AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

“O Que Fazer Quando Se Sente Desejo de Estar Com Outras Mulheres Quando Se Está a Namorar”

“O Que Fazer Quando Se Sente Desejo de Estar Com Outras Mulheres Quando Se Está a Namorar”


Pergunta de Leitor:

“Olá Pedro!

Primeiramente, gostaria de agradecê-lo pela excelente transformação que o Cool Vibes está passando, e agora cada vez mais Faroeste do que nunca. :) haha É muito divertido ver "os tiros da Integridade" em vários parágrafos dos textos. É incrível. Parabéns. Agora vamos a pergunta. 

Ultimamente, venho sentido uma vontade de estar com outras mulheres, mesmo estando namorando. 

Identifiquei isto como sendo um ataque do meu Ego, porque no post "Como Ser Feliz Numa Relação Amorosa, Namoro e Casamento" de Fevereiro de 2014, tu escreveste: 

"...há uma diferença entre o homem comprometido que tem dificuldades em conhecer mulheres e ter namorada, e o homem comprometido que tem o poder suficiente para conhecer mulheres regularmente e ter namorada sem grandes dificuldades. O primeiro tem medo que a relação acabe pois sabe que sozinho está tramado, logo o seu Ego vai atacá-lo com fantasias com outras mulheres e frustração por não estar a experienciar variedade feminina e sexual..." 

Então, acredito que sou este homem comprometido que tem dificuldades em conhecer mulheres e ter namorada e por isso fico fantasiando e desejando saber como é estar com outras mulheres. 

Veja bem Pedro, namoro há 4 anos e nunca estive com outra mulher. A minha primeira e atual namorada foi a minha primeira mulher (perdi a virgindade com ela). Vejo que comecei o namoro mais por atração do que por qualidade, era inexperiente na época, um menino. Mas depois destes 4 anos, aprendi muito, e também percebi que durante um namoro existe uma certa criação de desejo, pois quando estamos namorando podemos fazer sexo a qualquer momento e esse potencial, com o tempo, vai criando desejo em nós... e em mim é muito mais intenso, pois não conheço (não sei como é estar com) outra mulher ainda...

Para mim trair é a atitude mais horrível que alguém possa fazer com outra pessoa e eu nunca traí minha namorada e nem quero nunca fazer isso a uma mulher, pois isso não é o certo, e nem desejo karma negativo. Acontece que o desejo (de estar com outra mulher e não de traí-la) existe, mas eu não o sigo. Vão sempre haver pessoas mais atraentes que vão mexer connosco, mas cabe a nós nos afastar. 

Por outro lado, quem já experimentou de várias formas (não só sexual) várias mulheres (como você experimentou) por escolher percorrer um caminho difícil, e não por uma atitude narcisista, conseguiu um Poder incrível e conseguiu Experiência. Pois percorrendo este caminho, o homem passa a enxergar que nenhuma mulher é especial e que todas têm o mesmo valor. O homem passa a ter uma presença masculina muito forte e sem o medo de perder a mulher. Eu quero este Poder e esta experiência. Pois como só conheci uma, é óbvio que eu a super valorizo. :( 


São questões que me incomodam, tudo bem que a minha percepção ainda é baixa, mas vejo que chega um momento que um homem precisa passar se quiser evoluir mais, onde conhecer outras mulheres em todos os sentidos, faz parte do caminho, e é requisito para essa evolução. Escolhendo desapegar, poderei ser uma presença mais masculina, e não terei tanto medo de perder uma mulher.

Muito obrigado por tudo. 

O que me dizes?

Forte abraço”


Resposta, comentários:

Digo que agora comia uma fatia de bolo brigadeiro =)

É bom de vez em quando receber textos em que não tenho de fazer de professor de língua portuguesa. O caminho Espiritual começa com o nosso aperfeiçoamento como ser humano, o que significa que aprendemos a fazer com excelência tudo o que é normal fazer como ser humano, e aprender a escrever correctamente é portanto essencial neste caminho. Lavar os dentes também =) já disse uma vez num áudio, creio eu, que o Espírito é o melhor ser humano, pois está consciente de tudo e tem energia e sabedoria suficiente para fazer tudo com excelência como ser humano, e esses são os primeiros sintomas de uma verdadeira evolução espiritual, ou pelo menos sinais de um esforço real para que tal nos aconteça.

O faroeste é divertido, mas aqui não é apenas entretenimento. Como já disse o ego é infinitamente persistente e as suas ilusões grandiosamente convincentes, logo temos de ser duros e implacáveis na sua denúncia para tentar ajudar a pessoa a acordar e a ver a realidade da sua situação. Só vendo a realidade da nossa situação actual podemos fazer algo em relação a isso e começar a fazer as escolhas certas que eventualmente levarão à nossa transformação e evolução. Honestidade é o primeiro passo para a Integridade.

Não te preocupes, desta vez não terei de sacar o revólver pois no teu comentário e pergunta foste humilde e sincero o suficiente. Facilmente poderias ter-te armado em campeão e negar a tua limitação humana como homem (desejo de estar com outras mulheres estando a namorar) e fingir ser já um anjo perfeito inabalável pela condição humana. Aí sim, o revólver iria fumegar, mas como foste honesto contigo próprio ao aceitar a imperfeição que todos temos como homens, e assim foste honesto com todos nós aqui no Cool Vibes (somos só 2 ou 3, e um deles nem existe, portanto é tranquilo lol), irás experienciar os benefícios de ser honesto em vez das balas do revólver por seres orgulhoso e estares em negação, não como castigo mas sim para te tentar acordar. E a diferença é imensa.

“Ultimamente, venho sentido uma vontade de estar com outras mulheres, mesmo estando namorando.”

Ora aí está, bem-vindo ao mundo real =D lamento informar-te que é uma treta e é por isso que evoluímos espiritualmente lol isso é algo que acontece a todos os homens, admitam eles ou não, pois o ego prefere reprimir e negar esse desejo, ou então simplesmente segue-o e trai a namorada, o que é uma péssima ideia… (calma Pedro, larga o revólver lol). Tenha-se facilidade ou dificuldade em conhecer mulheres e ter namorada, como homens todos sentimos esse desejo pois a atracção não se desliga e a sexualidade em si não tem morais… cabe a nós tornarmo-nos íntegros para que a nossa sexualidade passe a ter morais. Assim sendo, a sexualidade está sempre interessada, digamos assim, mesmo que adoremos a nossa namorada. Não é a emoção de desejo em si que importa, mas sim o que escolhemos fazer perante ela.

“Vejo que comecei o namoro mais por atracção do que por qualidade, era inexperiente na época, um menino.”

Isso é normal, todos os namoros começam por atracção. Só por atracção é que pode ser má ideia caso queiras uma boa relação. Para quem quer bons namoros é essencial desenvolver discernimento de essência, pois uma mulher demasiado narcisista será sempre uma má namorada, e isso leva a todo o tipo de problemas e momentos desagradáveis numa relação.

“durante um namoro existe uma certa criação de desejo, pois quando estamos namorando podemos fazer sexo a qualquer momento e esse potencial, com o tempo, vai criando desejo em nós... e em mim é muito mais intenso, pois não conheço (não sei como é estar com) outra mulher ainda...

Há aí uma certa confusão mas não estás completamente errado. O potencial de desejo está em todos nós, não é criado pelo namoro, é algo independente do exterior. Tendo ou não experiência com outras mulheres esse desejo existe à mesma pois faz parte de nós como seres humanos, e a sua intensidade depende mais da nossa imaginação do que do que nos acontece. A diferença apenas surge quando evoluímos e começamos a transcender a mente, dando cada vez menos importância aos pensamentos/imaginação (ilusões). Quando íntegros começamos a ver o desejo pelo que ele realmente é e percebemos que é baseado na ilusão da separação, na qual acreditamos precisar de algo exterior a nós para nos sentirmos bem e completos. O que não faz sentido sequer uma vez que somos o Espírito e o Espírito é tudo, não existe nada exterior fora do tudo lol mas essa é uma Visão muito elevada, e parece-me que basta experienciar que o desejo não tem de ser satisfeito para nos sentirmos alegres.

nunca traí minha namorada e nem quero nunca fazer isso a uma mulher, pois isso não é o certo, e nem desejo karma negativo. Acontece que o desejo (de estar com outra mulher e não de traí-la) existe, mas eu não o sigo.”

