segunda-feira, 3 de setembro de 2007

"O Sistema Operativo do Ego"

Se achas que o Windows é mau e está sempre a dar problemas então espera só até conheceres este...


Como é óbvio as pessoas não são máquinas, são seres humanos. Mas todos os seres humanos funcionam na vida de determinada forma. E essa forma é definida através do “sistema operativo” que escolhem usar.


Desse sistema operativo faz sempre parte:

· O conhecimento que se tem acerca da realidade e de como as coisas realmente são e funcionam;

· Aquilo em que se acredita em relação à realidade;

· As emoções;

· As características da personalidade.


Todas as decisões que se fazem ao longo da vida dependem dos 4 pontos que acima referi. Todas as decisões na vida têm uma consequência (ou resultado). Essa consequência pode ser boa ou má, mas somos sempre nós os responsáveis por ela pois fomos nós quem tomou a decisão. Por isso para se obter melhores resultados na vida é necessário desenvolver os 4 pontos que fazem parte do nosso sistema operativo como seres humanos.


Então onde é que está o Ego no meio disto tudo?


O nosso sistema operativo precisa de energia positiva (boas emoções) para funcionar. Só existem duas fontes de energia positiva: uma interior (Auto-Estima) e uma exterior (Ego). Mas enquanto que a primeira é alimentada apenas por nós e somos só nós que a controlamos, a segunda depende do exterior e está fora do nosso controlo.


E qual é o problema disso?


O problema é que o Ego alimenta-se das opiniões e reacções positivas do exterior. Quem funciona através do Ego sente-se bem quando o exterior tem uma opinião/reacção positiva perante si, mas sente-se mal sempre que a opinião/reacção é negativa.


Ou seja, o seu estado emocional depende sempre do exterior. O seu BEM ESTAR está assim FORA DO SEU CONTROLO. Pois nunca se controla o exterior, só o interior.


Assim o estado emocional de quem funciona através do Ego é sempre ALEATÓRIO. Essas pessoas nunca irão encontrar paz nem satisfação na vida durante muito tempo, pois de repente lá vem mais uma opinião/reacção negativa e sentem-se mal novamente, e perdidas. Pois além de se sentirem mal, sabem que a sua “felicidade” está fora do seu controlo... mas mesmo assim tentam controlar as opiniões/reacções do exterior estando sempre em busca da sua validação e aprovação. Isto é o que significa estar-se sempre “preocupado com o que os outros pensam”.


Esta decisão de se estar sempre em busca por validação/aprovação do exterior tem consequências e determina certos comportamentos.


Então e depois?


Para já lê isto...


Estes são os comportamentos que 99% (ou mais) das pessoas tem por funcionar através do Ego:


Mentir / Manipular / Falsidade – Quem mente sabe que se disser a verdade não vai obter validação/aprovação do exterior. Sabe que se for honesta vai obter uma opinião/reacção negativa do exterior, pois como não tem os 4 pontos do sistema operativo desenvolvidos, fez asneira e prejudicou alguém, fez algo de baixo valor, etc.


Inferiorizar / Tentar ser Superior – Quando alguém sente que não tem valor ou que tem menos valor que alguém, tenta inferiorizar essa pessoa para não se sentir tão inferior ou criar em si um pequeno bem estar temporário. É por isso que infelizmente o racismo existe.


Discussões / Brigas / Guerras – É tudo igual, a sua essência é a mesma. É a busca por “ter razão”. Pois para se “ter razão” é preciso alguém “estar errado”, e isso significa que se é superior ou que se tem mais valor que essa pessoa que “está errada”. Quase nenhuma discussão tem como objectivo chegar-se a uma solução importante, é apenas tentar sair por cima da outra pessoa. Já deves ter reparado que 99% das pessoas que discutem inventam coisas ou dizem coisas que não fazem sentido nenhum... ora aí tens porquê.


Comparação / Competição – É a atitude de se ver se se está melhor que alguém para se sentir que se tem valor ou qualidade. Portanto é inútil, pois há sempre alguém melhor ou pior do que tu... e depois da comparação/competição tu e a tua vida ficam sempre na mesma. A única pessoa com quem te deves comparar é contigo próprio. Estás mais evoluído que ontem? A tua vida está melhor que ontem? Só assim é que vais criar uma vida de qualidade e atrair uma mulher de qualidade, pois aprendes e evoluis.


