AMOR

"Ensina só Amor, pois é isso que tu és"

sábado, 30 de Agosto de 2014

“Eu tenho medo de mulheres, eu armo-me em campeão, mas depois quando as coisas começam a acontecer eu fico com medo”

Eu tenho medo de mulheres, eu armo-me em campeão, mas depois quando as coisas começam a acontecer eu fico com medo


Pergunta de leitor:

“Bom dia :D

Sim, eu sei que ainda não é o meu nível de consciência, quem me dera, os bandidos íam fugir todos ahahah.
Aqui onde vivo há uma zona chamada 7 Cidades :)
Sim, eu quando vejo um filme que não está oficialmente recomendado pelo Cool Vibes ou pelo Dr. Hawkins eu procuro sempre ver se o filme é íntegro e qual a lição que posso tirar dele, se bem que há filmes que para mim é difícil tirar boas coisas :)
O Dances With Wolves é muito bom, vou-te revelar um segredo, tu gostas de cowboys, e eu adoro os índios. E para ajudar à festa ainda tem lá o Kevin Costner, autor que me fez chorar pela primeira vez vendo um filme, o "Campo De Sonhos", naquela cena em que ele vai jogar basebol com o pai. Resumindo, eu choro em quase todos os filmes que recomendas hahaha, mas não é um chorar de tristeza é um chorar do tipo "ena ganda filme, ganda história". Bem Pedro, vamos acabar a nossa conversa por aqui para não atrapalhar aqueles que realmente precisam das tuas respostas.
Vou aproveitar esse comentário para fazer uma pergunta.

Pedro, vou ser directo e objectivo, eu tenho medo de mulheres, eu armo-me em campeão, mas depois quando as coisas começam a acontecer eu fico com medo. Eu sempre tive esse medo, recentemente uma rapariga convidou-me para sair, em princípio será apenas uma saída porque ela está numa relação aberta, então eu fiquei um pouco com o pé atrás se aceitava ou não o convite, mas decidi aceitar porque percebi que o meu ego estava a tentar fugir ao encontro, então aceitei o encontro porque vai-me fazer enfrentar o meu medo. Porém Pedro eu estou cheio de medo, super nervoso, isso é caso de polícia ahhaah. Ainda por cima ela quer me pagar a comida num restaurante caro, e eu não me sinto confortável com o facto de ela pagar tudo e eu não pagar nada, é um gesto muito bonito da parte dela, mas eu acho que não mereço tanto. O encontro é na terça, tens até segunda-feira para responder, senão és banido de 7 Rios hahahaah.

Abraço :) 


Resposta, comentários:

tens até segunda-feira para responder, senão és banido de 7 Rios hahahaah”








Hehe =)

“eu procuro sempre ver se o filme é íntegro e qual a lição que posso tirar dele, se bem que há filmes que para mim é difícil tirar boas coisas”

É uma atitude útil ao veres filmes, procurares ver que lições podes tirar deles. É verdade que a maior parte dos filmes não são íntegros, logo nada têm a ensinar. São portanto inúteis. Podes também ao mesmo tempo apreciar a energia do filme, a sua dimensão não-linear, pois se é íntegro tem energia positiva que te irá influenciar indirectamente e inconscientemente, e pode-te até curar várias ilusões do ego. Outra coisa que podes fazer é contemplar os filmes que vês. Portanto ao veres o filme continuas atento à tua visão periférica e respiração, ao mesmo tempo que estás a olhar para a televisão ou monitor do computador. Este estado de presente no momento pode fazer-te perder pormenores e frases do filme, (pois estás como que focado no contexto/realidade e não no conteúdo), mas e depois? Vais-te sentir espectacularmente bem, perceber melhor se o filme é íntegro ou não e que lições aprender, pois as melhores lições dos filmes não são lineares, e estão na sua dimensão invisível de energia (essência), e apenas podes estar consciente disso contemplando. E depois irás sempre divertir-te com o que se passa no filme também, irás percebê-lo à mesma e apreciar o que acontece neste, como as cenas de acção por exemplo, ou as cenas silenciosas de observação e reflexão das personagens. Irás aprender a apreciar outros aspectos dos filmes, que são mais subtis. Sem dúvida que contemplando os filmes que vês irás estar mais consciente da sua Beleza, ou falta desta lol

“eu choro em quase todos os filmes que recomendas hahaha”

É normal a Beleza fazer-nos chorar, isso é bom sinal, que chores perante os momentos bonitos dos filmes que vês. O ego sente-se embaraçado e envergonhado por isso, porque acha isso estúpido e fraco, mas na verdade é uma qualidade que vem do nosso Espírito, reconhecer e apreciar a Beleza das coisas, ao ponto desta nos fazer chorar.

“vamos acabar a nossa conversa por aqui para não atrapalhar aqueles que realmente precisam das tuas respostas.

É pá, finalmente! Estava a ver que nunca mais. É que já estava aqui a ficar nervoso… com os dedos a tocar no revólver, hahaha!

Nota: vamos acabar? Lol a conversa era só tua hehe “vou acabar a minha conversa” =)

“eu tenho medo de mulheres, eu armo-me em campeão, mas depois quando as coisas começam a acontecer eu fico com medo”

Para começar, em vez de te armares em campeão, arma-te em humano =) humildade vai-te ajudar a curar esse medo, a reduzi-lo, de forma a que te deixe de controlar e deixe de ser uma limitação. Começa por admitir às mulheres com quem conversas e sais que sentes esse medo, e podes até brincar com isso, pergunta-lhes se é seguro estar a sós com elas ou se deves temer ser violado, haha!

“em princípio será apenas uma saída porque ela está numa relação aberta, então eu fiquei um pouco com o pé atrás se aceitava ou não o convite”

E pronto, isto estava a correr bem demais… onde é que eu meti a Winchester? ^_^

Para que é que vais sair com uma miúda que está numa relação aberta? Qual é a intenção? Qual é o objectivo? Qual é a utilidade disso? Relações abertas são para narcisistas, logo ela não se qualifica como potencial namorada. Vais porque te sentes só? Vais porque, “weeee! Uma mulher quer sair comigo”? Não faças isso, não vendas a alma. Ficaste com o pé atrás e estavas correcto. Confia na tua intuição, pois muitas vezes aquilo que pensamos que é apenas medo ou insegurança, é um sinal do Espírito a tentar avisar-nos de que o perigo está perto. O perigo REAL, haha. O perigo de um não-íntegro nos desrespeitar, manipular, usar, etc. Uma mulher numa relação aberta? Esquece. É uma narcisista… só quer saber dela e dos seus desejos egocêntricos, daí a relação ser aberta: quer dizer que ela pode “sair” à vontade para satisfazer o seu ego, sem nunca estar verdadeiramente dedicada a ninguém, sem nunca ter de transcender os seus impulsos egocêntricos. Satisfaz a sua solidão e necessidade de aprovação e validação como mulher com o “namorado aberto”, e depois sempre que tem um desejo narcisista vai satisfazê-lo, negligenciando assim todos os princípios íntegros, e ignorando e desrespeitanto o Espírito do namorado. Ele fazer o mesmo não muda a realidade da situação: ambos são narcisistas e não querem saber de ninguém, apenas usam os outros para se satisfazer emocionalmente e fisicamente, sendo o “parceiro aberto” a fonte principal de satisfação, e depois qualquer outra pessoa uma fonte de satisfação de necessidade de companhia ou desejo sexual, seguindo-se o ego cegamente, fazendo tudo o que ele quer quando ele quer, não querendo saber de ninguém. É feio, pois ignora o Espírito das pessoas, e tudo o que Amor representa. Logo ela está fora, não é uma mulher de interesse, e estavas certo em relação a ficar de pé atrás.