Óptimo. No fundo basta contemplares o desejo quando este surge e esperares que ele desapareça pois todas as emoções são temporárias. É essencial que ignores e recuses todas as imaginações e comentários mentais que venham com essa emoção, e que te habitues a viver normalmente o dia-a-dia ao mesmo tempo que a emoção de desejo te ataca. E acredita que quando começares a fazer isso o ataque será ainda mais intenso e pior, mas nada mais é que o ego a tentar convencer-te de que a sua sugestão é boa ideia, o que não é, e por isso aguentas-te firme e continuas a ignorar e a recusar a sua sugestão (desejo), e as imaginações que venham com ele. A parte do firme é o que faz quase todos desistirem da evolução espiritual, pois é mesmo muito difícil, mas com o tempo descobrimos a paz e alegria que vêm depois de se sobreviver à tempestade, e experienciamos os ataques a desaparecer e a serem cada vez mais fracos, logo é sempre gratificante passar pelas tempestades, e resistir às seduções, do ego. Todo o esforço é recompensado para além da nossa imaginação e vale sempre a pena. Na verdade é a única coisa que realmente vale a pena, a longo prazo lol

Vão sempre haver pessoas mais atraentes que vão mexer connosco, mas cabe a nós nos afastar. 

Nem é preciso a outra mulher ser mais atraente que a nossa namorada, basta ser de alguma forma minimamente sexualmente apelativa e já está, o nosso lado animal (ego) fica logo todo maluco, pois da experiência de atracção vem o desejo com todo o tipo de imaginações de prazer sexual. Então primeiro admitimos a nós próprios, sem julgamentos, que sentimos esse desejo. Estamos nesse momento a aceitar a realidade de que sim, sentimos esse desejo. Assim temos um alvo concreto e real no qual trabalhar. Esse trabalho consiste, como já expliquei, em contemplar a emoção de desejo ignorando/recusando as suas imaginações, e esperar que esta desapareça. Passado algum tempo de o fazermos regularmente e disciplinadamente, com convicção e determinação, vamos começar a ver o desejo pelo que ele é, e descobrimos por experiência que não temos de satisfazer esses desejos (pois são ilusões), e as suas imaginações começam a ser cada vez mais aborrecidas para nós. Passado mais algum tempo finalmente começamos a transcender esse desejo de forma consistente, e tornamo-nos num homem verdadeiramente fiél, e não num homem que parece fiel porque não consegue conhecer mulheres normalmente (é “fiel” por falta de capacidade, portanto lol).

Por outro lado, quem já experimentou de várias formas (não só sexual) várias mulheres (como você experimentou) por escolher percorrer um caminho difícil, e não por uma atitude narcisista, conseguiu um Poder incrível e conseguiu Experiência.”

Sem experiência nada se aprende na verdade. É por isso que não devemos perder tempo a ouvir idiotas que dão opiniões sobre algo que nunca fizeram ou experienciaram na vida =) isso seria aprovar falsidade (pois eles não têm verdadeira sabedoria, apesar de acreditarem que têm e que percebem do assunto porque leram sobre isso) e orgulho (porque ser aquele que sabe sobre algo, ter razão e ser visto como mestre – de conhecimento superior aos outros – traz validação e orgulho).

“Pois percorrendo este caminho, o homem passa a enxergar que nenhuma mulher é especial e que todas têm o mesmo valor.”

É preciso ter cuidado com essa percepção e com o significado de especial. Todas as mulheres têm o mesmo valor como ser humano e mulher, sim. Mas é importante que não se veja isso como pretexto para se desvalorizar a mulher individualmente, ou seja, para não se dar o devido valor à mulher que está connosco. Ninguém é especial porque todos temos os mesmo valor como seres humanos. O superficial e a aparência podem ser diferentes, mas somos todos seres humanos, logo somos todos a mesma coisa digamos assim, logo ninguém é especial e tem mais valor que os outros como ser humano. Agora, não é apropriado e não faz sentido valorizarmos da mesma forma uma pessoa íntegra e uma não íntegra, nem trata-las da mesma forma. O Espírito vê tudo como realmente o é, e a atitude é diferente conforme o que está à sua frente. Ter sempre a mesma atitude seria ignorar a realidade, o que seria estúpido pois levaria a escolhas erradas uma vez que se estaria a supor que tudo é igual, mas neste mundo do ego não é.

“O homem passa a ter uma presença masculina muito forte e sem o medo de perder a mulher. Eu quero este Poder e esta experiência. Pois como só conheci uma, é óbvio que eu a super valorizo. :( 

O medo de perder a mulher é o mesmo que desejar a mulher lol vem da ilusão de separação e da necessidade de algo exterior para nos sentirmos bem e completos. A mulher pode trazer uma série de experiências agradáveis ao nível humano, mas não é a fonte da nossa felicidade e existência. É o Espírito que é a nossa fonte de felicidade e existência, e é quando ganhamos consciência disso que o medo de perder a mulher desaparece. Claro que sabermos que conseguimos com relativa facilidade conhecer outras mulheres ajuda, mas o medo apesar de reduzido mantém-se, pois essa capacidade a longo prazo é apenas uma bengala.

É suposto valorizar-mos o que merece ser valorizado, mas pelas razões certas, por uma razão real. A mulher íntegra merece ser mais valorizada que a não-íntegra, por razões óbvias. Isto não significa que agora vamos desrespeitar as não-íntegras lol significa sim que respeitamos ambas mas o nosso interesse nas íntegras é claramente superior ao do nas não-íntegras. A certa altura chega-se a um nível de consciência em que o corpo das não-íntegras pode até ser atraente e praticamente perfeito, mas elas já não nos atraem (não há desejo) e o interesse nelas passa a ser zero, assim como deixa de haver qualquer tolerância em relação a elas. É que a nível humano todos temos o mesmo valor pois todos somos humanos, mas a nível Espiritual uns são genuinamente melhor que os outros. Isto pode parecer escandaloso dizer, mas antes que cometas o erro de pôr a mão no revólver para me tentar silenciar, deixa-me alertar-te que é melhor estares quieto pois eu sou mais rápido e tenho melhor apontaria que tu e vais-te aleijar lol
Repara: achas mesmo que uma pessoa que trai, mente, é mal intencionada, procura prejudicar os outros, é preguiçosa, e faz tudo por razões narcisistas tem o mesmo valor espiritual que uma pessoa honesta, corajosa, optimista, que se esforça pelo bem maior, que tem os outros em consideração quando faz as suas escolhas e que prefere perder oportunidades de satisfação por uma questão de princípios de moral? Claro que não tem. Nem é honesto tratar ambos da mesma forma. O primeiro trata-se como um não-íntegro traidor, mentiroso e preguiçoso (rejeição, desinteresse) o segundo trata-se como um íntegro honesto, corajoso e respeitador (interesse, valorização).

Se transcender o ego é recusar as suas ilusões, e o ego é impessoal, achas que faz sentido recusar apenas as do teu ego e não as dos outros? Se largamos o nosso ego largamos o dos outros também ao mesmo tempo, pois este é impessoal, é programação animal de sobrevivência, com esteroides lol. Não é possível fazê-lo de outra forma, quando o largar em nós é real é automático e simultâneo em relação aos outros. Quando deixamos de tolerar o nosso deixamos de tolerar o dos outros, pois uma vez que o ego é impessoal significa que é o mesmo (o nosso e o dos outros), pois é uma forma de ser que ou se aceita ou não se aceita e rejeita em nós e nos outros. Isto porque entre outras coisas não tem morais, ou seja, nunca tem os outros em consideração apesar de poder parecer que tem, e tudo o que faz é por razões narcisistas – “o que eu ganho com isto” – apesar de por vezes parecer que não é, e de muitas das vezes essas razões narcisistas serem imateriais. Quando são imateriais são como que invisíveis para os não-íntegros, logo é como se não existissem, o que torna possível fazer as coisas por razões narcisistas camufladas e parecer que é com a maior bondade do mundo e intenção de fazer o outro feliz.

Quanto à tua namorada, se a super valorizas porque ela foi a única mulher com quem estiveste na vida, é verdade que lhe estás a dar um valor que ela não tem pois ela não é a única mulher no mundo, e é real o facto de haverem mulheres mais evoluídas que ela. Irás deixar de dar-lhe esse super-valor e passar a dar-lhe o valor merecido conforme fores evoluindo, acordando para a realidade e vendo através das aparências.

“…vejo que chega um momento que um homem precisa passar se quiser evoluir mais, onde conhecer outras mulheres em todos os sentidos, faz parte do caminho, e é requisito para essa evolução.”

Eu logo vi que isto estava a correr demasiado bem para ser verdade…

Bang! Bang! Bang! =D

Estou a brincar.

Sim, é verdade que sem experiência com várias mulheres (sendo solteiro), o homem não aprende o que precisa de aprender, e não desenvolve todas as qualidades necessárias para estar à altura de uma boa mulher e das responsabilidades e desafios de uma relação amorosa como deve de ser. Temos então todos de passar por essa experiência. Mas também é verdade que só o Espírito sabe o que realmente precisamos de experienciar momento a momento, em cada fase da nossa vida. Ou seja, apesar do que disseste ser verdade, nem eu nem tu sabemos se agora é o momento certo para teres essas experiências com várias mulheres, o que significaria que terias de acabar a tua relação. Parece-me que se estás agora numa relação é porque em termos de evolução espiritual é suposto estares. Estás também a aprender agora, e provavelmente precisas das lições desta relação para o que vem a seguir.

