homem tenta comprar a companhia e o interesse da mulher com dinheiro. Ele pensa, “Vou pagar-lhe um jantar num bom restaurante e assim ela vai ver que eu sou boa pessoa e vai-me retribuir com sexo”. As pessoas NÃO se compram com dinheiro. As pessoas apenas querem estar contigo porque são compatíveis contigo. Uma mulher só quer estar com um homem, ter sexo com ele e uma relação porque esse homem é NATURALMENTE ATRAENTE. Ele não só é compatível com ela como também é de qualidade.

As mulheres de hoje em dia já não precisam do homem para as sustentar. Elas têm os seus empregos e ganham o seu dinheiro. Ganharam o direito à independência. Elas não “escolhem” um homem porque ele lhes demonstra que as pode sustentar pagando um jantar (ou outra coisa qualquer).

Há mulheres que dizem que deve ser o homem a pagar, e que gostam quando um homem lhes paga um jantar (ou outra coisa qualquer) e justificam isso dizendo que “é ser-se um cavalheiro”.

Primeiro, um cavalheiro a sério define-se por fazer outras coisas que não têm só a ver com dinheiro. Segundo, essas mulheres (assim como 99% dos homens), cresceu ainda a pensar que a vida é como na pré-história quando o homem saía da gruta para caçar e era ele quem trazia a comida para alimentar a mulher. Mas hoje em dia já não é assim. A mulher ganha o seu dinheiro e compra a sua comida, esta é a realidade. Não tem mal nenhum pensar que o homem deve sustentar a mulher, mas se és mulher deves corrigir este pensamento pois é disfuncional. O resultado deste pensamento são relações a começaram logo de início mal, e a acabarem ainda pior.

E depois há outra coisa. Sempre que um homem paga alguma coisa a uma mulher está-lhe a ALIMENTAR O EGO. Está a demonstrar o seu interesse nela e a dar-lhe validação e aprovação. Ela sente que tem valor pois alguém está a fazer algo por ela. E como é óbvio, tanto os homens como as mulheres gostam que lhes alimentem o ego. Alimentar o ego não tem nada a ver com Amor, mas infelizmente a maioria das mulheres confunde isso. O seu pensamento é, “ele está a fazer coisas por mim por isso ama-me”. Este pensamento está errado e desconectado da realidade.

Um homem que não está numa relação contigo faz-te e paga-te coisas não porque te ama mas porque quer algo em troca. A sua intenção pode ser boa, mas essa atitude é uma óbvia demonstração de BAIXA AUTO-ESTIMA da parte do homem, e o seu objectivo é conseguir com que TU preenchas o vazio que ele sente. Esse vazio é a baixa auto-estima que ele sente. Não te metas em nada com um homem de baixa auto-estima, é sinónimo de SECAS, POSSESSIVIDADE, AGRESSIVIDADE, AMEAÇAS, MANIPULAÇÃO, PERSEGUIÇÃO, TELEFONAR TODOS OS DIAS SEM TEMA DE CONVERSA, INSEGURANÇA, etc.

E há mulheres que usam a sua beleza física para usarem os homens de baixa auto-estima (mas com dinheiro) para alimentarem o ego. Se és um homem e costumas pagar coisas às mulheres quando ainda não as conheces bem, fica a saber que és uma presa fácil para estas escravas do ego manipuladoras. Elas vão manipular-te e usar-te para terem coisas à borla e, às vezes, para terem companhia enquanto estão à espera que o gajo físicamente atraente, masculino, manipulador e escravo do ego, com quem andam a fazer sexo, esteja disponível.

Elas actuam de forma a pensares que estão interessadas em ti... mas não estão. Por isso tem cuidado com essa brincadeira de pagares coisas a mulheres que mal conheces. Não brinques com a tua vida e sê selectivo. Respeita todas as mulheres (todas mesmo) e tem compaixão por elas, mas sê selectivo. Primeiro conhece a sério a personalidade da mulher e só depois de saberes se gostas mesmo dela e se ela gosta mesmo de ti, é que te podes dedicar a ela e investir numa relação. E sim, pagar-lhe qualquer coisita de vez em quando :D

Portanto é irrelevante quando o homem paga (ou a mulher). O funcional é cada um pagar a sua parte como ser humano independente que é. O importante é conhecerem-se, divertirem-se e descobrirem se são compatíveis. O que interessa é a tua PERSONALIDADE (conhecimento + qualidades) e a forma como funcionas na vida, e não o que fazes ou pagas às mulheres. A escolha é tua, faz o que quiseres, mas lembra-te que há sempre consequências para os teus actos. Nunca percas tempo, energia ou dinheiro desnecessáriamente. Nunca invistas no que não tem futuro.