“então aceitei o encontro porque vai-me fazer enfrentar o meu medo. Porém Pedro eu estou cheio de medo, super nervoso, isso é caso de polícia ahhaah”

Erraste lol mas não te massacres por causa disso. E garanto-te que ficaste cheio de medo e super nervoso pois isso é um aviso do Espírito. Um aviso que significa que irás colocar a tua alma em perigo, ou seja, à mercê de um lobo disfarçado de ovelha. Perante algo genuinamente desagradável e feio em termos de intenção e atitude, que não te respeita como ser vivo e alma, e que se vai tentar aproveitar de ti. Há coisas de que devemos ter medo, pois isso ajuda-nos a evitar problemas e sofrimento. É como se estivesses a aproximar os pés das chamas do Inferno, haha! “Medo do fogo? Não! Eu vou queimar os pés porque isso é completamente útil, e logo, inteligente”. Qualquer mulher, em qualquer tipo de relação, é “não, obrigado”. E dizendo não à tentação de sair com uma mulher atraente numa relação, irás ganhar confiança real, e depois irás sentir menos medo perante as mulheres bonitas solteiras. É esse o “truque” espiritual, pois esse “não” fez-te alinhar mais um pouco com a verdade, e agiste em prol do teu auto-respeito. Ao dizeres que não à “namorada aberta”, estás a proteger a tua felicidade, e a denunciar o lobo disfarçado de ovelha, e isso é coragem, e isso faz-te evoluir e ser mais atraente para as mulheres que interessam.

“Ainda por cima ela quer me pagar a comida num restaurante caro, e eu não me sinto confortável com o facto de ela pagar tudo e eu não pagar nada, é um gesto muito bonito da parte dela, mas eu acho que não mereço tanto.

Tens de começar a confiar na tua intuição, não me obrigues a ir aí… haha!

Claro que não te sentes confortável com isso, não é normal, não faz sentido. Ela está a tentar usar-te para companhia, porque se sente só, nada mais. Serás tipo o “amigo”, a quem ela vai dando migalhas de falsas esperanças de que um dia vão fazer sexo e namorar, para te manter por perto, indefeso, e assim te poder continuar a usar quando e sempre que precisar, até se fartar de ti. O Espírito está a tentar avisar-te: “Alô! A curva é para a direita… estás a ir para a esquerda, sosse!” hehe mas estás a deixar-te ser levado pelas justificações espertas do ego, “sou cobarde se não for!”, “é um gesto muito bonito da parte dela”.

“Um gesto muito bonito da parte dela”. Hahaha!

Sabes o que seria um gesto muito bonito da parte dela? Convidar-te para ires a casa dela para ela te fazer uma oral. Isso sim, seria lindo ^_^ pois estaria a satisfazer a tua essência de homem, provando que quer o mesmo que tu: sexo, namoro. Jantares de “amigos” em que ela te manipula pagando-o, é horrível. Ela está a tentar usar-te, com falsas simpatias. Cais na armadilha e brevemente estarás aqui no Cool Vibes a partilhar as tuas dúvidas e angústias pois ela foi mesmo espectacular, e pagou o jantar e tudo, e vocês conversam muito, e riem-se juntos… mas ela recusa os teus convites para sair, não te responde às mensagens, não atende o telemóvel quando telefonas, continua na relação aberta, e sentes-te confuso sem saber o que fazer. Linda vida que isso seria, hein? :P

Isso seria cair na teia da tarântula. Acredita que enquanto os homens narcisistas tentam usar as mulheres fracas para sexo, as mulheres narcisistas tentam usar os homens fracos, cheios de medo das mulheres, para companhia, e elas são praticamente profissionais da sedução/manipulação como nunca nenhum homem será. Altamente espertas a fazer isto, com as suas falsas esperanças de sexo/namoro, a pagar coisas ao homem para este acreditar na sua boa intenção e baixar as defesas (duvidar que está a ser desrespeitado, logo o seu auto-respeito é anulado. É como quando os ladrões desligam os alarmes antes de roubar a casa.), etc. E depois achas que não mereces tanto haha tanto o quê? Não são chicotadas suficientes? Lol ela deixou-te todo apanhado… já tem no currículo um “namorado aberto”, e agora terá um “amigo assexuado” para as noites solitárias de conversa, Haha!

A tua vida é uma dádiva do Espírito, portanto é para ser apreciada e protegida, é essa a nossa responsabilidade como ser humano, e qualquer idiota que te a tente estragar tem portanto de ser rejeitado.

A minha sugestão é contactares imediatamente essa “namorada aberta”, e dizeres-lhe algo do género:

“Prefiro não ir jantar contigo pois estás numa relação aberta e isso para mim não é bom sinal. Prefiro mulheres solteiras pois a minha intenção é encontrar alguém 100% livre que possa vir a ser a minha futura namorada. Não estou interessado em amizades nem em andar a fazer companhia a mulheres em relações solitárias, pois não acho isso honesto, nem satisfatório nem tem nada a ver com o que realmente quero para mim como homem.”

É essencial que digas isto, pois é a verdade. Tens de a rejeitar, explicar o que realmente queres e que nada mais te interessa (intenção), chamá-la à atenção provando assim que não és um idiota fraco manipulável, e fechar-lhe a porta para sempre, pois não é a ela que estás a fechar a porta na verdade (a pessoa individual é uma ilusão), é ao tipo de energia, intenção e atitude narcisista e desonesta com a qual ela está alinhada, e demonstras assim que não aprecias isso e que não queres ter nada a ver com isso.

Coragem!

Obrigado pela tua pergunta.




sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

High Noon, Uma Lição Em Integridade


High Noon


Uma Lição Em Integridade






Aqui está um excelente exemplo do que significa ser-se íntegro, e de como os 85% de pessoas não-íntegras se comportam perante o momento da verdade.

Contexto:

Frank Miller é um assassino libertado que se dirige de comboio a Hadleyville para se vingar do homem que o capturou e prendeu. Na estação de comboio estão à sua espera para o ajudar 3 bandidos seus amigos, que compõem a gang de Miller.

O homem que capturou e prendeu Miller foi o Marshal Will Kane. Este tinha acabado de se casar quando soube que Miller vinha a caminho para o matar, e que chegaria dali a 1 hora a Hadleyville. Kane parte em lua-de-mel com a sua esposa, mas renitente em ir-se embora, e pouco depois de partir decide parar e dar meia volta regressando à cidade para enfrentar Miller e a sua gang.

Kane deixou de ser o marshal (ou sheriff) de Hadleyville ao se casar, e o novo sheriff apenas chegaria no dia seguinte, enquanto que Miller chegaria dali a menos de 60 minutos.

Então o que temos aqui?

Kane poderia ter fugido e evitado Miller e a sua gang, mas o seu sentido de responsabilidade perante a cidade fá-lo regressar. Miller não iria apenas matá-lo e depois ir-se embora pacificamente com a gang lol numa cidade sem ninguém a fazer cumprir a Lei, Miller iria aproveitar-se e os cidadãos desta iriam obviamente sofrer todo o tipo de abusos. Então Kane regressa para proteger a cidade, mesmo sabendo que a sua vida estava em risco. Ele também regressa pois sabia que fugindo apenas iria adiar o inevitável: Miller e a sua gang iriam caçá-lo, e essa não é uma vida livre. Então prefere enfrentar a realidade agora, e não fugir a esta.