A escolha é tua, é uma questão de preferências. Se estás farto da relação e o que queres mesmo experienciar agora é estares livre para te aventurares socialmente com todas as mulheres que conseguires a nível amoroso, então acaba a relação e parte à aventura. Não há julgamentos morais a fazer em relação a essa escolha, és livre. Se neste momento preferes as vantagens e lado positivo da relação, então é isso que deves escolher. Chegará o dia em que a relação vai acabar, seja porque razão for, até pode ser porque estás mesmo farto dela e queres mesmo experienciar a aventura de ter algo com outras mulheres e decides acabar a relação. Está tudo certo, o que não podes ignorar é o que realmente queres, porque se é real é um sinal do Espírito e é assim que nos tornamos autênticos, e depois íntegros.


Obrigado pela tua pergunta.

quarta-feira, 30 de Julho de 2014

“Devemos ter algum tipo de preocupação se a pessoa que nos atraiu já tem namorado ou não?”

“Devemos ter algum tipo de preocupação se a pessoa que nos atraiu já tem namorado ou não?”



Pergunta de leitor:


“Anónimo disse…

Olá Pedro C. 
Antes demais quero agradecer-te por todo o teu contributo para a comunidade com os teus conselhos e dicas sobre este tema apaixonante.  

Deixa-me então expor as minhas incertezas:



Tenho ouvido os teus podcasts do canal no YouTube e sinto que me elucidaram em muita coisa, contudo há um pormenor, ou por maior, que me está a deixar inquietante.  

Ando numa fase de frequentar bares para tentar encontrar uma possível parceira. Para isso tenho frequentado esses locais quase sempre sozinho, pois apesar de me considerar uma pessoa tímida não tenho qualquer problema. Sinto-me confortável, e como referes num dos vídeos por vezes é melhor sozinho pois se levarmos amigos somos sempre influenciados e inibidos por comentários por vezes pouco agradáveis por parte de um amigo, e assim sozinhos conseguimos abstrair-nos e concentrar-nos e observar melhor o ambiente, e assim podemos agir da melhor forma.  
Só que tenho aqui um problema de que para além de ainda não aceitar muito bem as negas que algumas gatas me vão dando, fico ainda ali a remoer ao invés de esquecer e partir para outra, mas tenho consciência que irei conseguir lidar melhor com isso. Há então para já este próximo problema, e que já me aconteceu várias vezes e me inibiu de ir lá falar com a tal rapariga: imaginemos a situação de estar relativamente perto do meu alvo, uma miúda muito atraente que me chamou à atenção, no entanto ela está acompanhada por uma amiga, por exemplo, e que não é nada atraente. Admito que me sinto mal, podemos dizer assim, por ir abordar a rapariga que me chamou à atenção e deixar de lado a outra. Sinto que não posso estar na conversa muito tempo com a miúda que me atraiu pelo facto de a outra ficar ali sentindo-se de certa forma rejeitada. Como devo proceder? Não me devo incomodar com o facto de a outra rapariga ficar sozinha enquanto estou a falar com a miúda gira? Sinceramente esta situação deixa-me inibido. É que sinceramente não consigo dar letra às duas miúdas quando no fundo só me sinto atraído por uma miúda. Gostaria de saber a tua opinião Pedro C.
E por último, um dos meus maiores receios é perder assunto quando estou a falar com a miúda que me atraiu. Perguntar a idade a uma miúda é uma indelicadeza ou não há problema? E achas que deva pedir logo que possível o seu número de telefone e depois tentar afastar-me um pouco na esperança de ela vir a responder a futuras conversas?

Outra questão é: achas que devemos ter algum tipo de preocupação se a pessoa que nos atraiu já tem namorado ou não?

Eu gostava mesmo de ter uma opinião tua sobre estes pontos.  
Acredito que me vais mais uma vez elucidar sobre tudo isto que referi.  
Muito obrigado e continua com este projecto.



Resposta, comentários:

Obrigado mas, qual comunidade…? A comunidade dos ranchos folclóricos de Rio Seco dos Marmelos? Ou a comunidade do lar de 3ª idade de jogadores de bisca de Vila Nova do Coito? =)

Eu não faço parte de nenhuma comunidade.

Se faço algum contributo é para todas as pessoas minimamente normais interessadas na Verdade e em se tornarem íntegras, e não para uma comunidade qualquer em específico.

Sinceramente parece-me que os meus áudios não te elucidaram em praticamente nada, e na verdade não sabes o que realmente te deveria deixar inquieto, mas eu vou-te dar umas luzes.

Para começar, a tua escrita é horrível. Confusa e cheia de erros de ortografia e de gramática. Foram várias a correcções que tive de fazer para tornar o teu comentário minimamente claro e perceptível.

Queres evoluir como ser humano e aprender como conhecer e atrair mulheres?

Primeiro aprende a escrever.

Não admira que haja quem se queixe que as mulheres não lhes respondem aos sms e mensagens no Facebook… com uma escrita horrível não é de admirar. Eu se calhar também devia deixar de responder a perguntas e comentários cujo português é uma desgraça =) Dois ou três erros por distracção ou cansaço é perfeitamente aceitável, mas isso é uma coisa. Outra coisa é um texto consistentemente caótico e confuso, cheio do mesmo tipo de erros. Porque irá uma mulher querer um homem que mal sabe escrever? Não quer e faz muito bem. Saber andar, falar e ir à casa-de-banho sozinho não chega, é preciso saber escrever correctamente também.

Anónimo disse…”

Começas bem. Só os cobardes se escondem por detrás da “identificação” como anónimo, nomes de código ou alcunhas. Um homem a sério dá a cara pelas suas escolhas e preferências e enfrenta o que tiver de enfrentar. Aqui no Cool Vibes dá-se a cara e o nome pela Integridade, e é por isso que uso fotos reais minhas e começo todos os áudios com “Olá, daqui é o Pedro Constantino do Cool Vibes”.

E na verdade qual é o grande problema? Tens medo de ser descoberto aqui? Lol um sítio cujos princípios de orientação são a honestidade, integridade e coragem, entre outros do género? Achas esses princípios estúpidos e de baixo valor, e razão suficiente para te sentires envergonhado de aqui vir, com medo da reacção de quem te conhece ao saber que aqui vens? Isso é estúpido, e hoje vais servir como exemplo. As mulheres querem homens, e não cobardes. Homens que dão a cara por aquilo em que acreditam, e que estão prontos para levar com as reacções seja de quem for. Isso é verdadeira confiança e poder, e as mulheres sentem isso no homem ao olhá-lo nos olhos: pois a sua experiência é real, a atitude é real, a confiança é real. Chama-se a isso ser íntegro e não é possível ser fingido.

por vezes é melhor sozinho pois se levarmos amigos somos sempre influenciados e inibidos por comentários por vezes pouco agradáveis por parte de um amigo”

Isso nem sequer são amigos, são idiotas por isso vê-te livre deles. Um amigo verdadeiro ajuda-te, não faz comentários para te desmotivar e sabotar. Se eu fosse o amigo o que provavelmente te iria acontecer é que eventualmente uma mulher iria meter conversa contigo. É esse o “meu” nível de poder. “Meu” (entre aspas) pois na verdade não é “meu”, é uma dádiva do Espírito que sem humildade e gratidão genuínas desaparece. É o que tem acontecido há anos com amigos meus, alguns deles nem sequer têm grande dedicação ao que ensino no Cool Vibes sobre como conhecer mulheres e ser atraente. É como se fosse magia, mas vai acontecendo, alegra-nos ainda mais o convívio e deixa-nos com belas memórias.

Mas para isso primeiro é preciso ser-se meu amigo. Há um preço alto a pagar para se poder ser meu amigo, e um preço ainda maior para se ser como eu. E esse preço a pagar no fundo é simples: não se pode ser um amigo do ego. O preço a pagar é então largar o narcisismo que tem orientado as nossas escolhas e preferências na vida. Porque repara, os amigos do ego são como as máfias. Todos os mafiosos se protegem uns aos outros na medida em que escondem os crimes cometidos e tentam fugir à lei. Os amigos do ego, ou sosses não íntegros, todos concordam com o uso de mentira, com orgulho e prazer como prioridades sem quererem saber como isso afecta os outros, e ajudam-se a safar uns aos outros para tentarem não sofrer as consequências das suas escolhas narcisistas não íntegras. Dão pancadinhas nas costas e aprovação uns aos outros pois todos são a mesma desgraça, e ao olhá-los nos olhos geralmente vês “podridão”. Só que aqui a história é outra, a falta de integridade não é aprovada e é denunciada.