Se és mulher pensa nisto:



Preferes um homem “cavalheiro” porque te paga tudo mas que quando saem juntos é uma seca, ele mente-te e trai-te, ou preferes um homem que paga apenas a sua parte do jantar, mas que te respeita e que quando estás com ele é sempre espectacular, divertido e sentes-te feliz por ser mulher?

Hey, boa resposta ;)


Auto-Estima é uma escolha.

Obrigado por teres lido,
Pedro C.



3 comentários:

MystiqueGirl disse...

epa... finalmente alguem q partilha as minhas ideias e ainda por cima, é do sexo oposto! parabens! pedro para presidente :D

Vinicius disse...

Olá Pedro, tudo bem?

Hoje em dia a maioria das pessoas estão acostumadas a pensar que é responsabilidade do homem pagar as contas, pelo menos no primeiro encontro com uma mulher.

Homem e mulher dividirem sempre a conta ainda percebo que não é visto como normal por grande parte das pessoas, confesso que é preciso até um pouco de coragem para deixar a mulher pagar a parte dela, sem se preocupar se ela irá se agradar com isso ou não (ego :).

Então deixo a minha dúvida: e se na hora da conta, a mulher não tomar a iniciativa e nem se oferecer para pagar a parte dela, simplesmente não dizer nada e esperar que o homem pague, o que fazer?

Pedro Constantino disse...

Vinicius:

Tudo na boa, e contigo?

É simples: quem tem de tomar a iniciativa e liderar és tu.

A conta vem, pegas na conta, vês quanto é a tua parte, tiras o dinheiro da carteira e colocas a quantia exacta em cima da mesa. Não precisas de fazer mais nada.

Se a mulher à tua frente é uma estranha com quem estás a sair pela 1ª ou 6ª vez, e não é a tua parceira íntima ou namorada, então tu NUNCA lhe tens de pagar seja o que for.

Se ela já estiver numa relação contigo podes pagar-lhe qualquer coisa de vez em quando, isso é perfeitamente normal. Agora uma mulher que não conheces de lado nenhum ou que conheces mal... é estar a COMPRAR a sua companhia, e pior: estás a projectar ao mundo ser o tipo que paga coisas às mulheres desconhecidas. E isto atrai mulheres que não querem saber de ti para nada e só querem obter coisas de graça. Querem sair à borla... e para isso dá jeito um homem qualquer "simpático" e submisso que esteja disposto a pagar coisas a mulheres que ele nem sabe se o merecem ou não.

E enquanto ele lhes anda a pagar coisas e NADA acontece... ela anda a ir para a cama e a curtir com outro homem que NÃO lhe paga nada.

Pagar não garante nada, é essa a mensagem que eu quero transmitir com este post. Há homens a serem magoados e enganados, e que vivem frustrados, porque pensam que pagando vão chegar onde desejam com uma mulher. Pensam que pagar é uma solução para a mulher querer ter uma relação íntima com eles.

Mas não é. Essa informação é completamente falsa. O que causa atracção é a energia e personalidade do homem. E se ele tiver as certas haverá sempre atracção natural e desejo sexual, pague algo ou não pague nada à mulher.

Se a mulher se recusar a pagar e vier com justificações culturais e regras lógicas, diz-lhe algo do género:

"Quando eu vou sair com alguém é porque de facto tenho prazer em estar com essa pessoa. Essa pessoa não me tem de pagar nada, o que é importante para mim é estar e conversar com ela. O importante para mim não é o dinheiro, mas sim a ligação que tenho com a pessoa. Nós somos 2 seres humanos que se estão a conhecer e a divertir, nenhum de nós está a prestar um serviço ao outro, logo nenhum de nós tem de pagar seja o que for ao outro."

Atenção que isto não é para ser dito de uma forma negativa ou agressiva, tipo revolta ou ataque verbal. É dito com compaixão, porque estás apenas a ser autêntico.

Uma boa alternativa é sair para sítios onde não se tenha de pagar nada, como por exemplo ir passear a um jardim ou à praia

Obrigado pelo teu comentário.