Chama-se a isto coragem. 1 contra 4 não está propriamente na lista de prendas de Natal do ego =) Kane já não era o sheriff, e podia ter fugido, e quem sabe Miller nunca o encontrava, mas por uma questão de princípios regressa a Hadleyville para enfrentar a gang de Miller e volta a colocar a estrela ao peito para proteger a cidade. O que acontece a seguir é a previsível, mas chocante, atitude dos 85% não-íntegros.

Will Kane percorre a cidade para formar uma posse (grupo de homens armados sob as ordens do sheriff), para fazer frente a Miller e a sua gang. É o procedimento normal. A história é realista, logo Kane não é nenhum Lucky Luke que dispara mais rápido que a própria sombra, e cujos tiros dos bandidos lhe fazem ricochete nos dentes.

Então Kane, sheriff adorado na cidade por a libertar de todos os bandidos nos últimos anos, percorre a cidade em busca de ajuda. A responsabilidade é de todos, pois a cidade é de todos. E o que acontece?

Praticamente ninguém o aceita ajudar lol 

Eis a fantástica gratidão dos não-íntegros =D

O homem que tanto os ajudou no passado, permitiu com o seu esforço e dedicação que eles tivessem uma cidade livre de crime, regressa para os proteger mesmo já não sendo o sheriff oficial... e eles simplesmente recusam ajudá-lo, haha! Aqui está uma lição sobre quase todas as pessoas do mundo: quando chega o momento da verdade, vão-te desiludir.

Todos na cidade têm a razão perfeita para não o ajudar, mas tudo se resume a cobardia e ingratidão. E todos o adoravam, com as palmadinhas nas costas, e falsos sorrisos. Todos na verdade queriam a aprovação e ajuda de Kane, mas ninguém era na verdade seu amigo.

Há uma meia dúzia que se oferecem para ajudar Kane, mas um era apenas um miúdo de 14 anos, outro um bêbado sem 1 olho (Kane agradece mas recusa a sua ajuda), outro um homem genuínamente grato e entusiasmado em ajudar Kane, mas ao saber que mais ninguém vinha em seu auxílio não teve coragem de continuar, e outros 3 (ou 4) na igreja são facilmente convencidos por um idiota e cobarde discurso.

Todos os outros recusam ajudá-lo, todos com as suas perfeitas desculpas para não o fazer, havendo até aqueles que fogem da cidade. Cobardia e ingratidão é a essência e verdade que está por detrás de todas as desculpas dadas. Uns até se revelam amigos de Miller lol e é esta a verdade sobre 85% das pessoas que vive neste planeta: chega o momento da verdade e o lobo disfarçado de ovelha vem ao de cima. E houve aqueles que até ficaram chateados pelo regresso de Kane à cidade, pois isso iria trazer problemas, e queriam que ele fugisse. Cá esta o ego em acção a tentar destruir a Integridade. O ego odeia a verdade, logo está contra a atitude heróica de Kane.

Então como é, vamos ser amigos deste pessoal magnífico? Vamos aprová-los, validá-los e ter interesse neles? Vamos concordar com este tipo de atitude como se fosse bonita e de valor?

Nops! =)

Se queres ser íntegro, não. No mundo o que há de bom e bonito só vem de Integridade, logo se valorizas o que há de bom e bonito no mundo, tens de o proteger dos lobos disfarçados de ovelhas.

Não é odiá-los ou desejar-lhes mal, ou castigá-los... é identificá-los e rejeitá--los. A crença de que as pessoas podem mudar é apenas uma fantasia: um tubarão nunca se irá transformar num golfinho... um lobo nunca se irá transformar numa ovelha... uma cobra nunca se irá transformar num gato. As coisas são como são, têm uma essência, e é através da essência que discernimos no momento (Realidade) que podemos fazer as escolhas mais certas, e não imaginando um futuro hipotético, o que é desastroso. Uma pessoa só muda, evolve e se torna íntegra quando o quer mesmo, quando o esforço é intencional e diário, o processo é doloroso e difícil e pode levar 1 ou mais vidas. Quem de facto está neste caminho sabe como é lento e difícil, mesmo com uma dedicação sincera, esforçada e diária, logo sabe que uma pessoa que nada faz para evoluir jamais irá mudar para melhor e se tornar íntegra em semanas ou mesmo anos lol logo a escolha sábia é aprender a discernir os não-íntegros, evitá-los e se necessário rejeitá-los.

Então sabemos que um tubarão é em essência um predador carnívoro, e jamais se transformará num golfinho amoroso. Percebemos então que é inteligente evitar ir nadar onde há tubarões, por razões óbvias. Logo é estúpido - repito, estúpido - primeiro, ver o tubarão como um animal inofensivo, pois ele não o é. Distorcer a verdade, ou negá-la, ou pintá-la de cor-de-rosa é estúpido lol porquê? Porque se a verdade é que a curva é à direita, é estúpido virar à esquerda pois as consequências são desastrosas. Logo é estúpido ir mergulhar onde há tubarões, pois a essência deles é o que é. Segundo, esqueci-me, haha! Seja como for, o tubarão não quer abraços, quer a nossa perna como almoço =) essa é a verdade, e é com isso que temos de trabalhar. Ah, a segunda atitude estúpida é achar que se está acima das consequências, ou seja, que se é especial e porque se tem todo este amor e boa intenção perante o tubarão, que ele se vai tornar nosso amigo verdadeiro. Nops! haha ele vai é perceber isso e aproveitar-se da nossa ridícula vulnerabilidade: almoço mais fácil. Logo é estúpido =)

Os não-íntegros apenas são travados com a atitude dura e implacável do auto-respeito. Atitude essa que vem de integridade, integridade esta que Vê que estes não vão mudar (logo o narcisismo e desrespeito são constantes e para sempre), então a decisão mais inteligente é rejeitá-los. Tentar mudá-los, não os vai mudar. Esperar que eles mudem, não vai dar em nada. Atitudes de amor, tolerância, bondade, generosidade, não os vão transformar em seres humanos decentes e íntegros. A verdade é que se te colocas indefeso e ao seu dispor, os não-íntegros vão-se aproveitar de ti, desiludir-te, sabotar-te a vida, destruir-te o que tens de bom e bonito, e basicamente fazer-te sofrer como passatempo regular. Portanto temos de ser duros e implacáveis com eles, se de facto valorizamos o que há de bom e bonito no mundo, pois são eles que o tentam destruir. Aceitar pessoas não-íntegras na nossa vida é concordar com tudo o que há de mau no mundo. É aceitar essa forma de ser, esse campo e nível de energia, essa essência como algo bom, fixe e na boa lol É como se o sheriff visse o bandido a roubar/matar/violar e achasse que isso fosse lindo, útil, benigno e aceitável, e o deixasse livre pois hey, as pessoas podem mudar, hahaha! hahahaaa!!


(3 dias depois de poderosas gargalhadas...)

Nota: Para o humano comum, é fácil reconhecer os crimes físicos ou materiais, mas a sua consciência não é elevada o suficiente para discernir os "crimes" emocionais, mentais e espirituais.