Nota: O cómico dos não íntegros se tentarem proteger uns aos outros é que é impossível fugirem às consequências das suas escolhas. Apesar de a consequência lógica a curto prazo poder ser grande parte das vezes evitada, a sua ignorância não lhes permite Ver que tudo o que nos acontece é consequência do que somos, logo não é uma entidade ou evento exterior que nos “castiga”, somos nós próprios com as nossas ilusões e egocentrismo que potenciamos o nosso inevitável sofrimento. O problema continua agarrado a eles quando viram as costas a tentar fugir a correr das consequências: são eles próprios, e é apenas uma questão de tempo até à próxima estupidez os fazer mais uma vez sofrer, trazer problemas e complicar-lhes a vida.

“não aceitar muito bem as negas que algumas gatas me vão dando, fico ainda ali a remoer”

O problema das negas ou rejeição é sempre o orgulho do homem. As negas incomodam-te pois és um orgulhoso, de falso orgulho. Orgulho é a tua prioridade na vida, julgas-te melhor do que és, logo quando vem a nega, a tua falsa auto-imagem de perfeição cai por ali abaixo como um castelo de cartas e ficas na miséria, de orgulho ferido como dizem lol és um amigo do ego, e aí tens as consequências da tua escolha. Um homem humilde não tem problemas com negas e rejeições e não fica a remoer em nada pois não há nada para remoer. Negas e rejeição são uma ilusão construída pelo próprio orgulho do ego (é estúpido não é? Lol). Tens que deixar o teu orgulho morrer pela Integridade, e todas as negas, rejeições e erros dão-te essa oportunidade.

Depois, a tua escolha de linguagem revela-me a tua essência e intenção:

“Gatas”, “alvo” e “dar letra”.

“Gatas” – avalias as mulheres meramente pela sua aparência e sexualidade, trata-las portanto como um objecto sexual. Se a mulher te excita é uma gata ou gaja, nomes que reduzem a mulher a apenas um corpo ou aparência que pode ser usado para sexo. Um objecto sexual, portanto. Os termos normais a usar são miúda (quando é nova ou imatura), mulher (no geral) ou senhora (quando de facto é uma senhora ou é uma mulher mais velha).

“Alvo” – vês a mulher apenas como um meio para atingir um fim. Como algo a usar para obteres o que queres. Nem sequer tens a capacidade de ver a mulher como um ser humano, para ti ela é apenas um objectivo, algo a conseguir alcançar. Uma ferramenta a usar para satisfazeres um desejo narcisista qualquer que pode ir de validação (orgulho) a prazer (sexo), mas geralmente ambos.

“Dar letra” – para ti uma conversa com uma mulher é apenas um jogo de manipulação no qual tentas controlar como ela se sente em relação a ti, e as suas reacções, de forma a que estejam de acordo não só com o teu objectivo narcisista (de orgulho/prazer) como com a tua ilusão do que é ser visto como fixe perante uma mulher (o que é orgulho também).

Isto pode ser consciente ou inconsciente em ti. Provavelmente nem o consegues ver em ti, e se o conseguires ver duvido que o consigas admitir por razões de orgulho e irás negá-lo, reprimi-lo e/ou tentar justificá-lo dando-lhe razões que não tem (falsidade). Ou então irás admiti-lo para obteres a minha aprovação, o que não vai resultar lol o ego perde sempre à grande perante a Integridade.

“Admito que me sinto mal, podemos dizer assim, por ir abordar a rapariga que me chamou à atenção e deixar de lado a outra.”

Então não a deixes de lado. Aprende a apreciar uma conversa com outro ser humano sem que essa conversa seja motivada pela atracção que sentes, e sem essa conversa ter de dar em sexo ou validação para a tua falsa auto-imagem de perfeição. Não me pareces socialmente normal pois eu nunca tive esse problema. Apesar de ao início ser tímido, sempre apreciei a interacção e humor. Sempre apreciei o tema pelo tema e o humor pelo humor, mas para isso é preciso gostar-se de conversar com uma mulher e não ver-se a conversa como uma forma de a manipular para depois a usar para validação e prazer.

Já falei disto na resposta a um comentário, mas nunca tive problemas com as amigas das mulheres por quem me senti atraído. Se há duas ou três mulheres no grupo, óptimo! Vamo-nos divertir todos juntos. Eu quero trazê-las todas para o meu contexto/estado de alegria e celebração. Vamos todos beber um copo juntos!! Eu deixo acontecer o que tiver de acontecer, e se nada tiver de acontecer, então nada acontece. E depois? Continuo a ser o mesmo homem e amanhã é outro dia. Deixo serem elas a preocuparem-se com qual delas me vai conseguir seduzir hehe e se me interessar mais por uma então falo mais com ela, e as amigas ou fazem parte disso ou deixam-nos sossegados. Quando a intenção é boa e tratamos as pessoas com respeito, e trazemos alegria ao seu momento, não como técnica de actor mas porque realmente somos assim e é tudo real, elas vão gostar de nós e nesse caso a amiga irá de propósito à casa-de-banho, ou vai buscar uma bebida para nos deixar a sós, ou vai-se embora para casa, ou às vezes até empurra a amiga para cima de nós a tentar ajudar a fazer as coisas acontecer =) a vida é bonita quando nós somos bonitos interiormente, e não quando apenas pensamos que somos, ou tentamos fazer parecer que somos, mas na verdade não somos. Amigos do ego nunca experienciam este lado bonito da vida.

“um dos meus maiores receios é perder assunto quando estou a falar com a miúda que me atraiu”

Porquê, és uma mulher? Um rádio talvez? Ou tens algum contracto com alguém no qual diz que tens de estar sempre a falar sobre alguma coisa? Qual é o problema, tens medo do silêncio? Ah, já me esquecia, estou a falar com o Senhor Anónimo Cobarde da Silva =) claro que tens medo do silêncio, e tens medo de a perder, tens medo que a mulher se farte de ti e se vá embora pois no fundo desconfias que a tua essência não é nada de especial e receias essa confirmação. Queres ter sempre assunto pois acreditas que enquanto tiveres assunto vais conseguir controlá-la e assim mantê-la perto de ti. E ela vai ficar ali por perto a aturar-te e a validar-te, e com assunto constante tentas evitar (ou apenas adias) a rejeição e nega que tanto te perturba.

Uma mulher escolhe livremente continuar por perto de um homem não por causa da sua conversa mas por causa do seu coração. Por causa do que é real nele. És assim tão horrível como ser humano que tens de tentar manter uma mulher por perto à força com conversa constante, e se assim não for ela pira-se e nunca fica ao pé de ti?

A verdade é que quando estamos com uma mulher nem sequer temos de falar grande coisa. O homem confiante é naturalmente silencioso, e é muito mais importante aprenderes a calar-te, deixar a mulher falar quando e enquanto lhe apetecer, e o principal: saber ouvir.

O teu problema é que estás a tentar arranjar namorada pelas razões erradas, vais falar com as mulheres pelas razões erradas e estás a ver tudo ao contrário. Logo fazes a escolha errada em todas as situações que surgem nesse processo. Tens de trabalhar em ti, ser autêntico, não esconder nada (interesse, entusiasmo, medo, vergonha, etc), ser honesto e corajoso, e assim mais cedo ou mais tarde irás ter uma namorada minimamente decente.

Sabes que para uma namorada te acontecer tens realmente de gostar da mulher e ter qualidades genuínas…?

“Perguntar a idade a uma miúda é uma indelicadeza ou não há problema?”

É estúpido e desnecessário. Espera que seja ela a dizer-te a idade. Se ela gostar de ti vai acabar por dizer-te, pois quer perceber se a sua idade te incomoda, ou se na visão dela és demasiado novo ou demasiado velho para ela. É uma informação que surge naturalmente. Lembro-me há uns anos atrás de uma noite em que duas miúdas (eram um pouco mais novas que eu) tiraram os B.I.s de propósito da carteira para me provar que ambas tinham mais de 18 anos hehe

“achas que deva pedir logo que possível o seu número de telefone e depois tentar afastar-me um pouco na esperança de ela vir a responder a futuras conversas?”

Não te tornas mais atraente por te afastares, na verdade até deve ser um alívio quando te vais embora pois tens segundas intenções, és orgulhoso e narcisista e mal sabes escrever.

O número de telefone ou qualquer contacto pede-se quando faz sentido pedir. E quando faz sentido pedir? Quando o homem e a mulher passaram um bom bocado juntos, a sua ligação é real e ambos têm vontade de se voltar a ver. Então quando te tens de ir embora pedes o contacto. Não finges que te tens de ir embora, pedes o contacto quando realmente te tens de ir embora. As mulheres só sentem falta de homens que quando estão com elas as fazem sentir-se bem, e para isso é preciso o homem ter qualidades genuínas, e não fingidas tipo actor. Afastar-te pode parecer um truque de manipulação esperto mas na verdade apenas atrai mulheres com panca, orgulhosas, fracas de espírito, narcisistas, não íntegras, carentes, que quando te afastas sentem que já não estão a ser validadas, o seu ego liga os alarmes e elas vão atrás não do homem (que se vai achar o maior por ela ir atrás, quando ela na verdade é uma desgraça de mulher a evitar) mas sim da sua validação por questões de orgulho.