Julgar / Criticar / Culpar / Condenar – Tudo isto é simplesmente tirar valor a alguém (rotulando-a de inferior pois fez/faz algo de “errado” ou “mau”) para se sentir que se tem valor, uma vez que se pensa ser melhor que essa pessoa pois não se comete esses “erros” ou “maldades”. Isto é completamente inútil e infantil. Analisar e seleccionar o melhor para nós é uma coisa, agora apenas julgar e criticar para inferiorizar e não para se chegar a uma solução é apenas ridículo e só demonstra baixa auto-estima.


Fazer-se de difícil – Há muitas mulheres que fazem isto, pois sabem que se não tiverem logo uma opinião/reacção positiva em relação ao homem que está interessado nelas, ele vai andar atrás delas para obter essa validação/aprovação. E enquanto ele andar atrás delas vai-lhes estar a alimentar o Ego pois ao demonstrar o seu interesse elas sentem que têm valor e que são superiores a ele. Isto resulta especialmente quando essa opinião/reacção inicial nem é positiva nem negativa... pois assim o homem nem se aproxima muito nem se afasta completamente. Tanto as mulheres que fazem isto como os homens que andam atrás dessas mulheres têm baixa auto-estima e procuram bem estar através da validação/aprovação do exterior. Ou seja, funcionam através do Ego. Eu falei nas mulheres, mas também há muitos homens que fazem isto (os manipuladores).


Usar as mulheres – Eu aprofundei isto no último post, vai lê-lo. Mas de qualquer forma há homens que usam as mulheres (e o sexo) com elas para sentirem que são homens, que têm valor/qualidade, que são os maiores ou para obter a validação dos amigos (depois de lhes terem contado acerca da “gaja boa” que “comeram” ou com quem “andam” agora).


“Dar nas vistas” / “Chamar à atenção” / Ser-se arrogante ou convencido – Não sei porquê, mas algo me diz que estes não é preciso explicar...


Querer “comer” a mulher/namorada/esposa de outro homem – Enfim, esta atitude é de quem se sente inferior a outro homem por este ter uma mulher atraente. Então para não se sentir tão mal ou inferior por não se ter uma mulher atraente, pensa-se que se se “comer” ( fazer sexo com) a mulher desse homem vai-se ser superior ou melhor que ele e assim sentir-se que se tem valor e que se é um homem. Atitude medíocre. É boa para se meter no caixote do lixo, juntamente com esse tipo de gajos.


Estes são os principais comportamentos de quem funciona através do Ego. Há quem tenha conseguido chegar a uma solução para controlar a maioria do exterior e ter sempre o maior número possível de opiniões/reacções positivas. Essa “solução” chama-se: FAMA.


A fama é isto: dedicar-se a uma actividade super valorizada pela maioria dos seres humanos, ser-se bom nela (ou não) e assim obter-se um estatuto de “superior” em relação à maioria. E claro, obter opiniões/reacções positivas do exterior a toda a hora. Perfeito não é? Se fosse um plano para assaltar um banco era capaz de resultar... mas a verdade é que não resulta. Alimentar o Ego não cria Auto-Estima. O Ego precisa de ser alimentado constantemente, todos os segundos. Essas pessoas famosas podem ter outras pessoas a toda a hora a dizerem-lhes que elas têm valor, mas se elas não tiverem Auto-Estima vão acreditar que não têm valor. Quantas pessoas famosas não conheces tu que se drogam, cometem crimes, têm relações disfuncionais, etc? Alimentar o Ego não cria Auto-Estima. Lembra-te disso. Tu és sempre e só aquilo que acreditares ser... e não aquilo que te dizem que és.


E ser-se famoso também não garante que se é uma pessoa de qualidade. Uma pessoa de qualidade define-se pela sua personalidade, pela forma como vive a vida. E drogas, crimes, etc não são lá grande coisa... são MEDÍOCRES.


Aqui está a razão pela qual o ser humano tem vícios mesmo sabendo que estes lhe fazem mal:

O EGO.

Porquê?

Porque uma vez que o estado emocional de quem funciona através do Ego é aleatório e está fora do controlo dessa pessoa, ela não se consegue sentir bem e satisfeita durante muito tempo. E então procura prazeres rápidos para se sentir melhor e tentar controlar o seu estado emocional. É a chamada gratificação a curto prazo. Sabe bem e dá prazer no início mas prejudica no futuro. É por causa do Ego que existem vícios como o tabaco, o álcool, as drogas (que criam uma falsa sensação de confiança e auto-estima), a comida (os doces e os bolos, que engordam...), compras, café, etc.