Em Will Kane temos um exemplo a seguir. Um verdadeiro herói, um homem íntegro e corajoso, que mesmo sem ajuda decide ficar na cidade e enfrentar a gang de Miller, 4 contra 1. E o mais fantástico do filme é que Kane não anda de um lado para o outro da cidade como se nada fosse. É possível vê-lo preocupado e cansado, mas mesmo assim firme na sua escolha, fiél aos seus princípios. Ele é humano, sente emoções humanas, mas é íntegro, logo as suas escolhas não são controladas pelas suas emoções. Ser íntegro não é ser-se um robô que nada sente e que segue uma programação mental e fria de "boa pessoa" lol pelo contrário, por se estar mais consciente sente-se mais que as pessoas que são controladas pelas emoções. A diferença é que há agora um Poder Elevado que guia e orienta as escolhas, pois a pessoa íntegra não "vive" nas ilusões do ego, mas está sim consciente destas, e vive na Realidade. Por estar mais consciente da Realidade (que é o mesmo que o Espírito), sabe o que fazer, e é a Realidade que segue, e não as emoções/ilusões do ego.

Portanto, mesmo com medo, Kane escolhe fazer o que está certo fazer. Ele fica e vai enfrentar os bandidos, sabendo que pode muito bem acabar morto. Não vou contar como o filme acaba, mas adorei o final pois considero-o simples e realista, com mais bons exemplos e lições.

Então no caminho para a Integridade primeiro temos a coragem de ser honesto, depois a coragem de agir (fazer o que está certo). Temos também a lealdade aos princípios, e a responsabilidade de proteger o que há de bom e bonito na nossa vida. E ao mesmo tempo a denúncia da falta de integridade e a sua rejeição.

Porquê?

Porque a felicidade e Beleza que o ser humano íntegro experiencia no seu dia-a-dia são valorizadas. O ser humano íntegro tem um ego como todos os outros, mas não é escravo deste. Logo consegue fazer escolhas que não são narcisistas. Logo consegue ter verdadeiro respeito, pois consegue largar os seus desejos, emoções e ideias para não prejudicar o bem estar e felicidade de outra pessoa, muito menos irá manipular e usar alguém para satisfazer algum desejo narcisista. Integridade significa consciência do que se passa em nós, em vez da típica repressão e negação. E porque temos consciência do ego e da sua programação animal e emoções, estas já não nos controlam, apesar de ainda as sentirmos. É então um alinhamento com a Verdade, logo existem menos limitações/obstáculos/bloqueios à energia do Espírito, logo tem-se mais energia o que nos faz imediatamente sentir melhor e conseguir não só apreciar o que a vida tem de melhor, como lidar com o que a vida tem de pior. E é uma experiência tão maravilhosa que o ser humano íntegro é incapaz de trair a sua fonte de felicidade (Espírito), e os seus princípios, mas sim sente uma responsabilidade em os proteger, mesmo que isso custe a sua vida. Ele é assim espontâneamente pois é esse o seu real nível de consciência e essência, ele não planeia ser assim, não se força a ser assim, e não acede à memória de textos lidos para agir assim. Ele é assim automaticamente. E porque espontaneamente aprecia e valoriza o que lhe traz esse grande nível de felicidade, ele protege-o, e protege aquilo que de bom e bonito vem deste. Logo ao discernir aquilo que odeia esses princípios, que ataca quem é íntegro e que quer destruir o que tem de bom e bonito na vida, evita-o e rejeita-o, pois é um perigo real e genuíno, é algo genuínamente mau, do qual é normal não se gostar e no qual é normal não se ter qualquer interesse.

Das dezenas de Westerns que já vi, Will Kane é sem dúvida o meu sheriff, ou marshal, favorito =)



quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

“Como Ultrapassar a Vergonha e Insegurança de Ter Um Pénis Pequeno”

“Como Ultrapassar a Vergonha e Insegurança de Ter Um Pénis Pequeno”


Pergunta de leitor:

“Olá Pedro, gostaria de falar sobre algo muito delicado para mim. Por conta de ter um pénis pequeno, tenho medo/insegurança em me relacionar sexualmente com as mulheres. O que fazer, já que esse aspecto físico é imutável? Sei que a pergunta em si não é elevada, mas não sou elevado. Se puderes ao menos comentar sobre o assunto seria óptimo.


Resposta, comentários:

Olá!

Primeiro, não te preocupes com a questão da pergunta ser elevada ou não. O facto de selecção aqui não é se a pergunta elevada, mas sim sincera e humilde, com base na realidade, e que venha de uma intenção de aplicar na prática os princípios que irão aliviar o teu sofrimento, e/ou ajudar-te a alcançar novos níveis de felicidade.

Foste sincero, e minimamente humilde, ao admitires “Sei que a pergunta em si não é elevada, mas não sou elevado”. Isso é bom, estás no bom caminho. Sem humildade não é possível evoluir, e só com evolução é que o sofrimento é transcendido, e coisas como vergonha e insegurança são ultrapassadas.

Indo directamente à questão em si… essa vergonha e insegurança em ter um pénis pequeno nada mais é que uma ilusão do ego para te manter infeliz. É uma ideia falsa que pode ser largada a qualquer momento. É uma percepção inútil, na qual só acreditamos se quisermos. É limitador porque deixamos ser limitador, e deixamos ser limitador porque na verdade queremos. O ego quer que seja limitador pois assim pode sentir o prazer de ser a vítima, de ter uma história infeliz, de não ter de andar para a frente e enfrentar os seus medos, de não ter de fazer actos de coragem, de não ter de ir para o mundo e conhecer mulheres e ser rejeitado várias vezes, etc.

O que importa não é o tamanho do pénis, mas sim o tamanho do Coração.

Esta frase quase que dá vontade de rir, pois parece um cliché lol mas é verdade, e eu vou-te explicar exactamente porquê, e como usá-la para que o teu supostamente pequeno pénis se torne do tamanho do Universo ^_^

Lol

Ou seja, em vez de ser algo que te limita com vergonha e insegurança, passará a ser algo que irá ajudar-te na tua evolução, e processo de selecção, e contribuir para o teu auto-respeito e confiança, assim como melhores experiências com as mulheres e na vida em geral.

“Mas como pode um pénis pequeno ser uma coisa boa?!”

Não é uma coisa boa, nem uma coisa má na realidade. O ego vê isso como uma coisa má, pois pelo ego vês-te através dos olhos do orgulho. E ou tens aquilo que o ego julga como bom e podes sentir orgulho, ou tens aquilo que o ego julga como mau e sentes vergonha. Mas pelos olhos do Coração grande, ou Espírito, ou Amor, seja o que for que tenhas, é visto como potencial de evolução, cura, humor e ferramenta humana para mais felicidade.

Enquanto que o ego pode usar tudo para te manter infeliz, o Espírito pode usar tudo para te ajudar a evoluir e a sentir mais feliz. Resume-se a de que lado estás, e com o que te decides alinhar.

Então vamos por partes, e vamos atacar esta ilusão do “pénis pequeno mau” de vários ângulos.

Primeiro, quem te disse que o teu pénis é pequeno? Tens provas disso? Foi uma mulher que o viu e te disse que ele era pequeno? Foi algum amigo que o viu e te disse que ele era pequeno? Comparaste-o com o de outro homem? Leste não sei onde que o tamanha normal é “X”, foste medi-lo e ele tem de facto menos uns centímetros do que é considerado normal? De onde veio essa ideia, concretamente, de que tens um pénis pequeno?