O momento da verdade em que mostras o que vales é quando estás com a mulher. Afastares-te para veres se ela vai atrás de ti tipo fã é táctica de cobarde ignorante.

“achas que devemos ter algum tipo de preocupação se a pessoa que nos atraiu já tem namorado ou não?”




?

Isto é para os apanhados, é uma tentativa falhada de piada ou tens 12 anos…?

Tens a certeza que tens ouvido os meus áudios? Parece que nunca leste nada do que tenho escrito aqui no Cool Vibes desde 2007. No fundo a pergunta já nem me surpreende muito devido a tudo o que escreveste ao longo do teu comentário. É mais uma expressão clara de narcisismo cego de princípios de moral (integridade), de alguém que está aflito para satisfazer os seus desejos e está a tentar descobrir se pode-se safar promovendo traição enquanto os satisfaz. Questiono-me se tens a capacidade de respeitar outro ser humano ou se apenas queres saber dos teus desejos narcisistas…

Sim, deves ter sempre em atenção se a mulher está solteira ou comprometida. Se estiver solteira estás à vontade até ela claramente expressar de alguma forma que não quer nada contigo. Se estiver comprometida afastas-te imediatamente. É uma questão de princípios, e é respeitar o que há de bom e bonito na vida (relações neste caso). E seja o caso dela ser solteira e não querer nada contigo ou de estar comprometida, afastas-te sem dar hipótese a “amizades”. Isto porque primeiro estás a ser falso e segundo estás a perder o teu tempo. Estás a ser falso pois o que te aproximou da mulher foi a atracção que sentes por ela e isso não tem nada a ver com querer ser-se amigo de alguém. Essas “amizades” nada mais são do que ligações falsas alimentadas por atracção e esperança de que um dia ela se vire para ti e te queira da mesma forma que tu a queres, ou seja, que dê em sexo ou namoro ou algo do género. Perder tempo porque quase todas as mulheres sofrem de solidão, é normal. O problema disso é que vão-te procurar para sair e falar muito contigo por sms e Facebook, não porque se sentem atraídas por ti e estão interessadas em ti como potencial parceiro amoroso, mas simplesmente porque precisam de alguém para lhes aliviar o sentimento de solidão. Então as saídas e conversas são infinitas mas não passam dali e são praticamente sempre e apenas quando lhes apetece. O que faz um homem investir tempo, energia e dinheiro nelas, que em si não tem mal nenhum, mas elas apenas os deixam confusos, quando eles podiam nunca perder esse tempo com elas e poderiam investi-lo em outras mulheres até descobrirem a próxima namorada. Enquanto o homem perde tempo nessas falsas amizades pintadas de cor-de-rosa, pois não consegue ver a verdade que lhe está em frente ao nariz (ela está a usá-lo lol), ele está a queimar tempo de vida e a desperdiçar oportunidades com outras mulheres e a tornar ainda mais lento e complicado o processo de descobrir uma mulher minimamente decente com quem lhe acontece um namoro.

Se não tens cuidado e vais andar atrás de mulheres comprometidas sabendo que elas estão comprometidas, tornas-te num “homem” sem princípios que só vai conseguir atrair “mulheres” sem princípios (entre aspas pois estes ainda não são homens e mulheres a sério, apesar de terem a aparência). Isto significa que irás abrir a porta a todo o tipo de sofrimento, desde a mulheres frias e indiferentes a ti, a mulheres que te vão usar para todo o tipo de coisas, a mulheres que te vão trair com o melhor “amigo” (porque também tens desses de certeza), etc. Podes ir conseguindo ter namoradas e alguns bons momentos, mas 90% da tua vida será um inferno devido à tua essência. Vais para o inferno portanto… porque é isso que és =) apesar de teres uma mulher que consideras tua namorada, irás sentir-te só à mesma devido à tua essência e também à maneira como ela é para ti (fria, indiferente, etc), até que envelheces e já nenhuma te quer e aí então começa mesmo a festa do karma negativo haha! Por outro lado todas as escolhas narcisistas que fazemos deixam em nós um sentimento de culpa e vergonha inconscientes que nos sabotam a vida e felicidade a cada batida do coração. Vêm então os vícios auto-destrutivos para te tentares aliviar das emoções negativas que vens coleccionando como um campeão desde sempre, o problema é que aos poucos o corpo vai ficando uma miséria e doenças graves espreitam-te pela janela a sorrir e a esfregar as mãos de satisfação sádica. As prendas do amigo ego, amigo de quem com tanta convicção escolheste desde sempre ser. Há mais consequências negativas de onde estas vieram, mas estas são as mais comuns e prováveis. Miséria emocional chega e sobra, não é nenhuma brincadeira e não é por acaso que lhe chamam inferno. A escolha é tua.

Quando a casa está a arder, não é uma bela e agradável canção de embalar que te vai acordar e salvar, mas sim um balde de água fria. Quando estamos confortavelmente a dormir é extremamente desagradável levarmos com um balde de água fria, mas se a casa está a arder é ele que nos acorda e salva. É nesse contexto que eu digo o que digo aqui, não é para mandar ninguém abaixo, é sim para ajudar a acordar para a realidade. O ego é persistente e as suas ilusões convincentes, logo temos de ser duros e implacáveis na sua denúncia, tal como o Rambo e o “Dirty” Harry são com os soldados inimigos e criminosos. Sabias que eles são personagens íntegras?

Esta foi obviamente a última pergunta a que respondi de um anónimo, ou de alguém com um nome de código ou alcunha. Fica aqui a lição de coragem. E se o texto for uma desgraça de erros, também podem esquecer. Em ambos os casos serão apagados, não esquecendo que continua a haver a selecção e rejeição de falsas perguntas e de perguntas fora do contexto do Cool Vibes. Quando não se é um verdadeiro amigo da Integridade e se dá a cara pela Integridade, não se beneficia da Sabedoria da Integridade.

Na arena da Integridade todas as máscaras caem.


Obrigado pela tua pergunta.

segunda-feira, 21 de Julho de 2014

“Será que devia de os beijar só passado algumas saídas?”

“Será que devia de os beijar só passado algumas saídas?


Pergunta de leitora:

“Olá Pedro, como estás? c:
Desculpa estar-te a chatear de novo, queria-te pedir um conselho acerca de uma situação que se tem vindo a repetir... Tenho-me confrontado com um problema, que não sei como resolver... Mas acho que há algo de errado em mim.
Há pouco tempo saí com 2 homens, mas a minha intenção era para ter algo mais sério, porque sou virgem e gostava de neste momento, ter um namorado, e quando saio com eles, não é com intenção de ter logo sexo, mas sim de os conhecer melhor também... Mas o 1º com quem saí, eu gostei muito de estar com ele, nunca me tinha sentido tão à vontade com uma pessoa, era do jeito que eu gosto, ele parecia ter boas intenções, foi muito amável para mim , senti-me muito atraída por ele e gostei muito, e ele demonstrou também estar interessado em mim, mas passado uns dias eu convidava-o para sair, mas ele depois dizia , ou que adormeceu, ou que só podia à noite, e à noite trouxe o carro, para irmos dar uma volta.. o.o mas a partir daí achei-o muito diferente, só queria sexo, e ficou a pressionar, estava mais "frio e distante" depois desse dia nunca mais disse nada, e a pouco tempo falámos de novo, íamos sair... Queria ir dar uma volta à praia, conversar, ir a algum bar/café com bom ambiente... Mas ele depois disse que não queria e ficou chateado porque eu disse que não me ía despir... o.o  Há uns dias saí também com uma pessoa que conheci num site, ele no início antes de me conhecer parecia muito afim de estar comigo, sempre muito simpático, disse que se eu quisesse podia levar amigos e fazíamos uma festa lol xD eu fui de comboio ter com ele, ficámos na casa dele, achei-o uma pessoa muito interessante, pela maneira de ser e pela vida que leva, e estávamos a ouvir música e a conversar, e dessa vez fui eu que o beijei, não sei se deveria ter ido com mais calma ou não... :$ ele aí queria fazer sexo... Ficámos só nos amassos, mas ele não fez nenhumas perguntas sobre mim, acho que não me achou lá muito cativante... Depois disso, ele ficou meio frio e distante comigo também, falou comigo ontem só a perguntar se eu tinha gostado de lhe ter feito oral e quando poderia ir lá de novo fazer, que ele estava com pressa pois ía para o Brasil quando tivesse de férias. Hoje mandei-lhe mensagem no site quando ele estava online, devia estar a falar com outras moças pois não me respondeu… o.o 
Estas coisas magoam-me e deixam-me triste, fico a sentir como se estivesse a ser usada, porque parece que só estão comigo para isso, e não sei como lidar com isto… será que fui "fácil"? Será que devia de os beijar só passado algumas saídas? Obrigada.”