E a pior consequência do Ego é impedir que as pessoas aprendam. Pois para aprender é necessário reconhecer-se que não se sabe algo em relação a algo, é necessário honestidade em relação a si próprio. E para quem funciona através do Ego, precisar de aprender algo novo (como o que eu tenho para ensinar através do Cool Vibes) é um sinal de baixo valor pois não se sabe algo. E como se está a mandar um sinal de baixo valor para o exterior não se vai obter validação/aprovação deste. A opinião/reacção deste vai ser negativa do tipo “ah és um palerma por precisares de aprender essas coisas e as andares a aprender... não és digno de estar próximo de alguém tão superior (e medíocre) como eu (que pensa) que não precisa disso”.


Então qual é a alternativa? Qual é a solução para quem se quer ver livre do Sistema Operativo do Ego?

A solução é INTEGRIDADE. No meu livro eu explico como é que se cria e desenvolve integridade (aliás, é o capítulo mais importante do livro). Mas para ti, que estás a investir o teu tempo e energia para leres este blog (sim, eu sei que estás a ler isto agora...) viver uma vida de Integridade é dizer SEMPRE a verdade. È desenvolver os 3 grupos de qualidades que te vão tornar naturalmente atraente para as mulheres e permitir que cries a vida de qualidade que queres ter. É desenvolveres a tua Masculinidade, Maturidade e tornares-te Interessante. É assumires a responsabilidade pela tua vida e bem estar e aprender e fazer tudo o que for preciso para atingires o que desejas. É desenvolveres Independência e Confiança. É procurares o teu bem estar no teu interior e não no exterior (ou Ego). É teres paixões na vida e encontrares e seguires o teu caminho na vida. É aceitares-te tal como és e adorares-te, pois Auto-Estima é sempre e só a tua opinião/reacção em relação a ti próprio (é por isso que é “Auto”). Aprende a gostar de ti, a respeitares-te e a tratares-te da forma como queres que os outros te tratem.


Estas pessoas que funcionam através do Ego não são “más”, são pessoas perdidas na vida. Não as julgues nem critiques, tem compaixão por elas e respeita-as, mas aprende a detectá-las e decide se queres aproximar-te delas ou não. A verdade é que, e sejam homens ou mulheres, são pessoas medíocres pois a sua forma de funcionar na vida só lhes traz (e a quem tem relações com elas, seja de amizade ou intimidade) momentos/situações/resultados medíocres. Há que começar a tratar as coisas pelos nomes. Medíocre ou de Qualidade. O ser humano não é um animal indefeso ultra sensível tipo castelo de cartas. Só o Ego pode ser magoado e ferido, por isso vê-te livre dele. Aprende a analisar as pessoas e a detectar se são de qualidade, e selecciona apenas aquelas que forem de qualidade, pois já sabes o que acontece se tiveres uma relação com alguém medíocre...


A questão é: queres sentir-te bem ou mal? A escolha é só tua.


Divulga o meu blog e o Cool Vibes.


Se tens dúvidas/perguntas/opiniões manda-as para:

CoolvibesClub@hotmail.com


Trabalha com a Realidade, Enfrenta a Verdade.

Constantino

2 comentários:

Anónimo disse...

"Fazer-se de difícil – Há muitas mulheres que fazem isto, pois sabem que se não tiverem logo uma opinião/reacção positiva em relação ao homem que está interessado nelas, ele vai andar atrás delas para obter essa validação/aprovação."

o que elas não percebem é que eles não gostam delas, porque eles não as conhecem, eles querem é validação...e essa é a sua única motivação.

Pedro Constantino disse...

É mesmo isso. Pois se não as conhecem como podem gostar delas? Não sabem nada sobre elas nem como elas são. Logo a única motivação que têm é de obter algo delas. Serem aceites por elas, obter validação, ter sexo com elas, etc. Na sua essência é usá-las para obter uma satisfação pessoal qualquer. No fundo ambos querem essa validação: a mulher procura obtê-la fazendo jogos e fazendo-se de difícil, ele perseguindo-a e indo tentando várias coisas. O que nenhum dos dois nessa situação procura fazer é contribuir para a vida do outro ou aperceber-se que o outro mete-se com jogos e que por isso não é uma boa escolha de parceiro.