A intenção aqui é colocar em causa a crença idiota e inútil do ego. É baralha-lo para que enquanto o totó do ego estiver distraído em busca de provas, o Espírito possa entrar em acção com a sua Luz e desfazer a sombra que te está a limitar com vergonha e insegurança.

Se não tens nenhuma prova concreta e real de que o teu pénis é pequeno, estás-te a agarrar ao nada e essa ideia é inválida. Podes esquecê-la. E em relação ao tamanho do pénis, só existe uma prova real e concreta: sexo com uma mulher ^_^ o que é divertido.

Repara, a vergonha e insegurança de ter um supostamente pénis pequeno é a percepcionada vergonha de não se ter o que é preciso para dar prazer sexual à mulher. Logo se fizeres sexo com uma mulher, e ela tiver prazer sexual, podes esquecer o drama do pénis pequeno, pois isso é a prova de que o teu pénis é grande o suficiente.

Então enquanto não passares pela experiência de fazer sexo com uma mulher, podes esquecer essa ideia de que tens um pénis pequeno e incapaz de dar prazer a uma mulher, pois ainda não sabes isso. Só sabemos o que experienciamos na realidade, o resto são ideias hipotéticas inúteis de um futuro imaginado. Se não o sabemos por experiência, então não o sabemos. É a realidade que importa, e não as conclusões hipotéticas da mente.

Segundo, um pénis grande aleija a mulher. É isso que qualquer mulher normal te dirá. Portanto o pénis não precisa de ser grande, apenas minimamente “normal”, signifique isso o que significar. Portanto pode ser um pouco mais pequeno que o normal, e é perfeito.

Terceiro, nem sequer precisas de pénis para dar um orgasmo a uma mulher. Tens a língua e as mãos… e se de facto tens um pénis que não tem tamanho suficiente para a mulher sentir prazer, podes-lhe dar prazer de outras formas. Logo na prática a paranoia do pénis pequeno é inválida. Só que sem a prática (experiência sexual com a mulher), nunca o saberás. Podes portanto aprender como dar prazer sexual à mulher com a língua e os dedos, e levá-la à loucura =D e ela vai adorar, mesmo que tenha visto o teu pénis e o ache pequeno.

Quarto, pénis. Palavra aborrecida lol retire a seriedade de caso de vida ou de morte da situação dando nomes cómicos ao teu pénis, tais como: Canhão da Sedução, Tronco do Amor, Cobra Malandra, etc. lol humor cura, e no teu caso é essencial usares tudo o que possas para desfazer essa ilusão inútil do ego, e deixares de ser limitado por essa vergonha e insegurança. Mais importante do que teres razão em relação a, “sim, de facto tens um pénis pequeno que não dá prazer sexual às mulheres, portanto sim, faz sentido sentires-te depressivo e não fazeres nada para ter namorada”, é usares tudo para te veres livre dessa percepção negativa e inútil do teu ego. O teu ego quer ter razão, quer que o pénis seja visto como pequeno, e quer que te sintas mal por causa disso. Mas para quê? Lol qual é a utilidade disso em termos de felicidade? Nenhum, logo é inútil e algo a ser questionado, posto à prova, desvalorizado, ignorado, rejeitado, esquecido, transcendido e usado como material de comédia e evolução.

Quinto, aceita que o pénis é pequeno e confessa-o quando apropriado. Imagina que uma mulher te pergunta se o pénis é grande… o que respondes? “Eu acho que é pequeno, e isso deixa-me envergonhado e inseguro para fazer sexo com as mulheres”. Se a mulher realmente gostar de ti vai achar essa confissão amorosa. Ela vai-te ajudar nesse aspecto, e vai-se sentir mais à vontade contigo pois é isso o que acontece quando admitimos as nossas limitações humanas. Repara, só mulheres muito idiotas é que têm como factor principal de escolha de homem o tamanho do pénis. É preciso ser-se mesmo muito “animalzinha” (capacidade de apenas apreciar a parte física do homem) para isso ser o mais importante para uma mulher.

Toda a minha adolescência eu tive complexos relativamente ao meu corpo e aparência. Não só tinha acne, como sempre fui muito magro, mais magro que o normal, e ainda sou, e isso é um facto. Nessa altura achava-me feio, e sentia vergonha da minha aparência, o que me deixava inseguro relativamente a tudo o que envolvia o sexo feminino. Curiosamente nunca tive a paranoia do pénis pequeno, mas tive a paranoia do corpo inteiro ser inadequado, feio e não desejável pelas mulheres. Eu acreditava que nunca nenhuma mulher iria gostar de mim por eu ser feio. A primeira coisa que desapareceu quando iniciei este caminho em 2004 foi precisamente essa vergonha e insegurança relativamente à minha aparência lol

Hã?! Então mas eu não era feio?! Hmm… será que de repente me tornei bonito? Lol Fiz operações plásticas? Haha não. O meu corpo é exactamente o mesmo palito humano =D e assim que mudei a minha percepção da minha aparência, curiosamente o acne desapareceu para sempre. Magia? Não, poder de cura do Espírito.

Eu tenho daqueles metabolismos rápidos que não permitem acumular gordura. É assim o meu corpo, magro, mas saudável. Não sou magro por me achar gordo e ser assim anorético… nem vomito as refeições. Como quando tenho fome, e como de tudo, o sosse simplesmente consome toda a gordura e comida rapidamente. Então tenho o super-poder de, quando me ponho de lado, torno-me invisível :D

E o que as mulheres acham da minha magreza? Para a maior parte sempre foi irrelevante, é como se eu nem fosse magro. As conversas sempre foram acontecendo, as ligações sempre foram acontecendo, as saídas sempre foram acontecendo, os beijos sempre foram acontecendo, as experiências sexuais sempre foram acontecendo, as relações e namoros sempre foram acontecendo… a minha magreza, desde que entrei em acção e activamente procurei melhorar a minha vida amorosa e alcançar um nível de satisfação e alegria nesta, nunca foi um obstáculo para ir experienciando o que há de melhor para experienciar com as mulheres.

Fui rejeitado? Claro! Lol todos somos, nunca somos atraentes para todas as mulheres, seja qual for o nosso nível de consciência, tipo de personalidade ou tipo de corpo. Nunca agradamos a todas, e isso é normal, e aprender a lidar com isso faz parte da nossa evolução como ser humano. E como homem, é muito, mas muito mais importante a nossa atitude do que o nosso corpo. Quando a mulher gosta de nós, sejam quais forem as nossas imperfeições humanas, ela irá ver isso através dos olhos do amor pessoal, e achará isso giro e engraçado, e não horrível, inferior e motivo de vergonha e rejeição do homem. É isso o que a experiência nos demonstra e ensina.

Sim, em 10 anos houve umas 3 ou 4 mulheres que referiram a minha magreza como algo mau. Bang bang bang! Houve um rejeitado na interacção, e não fui eu ;) na verdade fui rejeitado pela minha magreza, o que eu até poderia ter contornado com a minha atitude, mas através da dica delas percebi logo a peça não-íntegra com que estava a lidar, perdi todo o interesse, e saquei o revólver das balas de Luz, rejeitando a sua essência, haha!

Passo a explicar:

Uma já me conhecia e veio-me convidar para sair… incluindo no convite (mensagem no Facebook) “quero-te mais gordo”.

Hahaha!

Educadamente rejeitei o convite e disse-lhe a verdade, que apenas estou interessado numa mulher que goste de mim como sou agora, a quem ou o meu corpo magro agrada, ou para quem não é o mais importante.