Resposta, comentários:

Aqui vou eu, e não aviso cabeças =)

Não tens de pedir desculpa por me enviares uma pergunta. Eu estou aqui para responder às perguntas que merecem ser respondidas. Mas tenho que te alertar para o facto de que o teu texto estar cheio de erros de ortografia, palavras incompletas, erros de gramática, etc e tive de corrigir muita coisa para que se tornasse num texto claro e normal, de simples compreensão. Tens de começar a escrever bem, sem preguiças e distracções, e sem abreviaturas estilosas que não existem. É das coisas mais importantes escrever bem e correctamente, faz parte do caminho espiritual, pois neste primeiro aperfeiçoamo-nos em tudo como seres humanos, aprendendo a fazer tudo com excelência, desde a lavar os dentes, arrumar o quarto a escrever. Sem isto não há evolução espiritual para ninguém, pois não é possível saltar degraus. Aplica-te na escrita, a longo prazo vai-te ajudar de formas que agora nem consegues imaginar.

Quanto ao resto… bem-vinda ao planeta Terra, uma bela treta =)

É um dado científico que 85% das pessoas não são íntegras, logo quase todos são uns animais idiotas narcisistas com quem é apenas uma questão de tempo até ficarmos desiludidos. A nossa única solução é tornarmo-nos íntegros pois só assim temos o discernimento para ver a miséria espiritual que os outros são, o que significa que rapidamente sabemos que são uma perda de tempo e vemo-nos livres deles antes que nos magoem, usem, prejudiquem, limitem, ou destruam o que temos de Bom e Bonito na vida. Não há tempo a perder e a escolha certa é ter-se tolerância zero com esses palhaços zombie =)

“Estas coisas magoam-me e deixam-me triste”

Excelente! Isso significa que és humana e que não estás em negação perante a porcaria de atitude dessas pessoas. Essas coisas a mim deixam-me triste e chateado, pois são em essência uma bela porcaria que tem como origem o narcisismo dos palhaços zombie. Eu seria incapaz de fazer isso a uma mulher, para mim é cruel, inaceitável e rejeito como amigo qualquer um desses idiotas narcisistas. Prefiro acabar só e sem nada do que ter pessoas dessas a fazer parte da minha vida, e esta é das atitudes que mais me tem feito evoluir, muito mais que meditar ou andar a abraçar árvores =D

Portanto estás consciente da treta humana, e isso é meio caminho para te salvares. Eu sei que é uma bela bosta sentir essas emoções desagradáveis, mas acredita que são elas a porta de saída, a luz ao fundo do túnel, que nos ajuda a sair do circo animal de falsidade em que estamos. É preciso ficar-se mesmo farto desta palhaçada, completamente saturado, para se chegar a um estado de “acabou-se esta trampa, estou farto e não há volta a dar. Não aceito mais isto!”, estado este que é o início da verdadeira evolução espiritual, em que se está disposto a deixar tudo e a “levar tudo à frente” tipo Rambo para se “sair” daqui e se deixar de estar à mercê do sofrimento inerente da existência como ego-animal e ego-humano. Para quem acha que evolução espiritual é conversa bonita, passividade, pintar o mundo de cor-de-rosa e fazer falsos sorrisos, bom, estás enganado e a dormir lol

Na vida amorosa mais vale largar a ilusão do parceiro perfeito ou quase perfeito. Há sempre qualquer coisa negativa mesmo que este seja íntegro, que ou decidimos tolerar, ou ficamos sempre sozinhos sem intimidade e sexo, o que é aborrecido =)

A melhor atitude que descobri foi esta: experiencio com esta mulher o que for possível, até quando for possível. Sem expectativas. Se for só uma conversa, é só uma conversa, se for uma saída é só uma saída, se for só uma oral, é só uma oral, se for uma relação de anos, é uma relação de anos. É tudo bom, e está tudo certo. Mais vale apreciar o prazer e satisfação do momento, pois só o momento é real. Sem fantasiar com futuros românticos ou pornográficos com a pessoa em questão =) assim desfruta-se mais e sofre-se menos, pois é uma atitude alinhada com a Verdade de que 85% das pessoas não são íntegras, vão-nos desiludir e fazer sofrer de alguma forma, e para se encontrar um parceiro minimamente decente não há tempo a perder e tem que se falar com muitas e muitas pessoas, e ter-se todo o tipo de experiências, até se encontrar o sosse ou sossa minimamente decente. Então para sofreres menos com os palhaços zombie excitados que te querem usar para satisfazer as suas fantasias pornográficas narcisistas, é curtir o momento. Foi só uma saída? Então foi só uma saída na qual te divertiste e conversaste com alguém. Foi só uns amassos e uma oral? Então foi só uns amassos e uma oral na qual tiveste e deste prazer. Claro que isto é metade da solução, pois não é bonito seres usada, logo tens de te tornar íntegra para veres à distância a desgraça espiritual que esses idiotas são, antes que eles tenham a oportunidade de te magoar.

O problema não é eles quererem apenas sexo, o problema é não serem sinceros em relação a isso e fazerem as coisas sem consideração pela mulher, desrespeitando-a e tratando-a mal. Só sexo é divertido, não tem mal nenhum em si. Aceita já que todos os homens ao sentirem atracção por ti querem fazer sexo contigo, e tenham eles a intenção de fazer só sexo ou de ter namorada, todos ao início vão parecer simpáticos, amorosos, interessantes e espectaculares hahaha!

Parecer… mas não são.

“achei-o uma pessoa muito interessante, pela maneira de ser e pela vida que leva”

És totó lol um homem que não faz perguntas nenhumas sobre ti como pessoa é tudo menos interessante. É primitivo, narcisista, horrível e aborrecido. Não tem a ver contigo, como és, porque ele não sabe. Tem a ver com a falta de curiosidade e consideração por ti como ser humano, como alma, como espírito, como mulher. Ele é mais um insecto predador estranho que ser humano. 85% das pessoas não são ainda seres humanos… são hominídeos sofisticados. A frieza e crueldade dele são quase de psicopata narcisista. Se eu fizesse isso a uma mulher, acho que choraria toda a noite com sentimentos de culpa e vomitava. É-me fisicamente impossível descer a esse nível. Nem orc é ainda, o nível orc é tonto e trapalhão, ele é genuinamente maligno tipo Demon Overlord Predator lol e depois pergunta-te quando podes lá ir outra vez satisfazê-lo porque ele está com pressa… HAHAHAHAHAHA!!!! Que boss estúpido!! Como se fosses uma escrava sexual… essa dica dele é grave, muito grave. Basicamente tratou-te como uma prostituta. Muito feio. Só de pensar no Karma negativo desse sosse of the darkness até tenho medo! Lol a resposta adequada a esse ilustre cavalheiro do autoclismo seria “obrigado pela magnífica oferta mas eu não sou uma prostituta. Não me vais voltar a ver nem a falar comigo pois ainda tens muitas vidas a viver até seres minimamente um homem”.

Portanto vemos as coisas como elas são e chamamos-lhe o que elas são. Portanto porcaria é porcaria, idiota é idiota, bonita é bonita, inteligente é inteligente, feio é feio, tubarão é tubarão, gato é gato, lobo é lobo, vermelho é vermelho, sincero é sincero, etc.

A lição aqui é, podes beijá-los logo na 1ª saída. Isso do ser “fácil” ou “difícil” é para idiotas. A questão é que em vez de veres o “não deu em namoro” como algo mau, vês antes que beijaste e conviveste e que isso foi estimulante e bom para ti. É genuinamente divertido curtir com alguém, quando a experiência em si é agradável para ambos, claro. Ao mesmo tempo que, conforme vais evoluindo vais conseguindo discernir cada vez mais rápido a desgraça espiritual que quase todos os “humanos” são, e evitas sofrer, pois consegues despachá-los sanita abaixo mais rapidamente, não dando oportunidade aos lobos de se aproximarem o suficiente para te morderem.

Evolução espiritual é guerra. O ego nunca pára e temos de ser implacáveis na sua rejeição. Não só é apropriado virar as costas aos não íntegros como sem isso na verdade não somos nada. E se isto te incomoda e não concordas, óptimo. É porque estás no sítio errado e sugiro que não regresses ao Cool Vibes. Eu não tenho tempo a perder, não estou interessado em meias verdades e não passei pelo que passei para dar passos atrás só porque a maioria não quer dar o verdadeiro passo em frente. Isto é direcionado no geral a todos, e não apenas e especificamente à pessoa a quem estou a responder.