Houve outra, que tinha acabado de conhecer num bar e com quem estava a beber um copo e a conversar, que do nada me diz, “mas tens de engordar”.

Hahaha! Mais comédia! =D

Ao que alegremente respondi, “para quê?”

E ela, claro, não teve resposta. E ela não teve resposta pois a sua dica foi mal intencionada, ou tinha como intenção algo que a deixava desconfortável. E é assim que eu trato os idiotas não-íntegros: faço-os ver a sua verdadeira intenção, o que os deixa mudos e desconfortáveis. Porque as suas palavras são ataques, e eu tenho auto-respeito, defendo-me com a verdade.

Das duas uma: ou ela disse aquilo numa de ofensa, tipo “ser assim tão magro é estúpido e motivo de vergonha”, e a minha pergunta fê-la perceber isso e ver o idiota que isso foi… ou ela queria que eu fosse mais forte fisicamente pois isso faria-a querer ter sexo comigo, mas ela não teve a coragem de o confessar. Para mim é o mesmo, idiotas ou cobardes levam o mesmo tratamento, pois não nos têm em consideração. Se a pessoa diz algo, para mim tem de ter a coragem de o acabar. “Mas tens de engordar”, “Para quê?” =)

Eu sei por experiência que o meu corpo não é um obstáculo para a minha felicidade, logo a sua dica foi absurda. Eu estava ali em pé, a sentir-me alegre e entusiasmado num ambiente de festa e celebração, com o corpo magro… a minha vida mudou completamente, com o mesmo corpo magricelas. Eu sei por experiência que para sentir estados de felicidade não tenho de engordar, e é isso que importa para mim. Assim como a outro nível sei por experiência que há mulheres que gostam da minha aparência, e para quem o corpo magricelas é secundário, pois este é natural e saudável. Logo, engordar para quê? ^_^ não só a sua dica não tinha qualquer validade, como não tinha boa intenção. A minha magreza não me faz sofrer :P ups! Para ela era um problema, mas o único problema ali era ela.

Agora repara, eu não fingi que não era magricelas e que tinha o peso ideal para a minha altura. Eu não neguei isso, nem disfarcei isso. Eu aceitei que elas tinham todo o direito em ter a sua preferência em termos de corpo de homem, e aceitei que eu não tinha os requisitos mínimos. Mas mantive-me fiél aos meus princípios e auto-respeito, e isso é integridade. Não só deixei claro que apenas estava interessado numa mulher a quem o meu corpo agradasse ou fosse secundário, como também vi a má intenção por detrás das palavras, e mostrei no momento que não se brinca com a integridade. Bang bang bang! Haha e isto é confiança, que é real, e atraente para as mulheres no geral.

Mas para quê esta conversa toda? =)

Porque a atitude que mais te vai ajudar em relação ao supostamente pénis pequeno é a mesma que eu tenho perante a minha real magreza. Usa isso como ferramenta de selecção.

Imagina que estás com uma mulher e ela pergunta-te se tens um pénis grande (o que é sinal que ela quer fazer sexo contigo). O que respondes? Eu gosto de responder, “o meu pénis é tão minúsculo que vais precisar de uma lupa” hahaha e eu digo-o naquele falso tom sério de comédia. Repara que eu uso as palavras “vais precisar”, como se estivesse a insinuar que brevemente ela irá interagir com o meu magnífico Tronco do Amor, hahaha! Humor cura. Atenção que estas palavras são de falsa arrogância, é a brincar com o orgulho, não é a sério. Sou eu a brincar com como os orgulhosos pensam, e porque eu estou a exagerar, é cómico. E as mulheres gostam.

E se não gostarem desse humor? E levarem a sério a dica do pénis pequeno?

É simples: fora com elas! Lol se não são sofisticadas e descontraídas o suficiente para se rirem deste tipo de humor tão exagerado, esquece-as. Levam a vida, e levam-se, demasiado a sério, e isso é um bloqueio à felicidade, que é o nosso principal objectivo aqui. Se de facto acreditarem na piada (lol) e tiverem uma reacção de, “pénis pequeno, que gajo estúpido”, ou seja, se sentirem aversão a ti porque acham mesmo que tens um pénis pequeno, adeus também. Elas estão no direito de querer pénis de determinado tamanho, sejam lá os centímetros que forem, mas a reacção em si é idiota, inapropriada, ver alguém como inútil por causa do tamanho do pénis que nunca viram hahaha e ainda por cima… através de uma piada. O tamanho do pénis ser o factor mais importante, ou assim tão importante, para uma mulher, não é bom sinal também. Ela está no seu direito, não é nenhum crime, mas denota um nível de consciência não-íntegro no qual o homem é apenas visto como um corpo, ou seja, é ignorada a sua personalidade e Espírito. O que leva a experiências e relações desastrosas, independentemente do tamanho da sua Cobra Malandra =) e depois, se por alguma razão não somos o tipo de homem que a mulher prefere, temos de aceitar isso, não perder tempo e acabar ali a ligação entre ambos.

A conversa do tamanho do pénis nem sempre irá surgir, pode até apenas raramente surgir, o que significa que se te sentires confortável com o teu Canhão da Sedução, e tiveres a atitude real (essência) que para as mulheres é atraente, acabarás por ir fazer sexo com elas. Aí elas irão ver o pénis, e ou estás errado e ele não é assim tão pequeno, elas nada comentam e têm prazer; ou de facto é pequeno e a mulher ou vai ter uma reacção narcisista de gozo ou aversão, ou irá admitir que sim, é pequeno, mas vai-te tratar com respeito, e se gostar de ti a experiência sexual será boa e positiva. Logo o tamanho do teu Canhão da Sedução nada mais é que uma ferramenta poderosa de selecção. Dependendo da reacção da mulher ao tamanho reduzido deste, ou à brincadeira sobre o tamanho  do mesmo, podes perceber como ela é (essência narcisista/não-íntegra, ou minimamente íntegra), se ela gosta de ti ou não, e se faz sentido continuarem a ver-se ou não.

Logo, como deves estar a perceber, na realidade, na prática, não há qualquer razão para sentires vergonha e insegurança porque tens um pénis pequeno. Tens um pénis pequeno, mas não és o teu pénis. Esquece a ilusão do Dildo-Man, haha! Tu és o Espírito, e o Espírito é do tamanho do Universo.

Conclusão:

*O teu pénis pode não ser tão pequeno como julgas ser;

*Mesmo que seja oficialmente e limitadoramente pequeno, podes dar prazer sexual à mulher de outras formas. Se ele for de facto pequeno, será sábio procurares mulheres pequenas, ou seja, mais baixas do que tu, para que o teu pénis seja mais proporcional à sua vagina;

*Sentir vergonha e insegurança por causa disso é apenas uma escolha. A escolha de acreditar numa ilusão inútil do ego, que te quer afastar das mulheres, para te afastar de amor;

*Podes confessar normalmente às mulheres que achas que tens um pénis pequeno, e como isso te faz sentir. E isto é bom para as mulheres que realmente gostarão de ti. E vai-te ajudar a sentires-te confortável com o teu pénis, o que te vai tornar mais atraente;

*Usa termos cómicos para identificar o teu pénis, isso irá retirar a seriedade desnecessária da questão. Brinca com o tamanho do mesmo, respondendo às mulheres que é minúsculo e que elas vão precisar de uma lupa. Humor cura, e se estiveres à vontade com o tamanho dele, elas também estarão;

*Usa o tamanho do pénis como ferramenta de selecção. Conforme a reacção da mulher à piada, a saber que é pequeno ou ao vê-lo, isso irá revelar-te como ela é (essência, se é minimamente íntegra ou não, logo se é boa opção como namorada ou não), se tu és do tipo que ela prefere (e respeitas isso acabando a ligação para não perder tempo e manter tudo honesto), e se ela gosta mesmo de ti ou não. A mulher pode não gostar de pénis pequeno, mas pode à mesma respeitar-te sabendo que tens um pénis pequeno (mas neste caso é revelado à mesma que não és do tipo que ela prefere e a escolha certa é acabar a ligação para ninguém perder tempo e te manteres sincero relativamente à tua intenção);

*A mulher, quando gosta do homem, vê as suas limitações humanas como giras e engraçadas, e não como algo mau, estúpido e desprezível, por isso relaxa;

*Precisas de experiência. Precisas de arriscar e andar a conhecer mulheres, e aprender a lidar com as tuas vergonhas e inseguranças, desvalorizando a sua origem e brincado com a mesma. Precisas de enfrentar os teus medos, o medo de ser rejeitado por ter um pénis pequeno, se o tiveres, e ver-te livre dessa limitação. Só coragem, que é uma escolha (fazer o que está certo independentemente de como nos sentimos e das consequências que imaginamos), te poderá levar a uma vida feliz e a alegria com as mulheres. Só coragem e honestidade te levarão a experienciar o que há de melhor com as mulheres, e acredita que a realidade é que o tamanho do pénis não é um obstáculo. É o tamanho do Coração (Amor) que importa, pois este usará o pénis pequeno como oportunidade de evolução, e ferramenta de selecção, o que só te trará cada vez mais felicidade, prazer, boas experiências e te fará evitar muita coisa má.

No final tudo se resume a estar disposto a morrer por Amor. Assim avançamos mesmo sentindo vergonha e insegurança, e vamos tendo experiências, e assim aprendendo lições que nos farão evoluir e ter cada vez melhores experiências e mais satisfação com as mulheres.

Portanto agora estás tramado lol agora que sabes a verdade e sabes o que fazer, só te resta agir mesmo sentindo vergonha e medo. Eu sei por experiência própria que só irás agir se estiveres mesmo tão farto e saturado do sofrimento actual, que estás disposto a morrer para conseguires mudar a tua vida amorosa, fazer sexo e ter finalmente namorada. Quando assim for, irás largar as ideias que te mantêm preso, infeliz, sexualmente frustrado, depressivo, envergonhado e inseguro, ou seja, o ter razão em relação ao teu sofrimento, e irás estar disposto a fazer o que resulta, independentemente das consequências. Depois irás ver que todo o sofrimento tinha sido desnecessário, e que podias ter entrado em acção mais cedo, e que há mulheres lá fora que te adoram, e que o pénis pequeno não é um obstáculo a experienciar confiança, entusiasmo, sexo, relações e amor, e que o único obstáculo era apenas a tua percepção do mesmo.

Por isso vai em frente, vai conhecer mulheres, diverte-te com o que acontecer, arrisca, coloca em causa essa ideia do pénis pequeno, põe um sorriso no pito de mulheres bonitas com a tua língua se necessário =) coloca em causa a tua percepção, desafia-te para seres feliz!


Obrigado pela tua pergunta.

quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

What Dreams May Come (Robin Williams) - Filme Íntegro da Semana



What Dreams May Come

-

Filme íntegro da semana







Filme íntegro da semana

A sugestão de um filme íntegro que é seguro e útil veres para a tua evolução espiritual de consciência e integridade. Não precisas de compreender o filme, nem de saberes porque é íntegro (seja a história em si ou as suas personagens). A sua energia e nível de verdade intrínseco irão sempre inconscientemente influenciar-te positivamente e ajudar-te no teu caminho, se a tua intenção for alinhares-te com a Verdade e tornares-te íntegro.


sábado, 23 de Agosto de 2014

"O Que Fazer Quando Se Tem Medo De Beijar A Mulher"

"O Que Fazer Quando Se Tem Medo De Beijar A Mulher"


Pergunta de Leitor:

Olá Pedro! Nunca beijei, nem nunca tive relações íntimas com nenhuma rapariga. Não por falta de oportunidades, mas por medo. Já estive a um passo de a beijar mas o medo surge sempre e impede-me. Fico envergonhado pelo facto de nunca ter beijado e com medo que ela não goste do meu beijo, visto que ela já teve namorado durante um bom tempo e já é experiente na coisa. Resumidamente, tenho medo de dar o primeiro passo e beijá-la. O que devo fazer, Pedro?”


Resposta, comentários:

É engraçado como a resposta à tua pergunta está na tua pergunta.

Como se transcende um medo? Enfrentando-o. A única forma de transcendermos um medo que nos impede de fazer algo normal na vida é enfrentando-o.

E como se enfrenta um medo? Escolhendo fazer o que temos medo de fazer. Fazendo-o, mesmo sentindo medo. Porque esse medo é uma ilusão do ego, e contrariando-o estamos a testá-lo, e fazendo o que nos dá medo, quando o ego nos diz para não o fazermos, faz-nos passar por uma experiência real que nos faz perceber que, na verdade, não havia razão nenhuma para sentir esse medo. A experiência real prova então, que, esse medo era baseado numa ilusão.

De onde vem esse medo então? Porque existe essa ilusão? Porque é tão convincente e quase todos a seguem sem a questionar?

O medo de beijar uma mulher, ou de ir falar com uma mulher, é o medo da rejeição. Para o ego rejeição significa não ter valor, o que é falso. Então se é falso porque incomoda tanto, e porque é tão importante? Porque o ser humano é originalmente um animal tribal, logo ser visto como sem valor e ser-se rejeitado, significava na prática ser-se expulso da tribo e ficar-se sozinho a tentar sobreviver na selva. O que não iria correr lá muito bem, pois nesse contexto as hipóteses de sobrevivência são muito baixas. Ou seja, para o ego rejeição significa sempre, morte. Rejeição faz então o ego sentir vergonha, que é a emoção mais desagradável de todas, e o ego faz de tudo para tentar evitar sentir essa emoção, pois para além de muito desagradável, para ele significa morte.

Nos dias de hoje isto não faz sentido. Já não vivemos em tribos, logo ninguém é expulso de Lisboa, por exemplo (lol) porque uma mulher nos rejeitou. É irreal e ilusório, logo a rejeição só incomoda a esse nível de “é morte”, quem não é íntegro e vive no mundo da fantasia (ilusão), e não na realidade. Ser íntegro significa funcionar-se com a realidade.

Confiança é algo que se experiencia depois de muitos actos de coragem (enfrentar medos). Coragem é fazer o que está certo fazer, independentemente de como nos sentimos. Coragem é então o primeiro passo para a realidade, integridade, e felicidade. Coragem é estar disposto a arriscar tudo, e a dar um primeiro passo para a realidade.

Se temos medo de beijar uma mulher, então beijamo-la. O medo deixa de nos impedir de o fazer quando estamos dispostos a morrer pela nossa felicidade, pois o ego tem medo de ser rejeitado, pois para ele isso significa morrer. Logo é assim que ele nos controla: “se a beijas podes morrer”, o que é ridículo lol mas se tu chegares ao ponto sincero de, “não quero saber, estou farto de não experienciar nada de bom com as mulheres, de não fazer sexo e de não ter namorada, e estou disposto a morrer para o conseguir experienciar”, retiras ao ego a sua mais poderosa arma de controlo: a paranoia da sobrevivência/medo de morrer.