Obrigado pela tua pergunta.

sexta-feira, 4 de Julho de 2014

Como Se Divertir e Conhecer Mulheres Em Lisboa No Verão



Como Se Divertir e Conhecer Mulheres Em Lisboa No Verão



sábado, 14 de Junho de 2014

"acabei pedindo ela em namoro e ela aceitou" - Testemunho Cool Vibes


"Olá Pedro, gostaria de te agradecer pois seus áudios me motivaram a arriscar mais em relação a relacionamentos e acabei por conhecer uma moça pela internet, saímos algumas vezes, acabamos por conversar todo dia por mensagem e nos aproximamos muito, acabei pedindo ela em namoro e ela aceitou, ela também se interessa por temas parecidos e estou tentando partilhar o que sei com ela e praticando a servindo, a relação está agradável e sempre nos divertimos quando saímos, ela também é bem humorada e isso ajuda bastante Obrigado (:"

- Orion



Espectacular, obrigado pelo teu testemunho.

quarta-feira, 11 de Junho de 2014

Como Transcender o Desejo e Ganhar Super-Poderes Com As Mulheres


Como Transcender o Desejo e Ganhar Super-Poderes Com As Mulheres


segunda-feira, 9 de Junho de 2014

O Que Fazer Quando As Pessoas Que Nos Sustentam Não São Íntegras



Pergunta de leitor:


"Olá Pedro, como estás?

O que fazer quando as pessoas que nos sustentam não são integras?

Eu vou ser o mais sincero que conseguir, eu estou a atingir o limite das minhas capacidades espirituais e emocionais, tudo o que me está a acontecer está me metendo maluco, não sei se te lembras, mas eu sou aquele rapaz, que não "consegue" arranjar emprego e que está dependente dos meus pais, estou assim à 2 anos, e à tempos atrás perguntei-te o que seria melhor para mim ir tirar um curso ou continuar à espera, disseste-me que só iria saber se experimenta-se, pois bem, é isso que vou fazer, vou experimentar um curso, mas não é bem isso que interessa, meus pais vieram com a ideia que queriam viajar e que eu ia com eles, eu disse que não queria ir, mas eles acham que não consigo-me desenrascar em casa, então insistem, e até que a ideia agrada-me é sempre bom viajar, e eu gosto de conhecer novos sítios, a verdade é que: (eu não sei se a história a seguir é bem assim, porque é tanto esquema que nunca acabo por saber a verdade) surgiu um emprego onde precisavam de alguém, eu não vou alongar muito, só te vou dizer que é o emprego dos meus sonhos, um emprego que sempre ambicionei, mas minha mãe disse para procurarem outra pessoa para o lugar porque eu ia viajar, e lá se foi o emprego, o pior é que fazem me coisas tão absurdas que eu nem sei o que dizer, eles não me pedem opinião, fazem as coisas sempre a pensar neles achando que estão a pensar em mim, Pedro eu já não aguento, eu não crio discussões porque estas coisas estão a dar cabo de mim, eu tento ser forte e dizer para mim próprio que isto é ego, mas eu não estou a conseguir, por favor Pedro diz-me, isto o que é, é Karma? como combater o karma? ou é falta de atitude da minha parte? lembra-te, eles é que me sustentam e sem eles eu seria um sem-abrigo, mas com eles é quase impossível evoluir para patamares superiores.

Espero que me ajudes e desculpa ter o texto tão grande, é que não consegui resumir melhor."




Resposta, comentários:


Não é fácil, não é nada fácil. Tens de estar disposto a ficar só e sem nada pela tua felicidade/Integridade. É a única forma que tens de combater o controlo dos outros, sejam eles amigos ou quem te sustenta.

Parece-me haver falta de atitude da tua parte. Tens de dizer aos teus pais quando achas que o que eles te fazem e dizem é uma falta de respeito e que não aceitas mais essas atitudes deles. Quando não queres fazer algo tens de dizer que não o queres fazer, e ponto final. Façam ou digam eles o que for depois do teu não, ameaças, dramas, manipulações emocionais, que se lixe! Isso é problema deles pois primeiro eles têm de te respeitar como ser humano e a tua vontade individual, pois tens direito a ela. Se não queres ir viajar não vais viajar, nem que para que não vás viajar tenhas de discutir com eles. Tens de lhes mostrar que não és um animal de estimação nem um escravo, e que eles não te podem controlar e limitar para sempre.

Como é que a tua mãe soube dessa oportunidade de emprego? E porque foi ela a responder e não tu? E porque depois dela dizer para procurarem outra pessoa não os contactaste a dizer que queres o emprego e que não é a tua mãe que decide?

Quando temos de lidar com não íntegros há uma regra base que eu descobri e que é extremamente útil e eficaz: partilhar o mínimo possível de conteúdo com eles. Quanto mais eles souberem sobre nós e o que fazemos, etc, pior. Mais têm por onde nos prejudicar.

Se queres proteger o que tens de bom e bonito na vida, tens de te afastar deles, mas nas fases em que ainda não consegues ou não parece ser possível fazê-lo, tens de comunicar com eles o mínimo possível, dar-lhes alguma atenção de vez em quando para o ego pensar que está tudo bem (lol), ajudá-los e ser simpático. Dizes-lhes apenas aquilo de facto lhes diz respeito directamente, mas o resto é a tua vida, e ela é preciosa, e todos nós a temos de proteger dos "orcs" :)

A vida é um tesouro para além da nossa imaginação, pois é nela que temos a oportunidade karmica de nos tornarmos em algo eternamente feliz. É aqui, e em mais nenhum outro local. Depois de certo nível já não é preciso cá estar, mas até lá é aqui que tudo vai acontecer. E neste mundo do ego só Ascende quem estiver disposto a largar os "pesos" do narcisismo, e isso implica fazer muita coisa que deixa os eguinhos furiosos :D Há portanto conflito, somos atacados, e o ego está sempre a tentar fazer-nos cair. É extremamente difícil, mas a recompensa vale sempre a pena :)

Obrigado pela tua pergunta.

Up - Filme íntegro da semana


 Up

Filme íntegro da semana






Um filme bonito, bem intencionado, com coração e excelente humor inocente.
Um dos melhores filmes íntegros de todos os tempos.

domingo, 25 de Maio de 2014

Perguntas e Respostas, Maio de 2014

Perguntas e Respostas, Maio de 2014


Pergunta 1 – O Fim do Que Não Chegou a Começar

“Pedro, quando um contribui mais do que outro, isto faz com que a relação esteja condenada ao fracasso? Ou seja, o namorado toma a iniciativa de convidar a mulher para saírem, conviverem, etc, etc, e esta nunca se sente na obrigação de fazer o mesmo.”

Resposta:

Quando assim o é nem sequer há relação. Quando assim o é nem se deve ter vontade de ser o namorado dessa mulher. O normal é de ambas as partes haver interesse. Ambos convidam para sair, ambos demonstram interesse das mais variadas formas. Se só um o faz é porque na verdade só um gosta do outro, e um está a ser usado e o outro está a ser completamente narcisista. A escolha certa é, quando na fase de se conhecerem e saírem um dos dois nunca convida ou demonstra interesse, afastarmo-nos dessa pessoa pois ela não gosta realmente de nós. Chama-se a isso discernimento, ou selecção. Sem auto-respeito não há Amor, e muito menos uma boa relação.


Pergunta 2 – O Truque Ninja de se Querer o que Não se Quer

“Como posso ter mais compaixão por mim mesmo?”

Resposta:

Ter compaixão é apenas uma escolha, e se sentes que não tens compaixão por ti próprio, ou se sentes que precisas de ter mais, é porque na verdade escolhes livremente não ter compaixão em detrimento de te atacares. O ego e a mente são frios e cruéis, só o Espírito Ama, logo terás de largar as lógicas e justificações de ataque do ego e mente, em detrimento do perdão do Espírito.

Repara, tu não escolheste ter ego nem o criaste. És responsável por aprender a lidar com ele, domesticá-lo e transcende-lo, mas és uma vítima inocente do ego. Logo qualquer defeito que tenhas ou erro que cometas não são motivo para te odiares ou atacares, mas são parte normal de se ser humano. É normal ser-se imperfeito e não tens de ser nada que não sejas agora. É o ego que inventa o que é bom e mau porque ele quer odiar. Se nada for mau o ego fica frustrado pois não tem nada para odiar e inferiorizar lol logo se largares esse vício do ego de julgar e odiar tudo o que possa, e passares a ter uma visão de ti e de tudo mais benigna, perdoando e compreendendo que o mundo nada mais é uma escola para almas com muito a aprender, irás sentir-te melhor e ter compaixão por ti próprio. Perdoa-te e ignora, e recusa todas as sugestões de ataque do ego, seja em relação a ti, seja a outra pessoa, seja ao que for.