Eu lembro-me da primeira vez que fui meter-me com uma miúda. Eu estava tão nervoso, o meu coração batia tão rápido que parecia que ía explodir, ou que eu ía ter um ataque de coração lol mas fui lá à mesma e falei com ela… e nem sequer fui rejeitado. Acabei a dançar com 2 miúdas atraentes, e depois voltei a vê-las algumas vezes. E isso foi óptimo! O que não foi nada óptimo foram as vezes que sosses invejosos me ameaçaram por ver-me a ir falar com mulheres em bares, e as mulheres idiotas que me empurraram por não estarem interessadas em mim, e por na verdade eu na altura ainda ser uma desgraça de homem ^_^

Mas apesar de toda essa hostilidade, na semana seguinte lá estava eu outra vez. E apanhei de tudo neste caminho, chegando mesmo mais tarde a ter uma faca apontada e a correr tudo bem no final (isto não teve a ver com ir falar com mulheres, foi um “encontro do 3º grau” com um criminoso numa estação de comboios). Então o que me fez, e faz, avançar?

Eu estava tão farto do sofrimento e frustração em que vivia, que já não aguentava mais. Ou era mudar e ser mais feliz e experienciar o que tanto desejava (ao início era ter namorada), ou era morrer. Eu não queria saber, ficar na mesma é que não. Logo o ego pouco pode fazer para me impedir de realmente evoluir e transformar. E porque essa mudança foi real, foi inspiradora, e outros começaram a beneficiar das minhas lições e sabedoria, e daí, mais tarde, surgiu o Cool Vibes naturalmente. Houve de tudo, desde os 80% dos amigos que deixei, e se tornaram ex-amigos, a conflitos familiares, a uma radical mudança de preferências e estilo de vida, etc. Tudo isto envolveu medo, mas porque era evoluir e ser mais feliz, ou nada, porque era inaceitável para mim ficar na mesma tortura de sofrimento, fiz tudo o que era preciso mesmo sentindo medo. E depois há a satisfação da descoberta, do novo estado mais agradável, e fazer as coisas mesmo sentindo medo torna-se ainda mais fácil, pois sabes que depois vais-te sentir muito melhor, e tudo melhorará.

Mas primeiro tem-se de arriscar, tem-se de enfrentar o medo. Temos que estar dispostos a morrer pela nossa felicidade, e para isso, ficar-se na mesma tem de ser inaceitável para nós.

Talvez a minha história te inspire a dar o passo de coragem e a beijar a mulher mesmo quando sentes medo, ou talvez não. Seja como for, está aí para o benefício de quem a ler.

Mas falta uma coisa… então onde está a resposta na tua pergunta?

Repara, para o ego orgulho é das coisas mais importantes, senão a mais importante. Portanto, para ele, esquece lá isso de fazer coisas em que pode ser rejeitado. Ele não quer nada que possa destruir a sua falsa auto-imagem de perfeição… porque isso o levaria a sentir vergonha, o que para ele é o mesmo que morte. Só que é inevitável não se ser rejeitado ao andar a meter conversa com mulheres e a dar-lhes beijos. Então como se lida com esta vergonha paralisante? Temos de enfrentar o medo de a experienciar. Ou seja, admitimos tudo aquilo que nos deixa envergonhados, e assim retiramos poder a tudo o que nos possa fazer sentir envergonhados, pois vergonha é tal como o medo, uma ilusão do ego.

Então tens de começar a admitir às mulheres que te sentes atraído por elas, que as queres beijar, mas porque não tens experiência sentes uma vergonha que te torna difícil beijá-las, pois achas que por elas terem experiência podem vir a não gostar do teu beijo, e perdem o interesse em ti.

Repara como o ego ao ler isto entra quase imediatamente em pânico lol “o quê, admitir fraquezas?! Para ela me achar um idiota?! Nunca! Irei antes fingir que sou perfeito e que está tudo bem e que tenho tudo sob controlo, assim com falsidade ela vai-me adorar!” haha

Não.

Temos de admitir tudo o que somos, sentimos e pensamos, e assim essas coisas deixam de nos controlar e limitar. Ao aceitares como normal essa vergonha de beijar, e vergonha por nunca ter beijado, isso perde poder e deixa de ser um obstáculo. Assim que te sentes confortável com como és e o que sentes, ninguém te consegue mandar abaixo ou ofender, pois tu sabes que és assim e não tens qualquer problema com isso.

“Fogo, és mesmo estúpido! Nunca beijaste uma mulher e tens vergonha de beijar uma mulher! Haha que falhado!”

“Sim, é isso mesmo. E depois? =) “

E esta é uma excelente maneira de seleccionares as pessoas, e de assim te veres livre rapidamente dos idiotas. Todos aqueles que se puserem a gozar com aquilo que admitiste, ou que te condenem por seres assim, são oficialmente idiotas a rejeitar e evitar.

E porque são eles idiotas? Porque estão inconscientes da realidade, e por isso do ego, e por isso do facto de que todos experienciamos essas emoções e temos essas limitações no ego. O ego é igual em todos nós, sem excepções, mas eles estão em negação, não aceitam isso, e preferem fingir que são perfeitos (lol), e usar a confissão de fraquezas dos outros como uma oportunidade para se sentirem superiores e melhores.

Quase ninguém admite as suas fraquezas, e devido a como o ego é, admitir as fraquezas é dos maiores actos de coragem que se pode ter. Eu sei que tens vergonha de beijar mulheres e que nunca beijaste nenhuma mulher, disseste-o no comentário, mas eu não acho que sejas um idiota por causa disso. Acho que foste corajoso para o confessar aqui, e que foste sincero. E quem não consegue reconhecer o valor desse acto é oficialmente alguém que é uma perda de tempo.

Queres beijar a mulher? Diz-lhe isso.

Sentes vergonha? Diz-lhe isso.

Nunca beijaste uma mulher e não tens experiência com as mulheres a nível sexual e de relações? Diz-lhe isso.

Só as idiotas é que te irão gozar e desrespeitar por causa disso. As mulheres que valem a pena, e aquelas que realmente gostam de ti, vão-te aceitar assim mesmo, sentindo-se gratas pela tua sinceridade e humildade, e irão valorizar o teu acto de coragem.

Para além disso, se queres beijar a mulher, podes simplesmente beijá-la. Sentes o medo, sentes a vergonha, mas aproximas a tua cara dela à mesma até a beijares. Que se lixem as consequências, é beijar a mulher ou morrer =)

Extra: é normal a mulher rejeitar os primeiros beijos, faz parte da sua natureza e está certo. Ela na verdade quer ser beijada pelo homem, mas gosta de adiar isso e “rejeitar” as primeiras tentativas, pois isso traz-lhe satisfação à sua essência feminina. E isso é giro de contemplar, faz parte da experiência normal de andar em busca da próxima namorada. Quando ela rejeitar a primeira vez, a única coisa que tens de fazer é confessar como te sentes e o que queres: “não quereres o meu beijo faz-me sentir embaraçado, e de certa forma um pouco irritado pois quero-te beijar. Se não tens qualquer intenção de me beijar é melhor dizeres-me já e cada um segue a sua vida, pois eu quero-te beijar e vou voltar a tentar em 10… 9… 8…” =D



Obrigado pela tua pergunta.