Pergunta 3 -  A Distância Invisível

“Pedro, o facto da rotina de uma relação amorosa continuar a ser a mesma de sempre, não a irá pôr em causa, mais cedo ou mais tarde? É que eu e a minha namorada, sempre, nos temos encontrado em minha casa, por sugestão dela. Entretanto, quando a convido para sairmos e mudarmos de rotina, sempre, arranja desculpas, dizendo que "não faltarão oportunidades" e que deveremos deixar as coisas andarem até esse dia chegar. Porque será que ela está com medo de assumir a relação na plenitude? Será porque sou muito mais velho do que ela e, por isso, não quer que o mundo fique a saber que estamos a namorar? Ou será que é o meu ego que está a querer e a exigir demais dela? Pedro, devo deixar dessa mania de estar a forçar as coisas e, assim sendo, elas acontecem naturalmente?”

Resposta:

A rotina ser sempre a mesma não é um problema pois o Amor é intemporal, mas para isso ambos têm de se Amar, a relação não pode ser baseada em apenas atracção, validação e carência, pois se assim o for a mente/ego não vão aguentar muito tempo a repetição de rotina, torna-se aborrecido pois não entretém.

Por outro lado, há quanto tempo estão nessa relação? Porque numa fase inicial pode não ser relevante se só se encontram em tua casa. Não é a melhor opção, mas também não é nenhum apocalipse =)

“deveremos deixar as coisas andarem até esse dia chegar”

Hahaha! Essa frase não faz sentido nenhum. Deixar as coisas andarem até que dia chegar? Ao dia de saírem juntos? De irem passear a um jardim, ou tomar um café, ou ir jantar fora, ou ir ao cinema, etc? lol isso é a coisa mais normal do mundo, um casal sair junto, e esse dia nunca irá chegar se não tomarem a decisão de saírem, hoje. Não é algo que vá acontecer por acaso se ninguém tomar a iniciativa, e ainda por cima é a coisa mais normal do mundo. O que me parece é que sim, a diferença de idade pode deixá-la desconfortável, e provavelmente ela só quer sexo, não quer intimidade e proximidade, não quer namoro, apenas encontros sexuais. Seja porque razão for, ela quer manter essa distância invisível com desculpas idiotas =)

O que podes fazer é confrontá-la calmamente. Pergunta-lhe directamente se a diferença de idades a deixa desconfortável e se é por isso que tem vergonha de sair contigo, com medo de ser vista contigo num local público. Não a julgues, nem tentes mudar nem convencer seja do que for. Simplesmente faz a pergunta para descobrires a verdade.

É a coisa mais normal do mundo quereres sair com ela, e se ela não quer, seja qual for a razão, talvez seja melhor acabares o que vocês têm e partires em busca de uma mulher que seja capaz de ter uma relação mais normal, com preferências semelhantes às tuas.


Pergunta 4 – O Escudo Mais Poderoso é a Coragem de Aceitar o Golpe

“Olá Pedro, tudo bem? Tenho vindo a perguntar-me isto e tenho vindo a ficar com uma grande dúvida. Lembro-me de escreveres uma frase que o Hawkins disse que era mais ou menos do género: “Todos os julgamentos revelam-se na verdade auto julgamentos”. Por isso daí a minha pergunta: O que devo ou não, ou o que é adequado dizer quando nos chamam de alguma coisa ou nos dizem uma "dica".”

Resposta:

Quando nos chamam de alguma coisa ou nos mandam uma “dica”, aceitamos sempre isso =)

“És muita preguiçoso!”
“Pois sou.”

“És mesmo totó!!”
“Pois sou.”

“És um falhado com as mulheres!!”
“Pois sou.”

Qualquer ataque do ego tem como objectivo fazer a outra pessoa sentir vergonha. Seja o ataque verdade ou mentira, isso é secundário. O que importa é que aceites o ataque e reajas com conforto perante a insinuação, aceitando-a completamente. Quando o ego atacante se apercebe que o ataque não te faz sentir vergonha, seja esse ataque verdade ou mentira, mas que o aceitas tranquilamente sem que te afecte, ele deixa-te em paz pois fica como sem munições lol

“És muita cobarde!!”
“Pois sou.”

Lol

A resposta não é dada como um lamento triste, é dada calmamente e confiantemente. Tem tudo a ver com aceitarmos a nossa imperfeição como seres humanos. Não apenas aquelas que pensamos ter, mas todas, mesmo que não as tenhamos. “Sou preguiçoso, e depois?”, a atitude não é sentirmo-nos mal por sermos preguiçosos, é rirmo-nos disso e uma vez que temos consciência disso começarmos a trabalhar nisso para deixarmos de o ser. Isso vai-nos trazer confiança e conforto com qualquer ataque, seja ele verdade ou mentira.

“És mesmo bronco!” – diz o animal vestido de telemóvel no bolso todo arrogante.
“Sim.” – responde o senhor calmamente a olhá-lo nos olhos com um pequeno sorriso.

=)


Pergunta 5 – Como Aprender a Andar e a Falar na Academia

“Pedro, tem uma garota que eu acho muuito linda na minha academia, mas sempre que eu a vejo por la, só consigo admirá-la de longe e se por ventura ela me olha, desvio o olhar. Não consigo abordá-la, pois sou muito inseguro e acabo voltando para casa frustrado de não ter pelo menos dito "oi". Que trabalhos posso fazer para superar isso?”

Resposta:

Então mas andas na academia e ainda tens problemas de insegurança com as mulheres? E eu a pensar que ter músculos desenvolvidos resolvia todos os problemas com as mulheres e não só :D

É óbvio que não resolve nada pois o problema não é de aparência, é sempre de essência. Mas esta verdade não convém nada a várias indústrias porque se as pessoas soubessem isto e seguissem isto, essas indústrias perderiam quantidades épicas de dinheiro e muitas desapareceriam para sempre. Questiono-me, será que elas querem mesmo saber da tua felicidade ou apenas do dinheiro que obtêm de ti em produtos e serviços de importância irrelevante…? =D

Os ginásios até podem ser divertidos e ajudar em termos de saúde, mas não é essa a verdadeira razão pela qual a maior parte das pessoas os frequentam e usam. Eu sei disto por experiência, pois não só já frequentei um ginásio durante uns meses (e até achei divertido fazer os exercícios mas saí pois a energia era horrível), como também tenho um mesmo ao lado de casa, e ao contemplar quem entra e sai de lá esta verdade é clara como a luz do dia. As pessoas podem tentar escondê-lo, negá-lo, fingi-lo, desculpá-lo e justificá-lo, mas a sua intenção narcisista de orgulho pela aparência está sempre à vista daqueles que exercitam o “músculo” do discernimento de essência todos os dias. E não dá hipótese ;)

Voltando à questão principal, os trabalhos que podes fazer são Coragem. Todos os medos do ego vão dar ao medo da morte. Portanto se estiveres disposto a morrer para conseguires conhecer mulheres, esse medo de ir lá dizer olá vai deixar de te controlar, e apesar de o sentires irás conseguir ir até ao pé da mulher e dizer-lhe alguma coisa.

Claro que o problema pode ser não saberes andar e falar, mas nisso já não te posso ajudar =D no fundo a única coisa que acontece no momento em que vamos falar com uma mulher que achamos bonita é: caminhamos até ao pé dela e depois falamos, dizemos algo. Ora se sabemos andar e falar qual é o problema? Lol paranoias do ego. Escolhemos o medo da rejeição em vez de o entusiasmo pela Beleza da mulher.


Pergunta 6 – A Semelhança do que Não Tem Nada a Ver

“Olá Pedro. Num relacionamento, quais as diferenças entre o "amor" do ego, e o verdadeiro amor em que você fala? Obrigado.”

Resposta:

A maior diferença é que um existe e o outro não. Colocaste aspas no “amor” do ego e fizeste muito bem, pois o ego não tem qualquer amor. O ego é narcisista (podes colocar a frase numa t-shirt lol), logo só quer saber dele próprio, e quando parece que gosta de alguém ou quer saber de alguém é porque ou vê potencial em obter algo dessa pessoa, ou está de facto a obter algo dessa pessoa. No fundo nessas situações a sua intenção é narcisista pois está a usar a pessoa apenas para satisfazer um desejo qualquer narcisista que tem, de validação, companhia, aprovação, dinheiro, estatuto, sobrevivência, etc.

O Amor Verdadeiro é um estado, uma maneira de ser em que se aprecia sem se precisar de nada, sem se querer nada. A intenção nunca é narcisista, segue-se a vontade de experienciar e apreciar calmamente sem nada se ter de obter para o eu individual. É esquecermo-nos de nós próprios tendo sempre em consideração o contexto, pois se somos o Espírito somos responsáveis pelo Todo, pois somos o Todo. E se o Espírito é Tudo, não é possível querer-se algo pois não há nada fora de nós. Esta consciência ou estado na dimensão humana expressa-se por atitudes de tranquilidade e apreciação do outro, assim como de espontaneidade e expressão livre de entusiasmo, uma vontade de ajudar e dar, e uma aceitação do início e fim de todas as interacções, ligações e relações com o sexo oposto.


Obrigado a todos pelas perguntas.